P. 1
Região Sudeste

Região Sudeste

|Views: 338|Likes:

More info:

Published by: Amanda Leite de Luna on Apr 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

09/29/2014

pdf

text

original

Região Sudeste A região Sudeste é formada pelos estados de Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo

. Essa região é considerada o maior centro econômico do Brasil, pois é na região Sudeste que está concentrada a maior parte da população, mesmo tendo apenas 924.511,3 quilômetros quadrados, e sendo a segunda menor região do Brasil, maior apenas que a região Sul. Conforme a contagem realizada em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a região sudeste totaliza 80.364.410 habitantes, quantidade que corresponde a 42,2% do total nacional, possuindo a maior densidade demográfica, de 87 hab./km², expectativa de vida de 69,2 anos, e o mais alto índice de urbanização, que é de 92,1%. Devido a essas e outras circunstancias, a região apresenta os mais altos índices de violência, sofrendo também com elevadas taxas de desemprego, porém mesmo assim, seus indicadores sociais se mostram os melhores do país, por exemplo, o analfabetismo na região é de 8,1%, a água tratada beneficia 95,9% das casas e o esgoto é recolhido em 83,8% das moradias. Além de ser a região brasileira que possui a agricultura mais desenvolvida, se destaca também pelo seu desenvolvimento industrial, pois o Sudeste é responsável por mais de 70% do valor arrecadado da indústria do país. Sendo responsável pela geração de riquezas econômicas do país, é a região mais desenvolvida, abrigando as maiores montadoras e siderúrgicas, possui o maior parque industrial, áreas de atividades agrícolas modernas, bancos, mercados de capitais, empresas transnacionais, comércios, universidades, e possuí as duas principais metrópoles do país, consideradas cidades globais, São Paulo e Rio de Janeiro. O Sudeste é responsável por 56,4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional. O Sudeste exerce uma formidável atração sobre a população de áreas menos desenvolvidas. Isso causa a superpopulação das grandes áreas industriais e, como consequência, a proliferação de favelas, com todos os problemas sociais que as caracterizam. Como a industrialização é a atividade econômica que emprega mais trabalhadores na região, cerca de 90% da população do Sudeste vive nas cidades, circunstância que facilita seu atendimento físico e cultural. Ainda assim, o setor de serviços é a principal atividade e representa a maior parte da riqueza do Sudeste. A agricultura é bem dinâmica e diversificada, e se destaca o cultivo de café, laranja e cana-de-açúcar. A exploração de minério é outra atividade econômica importante: Minas Gerais detém grandes reservas de ferro e manganês; a maioria do petróleo produzido no país é extraído da bacia de Campos, no Rio de Janeiro. O domínio natural mais importante é o dos mares de morros, que já foram recobertos pela floresta tropical (mata Atlântica). O Sudeste está situado na parte mais elevada do Planalto Atlântico, onde estão as serras da Mantiqueira, do Mar e do Espinhaço, que são cortes inclinados mais altos que existem no pico de montanhas, e é caracterizado fisicamente pela existência de montanhas antigas e arredondadas pela erosão, chamadas “mares dos morros”, e os “pães de açúcar”, que são montanhas de agulhas graníticas, bastante notadas em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. O Sudeste possui a maior média de altitude do país. O clima predominante no litoral é o tropical atlântico e nos planaltos, o tropical de altitude, com geadas ocasionais. A mata tropical que existia no litoral foi devastada durante o povoamento, em especial nos séculos XVIII e XIX, no período de expansão do cultivo do café. Na serra do Mar, a dificuldade de acesso contribui para a preservação de parte dessa mata. No estado de Minas Gerais, o mais montanhoso dos estados brasileiros, predomina a vegetação de cerrado, com arbustos e gramas, sendo que no vale do rio São Francisco e no norte do estado, encontra-se a caatinga, típica do Nordeste. O relevo planáltico do Sudeste fornece grande potencial hidrelétrico à região. Encontram-se no Sudeste, em Minas Gerais, as nascentes de duas bacias hidrográficas: a do rio Paraná, que se origina da união dos rios Paranaíba e Grande, e a do rio São Francisco, que nasce na serra da Canastra. Existem rios de boa dimensão e grande volume d’ água, alguns deles em parte poluídos, como o rio Tietê, aliás, o único que corre no sentido contrário (Leste-Oeste). Resumo: Características Página 1

No Espírito Santo. quiabo. Itaúnas. do escravo e dos diversos imigrantes europeus e asiáticos. picadinho (RJ). bolinho de bacalhau. que chegam a 30 metros de altura. evento carioca mais famoso do mundo que atrai turistas brasileiros e estrangeiros para prestigiarem desfiles das escolas de samba. Desfile de Escolas de Samba no Carnaval A culinária do Sudeste é bem diversificada e apresenta forte influência do índio. Dança de São Gonçalo. portugueses e africanos. Caiapó. virado à paulista. principalmente Ouro Preto e Mariana. indígenas e negros. também recebem visitantes.Região Sudeste Uma das atividades que mais se desenvolve nos últimos anos é o turismo. Resumo: Características Página 2 . aipim frito. Folia de Reis ou Reisado. pão de queijo. No Rio de Janeiro destacam-se as praias e o carnaval. Ticumbi e Carnaval. feijoada. Em Minas Gerais. milho ou mandioca (MG). Batuque. basicamente a população do Sudeste é uma mistura de europeus. Dança de Velhos. feijão tropeiro. são muito visitadas as cidades históricas. Festa de Iemanjá. cuscuz paulista. pizza (SP). Em São Paulo. as atrações são as praias do litoral norte e eventos das estações. devido à sua grande população e extensão territorial. feita com tintura de urucum (ES). Samba de Lenço. As manifestações culturais da região ocorrem através de elementos como: Congada. carne de porco servida com couve. pois foi para essa região onde se dirigiu a grande maioria do denso fluxo imigratório que chegou ao Brasil entre o final do século XIX e início do século XX. farofa. Na região Sudeste não existe uma cultura uniforme. famosa pelas dunas de areia. Entre os pratos típicos se destacam a moqueca capixaba. e à ocorrência forte de uma miscigenação entre os indígenas. Fandango.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->