Construção Civil

Prof.(a): Débora Felten

11. Revestimento de paredes Os revestimentos de paredes têm por finalidade regularizar a superfície, proteger contra intempéries, aumentar a resistência da parede e proporcionar estética e acabamento. Os revestimentos de paredes são classificados de acordo com o material utilizado em revestimentos argamassados e não-argamassados. 11.1 – Revestimentos argamassados Os revestimentos argamassados são os procedimentos tradicionais da aplicação de argamassas sobre as alvenarias e estruturas com o objetivo de regularizar e uniformizar as superfícies, corrigindo as irregularidades, prumos, alinhamentos dos painéis e quando se trata de revestimentos externos, atuam como camada de proteção contra a infiltração de águas de chuvas. O procedimento tradicional e técnico é constituído da execução de no mínimo de três camadas superpostas, contínuas e uniformes: chapisco, emboço e reboco.

Usualmente adiciona-se cimento na argamassa do emboço constituindo uma argamassa mista.1. É o elemento que proporciona uma capa de impermeabilização das alvenarias de tijolos ou blocos e cuja espessura não deve ser maior que 1. prumos. em geral nos traços 1/2:1:5.(a): Débora Felten 11. corrigindo as irregularidades. na proporção de 1:3 ou 1:4. 1:2:9 (cimento. cal e areia).1. 1:1:6. bastante fluída. alinhamento dos painéis e cujo traço depende do que vier a ser executado como acabamento.1 Chapisco  Chapisco é argamassa básica de cimento e areia grossa.Construção Civil Prof.2 – Emboço O emboço é a argamassa de regularização que deve determinar a uniformização da superfície. além de criar um substrato de aderência para a fixação de outro elemento. O emboço é constituído de uma argamassa grossa de cal e areia no traço 1:3. . que aplicada sobre as superfícies previamente umedecidas e tem a propriedade de produzir um véu impermeabilizante.5 cm. 11.

fazer os ajustes nesses elementos para obedecer o plano de acabamento (prumo) .Construção Civil Prof. caixas dos interruptores e tomadas elétricas. os rasgos devidamente preenchidos. redobrando o cuidado em relação ao alinhamento em que se encontram os registros. os batentes das portas colocados ou com os tacos dos batentes assentados. Os tacos devem ser aprumados e nivelados nas distâncias indicadas na figura. as tomadas d’água. contramarcos dos caixilhos e preferencialmente o contrapiso executado (neste caso. Usa-se fixar os tacos com a mesma argamassa que vai ser utilizada no emboço. Se necessário.(a): Débora Felten Para a execução do emboço é necessário ter decorrido um tempo mínimo de carência da aplicação do chapisco de 3 dias e que preferencialmente os elementos embutidos das paredes tenham sido executados. cuidar de proteger o contrapiso contra prováveis incrustações de argamassas). Execução do emboço: a)    Colocação dos tacos ou taliscas – são pequenas peças de madeira ou de ladrilhos cerâmicos colocados sobe a superfície a ser revestida e que servirá de referencia para o acabamento. as tubulações hidráulicas e elétricas.

0 a 2.0 a 1.5 m Parede chapiscada Chapada de argamassa p/ fixar tacos Máximo 30 cm 1.0 m Máximo 30 cm do piso Etapa 1 .Colocação dos tacos aprumados e nivelados .5 cm T aco (talisca) Máximo 30 cm do teto 1.Construção Civil Prof.(a): Débora Felten 1 a 1.

no mínimo). preenche-se o espaço entre as taliscas verticalmente com a mesma argamassa do emboço e estando a massa firme com o uso de uma régua de alumínio (desempenadeira).(a): Débora Felten Plano de acabamento E r let odut o T ubulação hidr áulica Plano de acabamento R egis r to de gavet a Caixa de t ada om Cuidados na et apa 1 .Construção Civil Prof. apruma-se as mestras que servirão de guia para a execução do revestimento .def inição do plano de acabam o (pr os ent um ) b)      Execução das mestras – depois que os tacos estiverem consolidados (2 dias.

executar em camadas menores em intervalos de no mínimo 16 horas. a)         .Execução das mestras c) Emassamento da parede – depois de consolidados as mestras (mínimo 2 dias). executa-se o preenchimento dos vãos entre as mestras com argamassa de revestimento em porções chapadas cuidando para que fique um excesso em relação ao plano das mestras.(a): Débora Felten 1 a 1.Construção Civil Prof. No caso da espessura do revestimento ficar maior que 2 a 3 cm.5 cm Mestras Parede chapiscada Etapa 2 .

tomando o cuidado de recolher o excesso de argamassa depositado sobre o piso antes que endureçam. Chapadas de argamassa Etapa 3 .Construção Civil Prof.Emassamanto e espalhamento .(a): Débora Felten As chapadas deverão ser comprimidas com colher de pedreiro num primeiro espalhamento.

Construção Civil Prof. retirando o excesso de material chapeado. Para verificar o ponto de desempeno. deve-se pressionar com o dedo a superfície chapeada. em ponto de desempeno R égua desempenadeira S uper fície sarrafeada Etapa 4 .(a): Débora Felten d) Sarrafeamento – iniciar o sarrafeamento tão logo a argamassa tenha atingido o ponto de sarrafeamento usando uma régua desempenadeira de baixo para cima. permanecendo Argamassa chapeada praticamente limpo. que depende do tipo de argamassa usada. da capacidade de sucção da base e das condições climáticas.S arrafeament o . O ideal é quando o dedo não mais penetra na argamassa (apenas uma leve deformação).

acetinado. espuma. 11. onde a nata de cal (água e cal hidratada) adicionada em excesso no traço. dando o acabamento (alisamento) com movimentos circulares tão logo esteja no ponto. para a aplicação de pintura. .1. comprimindo-se a massa contra a parede.Construção Civil Prof. trocando-se de desempenadeira (aço. basta um leve desempeno com desempenadeira de madeira.3 – Reboco É a argamassa básica de cal e areia fina. A aplicação é feita sobre a superfície do emboço. após 7 dias (sem que tenha sido desempenado) com desempenadeira de mão. constitui uma argamassa gorda. que tem a característica de pequena espessura (na ordem de 2 mm) e de preparar a superfície. feltro) dependendo do acabamento desejado. com aspecto agradável.(a): Débora Felten e) Desempeno – dependendo do acabamento desejado pode-se executar o desempeno da superfície com desempenadeira de mão adequada para cada caso (madeira. cuidando para não deixar incrustações nos cantos e no piso próximo ao rodapé. com pouca porosidade. arrastando de baixo para cima. aço ou feltro). Se a parede for receber revestimento cerâmico.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful