A) Bases de loções 1.

LOÇÃO LANETTE BASE Fase A Propilenoglicol Nipagin Agua qsp Fase B Cera lanete Vaselina líquida Nipazol BHT 5% 0,1% 100g 9% 5% 0,05% 0,05%

Técnica Aquecer Fase A e B até temperatura de 80-85°C. Verter fase A sobre a B sob agitação e esfriar até 35°C 2. LOÇÃO LANETTE II Cera Lanette Polawax Nipazol Nipagin Phenonip Propilenoglicol Água destilada qsp 2,0 % 0,3 % 0,025 % 0,15 % 0,15 % 5,0 % 100 %

Procedimento: Aquecer o Lanette + Polawax + Nipazol à 80 - 85° C. Aquecer o Nipagin + Phenonip + Propilenoglicol + Água Destilada à 80 - 85° C. Verter fase II sobre fase I e agitar por 5 minutos. Resfriar com agitacão. 3. LOÇÃO POLAWAX (não iônica) Polawax 5g Glicerina 3g Óleo Mineral 3g Nipagin 0,10g Nipazol 0,05g EDTA 0,01g Água dest qsp 100 ml Técnica Aquecer separadamente as fases aquosa e oleosa a 75oC . Verter a fase aquosa sobre a oleosa e misturar até a formação de emulsão. 4.LOÇÃO LANETTE COM POLAWAX

Cera Lanette Polawax Propilenoglicol Alantoína Nipagin Nipazol Agua dest.

2g 1g 5g 0,3g 0,15g 0,05g Qsp 100ml

Técnica Aquecer separadamente as fases aquosa e oleosa a 75oC . Verter a fase aquosa sobre a oleosa e misturar até a formação de emulsão. 5. LOÇÃO NUTRITIVA não iônica Ácido Esteárico 6,5 % Monoestearato de Glicerila 1,5 % Amphocerin K 4,0 % Vaselina Líquida 2,0 % Óleo de Amêndoas 2,0 % Lanolina 0,5 % Miristrato de Isopropila 1,0 % Nipazol 0,025 % BHT 0,05 % Eumulgin B-2 1,0 % Propilenoglicol 2,75 % Trietanolamina 0,6 % Nipagin 0,05 % Phenonip 0,15 % Essência 0,05 % Água destilada qsp 100 % Procedimento: Fase I: Aquecer o Ácido Esteárico + Monoestearato + Amphocerin K + Vaselina Líquida + Óleo de Amêndoas + Lanolina + Miristrato de Isopropila + Nipazol + BHT + Eumulgin à 80 - 85° C. Fase II: Aquecer o Propilenoglicol + Nipagin + Phenonip + Água Destilada à 80 - 85° C. Verter fase II sobre fase I e agitar por 5 minutos. Adicionar a Trietanolamina com agitacão. Resfriar com agitacão. Adicionar a Essência e agitar 6.LOÇÃO OIL FREE Álcool Cetílico 0,5 % Ácido Esteárico 1,0 % Monoestearato de Glicerila 2,0 % Polawax 0,5 % Óleo de Silicone 2,0 % Phenonip 0,15 % Nipazol 0,025 %

Nipagin Propilenoglicol Trietanolamina Água destilada qsp

0,05 % 10,0 % 0,1 % 100 %

Procedimento Aquecer o Álcool Cetílico + Ácido Esteárico + Monoestearato + Polawax + Óleo de Silicone + Nipazol à 80 - 85° C. Aquecer o Phenonip + Nipagin + Propilenoglicol + Água Destilada à 80 - 85° C. Verter fase II sobre fase I e agitar por 5 minutos. Adicionar a Trietanolamina com agitação e resfriar 7. LOÇÃO HIDRATANTE Álcool Cetílico 0,3 % Ácido Esteárico 1,0 % Monoestearato de Glicerila Polawax 0,5 % Óleo de Silicone 1,0 % Miristrato de Isopropila Vaselina Líquida 0,5 % Óleo de Amêndoas 3,0 % Nipazol 0,025 % BHT 0,05 % Nipagin 0,05 % Phenonip 0,15 % Trietanolamina 0,1 % Propilenoglicol 10,0 % Eumulgin B-2 1,0 % Essência 0,15 % Água destilada qsp 100 %

1,0 % 1,0 %

Procedimento: Aquecer o Álcool Cetílico + Ácido Esteárico + Monoestearato + Polawax + Óleo de Silicone + Miristrato de Isopropila + Vaselina Liquida + Óleo de Amêndoas + Nipazol + BHT + Eumulgin á 80 - 85° C. Aquecer O Nipagin + Phenonip+Propilenoglicol+Água Destilada 80 - 85° C. Verter Fase II sobre Fase I e agitar por 5 minutos. Adicionar a Trietanolamina. Resfriar com agitacão. Adicionar a Essência e agitar. b) Formulações de loções 1. LOÇÃO CALMANTE Indicação: Dermatoses, queimaduras de sol. Calmante e refrescante. Cânfora Mentol Fenol 0,5 % 0,5 % 0,5 %

5 % Locao Hidratante qsp 100 % 3.5 % Hidroviton 2. 4.3% Fase C Cera lanette 8% Monoestearato de glicerila(MEG) 1% Óleo de silicone 3% Óleo de semente de uva 3% BHT 0.8 % Camomila 2. Adicionar B sobre A e continuar o aquecimento até 80-85°C Aquecer a fase C até 80-85°C Verter A+B sobre C sob agitação e esfriar. LOÇÃO PARA MASSAGEM Mentol 1% Cânfora 1% Eucaliptol 2% Salicilato de metila 7% Loção lanete qsp 100ml Técnica Dissolver o mentol e a cânfora em quantidades suficientes de álcool e acrescentar a loção base. Adicionar os demais componentes e homogeneizar.05% Técnica Aquecer a fase A e B separadamente até aproximadamente 60°C.1% 100g Fase B Solução de parabenos 3.p. LOÇÃO COM CAMOMILA Indicação: Pele seca e sensível. 100 % 2.Loção Lanette q. LOÇÃO HIDRATANTE NUTRITIVA Fase A Glicerina EDTA Água destilada qsp 5% 0.s. Alantoína 0. .

6.5.0.3% Propilparabeno ------------------------.05% Fase B Carbomero 940(sol.2% Alantoína ------------------------------. Pesar o Aloe vera e adicionar quando a loção estiver fria.5% Dióxido de Titânio 4% Cera Polawax 6% Monoestearato de Glicerila 4% Estearato de Octila 7% Nipazol 0.15% .5% FASE AQUOSA Nipagin Glicerina Aloe Vera Água q.s.4% Óleo de Calêndula ---------------------.p.Dispersar o Dióxido de Titânio no Estearato de Octila.2% Trietanoalamina -----------------------. 0.05% Silicone 0. LOÇÃO HIDRATANTE PÓS-SOL O/A Fase A Cera auto-emulsionante --------------.1% 5% 2% 100 ml Técnica Pesar os componentes das duas fases.0.p. Verter fase aquosa sobre oleosa.s.10% Propilenoglicol ------------------------. Aquecer até 75ºC.3% Miristato de isopropila ----------------. Adicionar os demais componentes e homogeneizar.25% Metilparabeno -----------------------. LOÇÃO COM FILTRO SOLAR FASE OLEOSA Parsol Mcx 7.0.2%) -----------. 100g Técnica Dissolver o mentol e a cânfora em quantidades suficientes de álcool e acrescentar à loção base.2% Óleo de silicone -----------------------. 7.0. DOUTORZINHO Cânfora 1% Mentol 1% Salicilato de metila 5% Essência de terebentina 2% Eucaliptol 1% Corante vermelho 3 gotas Loção base q.

separadamente. a 75-80'C.20% Fase D Glicirrizinato dipotássico -----------.75g Alcool cetílico 2g .s. Misturar bem.2% Extrato de Aloe vera -------------.s. Adicionar a fase C e D.3% D-pantenol --------------------------.20% Álcool-----------------------------------.2% Mentol --------------.0.Água destilada q. Iniciar o resfriamento. Essência Preparação: Aquecer as fases A e B.3% Conservante de amplo espectro ---. LOÇÃO DE LIMPEZA PARA PELE OLEOSA A acido salicilico 1.5% Extrato de camomila 1% Extrato de hamamelis 2% Loção de limpeza 100 ml FSA LOÇÃO DE LIMPEZA “OIL FREE” FASE 1 Alcool cetoestearilico etoxilado 1. Misturar bem.100% Fase C Álcool ---------------. Adicionar a fase B sobre a fase A com agitação.2% Fase E Vitamina E --------------------------. Adicionar a fase E.p. ---------------.0.q.

Agitar moderadamente por 8 a 10 min. Adicionar a trietanilamina e ajustar pH entre 6 e 7.5g Agua 100g qsp FASE 3 Trietanolamina O.05g FASE 2 EDTA sódico 0.15g Glicerina 3g .05g Nipagim 0.Nipazol 0.02g Preparação Aquecer separadamente as fases I e II.15g Propilenoglicol 3g Parabenos e fenoxietanol 0. LOÇÃO DEMAQUILANTE (AREA DOS OLHOS) FASE A Polawax 6g Nipazol 0. Adicionar a fase II sobre I. aquecer a 75oC. Diminuir a velocidade de agitação até temperatura ambiente.05g FASE B Lanolina etoxilada 50% 3g Nipagin 0.

Agitar moderadamente por 8 a 10 min. Ajustar pH entre 5.5 a 6.Agua 100g Preparação qsp Aquecer separadamente as fases I e II. aquecer a 75oC. Diminuir a velocidade de agitação até temperatura ambiente. c) LOÇÕES HIDROALCOÓLICAS LOÇÃO FACIAL HIDROALCOÓLICA Propilenoglicol 30 ml Alcool etílico 20 ml Agua 100 ml FSA LOÇÃO TONICA PARA PELE OLEOSA Extrato de camomila 3% Extrato de calendula 3% Azuleno 0.02% Alcool a 70% 10% Agua 100ml FSA LOÇÃO TONICA PARA PELE OLEOSA OU ACNEICA Mentol 0. Adicionar a fase II sobre I.2% Extrato de propolis 1% qsp qsp .

0% Perfume Qs .5% Agua destilada 30.0% Alcool de cereais 64% Propilenoglicol 5% Extrato glicólico de Salvia 1. calendula. Pesquise a função e composição dos seguintes óleos: macadamia. semente de uva. Proponha o desenvolvimento de uma outra formulação de loção hidratante nutritiva 3. amêndoas. Como podemos melhorar a consistência de uma loção cremosa? DESODORANTES E ANTIPERSPIRANTES DESODORANTE EM SPRAY Triclosan (IRGASAN DP 300) 0.Agua de hamamelis 20% Alcool a 70% 10% Agua 100ml FSA QUESTÕES 1. Cite algumas substancias com atividade hidratante além da glicerina e propilenoglicol 6. Qual é a função dos componentes da formulação de loção para massagem em relação a função da formulação? 2. Óleo de silicone é a mesma coisa que silicone volátil qsp 5. melaleuca 4.

1% .0% Vaselina liquida 2.CREME DESODORANTE E ANTIPERSPIRANTE FASE A 70o C Polawax 12% Álcool cetílico 4.0% FASE B 75O c Água destilada 32% Alcool de cereais 40% Triclosan 0.5% Cloridrato de alumínio e zircônio 10% FASE C em 45o C Perfume e corante qs OLEO DESODORANTE PARA O CORPO Triclosan 0.5% Álcool láurico etoxilado ( 2 O.) 5% Óleo de amêndoas doces 15% Fragrância 1% Vaselina liquida Qsp 100 BHT 0. E.

DESODORANTE EM PÓ Ácido bórico 3g Ácido salicílico 1g Óxido de zinco 5g Talco qsp 100g Essência qs DESODORANTE LÍQUIDO I Hexaclorofeno 0.3g Propilenoglicol 3ml Álcool 70ml Água destilada qsp 100ml Essência qs DESODORANTE LÍQUIDO II Triclosan (IRGASAN DP 300) 0.2% Álcool 50 oGL 100 ml Essencia qs DESODORANTE ROLL ON qsp .

.....0.....................3% 100ml Essência qs TALCO PARA OS PÉS Amido de milho 15% Oxido de zinco 15% Triclosan (IRGASAN DP 300) 0..............5% CANFORA....................................................5..................................................5% Talco qsp 100g Mentol 0............................2% Gel de natrosol a 0............................................20% Preparar 100g de pomada com 10% de tintura de calendula POMADA PARA MASSAGEM MENTOL..................0% VASELINA SÓLIDA...................................0% SALICILATO DE METILA.......05% Essência qs POMADAS POMADA DE LANOVASELINA COM CALENDULA VASELINA SÓLIDA...................Triclosan (IRGASAN DP 300) 0...............2......................80% LANOLINA ANIDRA.......qsp qsp .......

qsp .POMADA DE ARNICA Arnica Tintura 10% Lanolina 10% Vaselina qsp Aplicar nas áreas traumatizadas 3 vezes ao dia. Por que se escolhe uma pomada ou um creme para a a incorporação de um principio ativo? Descreva o poder de penetração de cada um 3. Qual a função de cada componente nas formulações? GÉIS GEL BASE DE CARBOPOL I Carbopol 2. 4. Por que se utiliza somente vaselina na segunda formulação e lanovaselina na primeira? 7. Quais os excipientes que podem ser usados na preparação de pomadas? Descreva cada um deles 2.s. 5. QUESTÕES 1.: não deve ser aplicada se a região estiver em processo de cicatrização.0% Água 100 ml Phenonip 0.05% Trietanolamina q. Obs. Por que na primeira pomada foi utilizado lanolina e na segunda não? Sugira outra formulação de lanovaselina pomada Sugira uma técnica de incorporação da tintura de calendula na pomada 6.

Procedimento: Dissolver o Nipagin em água quente.2g Acido bórico 0.25 % Nipagin 0.10 % Água Destilada qsp 100 % GEL BASE DE CARBOPOL III Carbopol 940 2g Trietanolamina 1.2g Propilenoglicol 5g Alcool de cereais 25ml Água Destilada qsp 100 g GEL BASE DE NATROSOL I Natrosol 1% . GEL BASE DE CARBOPOL II Carbopol 940 1. com agitacão. Dissolver o Carbopol e a Água Destilada sob agitacão.25 % Trietanolamina 1. Adicionar a Trietanolamina aos poucos.

1 % Água Destilada qsp qsp . Adicionar a agua destilada sob agitação.1% Água 100 ml Phenonip 0.05% Técnica: Pesar todos os componentes e aquecer a 70 0C (exceto o Phenonip). GEL BASE DE NATROSOL III Natrosol 1.05% Técnica: Solubilizar o nipagin no propilenoglicol. Incorporar o natrosol.5 % Nipagin 0. Aquecer até a formação do gel.Propilenoglicol 5% EDTA 0.1% Água 100 ml Phenonip 0. Adicionar posteriormente o Phenonip GEL BASE DE NATROSOL II Natrosol 1% Propilenoglicol 5% EDTA 0.

2 % Glicerina 25g Água destilada 100 g Procedimento: Dissolver Nipagin em água quente. Dissolver CMC com agitacão.1 % Água destilada 100 % Procedimento: Dissolver Nipagin em água quente. Acrescentar a glicerina.100 % Procedimento: Dissolver Natrasol + Nipagin + Água Destilada com agitacão á 50° C. Dissolver CMC com agitacão. GEL DE CMC II CMC 2g Nipagin 0.0 % Nipagin 0. OUTRAS FÓRMULAS GEL PÓS BARBA qsp qsp . GEL DE CMC I CMC 3.

s. Essência q.05% Glicerina 2% Gel de carbopol a 0.2% Nipagin 0. Corante Q.03% Mentol 0. GEL HIDRATANTE Colágeno em pó 1% Glicerina 10% Uréia 2% Corante q.5% 100g Álcool Dissolver o mentol GEL PARA CABELOS Propilenoglicol 40% Gel base de natrosol a 1. qsp qsp .5% 60% Essência Q.Azuleno 0.s.1% EDTA 0.s.s.

Gel base de carbopol a 1% 100g qsp GEL REVITALIZANTE (ACIMA DE 30 ANOS) Gingko biloba extrato 5% Gel carbopol qsp 50g Aplicar na face limpa. que desaparece após o uso frequente. É comum nas primeiras aplicações. GEL MEDICINAL CICATRIZANTE Calêndula Tintura . GEL TONIFICANTE E REFRESCANTE PARA AS PERNAS Hamamelis extrato 3% Castanha da índia extrato 3% Gingko biloba extrato 4% gel base 50g Qsp Aplicar à noite em suaves movimentos. GEL CONTRA QUEIMADURAS Babosa Extrato Glicólico 5% Urtica urens Tintura 5% Gel natrosol 30g qsp Aplicar nas áreas queimadas 4 vezes ao dia. sem esfregar. leve sensação de ardor. à noite.

glicólico de Camomila 40% Alfa-bisabolol 0.glicólico Hamamélis 3% Ext. Manter repouso neste período e retirar com água. GEL COMPOSTO DE HAMAMÉLIS E CASTANHA DA ÍNDIA Ext. GEL ANTI-ACNE FORTE Extrato Glicólico de Própolis 10% .10% Camomila Tintura 10% Gel carbopol qsp 30g Uso local 3 a 4 vezes ao dia.5% Gel carbopol qsp 30g Aplicar no rosto limpo e deixar por 8 minutos. Reativa o brilho dando luminosidade à pele. Pode ser usada também em queimaduras. glicólico Castanha da Índia 3% F.A.R.L 2% Gel natrosol qsp 15g Aplicar na área dos olhos em suaves movimentos. MÁSCARA FACIAL DE CAMOMILA Ext.

Extrato Glicólico de Calêndula 5% Extrato Glicólico de Confrey 3% Extrato Glicólico de Hamamélis 3% Gel carbopol 50g qsp Aplicar nas regiões afetadas(face e dorso) 2 vezes ao dia. GEL ANTI-ACNE Extrato Glicólico de Própolis 5% Extrato Glicólico de Calêndula 3% Extrato Glicólico de Confrey 1% Extrato Glicólico de Hamamélis 1% Gel carbopol qsp 50g Aplicar nas regiões afetadas(face e dorso) 2 vezes ao dia.5% Gel base qsp GEL COM ÁCIDO GLICOLICO E ACIDO KOJICO Acido glicolico . GEL HIDRATANTE Uréia 5% Alantoina 0.

Carbopol 940 0. Em banho maria. Corrigir o pH até 3.83 % Glicerina qsp qsp . Adicionar o Ácido Glicólico ao gel de Natrosol e homogeneizar. adicionar ao gel. Aquecer até 40 ° C. agitar até obter consistência de gel. GEL PARA ULTRASSONOGRAFIA Fórmula utilizada em consultório para ultrassom.3% Propilenoglicol 10% Perfume Qs corante Qs Gel base natrosol 100g Procedimento: Solubilizar o acido Kójico em propilenoglicol. PEELING DE ÁCIDO GLICÓLICO Natrosol 2% Ácido Glicólico 70 % 100 % Procedimento: Dispersar o Natrosol no Ácido Glicólico e homogeneizar.2% Acido kojico O.

0 % Álcool 12.0 % Mentol 2. Fase IV : Adicionar fases I. Obs: Acertar para pH=6 para proteção do aparelho ultrassom GEL REDUTOR I Carbopol 940 1. III e após a trietanolamina aos poucos com agitação.5 % .5% Trietanolamina 0.3 % Água Destilada qsp 100 % Procedimento: Fase I : Dissolver o Nipagin em água quente.5 % 0. Fase III : Preparar solução de azul de metileno a 0.0 % Trietanolamina . II.8 % Cânfora 2.83 % Nipagin 0.15 % Solução Azul de Metileno a 0. Fase II : Dissolver o Carbopol e a Glicerina sob agitação.

Fase II: Dissolver Carbopol + Água Destilada. Adicionar a Glicerina com agitacão. Adicionar Trietanolamina com agitacão.1% .0 % Água Destilada qsp 100 % Procedimento: Fase I: Dissolver o Nipagin em água quente.9 % Glicerina 2. Fase IV: Misturar Fase I + Fase II + Fase III com agitacão. Adicionar o Corante Vermelho com agitacão.0 % Nipagin 0.0.5 % Corante Vermelho a 3% 10. GEL REDUTOR II Mentol 2% Cânfora 6% Nipagin 0. Fase III: Triturar Cânfora e Mentol com o álcool.

05% Álcool Qsp Água Qsp Gel de carbopol a 3% 100g GEL REDUTOR III Mentol 2% Cânfora 2% Extrato glicólico de Centella asiatica 2% Extrato glicólico de Algas marinhas 2% Gel de carbopol base Qsp GEL ANTICELULITE Gel base de carbopol a 1.EDTA 0.5% qsp Extrato glicólico de Centella asiatica 1% Extrato glicólico de algas marinhas 1% Mentol 2% Cânfora 6% Cafeína 0.5% Tween 20 qsp .

dando-se preferência à forma de crème.glicólico Centella asiática 5% Mentol 0. em massagem circular.5% Cânfora 0. recomenda-se não utilizar cânfora e mentol. retirar com água e aplicar um hidratante.10% Álcool etílico qsp Dissolver cânfora e mentol GEL PARA MASSAGEM CORPORAL Ext.5% Fucus Tintura 1% Gel carbopol 250g qsp Uso local(coxas. SHAMPOOS SHAMPOO BASE NORMAL SECO OLEOSO Lauril éter sulfato de sódio 30g 25g 35g Lauril sulfato trietanolamina 10g 10g 10g Dietanolamina de ácido graxos .glicólico Castanha da índia 5% Ext.glicólico de Cavalinha 3% Ext. No inverno. nádegas e abdomen) por 15 minutos. Após.

05-0.1% Acido cítrico 10% q.5% 0.15g 0.5% NaCl 0.5-2% 0.05-0.15g Essência 0.s.6% 0.05-0.5-2% 0.6% Água qs qs qs Ácido cítrico 0. .5% 0.15g 0.4g 5g 14g Nipagin 0.3-0.6% 0.3-0.5-2% Corante qs qs qs SHAMPOO BASE II Lauril éter sulfato de sódio 30% Cocoamidapropilbetaina 5% Dietanolamina de acido graxo de coco 3% Nipagin 0.3-0.

05-0.5% NaCl 0.1g. · Verificar o pH.3-0.0 g de cloreto de sódio. Água qsp Técnica: · Dissolver o Nipagin em água quente e reservar · Em um cálice de 125 ml pesar a dietanolamina. Adicionar aos poucos a água reservada. adicionando aos poucos.s. BASE PEROLADA PARA SHAMPOO Lauril éter sulfato de sódio 30g Lauril sulfato trietanolamina 10g Dietanolamina de ácido graxos 4g Base perolada 5g Essência 0.0. se estiver acima de 7. · · Adicionar a betaína e homogeneizar.6% Água qs Ácido cítrico 0. em alíquotas de 0.Cloreto de sódio q.5-2% . · Corrigir a viscosidade com até 1. adicionar o lauril éter sulfato de sódio e homogeneizar bem.0 adicionar gotas de uma solução de ácido cítrico 10% até o pH se estabilizar em 6.

1% Acido cítrico 10% q.3% qsp SHAMPOO BASE INFANTIL Côco Betaína 10. 1 % ) 5.s.Corante qs Nipagin 0.0 % Lauril Éter Sulfato 25.15g SHAMPOO BASE ESPECIAL Lauril éter sulfato de sódio 25% Lauril sulfato trietanolamina 10% Dietanolamina de acido graxo de coco 5% Nipagin 0.0 % Dietanolamina Ácido Graxo Côco 2.5 % Ácido Cítrico 0.1 % Corante ( dil.1 % Nipagin 0.s. Cloreto de sódio q. Gel base natrosol 1.0 % .

Adicionar o Ácido Cítrico.C qs qsp .C.7 ) SHAMPOO GEL COM JABORANDI. agitando.Essência 0.1 % Água destilada 100 % Procedimento: Misturar o Nipagin com água quente. ( pH 6 . Adicionar o restante da água. dissolvida em um pouco de água. Adicionar e misturar o Côco Betaína + Lauril Éter Sulfato Adicionar a Dietanolamina. Adicionar o Corante e a Essência. aos poucos. GINGKO E CERAMIDAS Jaborandi Extr.5% Shampoo base especial qsp 100ml SHAMPOO DE BARDANA Lauril éter sulfato de sódio 40% Dietanolamina de acido graxo de coco 2% Lauril sulfato trietanolamina 10% P. Glicolico 3% Gingko biloba extrato 2% Ceramidas 0.

glicólico de Alecrim 3% Água qsp 100ml SHAMPOO ANTI QUEDA D Pantenol 1% Extrato de jaborandi 2% Extrato de aloe vera 2% Tintura de capsicum 2% Tintura de Cantaridas 2% Shampoo base qsp SHAMPOO PARA CABELOS OLEOSOS Queratina 2% Extrato glicolico de hamamelis 3% Extrato de quina 1% Shampoo base perolada qsp VARIAÇÕES DE FÓRMULAS SHAMPOO DE SORBITOL Sorbitol .Ácido cítrico qs Ext.glicólico de Bardana 6% Ext.

SHAMPOO DE PROPILENOGLICOL Propilenoglicol 20 % Shampoo base 100 % Procedimento: Misturar Shampoo Base com o Propilenoglicol.5 % Shampoo base qsp 100 % Procedimento: Misturar o D Pantenol com o Shampoo base.0 % Procedimento: · Misturar o Shampoo Base com LCD.10 % Shampoo Base 90 % Procedimento: · Misturar o Shampoo base com o Sorbitol. SHAMPOO C/ D PANTENOL Indicação: Cabelos ressecados e quebradiços D Pantenol 2. LCD 6. SHAMPOO COM LCD Indicação: Ptiríase do couro cabeludo e dermatite seborréica. qsp .0 % Shampoo base 94.

PREPARAR: 1) Extrato glicólico de jaborandi Shampoo base qsp 10% 100ml 10% 100ml 2) Tintura de calêndula Shampoo base qsp QUESTÕES 1) Proponha uma técnica 2) Descreva as funções de cada um dos componentes da fórmula de shampoo base que você recebeu 3) Qual a função do jaborandi em um shampoo? 4) Cite 3 tipos de extratos que podem ser adicionados aos shampoos e quais suas funções 5) Considerando o fitoterápico que você empregou.05% Vaselina líquida . que substâncias podem ser usadas em shampoos e como agem? 8) Descreva as diferenças de viscosidade encontradas nas fórmulas acima CONDICIONADOR CONDICIONADOR BASE Fase oleosa (fase A) Alccol cetoestearilico 5% Monoestearato de glicerila 0.7% Nipazol 0. quais as indicações? Que outros ativos podem ser empregados e em que proporções? 6) A adição de vitaminas é benéfica ao couro cabeludo? Como ocorre a nutrição do cabelo? 7) O que é caspa. quais suas causas.

0% Fase aquosa (fase B) Nipagin 0.5% Agua 100 ml Técnica · · · Aquecer ambas as fases até 75 oC Adicionar fase aquosa sobre fase oleosa Agitar bem qsp · Quando a emulsão atingir aproximadamente 40 oC adicionar essência e corante (quando for o caso) · Corrigir pH até 5.5% Ácido cítrico 0.5 com uso de solução de acido cítrico a 10% CONDICIONADOR DE ALOE VERA E CAMOMILA CABELOS SECOS Lanette O 4% Deyquart A 3.1.6% .1% Cloreto de cetiltrimetil amônio 2.5% Extrato glicólico de Aloe vera 2% Extrato glicólico de Camomila 2% Essência 0.

05 % Ácido Cítrico 0. Adicionar o Ácido Cítrico ( pH 3.5% Deyquart A 2.5% .4.1 % Corante ( dil 1% ) 0.4 % Lanolina Etoxilada ( Solan 50 ) 2.0 % Cloreto de Cetil Trimetil Amônia 3.017 % Água destilada qsp 100 % Procedimento: Aquecer o Álcool Ceto Esteárilico + Solan 50 + Cloreto Cetil Trimetil Amônia + Nipagin + Água Destilada à ± 80° C até fusão total de todas as matérias primas. Adicionar o Corante e Essência com agitacão constante.05 % Essência 0.5 % Nipagin 0. Esfriar sob agitacão até ± 30 ° C.5 .5 ).Água qs 100ml Corante e Conservante qs CREME RINSE I Álcool Ceto Esteárliico 3. CREME RINSE II Lanette O 4.

Água qs Conservante Qs Corante qs Ácido cítrico 0. Que substâncias podem ser adicionadas em um condicionador para melhorar a formulação? 4.4% Conservante e Corante qs QUESTÕES 1.6% CONDICIONADOR INFANTIL Lanette O 4% Deyquart A 3. Função de cada um dos componentes da fórmula . Como este age no cabelo? 3.4% Água qsp Extrato glicólico de Erva-doce 3% Essência 0. Qual a função de um condicionador? 2. Que substâncias podem ser adicionadas para melhorar a atuação no cabelo? 5.0% Ácido cítrico 0.

3g Essência .0.100g Técnica · · · · · · · · · · Prepare 30 ml de uma solução de acido cítrico a 10% Dissolva o parabeno em propilenoglicol Adicione a dietanolamina sobre o anfótero betaínico e misture bem Acrescente aos poucos o lauril homogeneizando bem Acrescente o parabeno dissolvido Acrescente água até + ou – 75 ml Verifique o pH e corrija com a solução de acido cítrico até + ou – 5.5 Corante verde a 1% .SABONETE LÍQUIDO SABONETE LÍQUIDO DE ERVA DOCE Lauril éter sulfato de sódio .3g Metilparabeno .5 Adicione essência e corante Complete com água até atingir 100 ml Corrija a viscosidade adicionando aos poucos o cloreto de sódio SABONETE LIQUIDO PEROLADO .3g Dietanolamina de acido graxo de coco .0.15g Propilenoglicol .20g Cocoamidopropil betaína .1g Água destilada qsp .3g Cloreto de sódio .0.3g Ácido cítrico 10% qsp pH 5.

05% Essência Qs Corante qs FASE B Base perolada 30% Cocoamidopropilbetaína 3% FASE C Lauril eter sulfato de sódio 2% Água qsp ESPUMA DE BANHO Lauril éter sulfato de sódio 40g Dietanolamina de acido graxo de coco 3.FASE A Dietanolamina de acido graxo de coco 2% Nipagin 0.1% Nipazol 0.5 g Metilparabeno 0.05g Essência 0.3g Ácido cítrico 10% qsp .

5 Adicione essência e corante Complete com água até atingir 100 ml Corrija a viscosidade adicionando aos poucos o cloreto de sódio SAIS DE BANHO 1. Água destilada 100g qsp Técnica · · · · · · · · · Prepare 30 ml de uma solução de acido cítrico a 10% Dissolva o parabeno em propilenoglicol Adicione a dietanolamina sobre o lauril homogeneizando bem Acrescente o parabeno dissolvido Acrescente água até + ou – 75 ml Verifique o pH e corrija com a solução de acido cítrico até + ou – 5. qsp . Cloreto de sódio q.s.s.s. SAIS DE BANHO ESPUMANTE Lauril sulfato de sódio 10% Cloreto de sódio fino 100g Essência q.5 Corante verde a 1% q.s. Corante oleoso q.pH 5.

Embalar em vidro transparente. 2.0% Ácido cítrico 2.s. SAL DE BANHO Cloreto de sódio grosso .0% Cloreto de sódio 100g Corante oleoso q. Técnica Homogeneizar bem os sais e o lauril Acrescentar o corante e a essência homogeneizando bem Deixar secar Embalar em frasco transparente. Essência q.Técnica Homogeneizar bem o lauril sulfato de sódio com o cloreto de sódio. qsp 3. Acrescentar o corante e a essência. homogeneizar bem e secar até 40o C. SAIS DE BANHO EFERVESCENTE Bicarbonato de sódio 2.0% Lauril sulfato de sódio 10.s.

Corante Essência Técnica Homogeneizar o cloreto de sódio com o corante e a essência.200 g Água .50 g Água . Deixar secar e embalar. Modo de preparo: Aquecer a fase A até 85 º C num béquer. . SABONETE DE GLICERINA Fase A Ácido esteárico .220 g Fase D Açúcar comum .s.120 g Glicerina . Fazer a fase B a frio e misturar a C.140 g Fase B NaOH .120 g Fase C Álcool etílico . amêndoa ou de coco .90 g Óleo de semente de uva. q. Adicionar B + C sobre A. Manter em 70 º C por 1 hora para saponificar.110 g Fase E Essência e corante.125 g Óleo de rícino .

hortelã. Por fim a 45 a fase E. Pode-se colocar tintura (calêndula.6g Glicerina 721 g . Fazer a metade da fórmula SABONETE DE GLICERINA 2 Sebo de boi ou carneiro 2050g Óleo de rícino 144g Óleo de amêndoa ou de coco 1442g NaOH a 38o BE 1810g Álcool etílico 163g Açúcar comum 1520g Glicerina 200 g Borato de sódio 3. Hortelã --------8% Calêndula------5 a 8% Camomila------10% Alecrim---------2 a 6% Para fazer o sabonete opaco. camomila. Obs.)na Fase C (descontar a quantidade de álcool desta fase). Envasar rápido em formas de polietileno. retirar a fase D.Misturar os ingredientes da fase D e aquecer a 70 º C. Adicionar sobre A + B + C. etc.

. utilizando fogo baixo.. folhas ou material decorativo que tiver.... Algumas indústrias retiram para comercialização.. o extrato e a essência de sua preferencia...874g Agua destilada.2000 ml Colocar o Hidróxido de sódio pesado em um recipiente seco e ir acrescentando a água aos poucos até completar os 2 litros.. Continuando: · No recipiente de aço inoxidável acrescentar o sebo e os demais óleos.... pois há desprendimento de vapores tóxicos e irritantes. Cuidado!! Irá aquecer muito (portanto preferencialmente em um banho de gelo).. com o uso de Aerômetro de Baumé.. melhor será o processo de saponificação... CONSIDERAÇÕES Durante o processo de saponificação ocorre a formação de glicerina naturalmente..... · Acrescentar o açúcar aos poucos para não caramelar no fundo..... · Acrescentar a glicerina........... ... É importante marcar onde alcança 2L para não ultrapassar o volume... Fazer uso de mascara..qsp. Quanto mais mexer... o corante....... Aquecer até dissolver todo o sebo.. · Deixar no fogo por aproximadamente 50 minutos. · Desligar o fogo e acrescentar aos poucos o álcool (cuidado para não ferver e subir.. A massa do sabonete deve ser acondicionada em formas rapidamente... pois endurece de forma rápida. luvas e óculos de segurança.. Durante o processo de saponificação pode-se ir enfeitando as formas com as flores....Agua destilada 721g Preparo: 1)Preparo do Hidróxido de sódio: Hidróxido de sódio em lentilhas.......... Deixar esfriar e aferir a densidade a 38o BE. · Acrescentar o Hidróxido de sódio e a água (onde já deverá estar acrescido o borato de sódio).

A massa deverá ficar na forma até o endurecimento total do sabonete. Após retirar os sabonetes das formas.0% Sacarina 0. PRODUTOS ODONTOLÓGICOS GEL EVIDENCIADOR DE PLACAS Fucsina 0. Colocar a etiqueta com o logotipo que escolher. Para retirar a espuma que forma durante o processo de saponificação . Que tipo de cosmético e ativo é indicado para a pele acneica? O que é acne e quais os tipos. 2) Em relação a plantas medicinais que formas são utilizadas? Que plantas são utilizadas? 3) 4) Que ativos podem ser colocados num sabonete para pele acneica? Que ativos podem ser adicionados para um sabonete ser hidratante. deve ser retirado apenas no dia seguinte. QUESTÕES Pesquisar sobre: 1) Quais ativos podem ser colocados num sabonete glicerinado.1% Glicerina 10% Gel de Natrosol a 1% . melhor) Limpar os sabonetes com um algodão embebido em álcool comum. retirar com auxilio de um tubo menor e cortar imediatamente. 5) Qual a proporção de corantes e essências que se deve colocar num sabonete? 6) 7) 8) Que ácidos graxos devem ser usados numa fórmula de sabonete. borrifar com álcool 96o GL Se utilizar os tubos. para retirar as rebarbas e o brilho. Embalar os sabonetes em filme de PVC ou deixa-los ao natural. deixar secar ao ar livre para que complete o processo de saponificação ( quanto mais tempo secar.5% Lauril sulfato de sódio em pó 1.

Procedimento: a) b) · · · · · Preparar o gel de Natrozol Preparar o restante Em um gral de vidro triturar a sacarina sólida na glicerina Adicionar a fucsina Adicionar o lauril sulfato de sódio em pó Adicionar lentamente o gel de Natrozol Envasar em bisnagas de 30 ml.1% Sacarina sódica 0. DENTIFRÍCIO BASE Carbonato de cálcio 35g Glicerina 30g Nipagin 0. Lauril sulfato de sódio (pó) 1.2% Mentol 0.s.0% 100 g qsp . Enxaguar e observar os pontos onde houve a impregnação do corante.3% Essência de menta q.0% Gel de Natrosol 2. Colocar uma pequena quantidade na escova de dentes e proceder a escovação com movimentos circulares.Qsp Indicação: Usado para evidenciar a placa bacteriana principalmente em crianças.

p.3mL Água Destilada q. . Dentifrício base 100 g ENXAGUATÓRIO BUCAL Etanol 10mL Glicerina 5mL Óleo de castor etoxilado (Cremophor®EL) 0. 100mL qsp TÉCNICA Calcular a quantidade necessária de cada componente de acordo com a quantidade total a ser preparada.) 2.25mL Citrato de zinco 150 mg Triclosan 1g Sacarina sódica 1g Flavorizante (Óleo de menta) 0.0% Fluoreto (na forma de MFP-Na2 ) 1000 p.s.FSA DENTIFRÍCIO FITOTERÁPICO COM FLÚOR Tintura de curcuma (Curcuma zedoaria Roxb.p.m. Pesar ou medir cuidadosamente cada componente.

Adicionar a sacarina sódica e o benzoato de sódio em aproximadamente70 ml de água destilada. . seguido pelo triclosan.Dissolver o citrato de zinco e a sacarina em aproximadamente 75 mL de água destilada. adicione corante se desejar.0mL Óleo de hortelã 0. ENXAGUATÓRIO BUCAL II Polisorbato 20 1. Adicionar a solução aquosa (etapa 3. Adicionar água suficiente para completar o volume final e misturar bem. Adicione o óleo de castor etoxilado ao etanol.sp 100mL TÉCNICA Adicionar o óleo de hortelã ao polisorbato 20.25mL Etanol 95% 10mL Sacarina sódica 100 mg Benzoato de sódio 200 mg Solução de sorbitol 70% 10mL Água destilada q. glicerina e o flavorizante e misturar bem. Adicionar o etanol e misturar bem. Acondicionar e rotular.) a etapa 4 e misturar bem.

3mL Etanol 95% 10mL Solução de sorbitol 70% 20mL Água destilada q. Adicionar o obtido na etapa 4 ao obtido na etapa 3 e misturar bem.05mL Polissorbato 60 0. Em seguida. Adicionar água suficiente para completar o volume final e misturar bem. adicionar o álcool e agite lentamente .Adicionar a solução de sorbitol ao obtido na etapa 3.sp 100mL TÉCNICA Dissolver o cloreto de cetilpiridínio e o ácido cítrico em aproximadamente 68ml de Água Destilada.02mL Óleo de cravo da índia 0. . adicionar corante se desejar. o óleo de eucalipto e o óleo de cravo da índia ao polisorbato 60. Adicionar o óleo de menta.1mL Óleo de eucalipto 0. ENXAGUATÓRIO BUCAL III Cloreto de cetilpiridínio 100mg Ácido cítrico 100mg Óleo de menta 0. Acondicionar e rotular..

Continuar agitando e adicionar a solução aquosa da etapa 1.; Adicionar a solução de sorbitol e corante se desejar; Completar com água suficiente para 100 ml e misturar bem; Acondicionar e rotular. VEÍCULO PARA GÉIS DENTAIS Glicerina 22 g Carbopol 934 500mg Água destilada 25,19mL Pirofosfato tetrasódico 250 mg Sacarina sódica 200 mg Benzoato de sódio 500 mg Solução de hidróxido de sódio a 50% 0,4mL Fosfato de cálcio dihidratado 48,76 g Lauril sulfato de sódio 1,2 g Flavorizante 1mL TÉCNICA Calcular a quantidade exigida de cada componente de acordo com a quantidade total a ser preparada; Pesar cuidadosamente cada componente; Adicionar o pirofosfato tetrasódico, a sacarina, o benzoato de sódio, o lauril sulfato de sódio e o flavorizante à água destilada;

Misturar o carbopol 934 e a glicerina; Misturar a etapa 3. à etapa 4. até ficar uniforme; Adicionar a solução de hidróxido de sódio e misturar bem; Incorporar, geometricamente, o fosfato de cálcio dihidratado ao gel; Acondicionar e rotular. VEÍCULO PARA CREMES DENTAIS Pirofosfato de cálcio 45 g Solução de sorbitol 70% 20 mL Lauril sulfato de sódio 1,2 g Carboximetilcelulose 600 mg Sacarina sódica 100 mg Flavorizante (óleo de menta) 0,75 mL Água destilada 32,35 mL

TÉCNICA Calcular a quantidade de cada componente de acordo com a quantidade total a ser preparada; Pesar ou medir cuidadosamente cada componente; Adicionar o lauril sulfato de sódio, a sacarina e o óleo de menta à água destilada; Adicionar a carboximetilcelulose à solução de sorbitol; Misturar o obtido na etapa 3 ao obtido na etapa 4 até ficar uniforme; Incorporar, geometricamente, o pirofosfato de cálcio à pasta;

Acondicionar e rotular. PASTILHAS PASTILHA DE MENTOL Mentol 0,1g Gelatina 10,0g Glicerina 20,0g Corante 2,0ml Açúcar 10,0 g Água 15,0g Benzoato de sódio 0,1g Técnica: 1. 2. 3. Pesar a gelatina e o benzoato de sódio e separar Na caçarola 1 pesar a água Pesar o açúcar e adicionar na caçarola 1. Aquecer

4. Adicionar lentamente a gelatina e o benzoato de sódio reservado, tomando cuidado para não agitar muito evitando a formação de espuma 5. Pesar a glicerina na caçarola 2 e levar ao aquecimento até que fique mais fluida e adicionar sobre a caçarola 1 , com leve agitação 6. 7. 8. 9. Em fogo brando ir mexendo até que a mistura fique límpida Filtrar sobre gaze (se necessário) Adicionar O Mentol dissolvido Em Álcool 60% Adicionar os corantes e colocar nas formas

1g Essência 3 gotas 14.0ml Açúcar 10. tomando cuidado para não agitar muito evitando a formação de espuma 18. Refrigerar Retirar as pastilhas das formas e refrigerar novamente Passar as pastilhas em xarope simples Levar à geladeira e deixar secar por 1 semana. Em fogo brando ir mexendo até que a mistura fique límpida 20. 16. Adicionar lentamente a gelatina e o benzoato de sódio reservado. Pesar a glicerina na caçarola 2 e levar ao aquecimento até que fique mais fluida e adicionar sobre a caçarola 1 . 11. PASTILHA COM USO DE ALCOOLATURA Alcoolatura de laranja. limão etc 5% Gelatina 10. 12. com leve agitação 19. Filtrar sobre gaze (se necessário) .0g Benzoato de sódio 0.0 g Água 10. Pesar a gelatina e o benzoato de sódio e separar Na caçarola 1 pesar a água Pesar o açúcar e adicionar na caçarola 1.0g Glicerina 20. 15.10. Aquecer 17. 13.0g Corante 2.

Passar as pastilhas em xarope simples 26. FLORAIS HARMONIZADOR DE AMBIENTE Essencia Abundância 2 gotas Essencia Boa Sorte 2 gotas Essencia Incensum 2 gotas Alcool de cereais em agua mineral a 30% 100 ml Acondicionar em frasco tipo spray Utilizar espargindo em ambientes ou pessoas RESCUE REMEDY Brandy ou conhaque em água destilada 30 ml Rescue Remedy 4 gotas Pode-se usar a solução de conhaque a 30% (validade 3 meses) Pode-se usar a solução de conhaque a 20% (validade 2 meses) Pode-se usar a solução de conhaque a 10% (validade 1 mês) . Retirar as pastilhas das formas e refrigerar novamente 25. Levar à geladeira e deixar secar por 1 semana.21. Colocar nas formas 23. os corantes e a essência 22. Refrigerar 24. Adicionar a alcoolatura.

9 g . cicatrizzação.15 g Stévia 1.Tomar 4 gotas 4 vezes ao dia CREME DE RESCUE REMEDY Rescue Remedy 4 gotas Crab Aplle 2 gotas Creme base não iônico 30 g Usado em casos de queimaduras.08 g Coco Ralado 1. passar na panturrilha da perna e abdomem NUTRACÊUTICOS ENERGÉTICO DIET Maltodextrina 13.31 g Kerrilac 1.5 g Fibra de trigo 1. Em casos de cólicas menstruais. feridas.01 g Farinha de Castanha 0.2 g Flocos de milho 2. acne.20 g Flocos de Arroz 2.59 G Farinha de Aveia 4.

06 g Valor total 30 g Diluir 30 g do pó em 200 ml de leite desnatado ou suco CEREAL MATINAL DIET Farinha de aveia 10.2 g Stevia 1.77 g Goma Guar (starmix) 0.6 g Fosfato tricálcico 0.3 g Flocos de mamão 0.Farinha de Gergelim 0.00 g Flocos de arroz 2.05 g Corante bordeaux 0.38 g Kerrilac 0.02 g Flocos de milho 1.29 g Aroma de mamão 0.9 g .33 g Maltodextrina 12.2 g Fibra de trigo 1.

6 g Fosfato tricalcico 0.3 g Leite modificado 10.6 g Fosfato tricalcico 0.35 g Fibra de trigo 0.Goma guar 0.3 g Aroma de chocolate 0.5 g Cacau em pó 2.4 g Kerrilac 1.1 g Corante natural de caramelo .07g Valor total 30 g Diluir 30 g do pó em 200 ml de leite desnatado ou suco SHAKE CHOCOLATE DIET Maltodextrina 12.15 g Aroma de leite condensado 0.3 g Aroma de maçã 0.5 g Stévia 1.75 g Goma guar 0.

1 g Corante Bordeaux 0.29 g Kerrilac 1.3 g Aroma de morango 0.05 g Valor total 30 g Diluir 30 g do pó em 200 ml de leite desnatado ou suco SHAKE MORANGO DIET Maltodextrina 12.3 g Leite modificado 9.75 g Stevia 1.5 g Goma guar 0.6 g Fosfato tricalcico 0.5 g Farinha de aveia 3.0.15 Aroma de leite condensado 0.01 g Valor total 30 g Diluir 30 g do pó em 200 ml de leite desnatado ou suco .5 g Fibra de trigo 0.

Normalmente são utilizadas tinturas vegetais (concentração de 10% ou 20%). A vaselina é um excipiente inerte com poucas incompatibilidades. embalagem e conservação: • em recipiente adequado. • adicionar o BHT à mistura. Seguem-se abaixo as orientações para o preparo. • conservar em temperatura ambiente.As pomadas de lanolina e vaselina (ou simplesmente pomadas de lanovaselina) são preparações farmacêuticas semi-sólidas de consistência mole. misturar a lanolina anidra e a vaselina sólida. sob agitação até completa homogenização. ao abrigo da luz. adaptando-se às superfícies da pele ou às paredes das cavidades (mucosas). previamente sanitizado com etanol a 70%. previamente solubilizado em vaselina líquida.02 g Fonte: Farmacopéia Brasileira. Pode-se preparar a pomada base e armazená-la.org. Devem ser plásticas para que modifiquem sua forma com pequenos esforços mecânicos (como fricção e extensão). Os princípios ativos que farão parte composição final da pomada devem ser incorporados nas combinações e quantidades adequadas para obter os efeitos terapêuticos desejados. a lanolina pode conter alguns pró-oxidantes que podem afetar a estabilidade de determinados fármacos. Considerações importantes no preparo de Pomadas . para posteriormente serem incorporados os princípios ativos. 2007. É interessante a adição do BHT (antioxidante) na concentração de 0.sbrt. Acesso em: 17 abr.farmacopeia. Copyright © Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas .ibict.br 2 • embalar em pote de boca larga de plástico opaco ou de vidro âmbar. Fórmula COMPONENTES QUANTIDADE Lanolina anidra 30 g Vaselina sólida qsp 100 g Butilhidroxitolueno (BHT) 0.pdf>.SBRT http://www. obtidas por maceração em misturas hidroalcoólicas adequadas por um determinado período de tempo.02% na pomada de lanovaselina.br/downloads/pdf/fn2003/bases/pomada_de_lanoli na_e_vaselina. Disponível em: <http://www. destinadas ao uso externo (para aplicações na pele e mucosas).

. pois há probabilidade de irritar a pele dos pacientes.. fundamentalmente............ decorrente da má dispersão dos ingredientes sólidos....49.99 gramas BHT. Este procedimento evita a arenosidade na pomada..........02gramas .......5 gramas Vaselina branca.....100 gramas Dicas: Nesta fórmula....... Quando se acrescenta pequena quantidade de água ou solução aquosa (até 25%) não se altera. quando tenham água até 25% e óleo também até 25%.... nestes...... a estrutura da pomada e.... É óbvia a possibilidade de pomadas hidrooleosas......... a sua ação medicamentosa (pomada hidratada)..... ácido tânico. a fórmula vai se aproximar dos cremes e....... O farmacêutico não deve dispensar uma pomada que não esteja perfeitamente homogênea e com os ativos completamente dispersos...... Exemplo clássico de Pomada Hidrofílica: Álcool benzílico......................99 gramas Polietilenoglicol-4000............ conforme a descrição do processo de incorporação de ativos abaixo. entretanto não devem ser utilizadas para o preparo de pomadas contendo sais de mercúrio... as propriedades anestésicas do álcool benzílico aliam-se ao seu poder anti-séptico...49........... Pomadas arenosas podem originar grande problema para a farmácia......... Exemplo de pomada hidrofílica de fácil remoção (Pomada PEG): Polietilenoglicol-400.. há já emulsificação de uma fase em outra (A/O ou O/A)............. a trituração em uma placa de vidro ou granito com uma espátula de metal flexível ou de plástico é o método mais prático e adequado para a mistura e incorporação de líquidos ou sólidos...0.. Com mais água..... pós insolúveis precisam estar finamente divididos e levigados com a própria base fundida ou um líquido levigante........... Espátulas de inox são adequadas para a manipulação da maioria das substâncias..qsp...... Antes da incorporação na pomada. conseqüentemente.Para a manipulação de pequenas quantidades de pomadas de consistência macia.3 gramas Etilenoglicol..... ácido salicílico e iodo..8 gramas Lanolina anidra.....

. fica difícil o envase. agitando sempre... Produtos destes gêneros..... Realizar a levigação dos pós com levigantes e em seguida incorporá-los no excipiente por espatulação ou então..20g Nipasol .05g Germall 115...... Resfriar com cuidado. são úteis fórmulas com substâncias hidrossolúveis...0. 100g Aquecer separadamente a fase 1 e a fase 2 a 75 – 80°C. fundir o excipiente e incorporar os pós em um gral.. como o couro cabeludo......... Pós insolúveis em água podem ser levigados com uma pequena quantidade de glicerina... As pastas fundidas devem ser vertidas na embalagem final antes de solidificar.... como polietilenoglicol..... .......15g Lanolina anidra......... propilenoglicol ou PEG líquido......1g Água deionizada qsp......... Diminuir a velocidade de agitação para lenta até a mistura alcançar a temperatura de 4045°C.....45g Vaselina líquida...Dica: Dissolver os PEGs em banho-maria. evitando a formação de grumos. Adicional o Germall 115 previamente solubilizado em pequena quantidade de água e homogeneizar completamente. Os componentes hidrossolúveis também podem ser dissolvidos em uma pequena quantidade de água..... quando se destinam a serem aplicados em área pilosa... para o produto não endurecer muito rapidamente....... pois..... pois é difícil a homogeneização de partículas grosseiras..0.......0..... Verter a fase 2 sobre a fase 1 e agitar moderadamente até completar homogeneização. Incorporação dos pós em pastas As substâncias ativas em pó devem ser trituradas e finamente tamizadas (128 a 180 microns de diâmetro de partícula).. Pomada Ano-retal Fase 1 Lanette WB... após solidificadas... Adicionar o BHT previamente solubilizado em pequena quantidade de vaselina líquida... misturando vigorosamente...15g Fase 2 Nipagim .

............... com objetivo de aumentar a estabilidade.......... até completa homogeneização Fase 6 – Acrescentar o agente tensoativo no umectante (glicerina) e homogeneizar Fase 7 – Verter a fase 6 sobre a fase 5...................qs Glicerina ........5.........................0................05% Flavorizante ........ No caso de substâncias oleosas......82% EDTA ....................28....54% Óxido de magnésio....... homogeneizando manual e lentamente Fase 8 – Deixar a pasta formada em repouso por no mínimo 24 horas ....2.........Acrescentar a fase 4 sobre a fase 3....00% Sacarina sódica...100 ml Dicas farmacotécnicas: Fase 1 – Pesar ou medir os componentes da formulação Fase 2 – Aquecer 70% da água purificada da fórmula a 90°C Fase 3 – Incorporar o edulcorante.................. óxido de magnésio e carbonato de cálcio na água aquecida Fase 4 – Incorporar o agente espessante nos 30% de água purificada não aquecida Fase 5 ... monofluorfosfato de sódio........ Pasta Dental base com carbonato de cálcio Carbonato de cálcio (extra leve).........50% Metilparabeno ...........0............0.......... como a glicerina ou o propilenoglicol.....15% Água purificada qsp ...76% Hidroxietilcelulose.... EDTA.......................................0.......antes de serem acrescentados à pasta base......20... metilparabeno..0.............................. sob agitação constante utilizando batedeira ou mixer. é conveniente misturá-las a um solvente intermediário........71% Monofluorfosfato de sódio................80% Lauril sulfato de sódio....

... canela..........................00% ....0.25.......1..... torna-se necessário adequar a quantidade a ser utilizada para obtenção de uma pasta com viscosidade e aspecto ideais....00% Sacarina.................10% Flavorizante .... utilizar 1% de uma solução alcoólica estoque de mentol a 5%............ A utilização de flavorizantes como menta.1.....00% Lauril sulfato de sódio.75% Água purificada qsp .. morango ou tutti-frutti tornam a pasta mais agradável ao paladar. assim como os flavorizantes devem ser incorporados a partir da prescrição do cirurgião dentista............. Pasta dental com CMC Carbonato de cálcio (extra leve).....00% Sorbitol 70%................................ aniz...20.....00% Lauril sulfato de sódio.20........................As substâncias ativas....1..40....0............ O carbonato de cálcio utilizado no desenvolvimento dessa formulação é o extra leve.........00% Sorbitol 70%.......................... hortelã........100 ml Dicas farmacotécnicas: O lauril sulfato de sódio utilizado deve apresentar o menor sabor residual possível.20% Carboximetilcelulose ..00% Goma Xantana ..... A farmacotécnica desta formulação é a mesma da pasta dental base citada acima..... Para conferir refrescância à pasta dental................... Pasta dental com baixa abrasividade Fosfato bicálcico.20% Carboximetilcelulose .2............. Na utilização de outros agentes abrasivos ou outros tipos de carbonato de cálcio......2.....

.p..0g Friogel----------------------------------.. Máscara de Argila para Pele Oleosa: Gel de Carbopol 1.5 g Corante Verde----------------------....0 g Caolim---------------------------------.100.0ml Essência de Buriti-----------------------0.0 ml Extrato Glicólico de Aloe Vera ---5.Goma Xantana ..---------------.....0 g Germa 115---------------------------..0%----3....10% Flavorizante ...0.0.34....1. Pesar os pós todos juntos e ir acrescentando aos poucos com agitação no fisaton.0. ...0 ml Essência de Aloe Vera-------------....3... Colocar o gel de goma xantana e o cetiol SN...3 g Gel de goma xantana--------------... o Germal e o Friogel na água deionizada.3 ml Essência de Aloe Vera ------------1. Sabonete GEL DE Aloe Vera: Gel de Carbopol 1..... Esfoliante Facial: Microesferas de Polietileno----------8.p.0 ml Shampoo base infantil --------qsp—100.0...30.... s........0 ml Dispersão Veegun K 10.5 g Albumina------------------------------.1.. Colocar por último o gel de carbopol e o glucamate..0 g Alantoína------------------------------.0 ml Homogeneizar componentes no shampoo base...0..0 ml SF cor----------------------------------..0%-------------20......015 g Argila Verde--------------------------......0...----------100..2.......0.0% -----------.10..9018 g Homogeneizar os componentes.00% Sacarina...100 ml Seguir dicas farmacotécnicas da pasta dental base..2 ml Água Deionizada q.0 ml Dissolver a Alantoína..5..75% Água purificada qsp .s....0 g Sabonete Cremoso---q. Por último colocar a essência..0%------...0 ml Solução de Glucamate 30.20.. Colocar no gel de carbopol e a dispersão Veegun e homogeneizar.0 g Cetiol SN------------------------------...

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful