P. 1
Teorias da Motivação - Power Point

Teorias da Motivação - Power Point

|Views: 1.315|Likes:
Publicado porTiago Reis

More info:

Published by: Tiago Reis on Apr 12, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/08/2013

pdf

text

original

Teorias da Motivação

Gestão de Recursos Humanos I
Professor Paulo Malico Sousa
Tiago Reis reis14@gmail.com | Rafael Assis kily_assis@hotmail.com

Temas a Abordar
O que é a Motivação Antigas Teorias Teorias Contemporâneas

Motivação

O que é a Motivação .1.

motivação não é um traço pessoal .

.

.

direcção. e persistência dos esforços de uma pessoa para atingir qualquer objectivo (…) Pina e Cunha et al (2006) ” .Motivação “ (…) processo responsável pela intensidade.

2. Antigas teorias .

Teoria da Hierarquia das Necessidades Teoria do X e Teoria do Y Teoria de dois Factores .

Teoria da Hierarquia das Necessidades [Abraham Maslow] Auto Realização Estima Social Segurança Fisiológica .

Fisiológica FOME .

Fisiológica FOME .

Fisiológica FOME .

Fisiológica FOME .

Segurança SEGURANÇA FISICA .

Segurança SEGURANÇA FISICA .

Social

AFEIÇÃO

Social

AFEIÇÃO

Social

AFEIÇÃO

Estima RESPEITO PRÓPRIO .

Estima RESPEITO PRÓPRIO .

Estima AUTONOMIA RESPEITO PRÓPRIO .

Estima AUTONOMIA RESPEITO PRÓPRIO .

Estima AUTONOMIA RESPEITO PRÓPRIO .

Estima AUTONOMIA RESPEITO PRÓPRIO .

Auto-realização CRESCIMENTO .

Auto-realização CRESCIMENTO .

é preciso perceber em que patamar da hierarquia essa pessoa se encontra .Uma Necessidade satisfeita extingue a motivação logo Para motivar alguém.

[McGregor] .Teoria do X Teoria do X e Teoria do Y Teoria do X Os Gestores tendem a desenvolver um conjunto de premissas. crenças ou ideias sobre os colaboradores que podem ser divididas em dois grupos. assunções.

controlados ou ameaçados com punições para que atinjam as metas.  Como não gostam de trabalhar precisam ser coagidos.  A maioria dos colaboradores coloca a segurança acima de todos os factores associados ao trabalho e mostra pouca ambição. .  Os colaboradores evitam responsabilidades e buscam orientação formal sempre que possível.Premissas da Teoria X  Os colaboradores não gostam de trabalhar por sua própria natureza e tentarão evitar o trabalho sempre que possível.

 A capacidade de tomar decisões inovadoras pode ser encontrada em qualquer pessoa e não é privilegio exclusivo dos que estão em posições hierarquicamente superiores . ou até buscar.  As pessoas demonstrarão auto-orientação e autocontrole se estiverem comprometidas com os objectivos. aceitar.  A pessoa mediana é capaz de aprender.Premissas da Teoria Y  Os colaboradores podem achar o trabalho algo tão natural quanto descansar ou divertir. a responsabilidade.

Teoria do X Premissas do nível mais baixo dominam os indivíduos Teoria do Y Necessidades de nível mais alto são dominantes Auto Realização Estima Social Segurança Fisiológicas [Teoria do X e Y expressa através da Pirâmide de Maslow] .

A Teoria dos dois Factores [Frederick Herzeberg] “ O que as pessoas desejam no trabalho? ” .

Comparação entre Satisfeitos e Insatisfeitos Higiénicos Motivacionais Factores que contribuem para a insatisfação no trabalho Factores que contribuem para a satisfação no trabalho .

Insatisfação Satisfação Visão Tradicional .

Visão de Herzeberg Não Satisfação Satisfação Insatisfação Não Insatisfação .

Situação Real Relações Cortadas entre Jogador e Treinador .

Factores Característicos que conduzem à insatisfação Relacionamento com o Supervisor Politicas e Administração da Empresa Condições de Trabalho Salário Relacionamento com os Colegas Vida Pessoal Supervisão .

Situação Hipotética Atleta e Treinador com excelente relação Suficiente para haver satisfação? [ [ .

Segundo Herzeberg não. . pois os factores que determinam a insatisfação ou não insatisfação são diferentes dos que determinam a satisfação ou não satisfação.

Exemplos de Factores que conduzem à Satisfação Realização Reconhecimento Responsabilidade Progresso Ex: Marcar 30 Golos na Liga Ex: Ser Considerado o melhor atleta Ex: Ser Capitão de Equipa Ex: Aperfeiçoamento das Capacidades .

3. Teorias Contemporâneas .

Teoria da Avaliação Cognitiva Teoria da Avaliação dos Objectivos Teoria da Equidade .

E adorava trabalhar. . eles me contrataram em período integral. Faço a mesma coisa que fazia antes.Teoria da Avaliação Cognitiva É estranho (…) Comecei a trabalhar na Human Society como voluntária. Mas não estou achando mais divertido. pagando 11 dólares à hora. Então há três meses. Eu trabalhava 15 horas por semana ajudando as pessoas a adotar um bicho de Estimação.

Premissas habituais Motivação Intrínseca Motivação Extrínseca .

as recompensas internas que resultam do que o individuo gosta de fazer. são reduzidas.Teoria da Avaliação Cognitiva Quando uma organização usa recompensas externas para premiar desempenhos superiores. .

Só quero que dês o melhor de ti Teoria da Fixação dos Objectivos .

Mas que significa o melhor de nós próprios .

Será que sabemos quantificar um objectivo tão vago de modo a saber quando o atingimos? .

 Objectivos mais fáceis.  Um feedback auto-gerenciado é ainda mais motivador. mais alto é o nível de desempenho.  Melhor desempenho se houver feedback em relação ao progresso. mais facilmente são atingidos. .  Comprometimento do Individuo para com o objectivo.  Quanto mais difícil é o objectivo.Premissa da Teoria da Fixação dos Objectivos  A especificidade do objectivo em si funciona como estimulo interno.

Feedback 5. Compromisso 4. Complexidade da tarefa . Claro 2.Definição dos Objectivos 1. Desafiador 3.

Limitações Culturais VS .

Teoria da Equidade Licenciado Melhor Aluno do Curso de Universidade Conceituada Ambicioso Articulado .

Recebe oferta de emprego de uma grande empresa para receber bom ordenado .

Desempenha funções para as quais se formou E sente-se bem a fazê-las na empresa .

Recompensado pelos esforço. recebe aumento de ordenado .

Passado um ano… .

É Contratado um recém-licenciado com a mesma formação para as mesmas funções só que… Esse mesmo recém-licenciado vem ganhar mais 20%. .

Educação.Entradas (Esforço. Experiência. competência) Resultados (Remunerações. Aumentos. Reconhecimento) T R A B A L H O .

Estado de Equidade Nosso Trabalho Trabalho dos outros Situação considerada justa .

Tensão de Equidade Trabalho dos outros Nosso Trabalho Situação considerada injusta  Sentimento de Raiva .

Tensão de Equidade Nosso Trabalho Trabalho dos outros Situação considerada injusta  Sentimento de Culpa .

Reacção após comparação 1.: Fazer menos Esforço . Modificar as suas contribuições Ex.

Reacção após comparação 2.: Aumentar o seu rendimento . Modificar os seus resultados Ex.

mas agora percebo que trabalho muito mais que outros” .Reacção após comparação 3. Distorcer a sua auto-imagem Ex.: “Eu Achava que trabalhava num ritmo determinado.

Reacção após comparação 4. Distorcer a Imagem dos Outros Ex.: “O trabalho dele não é tão bom quanto eu pensava” .

: “Posso não ganhar tão bem quanto o meu cunhado mas certamente ganho mais que o meu pai” . Buscar outro ponto de referência Ex.Reacção após comparação 5.

Reacção após comparação 6.: Deixar o emprego . Abandonar o terreno Ex.

Obrigado pela atenção “ “ ” .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->