Estratificação de Casta na Índia Castas, em sociologia, são sistemas tradicionais, hereditários ou sociais de estratificação, ao abrigo da lei ou da prática comum

, com base em classificações tais como a raça, a cultura, a ocupação profissional, etc.Varna, a designação sânscrita original para "casta", significa "cor". Com traduções equivalentes em diversas línguas ocidentais, o vocábulo “casto” propriamente dito tem origem portuguesa e se relaciona ao conceito de 'castidade', palavra com a qual compartilha o mesmo radical latino referente a 'pureza'. Em biologia, representa um grupo de indivíduos pertencentes a uma espécie animal ou vegetal que apresenta caracteres semelhantes transmitidos por hereditariedade. Na viticultura, representa uma variedade que produz uvas com características específicas ou semelhantes. Na enologia, representa os aromas transmitidos ao vinho pelas uvas que lhe deram origem. A degustação do vinho pode identificar as castas com que foram produzidos.

As castas na Índia
O sistema de castas (Varna) indiano é dividido de acordo com a estrutura do corpo de Brahma. As quatro principais castas são:
• • • • •

A cabeça (Brâmanes) representa os sacerdotes, filósofos e professores; Os braços (Xátrias) são os militares e os governantes; As pernas (Vaixás) são os comerciantes e os agricultores; Os pés (Sudras) são os artesãos, os operários e os camponeses. A "poeira sob os pés" não foram originados do corpo de Brahma, por isso não pertencem às castas, mas tem um nome: são os Dalit ou párias, chamados de intocáveis (a quem Mahatma Gandhi deu o nome de Harijan, "filhos de Deus"). Os Dalit são constituídos por aqueles (e seus descendentes) que violaram os códigos das castas a que inicialmente pertenciam. São considerados impuros e, por isso, ninguém ousa tocar-lhes. Fazem os trabalhos considerados mais desprezíveis: recolha de resíduos, coveiros, talhantes, etc. Na sequência das invasões mongóis da Índia (século XIII), milhões de párias converter-se-iam ao islamismo, uma religião que não os ostracizava.

Fora do sistema das castas, também existem os Adivasis (povos tribais) e os Mechhas (estrangeiros).

500 2. elas somavam umas 3 mil. Tamas inclina à passividade. à aversão à pobreza e à modéstia. adotado no tempo das invasões arianas (cerca de 1. Inicialmente. filósofos. a viver o dia-a-dia em iludido contentamento. à inércia. os Xátrias (guerreiros). eremitas. às artes. às ciências e ao conhecimento — sacerdotes. à filosofia.000 a. agressivas. ao medo de assumir responsabilidades e riscos. as castas teriam surgido ligadas aos guna predominantes nos indivíduos. Assim. nada mais são do que partes diferenciadas de um corpo divino. deixando-se conduzir pelos mais fortes e enérgicos — artesãos. . camponeses (sudras). antes da independência. à falta de ambição. Rajas inclina naturalmente a actividades enérgicas.Representação das quatro principais castas do hinduísmo em torno do deus Ganesha. o hinduísmo tem uma concepção social que se expressa nesse sistema de castas. Na Índia.). C. os Vaixás (comerciantes) e os Sudras (camponeses e artesãos). aqueles em que sattva predomina são inclinados às actividades espirituais. em ocupações humildes. à ignorância. As castas. artistas e poetas (brâmanes). proprietários de terras. mestres espirituais (gurus). yogis. resultantes das subdivisões das quatro castas "clássicas": os Brâmanes (sacerdotes). segundo eles. cientistas. artistas (vaixás). Ao contrário do igualitarismo islâmico. à literatura. operários. riquezas) e pessoas (domínio dos outros). astrólogos. à busca da fama e da notoriedade — guerreiros e governantes (xátrias) e comerciantes. à conquista de coisas (terras. escritores. historiadores. repetitivas e cansativas.

C. Embora geralmente identificado com o hinduísmo. trabalhar e constituir família. vivendo como eterno peregrino. A Constituição Indiana rejeita a discriminação com base na casta. Bibliografia: http://pt. as quatro etapas da vida. Actualmente. O sistema de castas da Índia é uma divisão social importante na sociedade Hindu. e 250 a. levado a cabo pelas potências ocidentais neocolonialistas. incluindo alguns grupos de muçulmanos e cristãos. o Manue. Há pensadores. ele continua a fazer parte da cultura da Índia moderna. que se tornaram escravos. não apenas na Índia. pelo Punjabe . depois de estudar. onde o homem. Apesar do sistema de castas ter sido rejeitado pela Constituição Indiana de 1950 (devido à pressão de políticos ocidentalizados). As primeiras referências históricas sobre a existência de castas se encontram em um livro sagrado dos mexicanos. a divindade criadora do universo. mas persistem principalmente na zona rural do país. mas parece ser proveniente da divisão entre os migrantes Karianos .000 sub-castas não-oficiais. é tão antigo e tradicional. renuncia à vida mundana e se dedica inteiramente à busca da moksha iluminação. em reclusão na floresta ou nas montanhas. Segundo o hinduísmo. o sistema de castas também foi observado entre seguidores de outras religiões no subcontinente indiano. o indivíduo é expulso. Tem como ideal a seguir os ashrama. em consonância com os princípios democráticos e seculares que fundaram a nação. possivelmente escrito entre 800 a. um genocídio cultural da sociedade indiana. vem de Brahma. existem mais de 3. que lhe estão culturalmente asseguradas pelo resto da população.e os nativos (dasya).C.. através do yoga (meditação e a outras práticas espirituais). vindo do norte.subgrupo dos Lindo-europeus que povoou a Península da Índia por volta de 1600 a.C. mas no Nepal e outros países e populações de religião Hindu. como o indologista Alain Daniélou. no eterno retorno das almas à vida (palingenesia para os gregos antigos) que podem ser acolhidas inclusive em animais. É generalizada entre os hindus a crença na reencarnação.. Se por acaso infringir as normas da sua casta. que consideram o sistema das castas como social e culturalmente válido e justificável no contexto indiano. A origem do sistema de castas é certa. Barreiras de casta deixaram de existir nas grandes cidades.Não há salvação individual (moksha) na medida em que a pessoa só é entendida como pertencente a uma casta a quem ela deve fidelidade absoluta. sobrevivendo à custa de esmolas e oferendas de comida. uma forma muito eficaz de preservar certas subculturas e certas profissões transmitidas geracionalmente.wikipedia. apesar de ser condenado pela Constituição de 1950. sendo as recentes tentativas de o destruir um verdadeiro caso de etnocentrismo. casar-se. tornando-se um pária (pariyan) ou intocável (harijans ou dalits).org/wiki/Sistema_de_castas_da_%C3%8Dndia Info Escola Sistema Indiano de Castas Por Ana Lucia Santana O sistema de castas na Índia. no hinduísmo. que a força da prática adotada ao longo de séculos permite que esta .

estes indivíduos se rebelaram contra ordens superiores. nas terras hoje pertencentes à Índia. Esta punição se estende a todos os seus descendentes.infoescola. constituindo os camponeses. na fortuna. considerado sagrado pelo Hinduísmo. que de alguma forma transgrediram alguma norma social pertencente ao sistema de castas. Somente eles podem estruturar as cerimônias religiosas e transmitir o legado sagrado para o povo. apesar de ser considerado ilegal pela Constituição. Os jatis não se encaixam em nenhum parâmetro determinado pelo mecanismo das castas. Historicamente as castas são citadas pela primeira vez no livro conhecido como Manu. o Deus Maior do hinduísmo. os quais só podem contrair matrimônio com seres pertencentes ao seu próprio círculo. os quais compõem os sacerdotes. As coxas de Brahma geram os vaishas. A boca desta divindade constitui os brahmin. este mecanismo social está também presente entre os muçulmanos e até mesmo na esfera do Cristianismo. de um lado. embora hoje ela prevaleça mais nas áreas rurais. mas sim em fatores de ordem religiosa e na transmissão hereditária do legado de cada casta. Hoje. São considerados impuros. porém.cultura permaneça mais viva do que nunca.C. o sistema de castas mantém sua força e já registra mais de três mil classes e subclasses nos meios sociais indianos. no território indiano. À margem das castas há os dalit. por isso têm que lidar com o que é considerado imundo socialmente – limpar esgotos.com/sociologia/sistema-indiano-de-castas/ . trabalhadores fabris e artífices. uma elite composta por apenas 15% da população. distintos dos imigrantes por sua epiderme escura. Bibliografia: http://www. A casta é um grau social transmitido como herança. mesmo assim eles buscam ser aceitos pelas castas mais elevadas. portadores de pele clara -. assim a situação social em que cada pessoa se encontra é legada dos genitores para seus filhos. manipular os mortos. dependentes das orientações transmitidas pelos brâmanes. professores e filósofos. transformados em escravos ou dasas. A primeira divisão de que se tem notícia ocorreu entre os árias. membros das instituições políticas e militares. e os dasya. enquanto normalmente exercem um trabalho liberal legado por seus familiares. Esta estratificação social não se baseia simplesmente em recursos financeiros. responsáveis pelas atividades comerciais e agrícolas. Tem início então o sistema de castas. dando origem aos Kshatriya. vigente há pelo menos 2600 anos no subcontinente indiano. enquanto os shudras nascem dos pés do deus. sendo por isso excluídos. os quais só recentemente conquistaram o direito de acesso à sabedoria hindu. A partir deste momento os árias ou ‘varnas’ foram hierarquizados conforme cada elemento do corpo de Brahma. Em alguns momentos. Esta formação social hindu teve início com a chegada dos árias – povos de origem indo-européia. Logo depois vêm os braços de Brahma. denominados ‘varnas’. produzido entre 600 e 250 a. Embora predominante no hinduísmo. chamados ‘intocáveis’ ou párias. coletar o lixo. antigos habitantes desta região.