JUSTIFICATIVA DA EMERGENCIA

A presente JUSTIFICATIVA objetiva atender dispositivo legal que respalde a contratação direta por emergência, de empresa para o fornecimento de combustíveis (Gasolina e óleo diesel) à administração Municipal de Porto Velho nos termos e condições a seguir explicitadas. A Contratação encontra-se amparada no art. 24, inciso IV c/c com o art. 26 - caput e parágrafo único - da Lei de Licitações nº 8.666 de 21 de junho de 1993. A aquisição de combustíveis em geral pela Administração Municipal visa atender as seguintes necessidades: 1) Manutenção da Máquina pública através do seu sistema de transporte oficial; 2) contratos de locação de máquinas e equipamentos pelo sistema de hora/máquina trabalhada. A contratação por emergência justifica-se em razão da necessidade em atender os serviços essenciais e imprescindíveis de recuperação de estradas vicinais, recuperação de vias urbanas em áreas de difícil acesso, operação tipo “tapa buracos”, intensificada no período de inverno, desobstrução de bueiros e drenagem de águas pluviais, limpeza de canais e atendimento de emergências nas áreas urbanas e rural na sede e distritos, além da circulação da frota de veículos da administração municipal. Tais serviços, exceto a circulação da frota, são realizados por maquinas e equipamentos locados sob o sistema de horas/máquina, fornecendo o município o combustível às empresas contratadas, modelo operacional este que se mostra economicamente mais viável em razão de constituir o combustível principal custo na locação de máquinas e equipamentos e o Município adquirir este insumo com preço vantajoso, de modo a praticar assim preço de locação reduzido em relação ao mercado local. A emergência na contratação decorre de óbices na tramitação dos Processos Administrativos referentes à Locação de horas/máquina, principal indicador dos quantitativos estimados de consumo, cujo desfecho esperava-se para o final do exercício 2010; entretanto, por razões diversas tal não ocorreu, estando este Processo Administrativo ainda em tramitação nos órgãos de controle, impedindo assim a administração de estimar com segurança mínima os quantitativos e valores à licitar, conforme determina o art. 15º § 6º incisos I e II da Lei nº 8.666/93. Há que se considerar ainda a existência de remanescente de Ata de Registro de Preços objeto do Processo nº 07-02400/000/2009, cujos quantitativos estimava-se atender até provavelmente a segunda quinzena de fevereiro, considerando que no inicio do período invernoso o consumo de combustíveis reduz-se por reduzirem-se as ações pertinentes. Entretanto esta previsão inicial não concretizou-se haja vista o rigor do inverno amazônico em andamento, cujo volume de chuvas inclusive, por razões da atipicidade de fenômenos climáticos em curso, transbordou e afetou drasticamente outras regiões do país. Portanto os quantitativos de consumo, considerando a intensificação das ações pertinentes, não atenderam ao inicialmente previsto, obrigando assim a administração a encetar ações referentes e urgentes para o inicio de Processo Administrativo objetivando aquisição de combustíveis, permanecendo, infelizmente, à descoberto lapso temporal até a concretização dos procedimentos licitatórios, já em andamento, mas cujas ações não podem sustar-se sem por em risco todo o oneroso programa de manutenção do patrimônio estradal e de vias urbanas (patrimônio público) e patrimônio privado, além do risco a saúde e vidas humana causado por fatores naturais e climáticos imprevisíveis. Subsidiariamente, há ainda que considerar-se a operação da frota municipal de transporte oficial, responsável pela circulação de pessoal e materiais indispensáveis à manutenção da maquina publica, realizada pela

tempo este estimado conforme a seguir demonstrado: ETAPAS PRAZO PREVISTO (DIAS) Autuação do Processo com seus elementos fundamentais 0 Cotação de Preços de 13 Mercado e montagem do Quadro Resumo Análise previa do Controle Interno Elaboração do Edital e Seus anexos Análise da Minuta do Edital e seus anexos pela PGM Procedimentos administrativos da CML e publicação do Edital Sessão de abertura do certame Prazos recursais Análise pós licitatório pela CGM Homologação e adjudicação do Procedimento Efetivação da Contratação Emissão da Ordem de fornecimento Reserva técnica de prazos TOTAL Fonte: ASTEC. Desse modo. DERGEC e CML/SEMAD OBSERVAÇÕES Ação Concluída Envolve dados oriundos de de várias Secretarias (SRP) e ampla pesquisa De mercado Prazo total estimado caso existam recursos - 05 03 05 10 01 07 05 02 05 02 02 60 Observação: Não foram consideradas impugnações que impliquem em reformulação e conseqüente republicação do Edital. tempo estimado para conclusão do processo Administrativo relativo à aquisição de Combustíveis. os quantitativos necessários estimados para atender a situação emergencial são calculados com base no consumo médio destes insumos. Por conseguinte. conforme a seguir demonstrado: Meses* Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro TOTAL Fonte: ASTEC/DIFC/SEMAD *Periodo referente a 2010 Combustíveis Gasolina Diesel .Secretaria Municipal de Administração – SEMAD através de sua Divisão de Transporte Oficial – DITO/SEMAD. considerando os últimos seis meses. a contratação emergencial dar-se-á pelo período de sessenta dias corridos (dois meses).

a contratação emergencial destes insumos. 21 de janeiro de 2011. parágrafo único. esclarece-se que na Consulta de Preços aos fornecedores ficou claramente consignado que se trata exclusivamente de fornecimento para atendimento de situação emergencial. apresentando os documentos necessários quando lhe foi solicitado. face a necessidade da administração municipal. considerando que foram consultados os fornecedores não considerados distribuidores em razão de estes não realizarem abastecimento fracionado em veículos e na tancagem própria da administração. Porto Velho. embasa-se na ampla pesquisa de preços realizada no mercado local. conforme acostado aos presentes autos. que o empenho será por estimativa e que o contrato se extinguirá com a consumação da futura licitação já em curso. incisos II e III da Lei nº 8. o consumo médio no período é portanto de XXXX litros/mês de gasolina e xxx litros mês de diesel. meses de verão e inverno. O fornecedor que apresentou menor e melhor preço e condições de fornecimento possui todas as prévias condições de regularidade jurídica e fiscal. conforme disposto no art.666/93. entre fornecedores do ramo e considerando a pertinência e especificidades da aquisição em questão. esta demonstrado no “Quadro Resumo” das Cotações de Preço realizados. * Quantidades em litros. ** Quantitativo para atender 60 dias (dois meses). A escolha do fornecedor indicado bem como a Justificativa do preço a ser contratado. 26. Portanto. Finalmente. para atender um período estimado de sessenta dias (dois meses) será nos seguintes quantitativos e respectivos valores: Combustível Gasolina Comum Diesel Comum TOTAL Quantitativo Mensal Litro* Quantitativo Total Preço Litro** Unitário (R$) 2.14 Valor Total (R$) Fonte: ASTEC/DIFC/SEMAD. Seu preço. mais vantajoso para a administração.ASTEC/SEMAD . SIMONE LINO PIMENTEL Chefe da Assessoria Técnica . constante em folha nº XX dos presentes autos.57 2. considerando abranger de forma equilibrada.Utilizou-se o período acima.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful