P. 1
JUSTIFICATIVA EMERGENCIAL COMBUSTIVEIS

JUSTIFICATIVA EMERGENCIAL COMBUSTIVEIS

|Views: 2.475|Likes:
Publicado porSimone Lino

More info:

Published by: Simone Lino on Apr 14, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

01/07/2013

pdf

text

original

JUSTIFICATIVA DA EMERGENCIA

A presente JUSTIFICATIVA objetiva atender dispositivo legal que respalde a contratação direta por emergência, de empresa para o fornecimento de combustíveis (Gasolina e óleo diesel) à administração Municipal de Porto Velho nos termos e condições a seguir explicitadas. A Contratação encontra-se amparada no art. 24, inciso IV c/c com o art. 26 - caput e parágrafo único - da Lei de Licitações nº 8.666 de 21 de junho de 1993. A aquisição de combustíveis em geral pela Administração Municipal visa atender as seguintes necessidades: 1) Manutenção da Máquina pública através do seu sistema de transporte oficial; 2) contratos de locação de máquinas e equipamentos pelo sistema de hora/máquina trabalhada. A contratação por emergência justifica-se em razão da necessidade em atender os serviços essenciais e imprescindíveis de recuperação de estradas vicinais, recuperação de vias urbanas em áreas de difícil acesso, operação tipo “tapa buracos”, intensificada no período de inverno, desobstrução de bueiros e drenagem de águas pluviais, limpeza de canais e atendimento de emergências nas áreas urbanas e rural na sede e distritos, além da circulação da frota de veículos da administração municipal. Tais serviços, exceto a circulação da frota, são realizados por maquinas e equipamentos locados sob o sistema de horas/máquina, fornecendo o município o combustível às empresas contratadas, modelo operacional este que se mostra economicamente mais viável em razão de constituir o combustível principal custo na locação de máquinas e equipamentos e o Município adquirir este insumo com preço vantajoso, de modo a praticar assim preço de locação reduzido em relação ao mercado local. A emergência na contratação decorre de óbices na tramitação dos Processos Administrativos referentes à Locação de horas/máquina, principal indicador dos quantitativos estimados de consumo, cujo desfecho esperava-se para o final do exercício 2010; entretanto, por razões diversas tal não ocorreu, estando este Processo Administrativo ainda em tramitação nos órgãos de controle, impedindo assim a administração de estimar com segurança mínima os quantitativos e valores à licitar, conforme determina o art. 15º § 6º incisos I e II da Lei nº 8.666/93. Há que se considerar ainda a existência de remanescente de Ata de Registro de Preços objeto do Processo nº 07-02400/000/2009, cujos quantitativos estimava-se atender até provavelmente a segunda quinzena de fevereiro, considerando que no inicio do período invernoso o consumo de combustíveis reduz-se por reduzirem-se as ações pertinentes. Entretanto esta previsão inicial não concretizou-se haja vista o rigor do inverno amazônico em andamento, cujo volume de chuvas inclusive, por razões da atipicidade de fenômenos climáticos em curso, transbordou e afetou drasticamente outras regiões do país. Portanto os quantitativos de consumo, considerando a intensificação das ações pertinentes, não atenderam ao inicialmente previsto, obrigando assim a administração a encetar ações referentes e urgentes para o inicio de Processo Administrativo objetivando aquisição de combustíveis, permanecendo, infelizmente, à descoberto lapso temporal até a concretização dos procedimentos licitatórios, já em andamento, mas cujas ações não podem sustar-se sem por em risco todo o oneroso programa de manutenção do patrimônio estradal e de vias urbanas (patrimônio público) e patrimônio privado, além do risco a saúde e vidas humana causado por fatores naturais e climáticos imprevisíveis. Subsidiariamente, há ainda que considerar-se a operação da frota municipal de transporte oficial, responsável pela circulação de pessoal e materiais indispensáveis à manutenção da maquina publica, realizada pela

considerando os últimos seis meses. a contratação emergencial dar-se-á pelo período de sessenta dias corridos (dois meses). conforme a seguir demonstrado: Meses* Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro TOTAL Fonte: ASTEC/DIFC/SEMAD *Periodo referente a 2010 Combustíveis Gasolina Diesel . tempo estimado para conclusão do processo Administrativo relativo à aquisição de Combustíveis. tempo este estimado conforme a seguir demonstrado: ETAPAS PRAZO PREVISTO (DIAS) Autuação do Processo com seus elementos fundamentais 0 Cotação de Preços de 13 Mercado e montagem do Quadro Resumo Análise previa do Controle Interno Elaboração do Edital e Seus anexos Análise da Minuta do Edital e seus anexos pela PGM Procedimentos administrativos da CML e publicação do Edital Sessão de abertura do certame Prazos recursais Análise pós licitatório pela CGM Homologação e adjudicação do Procedimento Efetivação da Contratação Emissão da Ordem de fornecimento Reserva técnica de prazos TOTAL Fonte: ASTEC. DERGEC e CML/SEMAD OBSERVAÇÕES Ação Concluída Envolve dados oriundos de de várias Secretarias (SRP) e ampla pesquisa De mercado Prazo total estimado caso existam recursos - 05 03 05 10 01 07 05 02 05 02 02 60 Observação: Não foram consideradas impugnações que impliquem em reformulação e conseqüente republicação do Edital. Desse modo.Secretaria Municipal de Administração – SEMAD através de sua Divisão de Transporte Oficial – DITO/SEMAD. Por conseguinte. os quantitativos necessários estimados para atender a situação emergencial são calculados com base no consumo médio destes insumos.

apresentando os documentos necessários quando lhe foi solicitado. conforme acostado aos presentes autos. considerando que foram consultados os fornecedores não considerados distribuidores em razão de estes não realizarem abastecimento fracionado em veículos e na tancagem própria da administração.57 2. considerando abranger de forma equilibrada.Utilizou-se o período acima. Seu preço. que o empenho será por estimativa e que o contrato se extinguirá com a consumação da futura licitação já em curso. esta demonstrado no “Quadro Resumo” das Cotações de Preço realizados. esclarece-se que na Consulta de Preços aos fornecedores ficou claramente consignado que se trata exclusivamente de fornecimento para atendimento de situação emergencial. SIMONE LINO PIMENTEL Chefe da Assessoria Técnica .ASTEC/SEMAD . Porto Velho. constante em folha nº XX dos presentes autos. Finalmente. parágrafo único. embasa-se na ampla pesquisa de preços realizada no mercado local. o consumo médio no período é portanto de XXXX litros/mês de gasolina e xxx litros mês de diesel. A escolha do fornecedor indicado bem como a Justificativa do preço a ser contratado.14 Valor Total (R$) Fonte: ASTEC/DIFC/SEMAD. 26. conforme disposto no art. a contratação emergencial destes insumos. mais vantajoso para a administração. meses de verão e inverno. 21 de janeiro de 2011. O fornecedor que apresentou menor e melhor preço e condições de fornecimento possui todas as prévias condições de regularidade jurídica e fiscal.666/93. * Quantidades em litros. incisos II e III da Lei nº 8. face a necessidade da administração municipal. entre fornecedores do ramo e considerando a pertinência e especificidades da aquisição em questão. para atender um período estimado de sessenta dias (dois meses) será nos seguintes quantitativos e respectivos valores: Combustível Gasolina Comum Diesel Comum TOTAL Quantitativo Mensal Litro* Quantitativo Total Preço Litro** Unitário (R$) 2. Portanto. ** Quantitativo para atender 60 dias (dois meses).

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->