Você está na página 1de 5

DISCURSO PARA AULA DA SAUDADE

PROFESSOR ORNILO LUNDGREN FILHO

TURMA 2008.1.

ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS COM FORMAÇÃO EM


EMPREENDEDORISMO

SAUDADE

A palavra Saudade traz em si, diversos significados que podem ser


interpretados de acordo com o contexto onde é aplicado.

Sobre a saudade, podemos encontrar definições como "Sentimento mais


ou menos melancólico de ausência, ligado pela memória à situações de
privação da presença de alguém ou de algo, de afastamento de um
lugar ou de uma coisa, ou à ausência de certas experiências e
determinados prazeres já vividos e considerados pela pessoa em causa
como um bem desejável"; ou "Lembrança nostálgica e, ao mesmo
tempo, suave, de pessoa ou coisa distante ou extinta. Pesar pela
ausência de alguém que nos é querido". Como sinônimos, encontramos
Lembrança e Nostalgia.

A poetisa portuguesa, Florbela Espanca, também registrou sua saudade: "E


a esta hora tudo em mim revive / Saudades de saudades que não tenho... /
Sonhos que são os sonhos dos que eu tive...".

FRASES OUVIDAS DURANTE AS AULAS:

O carro quebrou;

A prefeitura não liberou o ônibus

Estava lanchando;

Na hora de trazer o trabalho a impressora quebrou;

Poxa lá no trabalho foi puxado, não pude fazer o trabalho que o senhor
passou;

Professor veja ai, minhas faltas;

Esse TCC;

Professor o senhor não poderia ser mais claro;


Professor qual foi a minha nota;

É muito trabalho;

Essa turma não quer nada com nada;

Professor é que estou com um bocado de problemas;

Na hora da chamada: Professor ele foi ali agora mesmo;

Caramba professor é muito e-mail que o senhor manda.

FRASES TÍPICAS DO PROFESSOR ORNILO:

Vocês devem lembrar que seus colegas querem ouvir o professor, e vocês
estão impedindo esse direito deles;

Quem tiver algo mais importante esta liberado da aula, mas deixem os
outros assistirem;

Quantas queixas, quantas reclamações, quantas experiências de vida, e


quantos marabalismos e contagem de vitórias, onde o troféu às vezes era
ser mais experto do que o professor.

Tudo isso é experiência de vida vivida, vida cheia de emoção, consolidação


de grandes amizades, enfim o inicio de uma nova caminhada.

Nesse caminhar é que estaremos levando na bagagem todas estas


experiências e lembranças de fatos, palavras ouvidas e vivenciadas nos
nove períodos dentro e fora da FAGA.

Essa “AULA DA SAUDADE”, realmente é para ser sentida em sua


plenitude, onde teremos o direito de rir, chorar e indo relembrando cada um
dos pequeninos acontecimentos presenciados e vividos.

MINHA HISTÓRIA:

Faz exatamente 30 anos que me formei e que alegria, que felicidade, que
sensação de vitória, que orgulho, pois hoje estou sendo homenageado pela
turma em que meu único filho homem cursou, e assim revivo a minha
historia de universitário e vendo todos vocês nessa euforia, nessa energia
exuberante, recordo-me da minha turma, onde as brincadeiras, farras, cada
professor dos amigos que hoje os procuro para conversarmos e relembrar
das nossas presepadas e não os encontro criei até uma comunidade no
Orkut torcendo que essa tecnologia –internet – POSSA TRAZER DE
VOLTA MOMENTOS DE REENCONTRO, peço permissão para ler:

TURMA DE 1978!!!!!! Caramba!!!! 1978.

“30 anos passados e só agora com a internet é que poderei talvez saber
noticias de amigos dessa turma. Não me sintam um saudosista, mas sim um
resgatador de amigos e ao mesmo tempo aberto a vocês que fazem hoje a
FOOCA, mas que anteriormente a nossa turma, POR FAVOR, TENTEM
FORMAR A SIGLA DA MINHA FACULDADE USANDO A PRIMEIRA
LETRA, LEREI COM CALMA (Faculdade Olindense de Administração),
rsrsrs. Caso alguns de vocês sejam filhos, netos, parentes ou tenham
amigos cujos pais forma dessa turma ou conhecendo algum desses meus
saudosos amigos mandem noticias”.

Para que isso não ocorra deixo essa minha experiência de ex-aluno em
busca de amigos e assim tento despertar em vocês para que procurem
sempre vir a sua instituição de ensino, procurem a cada período pós
conclusão a se reencontrarem para rirem, saber dos amigos, tentarem ajudar
o amigo dando dicas de novas oportunidades, trocarem idéias e já falarem
dos filhos e quem sabe lá na frente já estarem falando dos netos.

O tempo e a distancia para mim são as mais cruéis das enfermidades e são
tão duros e cruéis que arrumam desculpas para tudo e assim conseguem
destruir muitas lembranças, mas nós como homens sabedores de suas
artimanhas, poderemos driblá-lo um pouco e assim termos tempo para nos
confraternizarmos novamente.

Assim sendo gostaria de ler essa poesia e ao terminar deixar os meus


sinceros parabéns pela vitória de terem sido privilegiados em fazerem parte
da elite educacional brasileira, e por eu ter sido além de professor dessa
turma ter nela o meu único filho homem, tornando-a assim bastante
especial para mim, e não quero terminar com saudades e sim com os
VOTOS DE FELICIDADE PELA ALEGRIA DE VIVER, através dessa
poesia:
Alegria de viver

Celebre a vida!...

Cante... Cultive... Encante...

Sorria... O sorriso contagia!...

Eleve o tom

E grite ao mundo

O quanto é profundo

O amor que sente por ela!

Não fique a espera...

Acelere... Busque seus sonhos...

Corra atrás da alegria

Que surge com o nascer do dia...

E caminha entre risos e sorrisos

Procurando sempre por você...

Não fique a mercê

De tristezas e melancolia...

Saia desta apatia...

Agarre a felicidade!...

Ela não tem sexo, nem idade...

Mas tem o perfume da flor...

Tem o brilho do amor...

Tem luz e tem cor!...


Encante-se com ela!...

Abra portas e janelas

E deixe-a entrar

Junto à brisa que afaga!...

Junto ao sol que ilumina!...

Abra os braços...

Receba-a num terno abraço!...

Ela aquece o coração...

Embrenha-se na emoção...

E pousa lá no âmago

Do seu ser, sem alarde...

Apenas te faz conhecer

A magia de ser feliz

E de viver!...

Carmen Vervloet

Background da Musica de Gonzaguinha - Viver e não ter a vergonha


de ser feliz.

Interesses relacionados