Você está na página 1de 1

Projeto Oficina de Textos: Tecendo o conhecimento através da leitura, produção e Interpretação – Aluno: Gregory Lago

Perda

O que a muito foi motivo de orgulho Hoje permanece como ferida , marca Que não estanca, não sara Esmaga, consome, desfaz Quanto mais remendada Num silencio que agora Vai de encontro a imensidão E o que me destrói Não são as falsas lágrimas ensaiadas Nem as palavras previamente criadas Não são lembranças destroçadas Nem as mágoas renovadas Apenas palavras que deixaram de ser trocadas