Você está na página 1de 6

Posições de Conforto

Durante o processo de cuidar de Enfermagem, faz-se necessário a implantação de medidas que venham proporcionar conforto e segurança ao paciente. É uma tarefa difícil, pois o paciente ao ficar internado passa por estressores importantes que influenciam na evolução do quadro clínico deste. Além do conforto, do relaxamento, uma boa postura é fator importante no funcionamento metabólico. No paciente acamado, a boa postura tem por objetivo permitir também a prevenção de contraturas, de encurtamentos musculares e manter a expansão pulmonar adequada.

Posicionamento no leito Há diferentes posições e motivos para que o paciente permaneça em determinada posição.

Objetivos da atuação de enfermagem:  Manter a força e o tônus muscular nos músculos em desuso, cujo movimento não está contra-indicado;  Prevenir a atrofia desses músculos;  Prevenir contraturas que prejudiquem a mobilidade das articulações;  Restaurar força e o tônus muscular;  Prevenir deterioração das outras capacidades funcionais do paciente, em conseqüência da limitação da mobilidade.

Objetivos do posicionamento terapêutico:

   

Proporcionar conforto ao paciente. Garantir uma circulação venosa livre. Manter o alinhamento normal do corpo. Distribuir eqüitativamente o peso corporal sobre a superfície de apoio.  Favorecer o estímulo e a manutenção da função motora, cognitiva e sensorial do paciente.

 A mão deve estar seca. relaxamento e ajuda a manter em melhor funcionamento todos os órgãos. Reduzir a intensidade da espasticidade muscular que ocorre nos pacientes com lesão do sistema nervoso central (SNC). pois poderá machucá-lo. . que encontram-se em crescimento ósseo e muscular.podendo assumir a forma dos objetos que estejam por eventualidade. em relação à adequação de seu posicionamento.  Ao movimentar o paciente deve-se suspendê-lo e não arrastá-lo. sustentar sempre as partes mais pesadas do corpo. macia e quente. PS: A avaliação do paciente deve ser de forma individual.  Ao virar.pressionando por um período de tempo prolongado. Regras gerais para assegurar conforto físico ao paciente:  A postura proporciona repouso.  Reduzir a incidência de outros problemas associados com a imobilidade.  Auxiliar e viabilizar facilitar a realização de exames.  Ter todo material necessário sempre pronto a mão. evita procedimentos bruscos e manuseios desnecessários. como nos casos das crianças. fazê-lo com a mão e não usar somente a ponta dos dedos.)  Prevenir deformidades ligadas ao crescimento. Quando não são tratadas podem agravar podendo levar a atrofia muscular e deformidades. permanecendo contraídos por um período de tempo mais longo. fazê-lo com firmeza e gentileza.  Ao tocar o paciente. como medida preventiva de escara. mover ou aparar o paciente. possibilitando a identificação de suas necessidades. cirurgias. (Os músculos espásticos são mais resistentes à contração do que os músculos normais e também custam mais a relaxar.  O trabalho com movimentos amplos e harmoniosos obedecendo a amplitude das articulações.  Ao levantar um paciente.

Posições de conforto no leito  Posição supina (decúbito dorsal): O paciente nesta posição. principalmente em pacientes comatosos. Os seios devem ser “acolchoados” para que não fiquem comprimidos e assados. por serem áreas de grande incidência de formação de úlcera de decúbito. assim como toalhas e lençóis. para que sua “queda” não ocasione o que denominamos de pé eqüino. a fim de evitar o surgimento de úlceras de decúbito. . Colocar coxins nas curvaturas anatômicas. o paciente encontra-se de bruços. deitado sobre o seu tórax e abdômen. encontra-se deitado de costas. No leito a enfermagem pode lançar mão de suporte para os pés.  Posição pronada (decúbito ventral): Na posição pronada ou decúbito ventral. Quando o paciente não tiver motilidade de forma consciente. como do pescoço. A cabeça pode ficar voltada para qualquer lado e as orelhas devem ser protegidas. As proeminências ósseas e calcâneos necessitam de proteção especial. Os cuidados de enfermagem devem ser os mesmos que nas outras posições. a fim de evitar hiperextensões que poderão trazer graves conseqüências. Também as curvaturas naturais do corpo merecem atenção. região poplítea. cobertores enrolados. ou improvisar com a colocação de coxins entre os pés e a cama. o paciente não apresente deformidades de postura. o paciente pode estar deitado sobre seu hemicorpo direito ou esquerdo. a enfermagem deve realizar exercícios passivos que irão não só evitar a atrofia muscular.  Posição decúbito lateral direita e esquerda: Nesta posição. poderão ser melhor acomodadas sobre coxins. como também irão ativar a circulação. Além de proporcionarem a conservação da posição anatômica do corpo tais recursos também proporcionam um maior conforto e relaxamento para o paciente. As curvaturas naturais do corpo. ao sair do hospital. para que. ou seja. Proeminências ósseas como os ombros devem ser protegidas com toalhas para que não seja provocado protusão e escaras. Os pés devem permanecer na posição anatômica de 90 graus. região lombar. Não esquecer de flexionar discretamente os membros.

Nesta posição o membro inferior esquerdo fica posicionado anatomicamente e o membro inferior direito fletido sobre o outro. a cabeceira é elevada a 90 graus. . fricção. A posição de Fowler é indicada para pacientes com problemas cardíacos e respiratórios. Posição de Fowler. Massagem de Conforto Definição: É a massagem corporal realizada durante o banho de leito. percussão (palmadas com as mãos cerradas) e vibração. a enfermagem deve mobilizar o paciente de 2/2 horas ou mais freqüentemente. Os pacientes considerados com alto risco de formação de escaras. as partes posteriores do ilíaco e a região sacra. Proporcionar conforto e bem estar. Não esquecer da colocação de coxins nos pontos de pressão. pois permite expansão torácica. após o uso de comadre e durante a mudança de decúbito. diferindo na distribuição de peso do paciente. só devem permanecer por 30 minutos. As principais áreas de sustentação nesta posição são os calcanhares. semi-Fowler e Fowler alta: Fowler: a cabeceira do leito do paciente é elevada a um ângulo de 45 a 60 graus e as pernas ficam retas. Existem cinco movimentos utilizados durante a massagem: deslizamento. Fowler alta: a posição é totalmente sentada. Semi-Fowler: a elevação da cabeceira é de 30 graus. e aconselhável ainda. porém com coxins nos calcanhares e na região posterior do joelho. Finalidade:     Estimular a circulação local. sendo necessária sua mudança de decúbito com maior freqüência. Prevenir escaras de decúbito. se necessário. Em caso de adotar esta posição para repouso. amassamento.  Posição Sims: É uma posição semelhante ao decúbito lateral esquerdo. Possibilitar relaxamento muscular.

transformando-se numa coloração arroxeada e posteriormente formando uma ulceração conseqüente a deficiência de circulação sanguínea local.Importante:  Nunca massagear sobre a roupa do paciente.  A massagem dever ser feita por pessoal especializado. porém.  Manter as mãos sempre limpas Diferença entre úlcera de pressão e escara: Úlcera de pressão é uma área localizada de necrose celular que tende a se desenvolver quando o tecido mole é comprimido entre uma proeminência óssea e uma superfície dura por um período prolongado de tempo. O termo escara deve ser utilizado para designar a parte necrótica ou crosta da ferida e não como seu sinônimo.  A variação de tempo deve ser de 3 a 15 minutos.  Retirar anéis e pulseiras antes de realizar a massagem no paciente e cortar as unhas. recomenda-se a adoção do termo – úlcera de pressão (UP). escara de decúbito. escara. As localizações mais comuns das úlceras de pressão são:        Saliências ósseas Região do Quadril Cintura Ombros Cotovelos e joelhos Orelhas Calcanhar . Outros termos freqüentemente usados são úlceras de decúbito. A princípio forma uma área hiperemiada. por ser a pressão o agente principal para a sua formação. para evitar escarificação.

2002 http://pt.br/2011/02/posicao-de-decubito-lateral.scribd.Bibliografia: Fundamentos de Enfermagem Marta Lenise do Prado/Francine Lima Gelbcke Editora Cidade Futura – 2 edição .com/doc/7240008/PosiCOes-TerapEuticas-Modulo-Medicina http://enfermagemcontinuada.com.blogspot.org/wiki/Escara .html http://pt.br/2010/03/ulceras-de-pressao.wikipedia.com.html http://patologialunosenf.blogspot.

Interesses relacionados