Você está na página 1de 28
Cosmolírica * Ciência / Arte / Filosofia Inspirado em Jackob Boheme, Francisco de Assis , Sidartha,O Filho do Carpinteiro, Eliphas Levi entre outros. Francisco conversando com o Irmão Lobo para não devorar os carneirinhos: "Tenho fome..." De tudo quanto aprendi nessa vida, acho que o mais importante foi o Amor Incondicional, ou seja temos que amar a Deus (O nosso Verdadeiro SER) acima de todas as coisas, (e principalmente acima dos desejos egoístas dos nossos eus, nossas frustrações, nossos ódios, nossa cegueira espiritual, nossa ignorancia, nossa má vontade, nossa luxúria, nossa gula, nosso tolo orgulho, etc) e ao próximo como a nós mesmos, independente de quaisquer defeitos que possam ter e acredito que isso é amar a Deus no próximo, pois todos nós somos um 'sopro' de Deus num corpo de pó que tornará ao pó rapidamente depois de um breve tempo aqui neste pequeno mundo que gira ao redor de uma estrela num canto do Universo. Não vale a pena egoísmos de qualquer espécie, ambições fúteis, correr atrás de quinquilharias eletrônicas que em pouco tempo irão parar no lixo e que os vendedores das lojas tentam nos vender como a última maravilha do mundo...e que para adquiri-las é necessário dispor de grandes somas de dinheiro que é o resultado de tanto tempo de trabalho, dores de cabeça e conflitos com os nossos semelhantes.. E infelizmente muitos até matam por coisas assim. Por "meu carro!", "meu dinheiro", "meus direitos", "minha roupa nova!!" etc. Não veêm o quanto isso as afastam do seu Verdadeiro SER, que Jesus nos diz: " Sede vós perfeitos como é perfeito o vosso Pai que está nos céus." "Eu sou Um com o Pai". Ou talvez eu esteja errado, e religião não vem do latim Religare, que significa re-ligação, ou seja religar o ente temporal e espacial (nós) ao SER, (ou Deus como chamam os 'religiosos') eterno, absoluto e impensável, muito além do espaçotempo de Einstein e da lógica filosófica ou científica. Diz Heidegger em O Ser e o Tempo, após analisar Ontologia (Teoria do Ser) e Monadalogia (Teoria das Mônadas, ou unidades) desde Pitágoras, Espinosa, Leibnitz, Kant, Hegel, etc "O Ser é a própria fonte da poesia... O Ser é uma cabana no meio da floresta, todos caminhos levam a ele.." "Se agirmos como as pessoas do mundo, buscando satisfazer os nossos desejos egoístas mesmo em desfavor dos nossos semelhantes como poderemos esperar receber a Graça e a Misericórdia de Deus? Ou não acreditamos mais nisso? Podemos deixar esse assunto para os religiosos e as autoridades eclesiásticas e seguir nossas vidas como sempre foi. Afinal pra que se preocupar com isso? Temos tanto o que fazer... O Vinho do Espírito O vinho é água de fogo, a água que contém o fogo. Diz a mitologia que Dioniso ensinou aos antigos gregos a extrair o licor fermentado das uvas.. O primeiro milagre de Cristo foi (num casamento) transformar água em vinho.. Não é belo ser um escravo do álcool. Melhor é se deliciar com a cerveja espiritual, o vinho transcendental dos êxtases místicos.. Nossa própria alma (que é uma extensão do corpo) arde com o fogo divino. O noivo e a noiva encontram o vinho espiritual no 'Jardim das Delícias' - Deus é o fogo que arde, a sarça ardente no monte Horeb, "Tire as sandálias que aqui é lugar sagrado" Êxodo I, 5 Viver é uma arte. E muitos jamais entenderam sequer seus princípios.. Navegar é preciso? Erguer catedrais é preciso? Construir a si mesmo porém é a Arte Real, poucos aprenderam, poucos aprendem, sempre foi assim. "Extático, murmuro um delírio Vivencio somente coisas inúteis, transcendentais." Poemas (?) É necessário compreender que os outros não nos compreendam.. O mundo está assim por que os „bons‟ se contentam em rezar e ser otimistas, Enquanto os „maus‟ agem, e são muito mais competentes no que fazem... Como já dizia Eliphas Levi ainda no século XIX. Está demais essa onda, ou melhor, essa enxurrada de otimismo fútil dos nossos tempos, há autores que desde que estejam vendendo milhões de livros e assinando contratos milionários, são extremamente otimistas e bem humorados até mesmo quanto ao futuro da humanidade e a paz mundial (sic!)... Há também o oposto, que são aqueles pobres doentes que acham bonito viver se lamentando e ter sempre uma frase bonita para depreciar a vida e criticar qualquer coisa que não seja o pessimismo mórbido em que vivem (sobrevivem, pois isto ñ é vida). Há outros que andam, comem, vivem, sem saber porque, vivem porque outros vivem, seguem como personagens de Dostoievski ou Kafka com seus tormentos e seu tédio. Cara, a vida é isso? Claro que não! Cabe a nós escolhermos o que vamos fazer da nossa vida. Ela pode ser tanta coisa, nem sempre é fácil, é verdade, mas tenho certeza que em qualquer situação é possível extrair algo de bom, as vezes momentos simples, aparentemente sem importância adquirem grande valor para nós e outros que planejamos durante meses se tornam motivo de grandes transtornos, dá tudo errado. Parece que a vida gosta de pregar-nos peças, talvez para que fiquemos espertos e aprendamos a amá-la, a valorizá-la, o que vem a ser uma boa coisa caso demos o braço a torcer e aprendamos a lição. Também é preciso coragem para enfrentar a incompreensão dos nossos semelhantes, porque é natural que eles não nos entendam, se nem nós mesmos não nos entendemos, como podemos exigir que os outros nos entendam, nos compreendam? Por isso é necessário compreender que os outros não nos compreendam. Se necessitarmos da compreensão, do carinho, de qualquer coisa dos outros, sejam quem forem, estaremos condicionando nossa felicidade ao comportamento alheio.. O que não seria uma coisa muito inteligente da nossa parte. Portanto se ainda acreditamos em FELICIDADE (sim pq muitos ñ acreditam, na verdade se riem qdo algum doido fala disso) devemos fazer o máximo para sermos felizes em atitudes, palavras,pensamentos, etc. Para concluir: Devemos ser felizes à revelia. Imagino que a maneira mais eficaz para ser feliz é fazer o maior número de pessoas felizes, não conheço uma fórmula mais eficaz do que essa. Parece que foi isso que fez Francisco, Jesus, Buda e muitos outros anônimos, solitários sorridentes e caridosos que passaram pelo mundo. Isto me lembra alguns personagens intrigantes da história, conta a lenda que quando Alexandre, o grande, passava por certa cidade grega, perguntou por certo filósofo que era considerado excêntrico e era ao mesmo tempo odiado e respeitado pelos governantes e „escribas‟ da região... Diógenes, O Cínico. Disseram-lhe que este se encontrava em tal lugar, e Alexandre se dirigiu para lá, quando o avistou disse-lhe “_Eu sou Alexandre da Macedônia, pede-me qualquer coisa que eu lhe darei...” Diógenes que estava agachado, de costas para Alexandre, não se deu ao trabalho de responder. Então Alexandre perplexo, repetiu um pouco mais alto: “_Eu sou Alexandre da Macedônia, pedeme qualquer coisa que eu lhe darei!..” Diógenes nem se moveu, então Alexandre já com raiva disse pela terceira vez: “_Eu sou Alexandre da Macedônia, pede-me qualquer coisa que eu lhe darei!...” Então Diógenes disse-lhe sem se virar: “ Então sai da frente do sol, que você está me fazendo sombra...” Quando os generais de Alexandre quiseram sacar das espadas para fazer picadinho do desgraçado que assim se dirigia ao rei, Alexandre ordenou com apenas um gesto para ficarem quietos enquanto dizia: “Se eu não fosse Alexandre, o Grande, de modo algum me desagradaria ser Diógenes, o Cínico.” O cara poderia ter tudo, com o brilho da sua inteligência e a ousadia franca e simples, poderia ter o cargo que quisesse, ser quem quisesse, ter riquezas, ouro, especiarias, qualquer coisa, a hora que ele quisesse qualquer tirano, rico ou rei lhe daria o que desejasse, mas ele preferia a paz dos campos, a simplicidade da natureza e o mais importante de tudo aintegridade da sua consciência, que ninguém nunca poderia comprar. Que era a sua alma, Jesus não havia dito: “Não temam aqueles que matam o corpo, temam antes aqueles que podem fazer perder a alma...”? Tão simples e tão difícil... Referência da imagem: http://mad.blogtv.uol.com.br/ Ciência da Religião> Hermenêutica> Etmologia Antigo Gênio alado da Mesopotâmia, que deu origem aos Elhoins, Seraphins e Querubins bíblicos, além da arqueologia, a própria Etmologia demostra a origem suméria dos seres celestiais do judaísmo, que posteriormente passou ao cristianismo. Na grécia também havia alguns interessantes e belos.Inclusive a palavra anjo é grega, (do latim angelus e do grego ággelos "ἄγγελος" e em hebraico é malak "‫ "ךאלמ‬mensageiro) nas escrituras hebraico-aramaicas não aparece a palavra anjo, nem poderia pois como disse, é uma palavra grega que só foi aparecer bem depois, nas escrituras gregas cristãs (chamado vulgarmente Novo Testamento). Exemplo na imagem abaixo retirada de um típico vaso grego representando seres celestiais do Olimpo ou regiões Elíseas junto com personagens típicos da Íliada e da Odisséia. Ao lado um dos nomes de destacado no texto. Jeová, princípio masculino) + Princípio feminino). Deus em hebraico que é Iod ( Heva (Eva, Quando Moisés pergunta no meio do Fogo Divino no Monte Sinai (Sarça Ardente) qual era o nome de quem o enviava ao Egito para retirar os hebreus de lá, a voz de trovão lhe disse "Eu sou o que sou" ou conforme a tradução: " Mostrarei Ser o que mostrar Ser.." Deus é o Ser Absoluto que até mesmo a Filosofia grega já havia descoberto através da análise das categorias de ser, pois se existem seres relativos (de vários graus, deve haver de algum modo em algum lugar (ou além mesmo do espaço-tempo comum, o que é mais provável) o Ser Absoluto. É por isso que as escrituras dizem que quando Paulo chegou à Grécia elogiou o fato de os gregos terem erguido um altar ao Deus desconhecido... Paulo disse aos gregos: "Esse é o Deus que vos falo..." Para os mais céticos ou mesmo ateus, não se alardem nem estranhem que lhes fale de Deus ou de deuses... Está tudo dentro de nós. ("..soprou em suas narinas o sopro divino..") Como disse o genial bardo inglês: "Todas as divindades residem no peito humano" Para saber mais: http://www.salves.com.br/jb-eliade.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/Anjo Se liga! Nosce te ipsum Religare > Religação > Religião. “Conhece-te a ti mesmo” Oráculo de Delphos “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.” João 8:32 Aqueles que acham que sua religião é a única verdadeira, são analfabetos em matéria de religião. São como torcedores de times rivais que brigam e até se matam por não terem a mesma opnião. „Vate‟ significa poeta em latim, aquele que faz vaticínios, temos aí a ideia de profeta, oráculo, portanto o radical latim de poeta (vate) é o mesmo de profeta (aquele que faz vaticínios). “Os poetas são as antenas da raça” disse o crítico Ezra Pound. Pois estão antenados com td o q acontece, com o q ainda nem aconteceu, pressentem com a sua intuição através da mente universal, o Inconsciente Coletivo da humanidade. Segundo C.G. Jung Os poetas são aqueles que trabalham com a palavra, o verbo. Quem escreveu as Escrituras sagradas de tds os povos? O Baghavad Guita, o Edda, o Corão, etc. Os poetas (profetas) óbvio. Quem mais poderia ser? Os guerreiros que viviam ocupados nas batalhas sangrentas? Os jogadores de pelota? Ora bolas. João 1:1 a 3: No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez. “Todas as religiões tem uma origem comum; a divergência entre elas se deve à diferença do nível de desenvolvimento mental de seus adeptos. Enquanto o homem não tornar-se ele próprio religião, enquanto não alcançar uma vida superior à sua existência atual, o homem continuará a sentir necessidade de um culto institucionalizado. “ Jorge Adoun Elohin (palavra usada frequentemente em Gênesis) em hebraico é uma forma única de uniplural (não observada em nenhuma outra língua) que é no mínimo estranha e quer dizer Deus, porém é plural, portanto seria Deuses..(?!) Nos primeiros capítulos de Gêneses, isso ficou bem claro, vai lá, peguem qualquer bíblia e abram aí em Gênesis 1:26: "Façamos o homem à nossa imagem e semelhança". O detalhe para o plural nada monoteísta e que se repete logo após em Gênesis 3:22: "Eis que o homem se tem tornado como um de nós, conhecendo o bem e o mal. Ora, não suceda que estenda a sua mão, e tome também da árvore da vida, e coma e viva eternamente.". Segundo Platão o mundo real é o mundo das ideias, o mundo dos sentidos é dele derivado e portanto secundário e inferior. A Ideia pura se identifica com o Espírito (Intelecto), Digam-me depois de refletir um pouco, o que é mais real a cadeira ou a ideia da cadeira? Antes devo lembrar-lhes que a ideia da cadeira já existia antes da cadeira ser fabricada de madeira ou metal e o design que a projetou deixa inclusive para decidir depois se a fará de madeira, metal ou plástico. Para ele o que importa é a forma, o design exclusivo, artístico e original, só depois é que ele decide se vai fazê-la em madeira, metal ou outro portanto, como disse anteriormente a ideia precede. Agora digam-me o que é mais real o que precede ou o que é precedido? O que vem antes ou o que vem depois? O original ou o originado por outrem? Talvez não à toa que Cristo disse que seu reino não é deste mundo, não é dos sentidos é das ideias. Ele diz busquem o Pai e serão um com ele como eu sou um com ele. Porém busquem dentro de vcs e não em igrejas ou outros lugares pois ele disse: E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.(Mateus 6:5) O único problema é que fazendo assim não damos lucro às instituições e igrejas institucionalizadas (Fariseus e Saduceus) pois não pagamos dízimo.. Dízimo é coisa de judeu, Jesus nunca disse para cobrar dízimo de ninguém, ele aboliu o sacrifício de animais e tds os rituais e práticas estranhas dos judeus e com eles o dízimo deveria ter ficado p trás tbm, ah, mas os “fariseus” de hj tem que inventar mil desculpas descabeladas para se obter lucro dos fiéis. Aonde é que Jesus fala em dízimo? Aonde é que ele fala para construir igrejas? Vamos me digam! Estou esperando, em qual parte dos evangelhos Jesus fala para erguer igrejas? É sabido que os primeiros cristãos, os verdadeiros cristãos não tinham igrejas, mas se reuniam nas casas uns dos outros para congregarem ou viviam em catabumbas no subterrâneo de Roma quando ameaçados de perseguição. Quando mostraram o templo de Jerusalém a Jesus ele disse: “Não ficará pedra sobre pedra”. Já o evangelho de Tomé encontrado no Mar Morto, manuscrito original diferente dos que estão nas traduções modernas da bíblia que são cópias de cópias de cópias editadas e editadas e..bom o evangelho de Tomé diz: Jesus disse: "Se aqueles que vos guiam disserem, 'Olhem, o reino está no céu', então, os pássaros do céu vos precederão, se vos disserem que está no mar, então, os peixes vos precederão. Pois bem, o reino está dentro de vós, e também está em vosso exterior. Quando conseguirdes conhecer a vós mesmos, então, sereis conhecidos e compreendereis que sois filhos do Pai vivo. Mas, se não vos conhecerdes, vivereis na pobreza e sereis essa pobreza." Ele tem apenas um único mandamento: ”Um único mandamento vos dou: que ameis uns aos outros como eu vos amei, nisto conhecereis que sois meus discípulos, se amarem uns aos outros como eu vos amei.” “toda a lei e os profetas se resumem nisso” Filosofia da ciência: Novas Teorias > Paradigma Junguiano & os antigos sábios "A realidade que consideramos objetiva, existe? Ou é na verdade uma vasta sinfonia de formas de onda que só se transformou no mundo que nós conhecemos depois de adentrar nossos sentidos?" A questão é: A vanguarda da Física Teórica atual seja qual for a linha de pesquisa, modelos, teorias que adotam, (pq há várias...) Todas elas apontam para a existência de dimensões extras no universo, tal como aconteceu com a Relatividade, e já havia sido previsto na geometria de Riemann em 1854 (!) e da qual Einsten se utilizou. A teoria de Supercordas pressupõem em seus modelos matemáticos 11 dimensões, a teoria do surfista Garrett Lisi, pelo menos 8, há muitas outras, quase todas exibem modelos com mais do que as 4 dimensões, que já estávamos (quase) habituados.* Antigas filosofias e sistemas filosóficos do Oriente e do Ocidente fazem menção a outras dimensões (ou planos, céus e infernos,sejam o que forem, inferiores ou superiores), alguns físicos ficam indignados quando alguém menciona esse fato, o que é curioso, pois podem estar deixando passar desapercebidos um fator que poderia ser equacionado também como hipótese: não seria porventura o corpo e a mente humana algo como máquinas capazes de interagir com a realidade circundante? claro, isso todos sabem, mas não há a pelo menos possibilidade de as experiências metafísicas (místicas, psíquicas, psicológicas, xamânicas, etc) descritas pelos antigos livros de civilizações antigas serem uma eventual forma de ultrapassar as barreiras dimensionais vivenciando realidades além da experiência ordinária comum? Devemos ignorar este fato? Talvez caiba as neurociências mostrarem como nos enganamos sobre a 'realidade' e as percepções... vide A. Huxley, Timoth Leary, etc. Os cientistas de hoje não deviam ignorar que os seus modelos de cientistas, muitas vezes foram Alquimistas, místicos, estudantes de magia e quase sempre homens profundamente religiosos, ou então não conhecem , Newton, Kepler, Pitágoras, Paracelso, Francis Bacon... quase todos antes do século XX. A religião é um fator social, histórico humano de grande importância, aceito até pela biologia evolutiva. Mas é natural que se comportem assim, foram educados para isso, só reconhecem sua matemática e seus métodos ortodoxos e ñ poderiam entender assuntos de Filosofia, Ciência da Religião, História, Antropologia, etc, etc...por demais multidisciplinar. Que o diga J. Canmpbell, C.G. Jung, Mircea Eliade, entre outros. Justiça seja feita, as ciências exatas são demasiadamente desgastantes e muitos dedicam sua vida a aumentar o edifício da ciência. O problema é mais epistemológico do que com 'os cientistas', eles são apenas peças na engrenagem que fazem a sua parte. Nesse ponto não deixo de concondar com Garrett Lissi, que além de ser PhD em teoria da física, se dedica ao surfe e a sua esposa no Havaí... Mas há algumas excessões como o caso do físico e filósofo Fritjof Capra, autor do famoso: O Tao da Física, onde aborda questões como essa, vejo porém que hoje já há questões novas na filosofia da ciência que nem Capra, nem Adorno, nem Foucault, Bachelard, Popper, nem nenhum outro abordaram nem chegaram a suspeitar, até pq surgiram fatos novos na ciência que não existiam na época deles. Seria necessário surgir novos filósofos da ciência com coragem para falar abertamente sobre estas e outras questões problemáticas e cheias de implicações, porém com bases acadêmicas, se é que estas permanecerão as mesmas sempre, talvez devam mudar para permitir mais avanços, talvez os próprios acadêmicos devam fazê-las mudar, nós mesmos, tarefa árdua e ingrata... Singularidade Tecnológica Singularidade Tecnológica é a definição de um evento histórico previsto para o futuro no qual a humanidade passará por um grande estágio de avanço tecnológico em curtíssimo espaço de tempo, baseando-se em conhecimentos sobre diversas áreas do conhecimento e a convergência de tecnologias potencialmente poderosas em um futuro próximo, entre elas: Nanotecnologia, Computação Quântica, Computação de DNA, Biotecnologias, Cibernética, Robótica, Neurociências, etc Fundamentos teóricos: Baseando-se em avanços nas áreas da informática, inteligência artificial, medicina, astronomia, nanotecnologia,genética e biotecnologia, muitos estudiosos acreditam que nas próximas décadas a humanidade irá atravessar a singularidade tecnológica e é impossível prever o que acontecerá depois deste período. A aceleração do progresso científico e tecnológico tornou-se, nos últimos 300 anos, a característica mais marcante dahistória da humanidade. Desde o surgimento da ciência com Galileu Galilei, Isaac Newton e Leibnitz profundas mudanças políticas e econômicas ocorreram em todos os países. Tais mudanças se fazem mais notáveis nos últimos 30 anos com a explosão da era digital e do capitalismo financeiro. Ainda não existe consenso sobre quais seriam os agentes responsáveis pela singularidade tecnológica, alguns acreditam que ela decorrerá naturalmente, como conseqüência dos acelerados avanços científicos. Outros acreditam que o surgimento iminente de supercomputadores dotados da chamada superinteligência será a base de tais avanços - argumenta-se em favor disso que somente com uma inteligência superior a humana poderíamos ter avanços científicos e tecnológicos tão rápidos e importantes. Há também quem acredite na integração homem-computador para o surgimento da superinteligência, mas a tecnologia necessária para tal pode estar mais distante de ser alcançada do que a inteligência artificial. Vários cientistas, entre eles Vernor Vinge e Raymond Kurzweil, e também alguns filósofos afirmam que a singularidade tecnológica é um evento histórico de importância semelhante ao aparecimento da inteligência humana na Terra. Outros, mais levianos, afirmam que a singularidade tecnológica é para o século XXI o que a revolução industrial foi para o século XVIII ou simplesmente que a singularidade tecnológica é na verdade a quarta revolução industrial. Estimativas Quadro representativo sobre as previsões de Gordon Moore em relação ao aumento do poder de processamento dos computadores. Para fazer uma estimativa precisa de quando exatamente a inteligência artificial conseguirá alcançar níveis superiores a inteligência humana muitos índices tem sido usados e comparados. A lei de Moore, em vigor há mais de 30 anos, segundo a qual a cada 18 meses a capacidade de processamento dos computadores dobra, enquanto os custos permanecem constantes, é extensamente usada como modelo nos estudos sobre singularidade tecnológica. No modelo de singularidade tecnológica como conseqüência natural do acelerado progresso técnico-científico vários outros índices também têm sido utilizados, dentre eles podemos destacar o número crescente de publicações científicas anuais, o número crescente de patentes registradas e a crescente concorrência econômica e industrial internacional. A maior parte daqueles que pesquisam ou discutem a singularidade tecnológica acreditam que esta possa decorrer entre os anos de 2025 e 2070, embora seja perfeitamente possível que esta demore mais a ocorrer ou, simplesmente, não ocorra. Perigos potenciais Existe atualmente uma complexa discussão sobre os perigos que a singularidade tecnológica poderá trazer à humanidade. Segundo muitos estudiosos, um intelecto artificial muito superior aos melhores cérebros humanos em praticamente todas as áreas, incluindo criatividade científica, sabedoria geral e habilidade social, não teria porquê estar submisso a nós. De acordo com esta linha de raciocíonio, Vernor Vinge aposta na rebelação das máquinas inteligentes contra os homens, o que poderia resultar em um extermínio total ou na escravização da raça humana após uma guerra de grandes proporções, muitas vezes apontada como uma possível Terceira Guerra Mundial. Ao lado de Vernor Vinge, temos também Bill Joy, fundador da Sun Microsystems, que publicou no ano 2000 o, atualmente famoso, artigo "Por que o futuro não precisa de nós?", onde defende a idéia de que as máquinas inteligentes e auto-replicantes são perigosas demais e poderão facilmente fugir do nosso controle. Tradicionalmente argumenta-se que os homens jamais iriam entregar o poder às máquinas ou dar-lhes a capacidade de tomá-lo de nós, mas as coisas podem se suceder de forma diferente, já que o grau de dependência do homem aumentará paulatinamente até chegar a um ponto em que não restem alternativas senão a de aceitar as decisões tomadas pelas máquinas. Na mesma proporção em que os problemas da sociedade se tornarem mais complexos e as máquinas mais inteligentes, cada vez mais decisões serão tomadas por elas simplesmente por serem mais eficazes que as tomadas pelos humanos. Isso pode levar a um estágio em que a nossa dependência em relação às máquinas transforme-se no domínio pacífico das mesmas sobre nós, o que não descarta a possibilidade de um domínio agressivo. Numa linha de raciocínio alternativa, o matemático, escritor e ativista político Theodore Kaczynski, conhecido como o terrorista Unabomber, publicou um manifesto sobre a possibilidade das classes superiores da sociedade usarem-se da tecnologia para simplesmente eliminar as massas inferiores, Kaczynski é também adepto do ludismo e é radicalmente contra o avanço tecnológico da forma como ele está acontecendo. Os artigos de Kaczynski foram incluídos em um livro recente de Raymond Kurzweil. Outros perigos mais amenos dizem respeito a exclusão digital e social e ao impacto da singularidade tecnológica sobre a economia internacional, especialmente sobre os países pobres e emergentes. Há ainda questões éticas, que não representam perigos potenciais, mas que também não podem ser ignoradas. [editar] Cultura popular Há muito tempo o cinema e a ficção-científica abordam temas relacionados ao fim do mundo, mas a singularidade tecnológica como ameaça global é algo bem mais recente. Um exemplo disso é o filme Matrix, lançado em 1999, que apresenta uma versão bastante elaborada de como poderá ocorrer a singularidade tecnológica. No filme, uma guerraentre homens e máquinas inteligentes é travada entre 2094 e 2102 com a derrota e conseqüente escravização da humanidade. De forma semelhante, o filme O Exterminador do Futuro 3: A Rebelião das Máquinas aborda uma longa e inacabada guerra entre homens e máquinas. Por outro lado, alguns filmes, como, por exemplo, Eu, robô do escritor Isaac Asimov (que escreveu quase 500 livros) , são mais cautelosos e abordam uma vitória humana sobre a questão. Outros , como O Homem Bicentenário (também do escritor Isaac Asimov), mostram que a inteligência artificial pode ser totalmente benéfica e que a singularidade tecnológica pode não trazer perigos potenciais à humanidade. [editar] Organizações e instituições relacionadas Existem várias organizações e instituições que pretendem participar ativamente e/ou promovem estudos acerca da singularidade tecnológica. Dentre estas podemos destacar: O Singularity Institute for Artificial Intelligence que é um instituto de pesquisa sem fins lucrativos que já vem promovendo há algum tempo o estudo e o avanço das pesquisas na área da inteligência artificial e prega que a singularidade tecnológica pode ser totalmente benéfica, ao contrário do que muitos acreditam. Estão atualmente trabalhando para dar forma ao que o estatístico britânico Irving John Good chamou de "explosão de inteligência" e têm como objetivo adicional promover uma discussão e uma compreensão mais ampla sobre a inteligência artificial e seus benefícios. A Acceleration Studies Foundation é uma organização educacional sem fins lucrativos que visa promover estudos e pesquisas (e também conseguir investimentos para as mesmas) acerca da aceleração do progresso científico e tecnológico e da aceleração das mudanças sociais, políticas, culturais e econômicos de nossa sociedade. É também responsável por uma conferência anual realizada na Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, onde se discute a aceleração das inovações tecnológicas e o seu impacto social, promovendo para tal introspecções multidisciplinares acerca de assuntos muitas vezes relacionados à singularidade tecnológica. A Associação Transumanista Mundial, fundada em 1998 pelo filósofo sueco Nick Bostrom, director do Instituto do Futuro da Humanidade, criado na Faculdade de Filosofia de Oxford, encabeça inúmeras delegações em todo o mundo, mas não deixa de ser uma especificidade do Ocidente industrializado. Os transumanistas têm por base na sua argumentação o êxito das nanotecnologias e defendem que a ciência está prestes a passar a Humanidade e vai obrigá-la a ultrapassar-se a si mesma. Raymond Kurzweil, engenheiro e futurologista americano, publicou Human 2.0, “Singularidade” em português, ligado ao tema em questão Singularidade tecnológica, esta publicação contempla a próxima fusão entre o ser humano e a máquina e o aparecimento de sistemas supra-inteligentes. Os movimentos transumanistas pretendem o nascimento de um mundo sem limitações, que nos força a ser meros seres humanos. Amanhã, deixará de ser necessário nascer, as doenças terão desaparecido e a morte deixará de ser imposta, esta recusa da condição humana denota uma rejeição a tudo o que a natureza nos impõe. Google, Yahoo e Nasa juntos resolveram apoiar um colégio que ensina os alunos a lidar com um mundo onde a tecnologia pode tornar-se mais esperta do que os seres humanos. A Singularity University terá a sua base no programa espacial do Ames Campus no Vale do Silício, E.U.A. Seu chanceler será o controverso futurista Raymond Kurzweil, cujo livro escrito em 2005 "A Singularidade está próxima" inspirou o nome da escola. Singularity Universityaceitará 30 alunos na sua primeira turma neste Verão 2009, aumentando para 120 no próximo ano. Apesar do seu nome, o Colégio não é realmente uma Universidade, mas vai oferecer nove semanas de cursos no intuito de assegurar uma tecnologia para melhorar a situação da humanidade, em vez de prejudicá-la. Os cursos foram concebidos para ver como os alunos podem usar a tecnologia de forma a resolver problemas mundiais como a pobreza, a fome, as doenças, o aquecimento global e redução do abastecimento energético. Outras vozes proeminentes Marvin Minsky, cientista americano, co-fundador do laboratório de inteligência artifical do MIT, e autor de diversos artigos sobre inteligência artificial e filosofia. Hans Moravec é um professor residente permanente da pesquisa no Instituto de Robótica da Universidade Carnegie Mellon conhecido pelo seu trabalho na inteligência artificial, e pelas publicações sobre o impacto da tecnologia. Max More é um filósofo e futurista que escreve, fala, e consulta em métodos avançados da tomada de decisão e do foresight para segurar o impacto de tecnologias emergentes. Ver também Apocalipse Computação quântica Revolução científica Singularidade matemática Transhumanismo Obtida em parte de "http://pt.wikipedia.org/wiki/Singularidade_tecnol%C3%B3gica" Categorias: Sociologia Tecnologia Posted 14th November 2010 by Luciano ALonso *ver garrafa de Klein, Tesseracts, hiper-cubo, hiper-sólidos, fita de Mobius, etc: http://www.youtube.com/watch?v=VNaxTuzbbN4&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=K5hEdXPDvFc&NR=1 http://www.youtube.com/watch?v=an159IwfAS8&playnext=1&list=PL3CE8056D6A475A3D NEUROCIÊNCIAS: O monge no laboratório. Experimentos do dr Richard Davidson na Universidade de Wisconsin.. ALTERAÇÕES NO CÉREBRO DURANTE A MEDITAÇÃO Nos últimos anos, exames feitos com procedimentos por imagem revelaram o que acontece na cabeça das pessoas quando estão meditando e quanto esforço cerebral é necessário para que consigamos atingir um estado de introspecção. A atividade de algumas regiões do cérebro pode ser facilmente compreendida com base em pressupostos fundamentais. Em primeiro lugar, o meditador precisa focar sua atenção em um ponto determinado. Essa atividade é realizada por uma parte do córtex pré-frontal, localizado no cérebro frontal. Por outro lado, estímulos externos perturbadores precisam ser “desligados”. Isso é providenciado pelo córtex cingular anterior (CCA). Essa área cerebral também participa de outros processos cognitivos, por exemplo, quando as pessoas passam pelo teste de Stroop: elas têm de dizer em voz alta a cor das letras que são mostradas em um monitor; a palavra, porém, significa outra cor (ver quadro abaixo). Para se conseguir diante da palavra “vermelho” (grafada em verde) dizer realmente “verde” – e não “vermelho” – o que está escrito deve ser ignorado. Isso é muito difícil no começo, porém, após um pouco de treino, o CCA simplesmente desliga o estímulo perturbador. Em um estudo realizado na Escola Médica de Harvard, em 2000, a pesquisadora Sara Lazar descobriu por meio da tomografia funcional por ressonância magnética (TfRM) outras áreas do cérebro que desempenham algum papel durante a meditação. Ela percebeu que havia elevada atividade não só nas regiões do córtex pré-frontal e do cingular anterior, mas também no córtex parietal, no hipocampo e no corpo estriado (striatum), que é parte dos gânglios basais. Além disso, neurologistas do Hospital Geral de Massachusetts mostraram em 2005 que a meditação regular provoca alterações no cerebelo – justamente nas partes do córtex cerebelar que participam da percepção e dos processos emocionais. Resultados dos estudos do neurocientista americano Richard Davidson, diretor do Laboratório de Neurociência Afetiva da Universidade de Wisconsin, em Madison, também causaram admiração há pouco tempo. O estudioso das emoções, colaborador do Dalai Lama desde 1992, examinou a atividade cerebral de monges tibetanos enquanto eles meditavam. O seu gráfico de atividades neuronais indicava não apenas um estado de intensiva concentração, como já era de esperar – mas também alterações perceptíveis no lobo frontal, importante para o controle das ações. Foi constatado que monges experientes apresentaram grande atividade no córtex frontal esquerdo. Testes do tipo antes-e-depois feitos com novatos em meditação que haviam concluído o programa anti-stress de Kabat-Zinn confirmaram: em comparação com o lobo frontal direito das pessoas testadas, o esquerdo se tornava gradualmente mais ativo durante períodos cada vez mais longos. Se essa transferência está relacionada ao “efeito de bem-estar” relatado pelo praticante, porém, ainda é uma questão polêmica. Steve Ayan é psicólogo e redator da Gehirn & Geist Revista Mente & Cérebro Psicologia Analítica: Entrevista com Carl Gustav Jung. com legenda em português. O homem não consegue ter uma existência sem significado mais: http://www.youtube.com/watch?v=kD5BCtjkqQc&feature=related http://www.youtube.com/watch?v=Ztgu1W5Ns1U&feature=related Mesopotâmia Conhecia Eletrecidade Antes de Cristo Nascer É incrível! É bizarro! Os livros didáticos ainda não falam, mas os antigos babilônios já conheciam a eletrecidade. A Bateria de Bagdá, também chamada de Bateria de Partiana, é um nome comum para diversos artefatos encontrados na Mesopotâmia, possivelmente no Período Partiano ou Sassanido. Algumas baterias datam de 250 A.C. Algumas chegam até 4.000 anos. (período Sumério) A primeira bateria foi encontrada em 1936 no vilarejo de Khuyut Rabbou'a, próximo à capital do Iraque. O arqueólogo alemão Wilhelm König publicou um artigo em 1940 teorizando que tais objetos descobertos eram baterias galvanizantes. Possivelmente, utilizavam eles como eletrodos para colocar ouro sobre objetos de prata. Os objetos, como vocês podem ver, consistem de um jarro de terracota de cerca de 13 centímetros, um cilindro de cobre, feito de uma lâmina de cobre enrolada, que guarda uma pequena barra de ferro. Na parte de cima, o ferro é isolado do cobre e ambos, cobre e ferro cabem dentro do jarro. Quando o jarro é enchido com ácido cítrico (de limões, uvas, laranjas ou vinagres), cria-se uma solução eletrolíctica, que gera um acorrente elétrica através da diferença de potências elétricas do cobre e do ferro. A data destes objetos pode ser tão remota quanto 250 AC, mas podem ser também de 250 AD. A bateria de Bagdá pode explicar as lâmpadas elétricas desenhadas no Templo de Dendera, no Egito antigo. O conhecimento da energia era exclusivo aos sacerdotes e somente eles poderiam entrar no Templo de Dendera. Se duvida da eletrecidade no antigo Egito, então me responda como os egípcios enxergavam dentro dos templos? Não há indícios de tochas, de folhigem, de carvão, nem de cinzas. Só há desenhos de lâmpadas mas os arqueólogos oficiais dizem que tais desenhos representavam a flor de lotus... A Mesopotâmia fundou a Cidade, a Matemática, a Escrita, as Leis e a Eletrecidade, entre milhares de outras coisas. Na ordem temos quatro fotos neste post: uma Bateria de Bagdá original; uma ilustração de como funcionava a Bateria de Bagdá; a lâmpada no interior do Templo de Dendera; e finalmente o Templo de Dendera visto de fora, às margens do Rio Nilo. fontes: http://al-babil.blogspot.com/ Labels: Baterias da Babilônia e lâmpadas no antigo Egito. O Fisico surfista (Garrett Lisi) e sua Teoria do Tudo. Garrett Lisi passa as manhãs surfando ou praticando snowboard, e as tardes debruçado sobre seu notebook, quebrando a cabeça com matemática de alto nível. Dormindo em sofás, trabalhando como caseiro ou vivendo numa van estacionada perto das ondas de Maui, no Havaí. Apesar de ter 40 anos e ser ph.D. em teoria da física, teve poucos empregos fixos - e esses poucos foram de guia de caminhada ou instrutor de snowboard, aventureiro que tem seus momentos de maior felicidade quando está descendo ondas ou montanhas nevadas, Em 2007, Garrett publicou um artigo acadêmico chamado "An Exceptionally Simple Theory of Everything" (Uma Excepcionalmente Simples Teoria Sobre Tudo) no arxiv.org, um site para cientistas que é mantido pela Universidade Cornell (EUA) - baixe o artigo no http://arxiv.org/abs/0711.0770. O artigo citava sua tentativa de criar uma teoria que colocaria toda a física do universo em um pacote organizado. Por meio século, pesquisadores procuraram reconciliar a gravidade com as três forças que atuam dentro dos átomos, onde a gravidade parece não exercer a menor influência (veja em "O guia da física incompreensível para idiotas", na página 98.) Ninguém - nem mesmo Einstein, que passou seus últimos anos de vida tentando - conseguiu explicar como essas quatro forças coexistem. ( a electromagnética, a nuclear fraca, a nuclear forte, e a mais intrigante, ainda ñ bem entendida, apesar de se passarem uns 300 anos desde Newton...a gravitacional). Apesar de ter seus difamadores, Garrett também tem fãs, aqueles que aceitam a ideia de que ainda é possível que exista um gênio independente da física. "Eu e algumas outras pessoas achamos que o mundo acadêmico sofre por não ser mais inclusivo com pessoas desse tipo", diz Lee Smolin, pesquisador muito respeitado do Instituto Perimeter de Física Teórica, baseado em Waterloo, Canadá, que tem se correspondido com Garrett. "Não estamos falando de um aloprado. Ele é ph.D. por um bom programa e seu trabalho está dentro dos parâmetros de uma boa pesquisa" Para entender completamente a tentativa de Garrett de resolver o dilema, é necessário que se tenha um conhecimento de matemática bem além do que a maioria dos mortais tem, mas a premissa básica é que todas as forças físicas e partículas podem ser explicadas por meio de seu mapeamento em uma estrutura geométrica complicadíssima, conhecido como E8. Se Garrett estiver certo, sua teoria daria uma aparência muito elegante à física do cosmos, e o E8 se tornaria tão significativo quanto o E=MC2. Isto seria um fato notável vindo de qualquer um dos físicos mais conhecidos. Vindo de um surfista vagabundo, seria mais do que extraordinário. Interessante saber tbm que ele desdenha a Teoria de Cordas que tem grande prestígio no mundo acadêmico, mas tbm inúmeros críticos... Posted 4th February 2011 by Luciano ALonso Deus é programador A alguns malucos da teoria nova chamada DI, do inglês Design Inteligente que afirma que Deus é designer por que existem inúmeros padrões matemáticos de rara beleza e incrível perfeição presentes em pontos chave na natureza. inclusive no DNA humano e nas espirais de galáxias, reprodução de abelhas e coelhos segundo a famosa série de Fibonacci... Ta maluco que Deus ia desenhar um por um cada folha de árvore, cada animal, ta doido. É uma tarefa grande demais até pra Deus. O mais provável é que Ele é programador, e programou a Evolução pra ser do jeito que é ... A Teoria da Evolução é só um programa em andamento a bilhões de anos... Posted 28th February 2011 by Luciano ALonso Julian Assange para o Nobel da Paz Esposa de Lio Xiaobo chora / Julian Assange ciberativista australiano Vamos fazer uma campanha para eleger o editor do Wikileaks para o Nobel da Paz. O cara que teve a ousadia de denunciar vários crimes cometidos por ditadores, divulgou videos de militares norte-americanos matando deliberadamente civis e até mesmo jornalistas franceses no Iraque (http://www.youtube.com/watch?v=H0dReT6uMI0) . Vocês não acham estranho que todos (menos o governo chinês que o considera como terrorista, aliás o governo chinês considera até o Dalai Lama terrorista!?!) inclusive os 'americanos' apoiaram a indicação de Liu Xiaobo para o Prêmio Nobel da Paz em 2010 em reconhecimento pela sua luta por democracia, etc... e agora estão querendo 'fritar' Julian Assange, o editor e criador do Wikileaks, um cara largamente premiado, que teve a vida pessoal destruída. Digo que ninguém nos últimos anos fez tanto pelos direitos humanos e liberdade de expressão quanto ele. Olha essa: Comitê Nobel premia dissidente chinês Liu Xiaobo e irrita governo de Pequim Laureado, preso pela primeira vez por participação nos protestos da Praça da Paz Celestial, de 1989, cumpre pena de 11 anos desde 2008 por subversão; líderes da China afirmam que opositor é 'criminoso' e dizem que decisão ameaça laços com a Noruega. 09 de outubro de 2010 | 0h 00 ?!? O Materialismo é uma mentira? A Física de hoje foi a Metafísica de ontem. Quem vai saber o que será a Física daqui a 100 ou 200 anos? Talvez o que chamam de Metafísica hj, possa ser a Física do amanhã. O problema do que é sensorial (detectável) e do que é transcendente (metafísica / ñ detectável.> vide Kant) pode ser resolvido com tecnologia em algum tempo? É possível. Para isso existem o LHC e outros dispositivos. A ciência anda, aumenta a cada dia... Materialismo? Materialismo dialético? Acaso Marx e Engels sabiam no século XIX o que é matéria? Ou os ditadores socialistas têm alguma noção de Física? (É, por que eu nunca ouvi falar de uma democracia socialista, só de ditaduras) Ou de Filosofia? Será que eles sabem o que é semiótica? Complicado heim? Segundo novas tendências epistemológicas muita coisa deve ser revisada em ciência até a metade do séc XXI, com certeza. Teoria de quarks, por exemplo, não se ensina na grade curricular das escolas de nível médio, apesar de ser uma contribuição relativamente antiga da física. Como poderia então o mundo conhecer os mais recentes avanços da física? A resposta é que não pode. Somente físicos teóricos e filósofos da ciência tem essa noção e olha lá. Há quem pense que átomos são pequenas bolas de matéria que constrói toda a massa do Universo, etc Não há coisa mais ingênua e absurda do que essa ideia. Hoje os cientistas já calculam que a matéria ordinária que conhecemos constituída de ‘átomos’ tais quais nós os designamos compõe no máximo 5% de toda massa do Universo.. E que o restante é preenchido por matéria desconhecida, tal como a chamada matéria escura, energia escura. Isso sem falar de outras especulações mais ‘viajantes’. Além do mais sabemos hoje que o Universo não possui apenas as três dimensões básicas de espaço que podemos observar através dos sentidos físicos, além da dimensão tempo estabelecida na Relatividade a cerca de cem anos por Einstein. Não somos seres vivendo num mundo de três dimensões, somos seres inconscientes do nosso destino vivendo em um mundo de n dimensões. (infinitas) Átomos são pequeninos (ínfimos) vultos pulsantes cheios de vazio. Matéria é movimento, força, em última instância: Informação. Átomos, ainda são ínfimos vultos pulsantes cheios de vazio cujas partículas componentes são vultos estranhos matematicamente estruturados em grupos (quarks) de três que seguem uma lógica particular. Isso sem falar que a matéria pode surgir concretamente do ‘nada’ segundo a Física Quântica (como foi já demonstrado e comprovado em inúmeros experimentos), fenômeno este que observa na tentativa vã de se tentar construir um vácuo absoluto (coisa impossível em princípio) tal fenômeno cabuloso é chamado pelos físicos de Flutuações quânticas do vácuo. E repetindo o que foi dito acima, não se trata de uma teoria sem fundamento, é um fato comprovado cientificamente, apesar de estranho. Segundo recentes teorias já demonstradas (Cromodinâmica Quântica, Teoria da Informação Quântica, etc) Na minha modesta opinião o que mais se aproxima do verdadeiro Socialismo ou Comunismo tão almejado por muitos, foram as primeiras comunidades cristãs do Oriente, Ordens budistas, grupos místicos (só por um tempo) e algumas etnias indígenas antes do contato com a "civilização". Lendo "o Mal estar na civilização" de Freud percebi o preço que pagamos para viver em sociedade.. A vida em sociedade se mostrou uma vantagem evolutiva para nossa espécie porém em muitos momentos sufoca inevitavelmente nossa individualidade, oferece escolhas desagradáveis do tipo: A carreira ou a felicidade? Os compromissos ou o desapego? e por aí vai. Quando entramos na civilização, optamos por comer os frutos da "Árvore da Ciência" (os benefícios da ciência e da tecnologia, que começaram com o uso do fogo e instrumentos, lanças, passando pelo tear, a imprensa até chegar ao computador..!) e deixamos para trás inevitavelmente o Éden (A Natureza). Não é à toa que sonhamos as vezes com uma casinha no campo longe da civilização, com a floresta, porém basta uma semana e já sentimos falta do computador, da geladeira, da luz elétrica, etc... Aí está a causa, a origem de tantos traumas psicológicos, tantas incompreensões, dificuldades, transtornos, conflitos de geração, etc O preço da civilização é alto demais ou o ser humano não está dando conta de dar mais um salto evolutivo na sua jornada como espécie? Como diz um escritor de "ficção" chileno: "O Amor é a lei fundamental do Universo", inclusive se ñ me engano parece que foi exatamente isso que um certo Mestre Nazareno tentou ensinar há alguns milhares de anos, outros tantos "profetas" tbm tentaram dizer centenas de vezes, mas o homo sapiens ñ parece disposto a ouvir, até acha bonito, mas amar estranhos? ah, não dá! Amar os filhos, os pais, o cônjuge tudo bem.. mas estranhos, podem ser ladrões, mentirosos, assassinos... Imagino que o filho do Carpinteiro nos ensina amar não só 'estranhos' (acaso aqueles que por quais ele morreu não são estranhos?) mas tbm "os lírios do campo.. as aves do céu" ou seja seu amor é irrestrito, se estende a todos os seres, imagino tbm que alguém assim, que estende seu amor a todos os seres inevitavelmente é um ser cheio de felicidade, pra onde ele olha ele vê o Infinito (que é Deus / Amor) em todas as coisas. O dia em que não existir mais religiões & o Amor for ensinado como norma nas escolas a todas crianças, o dia em a fórmula "Façam aos outros aquilo que vc quer que os outros vos façam" for posta em prática este mundo será um Novo Mundo e não haverá mais guerras. Isso será o verdadeiro socialismo e não afetará a liberdade de ninguém nem haverá necessidade de polícia secreta. Posted 1st April 2011 by Luciano ALonso