P. 1
Estatuto_FUNED

Estatuto_FUNED

|Views: 477|Likes:
Publicado porjehoss

More info:

Published by: jehoss on Apr 29, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/29/2014

pdf

text

original

Norma

:

DECRETO 44801 2008

Data: 08/05/2008

Origem: EXECUTIVO

CONTÉM O ESTATUTO DA FUNDAÇÃO EZEQUIEL DIAS. Ementa: Relevância: LEGISLAÇÃO BÁSICA PUBLICAÇÃO - MINAS GERAIS DIÁRIO DO EXECUTIVO - 09/05/2008 Fonte:

Indexação:

Catálogo:

PÁG. 1 COL. 2 APROVAÇÃO, ESTATUTO, (FUNED). DISPOSITIVOS, OBJETIVO, COMPETÊNCIA, ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA, (FUNED), VINCULAÇÃO, (SSMG). DISPOSITIVOS, OBJETIVO, COMPETÊNCIA, COMPOSIÇÃO, UNIDADE ADMINISTRATIVA, (FUNED). DISPOSITIVOS, PATRIMÔNIO, RECEITA, REGIME FINANCEIRO, (FUNED). DISPOSITIVOS, IDENTIFICAÇÃO, REGIME JURÍDICO ÚNICO, FIXAÇÃO, JORNADA DE TRABALHO, SERVIDOR, (FUNED). REVOGAÇÃO, DISPOSITIVOS, DECRETO ESTADUAL, REFERÊNCIA, APROVAÇÃO, ESTATUTO, (FUNED). (FUNED), ORGANIZAÇÃO ADMINISTRATIVA, PESSOAL. da Fundação

Texto: Contém

o Estatuto Ezequiel Dias.

O GOVERNADOR DO ESTADO DE MINAS GERAIS, no uso da atribuição que lhe confere o inciso VII do art. 90, da Constituição do Estado, e tendo em vista o disposto na Lei Delegada nº 75, de 29 de janeiro de 2003, e na Lei Delegada nº 162, de 25 de janeiro de 2007,

DECRETA:

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Art. 1º A Fundação Ezequiel Dias - FUNED, instituída pela Lei nº 5.594, de 6 de novembro de 1970, tem sua organização estabelecida neste Decreto e na legislação pertinente. Parágrafo único. A FUNED tem autonomia administrativa e financeira, personalidade jurídica de direito público, prazo de duração indeterminado, sede e foro na Capital do Estado e vinculase à Secretaria de Estado de Saúde - SES.

reembalar.CAPÍTULO II DA FINALIDADE E DAS COMPETÊNCIAS DA FUNED Art. profiláticos. embalar.prestar assessoria e consultoria em assuntos relativos à sua área de atuação. sintetizar.promover o registro de patente de seus produtos. transformar. insumos. III .Direção Superior: a) Presidente. realizar e participar de pesquisas científicas e tecnológicas visando a aplicação de conhecimentos para a solução de problemas de saúde do Estado e do País. IV .estabelecer intercâmbio com outras instituições. produzir medicamentos. purificar. II . importar. b) Procuradoria. e b) Vice-Presidente.Unidade Colegiada: a) Conselho Curador. armazenar. bem como realizar análises laboratoriais no campo dos agravos à saúde coletiva em consonância com as diretrizes estabelecidas pela Política Estadual de Saúde. CAPÍTULO III DA ESTRUTURA ORGÂNICA Art. V . produzir. fabricar. medicamentos e congêneres necessários às atividades de órgãos e entidades públicas e privadas. fracionar. exportar. 2º A FUNED tem por finalidade realizar pesquisas de desenvolvimento científico e tecnológico no campo da saúde pública. competindo-lhe: I incentivar.importar e exportar insumos e produtos farmacêuticos e equipamentos necessários às suas ações e atividades. III . . sejam eles industriais ou intelectuais. 3º A FUNED tem a seguinte estrutura orgânica: I . comercializar produtos biológicos. visando aos interesses da saúde. VI .Unidades Administrativas: a) Gabinete. e VII .extrair. c) Auditoria Seccional. II .prestar serviços de análises laboratoriais no campo dos agravos à saúde coletiva.

o Estatuto da Fundação. e IX .decidir sobre os recursos referentes a administração.membros designados: a) um representante da Secretaria de Estado SEF. 4º Ao Conselho Curador. Diretoria da Fundação Octávio Magalhães. II . VI . Diretoria Industrial. III .deliberar sobre a aceitação de doações. V . Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento. por deliberação de dois terços de seus membros. e Departamento de Controle de Qualidade. que é o e b) o Presidente da Fundação. VII . c) um representante da Universidade Federal - tem a seu Presidente. compete: I .SEPLAG.fiscalizar a execução orçamentária anual. opinando sobre assuntos contábeis e financeiros. legados e alienação de bens móveis e imóveis.elaborar o seu regimento interno. Diretoria de Planejamento. que é o SecretárioExecutivo.orientar e supervisionar a política patrimonial e financeira da Fundação.d) e) f) g) h) i) Assessoria de Comunicação Social. Gestão e Finanças. IV . b) um representante da Secretaria de Estado e Gestão . II .aprovar planos de ação anual e plurianual e a proposta orçamentária da Fundação.deliberar sobre os casos e situações omissas neste Estatuto. VIII .alterar ou reformar. Seção I Do Conselho Curador Art.membros natos: a) o Secretário de Estado de Saúde.apreciar e aprovar a prestação de contas anual da Fundação. Art. 5º O Conselho Curador da FUNED seguinte composição: I . para o exercício financeiro seguinte. finanças e regime disciplinar da Fundação que lhe forem apresentados. seu de Fazenda de Planejamento de Minas Gerais . unidade colegiada da Fundação.

tendo em vista a finalidade. aprovado por seus membros. Art. § 1º Os membros do Conselho. f) um representante da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais . Seção II Do Presidente Art. extraordinariamente. e) um representante do Conselho Regional de Farmácia . 7º As demais normas de funcionamento do Conselho Curador são estabelecidas em regimento interno. escolhidos entre pessoas com experiência nas áreas de administração e saúde.FAPEMIG. a cada quatro meses e.CRF. as políticas . com a maioria de seus membros. § 2º A atuação no âmbito do Conselho Curador da FUNED não enseja qualquer remuneração para seus membros e os trabalhos nele desenvolvidos são considerados prestação de relevante serviço público. ressalvados os tratados na alínea "g". § 3º O Presidente do Conselho Curador terá direito ao voto de qualidade. mediante convocação de seu Presidente. serão indicados pelos titulares das instituições que representam e designados pelo Governador do Estado para um mandato de três anos. e g) quatro membros de livre designação do Governador do Estado. de seu Secretário-Executivo ou por solicitação da maioria de seus membros. 8º O Presidente exerce a direção. permitida a recondução. 6º O Conselho Curador reunir-se-á ordinariamente.UFMG. além do voto comum. um representante da Associação Médica de Minas Gerais Art. d) AMMG. e a avaliação das atividades da FUNED. e será substituído em seus impedimentos eventuais pelo Secretário Adjunto de Estado de Saúde. a que se refere o inciso II deste artigo.

e por instituições públicas estaduais. V . Seção III Do Vice-Presidente Art. 9º Compete ao Vice-Presidente da o Presidente no cumprimento de suas atribuições. e XI .representar a Fundação.celebrar convênios. 10. VII homologar as licitações e demais contratações realizadas pela Fundação.determinar a instauração de inquérito ou processo administrativo.cumprir e fazer cumprir as deliberações do Conselho Curador e as disposições legais.providenciar o atendimento a consultas e requerimentos enviados pelo Conselho Curador. a prestação de contas anual da Fundação ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais -TCMG. IX expedir os atos administrativos necessários ao cumprimento das atividades da FUNED. de acordo com as diretrizes orçamentárias e financeiras do Estado. ativa e passivamente. O Gabinete tem por finalidade prestar assessoramento . IV . II . em juízo ou fora dele. X .e as diretrizes estabelecidas para a Fundação. após a aprovação do Conselho Curador. FUNED auxiliar Seção IV Do Gabinete Art. regulamentares e regimentais em vigor. estatutárias.gerir o patrimônio da Fundação e autorizar despesas. relacionadas aos interesses da Fundação.encaminhar. competindo-lhe: I .elaborar e submeter ao Conselho Curador para aprovação: a) o relatório anual de ações e atividades e a proposta orçamentária anual. III .ordenar despesas ou designar ordenadores. VI . contratos. acordos e ajustes com instituições públicas ou privadas. VIII . e b) a prestação de contas anual.

.sugerir modificação de lei ou de ato normativo da FUNED. contratos. IX .organizar. na forma da lei e mediante ato do AGE. tem por finalidade tratar dos assuntos jurídicos de interesse da FUNED. dirigir e coordenar as atividades no âmbito de sua atuação. quando requerido. competindo-lhe: I .acompanhar os projetos de interesse da FUNED na Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais .AGE. VIII . e IV . A Procuradoria. V . acordos e ajustes de que a FUNED participe.encaminhar os assuntos pertinentes às diversas unidades da FUNED e articular o fornecimento de apoio técnico especializado.representar a FUNED judicial e extrajudicialmente. II . III . sujeita à orientação normativa e à supervisão técnica da Advocacia-Geral do Estado .defender. II . competindo-lhe. IV . de 10 de agosto de 2004: I .acompanhar as atividades relacionadas à comunicação social. Seção V Da Procuradoria Art. VII .preparar minuta de informações em mandado de segurança impetrado contra ato de autoridade da Fundação ou em qualquer ação constitucional. VI . quando julgar necessário ou conveniente ao interesse da Fundação. III .ALMG.examinar e emitir parecer prévio sobre os atos jurídicos de que a FUNED participe. de edital de licitação. 11.e apoio administrativo ao Presidente da FUNED no desempenho de suas atribuições.defender a FUNED em contencioso ou procedimento administrativo de seu interesse. convênios. planejar. na forma da Lei Delegada nº 103.examinar e emitir parecer e nota jurídica sobre anteprojetos de leis e minutas de atos normativos em geral e de outros atos de interesse da Fundação.elaborar e apor visto nas minutas de portarias. de 29 de janeiro de 2003 e da Lei Complementar nº 81.promover a inscrição e cobrança da dívida ativa da FUNED.

X .cumprir e fazer cumprir orientações da AGE. de forma sistematizada e padronizada. unidade integrante do Sistema Central de Auditoria Interna. de gestão e correição administrativa. A Auditoria Seccional.exercer em caráter permanente a função de auditoria operacional. 12. no âmbito da FUNED.propor ação civil pública ou nela intervir representando a Fundação.interpretar os atos normativos a serem cumpridos pela FUNED. forem vítimas ou apontados como autores de ato ou omissão definido como crime ou contravenção penal. em exercício regular das atividades institucionais. Parágrafo único. competindo-lhe: I . A supervisão técnica a que se refere este artigo compreende a prévia manifestação do Advogado-Geral do Estado sobre o nome indicado para a chefia da Procuradoria. os padrões . normas e técnicas estabelecidas pela Auditoria-Geral do Estado em cada área de competência. III . a efetivação das atividades de auditoria e correição. quando não houver orientação da Advocacia-Geral do Estado.os servidores efetivos e os ocupantes de cargos de direção e assessoramento da Fundação quando.observar as diretrizes.AUGE.elaborar e executar os planos anuais de auditoria e correição. com orientação e aprovação da Auditoria-Geral do Estado . XI . Seção VI Da Auditoria Seccional Art. parâmetros. e XII .utilizar os planos e roteiros de auditoria e correição disponibilizados pela AUGE bem como as informações. II . bem como nas ações cíveis decorrentes do exercício regular das atividades institucionais por eles praticadas.observar as normas e técnicas de auditoria e correição estabelecidas pelos órgãos normativos para a função de auditoria interna. IV . V . tem por finalidade promover.

bem como de diretrizes governamentais.e os parâmetros técnicos para subsídio aos trabalhos de auditoria e correição. VI . XIII . regulamentos. XII . demais atos normativos. Tribunal de Contas da União .informar à AUGE as recomendações constantes nos relatórios de auditoria não implementadas no âmbito da FUNED para as providências cabíveis. sob pena de responsabilidade solidária. VII . além de relatório e certificado conclusivo acerca de apurações realizadas em autos de Tomada de Contas Especial. XI . .comunicar ao Presidente a sonegação de informações ou a ocorrência de situações que limitem ou impeçam a execução das atividades de auditoria e correição. sobre inconformidade. Ministério Público do Estado.notificar o Presidente e a AUGE.acompanhar as normas e os procedimentos da FUNED quanto ao cumprimento de leis.acompanhar a implementação de providências recomendadas pela AUGE. como também a abertura de sindicâncias e processos administrativos disciplinares para apuração de responsabilidade.TCU e por auditorias independentes. Controladoria Geral da União.fornecer subsídios para o aperfeiçoamento de normas e de procedimentos que visem a garantir a efetividade das ações e da sistemática de controle interno na FUNED.encaminhar à AUGE informações acerca das respectivas atividades de auditoria. TCMG. sistematizando os resultados obtidos e justificando as distorções apuradas entre os atos programados e os executados.recomendar ao Presidente a instauração de Tomada de Contas Especial. em consonância com os requisitos do TCMG. X . VIII . irregularidade ou ilegalidade que tomar conhecimento. e XIV .elaborar relatório sobre a avaliação das contas anuais de exercício financeiro dos dirigentes da Fundação. IX .

assessorar os dirigentes e as unidades administrativas da Fundação no relacionamento com a imprensa. publicados nos diversos jornais e revistas. III . e VII .planejar. competindo-lhe: I .propor e supervisionar as ações de publicidade e propaganda.acompanhar. em articulação. Assessoria de Imprensa do Governador. compreendendo imprensa. 14.coordenar a elaboração do planejamento global . e unidades da Subsecretaria de Comunicação Social. analisar assuntos de interesse da Fundação. A Assessoria de Comunicação Social tem por finalidade promover as atividades de comunicação social. Gestão e Finanças Art. os eventos e promoções para divulgação das atividades institucionais. 13.planejar e coordenar as entrevistas coletivas e o atendimento às solicitações dos diversos órgãos de imprensa. em conformidade com as diretrizes estabelecidas pela Subsecretaria de Comunicação Social da Secretaria de Estado de Governo . V . A Diretoria de Planejamento. coordenar e supervisionar programas e projetos relacionados com a comunicação interna e externa das ações da Fundação. para subsidiar o desenvolvimento das atividades de comunicação social. propaganda. publicidade. Gestão e Finanças tem por finalidade garantir a eficácia e eficiência do gerenciamento estratégico-administrativo da Fundação. se necessário. IV . competindo-lhe: I . II . relações públicas e promoção de eventos da Fundação.manter atualizados os sítios eletrônicos e a intranet sob a responsabilidade da Fundação. Seção VIII Da Diretoria de Planejamento.SEGOV. selecionar. com a Assessoria de Cerimonial e Eventos. VI .Seção VII Da Assessoria de Comunicação Social Art.gerenciar e assegurar a atualização das bases de informações institucionais necessárias ao desempenho das atividades de comunicação social.

epidemiológica. face às mudanças ambientais.responsabilizar-se pela preservação da documentação e informação institucional na área de atuação da FUNED.coordenar o sistema de administração de material. 15. bem como desenvolver pesquisas no âmbito da FUNED. coordenar. Seção IX Da Diretoria da Fundação Octávio Magalhães Art. V .realizar o controle de qualidade analítica nos . patrimônio e transportes oficiais. em conjunto com as SEPLAG e da Secretaria de Estado de Saúde .da Fundação. acompanhar e avaliar sua execução e propor medidas que assegurem a consecução dos objetivos e metas estabelecidos. coordenar. Parágrafo único. dirigir.planejar. A Diretoria da Fundação Octávio Magalhães tem por finalidade planejar. Gestão e Finanças cumprir orientação normativa emanada da unidade central a que esteja subordinada tecnicamente no Sistema Central de Coordenação Geral.coordenar.da Fundação. e VIII . VI . orientar e executar as atividades de administração financeira e contabilidade. orientar.coordenar a elaboração da proposta orçamentária da Fundação. orientar e executar as atividades de administração do pessoal e desenvolvimento de recursos humanos. competindo-lhe: I . Gestão e Finanças. II .formular e implementar a Política de Tecnologia da Informação e Comunicação . III . VII . Planejamento. ambiental e de saúde do trabalhador. executar e avaliar as atividades de vigilância sanitária. IV . Cabe à Diretoria de Planejamento. acompanhar sua efetivação e respectiva execução financeira.coordenar a rede de laboratórios públicos e privados que realizam análises em saúde pública.SES instrumentos e mecanismos capazes de assegurar interfaces e processos para a constante inovação da gestão e para a modernização do arranjo institucional. II .TIC .instituir.

laboratórios de interesse da saúde pública. competindo-lhe: I desenvolver projetos visando à criação e ao aperfeiçoamento de conhecimentos básico e aplicado na área de saúde. VI . e VIII . Seção X Da Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento Art. coordenar. VII implementar os programas de qualidade e de biossegurança. supervisionar e avaliar o desenvolvimento de pesquisas científicas e tecnológicas da Fundação. participando do processo de investigação e inquérito epidemiológico e ambiental. IV . a que se refere o caput. III realizar procedimentos laboratoriais de maior complexidade para complementação de diagnóstico. 16. O Instituto Octávio Magalhães. é o Laboratório Central de Saúde Pública do Estado de Minas Gerais. criando áreas de excelência de conhecimento científico e de aplicação da tecnologia. Parágrafo único. e IV . a fim de melhorar a qualidade dos serviços e produtos desenvolvidos pela Fundação. informando ao gestor nacional respectivo. observada a legislação específica. dirigir.disseminar informações científicas e . A Diretoria de Pesquisa e Desenvolvimento tem por finalidade planejar.estabelecer normas técnico-administrativas visando ao correto desempenho das atividades na sua área de atuação. V .realizar análises fiscais e de monitoramento em produtos sujeitos à Vigilância Sanitária.habilitar. exercendo a função de autoridade sanitária no âmbito de sua competência. III .estimular o interesse pela pesquisa contribuindo para o aprofundamento dos conhecimentos básico e aplicado na área de atuação da FUNED.desenvolver técnicas e processos. II .executar ações de Vigilância Epidemiológica e Ambiental no âmbito de sua atuação. os laboratórios que serão integrados à rede estadual.

articular-se com as unidades administrativas da Fundação na implementação de suas ações específicas de garantia da qualidade. embalar. expedir. reembalar. produzir. embalar. soros e vacinas para atender prioritariamente à SES e a outras instituições do Sistema Único de Saúde . e . 17. A Diretoria Industrial da FUNED tem por finalidade desenvolver. Seção XII Do Departamento de Controle de Qualidade Art. relativas à Fundação e às entidades com as em âmbito nacional e internacional. tendo em vista as exigências legais para cada área de atuação. extrair.elaborar. distribuir e comercializar medicamentos necessários às atividades e programas da SES e do Ministério da Saúde. purificar.estabelecer intercâmbio com outras instituições visando a contribuir aos interesses da saúde. para atendimento aos programas nacionais de imunização. produzir. ampliação e aprimoramento da linha de produtos de sua área de atuação. reembalar. competindo-lhe: I . sintetizar. fabricar acondicionar.elaborar. expedir e distribuir produtos biológicos e profiláticos. 18.SUS. II .tecnológicas. acondicionar. competindo-lhe: I . fabricar. prevenção e cuidados com a saúde da população. aperfeiçoar. produzir e distribuir medicamentos. visando ao atendimento da demanda da população. O Departamento de Controle de Qualidade tem por finalidade definir ações de garantia de qualidade no âmbito da Fundação. e IV . transformar. fracionar. quais colabora Seção XI Da Diretoria Industrial Art. fracionar. sintetizar. III desenvolver pesquisas e estudos visando ao desenvolvimento tecnológico.

20.bens e direitos pertencentes à FUNED e os que a ela se incorporem. IV . pública ou privada.bens e direitos resultantes de aplicações patrimoniais previstas neste Estatuto. nacional ou estrangeira que lhe sejam destinados. CAPÍTULO V DAS RECEITAS no orçamento do Estado. Art.os bens móveis ou imóveis que vier a possuir decorrentes de doação. 22. os bens e direitos da Fundação serão revertidos ao patrimônio do Estado.assessorar de garantia da qualidade. nacional ou estrangeira. III . e IV .as provenientes de acordos celebrados com pessoas físicas ou jurídicas de direito privado ou público.auxílio e subvenção de órgão ou entidade pública ou privada.recursos provenientes de convênios firmados com a União. Estados e Municípios.produtos industriais ou intelectuais. 21. legado. VI . II . Constituem receitas da FUNED: I . 19. V as resultantes de prestação de serviços ou da comercialização de produtos.II . III . Art. II . salvo destinação diversa estabelecida em lei específica. O patrimônio da Fundação só poderá ser utilizado para a consecução de sua finalidade. nacionais Art. marcas e patentes de sua propriedade.dotações orçamentárias consignadas . Em caso de extinção. auxílio ou outro benefício proveniente do Estado e de pessoa física ou jurídica.doações e legados. o Presidente na definição de ações CAPÍTULO IV DO PATRIMÔNIO Art. O patrimônio da Fundação é constituído de: I .

24. CAPÍTULO VI DO REGIME ECONÔMICO E FINANCEIRO Art. 25. o relatório de gestão de sua administração no exercício anterior e a prestação de contas. contabilidade e o processo orçamentário da Fundação regidas pelas normas de Direito Financeiro instituídas Poder Executivo federal e estadual. O orçamento da Fundação é uno e anual. A Fundação empregará integralmente a sua receita na manutenção. VII . o 27. 23. Art. XI . anualmente. no prazo estipulado pela legislação específica. As atividades de administração financeira.as provenientes de juros e de rendas diversas de instituições financeiras.outras rendas. consecução e no desenvolvimento de sua finalidade. 26. e XII . CAPÍTULO VII DO REGIME DE PESSOAL Art. Art. são pelo Art. ações e papéis financeiros de sua propriedade. devidamente aprovados pelo Conselho Curador.rendas constituídas em seu favor por terceiros. X . IX . compreendendo as receitas. Parágrafo único.usufrutos conferidos à Fundação.rendimentos decorrentes de títulos. O exercício financeiro da FUNED coincidirá com o ano civil. as despesas e os investimentos dispostos por programas.produto de operação de crédito interna ou externa para financiamento de ações e atividades da Fundação. A FUNED submeterá ao TCMG e à AUGE. VIII . O regime jurídico dos servidores da FUNED é .ou estrangeiras.

de 20 de julho de 1990. de 11 de setembro de 2003. 31. Parágrafo único. 1º do Decreto nº 43. Art. As alterações do Estatuto não poderão contrariar as finalidades da Fundação e deverão ser aprovadas por Decreto. aos 8 de maio Inconfidência Mineira e 187º da Independência .254. A jornada de trabalho dos servidores da FUNED é de quarenta horas semanais. Este Decreto entra em vigor na data de Palácio de 2008.580. 29. O Estatuto da FUNED só poderá ser alterado ou reformado por deliberação de dois terços dos membros do Conselho Curador em reunião especificamente convocada para este fim. CAPÍTULO VIII DISPOSIÇÕES FINAIS Art. Fica revogado o art. 220º da da Liberdade.definido no parágrafo único do art. Art. 1º da Lei nº 10. sua publicação. em Belo Horizonte. Art. 30. 28.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->