Matriz de atividade individual

*
Módulo: 1 e 2 Atividade: Cartéis no Brasil Título: Análise do problema dos cartéis na economia brasileira Aluno: MARCELO PEREIRA Disciplina: Introdução à Economia Turma: IEPOS_T0137_1011 Introdução Um cartel é um grupo de empresas que formalizam um acordo de atuação no mercado de forma coordenada, visando atender interesses comuns a estes. Geralmente o tipo de cartel mais freqüente é o de empresas que produzem artigos semelhantes e que alinhando seus interesses tendem a constituir um monopólio de mercado. As empresas que participam do cartel têm atuação independente, mas seguem regras estabelecidas pelo grupo como a divisão do mercado e a manutenção dos preços combinados. A formação de um cartel é prejudicial à livre concorrência, pois acarreta perdas de bem-estar para os agentes econômicos, uma vez que na falta de competição dos agentes que deveriam competir, o acordo de cooperação estabelecido afeta a eficiência do mercado, e mecanismos de equilíbrio deixam de funcionar. Assim preços e quantidades ofertadas pelo cartel deixam de ser determinados pelo ponto de equilíbrio entre a demanda e a oferta. A formação do cartel é prejudicial ao mercado, pois sua atuação elimina a concorrência, os consumidores pagam por preços construídos artificialmente e por produtos abaixo da qualidade, bem como as fontes de matéria-prima submetidas a compradores que fixam condições de compra, preços etc. Para abordagem do tema, esta atividade tem a finalidade de analisar o problema dos cartéis na economia brasileira, os setores com maior incidência e os danos decorrentes, para assim identificar os prejuízos gerados aos consumidores e demais compradores que sofrem a ação. Tendo por base os malefícios causados pelos cartéis, apresentaremos as ações que tem sido tomada para identificação e punição dos envolvidos.

Setores com maior incidência de cartéis Existem setores que apresentam maior incidência de formação de cartéis, e segundo Ferrari e Gameiro (2010), a formação de cartéis tem sido uma prática cada vez mais comum entre empresários. Alguns casos de cartéis que podem ser citados são: Setor siderúrgico Empresas aéreas nas linhas Rio – São Paulo Empresas que participam de licitação para reforma de plataformas da Petrobrás Cartel de areia do Rio Grande do Sul

1

citando como exemplo o setor de aço. Ações que devem ser adotadas em caso de cartéis Diante dos efeitos danosos da formação de cartéis. o produto teria que ter uma especificação técnica de um tamanho que não é fabricado em nenhum país grande do mundo. pois se sentem menos expostos e pressionados pelas condições do mercado. pois estes conseguem elevar os preços e reduzir as quantidades. porém este candidato deveria cumprir grandes exigências. e em contrapartida os envolvidos nos cartéis permanecem em melhor situação. 2 . no Brasil se intensificou a partir de 2000 o combate aos cartéis. Os danos à sociedade e aos mecanismos de mercado são expressivos. A resposta seria sim. o país tinha em 2005 três produtores de vergalhões de aço: Belgo. como o seu fornecedor ter ISSO 9000 e ter sua marca registrada no INPI no Brasil e. A isso se dá o nome de barreira técnica. e com ela os cartéis sobrevivem até na hora da abertura. Outros efeitos decorrentes serão o desestímulo à inovação tecnológica e a perda de qualidade do bem. observa-se que os cartéis provocam enormes prejuízos sociais e econômicos. causando prejuízos e neste caso eliminando à concorrência. poderia fazê-lo. Qual for a decisão o consumidor sempre estará em pior situação. e o país tem se tornado referência internacional. Os resultados são as perdas para os consumidores e impactos sobre a eficiência econômica. Gerdau e Votorantin. A formação dos cartéis traz conseqüências para a economia brasileira.Cartel do Oxigênio – em prejuízo a Sabesp Setor de cimento Vitaminas Medicamentos genéricos Transporte coletivo urbano Combustíveis – este é o setor com maior incidência Conseqüências dos cartéis para a economia brasileira No Brasil. Se optar por não comprar o bem. e que em determinado momento foi questionado se outro concorrente quisesse importar o produto. e ocorrem porque se alguém quiser adquirir o produto neste mercado cartelizado deverá entregar parte do seu excedente do consumidor aos donos dos cartéis. Desta forma. Os casos mais clássicos são os de falsificação de gasolina. deixará de consumir um produto que deseja. além disso.

Pelo projeto que será enviado para o Congresso para alterar a Lei 8. Porém a eficácia das ações de combate aos cartéis depende do aparato institucional disponível. a punição vai passar de dois a oito anos de prisão. as fusões. como exemplo o caso da AMBEV e o caso da Nestlé-Garoto. tendo como objetivo equipar a pessoas que cometem furtos qualificados. será articulado com o CADE e o Ministério Publico para que empresas condenadas por cartel também sofram ações de reparação de danos aos consumidores.137. o CADE atua combatendo os cartéis em três frentes principais: preventiva. repressiva e educativa. como exemplo o caso dos postos de gasolina e o caso da Globo/Direct TV.As ações implementadas para o combate são: Verificação das medidas aplicadas aos atos de concentração. Com isso. além de ir para a cadeia. O Brasil tem sido referência em todo mundo neste aspecto. que sustenta as ações dos órgãos de defesa da concorrência. que trata de crimes contra a ordem econômica. Como grande destaque. A medida mais comum a ser adotada é a aplicação de multas sobre o faturamento das empresas. Geralmente para as pessoas físicas estão disponíveis os serviços das agências reguladoras que fiscalizam e tem o papel de inibir os abusos por parte das empresas. Este laboratório é constituído por softwares e hardwares com alta capacidade de cruzamento e de análise de informações. Processos administrativos que se relacionam a conduta dos indivíduos. que também são obrigadas a desfazer o acordo de cooperação ou o ato de concentração. O CADE acompanhando de perto as condições de mercado. podemos citar ainda a criação neste ano de um novo centro de inteligência de combate a cartéis em São Paulo pelo Ministério da Justiça e o Ministério Publico do estado. principal característica da atuação de um cartel. permitindo identificar a combinação de preços entre empresas. controlando os atos de concentração. Além de dispor de uma legislação alicerçada na Lei 8. o empresário também vai sentir a punição no bolso. 3 . acrescida necessariamente de multa. que visa cobrar das empresas o pagamento do excedente constituído por meio do cartel. incorporações e as associações de empresas.884/94. Também por parte do governo. O governo também que aumentar a pena para os empresários que participam de cartéis.

G.22/09/2011 São Paulo tem novo laboratório especializado em combate a cartéis – Portal Brasil – 07/06/2011 Estudo de casos – Cartel do Aço – Derecho y Cambio Social – Peru Sabesp vai à Justiça contra cartel do oxigênio – Época Negócios Revista . 4 . OLIVEIRA.2010 Portal de Notícias da Globo – 2009 *Esta matriz serve para a apresentação de trabalhos a serem desenvolvidos segundo ambas as linhas de raciocínio: lógico-argumentativa ou lógico-matemática. porém tem sido referencia mundial e está sempre aprimorando aspectos de combate a esta prática tão lesiva a sociedade.Jornal O Globo Fev/2005 – Miriam Leitão CADE. Guia Prático – A Defesa da Concorrência no Brasil – 2007 FERRARI. Foram apresentados os principais setores de atuação dos cartéis com destaque ao setor de aço. Referências bibliográficas Apostila Introdução a Economia FGV País dos cartéis . – Combate aos cartéis. E.Conclusão A presente atividade teve por finalidade expor os principais aspectos dos cartéis com suas atuações e conseqüências no mercado brasileiro. os dispositivos e órgãos que nossa economia dispõe para atuar nesta batalha. GAMEIRO.A.P S – O cartel de empresas e seus aspectos criminais . Nosso país tem consciência das perdas associadas aos cartéis. Como forma de ações para inibir a atuação destes cartéis. visando oferecer a mercado e consumidores ferramentas que possibilitem o equilíbrio e bem-estar aos agentes econômicos. 2005 Executivo em cartel terá pena maior – Valor Econômico Online – por Juliano Basile . J. Seminário Internacional IBCCRIM.2010.R.

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful