P. 1
Tecidos Animais e Vegetais PROF FABIO DIAS

Tecidos Animais e Vegetais PROF FABIO DIAS

|Views: 41.488|Likes:
Questões discursivas sobre tecidos animais e vegetais
Questões discursivas sobre tecidos animais e vegetais

More info:

Published by: Fabio Dias Magalhães on May 07, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/27/2014

pdf

text

original

salabioquimica.blogspot.

com

Prof Fabio Dias Magalhães

Tecidos Animais e Vegetais
1. (Uerj 2008) Todas as células do organismo humano possuem uma diferença de potencial elétrico entre as faces interna e externa da membrana plasmática. Nas células nervosas, essa diferença é denominada potencial de repouso, pois um estímulo é capaz de desencadear uma fase de despolarização seguida de outra de repolarização; após isso, a situação de repouso se restabelece. A alteração de polaridade na membrana dessas células é chamada de potencial de ação que, repetindo-se ao longo dos axônios, forma o mecanismo responsável pela propagação do impulso nervoso. O gráfico a seguir mostra a formação do potencial de ação.

Descreva as alterações iônicas ocorridas no local do estímulo responsáveis pelos processos de despolarização e repolarização da membrana dos neurônios. 2. (Uff 97) Estabeleça uma diferença entre: a) cromossomo metacêntrico e cromossomo acrocêntrico; b) eritrograma e leucograma; c) endomitose e amitose; d) vírus e rickéttsia (quanto ao tipo de ácido nucleico); e) eritropenia e anemia. 3. (Ufc 2006) Atualmente, o Governo Federal vem discutindo a implantação de quotas para negros nas universidades. Considerando a cor da pele de negros e de brancos responda: a) Onde é determinada, histológica e citologicamente a cor da pele? Histologicamente: Citologicamente: b) O que confere a diferença na cor da pele de indivíduos negros em relação à dos indivíduos brancos? c) Evolutivamente, qual a importância da existência dessa variabilidade na cor da pele para o ser humano? d) Especifique a forma de herança genética responsável pela determinação da cor da pele. 4. (Fuvest 95) Realizou-se o seguinte experimento com um grupo de plantas: retirou-se um anel de casca contendo o floema, mantendo-se folhas acima e abaixo da região cortada. Em seguida, somente folha abaixo do corte foram expostas a CO‚ radioativo durante 24 horas. Em que regiões da planta serão encontradas substâncias com material radioativo após o experimento? Por que?

salabioquimica.blogspot.com

Prof Fabio Dias Magalhães

5. (Fuvest 92) O esquema adiante representa um corte transversal de um tronco de árvore. a) Em quais dos tecidos indicados espera-se encontrar células em divisão? b) Em qual dos tecidos indicados espera-se encontrar seiva com maior concentração de substâncias orgânicas?

6. (Ufv 96) Em relação aos tecidos vegetais: a) qual a função dos meristemas primários e onde se localizam? b) qual a função dos meristemas secundários? c) escreva uma característica do esclerênquima que o diferencia do colênquima. d) dê o nome do tecido localizado nas folhas e nos caules jovens, caracterizado por células ricamente clorofiladas com função fotossintética.

salabioquimica.blogspot.com

7. (Uerj 2004) Em um experimento, foram retirados 2 cm da região cortical da extremidade de dois ramos lenhosos de uma mesma planta, deixando expostas as partes medulares. A extremidade de cada um dos ramos foi coberta com pasta de vedar de maneiras diferentes e, em seguida, cada ramo foi mergulhado em um frasco com água. As ilustrações abaixo destacam como foram vedadas as extremidades desses ramos.

Prof Fabio Dias Magalhães

a) Nomeie o tecido de condução em contato direto com a água no ramo 1 e identifique uma das características desse tecido. b) Indique o ramo cujas folhas apresentarão, primeiro, sinais de desidratação, e explique por que isto ocorre. 8. (Unesp 90) A remoção de um anel completo da casca de uma árvore (anel de Malpighi) pode provocar sua morte. a) Que tecido é removido nesta experiência? b) Qual a função deste tecido? 9. (Unicamp 94) Em um brejo, encontrou-se grande quantidade de briófitas e pteridófitas. Todas as briófitas eram pequenas, com poucos centímetros de altura, ao passo que algumas pteridófitas alcançavam até 2 metros. Que diferenças na estrutura anátomo-fisiológica desses grupos justifica essa diferença de tamanho? 10. (Unicamp 95) A remoção de um anel da casca do tronco de uma árvore provoca um espessamento na região situada logo acima do anel. A árvore acaba morrendo. a) O que causa o espessamento? Por quê? b) Por que a árvore morre? c) Se o mesmo procedimento for feito num ramo, as folhas ou frutos desse ramo tenderão a se desenvolver mais do que os de um ramo normal. Por que isso ocorre? d) No inverno, em regiões temperadas, a remoção do anel não causa espessamento nas árvores que perdem folhas. Por quê?

salabioquimica.blogspot.com

11. (Unicamp 2002) Uma importante realização da pesquisa científica brasileira foi o seqüenciamento do genoma da bactéria 'Xylella fastidiosa', causadora da doença chamada amarelinho ou clorose variegada dos citros (CVC). O nome da bactéria deriva do fato de que ela se estabelece nos vasos do xilema da planta hospedeira. a) Que processo fisiológico da planta é diretamente prejudicado pela presença da bactéria? Justifique. b) Não se pode atribuir à 'Xylella fastidiosa' a morte das células que constituem os vasos do xilema maduro. Por quê? c) Em que consiste o seqüenciamento de um genoma? 12. (Ufrrj 99) Muitas fibras do esclerênquima são usadas industrialmente como matéria-prima para a fabricação do cânhamo, da juta e do linho. a) Cite duas características do esclerênquima. b) Identifique a principal função desse tecido vegetal. 13. (Ufv 2000) Embora não sejam essenciais como nutriente, as fibras têm papel importante na dieta. Elas estimulam os movimentos peristálticos, reduzindo o tempo de contato de substâncias potencialmente prejudiciais no intestino, evitando assim muitos distúrbios como diverticulose e prisão de ventre. A sua deficiência na dieta pode causar também problemas mais graves como doenças coronarianas, câncer no intestino e obesidade. Em relação às fibras, resolva os itens abaixo. a) Qual é nome do polímero predominante nessas fibras? b) Cite um tecido vegetal rico em fibras. c) Além da alimentação, cite uma importância econômica de utilização dessas fibras.

Prof Fabio Dias Magalhães

salabioquimica.blogspot.com

14. (Uerj 98) ENFISEMA EM FUMANTES É PROVOCADA POR UMA ENZIMA

Prof Fabio Dias Magalhães

O enfisema se caracteriza pelo esticamento dos alvéolos do pulmão, o que endurece estes tecidos e diminui sua capacidade de absorção de oxigênio. As pessoas que desenvolvem a doença também apresentam um alto nível de células de defesa conhecidas como macrófagos. (O GLOBO, 26/09/97) Observe a figura a seguir, que representa um corte histológico de alvéolos pulmonares.

(ADAPTADO DE COMARCK, "David. H. Ham's histology, 9• ed., Philadelphia, Harper International, 1987.) a) Nomeie os dois tipos de células epiteliais que, por estarem localizadas entre o sangue e o ar alveolar, fazem parte da barreira hemato-aérea e diminuem a capacidade de absorção de oxigênio, quando afetadas. b) Indique e descreva a função desempenhada pelos macrófagos presentes na parede dos alvéolos. 15. (Uff 2004) Um estímulo aplicado em um ponto de um nervo desencadeia a formação de um impulso nervoso, caracterizado por despolarização seguida de repolarização da membrana dos axônios. Esse fenômeno, denominado potencial de ação, se propaga pelo nervo. Após um determinado período de tempo, em presença de ouabaína - um inibidor específico da enzima Na®, K® ATPase, qual seria o efeito na formação do potencial de ação? Justifique sua resposta. 16. (Fuvest 89) Um vírus foi identificado como a causa da morte de centenas de focas no Mar do Norte e no Báltico. Ao penetrarem no organismo, as primeiras células que esses vírus invadem e prejudicam são os macrófagos e os linfócitos. a) Explique por que as focas infectadas tornam-se extremamente vulneráveis ao ataque de outros microorganismos patogênicos. b) Especifique a função de cada uma das células mencionadas.

salabioquimica.blogspot.com

17. (G1) O processo usual de exame para detecção de algumas doenças é contar o número de leucócitos por milímetro cúbico de sangue. Calcula-se o número relativo de cada tipo de leucócito, e a porcentagem obtida dos diferentes tipos é chamada "contagem diferencial". No adulto normal, o número total de leucócitos é de 7.500 por milímetro cúbico e a contagem diferencial de um adulto normal é: neutrófilos ---------- 62% linfócitos ------------ 30% monócitos ----------- 5% eosinófilos ----------- 2% basófilos ------------- 1% Responda: a) Por que a contagem de leucócitos ajuda na detecção de doenças? b) O que é contagem diferencial? 18. (Unicamp 97) Uma das mais importantes propriedades do sangue é a capacidade de coagulação, que interrompe a hemorragia. Explique como ocorre o processo de coagulação, indicando as principais proteínas envolvidas.

Prof Fabio Dias Magalhães

19. (Udesc 96) A famosa gordura localizada é uma das principais razões que leva as pessoas para academias de ginástica. Ela é formada por camadas de tecido adiposo, que se desenvolve em certos locais do corpo (quadris, abdômen, etc.) de maneira acentuada. Contudo, todo o nosso corpo é envolvido, mais ou menos, por uma camada de gordura que fica abaixo da pele. Com base nessa afirmativa, RESPONDA: a) Como são denominadas as células desse tecido e qual a substância orgânica que armazenam? b) A presença desse tecido é importante para o metabolismo do organismo. COMENTE sobre uma função da camada de tecido adiposo existente em nosso corpo. 20. (Ufrrj 2000) O esquema a seguir representa alguns tecidos encontrados no corpo humano. Um deles, no entanto, não está adequado ao local.

Identifique o tecido esquematizado de forma inadequada ao local relacionado e justifique sua resposta.

salabioquimica.blogspot.com

21. (Ufrrj 2001) Sabe-se que uma característica importante do seres pluricelulares é a divisão de trabalho entre suas células. Essas células se reúnem e formam diversos tecidos que vão desempenhar, assim, funções bem específicas. Considerando a afirmativa acima, identifique a que tecido pertencem os tipos de células abaixo relacionados, citando a sua principal função. a) Macrófago: b) Osteoclasto:

Prof Fabio Dias Magalhães

22. (Ufv 2001) Apesar de o osso ser um órgão duro e resistente, ele é relativamente flexível e capaz de ser remodelado em reposta a forças ou tração, conforme verificado no uso de aparelhos ortodônticos e ortopédicos. Considere as características do tecido ósseo para resolver os itens: a) Cite os dois principais componentes químicos da matriz óssea que são responsáveis pela dureza dos ossos: b) Cite o nome do principal componente orgânico da matriz óssea que confere flexibilidade aos ossos: c) Qual a função dos osteoclastos nos processos de remodelagem ou fratura óssea? d) Cite uma conseqüência do excesso de paratormônio no organismo para a estrutura óssea de um indivíduo. e) Cite a vitamina que tem importante papel no processo de mineralização e estruturação dos ossos: 23. (Cesgranrio 90) Conceitue TECIDO sob o ponto de vista morfológico e funcional e, em seguida caracterize o tecido muscular liso, estriado e cardíaco, quanto a sua contratibilidade. 24. (Ufu 2007) Em mamíferos, existem três tipos de tecidos musculares. Cite esses tipos de tecido e compare-os quanto à a) Morfologia. b) Fisiologia. 25. (Ufv 96) Quanto aos tecidos musculares de vertebrados: a) classifique-os histologicamente. b) diferencie-os quanto à contração. c) cite uma característica morfológica específica de cada um destes tecidos. 26. (Unicamp 97) Considere alguns tipos celulares diferenciados do corpo humano: neurônio, célula muscular, espermatozóide, célula caliciforme e célula epitelial. Escolha três deles e indique, para cada um, uma característica estrutural importante relacionando-a à sua função.

salabioquimica.blogspot.com

27. (Ufc 2008) Em muitas clínicas de estética e salões de beleza, podemos constatar promessas de emagrecimento rápido. Uma das técnicas erroneamente divulgadas para o emagrecimento é a massagem conhecida como drenagem linfática manual. Com base nessa informação, responda ao que se pede.

Prof Fabio Dias Magalhães

a) Sabendo-se das funções do sistema linfático, por que a técnica de drenagem linfática manual não é vantajosa no processo de emagrecimento? b) Uma das indicações da drenagem linfática manual é a diminuição de edemas provocados pelo acúmulo de líquidos. Qual o papel do sistema linfático na diminuição desses edemas? c) Além de ajudar na diminuição de edemas, a drenagem linfática através de massagem estimula o funcionamento dos nódulos linfáticos ou linfonodos. Qual a principal conseqüência do mau funcionamento desses órgãos para o organismo? 28. (Uff 97) Estabeleça uma diferença entre: a) eucromatina e heterocromatina constitutiva; b) eritrocitose e eritropenia; c) conjuntivo frouxo e conjuntivo denso; d) célula procarionte e célula eucarionte; e) secreção apócrina e secreção écrina. 29. (Ufpr 95) Sabendo que as glândulas são um tipo de tecido epitelial, explique a diferença na formação de uma glândula exócrina e de uma endócrina. 30. (G2) Esquematize um neurônio apontando com setas e legendas as seguintes estruturas: 1 - corpo celular 2 - terminações axônicas 3 - bainha de mielina 4 - célula de Schwann 5 - axônio 6 - nodo de Ranvier 7 - substância de Nissl 31. (Ufrrj 2004) Um biólogo, ao estudar um determinado tecido de animais vertebrados, fez algumas descrições de suas observações. "É formado por células dotadas de extensos prolongamentos, os quais liberam substâncias químicas que permitem a comunicação entre as células do tecido". Identifique esse tecido e o tipo de célula à qual se referiu o biólogo, justificando como você chegou a essa conclusão.

salabioquimica.blogspot.com

GABARITO

Prof Fabio Dias Magalhães

1. Os canais de sódio abrem-se imediatamente após o estímulo, permitindo a entrada de cargas positivas (Na®) na célula e a despolarização da membrana, e fecham-se em seguida. Os canais de potássio abrem-se mais lentamente do que os canais de sódio, permitindo a saída de cargas positivas (K®) do citosol da célula e a repolarização da membrana, e fecham-se em seguida. 2. a) Metacêntrico: cromossomos que possuem braços de mesmo tamanho. Possui centrômero em posição mediana. Acrocêntrico: cromossomo que possui o centrômero em posição subterminal ficando com um braço curto e um longo. b) eritrograma: contagem de glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) leucograma: contagem de glóbulos brancos (leucócitos) c) endomitose: duplicação cromossômica sem divisão celular citoplasmática. Ocorre na formação dos cromossomos politênicos observados nas células das glândulas salivares de drosófilas. amitose: duplicação celular assexuada em bactérias. Não há centríolos, fuso ou áster, e o material genético não sofre espiralização. d) vírus: são seres acelulares que possuem apenas um tipo de ácido nucleico, DNA ou RNA. rickéttsia: são seres celulares e possuem os dois tipos de ácido nucleicos, DNA e RNA e) eritropenia: diminuição na produção de glóbulos vermelhos (hemácias ou eritrócitos) anemia: diminuição na produção de hemoglobina, pigmento vermelho contido nos glóbulos vermelhos. 3. a) A cor da pele é determinada pela quantidade de uma substância, a melanina, sintetizada a partir do aminoácido tirosina. O pigmento melanina é produzido nas células do tecido epitelial, denominadas melanócitos. O epitélio da pele é formado por várias camadas celulares sobrepostas, denominadas, em conjunto, de epiderme. Na camada mais interna da epiderme, denominada camada basal ou germinativa, é onde encontram-se as células produtoras da melanina, os melanócitos, que ao produzirem a substância, transferem-na para outro tipo celular epidérmico, os queratinócitos. Além disso, os melanócitos podem ser encontrados também no estrato superior à camada basal, ou seja, na camada espinhosa. b) Adicionalmente, outros fatores influenciam a cor da pele, como os carotenos e a quantidade de capilares sanguíneos, os quais localizam-se na camada abaixo da epiderme, a derme, formada por tecido conjuntivo, principalmente. Entretanto, o caráter distintivo da cor da pele entre negros e brancos é resultado da ação dos melanócitos. c) A diferença na cor da pele entre negros e brancos reside na quantidade do pigmento que é produzido. Assim, negros possuem maior quantidade de melanina que brancos. A existência dessa variabilidade para o ser humano deveu-se a uma maior proteção contra radiação ultravioleta da luz solar. A melanina absorve e dispersa os raios ultravioleta excessivos, protegendo as células de possíveis efeitos mutagênicos provocados pela luz ultravioleta. d) A herança da cor da pele é do tipo quantitativa, ou poligênica, ou herança multifatorial, pois, nesse tipo de interação gênica, dois ou mais pares de alelos, cada um localizado em diferentes pares de cromossomos homólogos, apresentam seus efeitos somados, para determinar um mesmo caráter, no caso, assim possibilitando a manifestação do fenótipo em questão, em diferentes intensidades. 4. As substâncias radioativas serão encontradas em todas as regiões abaixo do anel, pois o floema foi

salabioquimica.blogspot.com

interrompido. O CO‚ radioativo é utilizado na síntese de compostos orgânicos (fotossíntese), que serão transportados pelo floema. 5. a) Felogênio, feloderma, câmbio. b) Floema.

Prof Fabio Dias Magalhães

6. a) Localizados no ápice do caule, da raiz e nas gemas laterais do caule, os meristema primários atuam no crescimento geral do vegetal pois são tecidos com intensa atividade mitótica. b) Crescimento vegetal em espessura. c) Esclerênquima é formado por células mortas. d) Parênquimas paliçádico e lacunoso clorofilianos. 7. a) Floema. Uma dentre as características: - é formado por células crivadas - é composto por células vivas na maturidade - é o tecido de condução dos açúcares formados pela fotossíntese b) Ramo 1. Esse ramo teve seu xilema totalmente bloqueado. Como este tecido é responsável pela condução de água em direção às folhas, elas murcharão primeiro. 8. a) Vasos liberianos (floema). b) Transporte de seiva orgânica dos órgãos produtores para os órgãos consumidores. 9. Nas Briófitas não há vasos condutores de seivas, limitando o tamanho desses vegetais. As Pteridófitas são vascularizadas e podem atingir grande porte. 10. a) Acúmulo de seiva elaborada. b) Falta de alimento para as raízes. c) A seiva elaborada não se distribui pelo vegetal ficando mais concentrada nestas estruturas. d) A perda das folhas indica paralisação na produção da seiva elaborada. 11. a) Transporte de seiva mineral das raízes para as folhas, pois a bactéria obstrui os vasos do xilema. b) As células que constituem os elementos dos vasos do xilema já estão mortas antes da infecção ocorrer. c) Sequenciamento das bases nitrogenadas do DNA de uma espécie. O genoma permite a identificação e localização dos genes da espécie pesquisada. 12. a) O esclerênquima é composto de células mortas, alongadas e dotadas de paredes espessas e resistentes, devido a presença de uma substância denominada lignina. As células do esclerênquima podem ser de dois tipos: as fibras e os escleróides. b) É o tecido responsável pela sustentação do vegetal. 13. a) Celulose.

salabioquimica.blogspot.com
b) Esclerênquima. c) Produção do linho.

Prof Fabio Dias Magalhães

14. a) Célula epitelial pavimentosa de revestimento alveolar e célula endotelial de revestimento capilar. b) Fagocitose. Consiste no englobamento do material particulado presente nos alvéolos e formação do vacúolo de fagocitose. 15. A ouabaína ocasiona bloqueio da bomba de Sódio e Potássio. Contudo, esta substância ocasiona uma pequena redução imediata do potencial de membrana porque o fator determinante do potencial de repouso é o gradiente de concentração do íon potássio, e não a bomba. 16. a) Os vírus destroem as células responsáveis pela defesa orgânica das focas. b) Macrófagos - fagocitose, Linfócitos - reconhecimento e produção de anticorpos. 17. a) Cada tipo de glóbulo branco está associado a determinada forma de defesa orgânica. b) Contagem em separado de cada tipo de leucócito expressa em porcentagem em relação ao total encontrado na amostra pesquisada. 18. A coagulação sanguínea ocorre quando, após um ferimento ou pancada, as plaquetas e os tecidos lesados liberam TROMBOPLASTINA, enzima capaz de catalisar a transformação de PROTROMBINA (inativa) em TROMBINA (ativa). A trombina converte o FIBRINOGÊNIO (solúvel) em FIBRINA (insolúvel). A malha de fibrina retém os glóbulos sanguíneos formando o coágulo que estanca a hemorragia. As proteínas relacionadas ao processo estão destacadas no texto, em maiúsculo. 19. a) adipócitos - lipídios b) homeotermia e reserva energética. 20. O epitélio de revestimento observado no intestino delgado é constituído por células justapostas que apresentam, em sua superfície livre, grande quantidade de microvilosidades. Estas especializações de membrana servem para aumentar a superfície de absorção de nutrientes. 21. a) Tecido conjuntivo, fagocitose (defesa). b) Tecido ósseo, reabsorção (ou remodelação) óssea. 22. a) Os componentes químicos responsáveis pela dureza dos ossos são o cálcio e o fósforo, uma vez que a matriz óssea mineralizada é constituída por fosfato de cálcio (hidroxiapatita). b) A flexibilidade óssea é conferida pela presença de colágeno na matriz. c) Osteoclastos são macrófagos modificados especializados em promover a reabsorção óssea através da secreção de enzimas digestivas que degradam a matriz óssea.

salabioquimica.blogspot.com

d) O paratormônio secretado pelas glândulas paratireóides promove a manutenção da relação cálcio/fosfato no sangue. O excesso deste hormônio causa estimulação da atividade osteoclástica com remoção de cálcio dos ossos. A descalcificação deixa os ossos frágeis, sujeitos a fraturas e deformações.

Prof Fabio Dias Magalhães

e) A vitamina D (calciferol), estimulada pela radiação ultravioleta do sol, auxilia a absorção de cálcio no intestino, bem como sua fixação nos ossos e dentes. 23. Tecido - Conjunto de células idênticas, intimamente e relacionadas, exercendo determinada função. Tecido Muscular- formado por células constituídas por miofibrilas envolvidas pelo sarcoplasma. tipos: Tecido muscular liso - contração involuntária (células fusiformes com núcleo central). Tecido muscular estriado - contração voluntária (células fusiformes com faixas claras e escuras dispostas transversalmente à célula). Tecido muscular cardíaco - Nos vertebrados é um tecido estriado de contração involuntária (coração). 24. a) Liso: 1 núcleo por célula; Estriado Esquelético: 1 ou 2 núcleos por célula e Estriado cardíaco: vários núcleos por célula. b) Liso: lento, involuntário; Estriado Esquelético: rápido, voluntário e Estriado cardíaco: rápido involuntário. 25. a) Esquelético - fibras fusiformes, plurinucleadas, com muita estriação transversal. Liso ou visceral - fibras alongadas, uninucleadas, com pouca estriação. Cardíaco - fibras alongadas, uni ou binucleadas, anastomosadas e separadas por discos intercalares. Apresenta muita estriação transversal. b) Esquelético - contração rápida e voluntária. Liso - contração lenta e involuntária Cardíaco - contração rápida, vigorosa e involuntária. c) Vide item a. 26. Neurônio: unidade estrutural do sistema nervoso, possui prolongamentos (dendritos e axônio) e é especializado em gerar e transmitir impulsos de natureza eletro-química.

salabioquimica.blogspot.com

Prof Fabio Dias Magalhães

salabioquimica.blogspot.com

Prof Fabio Dias Magalhães

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->