Você está na página 1de 4

Comparativo Técnico entre o Dreno convencional de Brita e o MacDrain

Apresentamos um demonstrativo de cálculo, cuja finalidade é comparar o desempenho do MacDrain em relação a trincheira drenante, levando em conta alguns critérios de dimensio- namento:

- A área útil de escoamento para a trincheira drenante é obtida através da multiplicação base e altura do dreno, ou seja, a área de seção perpendicular ao escoamento do fluxo.

- O MacDrain terá a função de captar o fluxo e direcioná-lo para o tubo dreno perfurado, sendo sua capacidade de vazão determinada através de ensaios de laboratório (Tabela 2), em fun- ção da pressão atuante sobre ele.

- Considerando que o MacDrain tem a função de captar e direcionar o fluxo para o tubo dreno, este segundo elemento definirá qual é a máxima capacidade de vazão. Daí a importância de se conhecer as características de tal tubo (ver tabela 3).

- Consideramos em nossos cálculos que a captação do MacDrain irá ocorrer no trecho h da Figura 2, sendo assim, deprezamos o trecho de captação que envolve o tubo (a favor da segurança).

Dados do dreno de brita:

b := 0.3
b
:= 0.3

Profundidade da canaleta [m]

h := 0.5
h
:= 0.5

Altura da canaleta [m]

φ s := 25
φ s := 25

Ângulo de atrito do solo natural [grau]

φ := 100
φ := 100

Diâmetro do tubo dreno perfurado [mm]

Nb := 2 i := 1
Nb := 2
i := 1

Diâmetro médio da brita [polegadas]

Declividade do tubo dreno [%]

:= 1 Diâmetro médio da brita [polegadas] Declividade do tubo dreno [%] Figura 1 [Brita X

Figura 1

Dados do dreno MacDrain:

h := 0.4
h
:= 0.4

Profundidade do dreno [m] (Para efeito de comparação consideramos igual a altura da canaleta de brita)

L := 0.1
L
:= 0.1

Dobra no dreno [m]

γ := 18
γ := 18

Peso específico do solo que o MacDrain está inserido [kN/m3]

específico do solo que o MacDrain está inserido [kN/m3] Figura 2   k N k

Figura 2

k

N

k

:=

:=

 

Valores de Permeabilidade para a brita

N

k [cm/s]

1

15

2

25

3

45

4

80

5

100

j0

 

for j 05

k

k

k

j

if

N

j

= Nb

Tabela 1

onde: N é o diâmetro médio da brita utilizada. k é o coeficiente de permeabilidade da

brita utilizada.

k

=

25 Permeabilidade da brita [cm/s]

De acordo com a lei de Darcy, teremos:

V

:=

ki

10000

V =

2.5

×

10 3

Velocidade de escoamento na caixa de brita [m/s]

Q

:= bh V1000

Vazão do dreno de brita [l/s]3 Velocidade de escoamento na caixa de brita [m/s] Q : = bh ⋅ ⋅ V

Capacidade de Vazão do MacDrain para drenagem Vertical

Para determinação da pressão atuante no MacDrain é necessário calcular o Coeficiente de Empuxo Ativo do solo:

Ka

:=

tan 45

φ

s

2

deg

 

 

2

Ka = 0.406

Pressão atuante no MacDrain [kPa]:

Pat := h γ Ka

:=

P

q

Capacidade de Vazão do MacDrain

Pressão [kPa]

Vazão [l/s.m]

20

1,51

50

1,00

100

0,30

200

0,04

Tabela 2

Pat = 2.922

q

:=

qs 1.51 if Pat 20

0.51 Pat

qs

1

1.85

if

30

Pat = 50

qs

qs

0.70 Pat

1.7

50

qs

qs

0.3 if

0.56

Pat = 100

0.26 Pat

100

qs 0.04

qs

if Pat = 200

q = 1.51
q = 1.51

Vazão [l/s.m]

if 20 < Pat < 50

if 50 < Pat < 100

if 100 < Pat < 200

TemosTemos umauma capacidadecapacidade dede vazãovazão parapara umauma camadacamada dede MacDrainMacDrain igualigual aa

como a drenagem será realizada por duas camadas de geocomposto MacDrain, teremos a vazão dobrada.

Sendo assim, a capacidade de vazão do dreno será:

Como podemos verificar pelos cálculos acima, a vazão do dreno sintético é superior a vazão do dreno de brita. A vazão do sistema será limitada pelo tubo dreno e para uma declividade de 1% e diâmetro de 100mm teremos uma vazão estimada para o tubo dreno de 2,60l/s, isso quer dizer que esta será a vazão máxima no dreno sintético, ainda muito superior a vazão do dreno de brita (1l/s).

q

=

1.51

Qm = 3.02

l/s

Qm := 2 q

l/s.m

VAZÕES E VELOCIDADES DE FLUXO ESTIMADAS PARA TUBOS DRENOS DN 65 (2 1/2") DN 80
VAZÕES E VELOCIDADES DE FLUXO
ESTIMADAS PARA TUBOS DRENOS
DN 65 (2 1/2")
DN 80 (3")
DN 100 (4")
DN 170 (6")
DN 230 (8")
I (%)
V (m/s)
Q (l/s)
V (m/s)
Q (l/s)
V (m/s)
Q (l/s)
V (m/s)
Q (l/s)
V (m/s)
Q (l/s)
5,0
0,92
2,48
0,98
3,26
1,14
5,83
1,70
28,70
2,07
62,56
4,0
0,82
2,21
0,88
2,92
1,20
5,21
1,52
25,67
1,85
55,96
3,0
0,71
1,91
0,76
2,53
0,88
4,51
1,32
22,23
1,60
48,46
2,0
0,58
1,56
0,62
2,01
0,72
3,68
1,07
18,15
1,31
39,57
1,0
0,41
1,10
0,44
1,46
0,51
2,60
0,76
12,83
0,92
27,98
0,5
0,29
0,78
0,31
1,03
0,36
1,84
0,54
9,07
0,65
19,78
0,4
0,26
0,70
0,28
0,92
0,32
1,65
0,48
8,12
0,58
17,69
0,3
0,22
0,59
0,24
0,80
0,28
1,43
0,42
7,03
0,51
15,32
0,2
0,18
0,48
0,20
0,65
0,23
1,17
0,34
5,74
0,41
12,51
0,1
0,13
0,35
0,14
0,46
0,16
0,82
0,24
4,06
0,29
8,85
Parâmetros:
Q = 20,7 Fórmulas . D 2.67 Básicas . I 0,50 (m 3 /s)
V = 27,2 . D 0,67 . I 0,50 (m/s)
Q = Vazão de escoamento (m 3 /s)
V = Velocidade média de escoamento (m/s)
I = Declividade média do dreno (m/m)
D = Diâmetro interno do tubo dreno (m)

Tabela 3: