P. 1
Informação- Prova-Exame de Equivalência à Frequência

Informação- Prova-Exame de Equivalência à Frequência

|Views: 3.021|Likes:
Elaboração das matrizes segundo o novo modelo JNE N.º 08/JNE/2012 de 04/05/2012
Elaboração das matrizes segundo o novo modelo JNE N.º 08/JNE/2012 de 04/05/2012

More info:

Published by: Agrupamento de Escolas da Lajeosa do Dão on May 11, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/07/2013

pdf

text

original

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA

Mensagem n.º 08/JNE/2012 de 04/05/2012 Assunto: Esclarecimento e rectificações relativos à NORMA PAEB/2012 e ao regulamento das Provas e dos Exames do Ensino Básico e do Ensino Secundário.

PROVAS / EXAMES DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA – MATRIZES Tendo em conta que o regulamento das Provas e dos Exames do Ensino Básico e do Ensino Secundário foi publicado a 10 de Abril de 2012 e que muitas escolas tinham já previamente procedido à elaboração e homologação das matrizes das provas exames de equivalência à frequência, no modelo dos anos anteriores, vem este júri, a título excepcional no presente ano lectivo, autorizar que as escolas nesta situação possam, se assim o desejarem, utilizar as referidas matrizes em substituição da Informação – Prova/Exame de Equivalência à Frequência, estipulada no regulamento supracitado.

PROVAS/EXAMES DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA
INFORMAÇÃO-EXAME (Disciplina de…)

(Nos termos do Despacho Normativo n.º 6/2012, de 10 de abril) 30.6 - As provas/exames de equivalência à frequência são elaboradas a nível de escola, sob orientação e responsabilidade do Conselho Pedagógico, com observância do seguinte: a) No ensino básico, os exames de equivalência à frequência referidos nos quadros I e II anexos ao presente Regulamento e no n.º 10.6 incidem sobre a aprendizagem definida para o final dos 2.º e 3.º ciclos; c) Ao Departamento Curricular compete propor ao Conselho Pedagógico a Informação-Exame de equivalência à frequência de cada disciplina no ensino básico, cuja estrutura deve ser análoga à informação-exame elaborada pelo GAVE para as provas finais de ciclo, da qual devem constar os seguintes aspetos:  Objeto de avaliação (aprendizagem definida para o final dos 2.º e 3.º ciclos);  Características e estrutura;  Critérios gerais de classificação;  Material;
1

 Duração. d) Após a sua aprovação pelo Conselho Pedagógico, a Informação-Exame de equivalência à frequência de cada disciplina deve ser afixada em lugar público do estabelecimento de ensino até ao final da 2.ª semana de maio; e) Ao Diretor do Agrupamento compete assegurar a constituição das equipas de elaboração das provas/exames de equivalência à frequência. Cada equipa é constituída por três professores, devendo o diretor nomear um dos elementos como coordenador, o qual deve ter lecionado a disciplina; f) Compete ao coordenador de cada equipa assegurar o cumprimento das orientações e decisões do Conselho Pedagógico; g) O enunciado da prova deve conter as respetivas cotações; h) Após a realização de cada prova pelos alunos, os enunciados e respetivos critérios específicos de classificação devem ser afixados em lugar público do estabelecimento de ensino.
Anexo II - 3.º ciclo do ensino básico
Tipos de provas em cada disciplina e respetiva duração

Disciplina Língua Estrangeira I -----------------------------------Língua Estrangeira II ----------------------------------História ----------------------------------------------------Geografia -------------------------------------------------Ciências Naturais ---------------------------------------Físico-Química -------------------------------------------Educação Visual -----------------------------------------Educação Tecnológica ---------------------------------Introdução às TIC---------------------------------------2.ª disciplina de Ed. Artística (Oficina de Artes) (b) ---Educação Física (b) --------------------------------------

Tipo de prova Escrita e oral (a) --------Escrita e oral (a) --------Escrita -------------------Escrita -------------------Escrita -------------------Escrita -------------------Prática -------------------Prática -------------------Prática -------------------Prática -------------------Prática --------------------

Duração (minutos) 90 90 90 90 90 90 90 + 30 de tolerância 120 + 30 de tolerância 90 90 + 30 de tolerância 45

(a) As provas orais não deverão ultrapassar a duração máxima de quinze minutos. (b) Provas a realizar pelos alunos do 9.º ano referidos na alínea f) do n.º 8.4 deste Regulamento

2

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

Tecnologias da Informação e Comunicação / TIC

3º Ciclo
Ano de escolaridade Data
OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO
9.º ano 2012

A prova tem como referência o Programa de Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) em vigor. As Orientações Curriculares para o 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de T I C integram três temas, organizados em conjuntos de um ou mais temas associados, sendo a lecionação desses conjuntos distribuídos pelo 9 º ano. A organização apresenta-se da seguinte forma:  Tecnologias da Informação e Comunicação  Conceitos Introdutórios  Sistema Operativo em Ambiente Gráfico  Internet  Processamento de Texto  Criação de Apresentações A prova de TIC permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova prática de duração limitada. De acordo com o documento Tecnologias da Informação e Comunicação, Orientações Curriculares, 3º ciclo, os diferentes temas podem ser estudados separadamente ou de forma integrada. Assim, cada grupo que constitui o teste pode incluir itens sobre conteúdos de diferentes temas articulados de forma coerente, sempre numa perspetiva de ciclo.  Tecnologias da Informação e Comunicação Sistema Operativo em Ambiente Gráfico

Criação e manipulação de pastas em ambiente Microsoft Windows;  Domínio de técnicas de procura, criação, cópia e movimentação de ficheiros;  Trabalho com os programas acessórios do sistema operativo Windows;  Descrição das funcionalidades das principais ferramentas do Windows XP.  Processamento de Texto (Microsoft Word)

Utilização do Processador de Texto Microsoft Word corretamente em operações de inserção e formatação de texto para a elaboração de texto simples;  Aplicação de técnicas e estratégias avançadas facultadas pelo processamento de texto, de forma a melhorar a eficiência e estética do processamento de texto.  Criação de Apresentações Eletrónicas (Microsoft PowerPoint)

Utilização da aplicação de apresentações eletrónicas Microsoft PowerPoint corretamente para elaboração de uma apresentação eletrónica simples;  Aplicação de técnicas e estratégias disponibilizadas pela aplicação de apresentações eletrónicas (animações, botões, etc.), de forma a melhorar a eficiência e estética da apresentação eletrónica.

3

CARATERIZAÇÃO DO EXAME

O teste apresenta três grupos de itens sendo cada tema correspondente a um grupo de uma ou mais questões. Cada questão pode conter uma ou mais alíneas. Todos os grupos são constituídos por itens de construção. O teste pode incluir itens da tipologia descrita no quadro seguinte.
Tipologia de itens Quadro 1 – Tipologia, número de itens e cotação Número de itens Cotação por item

ITENS DE CONSTRUÇÃO  Resposta curta  Aplicação
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Grupo I Grupo II Grupo III

33 35 32

Os alunos respondem e/ou aplicam em suporte criado para o efeito.

Na correção da prova atender-se-á aos seguintes critérios:  Rigor Científico;  Clareza e Objetividade na resposta apresentada;  Organização de ideias na formulação das respostas; FATORES DE DESVALORIZAÇÃO  Por cada questão não resolvida, a cotação é de 0%;  Por cada resposta que não corresponde claramente ao solicitado no enunciado, a cotação é de 0%;  A existência de anexo/s tem peso igual ao enunciado, logo a não observação do/s anexo/s existente/s para valorização das respostas será considerada tendo cotação 0%.
MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor.
DURAÇÃO

O teste tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo.

4

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

FRANCÊS

3º Ciclo
Ano de escolaridade Data
OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO
9.º ano 2012

A prova de exame tem por referência o Quadro Europeu Comum de Referência (QECR) e o Programa de Francês, 3º ciclo, nomeadamente, os objetivos gerais passíveis de avaliação numa prova escrita de duração limitada, a saber:  Recorda conhecimentos prévios sobre os temas;  Reconhece informação específica;  Seleciona informação do texto;  Compreende e transfere informação do texto;  Aplica conhecimentos em novas situações;  Produz enunciados demonstrando autonomia no uso das competências de comunicação. A prova avalia as competências que decorrem quer dos objetivos gerais acima referidos, quer dos objetivos de aprendizagem expressos em cada uma das unidades letivas, e o domínio dos conteúdos a elas associados, conforme a seguir se especifica. A) Competências  Competência Sociocultural;  Competência da compreensão e produção escritas;  Competência da aplicação e domínio das estruturas morfossintáticas. B) Conteúdos  Temáticos – Texto referente a um tema tratado ao longo do 3º ciclo  Gramaticais – Aplicação de estruturas morfossintáticas constantes no programa
CARATERIZAÇÃO DO EXAME

O exame é constituído por duas componentes: uma prova escrita e uma prova oral. A prova escrita é constituída por três grupos de resposta obrigatória, sendo que o último apresenta dois temas em alternativa. O grupo 1, constituído por três itens, testa o reconhecimento de vocabulário, a compreensão do texto bem como a seleção de informação para produção de enunciados próprios. O grupo 2, constituído por quatro itens, testa a aplicação de estruturas morfossintáticas. O grupo 3, constituído por um item à escolha, testa a competência linguística, discursiva e estratégica. Produção de um texto demonstrando autonomia no uso das competências de comunicação. A prova oral tem a duração de 15 minutos que se dividem em três momentos: 1º Momento: diálogo professor interlocutor / aluno; 2º Momento: produção individual do aluno; 3º Momento: interação oral. A prova oral avaliará as competências de produção e interação (competência pragmática; competência linguística e competência sociolinguística). Quadro 1 – Partes do enunciado, tipologia dos itens e pontuação 5

Partes do enunciado I. Análise Textual

II. Domínio da Língua III. Produção de Texto

Prova escrita Tipos de itens Resposta fechada: Verdadeiro/falso com justificação das faltas Correspondência Sequência Resposta aberta Resposta fechada Composição Total

Pontuação 50 Pontos 30 Pontos 20 Pontos 100 Pontos

Quadro 2: Categorias para avaliação da Produção e Interação Orais
Prova oral Categorias para avaliação da Produção e Interação Orais Desenvolvimento temático e coerência Interação Fluência 30 Pontos 30 Pontos 20 Pontos
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Correção 20 Pontos

Grupo I: 50 pontos Este grupo pretende verificar se o aluno:  Compreende o conteúdo do texto;  Compreende os enunciados das afirmações e das questões propostas;  Seleciona e adapta excertos do texto que permitam a formulação de respostas;  Produz enunciados corretos sob o ponto de vista ideológico, semântico e morfossintático. A distribuição da cotação na formulação de respostas será feita do seguinte modo: compreensão – 60%; expressão – 40%. Fatores de desvalorização:  Os erros de conteúdo, mesmo que a forma esteja correta;  A elaboração da resposta com base na cópia exclusiva do texto, quando não solicitada;  O vazio de conteúdo implica a desvalorização total da resposta. Grupo II: 30 pontos Este grupo pretende avaliar se o aluno:  Compreende enunciados escritos;  Aplica corretamente regras morfossintáticas. Grupo III: 15 pontos Este grupo pretende avaliar se o aluno:  Compreende o enunciado proposto;  Desenvolve ordenadamente o tema;  Produz enunciados utilizando as estruturas morfossintáticas adequadas ao discurso proposto;  Utiliza corretamente o vocabulário. Fatores de desvalorização:  O afastamento do tema proposto (o afastamento integral implicará a total desvalorização da composição);  Um desenvolvimento confuso e desordenado;  Construções que revelem desconhecimento do código escrito;  Os erros ortográficos.
MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor. Não é permitido o uso de dicionários unilingues ou bilingues.
DURAÇÃO

O teste tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo. Os alunos respondem no enunciado do teste. 6

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

EDUCAÇÃO FÍSICA

3º Ciclo

INFORMAÇÃO

Ano de escolaridade Data

9.º ano 2012

OBJECTO DE AVALIAÇÃO

A prova tem como referência o Programa de Educação Física em vigor. A prova abordará cinco temas, três Desportos Coletivos e dois Desportos Individuais, lecionados durante os três anos deste ciclo. A organização apresenta-se da seguinte forma:  Futsal;  Voleibol;  Basquetebol;  Atletismo;  Ginástica. A prova de Educação Física permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova prática de duração limitada (45 minutos). FUTSAL  Condução/Controlo de bola;  Passe;  Remate. VOLEIBOL  Passe;  Manchete;  Serviço. BASQUETEBOL  Drible;  Passe;  Lançamento. ATLETISMO  Salto em Altura;  Lançamento do Peso. GINÁSTICA  Solo;  Aparelhos.

7

CARACTERIZAÇÃO DO EXAME

O exame apresenta cinco grupos de itens. Os Grupos de Futsal, Voleibol e de Basquetebol são constituídos por percursos onde se irá realizar as acções técnicas mais importantes de cada modalidade. O Grupo de Atletismo será realizado com três tentativas para cada disciplina avaliada nesta modalidade. No Grupo Ginástica, no Solo, terá que se realizar uma sequência gímnica com cinco elementos e, nos Aparelhos, os saltos serão realizados com duas tentativas de execução no Minitrampolim e no Cavalo. O exame inclui Temas com o número de itens descrito no quadro seguinte.
Quadro 1 – Temas, número de itens e cotação

Temas dos itens FUTSAL  Condução/Controlo bola;  Passe;  Remate. VOLEIBOL  Passe;  Manchete;  Serviço. BASQUETEBOL  Drible;  Passe;  Lançamento. ATLETISMO  Salto em Altura;  Lançamento do Peso. GINÁSTICA  Solo;  Aparelhos.

Número de itens de 3

Cotação por item

5%

3

5%

3

5%

3 5 5 5

5% 2% 3% 3%

Os alunos realizam a prova do pavilhão da escola.
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Na avaliação da prova atender-se-á aos seguintes critérios:  Realizar com correção as ações técnicas das diferentes modalidades;  Atingir os objetivos de cada exercício proposto;  Fazer uma sequência gímnica com ritmo e ligação entre os diferentes elementos.
MATERIAL

Para a realização da prova o aluno deve apresentar-se equipado, como se de uma aula de Educação Física se tratasse, respeitando o Regulamento Interno do Agrupamento.
DURAÇÃO

A prova tem a duração de 45 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo.

8

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

CIÊNCIAS FÍSICO-QUÍMICAS

3º Ciclo

INFORMAÇÃO

Ano de escolaridade Data

9.º ano 2012

OBJETO DE AVALIAÇÃO

O exame da disciplina de Ciências Físico-Químicas do 3º ciclo baseia-se nos quatro temas organizadores: Terra no Espaço, Terra em Transformação, Sustentabilidade na Terra e Viver melhor na Terra, conforme consta nas respetivas Orientações Curriculares do ensino básico. O exame de Ciências Físico-Químicas permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada, ao nível de capacidades como:       interpretação e compreensão de leis e modelos científicos; elaboração e interpretação de representações gráficas; interpretação de dados; interpretação de fontes de informações diversas; realização de cálculos simples e conversões de unidades; produção de textos.

Todos os conteúdos relativos aos temas organizadores e presentes no quadro abaixo poderão constar no exame, podendo existir itens sobre conteúdos diferentes temas articulados, de forma adequada a uma perspetiva horizontal e/ou vertical.
Quadro 1- Temas organizadores Terra Sustentabilidade Viver melhor em transformação na Terra na Terra Materiais Reações Químicas Em Trânsito Energia Mudança Global Classificação de Materiais Som e Luz

Terra no espaço Universo Sistema Solar Planeta Terra

Não serão objeto de avaliação o conteúdo relativo à Descrição e previsão do tempo atmosférico – Mudança Global.

9

CARACTERIZAÇÃO DO EXAME

No exame constam quatro grupos de itens. Considerando a importância da utilização da informação dada por diferentes suportes (textos, figuras, tabelas e gráficos) e das obtidas em atividades laboratoriais, alguns itens podem incidir sobre as aprendizagens adquiridas nestas vertentes. O exame pode incluir itens de seleção (correspondência, verdadeiro/falso e ordenação) e itens de construção (resposta curta, resposta extensa, interpretação de gráficos/esquemas e cálculo). O exame não inclui formulário, nem tabela periódica. São apresentadas duas versões do exame (prova A e prova B). Os alunos respondem no enunciado do exame.
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Na correção da prova atender-se-á aos seguintes critérios:  Adequação da resposta à pergunta;  Utilização de vocabulário científico/geográfico adequado;  Rigor científico;  Objetividade das respostas;  Estruturação das respostas. Nas questões de resposta mais extensa, como aquelas em que se pede uma justificação ou uma explicação, será aceite a posição do aluno desde que este não se baseie em erros científicos e fundamente coerentemente as suas respostas. FATORES DE DESVALORIZAÇÃO  Afastamento do tema proposto;  Vazio de conteúdo;  Desenvolvimento confuso e desordenado;  Incorreções de terminologia científica;  Incorreta expressão escrita.
MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. É permitido o uso de máquina de calcular científica não alfanumérica. Não é permitido o uso de corretor.
DURAÇÃO

O teste tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo.

10

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

CIÊNCIAS NATURAIS

3º Ciclo
Ano de escolaridade Data
OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO
9.º ano 2012

Os temas organizadores que constituem objeto de avaliação são os que se apresentam no quadro seguinte.
Quadro 1 - Temas organizadores
Temas Terra no espaço            Terra - um planeta com vida A Terra conta a sua história Dinâmica interna da Terra Consequências da dinâmica interna da Terra Estrutura interna da terra Dinâmica externa da terra Ecossistemas Gestão sustentável de recursos Saúde individual e comunitária Transmissão da vida O organismo humano em equilíbrio Subtemas

Terra em transformação

Sustentabilidade na Terra Viver melhor na Terra

Os conteúdos relativos ao tema Viver melhor na Terra terão uma valorização entre 50% e 60% do total da prova.
CARATERIZAÇÃO DO EXAME

O teste está organizado por grupos de itens. Os itens podem ter como suporte um ou mais documentos, como, por exemplo: textos, tabelas, gráficos, mapas, fotografias, esquemas. O teste reflete uma visão integradora e articulada dos diferentes conteúdos programáticos da disciplina. No âmbito do tema Viver melhor na Terra, os conteúdos referentes às opções que interferem no equilíbrio do organismo serão abordados de uma forma transversal. Os subtemas relacionados com Ciência/Tecnologia/Sociedade serão igualmente abordados de forma transversal. O teste inclui itens de seleção (predominantemente, de escolha múltipla) e itens de construção, de acordo com o quadro seguinte.

11

Quadro 2 - Tipologia, número de itens e cotação

Tipologia de itens ITENS DE SELEÇÃO
ITENS DE CONSTRUÇÃO Escolha múltipla Associação/correspondência Legendagem Ordenação Resposta curta

Número de itens
6 a 10

Cotação por classe de itens (em pontos)
20 a 30

22 a 26

70 a 80

Os alunos respondem no enunciado do teste.
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Na correção da prova atender-se-á aos seguintes critérios:
     Adequação da resposta à pergunta; Utilização de vocabulário científico adequado; Rigor científico; Objetividade das respostas; Estruturação das respostas.

Nas questões de resposta mais extensa, como aquelas em que se pede uma justificação ou uma explicação, será aceite a posição do aluno desde que este não se baseie em erros científicos e fundamente coerentemente as suas respostas.
FATORES DE DESVALORIZAÇÃO

   

Afastamento do tema proposto; Vazio de conteúdo; Desenvolvimento confuso e desordenado; Incorreções de terminologia científica; Incorreta expressão escrita.

MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor.

DURAÇÃO

O teste tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo.

12

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

GEOGRAFIA

3º Ciclo
Ano de escolaridade Data
OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO
9.º ano 2012

A prova tem como referência o Programa de Geografia em vigor. As Orientações Curriculares para o 3.º ciclo do ensino básico da disciplina de Geografia integram seis temas, organizados em três conjuntos de dois temas associados, sendo a lecionação desses conjuntos distribuída pelos três anos deste ciclo. A organização apresenta-se da seguinte forma:  A Terra: estudos e representações e Meio natural;  População e povoamento e Atividades económicas;  Contrastes de desenvolvimento e Ambiente e sociedade. A prova de Geografia permite avaliar a aprendizagem passível de avaliação numa prova escrita de duração limitada. De acordo com o documento Geografia, Orientações Curriculares, 3º ciclo, os diferentes temas podem ser estudados separadamente ou de forma integrada. Assim, cada grupo que constitui o teste pode incluir itens sobre conteúdos de diferentes temas articulados de forma coerente, sempre numa perspetiva de ciclo.
A TERRA: ESTUDOS E REPRESENTAÇÕES

             

Descrição da paisagem; Mapas como forma de representar a superfície terrestre; Localização dos diferentes elementos da superfície terrestre. Clima e formações vegetais; Relevo; Riscos e catástrofes. População; Mobilidade; Áreas de fixação humana. Atividades económicas: recursos, processos de produção e sustentabilidade; Redes e meios de transporte e telecomunicações. Países Desenvolvidos vs Países em Desenvolvimento Grandes desafios ambientais; Estratégias de preservação ambiental. 13

MEIO NATURAL

POPULAÇÃO E POVOAMENTO

ATIVIDADES ECONÓMICAS

CONTRASTES DE DESENVOLVIMENTO

AMBIENTE E SOCIEDADE

CARATERIZAÇÃO DO EXAME

O exame apresenta seis grupos de itens. Os Grupos V e VI são constituídos por itens de construção. Os restantes podem integrar itens de seleção e itens de construção. Dada a relevância da observação e da aprendizagem de diversas técnicas gráficas, cartográficas e estatísticas, cada grupo tem, pelo menos, um documento (mapa, imagem, gráfico, texto, etc.). O exame pode incluir itens da tipologia descrita no quadro seguinte.
Quadro 1 – Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens ITENS DE SELEÇÃO  Correspondência  Verdadeiro / falso  Legendagem ITENS DE CONSTRUÇÃO  Resposta curta  Resposta restrita  Resposta extensa Número de itens 5a7 Cotação por item 3a7

14 a 16

3a7

Os alunos respondem no enunciado da prova.
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Na correção da prova atender-se-á aos seguintes critérios:  Adequação da resposta à pergunta;  Utilização de vocabulário científico/geográfico adequado;  Rigor científico;  Objetividade das respostas;  Estruturação das respostas. Nas questões de resposta mais extensa, como aquelas em que se pede uma justificação ou uma explicação, será aceite a posição do aluno desde que este não se baseie em erros científicos e fundamente coerentemente as suas respostas.
FACTORES DE DESVALORIZAÇÃO

    

Afastamento do tema proposto; Vazio de conteúdo; Desenvolvimento confuso e desordenado; Incorreções de terminologia científica; Incorreta expressão escrita.

MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor.
DURAÇÃO

A prova tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo.

14

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

INGLÊS

3º Ciclo
Ano de escolaridade Data
OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO
9.º ano 2012

A prova de exame tem por referência o Quadro Europeu Comum de Referência (QECR) e o Programa de Inglês, 3º ciclo, nomeadamente, os objetivos gerais passíveis de avaliação numa prova escrita de duração limitada, a saber:  Recorda conhecimentos prévios sobre os temas;  Reconhece informação específica;  Seleciona informação do texto;  Compreende e transfere informação do texto;  Aplica conhecimentos em novas situações;  Produz enunciados demonstrando autonomia no uso das competências de comunicação. A prova avalia as competências que decorrem quer dos objetivos gerais acima referidos, quer dos objetivos de aprendizagem expressos em cada uma das unidades letivas, e o domínio dos conteúdos a elas associados, conforme a seguir se especifica. B) Competências  Competência Sociocultural;  Competência da compreensão e produção escritas;  Competência da aplicação e domínio das estruturas morfossintáticas. B) Conteúdos  Temáticos – Texto referente a um tema tratado ao longo do 3º ciclo  Gramaticais – Aplicação de estruturas morfossintáticas constantes no programa
CARATERIZAÇÃO DO EXAME

O exame é constituído por duas componentes: uma prova escrita e uma prova oral. A prova escrita é constituída por três grupos de resposta obrigatória, sendo que o último apresenta dois temas em alternativa. O grupo 1, constituído por três itens, testa o reconhecimento de vocabulário, a compreensão do texto bem como a seleção de informação para produção de enunciados próprios. O grupo 2, constituído por quatro itens, testa a aplicação de estruturas morfossintáticas. O grupo 3, constituído por um item à escolha, testa a competência linguística, discursiva e estratégica. Produção de um texto demonstrando autonomia no uso das competências de comunicação. A prova oral tem a duração de 15 minutos que se dividem em três momentos: 1º Momento: diálogo professor interlocutor / aluno; 2º Momento: produção individual do aluno; 3º Momento: interação oral. A prova oral avaliará as competências de produção e interação (competência pragmática; competência linguística e competência sociolinguística). 15

Quadro 1 – Partes do enunciado, tipologia dos itens e pontuação Prova escrita Partes do enunciado Tipos de itens Resposta fechada: Verdadeiro/falso com justificação das faltas Correspondência IV. Análise Textual Sequência Resposta aberta Resposta fechada V. Domínio da Língua Composição VI. Produção de Texto Total

Pontuação 50 Pontos 30 Pontos 20 Pontos 100 Pontos

Quadro 2: Categorias para avaliação da Produção e Interação Orais
Prova oral Categorias para avaliação da Produção e Interação Orais Desenvolvimento temático e coerência Interação Fluência 30 Pontos 30 Pontos 20 Pontos
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Correção 20 Pontos

Grupo I: 50 pontos Este grupo pretende verificar se o aluno:  Compreende o conteúdo do texto;  Compreende os enunciados das afirmações e das questões propostas;  Seleciona e adapta excertos do texto que permitam a formulação de respostas;  Produz enunciados corretos sob o ponto de vista ideológico, semântico e morfossintático. A distribuição da cotação na formulação de respostas será feita do seguinte modo: compreensão – 60%; expressão – 40%. Fatores de desvalorização:  Os erros de conteúdo, mesmo que a forma esteja correta;  A elaboração da resposta com base na cópia exclusiva do texto, quando não solicitada;  O vazio de conteúdo implica a desvalorização total da resposta. Grupo II: 30 pontos Este grupo pretende avaliar se o aluno:  Compreende enunciados escritos;  Aplica corretamente regras morfossintáticas. Grupo III: 15 pontos Este grupo pretende avaliar se o aluno:  Compreende o enunciado proposto;  Desenvolve ordenadamente o tema;  Produz enunciados utilizando as estruturas morfossintáticas adequadas ao discurso proposto;  Utiliza corretamente o vocabulário. Fatores de desvalorização:  O afastamento do tema proposto (o afastamento integral implicará a total desvalorização da composição);  Um desenvolvimento confuso e desordenado;  Construções que revelem desconhecimento do código escrito;  Os erros ortográficos.
MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor. Não é permitido o uso de dicionários unilingues ou bilingues.
DURAÇÃO

O teste tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo. Os alunos respondem no enunciado do teste. 16

Exame de Equivalência a Frequência
2011/2012

HISTÓRIA

3º Ciclo
Ano de escolaridade Data
OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO
9.º ano 2012

A prova de História tem por referência o Programa de História em vigor para o 3.º ciclo do ensino básico. A prova permite avaliar os objetivos gerais, do domínio das aptidões/capacidades e do domínio dos conhecimentos, associados aos conteúdos e aos conceitos/noções básicas, no âmbito do Programa da disciplina. As aptidões/capacidades e os conhecimentos foram selecionados e formulados no sentido de serem passíveis de avaliação em prova escrita de duração limitada. Relativamente aos conteúdos previstos no Programa do 3º ciclo, a prova apenas integrará itens relativos aos temas e subtemas apresentados na alínea B) desta Informação. Assim, não serão objeto de avaliação os conteúdos do 7º, do 8º e do 9º ano que não constem da presente Informação.
A – OBJETIVOS GERAIS A-1. DOMÍNIO DAS APTIDÕES/CAPACIDADES Utilizar a METODOLOGIA ESPECÍFICA DA HISTÓRIA,

nomeadamente:

   

Interpretar documentos de índole diversa (textos, imagens, gráficos, mapas e diagramas); Selecionar e identificar informação explícita e implícita dos documentos; Formular hipóteses de interpretação de factos históricos; Utilizar conceitos e generalizações, nomeadamente da área das ciências sociais, na compreensão de situações históricas.

Desenvolver capacidades de COMUNICAÇÃO, nomeadamente:
 Elaborar sínteses escritas a partir da informação recolhida, com correção linguística e aplicando o vocabulário específico da disciplina. A-2. DOMÍNIO DOS CONHECIMENTOS

Desenvolver a noção de evolução, nomeadamente:
 Caracterizar as fases principais da evolução histórica;  Identificar os grandes momentos de rutura no processo evolutivo.

Desenvolver as noções de condicionalismo e de causalidade, nomeadamente:
 Compreender condições e motivações dos factos históricos;  Distinguir, numa dada realidade, os aspetos de ordem demográfica, económica, social, política e cultural, estabelecendo relações entre eles;  Compreender o papel dos indivíduos e dos grupos na dinâmica social;  Compreender a importância do desenvolvimento científico e tecnológico e dos movimentos culturais para a evolução da humanidade.

Desenvolver a noção de multiplicidade temporal, nomeadamente:
    Localizar no tempo e no espaço eventos e processos; Distinguir ritmos de evolução em sociedades diferentes e no interior de uma mesma sociedade; Relacionar a história nacional com a história europeia e universal, destacando a especificidade do caso português; Estabelecer relações entre o passado e o presente.

Desenvolver a noção de relativismo cultural, nomeadamente:
17

 Reconhecer a simultaneidade de diferentes valores e culturas;  Compreender o caráter relativo dos valores culturais em diferentes tempos e espaços históricos.
B – CONTEÚDOS A HERANÇA DO MEDITERRÂNEO ANTIGO

Os gregos no século V a.C.: Atenas e o espaço Mediterrânico.
EXPANSÃO E MUDANÇA NOS SÉCULOS XV E XVI

A abertura ao mundo: Rumos da Expansão Portuguesa; A afirmação do expansionismo europeu: os impérios peninsulares.
A EUROPA E O MUNDO NO LIMIAR DO SÉCULO XX

 A hegemonia e o declínio da influência europeia  Portugal: da 1.ª República à ditadura militar.
DA GRANDE DEPRESSÃO À II GUERRA MUNDIAL

 Entre a ditadura e a democracia: Os regimes fascistas e nazi; Portugal: a ditadura salazarista.
CARACTERIZAÇÃO DO EXAME

O teste apresenta cinco grupos de itens. Todos os grupos podem integrar itens de seleção e itens de construção. Todos os itens têm por suporte um ou mais documentos, cuja análise é exigida. O teste pode incluir itens da tipologia descrita no quadro seguinte
Quadro 1 – Tipologia, número de itens e cotação Tipologia de itens ITENS DE SELEÇÃO  Correspondência  Verdadeiro / falso  Legendagem ITENS DE CONSTRUÇÃO  Resposta curta  Resposta restrita  Resposta extensa Número de itens 1a3 Cotação por item 5a9

8 a 10

8 a 10

Os alunos respondem no enunciado da prova.
CRITÉRIOS GERAIS DE CLASSIFICAÇÃO

Na correção da prova atender-se-á aos seguintes critérios:  Adequação da resposta à pergunta;  Utilização de vocabulário científico/geográfico adequado;  Rigor científico;  Objetividade das respostas;  Estruturação das respostas. Nas questões de resposta mais extensa, como aquelas em que se pede uma justificação ou uma explicação, será aceite a posição do aluno desde que este não se baseie em erros científicos e fundamente coerentemente as suas respostas.
FATORES DE DESVALORIZAÇÃO

    

Afastamento do tema proposto; Vazio de conteúdo; Desenvolvimento confuso e desordenado; Incorreções de terminologia científica; Incorreta expressão escrita.

MATERIAL

Os alunos apenas podem usar, como material de escrita, caneta ou esferográfica de tinta indelével, azul ou preta. Não é permitido o uso de corretor.
DURAÇÃO

A prova tem a duração de 90 minutos, não podendo a sua aplicação ultrapassar este limite de tempo. 18

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->