P. 1
Formulações de rações para Aves

Formulações de rações para Aves

|Views: 246|Likes:
Publicado pordrvanderlei

More info:

Published by: drvanderlei on May 13, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

08/03/2015

pdf

text

original

Livro Alimentos e Alimentação Formulação de Ração

1

Calcular uma ração não é uma tarefa difícil, mas para uma efetiva aprendizagem, requer prática, não só na mecânica dos cálculo mas também no trato das tabelas que fornecem as informações básicas de composição nutricional dos ingredientes e das exigências dos animais. Deve-se observar os diversos alimentos e diversas espécies animais e seus hábitos alimentares. Assim, este capítulo não pode ter a pretensão de cobrir todos aspectos relativos ao tema, mas sim dar uma informação introdutória. Abaixo estão listadas, passo a passo, as formulações de ração pelo método das Equações e pelo método do Solver/Excel. Ambos métodos podem ser acessados no disquete de 1,44 M b que é parte integrante do livro, servindo assim como auxílio para o aprendizado (na planilha M ODELO). MÉTODO DAS EQUAÇÕES: Passo 01: Definir a espécie animal que será utilizada para a formulação da ração, bem como a fase de criação específica, a fim de proceder a escolha correta da exigência do animal. Neste exemplo a ração será formulada para atender as exigências de frangos de corte na fase pré-inicial (1 a 7 dias). Suas exigências nutricionais encontram-se abaixo listadas.

Exigências Nutricionais baseadas em Rostagno et al. (2000).

Passo 02: Definir os alimentos que serão utilizados para a formulação da ração. A escolha destes obedece ao critério de disponibilidade regional e de preço. Observando este último fator, o custo da ração, normalmente se trabalha com um substituto ao milho na ração, pois este cereal é responsável por 50 a 60% de uma ração padrão, então outro ingrediente energético alternativo poderá reduzir o custo da mesma. Abaixo pode ser observado os alimentos utilizados neste demonstrativo, com seus respectivos níveis nutricionais.

A equação da proteína relaciona a quantidade de proteína dos três alimentos escolhidos com a quantidade protéica da exigência do animal. isso dependo do fabricante. comparando a equação da quantidade com a equação da proteína: Multiplicar a equação da quantidade por -0.7% da ração).. A equação da quantidade expressa a quantidade percentual da ração ocupada pelos alimentos excluindo o que foi fixado (ingredientes descritos no passo 04). neste caso será utilizado 4. pré-mistura. sal. este valor está entorno de 3 a 15% do total da ração. suplementos (calcário.3754C = 21. sobrando para os três alimentos principais (milho.Livro Alimentos e Alimentação 2 Passo 03: Observar a quantidade da pré-mistura mineral e vitamínico que será utilizada. ou seja 5kg/ton.15 C = 2950 (Energia) No disquete estas equações são representadas da seguinte forma: Passo 07: Verificar a quantidade percentual de cada um dos três ingredientes principais.). fosfato bicálcico.3% com parte fixo. para eliminar a quantidade referent e ao alimento A . Para a maioria das rações de aves e suínos. ou seja. Passo 04: Definir a quantidade percentual que será fixada.71A + 22.7 (Quantidade) Equação 02 – 0.0857. Passo 05: Definir a ordem dos alimentos principais. observe o desenvolvimento das equações abaixo: a) Gerar a equação 4. o farelo de soja como “ B” e a soja integral como “C”. aminoácidos. a maioria das pré-misturas devem ser incluídas na ração em 0.66B + 33.5%.0857A + 0. farelo de soja e soja integral a porção de 95. Equação 01 – A + B + C = 95. neste exemplo representaremos o milho como alimento “A”. da Proteína e da Energia.915 (Proteína) Equação 03 – 33.. etc. o que será utilizada para os aditivos. inerte. Passo 06: M ontar as equações da Quantidade.4554B + 0. A equação da energia relaciona a quantidade energética dos três alimentos escolhidos com a quantidade de energia da exigência do animal.

Passo 08: Neste passo compara-se a exigência do animal com a quantidade de nutrientes oferecidas pelos três principais alimentos. sendo assim este fato possui pouca importância.4797. faltando. ou seja.Livro Alimentos e Alimentação b) Gerar a equação 5.53%.3697B + 0. para eliminar a quantidade referente ao alimento A c) Comparar a equação 4 com a 5 e eliminar os valores do alimento B: Multiplicar a equação 4 por 11. Pode-se observar que a quantidade de treonina e triptofano contida nos alimentos foi maior que as exigências do animal.03 % de milho na ração. ou a sexta.53) = 13. no disquete temos estes resultados na linha 52 a 54.3697. ou de soja integral tosada é de 16.2897 x (16.9942C = 49.05 e a 5 por –0. para eliminar os valores de B d) O resultado então gera a última equação. comparando a equação da quantidade com a equação da energia: 3 Multiplicar a equação da quantidade por 33. desenvolvendo esta formula vê-se que o valor de C. e) Se substituirmos o valor de C na equação 4 teremos: 0.14 % de farelo de soja. . outros nutrientes ficam em déficit. Agora se substituirmos os valores de B e de C na equação da quantidade temos o valor de 55. observe que só a proteína bruta e a energia são atendidos corretamente com estes alimentos.7135 Desenvolvendo esta fórmula chega-se ao valor de B igual a 24. sendo representada por 2.71 e o da energia por -1. Isso é explicado pelo fato de que a soja é uma importante fonte destes animoácidos.

existe um pequeno índice de sobra para M et. onde X = 0.99% de Lys X% de L-Lys ---------.029% de uma substância inerte (ex.138% de Lys. podendo ser considerado como desprezíveis.Livro Alimentos e Alimentação 4 Passo 09: Utilizar os aditivos e suplementos para cobrir o déficit dos nutrientes que os três principais alimentos deixaram. isso pode ser feito através de uma regra simples.). etc.Quantidade de L-Lys nescessária para cobrir o déficit: 100% de L-Lys ---------. Então..3%. é só acrescentar 0.Déficit = 0. casquinha de arroz moída. como a ração deve ser fechada em 100%. Como a parte fixada foi de 4. a soma de todos os aditivos e suplementos utilizados foi de 4. Trp e Trh.0. que o déficit foi zerado..: areia lavada.139 % de L-Lys No disquete estes cálculo estão representados da seguinte maneira: Observe.138 % . como pode ser observado abaixo: Atender os teores de Lys: . então.Quantidade de lisina presente na L-Lys = 99 % .271%. Passo 10: A composição da ração ficou da seguinte forma: .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->