Você está na página 1de 2

Direito da Economia I Analise a seguinte hiptese: A empresa guas e Esgotos, S.A.

, de capitais totalmente privados, decide criar, em Lisboa, uma rede fixa de fornecimento de gua, visando, desta forma, concorrer com a EPAL, S.A., e permitir que os seus clientes acedam a gua com um custo inferior. O Governo, confrontado com esta iniciativa, adopta um conjunto de medidas. Assim decide: a) Nacionalizar, por decreto-lei, a guas e Esgotos, S.A.; b) Apresentar Assembleia da Repblica uma proposta de lei, de harmonia com o disposto nos artigos 165., n. 1, alnea u) e 167., n. 1 da Constituio, nos termos da qual seria extinta a EPAL, S.A. e criada a guas de Lisboa, Entidade Pblica Empresarial em que o Estado teria 60% do capital social e os antigos scios privados da guas e Esgotos, S.A. 40%; II Analise a seguinte hiptese, luz da Constituio da Repblica Portuguesa: Na sequncia de uma guerra no mdio oriente, o preo do petrleo atinge valores muito elevados. Neste contexto, o Governo decide adoptar as seguintes medidas: a) Atribuir aos cidados naturais de zonas afastadas do litoral um subsdio para aquisio de combustvel; b) Expropriar, em determinadas reas, bombas de combustvel que disponibilizariam preos de venda inferiores e passariam a ser utilizadas em exclusivo por pessoas com baixos rendimentos; c) Conceder incentivos s pequenas e mdias empresas que passem a utilizar formas de energia alternativas; d) Vedar temporariamente iniciativa privada e iniciativa cooperativa a actividade petrolfera;

III Analise a seguinte hiptese: O Governo decide, em 2003, privatizar o BTP Banco Totalmente Portugus, nacionalizado em 1975 e a Serenidade, S.A., companhia de seguros fundada pelo Estado nos anos 80. Para tal, aprova uma Resoluo do Conselho de Ministros pela qual transformado o BTP em sociedade annima e que determina que 60% do capital social ser alienado por venda directa, face ao interesse nacional que a operao reveste. Simultaneamente, estipulado que 3% do capital social ficar reservado subscrio pblica por trabalhadores, pequenos subscritores e emigrantes e os restantes 37% destinar-se-o a ser alienados numa 2. fase, atravs de oferta na bolsa de valores. Na mesma data, o Governo aprova uma outra Resoluo do Conselho de Ministros que determina a alienao de 70% do capital social da Serenidade por negociao particular.