Você está na página 1de 2

AS FBULAS

Uma fbula como dizer? Uma histria de coisas e animais Que se conta, afinal, para se ver Aquilo que se passa entre os mortais. Adolfo Simes Mller

Fbula uma pequena narrativa de acontecimentos inventados, em prosa ou em verso, destinada a transmitir um ensinamento de carcter moral (moralidade). Numa fbula, geralmente entram animais ou outros seres inanimados que falam e agem como pessoas. A este recurso expressivo ou estilstico, que permite atribuir a seres inanimados caractersticas do Homem, chamamos personificao. Nas fbulas foras da Natureza falam e dialogam uns com os outros como se fossem humanos. No final, h sempre uma lio ou moral a retirar. Escrita em verso at ao sculo XVIII, passou, a partir dessa altura, a ser escrita em prosa. Fabulistas so inventores de fbulas. Os melhores fabulistas de todos os tempos so Esopo, Fedro e La Fontaine. Lenda: distingue-se do conto e da fbula por ter sempre, ainda que frgil, um fundo de verdade/realidade. uma narrativa mais precisa no tempo e no local em que se desenrola. Conto: uma narrativa, normalmente curta e simples, que relata uma histria inventada. Conto Maravilhoso: contm acontecimentos inverosmeis e personagens fantsticas, como bruxas, duendes, unicrnios, fadas

Esopo: nasceu no sculo VI a.C. na condio de escravo, tendo sido posteriormente libertado pelo seu dono, a quem encantou com suas fbulas. Esopo um fabulista grego, ao qual se atribui a paternidade da fbula como gnero literrio. As Fbulas de Esopo serviram como base para recriaes de outros escritores ao longo dos sculos, como Fedro e La Fontaine. As fbulas de Esopo ascenderiam a 357.

A Fbula

tem

uma ________ em prosa ou em ________

__________ como personagens

um ensinamento ___________

falam e agem como ________ ________