Um corpo condutor inicialmente neutro perde carga elementar perda de elétrons?

. Considerando a

, qual será a carga elétrica no corpo após esta

Inicialmente pensaremos no sinal da carga. Se o corpo perdeu elétrons, ele perdeu carga negativa, ficando, portanto, com mais carga positiva, logo, carregado positivamente. Quanto à resolução numérica do problema, devemos lembrar, da equação da quantização de carga elétrica:

Sendo n o número de elétrons que modifica a carga do corpo:

Logo, a carga no condutor será

.

2. Um corpo possui elementar

e , qual a carga deste corpo?

. Considerando a carga

Primeiramente verificamos que o corpo possui maior número de prótons do que de elétrons, portanto o corpo está eletrizado positivamente, com carga equivalente à diferença entre a quantidade de prótons e elétrons. Essa carga é calculada por:

Eletrização de corpos 1. Em uma atividade no laboratório de física, um estudante, usando uma luva de material isolante, encosta uma esfera metálica A, carregada com carga +8 µC, em outra idêntica B, eletricamente neutra. Em seguida, encosta a esfera B em outra C, também idêntica e elétricamente neutra. Qual a carga de cada uma das esferas? Resolvendo o exercício por partes. Primeiramente calculamos a carga resultante do primeiro contato, pela média aritmética delas:

Como a esfera A não faz mais contato com nenhuma outra, sua carga final é +4 µC. Calculando o segundo contato da esfera B, com a esfera C agora, temos:

Portanto, as cargas finais das 3 esferas são:

A unidade de carga elétrica no SI é o coulomb (C). Ele é definido a partir de duas outras unidades básicas do SI: a de corrente elétrica, ou seja, o ampère (A) e a de tempo, o segundo (s). Podemos afirmar que: a) C = A . s b) C = A/s c) C = s/A d) C = A . s2 e) C = A/s2

02. (UFMG) Um isolante elétrico: a) não pode ser carregado eletricamente; b) não contém elétrons; c) tem de estar no estado sólido; d) tem, necessariamente, resistência elétrica pequena; e) não pode ser metálico.

03. (FCC - BA) Considere uma esfera metálica oca, inicialmente com carga elétrica nula. Carregando a esfera com um certo número N de elétrons verificase que: a) N elétrons excedentes se distribuem tanto na superfície interna como na externa; b) N elétrons excedentes se distribuem em sus superfície interna; c) N elétrons excedentes se distribuem em sua superfície externa; d) a superfície interna fica carregada com cargas positivas; e) a superfície externa fica carregada com cargas positivas.

04. (FCC - BA) Considere duas esferas metálicas idênticas. A carga elétrica de uma é Q e a da outra é -2Q. Colocando-se as duas esferas em contato, a carga elétrica da esfera que estava, no início, carregada positivamente fica igual a: a) 3 Q/2 b) Q/2 c) -Q/2 d) -3Q/2 e) -Q/4

05. (UE - PI) Três corpos X, Y e Z estão eletrizados. Se X atrai Y e este repele Z, podemos afirmar que certamente: a) X e Y têm cargas positivas. b) Y e Z têm cargas negativas. c) X e Z têm cargas de mesmo sinal. d) X e Z têm cargas de sinais diferentes. e) Y e Z têm cargas positivas.

06. (FUVEST) Duas pequenas esferas metálicas idênticas, inicialmente neutras, encontram-se suspensas por fios inextensíveis e isolantes.

Um jato de ar perpendicular ao plano da figura é lançado durante certo intervalo de tempo sobre as esferas. Observa-se então que ambas as esferas estão fortemente eletrizadas. Quando o sistema alcança novamente o equilíbrio estático, podemos afirmar que as tensões nos fios: a) aumentaram e as esferas se atraem; b) diminuíram e as esferas se repelem; c) aumentaram e as esferas se repelem; d) diminuíram e as esferas se atraem; e) não sofreram alterações.

07. (UNESP) Em 1990 transcorreu o cinquentenário da descoberta dos "chuveiros penetrantes" nos raios cósmicos, uma contribuição da física brasileira que alcançou repercussão internacional. (O Estado de São Paulo, 21/10/90, p. 30) No estudo dos raios cósmicos são observadas partículas chamadas píons. Considere um píon com carga elétrica +e se desintegrando (isto é, se dividindo) em duas outras partículas: um múon com carga elétrica +e, e um neutrino. De acordo com o princípio de conservação da carga, o neutrino deverá ter carga elétrica:

u d. e) contrários. a seguir. igual a 2/3 do valor da carga do elétron. O bastão. d d) u. aproximando-o do mesmo eletroscópio. somente se a carga do bastão for negativa. d u. iguais e iguais. A partir dessas informações. d) contrários. 10. de carga elétrica negativa. (UNESP) De acordo com o modelo atômico atual. Admite-se a existência de 12 quarks na natureza. u. d d. d c) d. iguais e contrários. u. CARLOS CHAGAS) Um bastão de vidro é atritado em certo tipo de tecido. d e) d. d. contato e indução ficam carregados respectivamente com cargas de sinais: a) iguais. c) abrir-se mais. os prótons e nêutrons não são mais considerados partículas elementares.a) +e b) -e c) +2e d) -2e e) nula 08. u u. somente se a carga do bastão for positiva. c) contrários. As folhas do eletroscópio deverão: a) manter-se com a mesma deflexão. independente da polaridade da carga do bastão. independentemente da polaridade da carga do bastão. de forma que as folhas do mesmo sofrem uma pequena deflexão. igual a 1/3 do valor da carga do elétron. (PUC) Os corpos eletrizados por atrito. u b) d. contrários e iguais. é encostado num eletroscópio previamente descarregado. d) abrir-se mais. e o quark down (d). mas só dois tipos formam os prótons e nêutrons. b) iguais. u. d 09. assinale a alternativa que apresenta corretamente a composição do próton e do nêutron: próton nêutron a) d. e) fechar-se mais ou abrir-se mais. iguais e contrários. b) abrir-se mais. evitando o contato entre ambos. u u. Atrita-se a seguir o bastão novamente com o mesmo tecido. d. iguais e iguais. . (FUND. d. u. o quark up (u). d. dependendo da polaridade da carga do bastão. Eles seriam formados de três partículas ainda menores. d. os quarks. de carga elétrica positiva. d.

E 05 . p. Quando se aproxima N de P. nota-se uma atração. Quando se aproxima N de M.E 07 . se dividindo) em duas outras partículas: um múon com carga elétrica +e e um neutrino. (FUVEST) “Em 1990 transcorreu o cinquentenário da descoberta dos “chuveiros penetrantes” nos raios cósmicos. (UNIFICADO) Eletriza-se por atrito um bastão de plástico com um pedaço de papel. Considere um píon com carga elétrica +e se desintegrando (isto é.A 06 .C 1) (CESGRANRIO) Três esferas de isopor M.C 09 . 21/10/90. Em qual das alternativas da tabela abaixo a carga de cada elemento corresponde a essa descrição? Papel Bastão Pênd ulo positiva positiva positiva Negativa positiva negativa Negativa negativa positiva Positiva positiva negativa Positiva negativa negativa a) b) c) d) e) 3.E 03 .D 10 .C 08 . em seguida. o bastão de um pêndulo eletrostático eletrizado e verifica-se que ocorre uma repulsão.Resolução: 01 . nota-se uma repulsão. quais são compatíveis com as observações? Cargas Possibili M N P dades 1ª + + – 2ª – – + 3ª zero – zero 4ª – + + 5ª + – – a) 1ª e 3ª b) 2ª e 4ª c) 3ª e 5ª d) 4ª e 5ª e) 1ª e 2ª 2. Das possibilidades apontadas na tabela. estão suspensas por fios isolantes. N e P. De acordo com o princípio de conservação da carga. Aproxima-se. uma contribuição física brasileira que alcançou repercussão internacional” (O Estado De São Paulo.C 02 . o neutrino deverá ter carga elétrica: a) +e b) –e c) +2e . 30) No estudo dos raios cósmicos são observadas partículas chamadas píons.C 04 .

c) carga negativa e igual a 1/3 do valor da carga elétrica do elétron. Após o contato.6 . sustentada por uma haste isolante.5 . no qual (u) representa o quark up e (d) representa o quark down. em modulo. O quark up (u) tem carga elétrica positiva e igual a 2/3. o nêutron tem a composição (u. a carga elétrica adquirida pela Segunda esfera é: a) b) c) d) Q/2 Q 2Q Nula 7) (AÇÃO 1) Um corpo foi eletrizado positivamente com uma carga eletrizada de 5. 1025 elétrons c) excesso de 3. e) carga nula 6) (UERJ) Uma esfera metálica.6 . Dado carga do elétron igual a 1. d) carga negativa e igual a 2/3 do valor da carga elétrica do elétron.6 . do valor da carga elétrica do elétron. Nesse corpo há: a) excesso de 5. b) carga positiva e igual a 2/3 do valor da carga elétrica do elétron. encontra-se em equilíbrio eletrostático com uma pequena carga elétrica Q. 10–6C. . até tocá-la. d. 1013 elétrons e) falta de 3. As esferas se aproximam uma da outra. Uma Segunda esfera idêntica e inicialmente descarregada aproxima-se dela.0 . como indica a figura. (UFMG) Um professor mostra uma situação em que duas esferas metálicas idênticas estão suspensas por fios isolantes.5 . (UFF) No modelo atômico atual. 1013 elétrons b) falta de 9.0 .d) –2e e) nula 4. 1013 elétrons 8. A alternativa que apresenta corretamente a carga elétrica do quark down (d) é: a) carga positiva e igual a 1/3 do valor da carga elétrica do elétron. 10–19C. como indicado na figura. d). 1025 elétrons d) excesso de 3.

suspensas por fios isolantes. em repouso. e a outra está neutra. ao serem aproximadas. duas a duas: Experimento 1: As esferas A e C. Rodrigo . Heloísa . B e C.Três estudantes fizeram os seguintes comentários sobre essa situação: Cecília . ao serem aproximadas. O sinal da carga está indicado em cada uma delas. Indique em cada caso se a figura está certa ou errada.uma esfera tem carga negativa. e a outra tem carga positiva. (UNICAMP) Cada uma das figuras abaixo representa duas bolas metálicas de massas iguais. Assinale a alternativa correta: a) apenas Heloísa e Rodrigo fizeram comentários pertinentes. e a outra está neutra. também se atraem eletricamente: . d) apenas Heloísa fez um comentário pertinente. b) todos os estudantes fizeram comentários pertinentes. A ausência de sinal indica que a bola está descarregada. realizam-se três experimentos durante os quais se verifica como elas interagem eletricamente. há três suportes. estão suspensas por fios isolantes. atraem-se eletricamente: Experimento 2: As esferas B e C.uma esfera tem carga positiva. O ângulo do fio com a vertical depende do peso da bola e da força elétrica devida à bola vizinha. c) apenas Cecília e Rodrigo fizeram comentários pertinentes. A. 9.uma esfera tem carga negativa. 10) (UFRJ) Três pequenas esferas metálicas idênticas. Para testar se elas estão carregadas. As bolas podem estar carregadas eletricamente.

Experimento 3: As esferas A e B, ao serem aproximadas, também se atraem eletricamente:

Formulam-se três hipóteses: I - As três esferas estão carregadas. II - Apenas duas esferas estão carregadas, com cargas de mesmo sinal. III - Apenas duas esferas estão carregadas, mas com sinais contrários. Analisando os resultados dos três experimentos, indique a hipótese correta. Justifique sua resposta.

11. (UFRJ) Um bastão positivamente carregado é levado as proximidades de uma esfera condutora (de massa muito pequena), suspensa por um fio isolante e flexível a um suporte, como a figura. Para termos certeza de que a esfera está carregada, é necessário que ela seja atraída ou repelida pelo bastão? Neste caso, qual é o sinal da carga da esfera? Justifique sua resposta.

12. Cinco esferas metálicas idênticas, de dimensões bastante reduzidas, são eletrizadas individualmente. A esfera A adquiriu uma carga elétrica igual a +5q. a B ganhou -3q. a C ficou com +7q. a D com +6q e a última E, adquiriu carga ignorada. No entanto, após um contato simultâneo entre as cinco esferas, observou-se que cada uma ficou com uma carga elétrica igual a +3q. Determine a carga inicial da esfera E.

LEI DE COULOMB

01. Duas cargas puntiformes encontram-se no vácuo a uma distância de 10cm uma da outra. As cargas valem Q1 = 3,0 . 10-8C e Q2 = 3,0 . 10-9C. Determine a intensidade da força de interação entre elas.

02. Assimilando as duas esferas a um ponto material para efeito do cálculo da força eletrostática de interação entre elas e separando A e B de uma distância d, a força eletrostática entre elas é F.

Fazendo o contato entre A e B e afastando-as de uma distância d, quanto vale a força eletrostática de interação entre ambas?

03. As cargas Q e q estão separadas pela distância (2d) e se repelem com força (F). Calcule a intensidade da nova força de repulsão (F') se a distância for reduzida à metade e dobrada a carga Q.

04. Entre duas partículas eletrizadas, no vácuo, e a uma distância d, a força de interação eletrostática tem intensidade F. Se dobrarmos as cargas das duas partículas e aumentarmos a separação entre elas para 2d, ainda no vácuo, qual a intensidade F' da nova força de interação eletrostática?

Testes: 06. (UNIP) Considere os esquemas que se seguem onde A e B representam prótons e C e D representam elétrons. O meio onde estão A, B, C e D é vácuo em todos os esquemas e a distância entre as partículas em questão é sempre a mesma d.

A respeito dos três esquemas, analise as proposições que se seguem: I. Em todos os esquemas a força eletrostática sobre cada partícula (próton ou elétron) tem a mesma intensidade. II. Em cada um dos esquemas a força sobre uma partícula tem sentido sempre oposto ao da força sobre a outra partícula. III. Em cada um dos esquemas as forças trocadas pelas partículas obedecem ao princípio da ação e reação. IV. Em todos os esquemas as forças entre as partículas são sempre de atração. Responda mediante o código: a) apenas as frases I, II e III estão corretas; b) apenas as frases I e III estão corretas; c) apenas as frases II e IV estão corretas; d) todas são corretas; e) todas são erradas.

07. (UF JUIZ DE FORA) Duas esferas igualmente carregadas, no vácuo, repelem-se mutuamente quando separadas a uma certa distância. Triplicando a distância entre as esferas, a força de repulsão entre elas torna-se: a) 3 vezes menor b) 6 vezes menor c) 9 vezes menor d) 12 vezes menor e) 9 vezes maior

08. (MACKENZIE) Duas cargas elétricas puntiformes idênticas Q1 e Q2, cada uma com 1,0 . 10-7C, encontram-se fixas sobre um plano horizontal, conforme a figura abaixo.

10-6C d) 2.Uma terceira carga q. 10-6C e) 1.0 . de massa 10g. (FUVEST) Três objetos com cargas elétricas estão alinhados como mostra a figura. O objeto C exerce sobre B uma força igual a 3. 10-7C b) 2.USP) Três objetos puntiformes com cargas elétricas iguais estão localizados como mostra a figura abaixo. Qual a intensidade da força elétrica exercida por P sobre Q? a) 2. 10-5N e) 64 . 10-5N 10.0 .0 . 10-6N.0 . 10-5N. 10-5N b) 4. formando assim um triângulo isósceles vertical. Sabendo que as únicas forças que agem em q são de interação eletrostática com Q1 e Q2 e seu próprio peso. . 10-7C c) 1. encontra-se em equilíbrio no ponto P. A força resultante dos efeitos de A e C sobre B tem intensidade de: .0 . 10-5N d) 16 . (MED. A intensidade da força elétrica exercida por R sobre Q é de 8 . 10-5C 09. o valor desta terceira carga é: a) 1.0 . 10-5N c) 8.0 .0 .0 .

10-6N d) 24 .F' = F 05 .F' = 8 .a) 2.A 10 – D Considere duas partículas carregadas respectivamente com +2. tendo o cálculo de seu módulo dado por: Portanto a força de atração que atua sobre a carga 2 tem módulo 0.C 06 .0 . 10-6N Resolução: 01 .F' = F/3 03 .1 . F 04 . 10-6N c) 12 . dispostas conforme mostra a figura abaixo: Qual a intensidade da força que atua sobre a carga 2? Analisando os sinais das cargas podemos concluir que a força calculada pela lei de Coulomb será de atração. 10-6N e) 30 . 10-5N 02 . 10-6N b) 6.F = 8.A 07 .5 µC.A 08 .375N e seu vetor pode ser representado como: .0 .C 09 .5 µC e -1.

positivas.0 nC. 10-9C Substituindo os valores no esquema abaixo: Substituindo os dados na fórmula.0 mm uma da outra. RESOLUÇÃO Transformar para o SI: d = 3.0 nC = 2.0. 10-1N. Suas cargas elétricas são idênticas e iguais a 2. 10-3 m Lembre: 1nC = 10-9C Q1=Q2 = 2.0.0 cm no vácuo.0. Determine a intensidade da força eletrostática sabendo que o meio é o vácuo. Determine a carga Q.0 mm = 3.0. F = 4.Duas cargas puntiformes eletrizadas estão fixadas a 3. 10-3 N Duas cargas elétricas puntiformes positivas e iguais a Q estão separadas por uma distância de 30. RESOLUÇÃO Transformar para o SI: . Sendo a força de repulsão mútua tem intensidade 4.

Determine a distância entre as cargas elétricas. RESOLUÇÃO Dados: Lembre: 1C = 10-6C .6. no vácuo. se repelem com uma força de repulsão de 3. Q = 2mC Duas cargas elétricas positivas e iguais a 1C.0. 10-2 N. 10-1 m Substituindo os valores no esquema abaixo: Substituindo os dados na fórmula.d = 30 cm = 3.

6.5m MODELO IV . 10-2N Substituindo os valores no esquema abaixo: Substituindo os dados na fórmula. d =0.Q1= Q2 = 1.10-6 C F = 3.

Determine a posição de equilíbrio x para carga Q3 = .5 m.As cargas da figura estão localizadas no vácuo. As cargas elétricas Q1= 8C e Q2 = 2C estão fixas a uma distância de 1. colocada entre as cargas Q1 e Q2.4C sob a ação exclusiva das forças eletrostáticas. RESOLUÇÃO Representação das forças na figura EQUILÍBRIO SOBRE A CARGA Q3 F13 = F23 .

às massas das partículas III. Determine a menor das cargas. no vácuo. repelem-se com forças de intensidade 2. FE02) Duas cargas elétricas Q1 e Q2 atraem-se quando colocadas próximas uma da outra. IV. Das afirmativas acima: a) somente I é correta. b) somente I e III são corretas. . Determine o valor das cargas. ao quadrado da distância entre as partículas. à distância entre as partículas.1 N? FE06) Duas cargas elétricas positivas e puntiformes.6 N quando estão separadas por uma distância de 10 cm.às cargas das partículas. Q3. II. Qual é o sinal de Q2? FE03) Determine a força de repulsão entre duas cargas iguais a 2C. quando a distância entre elas é 10 cm. para que a força de repulsão elas tenham intensidade de 0. a) O que se pode afirmar sobre os sinais de Q1 e de Q2? b) A carga Q1 é repelida por uma terceira carga.7 N no vácuo. positiva. separadas por uma distância de 20 cm. c) somente II e III são corretas. das quais uma é triplo da outra. e) somente I e IV são corretas. FE05) A que distância deve ser colocada duas cargas positivas e iguais a 1C. d) somente II é correta. FE04) A força de repulsão entre duas cargas iguais é igual a 3.X = 1m FE01) (Cesgranrio-RJ) A lei de Coulomb afirma que a força de interação elétrica de partículas carregadas é proporcional: I.

A figura mostra a posição de equilíbrio do pêndulo. A carga de uma é o dobro da carga da outra.10 C -8 -8 estão fixas no vácuo. Determine. a intensidade da força de interação eletrostática entre as cargas fica 4 vezes menor. FE11) Um pêndulo elétrico de comprimento  e massa m = 0. Q e Q estão alinhadas como a figura. 10-6N.10 C e Q2= -2. As duas pequenas esferas são colocadas em contato e. aparecendo entre elas uma força elétrica de intensidade F1. c) a posição em que Q3 deve ser colocada de modo a ficar em equilíbrio somente sob a ação de forças elétricas. A esfera A exerce sobre B uma força elétrica de intensidade 2. a) a intensidade da força elétrica de atração.0.12 kg eletrizado com uma carga Q é repelido por outra carga igual fixa no ponto A. Calcule a relação F1/F2. que age sobre uma carga Q3= 10-8 C. separadas por uma distância d= 6 cm. afastadas a uma distância 2d. a seguir. FE09) Três pequenas esferas A. b) a intensidade da força elétrica resultante. (g = 10 m/s²). Calcule Q.FE07) Duas cargas elétricas puntiformes distam 20 cm uma da outra. Alterando essa distância. aparecendo entre elas uma força elétrica de intensidade F2. a certa distância d. B e C com cargas elétricas respectivamente iguais a 2Q. colocada no ponto médio do segmento que une Q1 e Q2 . . A nova distância entre elas é? FE08) Duas pequenas esferas idênticas estão situadas no vácuo. Qual a intensidade da força elétrica resultante que A e C exercem sobre B? FE10) Duas cargas elétricas puntiformes Q1= 8.

como indica a figura. fica sujeito a uma força de intensidade 20.3m. Se A for colocado na presença de dois objetos idênticos.0 m. 10-6 N quando colocado em presença de um objeto idêntico. a direção e o sentido do vetor da força resultante no ponto A de um triângulo eqüilátero a carga Q=1C e d= 0. à distância de 1.FE12) Determine a força resultante no ponto B de um triângulo retângulo. FE14)(Fuvest-SP) Um objeto A. com carga elétrica +Q e dimensões desprezíveis. fica sujeito a uma força de intensidade aproximadamente igual a: . FE13) Determine a intensidade. Dados: QA=QC= 1C e QB= 1mC.

10-6N b)6.10-6N c)12.0.O objeto C exerce sobre B uma força igual a 3.0.A força elétrica resultante dos efeitos de A e C sobre B é: a)2. conforme mostra a figura.10-6N . deve-se ter: a) b) c) d) e) FE16)(Fuvest-SP) Três objetos com cargas elétricas idênticas estão alinhados como mostra a figura.10-6 N.10-6N d)24.Para que as cargas q fique em equilíbrio sob a ação das forças elétricas somente. cada uma de valor Q.Nos outros dois vértices colocam-se duas outras cargas iguais q. são fixadas nos vértices opostos de um quadrado.10-6N e)30.0.FE15) (Mack-SP)Duas cargas elétricas positivas e iguais.

FE20)(MACK-SP) Duas cargas elétricas puntiformes encontram-se num determinado meio e interagem mutuamente através de uma força eletrostática cuja a intensidade F varia com a distância d entre elas de acordo com o diagrama da figura. RESPOSTAS . inicialmente neutra. a) Qual a intensidade da força elétrica entre as em um meio onde a força entre as cargas de 1C a uma distância de 1m é 9. a) Qual a força de atração entre elas? b) Colocando as esferas em contato afastando-se 5cm. FE18)(Fuvest-SP) Duas partículas de cargas 10-7 C e -10-7C e mesma massa 0. qual sua velocidade? FE19)Uma esfera A é colocada em contato com uma outra igual B.109N? b) Se a carga positiva se movimentar em torno da negativa.Depois são separadas e colocadas no vácuo a uma distancia de 20cm uma da outra e passam a se repelir com uma força de intensidade de 9. descrevendo um MCU de 10cm de raio. Calcule o módulo da carga primitiva da esfera A. recebe uma carga de -10C. determine a nova força de interação elétrica entre elas.FE17)Uma pequena esfera recebe uma carga de 40 C e outra esfera de diâmetro igual.1g estão separadas 10cm.10-1m. localizada a 20 cm de distancia.Determine a intensidade da força de interação eletrostática entre estas cargas quando a distância entre elas for de 3.10-5 N.

10-1N FE04) 2.10-3N b) 3m/s FE19) 4.10-6 C (positivo ou negativo) FE12) FE13) FR =10-1N FE14) c FE15) a FE16) d FE17) a) 90N b) 810N FE18) a) 9.10-6 C (positivo ou negativo) FE05) 30 cm FE06)10-6 C FE07) 40cm FE08) F1/F2 = 32/9 FE09) 7.10-6 N FE10) 4. b) negativa FE03) 9.0. b) 10-2N.FE01) a FE02) a) sinais diferentes.10-3N.10-8 C FE20) 1N EXERCICIOS PROPOSTOS 2011 . c) FE11) 3.

(ITA) Dois pequenos objetos A e B. sendo que a carga de (a) é três vezes maior que a carga de (b). carregando com cargas elétricas de sinais opostos. Considerando a constante eletrostática como sendo 9 . As duas esferas são colocadas em contato. (a) e (b). A relação entre módulos das forças F1 e F2de interação entre as esferas. Qual das seguintes configurações representa as forças eletrostáticas exercidas entre (a) e (b)? 4. Os dois objetos estão sujeitos somente à ação das forças elétricas entre eles. 10–6 C estão distantes 30 cm no vácuo. A esfera A tem carga + 2q e a esfera B tem carga –4q.m2/C2. antes e depois do contato é: . em função da sua posição. têm cargas de sinais contrários. x. (CESGRANRIO) Duas pequenas esferas condutoras. dentre as figuras abaixo. (UERJ) A força que as cargas +q e –q produzem sobre uma carga positiva situada em P pode ser representada pelo vetor: 5. 109 N. o módulo da força elétrica sobre o objeto B. 10–6 C e 5 . Indique. e o corpo B pode mover-se livremente. Duas cargas elétricas puntiformes de valores iguais a 2 . qualitativamente. se encontram separadas por uma distância d. aquela que representa. a seguir. respectivamente. O corpo A está fixo na posição x = 0. 3. A e B. sendo separadas. até a mesma distância d. a força elétrica entre as cargas é de: a) 1 N b) 2 N c) 3 N d) 4 N d) 5 N 2. estão sobre o eixo x. (UERJ) Duas pequenas esferas metálicas iguais.1.

no vácuo.adaptada) . no vácuo. bem como a segunda e a terceira.6. tal que a força de repulsão entre elas tenha o mesmo módulo da força de atração. (PUC . A alternativa que representa a força eletrostática resultante que atuam em cada carga é: 8. de valores –Q. afastadas a uma nova distância d. Para essa situação. (UFRJ) Entre as cargas puntiformes Q1 e Q2 separadas por uma distância d existe uma força de repulsão de eletrostática de valor F. (FUVEST) Duas esferas idênticas com cargas elétricas +5. 10–6 C. a relação D/d vale: 7. 10 –6 C e –1. +2Q e +4Q. A primeira e a segunda. estão separadas por uma distância r. A figura abaixo mostra três cargas. Se instantaneamente os valores das cargas mudam para Q’1 = 3Q1 e Q’2 = 4Q2 e a distância muda para 2d.0 . o valor da nova força será: 9. a uma distância D uma da outra. cada uma com intensidade Q e separadas por uma distância r. (UFF) Considere o valor F como sendo o módulo da força eletrostática entre duas cargas puntiformes. se atraem mutuamente.0 . Por meio de uma pinça isoladamente foram colocadas em contato e a seguir.

(UFRJ) Uma caneta de plástico.Duas cargas Q1 e Q2 se repelem com uma força de módulo igual a f quando situadas nos vértices adjacentes de um quadro (figura 1). (UNICAMP) Um pêndulo elétrico de comprimento e massa m = 0. em função de f. NOÇÕES DE CAMPO ELÉTRICO . 11. (UFRJ) A figura mostra três cargas elétricas puntiformes positivas. depois de eletrizada por atrito com o cabelo. calcule Q. A figura mostra a posição de equilíbrio do pêndulo. Sendo g = 10 m/s2. determine a intensidade da força de repulsão f’. As cargas estão apoiadas e em repouso sobre um plano horizontal sem atrito. separadas por uma distância d. Deslocando-se a carga Q2 para o vértice do quadrado diagonalmente oposto ao vértice em que se encontra a carga Q1 (figura 2).12 kg eletrizado com carga Q é repelido por outra carga igual fixa no ponto A. presas a fios de massas desprezíveis. nesta situação. 12. 10. Calcule o módulo da força de tração em cada um dos fios. Compare o módulo da força 1fexercida pela caneta sobre o pedacinho de papel com o módulo da força 2fexercida pelo pedacinho de papel sobre a caneta e verifique se: Justifique sua resposta. atrai um pedacinho de papel.

5pC e massa m = 1. Uma partícula com carga elétrica q = +4. de peso P = 2. determine: a) A distância entre as superfícies eqüipotenciais S1 e S2. 102V/m. Retome as placas da questão anterior e coloque em repouso entre elas uma partícula X.0 . 02. 10-6C para esta ser deslocada de A para B. que representa a configuração das linhas de forças e das superfícies eqüipotenciais de um campo elétrico uniforme de intensidade E = 5.01. 10-7N. (UNIRIO) Com base no esquema acima. Determine a velocidade escalar da partícula ao passar por B. 03. eletrizada. Calcule a carga elétrica (q) da partícula para que ela permaneça em repouso. b) O trabalho da força elétrica que age em q = 2. 04.0 .0 . .0mg é abandonada no ponto A do campo elétrico uniforme abaixo representado. Calcule a intensidade do campo elétrico entre as placas A e B (horizontais).

Adota-se zero o potencial desse ponto (VA = 0). nêutron. desde A até B. próton. UBERLÂNDIA . elétron e) nêutron. elétron. respectivamente: a) elétron. prótons e nêutrons) que são lançadas no interior de uma região onde existe um campo elétrico uniforme. próton d) nêutron. próton 06. próton b) próton. Q e R. F. elétron c) elétron. vale: a) -e VB d . O trabalho do campo elétrico no deslocamento do elétron. nêutron. (U. (FUVEST) Uma fonte F emite partículas (elétrons. As partículas penetram perpendicularmente às linhas de força do campo. Podemos afirmar que essas partículas eram. próton. abandona-se um elétron (carga = -e) no ponto A (ver figura). Três partículas emitidas atingem o anteparo A nos pontos P.MG) Em uma região onde existe um campo elétrico uniforme de intensidade E.Testes: 05.

8 .6 . 07. a) 6.4 . A velocidade mínima de lançamento para que ela percorra 20 cm a partir da posição de lançamento. 10-18J 08. 10-18J b) 0 (zero) c) 0. (ITA .0 x 10-6C é lançada na direção de um campo elétrico uniforme de intensidade 1.0 x 105V/m.SP) Seja o dispositivo esquematizado na figura: .RJ) Uma partícula de massa 1. entre duas placas metálicas planas e paralelas.0 x 10-4kg e carga -1. 10-19C. é de: a) 14 m/s b) 20 m/s c) 26 m/s d) 32 m/s e) 38 m/s 09.SP) Um elétron é colocado em repouso.6 . (PUC . no sentido do campo. 1.2 . em módulo. onde é aplicada uma diferença de potencial de 20V (ver figura). 10-18J d) 1. Qual a energia cinética que o elétron adquire quando atinge a placa de maior potencial? A carga do elétron vale. (PUC . 10-18J e) 3.b) e E d c) VB E d d) -e V2B e) o elétron não passará por B.

Na placa A existe um pequeno orifício por onde é introduzido um feixe de elétrons com velocidade desprezível.0. paralelas e distantes L uma da outra. d) os elétrons não chegam a B. (UFF .103J. há um campo elétrico uniforme E. VC = -100V e VB = 5000V e sabendo-se que a placa C se encontra a meio caminho entre A e B. conforme mostrado na figura.A e B são placas condutoras muito grandes e C é uma grade.RJ) Entre duas placas metálicas. . e) os elétrons chegam a B com uma energia diferente da anterior. Assinale qual das opções a seguir melhor representa a variação da velocidade da carga em função de sua posição ao longo do eixo x.10-16J.1015J. tendo velocidade inicial V0. Através de dois pequenos furos. pode-se afirmar que: a) os elétrons chegam a B com uma energia cinética de 1. uma carga positiva atravessa o sistema. Se os potenciais nas placas são respectivamente V A = 0V. c) os elétrons chegam a B com uma energia cinética de 8. 10. b) os elétrons chegam a B com uma energia cinética de 5.0.6.

(MACKENZIE) Sobre uma carga elétrica de 2. -1.C 10 .0 .0 .0 . 10-2 m/s 05. 105N/C .0 .Resolução: 01.E 08 . E 06 .6 .0nC. 10-6N/C b) 1. 3. 109 unid.0nC. O campo elétrico gerado em P. 10-6C.3 .0 x 10-1m b) 1. sabendo que ele foi gerado exclusivamente pelas duas cargas elétricas da figura. por uma carga puntiforme positiva de valor +Q a uma distância d. 103N/C d) 1. Temos ainda: Q1 = +9.80N. tem valor absoluto E. colocada em certo ponto do espaço. Testes: 03. 02. Determine a intensidade do campo elétrico resultante no ponto P.C 01. Determinar o valor absoluto do campo gerado em P por uma outra carga pontual positiva de valor +2Q a uma distância 3d. A intensidade do campo elétrico nesse ponto é: a) 1. em função de E. a) 1. 2. Q2 = +4. 10-12C = -10pC 03.0 . SI.B 07 . K0 = 9. 105V/m 02.B 09 . 10-5N/C c) 2. o meio é vácuo. age uma força de intensidade 0.0 x 10-4J 04.6 .0 . Despreze as ações gravitacionais.

10-4C c) 2.106N/C. Num ponto P. Nelas temos: . (FCC) Uma carga pontual Q. Uma carga elétrica não sofre ação da força elétrica se o campo nesse local for nulo.0 .0 . positiva. Considere as três figuras a seguir. Sendo o meio vácuo onde K0=9.0 . 10-6C d) 4.109 unidades S. C. II.2. 105N/C 04. determine Q. esta sofrerá ação da força elétrica. (F. III. a) CCC b) CEE c) ECE d) CCE e) EEE 06. Pode existir campo elétrico sem que aí exista força elétrica.0 .5m dela. SANTA CASA) Em um ponto do espaço: I. gera no espaço um campo elétrico.0 . M. I. Sempre que houver uma carga elétrica. 10-2C 05. Use: C (certo) ou E (errado). 10-4C b) 4. a) 2.. 10-6C e) 2. a 0.e) 4. o campo tem intensidade E=7.0 .

e) Se nenhuma for verdadeira. Pode-se dizer que: I. Na figura 1: Q > 0 e q >0 II. (UCBA) Qual dos gráficos a seguir melhor representa o módulo do campo elétrico em função da distânciad até a carga elétrica puntiforme geradora? 08. para a resposta. Em todas as figuras: q > 0 Use. Sabemos que Q1 > Q2 e que A. Considere as duas cargas positivas Q1 e Q2. o campo elétrico resultante é NULO. 07. d) Se apenas II for verdadeira. II e IV forem verdadeiras. Este ponto é: a) A b) B c) M d) F . Na figura 3: Q < 0 e q < 0 IV. o código abaixo: a) Se todas forem verdadeiras. fixas sobre a reta x da figura abaixo.Analise cada figura e descubra o sinal das cargas elétricas q e Q. Na figura 2: Q < 0 e q > 0 III. M B. F e G são apenas cinco pontos geométricos escolhidos na reta x. b) Se apenas I. c) Se apenas I e III forem verdadeiras. Em um dos cinco pontos.

m2/C2.Eres = 0 03 . c) coincide com A. (FMABC . 105 N/C c) 5.E 08 .e) G 09.0 . 105 N/C e) 1. e) coincide com B.D 10 .SP) Duas cargas puntiformes Q1 e Q2.8 . respectivamente sobre os pontos A e B. 106 N/C Resolução: 01 . (MACKENZIE) Considere a figura abaixo: As duas cargas elétricas puntiformes Q1 e Q2 estão fixas. de sinais opostos.A 06 .0 .E . situado a uma distância finita das cargas Q1 e Q2 no qual o campo elétrico resultante.B 04 . é nulo. conforme mostra a figura abaixo.0 . 105 N/C d) 9. estão situadas nos pontos A e B localizados no eixo x. O campo elétrico resultante no P tem intensidade: a) zero b) 4. 10. podemos afirmar que existe um ponto do eixo x.C 07 .A 09 -B 05 . no vácuo onde K0 = 9. 109 N. b) está localizado à direita de B.E' = 2E/9 02 . d) situa-se à esquerda de A. Esse ponto: a) está localizado entre A e B.0 . Sabendo-se que |Q1| > |Q2|. produzido pelas referidas cargas.

Para calcularmos a força de repulsão sofrida entre as duas cargas positivas: Para calcularmos a força de atração sofrida entre a carga positiva e a negativa: Para calcularmos a força resultante: .2. Qual o módulo da força e um esboço do vetor força elétrica que atua sobre a carga 3? Para calcularmos o módulo da força que atua sobre a carga 3 devemos primeiramente calcular separadamente a influência que as cargas 1 e 2 causam nela. e através das duas calcular a força resultante. Três partículas carregadas eletricamente são colacadas sobre um triângulo equilátero de lado d=40cm conforme a figura abaixo.

como mostra a figura abaixo: Qual a intensidade da força sentida na partícula 4? Para calcularmos a força resultante no ponto onde se localiza a partícula 4. Para a força da partícula1 que atua sobre 4: Para a força da partícula2 que atua sobre 4: .Para esboçarmos a direção e o sentido do vetor força resultante devemos lembrar do sentido de repulsão e de atração de cada força e da regra do paralelogramo: 3. devemos primeiramente calcular cada uma das forças elétricas que atuam sobre ela. Quatro cargas são colocadas sobre os vértices de um retângulo de lados 40cm e 30cm.

por partes: . então. não podemos somar todos os vetores de uma só vez.Para a força da partícula3 que atua sobre 4: Para se calcular a força resultante: Para esboçarmos a direção e o sentido do vetor força resultante devemos lembrar do sentido de repulsão e de atração de cada força e da regra do paralelogramo: Assim como no cálculodo módula das forças .

c e d. A uma distância de 20cm é posta uma partícula de prova de carga q= -1µC.0 μC. fica sujeita a uma força elétrica de intensidade 1. sendo atraída pelo campo. a e b.2 N. mas uma força externa de 2N faz com que a carga entre em equilíbrio. que é colocada em um ponto P do vácuo. conforme mostra a figura: Qual deve ser o módulo da carga geradora do campo para que esta situação seja possível? Para fazer este cálculo usamos a relação: No entanto o problema não diz qual a intensidade do campo elétrico. (FUVEST) As figuras abaixo mostram 3 (três) pares de cargas. Uma carga elétrica puntiforme com 4. f e g. mas sendo F a força necessária para que o sistema descrito fique em equilíbrio: Substituindo na primeira equação: 1. Um campo elétrico é gerado por uma carga puntiforme positiva. e a configuração das linhas de força para o campo elétrico correspondente a cada par: .Campo Elétrico 1. O campo elétrico nesse ponto P tem intensidade de: -7 a) 3 x 10 N/C -6 b) 3 x 10 N/C -5 c) 3 x 10 N/C -4 d) 3 x 10 N/C 2.

(UERJ) Duas cargas elétricas puntiformes situam-se no ponto A (0.0) do plano XOY. f e g são negativas b) b. c e d são positivas e) c. f e g são negativas 3. como mostra a figura abaixo: O vetor campo elétrico resultante criado pelas cargas no ponto P é mais bem representado por: 4. ambas com o mesmo módulo. d. (UFF) Três cargas estão colocadas nos vértices de um triângulo equilátero. f e g são positivas c) b.3) pode ser representado pelo seguinte segmento orientado: . c e d são positivas d) a.3) e B (4. como mostra a figura: A carga do ponto A é positiva e a de B é negativa.Com relação aos sinais das cargas. podemos afirmar que: a) a. O campo elétrico resultante no ponto P (4.

(UERJ) Uma partícula carregada penetra em um campo elétrico uniforme existente entre duas placas planas e paralelas A e B. em função da distância (d) entre a carga e P? (Considere que a carga elétrica esteja no vácuo) 2. A figura mostra a trajetória curvilínea descrita pela partícula. e a placa A tem carga negativa c) a partícula tem carga negativa e a placa B tem carga positiva d) a partícula tem carga positiva e a placa B tem carga negativa 1. e a placa A tem carga positiva b) a partícula tem carga positiva. Podemos afirmar que: a) Q1 e Q2 são cargas negativas b) Q1 é positiva e Q2 é negativa c) Q1 e Q2 são cargas positivas d) Q1 e Q2 são neutras . na convecção usual. (UFRRJ) Qual dos gráficos a seguir melhor representa o módulo do vetor campo elétrico E em um ponto P. A alternativa que aponta a causa correta dessa trajetória é: a) a partícula tem carga negativa. a configuração de linhas de força associadas a duas cargas puntiformes Q1 e Q2. nas proximidades de uma carga elétrica puntiforme. (UFMG) A figura representa.5.

(UECE) A figura representa. fixas em laboratório e equidistantes do ponto P. 10–5 kg e carga elétrica 2.0 μC fica em equilíbrio quando colocada em certa região de um campo elétrico uniforme.3.0 . (UFF) No ponto P. o campo elétrico naquela região tem intensidade em N/C. a configuração de linhas de forças associadas a duas cargas puntiformes Q1 e Q2. conforme a figura abaixo. Adotando-se g = 10m/s2. o vetor campo elétrico é melhor representado por: 6. (UERJ) Considere duas cargas elétricas puntiformes –2q e +q. na convenção usual. corretamente. que: a) Q1 e Q2 são neutras b) Q1 e Q2 são cargas negativas c) Q1 é positiva e Q2 é negativa d) Q1 é negativa e Q2 é positiva e) Q1 e Q2 são cargas positivas 4. Uma partícula de massa 1. de: a) 500 b) 0. Os dois vetores campos elétricos em P gerados por essas cargas são: 5.050 c) 20 d) 50 e) 200 . Podemos afirmar.

(UFF) Duas cargas elétricas de valores +Q e +4Q estão fixas nas posições 3 e 12 sobre um eixo. do condutor negativo.0 . 10. Um elétron (massa m. da placa negativa. e incide. como indica a figura: O campo elétrico resultante criado por essas cargas será nulo na posição: a) 3 b) 4 c) 5 d) 6 e) 7 8. o módulo do campo elétrico E entre as placas é: 9. em m/s.colocam-se as cargas QA = 48 . em repouso. sobre a superfície da placa oposta que está a uma distância d. (VUNESP) A figura representa dois condutores planos e paralelos. 10 C e QB = 16 .10 9 N . é de: (Dados: carga elétrica da partícula = -1. separados por uma distância de 3mm e submetidos a um campo elétrico de 104 N/C. (ITA) Existe um campo elétrico uniforme no espaço compreendido entre duas placas metálicas eletrizadas com cargas opostas. massa da partícula = 1.6 . Uma partícula hipotética é bruscamente libertada. sem velocidade inicial. No vácuo ko  9. Desprezando as ações gravitacionais.7. C² respectivamente nos pontos A e B representados na figura. . conforme a figura. Calcule o módulo do campo elétrico no ponto C. 10–19 C.m² -6 -6 . após um tempo t. Uma carga elétrica puntiforme q = 1μC e de massa m = 10-6 kg é abandonada. 10–30 kg) 11. 10 C. carga –e) parte do repouso. A velocidade da partícula quando atinge o condutor positivo. num ponto A de um campo elétrico uniforme de intensidade E = 10 5 N/C.

6 . Despreze as ações gravitacionais 12. A e B. basta aplicarmos na equação do trabalho de uma força elétrica: .10 s. Um campo elétrico uniforme existe na região entre duas placas paralelas com cargas de -31 -19 sinais opostos. Uma carga elétrica de intensidade Q= +7µC gera um campo elétrico no qual se representam dois pontos.2 m de A. Determine a intensidade do campo elétrico e a velocidade do elétron no momento em que atinge a segunda placa. Um elétron de massa m = 9 . em um intervalo de tempo de 3 . a 12 cm de distância da primeira.10 C é abandonado em repouso junto à superfície da placa carregada negativamente e atinge a superfície da placa -5 oposta. situado a 0. c) a velocidade q possui ao passar por B. dada a figura abaixo: Primeiramente precisamos calcular o potencial elétrico em cada ponto.10 kg e carga q = -1. POTENCIAL ELÉTRICO 1.Determine a) a intensidade da força elétrica que atua em q. b) a aceleração do movimento de q. Determine o trabalho realizado pela força para levar uma carga de um ponto ao outro (B até A). através da equação: Em A: Em B: Conhecendo estes valores.

(UEPR) Um gerador funcionará em regime de potência útil máxima. (FUVEST) Um chuveiro elétrico. 03. quando sua resistência interna for igual: a) à resistência equivalente do circuito que ele alimenta.80 de energia elétrica por mês. então a potencia desse aparelho elétrico é: a) 90W b) 360W c) 2. o valor da conta será: a) R$ 28.00 b) R$ 25.01. gasta R$ 10. . que funcionarão.0V. c) ao dobro da resistência equivalente do circuito que ele alimenta. Testes: 02. Se a tarifa cobrada é de R$ 0.700W d) 3. ligado em média uma hora por dia. à razão de R$ 0. em média. (SÃO LEOPOLDO-RS) Num escritório são instalados 10 lâmpadas de 100W.00 e) n. b) à metade da resistência equivalente do circuito que ele alimenta. Determine o trabalho do operador.00 c) R$ 18.12 por kWh. Num campo elétrico foram medidos os potenciais em dois pontos A e B e encontrou-se VA = 12V e VB = 5.12 por quilowatt-hora.00 d) R$ 8. a) Qual o trabalho realizado por esse campo quando se transporta uma carga puntiforme de 18uC de A para B? b) Sabe-se que nesse transporte não houve variação de energia cinética da partícula. Ao final do mês.800W 04.000W e) 10. 5 horas por dia.a.d.

40 d) 2. usa-o diariamente na posição "inverno".00 06. em 2 minutos. se as resistências fossem associadas em série? a) 3 min b) 5 min c) 15 min d) 30 min e) 45 min 08. d) não suportará o excesso de corrente. c) seu brilho será normal.120V. Supondo-se que o preço do quilowatt-hora seja de R$ 0. Deseja-se aquecer a mesma quantidade de água de 20°C até 80°C em um minuto. d) com o mesmo comprimento e metade da espessura. Esse resistor é utilizado para aquecer uma certa massa de água de 20°C até 80°C. (FUVEST) Um fogão elétrico. durante 20 minutos.14 b) 0.20 c) 1. (FATEC . isto representará uma economia diária de: a) 0.00 e) 20. Qual o tempo que levaria.SP) Um chuveiro elétrico tem um seletor que lhe permite fornecer duas potências distintas: na posição "verão" o chuveiro fornece 2700W. e) à quarta parte da resistência equivalente do circuito que ele alimenta.d) ao quádruplo da resistência equivalente do circuito que ele alimenta.20. c) com a mesma espessura e o dobro do comprimento. de mesmo material: a) com a mesma espessura e um quarto do comprimento. Sendo percorrida por uma corrente de intensidade 500mA. 05. Surpreso com o alto valor de sua conta de luz.MARINGÁ) Uma lâmpada tem indicado 60W . b) com a mesma espessura e metade do comprimento. José. b) seu brilho será maior que o normal. ferve uma certa quantidade de água em 5 minutos. contendo três resistências iguais associadas em paralelo. sem alterar a fonte de tensão à qual o resistor está ligado. Um resistor utilizado para aquecer água é composto por um fio enrolado em um núcleo de cerâmica. Para isto devemos trocar o resistor por outro. e) não há dados suficientes para fazer qualquer afirmação. . pode-se afirmar que: a) seu brilho será menor que o normal. (UE . 07. pelos mesmos 20 minutos diários. na posição "inverno" fornece 4800W. José resolve usar o chuveiro com o seletor sempre na posição "verão". o dono deste chuveiro.

0 .0 .RS) Uma carga de 2. c) O potencial elétrico no ponto P é positivo e vale 3.0 . 109 unidades SI Qual a proposição correta? a) O vetor campo elétrico no ponto P está voltado para a carga. e) n. b) O campo elétrico no ponto P é nulo porque não há nenhuma carga elétrica em P. (PUC . 104V. é colocada uma carga q também puntiforme de 3.0 . d) O potencial elétrico no ponto P é negativo e vale -5. distante 6. 10-2 joules c) 6. A força contra-eletromotriz do motor: a) depende da resistência interna do motor.0 .a. 12. 105 joules e) n. transforma a potência elétrica P = 80W em potência mecânica.0cm de um ponto P.a 10. atravessado por corrente i = 10A. 10-3C. A diferença de potencial entre x1 = 1. b) é 8.0 . 10-9C está na origem de um eixo X.0m (em V) é: a) +3 b) -3 c) -18 d) +18 e) -9 .4 . 104V. c) depende do rendimento do motor. 09.0 . 11. pois aí não existe carga elétrica.0 . d) depende da rotação do motor. 10-3C a 20cm de carga Q.e) com o mesmo comprimento e o dobro da espessura. 10-7C encontra-se isolada. (UNISA) No campo elétrico criado no vácuo.Dado: K0 = 9. e) Em P são nulos o campo elétrico e o potencial. (EPUSP) Um motor.3 joules d) 5. por uma carga Q puntiforme de 4.0m e x2 = 2.d.d.0 . A energia potencial adquirida pela carga q é: a) 6. 10-3 joules b) 8.0V. no vácuo. (UNICAMP) Uma carga de -2.

e) aumenta e. 10-19 coulomb e a do elétron -2 . à distância infinita um do outro. é correto afirmar que: a) Q = -q b) Q = -2q c) Q = -3q d) Q = -4q e) Q = -6q 16. por: a) -8. Suponha que a carga do próton seja de +2 . 10-18 c) 8. Duas destas cargas têm o mesmo valor q e a terceira vale Q. diminui.13. 1010 unid. afastada de qualquer outra: a) depende da trajetória seguida entre os dois pontos. em seguida.0 . Adote K0 = 1 . . 10-28 d) -8. colocados à distância de 0. em joules. 10-28 e) 4. 1019 coulomb. a energia potencial elétrica do par próton-elétron é a mais corretamente expressa. SI Nesse caso. em seguida. (FCM SANTA CASA) Quando se aproximam duas partículas que se repelem. 10-9 14.0 . têm energia potencial elétrica nula. (FM VASSOURAS . (FCM SANTA CASA) Considere que um próton e um elétron.0 . 10-10m um do outro. b) independe da trajetória seguida entre os dois pontos. a energia potencial das duas partículas: a) aumenta b) diminui c) fica constante d) diminui e. 15.0 . aumenta. Sendo nulo o potencial elétrico no vértice A não ocupado por carga.MG) Três vértices não consecutivos de um hexágono regular são ocupados por cargas elétricas pontuais. O trabalho desenvolvido pela força elétrica ao se transportar uma carga puntiforme q entre dois pontos de um campo elétrico gerado por uma carga puntiforme Q. 10-18 b) 8.5 .0 .

B 15 . Um elétron-volt é igual a: a) 1.m2/C2): a) 450 b) 480 .D 54) No campo elétrico criado por uma carga Q.c) será sempre positivo. e) independe da posição dos dois pontos em relação à carga Q. d) 5. r.A 11 .A 07 . (TRIÂNGULO MINEIRO) Uma carga elétrica igual a 20nC é deslocada do ponto cujo potencial é 70V. em kV (dados: ko = 9. A energia potencial adquirida pelo sistema é de: a) 6.6 x 10-19 volts c) 1.3 joules.A 06 – C 13 .4 joules. de 4.D 10 . a. b) 8.10-2 joule.25 x 1018 volts 18. d) será sempre nulo. 17. 10-5J 02 – C 09 – B 16 – B 03 .A 05 .0. para outro cujo potencial é de 30V.a) 1.6 x 10-19 newtons/coulomb d) 6. 55) Uma carga Q = 400 C produz um campo elétrico na região do espaço próximo a ela.10-11 coulomb. é colocada uma carga q. puntiforme.A 12 . A diferença de potencial produzida pela carga entre os pontos A e B do esquema abaixo é.A 04 .6 x 10-19 joules b) 1. 10-5J b) -1.0. também puntiforme. c) 6. (SANTA CASA) A carga elétrica de um elétron vale 1.3 .10-3 coulomb.E 14 . Nessas condições. e) n. a 20 cm da carga Q.10^9 N.0.25 x 1018 joules e) 6.D 17 .3 .10-3 joule.A 08 . de 3.0.6 x 10-19C.E 18 . o trabalho realizado pela força elétrica do campo foi igual a: a) 800nJ b) 600nJ c) 350nJ d) 200nJ e) 120nJ Resolução: 01 .

0. Indiquemos por EC e por VC. com relação a um ponto no infinito.10-6 C q3 = -1. onde: q1 = 8. a) Ec é diferente de 0 e Vc = 0 b) Ec = 0 e Vc é maior que 0 c) Ec = 0 e Vc é menor que 0 d) Ec é diferente de 0 e Vc é diferente de 0 e) Ec = 0 e Vc = 0 .10^3 V e) 9.10-6 C q2 = 6.10-6 C q4 = 4.5 m.4.c) 560 d) 740 56) Dada a distribuição de cargas abaixo.7. o módulo do vetor campo elétrico e o potencial elétrico no ponto C.5 d) -9 e) +9 59) Uma carga elétrica puntiforme cria no ponto P. O valor da carga Q (em C) é de: (ko = 9. provocados pela ação simultânea das quatro partículas eletrizadas.0. O potencial elétrico nesse ponto P é: a) 360 V b) 270 V c) 200 V d) 180 V e) 100 V 60) Nos quatro vértices de um quadrado são fixadas quatro partículas eletrizadas com cargas +Q e -Q conforme indicado na figura. Sabe-se que OA = 0. a carga puntiforme Q está fixa em 0.10^3 V 58) Na figura.8.m2/C2) a) -2 b) +2 c) +4.8. respectivamente.2. é de: a) 30.0.10-6 C o potencial no centro do retângulo é de: a) 0 V b) 10. um campo elétrico de intensidade 900 V/m.4 m e que a diferença de potencial entre B e A vale VB – VA = .10^3 V c) 18. Assinale a opção correta. Seja C o centro do quadrado (ponto de encontro das diagonais). respectivamente. OB = 0. O potencial elétrico no baricentro do triângulo ABC.9000 V.109 N. as cargas QA = 5 C e QB = 6 C.10^3 V 57) O sistema referencial abaixo está no vácuo (ko = 9.10^3 V d) 14.m2/C2) e nos pontos A e B encontramse.10^3 V c) 11.10^3 V e) 56.10^9 N.10^3 V b) 19. situado a 20 cm dela.10^3 V d) 11.0.

no vácuo. 10-1 J d) 2.61) O trabalho necessário para transportar uma carga de 2.0 m/s e) 1. que se desloca espontaneamente.4. 62) A diferença de potencial entre os pontos A e B vale. em volts: a) 1 k b) 2 k c) 3 k d) 5 k e) 7 k 63) O trabalho necessário para levar uma carga de 2 C do ponto A para o ponto B.10-5 J d) 3. foi abandonada uma carga q = 1 C. Q2 = 60 C e Q3 = . Considere k a constante elétrica do vácuo. que sua carga elétrica vale -1.10-5 J O enunciado abaixo se refere às questões de números 62 a 64. em B.6. A e B é 100 V.10-5 J e) 5.0 m/s 66) A figura abaixo mostra três pontos alinhados.45 C. devida apenas às cargas Q1 e Q3 em V/m.m2/C2 Em A.1.0 m/s c) 3.10-11 kg.0 m/s b) 4.2.8. vale: a) 14 k b) 10 k c) 6 k d) 4 k e) 2 k 64) A intensidade do campo elétrico no ponto C. 10-1 J 67) Sabe-se que a massa do elétron é 9.6.10-19 C e que a diferença de potencial entre dois pontos. em joules.10-5 J c) 7. 10-1 J e) 1. Um elétron é abandonado em B sob ação . A figura representa uma distribuição discreta de cargas elétricas Q1 = 15 C. Despreze as ações gravitacionais.10-5 J b) 4. foi fixada uma carga puntiforme Q = 4 C e.0 m/s d) 2. Sendo U = 100 V a diferença de potencial entre A e B.109 N.10-1 J c) 3. Adote ko = 9. A energia cinética de q ao passar por C é: a) 7.10-1 J b) 4.2. vale: a) (10/3) k b) (20/3) k c) (20/√3) k d) (√60/3) k e) (√60/√3) k 65) Uma partícula de massa m = 200 mg e carga q = +1 C é abandonada num ponto A e se dirige a outro B. a velocidade com que a partícula alcança B é: a) 5.10-11 C de um local onde o potencial é de 3 000 volts para outro onde o potencial é de 6 000 volts é de: a) 6.

10-7 N e) 6.10^3 V c) 3.6.10^3 N/C.0.10^6 m/s e) 6.10-2 m é de 12 V. imersos num campo elétrico uniforme. c) o potencial elétrico no ponto N vale 40 V.0.5.0. 73) Um corpo de massa 8 mg.0. b) o trabalho do campo elétrico ao deslocar uma carga q = 2. de um campo elétrico uniforme de intensidade 5.10-11 N b) 6 .7.2. em módulo.0.10^3 V 72) Considere dois pontos. respectivamente.6.0 m/s 68) A diferença de potencial entre duas grandes placas paralelas separadas de 2.4. estão localizados numa linha de força de um campo elétrico uniforme. conforme mostra o esquema abaixo. d) o trabalho do campo elétrico ao deslocar uma carga q = 2. distante 20 cm de A. Sua massa e carga elétrica são.0.6. cuja intensidade. eletrizado com carga q igual a 2 C.4.6. vale 2.0. A e B. em joules: a) 1. de M até N.10 V.10-6 C. O módulo da velocidade do elétron ao atingir o ponto A é um valor mais próximo de: a) 36. separados de 20 cm. A energia cinética final adquirida pelo próton é. com uma . em V/m. é abandonado em um ponto A de um campo elétrico uniforme e fica sujeito somente à ação de forças elétricas. e) o potencial elétrico do ponto N vale 90 V. é de: a) 2.10^12 m/s c) 6.0.10-6 C.10-12 70) A figura representa dois pontos. A e B. 1.10-15 d) 1.2 m.10^3 V b) 5. separados de 0.10-6 N 69) Um próton é acelerado a partir do repouso por uma diferença de potencial de 107 V.10-9 N d) 1.10-4 J. M e N.10-10 N c) 2. de M até N. Esse corpo adquire movimento retilíneo uniformemente variado e passa por um ponto B.0. é correto afirmar que: a) o potencial elétrico no ponto N vale . com potenciais elétricos VA = 70 V e VB = 30 V.6.103 N/C.10^3 V d) 4.5.10^6 m/s d) 35.10-19 b) 1.0.10-27 c) 1. vale -2.6. pode-se afirmar que a diferença de potencial entre os pontos A e B.exclusiva do campo elétrico. é de: a) 6 b) 14 c) 150 d) 200 e) 350 71) Dois pontos. Sabendo-se que o potencial elétrico no ponto M vale 40 V.10-4 J.l0-8 e) 1.10-11 kg e 1.10^3 V e) 1. Sabendo-se que a intensidade desse campo elétrico é de 5.10^12 m/s b) 6. Qual a intensidade da força elétrica que atua numa partícula de carga igual a 10-8 C que se encontra entre essas placas? a) 2.10-19 C.

28 V/m d) V = 4. em N/C. é suposta isolada de outros corpos.10^3 e 8. referidos no gráfico e situados sobre uma mesma linha de campo.0 m de raio.10^3 d) 4. de raio R = 2. A carga elétrica distribuída na superfície da esfera vale: .10^2 d) 8. E = 1. e) igual em R e S. planas.10^3 e 8. respectivamente: a) 4. Sendo E = 10 V/m a intensidade do campo elétrico uniforme entre essas placas. de 9.28 V/m e) V = 8. no vácuo. 79) O campo criado por uma esfera metálica eletrizada é dado no gráfico.0 volts. a distância entre os pontos A e B.10-19 C.10^3 c) 6.0.0.28. O potencial.56 volts. Nessas condições podemos concluir que o campo elétrico em A e B.0 nC. c) maior em S do que em R.10^3 e 8. Pode-se afirmar que o campo elétrico entre as placas desse capacitar é: a) maior em Q. à distância r = 8. Ela permanece em equilíbrio quando colocada entre duas placas paralelas. E = 0 b) V = 2. o campo elétrico por ela estabelecido é E = 8.10^3 e) 2.10^3 e) 4. b) menor em R. O potencial V e o campo elétrico E no centro da esfera têm valores: a) V = 0. Em um ponto P.0 volts.1014 kg tem carga elétrica igual a -1. distanciadas 5 mm uma da outra. valem. recebe a carga de 45. é: a) 8 m b) 6 m c) 4 m d) 2 m e) 0 m 75) A figura representa um capacitor de placas paralelas carregado.0 m do centro da esfera.0.0.0.56 volts.56 V/m 78) Uma esfera metálica oca. horizontais e eletrizadas com quantidades de carga opostas.10-2 V/m. é de: a) 0 volt b) 135 volts c) 45 volts d) 90 volts e) n.10^2 c) 8.10^3 77) Uma esfera condutora eletrizada. E = 0 c) V = 2.10^3 b) 4. E = 2.10^3 74) O gráfico mostra a variação do potencial elétrico do campo existente entre duas placas planas condutores paralelas e muito grandes. A aceleração da gravidade no local é igual a 10 m/s2. em função da distância entre elas. E = 1. em volts.10^3 b) 8.10^3 e 8.10^3 e 4. A ddp entre as placas. 76) Uma pequena gota de óleo com massa de 1.0 m.0. é: a) 1. com potenciais elétricos diferentes. a 3. r.6. a.velocidade de 20 metros por segundo. d) menor em Q do que em S.0 m do centro da esfera.

o potencial será necessariamente constante nessa região.10 m e 3.10^3 V/m b) 4.7. 83) A carga elétrica de uma esfera metálica oca de raio R é Q. O campo elétrico no centro dessa esfera vale: a) zero b) Q/R c) Q/R2 d) QR e) QR2 84) Uma esfera condutora tem raio de 10 cm e carga elétrica de 1.0. b) 1.10^5 V/m 82) Retome o enunciado da questão anterior.10^3 e 17 V/m d) zero e 3.m2/C2): a) 1. b) quando o campo elétrico for diferente de zero num ponto.10^4 V/m e 2.4.0. Num ponto.10-8 C b) 8.103 C e) 3.50 m é carregada a um potencial de 300 V.0 cm e a 10 cm do centro da esfera são respectivamente: a) zero e zero.10^5 V/m e 2. podendo ser nulo ou não.8. é expresso mais aproximadamente pelo valor: a) zero b) 9 c) 10-7 d) 10-13 e) 10-9 85) Qualquer que seja a situação física envolvendo campo elétrico e potencial elétrico podemos afirmar que: a) quando o campo elétrico for nulo num ponto. d) quando o campo elétrico for nulo numa região. os campos elétricos nos pontos situados a 1.0 V/m c) 15.8.10-5 C 81) Com relação à questão anterior.10-5 V/m e) zero e 17 V/m.7.10^5 V/m d) zero e 2. Gabarito: .7.10-9 coulomb.7.a) 10-7 C b) 10-8 C c) 10^9 C d) 10^7 C e) 10-9 C 80) Uma esfera metálica de raio R = 0.10^5 V/m e 2.0 m do centro da esfera são: a) 1. essa carga gera um campo elétrico que.10^5 V/m c) 2.10^5 V/m e) 5.0. Os campos elétricos em dois pontos situados a 0. o potencial necessariamente também o será.7.5 e 5. o potencial necessariamente também o será. A esfera ficará carregada com uma carga de (dado: ko = 9. o potencial necessariamente também o será.3.10-5 C c) 5.10-3 e 5.0.7. em V/m. no ar. uniformemente distribuída em sua superfície. c) quando o campo elétrico for constante numa região.0 C d) 3. a 1 m do centro da esfera.10^9 N.0.

Por uma secção de um transversal de um condutor passam 106 elétrons por segundo. de x para y. LETRA A a seção normal de um condutor é atravessada pela quantidade de carga ∆Q=1. c) 8.6 . a intensidade de corrente no condutor será: -25 a) 1.0 ampères. 10-19C. de y para x. de y para x.. (UNIFICADO) O esquema representa parte de um circuito elétrico. a) Qual a intensidade da corrente elétrica que atravessa essa seção normal? -3 .0 ampères. de x para y.6 x 10 A -18 b) 1.0 ampères.6 x 10 A -24 d) 6.6 x 10 A -13 c) 1. Sabendo-se que a carga do elétron é 1.2 x 10 A -25 e) 6.2.0 ampères.ELETRODINÂMICA 1. é igual a: a) 2. b) 2.10 C no -2 intervalo de tempo ∆t=1. não importando o sentido. e) 4. Nele estão representados o valor e o sentido das correntes elétricas nas lâmpadas L 1 e L2. a corrente na lâmpada Ly. cujos terminais são X e Y.5.2 x 10 A LETRA C 2. d) 8.10 s.0 ampères. Conforme indicações do esquema.

Determine.0 A para ficar em regime normal de funcionamento. quantos elétrons atravessam essa seção normal nesse intervalo de tempo? Resolução a) a corrente elétrica é dada por: logo: b) sabendo que o número de elétrons é dado por: então: Uma bateria de automóvel completamente carregada libera C de carga.:18h 1. Uma lâmpada de 100W é fabricada para funcionar em uma rede de tensão 220V.b) Se os portadores de carga são elétrons. aproximadamente. a) Qual é a resistência do filamento deste lâmpada? Usando as equações da resistência e da potência: b) Qual a corrente que passa por ela em situações normais? . Uma lâmpada necessita de uma corrente de 2. RESP. o tempo que essa lâmpada ficará acesa ao ser ligada nessa bateria.

durante um segundo? E quantos elétrons atravessam tal região neste intervalo de tempo? Para resolvermos a primeira parte do problema devemos lembrar da definição de corrente elétrica: Substituindo os valores dados no exercício: Para a resolução da segunda parte do exercício basta utilizarmos a equação da quantização da carga elétrica: . a única grandeza que seria mantida seria a resistência. no caso da lâmpada ser ligada em 110V: 1. No entanto. podendo ser calculada de duas formas: c) Se esta lâmpada fosse ligada em uma rede de 110V de tensão. Um fio de cobre é percorrido por uma corrente elétrica constante com intensidade 7A. Sabendo que qual o módulo da carga elétrica que atravessa uma secção transversal do condutor. a lâmpada só funcionaria se a tensão fosse menor que 220V. assim. pois se fosse maior o filamento da lâmpada romperia. qual seria sua potência? Se a lâmpada fosse ligada em uma rede com tensão diferente de sua tensão nominal.Em situações normais a lâmpada terá uma corrente proporcional à sua resistência e sua tensão. pois depende apenas da sua fabricação.

Lembrando da condição de continuidade da corrente elétrica (1ª Lei de Kirchoff): No primeiro nó: No segundo nó: Lembrando que o total de corrente que chega ao sistema não pode ser alterado. A tabela abaixo descreve a corrente elétrica em função da tensão em um resistor ôhmico mantido a temperatura constante: i (A) 0 2 4 U (V) 0 6 12 . neste caso. basta sabermos a corrente total. e utilizarmos o valor que já conhecemos para a corrente 1: Reduzindo deste total o valor já conhecido: Resistência Elétrica 1.2. Dada a figura abaixo: Calcule as intensidades das correntes 1 e 2.

ou seja: B) . A) Onde: O circuito A é uma associação de resitores em série. Dada as associações de resistores abaixo. esse cálculo é dado por: Associação de Resistores 1. basta calcularmos a resistência em um dos dados fornecido (exceto o 0V. fazendo com que o produto entre as duas permaneça constante. devendo atravessar cada resistor sucessivamente. justifique e calcule a resistência total da associação.6 8 18 24 Calcule a resistência e explique o que leva a chamar este condutor de ôhmico. Um condutor ôhmico é caracterizado por não alterar sua resistência quando mudam a corrente ou a tensão. diga qual é o seu tipo de associação. pois há apenas um caminho para que a corrente passe de uma extremidade à outra. O cálculo da resistência total do circuito é feito pela soma de cada resistência que o forma. pois quando não há tensão não pode haver corrente). Se o resistor descrito é ôhmico.

(MED-ABC) A bateria figurada abaixo tem resistência desprezível. o que faz com que duas resistências possam ser percorridas por corrente elétrica no mesmo instante. ou seja: 19.Sendo: O circuito B é uma associação de resistores em parelelo. pois há caminhos secundários a serem utilizados pela corrente. O cálculo do inverso da resistência total do circuito é feito pela soma dos inversos de cada resistências. A potência fornecida pela bateria vale: .

18W 19 – E 20 .8W d) 0.10-19 C Exercício 2 A intensidade da corrente elétrica que percorre um condutor metálico varia com o tempo conforme o gráfico: . Determine: a) a carga elétrica que atravessa uma seção reta do condutor por segundo. b) o número de elétrons que atravessa uma seção reta do condutor por segundo.018W e) 0. Calcule o valor da resistência elétrica R no circuito abaixo: a) 18W b) 180W c) 1.a) 8W b) 6W c) 128W d) 18W e) 12 20. Dado: carga elétrica elementar e = 1. (FAAP) A potência dissipada na resistência interna do gerador é 15W.E Um condutor metálico é percorrido por uma corrente elétrica contínua e constante de intensidade 32 mA.6.

Determine a .2 A? Exercício 4 A curva característica de um resistor ôhmico está indicada abaixo: Clique para ampliar Determine os valores de i e U indicados no gráfico. Qual é a ddp que deve ser aplicada ao resistor para que a corrente elétrica que o atravesse tenha intensidade 3.Clique para ampliar a) Qual é a carga elétrica que atravessa uma seção reta do condutor no intervalo de tempo de 0 a 8 s? b) Qual é a intensidade média da corrente elétrica que produz o mesmo efeito da corrente elétrica representada no gráfico? Exercício 3 Um resistor ôhmico quando submetido a uma ddp de 6 V é percorrido por uma corrente elétrica de intensidade 2 A. Exercício 5 Um resistor de forma cilíndrica tem resistência elétrica de 40 .

Qual seu valor em unidade do SI? . com o dobro do comprimento e com o dobro do raio de seção reta. Que grandeza física está sendo representada nessa indicação. Exercício 1: Clique para ampliar Exercício 2: Clique para ampliar Exercício 3: Clique para ampliar Exercício 4: Clique para ampliar Exercício 5: 8) Numa bateria de celular aparece a indicação 800mAh.resistência elétrica de outro resistor de forma cilíndrica. de mesmo material.

12) O que é o efeito joule? Cite um exemplo em que esse efeito é útil e outro em que é indesejado. Portanto: 800 m A h = 800 (10 -3 ) (C/s) (3600s) = 800 x 3. de oferecer maior ou menor dificuldade à passagem da corrente elétrica. Dessa forma precisamos descobrir quantos elétrons juntos são necessários para obtermos 0. É indesejado no processo de transmissão de energia elétrica através de cabos por causa das “perdas” que provoca.6 x 10 -19 C. Não porque correntes elétricas criam campos magnéticos próprios que interferem no campo magnético terrestre daquele local (que é fraco). 11) O que é resistência elétrica? É uma grandeza física que traduz uma propriedade que os corpos têm. 15) É confiável fazer a leitura de uma bússola com a finalidade de orientação quando estamos próximos de aparelhos elétricos? Explique. no SI medimos carga em coulombs. Há aplicações médicas como por exemplo em tratamentos fisioterápicos e em ressuscitação cardíaca (desfibrilação) com o uso do desfibrilador. A resistência de um corpo depende do material do qual ele é constituído bem como de suas dimensões.1 x 10 18 . na construção de chuveiros ou aquecedores elétricos.6 x 10 -19 ) ou x = 0. 14) Qual o efeito fisiológico da corrente elétrica no corpo humano? Há alguma aplicação médica desse efeito? O choque que é a contração involuntária dos músculos causados pela passagem de corrente elétrica.880C 9) Por um fio condutor passam 30C de carga em 2 minutos.25 C a cada segundo ou 0.6 x 10 -19 C x elétrons . É útil. por exemplo.5 C/s. Devemos lembrar que 500mA = 0.5 A ou 0.10) Quantos elétrons atravessam uma secção transversal reta de um fio condutor que é percorrido por 500 mA? Considere a carga de um elétron igual a 1. .5 C x = (0.A indicação refere-se à carga máxima da bateria. Por uma regra de três temos: 1 elétron . 13)Como uma lâmpada incandescente produz luz? Por efeito joule o filamento é aquecido até uma temperatura na qual passa a brilhar produzindo luz.6 C = 2.25 A.5 C de carga. É o nome dado à transformação de energia elétrica em energia térmica devido à passagem de corrente elétrica através de um corpo.0.1. Isso fará com que a bússola se alinhe a esse campo magnético modificado e nos forneça uma leitura não confiável.31 x 10 19 elétrons A quantidade de elétrons por segundo é portando de aproximadamente 3. Por uma regra de três obtemos que passam 0.5) / (1. Que intensidade de corrente elétrica média isso representa? Se passam 30C em 2 minutos e 1 A = 1 C/s temos que passam 30 C em 120 segundos.

8 x 10 J 3. Nesse caso e tipo de associação a intensidade de corrente é diferente em todas as lâmpadas mas a tensão éa mesma. Se uma delas queimar as demais irão continuar funcionando porque continuam sendo percorridas por corrente elétrica.000.600 J 8 180. Quando tais lâmpadas são associadas em série a uma tensão total de 127V como se dá o brilho de cada uma? E como se comportam as outras se uma delas queimar? Apresentam brilhos diferentes sendo que a de menor potência brilhará mais e a de maior potência brilhará menos. que é a quantidade de energia (em joules por segundo) que a lâmpada transforma quando funcionando na tensão nominal correta. As intensidades das correntes i1 e i2 são respectivamente iguais a: a) 5 A e 8 A b) 5 A e 10 A c) 13 A e 10 A d) 3 A e 2 A e) 11 A e 10 A LETRA C .000 x 3. 20) Qual o valor equivalente em joules do consumo de 50 kWh indicado numa fatura mensal da companhia de energia elétrica? 3 50 k W h = (50) (10 ) (J/s) (3600s) 50.000 J ou 180 MJ ou ainda 1.16) Qual o significado da indicação 127V – 60W rotulados numa lâmpada incandescente? 127 V – indicação a tensão nominal na qual a lâmpada deve ser ligada. 19)Como é a associação de lâmpadas numa instalação elétrica residencial convencional? É uma associação em paralelo pois todas as lâmpadas são submetidas à mesma tensão (127V) e a queima de uma delas não afetas as outras. 17)Considere 3 lâmpadas incandescentes de 127V e potências 40W. 18)Considere as mesmas 3 lâmpadas do problema anterior. 60W – indica a potência da lâmpada. Se uma delas queimar as demais irão parar de funcionar porque deixarão de ser percorridas por corrente elétrica. 60W e 100W. N1 e N2. Quando tais lâmpadas são associadas em paralelo a uma tensão de 127V como se dá o brilho de cada uma? E como se comportam as outras se uma delas queimar? Apresentam brilhos diferentes sendo que a de maior potência brilhará mais e a de menor potência brilhará menos. Nesse caso e tipo de associação a intensidade de corrente é a mesma em todas as lâmpadas mas a tensão é diferente. respectivamente. (FUVEST) No trecho de circuito esquematizado na figura têm-se dois nós.

0 A.0. e na posição “linho”.5 b) 0. a corrente elétrica é de 5. de 8.6. A razão existente entre a resistência na posição algodão (Ra) e na posição linho.3 d) 1. vale: a) 0. (Rl). Ra/Rl.5 LETRA D . Quando ligado numa tomada de ddp 110 V e na posição “algodão”. através de um termostato que está acoplado a um resistor de resistência elétrica variável.8 c) 1. (UERJ) Um ferro elétrico pode ser regulado para passar diferentes tipos de tecido.6 e) 8.