P. 1
TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE KEFIR

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE KEFIR

5.0

|Views: 6.409|Likes:
Publicado porClaudia
TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE KEFIR DE ÁGUA E DE LEITE

Origem do Kefir, Benefícios, Como cuidar, armazenar. Tudo que você sempre quis saber sobre Kefir em português (brasileiro).

Kefir é uma colônia de microrganismos simbióticos imersa em uma matriz composta de polissacarídeos e proteínas. Originário do Cáucaso é formado por lactobacilos e leveduras aptos a fermentar diversos substratos – sendo o leite (caprino ou bovino), historicamente, o mais comum deles.
TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE KEFIR DE ÁGUA E DE LEITE

Origem do Kefir, Benefícios, Como cuidar, armazenar. Tudo que você sempre quis saber sobre Kefir em português (brasileiro).

Kefir é uma colônia de microrganismos simbióticos imersa em uma matriz composta de polissacarídeos e proteínas. Originário do Cáucaso é formado por lactobacilos e leveduras aptos a fermentar diversos substratos – sendo o leite (caprino ou bovino), historicamente, o mais comum deles.

More info:

Published by: Claudia on May 29, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF or read online from Scribd
See more
See less

09/29/2015

pdf

TUDO QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE KEFIR

Kefir é uma colônia de microrganismos simbióticos imersa em uma matriz composta de polissacarídeos e proteínas. Originário do Cáucaso é formado por lactobacilos e leveduras aptos a fermentar diversos substratos – sendo o leite (caprino ou bovino), historicamente, o mais comum deles.

KEFIR

HISTÓRIA E INFORMAÇÕES RELACIONADAS ....................................................................... 7 KEFIR TRADICIONAL DOS CÁUCASOS .................................................................................... 7 GRÃOS DE KEFIR... UM PRESENTE DE ALÁ (DEUS)! ........................................................... 7 KEFIR – O TESOURO PROBIÓTICO .......................................................................................... 8 CARACTERÍSTICAS ...................................................................................................................... 9 COMPOSIÇÃO DOS GRÃOS DE KEFIR DE LEITE ................................................................ 10 UTENSÍLIOS ............................................................................................................................... 10
Objetos de Metal e Grãos de Kefir (Assunto para Controvérsia?) .................................................................. 10 Bolsa para os Grãos ....................................................................................................................................... 11

ARMAZENAR KEFIR E REDUZIR LACTOSE ......................................................................... 11
Fermentação Secundária ............................................................................................................................... 12 Método.......................................................................................................................................................... 12

BENEFÍCIOS DO USO DO KEFIR............................................................................................. 13
Diferença dos Benefícios................................................................................................................................ 15

CICLO DE CRESCIMENTO DOS GRÃOS DE KEFIR .............................................................. 16 ADAPTAR GRÃOS DE LEITE PARA A ÁGUA E VICE-VERSA............................................. 20
Adaptando Grãos de Leite para a Água .......................................................................................................... 20 Adaptando Grãos de Água para Leite............................................................................................................. 20

HIGIENE E CUIDADOS - PORQUE NÃO LAVAR OS GRÃOS............................................... 21
Em que Situações Pode se Lavar os Grãos ...................................................................................................... 22

JEJUAR OS GRÃOS ..................................................................................................................... 22
Uma alternativa para não lavar os grãos de kefir ........................................................................................... 22

DICAS SOBRE O KEFIR............................................................................................................. 23 KEFIRAN ..................................................................................................................................... 23 KEFIRARIDE............................................................................................................................... 24 KEFIR NÃO LÁCTEO E KEFIR DE ÁGUA ........................................................................... 24
Adaptando grãos de kefir de leite a um meio de água com açúcar mascavo .................................................. 25 Adaptando grãos de água para o leite ........................................................................................................... 25 O índice de álcool do kefir da água versus o kefir de leite.............................................................................. 26

2

DANDO UMA PAUSA NO KEFIR. DESCANSANDO OS GRÃOS DO KEFIR ....................... 26
Descansando grãos de kefir de água: ............................................................................................................. 27 Descansando grãos de kefir de leite:.............................................................................................................. 27 Se houver uma "babá":............................................................................................................................... 27 Se não houver "babá":................................................................................................................................ 27 Reativando os Grãos de Kefir ......................................................................................................................... 28

MITOS E VERDADE ................................................................................................................... 29 KEFIR DE SUCOS ....................................................................................................................... 30 KEFIR DE SUCO DE UVA .......................................................................................................... 30 COMO FAZER LEITE DE SOJA ................................................................................................. 30 KEFIR DE SOJA .......................................................................................................................... 31 KEFIR DE ERVAS MEDICINAIS ............................................................................................... 32
Chá Probiótico de Ervas ................................................................................................................................. 32 Receita para o Tônico Herbal "Kefir de Erva medicinal" ................................................................................. 32 Dicas e variações............................................................................................................................................ 34 Dicas para cozinhar e fazer chá ...................................................................................................................... 34

COALHADA SECA, CREAM CHEESE E CHANCLICH ............................................................ 34
Ingredientes e Utensílios ............................................................................................................................... 34 Coalhada Seca: ........................................................................................................................................... 35 Chanclich: .................................................................................................................................................. 35

PARA OS NOVATOS EM KEFIR............................................................................................... 35 RECEITAS COM KEFIR, CREAM-CHEESE OU KEFIRARIDE .............................................. 38
Pão de Queijo ................................................................................................................................................ 39 Coquetel de Camarão .................................................................................................................................... 39 Kefir a Grega (prato frio)................................................................................................................................ 40 Kefir Cremoso ................................................................................................................................................ 40 Kefir Mascarpone .......................................................................................................................................... 41 Maionese....................................................................................................................................................... 42 Margarina Probiótica ..................................................................................................................................... 42 Queijo de Kefir com Ervas .............................................................................................................................. 42 Queijo de Kefir com Queijo Industrializado.................................................................................................... 43 Sopa Fria de Kefir ........................................................................................................................................... 43 Sopa Fria de kefir ........................................................................................................................................... 44 Salada Natalina .............................................................................................................................................. 44 Tzatziki - Salada Grega ................................................................................................................................... 45 Salada de Atum.............................................................................................................................................. 45 Mousse de Camarão ...................................................................................................................................... 46 Mousse de Peixe ............................................................................................................................................ 47 Salada Morna de Conchiglione....................................................................................................................... 48 Salada da Fazenda ......................................................................................................................................... 49 Bolo Salgado de Kefir ..................................................................................................................................... 49 Pãezinhos de Kefir de Leite ............................................................................................................................ 50 Pão de Linho caseiro com Kefir ...................................................................................................................... 51 Pão de Soda Irlandês ..................................................................................................................................... 52

3

Picadinho Especial com Kefir ......................................................................................................................... 53 Panquecas ..................................................................................................................................................... 53 Massa com molho de kefir e curry ................................................................................................................. 54 Recheio de Camarão (não leva kefir) ............................................................................................................. 55 Recheio de Frango ......................................................................................................................................... 55 Recheio de Carne ........................................................................................................................................... 56 Requeijão de Kefir de Leite ............................................................................................................................ 56 Suflê de Espinafre .......................................................................................................................................... 57 Torta de Kefir - Massa .................................................................................................................................... 57 Esfiha ............................................................................................................................................................. 58 Biscoitos Secos para Cães e Gatos .................................................................................................................. 59 Rocambole de Arroz e Kefir ........................................................................................................................... 60 Espetinho de Frango e Kefir ........................................................................................................................... 61 Queijo Branco ................................................................................................................................................ 61 Frango com Caril (Curry) ................................................................................................................................ 62 Torta Light de Atum ....................................................................................................................................... 63 Pizza .............................................................................................................................................................. 63

RECEITAS DE PRATOS DOCES COM CREAM-CHEESE, KEFIR OU KEFIRARIDE ......... 65
Borboleta....................................................................................................................................................... 65 Borboleta de água ......................................................................................................................................... 66 Chantili .......................................................................................................................................................... 66 Mousse de Morango Real .............................................................................................................................. 66 Petit Suisse de Kefir ....................................................................................................................................... 67 Pudim de Uva ................................................................................................................................................ 67 Queijo de Kefir com Fruta .............................................................................................................................. 68 Vitamina de Kefir de Fruta ............................................................................................................................. 69 Yakult ............................................................................................................................................................ 69 Espuma de Laranja e Kefir.............................................................................................................................. 69 Espuma de Maracujá e Kefir .......................................................................................................................... 70 Gelado de Limão Light com Kefir.................................................................................................................... 71 Gelatina Light ................................................................................................................................................ 71 Pão de Milho ................................................................................................................................................. 72 Pão Doce de Kefir de Leite ............................................................................................................................. 72 Pudim de Kefir de Leite .................................................................................................................................. 73 Pudim de Arroz Integral ................................................................................................................................. 74 Bolo de Maçã e kefir ...................................................................................................................................... 74

RECEITAS DE POMADAS, CREMES, LOÇÕES E SABONETES FEITOS COM KEFIR OU GRÃOS ......................................................................................................................................... 77
Gel para cabelos ou rosto .............................................................................................................................. 77 Sabonete de kefir........................................................................................................................................... 78 Sabonete líquido de kefir ............................................................................................................................... 78 Loção para o Corpo ........................................................................................................................................ 79 Pomada com óleo de amêndoas doces .......................................................................................................... 79 Pomada com óleo de Rosa Mosqueta ............................................................................................................ 79 Pomada com óleo de Uva .............................................................................................................................. 80

4

Máscara facial purificadora, clareadora e hidratante ..................................................................................... 80 Essências e suas propriedades curativas ..................................................................................................... 81

FAQ: PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O KEFIR ............................................................ 82
1) 2) 3) 4) 5) 6) 7) 8) Qual é o tempo de fermentação correto?.............................................................................................. 82 Recebi os grãos de kefir e agora o que fazer?Quanto tomar inicialmente?............................................ 82 Até quanto posso encher o vasilhame da fermentação? ....................................................................... 83 Como eu sei quando meu kefir de leite está pronto? ............................................................................ 83 Eu preciso coar ou remover todo o kefir antes de adicionar leite fresco? .............................................. 83 Qual a taxa de crescimento dos grãos de kefir? ..................................................................................... 83 Quanto leite eu adiciono aos grãos?...................................................................................................... 83 Qual é o melhor modo para aumentar o leite ou a produção de kefir?.................................................. 84

9) Por que é tão difícil coar meu kefir? ...................................................................................................... 84 10) Qual a temperatura ideal para fermentar meu kefir? ........................................................................ 84 11) Devo apertar ou espremer os grãos quando for coá-los? .................................................................. 84 12) Eu fiz uma bolsa para fermentação do kefir, mas ela não afunda e os grãos estão Fora do leite. Por quê? Como resolver? ..................................................................................................................................... 85 13) Que tipos de leite eu posso usar fazer kefir? ..................................................................................... 85 14) Devo lavar meus grãos de kefir após coá-los? ................................................................................. 85 15) 16) 17) 18) 19) É correto agitar o kefir durante fermentação? ................................................................................ 85 Por que se formou uma camada amarelada sobre o kefir de leite? ................................................ 86 Por que se formou uma película marrom sobre o kefir de água ? ...................................................... 86 Por que meu kefir de leite fica tão azedo ou ácido?......................................................................... 86 Eu preciso esterilizar meus utensílios e ingredientes? ..................................................................... 86

20) O que é kefiraride? É o soro do leite? Ou é a água resultante do Jejum dos Grãos?Como posso usá-lo? 86 21) 22) 23) 24) 25) 26) 27) 28) Qual a diferença entre kefiraride e kefiran? ................................................................................... 86 Não houve separação de kefiraride no kefir,há algo errado? ......................................................... 87 Por que meu kefir fica viscoso? ....................................................................................................... 87 Já existiu algum caso de problemas de saúde devido a consumir kefir?......................................... 87 Quanto tempo dura o kefir na geladeira num potinho tampado? ................................................... 87 Quem tem diabetes pode consumir kefir?........................................................................................ 87 Quem tem intolerância ao açúcar e lactose como pode usar o kefir? ............................................. 88 Quando eu coo meu kefir, os coalhos aderem aos grãos fazendo parecerem maiores,isto é normal? 88

29) Meus grãos flutuam, o que está ocorrendo? .................................................................................... 88 30) Como os grãos de kefir podem morrer? .......................................................................................... 88 31) Eu preciso parar de fazer kefir porque eu acumulei demais, ou estou saindo de viagem,etc. O que eu faço com meus grãos? .............................................................................................................................. 88 32) 33) 34) 35) 36) 37) 38) Por que o kefir se divide em camadas? ............................................................................................ 88 O que é necessário para fazer um kefir bem carbonatado? ............................................................ 89 Que outras fontes de alimentação,além do açúcar mascavo posso usar para fazer o kefir de água? 89 Por que não usar açúcar branco no preparo do kefir ? .................................................................. 89 Que tipos de suco de frutas podem ou não ser adicionados no kefir de água? ............................... 89 Que tipos de leite de soja eu posso usar para fazer kefir de soja? ................................................... 89 Posso fazer kefir com água de coco verde e com a sua polpa? Gordura de coco e Candidíase. ...... 89

5

39) 40)

O kefir pode agir sobre a Cândida Albicans? ................................................................................. 90 Eu não consigo achar um coador não metálico para coar meu kefir, o que eu posso fazer? .......... 90

41) Não quero usar plásticos ou outros materiais sintéticos para fermentar o kefir. Que outras opções eu tenho?....................................................................................................................................................... 90 42) 43) 44) 45) 46) 47) 48) 49) 50) 52) 53) 54) 55) 56) 57) 58) 59) 60) 61) 62) Como obter Grãos? .......................................................................................................................... 91 Como cuidar dos grãos de água? ..................................................................................................... 91 Como cuidar dos grãos de leite? ...................................................................................................... 91 Como fazer o cream cheese? ............................................................................................................ 91 Fiz cream-cheese (keijo) e ficou muito ácido?O que posso fazer?Quanto tempo dura? ................. 91 Como remeter os grãos para alguém em outra cidade? .................................................................. 91 É possível adaptar os grãos de um meio ao outro (da água para o leite ou vice & versa)?............. 92 Os grãos de kefir de água adaptados para o leite, se multiplicam ou não?alguém já conseguiu? .. 92 Quem tem lupus pode tomar kefir? ................................................................................................. 92 Por que meus grãos de água não se reproduzem? ........................................................................... 93 O kefir engorda? .............................................................................................................................. 93 Como posso auxiliar o kefir no processo de emagrecimento? ......................................................... 93 Qual a quantidade de Kcal contidas no kefir de leite? .................................................................... 93 Qual a quantidade de kcal contidas no kefir de água? .................................................................... 94 Meus grãos de kefir de água estão com pontinhos escuros, o que fazer? ........................................ 94 Quem tem intolerância à lactose pode consumir kefir de leite? ...................................................... 94 Como reduzir o índice alcoólico do kefir de água?.......................................................................... 94 O que são Tibicos? ........................................................................................................................... 94 Kefir e Cogumelo do Sol, são a mesma coisa? ................................................................................. 94 O que é kombuchá? ......................................................................................................................... 95

63) Qual a diferença de benefícios entre as diferentes formas de kefir (água, leite, mais fermentado, menos fermentado)? ..................................................................................................................................... 95 64) 65) 66) 67) Quanto o tempo de fermentação do kefir afeta meu organismo? ................................................... 95 Com que idade uma criança pode começar a tomar o kefir? E em que quantidade?..................... 95 Em quanto tempo obtenho resultados para problemas de intestino?E que quantidades tomar? .. 95 Em quanto tempo obtenho resultado usando kefir para problemas de acne e manchas no rosto? 95

68) Devo tampar hermeticamente o vasilhame de fermentação? Ou não posso vedá-lo para que os grãos possam respirar? ........................................................................................................................................... 96 69) 70) 71) 72) 73) 74) Como fazer sabonetes naturais e loção usando kefir(grãos de água e kefiraride)? ......................... 96 Posso fazer gel para cabelos e pele com o kefir ? ............................................................................ 96 Qual os benefícios do kefir na gravidez? .......................................................................................... 96 Quais os resultados do kefir sobre o Colesterol?E em que quantidades tomar? ............................ 97 O Kefir pode ser usado como tratamento para o herpes labial? ..................................................... 97 Quais os benefícios do kefir para meus animais domésticos? ......................................................... 97

6

História e Informações Relacionadas
Os Grãos de Kefir foram considerados um presente de Alá entre os membros das tribos muçulmanas das Montanhas do Norte do Cáucaso, que, por volta do século XVIII, já conheciam e respeitavam os poderes curativos do leite fermentado por tais joias probióticas. Os Grãos de Kefir eram passados de geração em geração e eram considerados uma fonte de saúde da família e das tribos, que defendiam o processo secreto do Kefir e a arte da cultura da Matriz, com as suas próprias vidas. No início de 1900, dois irmãos de Blandovs que possuíam fábricas de queijo no Norte das Montanhas do Cáucaso, foram contatados pela Sociedade dos Médicos Russos, para obter algum cultura de Kefir. Os irmãos propuseram usar uma mulher jovem bonita de nome Irina Sakharova, a persuadir um príncipe Caucasiano chamado Bek-Mirza Barchorov para doar-lhe um pouco dos Grãos de Kefir. Irina realmente deslumbrou o príncipe com sua beleza, mas ele se recusou a lhe dar quaisquer porções de suas joias probióticas. Porém como também não quisesse perdê-la, ele ordenou que alguns dos seus homens a sequestrassem, quando ela voltava para casa. Contra sua vontade, eles a levaram de volta à corte, onde o príncipe esperava conquistar o seu amor e lhe propôs casamento. Irina recusou, sendo salva posteriormente pelos irmãos Blandovs e, apoiada por eles, apresentou queixa contra o príncipe no tribunal do Czar. O príncipe ofereceu ouro e joias a Irina, como reparação pelos crimes cometidos contra ela, mas ela recusou a oferta. Ao invés disso, ela exigiu, e recebeu joias probióticas (Grãos de Kefir)! Em 1908, Irina Sakharova trouxe o primeiro Kefir para Moscou onde era medicinalmente usado com grande sucesso. À idade de 85, Irina em 1973 recebeu uma carta do Ministro da Indústria de Alimentos da URSS expressando seu reconhecimento e agradecendo sua inestimável contribuição para o povo russo.

Kefir Tradicional dos Cáucasos
Tradicionalmente, nas montanhas do Norte do Cáucaso, os primeiros cultivadores de Kefir utilizavam leite cru de cabra cheio de nata ou leite de vaca. O leite fresco era despejado em bolsas de couro de cabra, com os Grãos de Kefir e, após 24 horas de fermentação, uma amarração no canto da bolsa retinha quase todos os grãos, permitindo que o Kefir fosse separado e consumido. O Kefir resultante era uma bebida espumante, cremosa em textura e consistência, com um conteúdo de álcool de aproximadamente 5% a 1%. Durante o tempo frio, a bolsa de couro era colocada ao sol durante o dia, e próxima a uma lareira a noite durante a fermentação. Também era costume pendurar estas bolsas próximas a porta de modo que as visitas dariam um golpe gentil à bolsa quando eles passassem por ela. Às vezes, este Kefir era submetido a uma fermentação secundária, sem os Grãos, em um barril de madeira, às vezes com a adição de leite fresco. O barril era então hermeticamente fechado e ficava fermentando por um, três ou mais dias. O resultado era uma bebida até mais carbonatada, com um conteúdo de álcool ligeiramente mais alto (2 a 3%). Possivelmente esta atitude era executada como um ritual religioso. Maturação. O kefir líquido era regularmente submetido a uma fermentação secundária. Uma mistura do kefir recém-coado, leite fresco e ocasionalmente, com a raiz da Neve Rosa (Rhododendron caucasicum) era derramada em tambores de madeira, ou em cântaros de argila. O recipiente escolhido era hermeticamente fechado e o conteúdo fermentado por alguns dias, forçando uma fermentação secundária. Este processo produzia uma bebida altamente carbonatada, com um índice de álcool mais elevado do que o da fermentação pré-secundária. Esta forma de kefir tem uma excelente qualidade de conservação, com um aumento substancial do grupo específico de Vit. B. O ácido fólico pode aumentar ao menos 116% após o segundo dia de fermentação secundária. Com isto, o kefir em amadurecimento é apreciado enquanto evolui para a maturação.

Grãos de Kefir... Um Presente de Alá (Deus)!
Ao pesquisar produtos de culturas em geral, incluindo o kefir no início dos anos 80s, eu cheguei, a um resumo interessante [não sou capaz de localizar o material fonte original], que explicou as muitas

7

tentativas mal sucedidas dos microbiologistas de propagar espontaneamente grãos de kefir real a partir de grãos não existentes. Estas experiências foram executadas tentando cultivar misturas de culturas iniciais puras, preparadas sob condições de laboratório dos organismos isolados dos grãos de kefir. Após falhar em propagar grãos de kefir das culturas puras, os microbiologistas voltaram-se para os caucasianos, perguntando-lhes como adquiriram ou propagaram seus grãos originais de kefir. Os caucasianos responderam simplesmente com algo como... "Eram um presente de Alá, há 1.000 anos”... O que eu pensei ser uma resposta completamente apropriada. Poderiam os grãos de kefir ser o Maná?... Caído no leite? Maná: Uma substância branca doce que caiu espontaneamente dos céus para alimentar os Israelitas famintos, quando Moisés conduziu seus povos à terra prometida do "leite e mel". Maná significa, "O Que é Ele?" [Êxodus 16:31]. Com isto, pode-se concluir que literalmente, grãos do kefir é certamente maná; ao menos devido a sua natureza misteriosa e de sua existência e da forma como se propagam. E o fato que do termo maná virtualmente significar "mistério do desconhecido" Conta-se que as tribos ortodoxas das Montanhas do Cáucaso Norte, onde foram presenteados com os grãos de kefir pelo Profeta Maomé, enquanto viajava através daquela região, há aproximadamente 1400 anos. Conta-se também que aquelas pessoas consideravam os grãos de kefir como Os grãos do Profeta Maomé e o produto de sua cultura, kefir, a bebida do profeta. Com isto, uma pergunta simples e lógica vem à mente.Como ou onde o profeta Maomé adquiriu seus Grãos de Kefir? (Abençoe e Mantenha Sua Alma é só o que eu pediria ao criador divino da vida, abençoar toda a alma, na terra ou em qualquer outro lugar) Até a presente data, não se compreende como a estrutura da bio-matriz é criada, ou de fato, que micro-organismos específicos são responsáveis pelo processo de construção. Este mistério parece ainda remanescer com os grãos de kefir. Quando o segredo atrás da inteligência de como o micro/macro sistema auto-organizado da biomatriz for compreendido, poderá ajudar-nos a compreender não somente este sistema biológico em particular, mas também ajudar a trazer uma compreensão melhor de determinadas doenças, como os tumores, carcinomas e as doenças que podem envolver o microbial etiológico [infecções por exemplo], no mínimo. Além disso, não apenas para este reino [a disciplina médica], mas poderia também abrir portas em outras áreas. Por exemplo, descobrindo métodos novos de produzir compostos originais orgânico/inorgânico, controlando o desperdício biológico, e ajudando a controlar algumas formas de poluição. Por exemplo, um sistema microbiótico auto-organizado que pode reter o derramamento do óleo cru de forma mais segura utilizando o óleo cru para dar forma a uma massa flutuante pelos micróbios específicos, que podem com segurança digerir o derramamento em uma área localmente mais definida. Existe uma alta probabilidade de que, compreendendo o mecanismo pelo qual os micróbios criam uma bio-matriz, tal como os grãos de kefir, um sistema através do qual o uso dos micróbios e ou dos vírus pode ser executado em nanotecnologia por exemplo, para produzir componentes eletrônicos menores e mais eficientes tais como as unidades centrais do processador [CPUs] para computadores do futuro.

Kefir – O Tesouro Probiótico
Kefir possui uma consistência cremosa espessa uniforme, um leve gosto ácido que refresca e um aroma moderado de levedura fresca (como cerveja). Kefir também tem uma efervescência natural de gosto “carbonatado”. Há cerca de 40 combinações aromáticas o que contribui para seu sabor inigualável e odor agradável e único de Kefir. Arredondando, Kefir pode conter entre 0.08 a 2% álcool. Normalmente, entre 0.08 a 0.5% são valores realistas para o kefir de 24h de fermentação. O autêntico kefir tradicional somente pode ser preparado pela fermentação do leite fresco com Grãos do Kefir. Os grãos de kefir não devem ser confundidos com outros grãos de cereais, ou seja, o uso da

8

palavra "grãos" é uma metáfora. Os grãos do kefir, ou os grânulos de kefir se você desejar, são, de fato um acionador de partida natural ou uma cultura mãe natural. A bio-estrutura do grão (que eu entendo como uma bio-matriz), é criada com os esforços de um relacionamento simbiótico, compartilhado entre uma vasta mistura de bactérias amigáveis específicas do ácido lático e de fermentos. Os grãos são uma massa biológica branca macia, gelatinosa (biomassa), compreendida por proteína, lipídios (gorduras) e um complexo polissacarídeo solúvel: o Kefiran. Os micróbios e os fermentos não somente criam a estrutura da bio-matriz, mas são abrigados por ela, estendendo-se pela superfície (interior e exterior), ou encapsulados dentro da bio-matriz (o domicílio do micróbio amigável). Hoje, o autêntico kefir tradicional (kefir real) é facilmente preparado em casa. O leite fresco cru, pausterizado ou não, desnatado, semi-desnatado ou integral, é colocado em um recipiente apropriado, limpo, com os grãos de kefir. O conteúdo é deixado à temperatura ambiente por aproximadamente 24 horas. O leite fermentado é coado para separar e recuperar os grãos de kefir do kefir líquido. Os grãos são adicionados a mais leite fresco, e o processo é simplesmente repetido. Este processo simples pode ser executado indefinidamente... Grãos de kefir são para sempre. O kefir líquido, coado, pode ser consumido fresco, refrigerado para ser consumido posteriormente, ou amadurecido em temperatura ambiente por alguns dias, antes de consumir. O processo de amadurecimento é útil para os indivíduos que desejam eliminar o lactose em seu kefir. Conheça este procedimento simples. Como culturas ativas de grãos de kefir cultivadas no leite fresco, os grãos aumentam seu volume. Eventualmente, uma parcela dos grãos é removida para prevenir a superpopulação. Este processo ajuda também a manter uma relação constante entre grãos e leite. Outra vantagem é um kefir produzido com aparência e consistência constantes, preparado em bases contínuas. Tradicionalmente, os grãos de kefir em excesso podem ser comidos (o que é bastante recomendado), desidratados e armazenados como uma fonte alternativa, compartilhadas entre membros da família, amigos e até desconhecidos. À exceção da refrigeração, a cultura-arte do kefir foi executada como explicado acima, durante muitos séculos pelos povos das montanhas do norte do Cáucaso. Nomes alternativos para os grãos de kefir baseados em leite: Cogumelos Tibetanos, Plantas de Iogurte, Cogumelos do Iogurte, Fungo do Iogurte, Lótus de Neve, Kin-oko ou Tane-oko (Japão) ou Tibetanischer Pilz (Alemanha).

Características
O metabolismo da colônia de micro-organismos consome a lactose e a reduz a caseína, albumina e outras proteínas aos aminoácidos que as constituem, além de sintetizar ácido láctico, a lactase e outras enzimas que ajudam a digerir a lactose restante depois da bebida ingerida. Ainda modificam os sais de cálcio para formas mais facilmente absorvidas pelo organismo humano. O preparado pode ser feito com leite de vaca, cabra, ovelha, búfala, égua e até de camelo. Diferentemente do iogurte que é fermentado apenas por lactobacilos, o kefir exige temperaturas mais baixas e é fermentado por trinta e sete tipos diferentes de micro-organismos em sua colônia, incluindo as leveduras (utilizadas na preparação de diversos produtos, dentre eles: pão, cerveja, vinagre, queijo, vinho, chucrute etc.). O Kefir é o produto cuja fermentação se realiza com cultivos acido lácticos elaborados com grãos de Kefir, Lactobacillus kefir, espécies dos gêneros Leuconostoc, Lactococcus e Acetobacter com produção de ácido láctico, etanol e dióxido de carbono. Os grãos de Kefir são constituídos por

9

leveduras fermentadoras de lactose (Kluyveromyces marxianus) e leveduras não fermentadoras de lactose (Saccharomyces omnisporus, Saccharomyces cerevisiae e Saccharomyces exiguus), Lactobacillus casei, Bifidobaterium sp e Streptococcus salivarius subsp thermophilus. Os grãos de Kefir multiplicam-se conforme vão sendo cultivados, quanto maior a temperatura mais ativos ficam e por conseguinte aumentam mais rapidamente o seu tamanho, por causa disso, são tradicionalmente doados e as orientações para seu cultivo são passadas oralmente. Para fazê-la é bastante simples, podendo ser misturada a frutas, mel e cereais e utilizada no preparo das receitas que tradicionalmente levam leite ou iogurte. Deve-se utilizar no seu manuseio, instrumentos não metálicos, dada a possível reação do ácido da fermentação com os metais, mantendo-o em locais com pouca luz e de temperaturas exteriores o mais constantes possível - 15.°C até 40.°C - quanto maior a temperatura mais rápida será a fermentação, abaixo dos 10.°C o kefir entra em estado de hibernação, por isso se quiser fazer um período sem utilizá-lo, guarde-o num frigorífico.

Composição dos Grãos de Kefir de Leite
Grãos de kefir de Leite examinados sob um microscópio, apresentaram um complexo proteico/polissacarídeo/lipídico, consistindo principalmente em proteína insolúvel e em mucopolissacarídeos neutros. A composição percentual de grãos secos congelados, com um índice de umidade de 3,5 % foi: Gordura: 4,4% Cinza: 12,1% Mucopolissacarídeos: 45,7% Proteína total: 34,3% o Proteína insolúvel: 27,0% o Proteína solúvel: 1,6% o Aminoácidos livres: 5,6% Uma pequena percentagem de substâncias desconhecidas Ferro amorfo e cristalino foi observado na maior parte na superfície do grão. Cristais de 1-5 micrômetros foram observados também no interior do grão. A forma em que o microflora é distribuída sobre a superfície dos grãos, confirma o conceito que os grãos de kefir não devem ser enxaguados com água entre as trocas de leite durante o cultivo.

Utensílios
Objetos de Metal e Grãos de Kefir (Assunto para Controvérsia?)
Diz-se que os grãos de kefir não devem ter contato com objetos do metal. Isto tem algumas razões. Os grãos de kefir são ácidos por natureza, e reagem com determinados metais, por exemplo, alumínio [pode ser difícil diferir alumínio de aço inoxidável]. Em longo prazo, expõe-se ou ingere-se pequenas quantidades de íons metálicos, que se acumulam no corpo. Também, sob determinadas circunstâncias, os objetos do metal podem reagir com os ácidos para produzir uma corrente elétrica. Este é o mesmo princípio que faz com que a bateria de um carro produza eletricidade, isto é, as placas do metal submersas em uma solução acidada eletricidade isto é submersas em uma solução ácida. Neste caso com grãos de kefir, os elétrons que passam através do microflora, devido à baixa corrente elétrica, "podem" interferir com a respiração de determinados micróbios. Por exemplo, isto pode interferir no sistema do transporte do elétron [ETS] nas mitocôndrias das bactérias aeróbicas dos grãos de kefir.

10

Perceba, por favor que eu não estou sugerindo que este é o caso, mas somente um possibilidade. Mais pesquisas são necessárias para validar ou refutar estas teses pessoais. Você já colocou um garfo ou colher de metal em sua boca, apenas para sentir uma fraca corrente elétrica [um gosto metálico]? Esta corrente elétrica é produzida também ao colocar grãos de kefir em uma peneira ou um recipiente do metal. Eu medi quantidades pequenas de corrente elétrica colocando o kefir em recipientes metálicos. 1 litro de kefir colocado em uma bacia do aço inoxidável produziu 150 Mv @ 30 microampêres. De fato, os grãos de kefir produziram mesmo uma corrente elétrica maior, colocando grãos de kefir em uma peneira de metal. Neste caso, 100 mg dos grãos de kefir em uma peneira grande de aço inoxidável, produziram 250 Mv @ 50 microampères! Sob estas circunstâncias, esta corrente elétrica que está sendo produzida pode alterar o balanceamento do microflora da grão de kefir. Para não mencionar os efeitos da eletrólise, que pode ajudar em atrair íons metálicos dos objetos no kefir. Estes elementos metálicos podem ser ingeridos e acumulados no corpo de ao longo do tempo. Outro ponto a mencionar; Eu observei que a malha de metal das peneiras pode cortar a delicada superfície dos grãos, causando danos físicos desnecessários. Você quer mais argumentos? Façamos como manda a tradição: durante os séculos que o kefir foi preparado na região do Cáucaso, os grãos de kefir não eram expostas a filtros de metal ou objetos metálicos. Eu não tenho nenhuma evidência de que o uso de objetos metálicos, realmente danificarão ou interferirão com o microflora de grãos de kefir. Eu usei peneiras de aço inoxidável para coar alguns lotes de grãos de kefir por meses a fio, e não havia nenhuma evidência que os grãos ou sua microflora foram danificados ou danificados. Uma pesquisa recente, não publicada, revelou que cultivando grãos de kefir em determinados recipientes do metal, teve o efeito de aumentar a taxa de crescimento daqueles grãos específicos de kefir, sobre outros grãos em um grupo de controle. Nestes recipientes da pesquisa, bronze e alumínio foram usados [incluindo plástico] como vasilhames de fermentação. Esta pesquisa não concluiu se cultivar em recipientes metálicos ou não, afetaria os grãos de kefir. Observe que estes testes foram executados para a finalidade experimental! É estritamente inseguro usar recipientes de bronze, alumínio, cobre, prata, zinco ou ferro para cultivar o kefir ou para armazenar o kefir para o consumo! As indicações acima são meus pontos de vista pessoais, expressados aqui principalmente para o debate, porque há muitas perguntas não respondidas a respeito de tais matérias.

Bolsa para os Grãos
O uso deste simples recurso, facilita o processo de fermentação de preparo do kefir, eliminando a fase de coar, embora ainda seja melhor cultivar o kefir pelo método normal. Para cultivar kefir não lácteo, pode-se usar gaze de linho ou de algodão, enquanto para o kefir de leite o melhor é usar um material que possua a trama mais aberta (Cânhamo, por exemplo), para evitar que a coalhada do leite obstrua as aberturas da malha. Faça uma bolsinha do tecido, coloque os grãos dentro e amarre a abertura do saquinho. Ou ainda, corte nele um círculo com diâmetro aproximado de 11 a 14 cm e posicione os grãos no centro, amarrando em seguida as extremidades, como uma trouxinha. Certifique-se de que a bolsinha ou trouxinha não está apertada para que os grãos possam crescer e também para que possam estar em contato com o meio em que estiverem fermentando (água ou leite). Certifique-se lavar bem todas as fibras naturais antes de preparar uma bolsinha. Para usar a bolsinha, coloque-a no leite (ou outro meio a fermentar), siga o procedimento normal e, ao final do período de fermentação, retire a bolsinha, substitua o kefir por mais leite fresco e recoloque a bolsinha.

Armazenar Kefir e Reduzir Lactose
Kefir tem qualidades de armazenamento inigualáveis

11

Se os níveis de lactose não forem uma preocupação, e a pessoa deseja um kefir mais doce e suave, com menos acidez, então se pode consumir o kefir recém coado. Porém, se a pessoa precisa armazenar o seu kefir para consumo posterior ou deseja deixá-lo "maturar" para reduzir os níveis de lactose, pode armazená-lo no refrigerador em um recipiente hermeticamente fechado, por semanas ou até alguns meses. O kefir maturado fica mais ácido, principalmente, devido aos ácidos acético e lático, que são produzidos continuamente mesmo em temperaturas baixas pelas bactérias. Como uma experiência, uma garrafa de dois litros (8 copos) recém coado foi deixada no refrigerador por um ano. No fim deste período, ele ainda estava bom, embora completamente ácido. O índice de álcool era de aproximadamente 2% com um pH de 3 e pareceu ter-se transformado em um Kefiragre (Kefir-vinagre). Numa experiência mais recente, um frasco de vidro de 2 litros com o kefir recém coado manteve-se bom por 10 meses em temperatura ambiente. Neste caso, 2 colheres de azeite de oliva verde extravirgem foram acrescentadas ao kefir, que não ultrapassou 3/4 da capacidade do vidro. O óleo formou uma tampa natural, dando forma a uma camada na superfície do kefir, impedindo que o oxigênio entrasse no kefir (um substituto para uma tampa a prova de ar) e criando também uma barreira protetora natural, impedindo a propagação de fungos.

Fermentação Secundária
O método explicado abaixo reduzirá a maior parte da lactose no kefir, fazendo-o mais favorável para indivíduos com intolerância à lactose ou para os indivíduos que mantêm controlados seu consumo de açúcar ou de carboidratos, por exemplo, diabéticos. Este é o método de não refrigeração. Armazena-se o kefir recém coado em um recipiente selado e deixa-se em temperatura ambiente para amadurecer por alguns dias. Este sistema é idêntico ao que era usado pelos povos originais do Cáucaso, pois não havia geladeiras naquele tempo (daqui a necessidade para o kefir!). Observe que este método produz o kefir muito carbonatado! Então, utilize-o com cuidado e "bom senso" executando uma mistura de todas as suas percepções sensoriais. O kefir recém coado pode ser colocado em um frasco de vidro (ou plástico) limpo, armazenado na temperatura ambiente por até uma semana ou mais em climas frescos, ou por até 3 a 4 dias no calor.

Método
Despeje o kefir fermentado de 12 a 24 horas recém coado num frasco de vidro ou plástico, tomando o cuidado de não enchê-lo mais do que 3/4 de sua capacidade. Feche o frasco com uma tampa apertada Agite o frasco uma ou duas vezes ao dia (para evitar que derrame, certifique-se de que a tampa está presa com firmeza antes de agitar).Libere todo o acúmulo de gás carbônico abrindo a tampa, e em seguida feche-a novamente com firmeza. Pode-se retirar partes do kefir do frasco diariamente, até que todo o kefir esteja consumido. Alternativamente, após ter removido uma parte do kefir, o frasco pode ser reabastecido com kefir recém coado; e então repetido o processo diário por 1 semana. Lave, então o recipiente com água quente e detergente e reinicie o processo.

12

O kefir deve ser agitado 1 - 2 vezes diariamente, para impedir que os fermentos e acetobactérias formem colônias na superfície do kefir. Se não agitado, estas colônias podem ser vistas como uma película ondulada marrom luminosa. Este fenômeno é similar ao que ocorre no processo de fabricação de vinhos, onde esta película é denominada "flores do vinho" (Mycodermia). No caso do kefir, flores do kefir. Embora o desenvolvimento inicial de tais colônias não seja prejudicial, fungos não desejados podem propagar-se nelas; a agitação impede isto, possivelmente devido ao aumento do oxigênio disponível. Devido à fermentação secundária, os processos explicados acima podem produzir um kefir mais ácido e mais efervescente, embora este processo produza um kefir com muito menos acidez quando comparado a um kefir armazenado no refrigerador pelo mesmo tempo. Algumas das vitaminas do grupo B, particularmente o ácido fólico (folacin), aumentarão com o kefir deixado para amadurecer por alguns dias. Após 48 horas, espera-se que o ácido fólico aumente pelo menos 116%, em comparação com o leite fresco original ou o kefir recém coado . Portanto, o kefir maturado é o mais aconselhável durante a gravidez.

Benefícios do Uso do Kefir
Embora o uso continuado do kefir proporcione inquestionáveis benefícios ao organismo, deve-se levar em conta que não se trata de nenhuma panaceia e, em caso de qualquer doença diagnosticada, o médico deve ser procurado e consultado quanto à conveniência de se aliar o uso do kefir ao tratamento. É um produto facilmente digestível, e é uma boa fonte de proteína e de cálcio. O kefir pode consequentemente ser incluído como parte da sua dieta diária. A purificação orgânica que promove auxilia a obtenção de um eco sistema interno perfeito para a saúde e para a longevidade. Para bebes a sua colaboração no desenvolvimento de um aparelho digestivo saudável é vital. Kefir é rico em vitamina B12, B1 e vitamina K. É uma fonte excelente de biotina, a vitamina B que aumenta a assimilação das outras vitaminas do complexo B.Os grãos de kefir têm propriedades antitumorais, antibacterianas e antifúngicas. Estas propriedades abrangentes podem explicar a razão para o uso do kefir no numeroso relato de curas das doenças. O trabalho experimental realizado no Japão com cobaias mostrou que o consumo do kefir pode proteger o corpo de encontro a um desafio do câncer. Se o kefir for consumido antes da exposição ao câncer, a incidência dos animais que desenvolvem o câncer é reduzida. Se o uso se mantiver após a exposição ao câncer o crescimento e a velocidade do crescimento do câncer estão reduzidos. O kefir tem sido usado no tratamento de pacientes que sofrem de AIDS pois aumenta a imunidade em grande escala e ainda atua como elemento desintoxicador da enorme carga de medicamentos a que o doente se vê submetido. Promove uma absorção orgânica muito maior de sais minerais e vitaminas, principalmente a vitamina B12, ajudando nos problemas de desnutrição. Auxilia a absorção de proteínas. Seu uso continuado produz muito bons efeitos em convalescença após graves doenças. Quando se têm afecções crônicas, deve-se beber kefir, pela manhã, ao meio dia e pela noite, ½ litro cada vez. Digestivo, não produz intolerância ou efeitos colaterais. Em doenças graves e prolongadas deve ser tomado abundantemente três vezes ao dia meio litro por vez. O kefir tem efeito comprovado no auxílio do tratamento de: Distúrbios nervosos: ansiedade, insônia, síndrome de fadiga crônica;

13

Catarros bronquiais e outros problemas respiratórios; Alergias; Escleroses; Reumatismo e L.E.R.; Tumores; Problemas cardiovasculares (infarto e arteriosclerose); Problemas de vesícula; Disfunções hepáticas; Problemas renais e icterícia; Doenças do estômago: gastrite, úlceras pépticas e duodenais, regulariza a digestão; Problemas intestinais: diarreias, intestino preguiçoso ou preso, hemorroidas. O kefir previne putrefação intestinal causada por depósito nos intestinos e contribui para depuração do organismo e restaura rapidamente a micro flora intestinal, o que é ótimo para quem se submeteu a longos tratamentos com antibióticos. O kefir de água, após 12 horas de fermentação produz efeito laxativo no intestino e o de 40 horas de fermentação prende o intestino; Problemas de sangue: anemia, leucemia; Problemas de pele: dermatites, eczemas, lúpus, cândida, psoríase, herpes; Males do Século: irradiações, exposições a monitores de vídeo, na desintoxicação de poluentes tóxicos; Excesso de peso: atuando como um enzimático poderoso, acentua amplamente o anabolismo, ou seja a assimilação de nutrientes e por provocar um equilíbrio geral do organismo, provoca uma sensação agradável de saciedade, que reduz o hábito de comer por compulsão, depressão ou ansiedade. Também já está provado que as melhores dietas são aquelas em que a pessoa se alimenta várias vezes durante o dia, em pequenas quantidades. O kefir, especialmente o de leite, pode ser usado nestes pequenos "lanchinhos", substituindo outros alimentos mais calóricos, mesmo quando batido com frutas e cereais, desde que se evite o uso de açúcar ou mel. Porém, a associação simultânea de kefir com jejum não é recomendada e para os que gostam de jejuar o uso nos dias de jejum pode ser suspenso. Se alimentar só de kefir é uma atitude errada e contra indicada. Para ampliar os benefícios do kefir, deve-se adotar os rituais tradicionais das montanhas do Cáucaso por inteiro ingerindo, além do kefir recém coado, também os grãos excedentes do kefir e o kefir maturado com ervas. A maioria das pesquisas que analisaram os efeitos do kefir, foi executada com os grãos ou o polissacarídeo Kefiran. O interesse inicial no kefir surgiu quando o famoso cientista russo, professor Mechinkov, soube da alta longevidade dos povos caucasianos e creditou-a aos efeitos do consumo regular do kefir e não se pode negligenciar que eles ingeriam grãos do kefir regularmente. O kefir maturado por um ou dois dias, a um a temperatura de 12º e 22º C, o ácido fólico deve aumentar uns 117% e possivelmente 125% quando comparado ao leite fresco original. Há outras vitaminas do complexo B que aumentam, diminuem ou permanecem inalteradas devido à maturação. Outros benefícios da maturação incluem a redução da lactose - desejável para os indivíduos intolerantes a ela-, a redução do nível de carboidratos - para aqueles que devem consumir pouco carboidrato, por razões outras que não o diabetes - e a evolução da microflora, encorajando determinados organismos a se proliferarem, devido a determinadas circunstâncias e a subprodutos de outros organismos específicos. Com isto , o valor benéfico único do kefir amadurecido, é diferente daquele de um kefir recém coado.

14

Os caucasianos amadureciam ou fermentavam o kefir coado por alguns dias antes de consumi-lo. A raiz fresca da Neve Rosa [Thododendrum Caucasicum] um rhododendron nativo à área, era frequentemente adicionada e fermentava com kefir líquido durante a maturação. A raiz da Neve Rosa contém antioxidantes poderosos. Ervas específicas podem ser adicionadas ao kefir líquido, e fermentadas junto para amadurecer. Tais procedimentos podem gerar um kefir específico, para uma condição específica. Como um exemplo, para aliviar a flatulência e ou para fortificar a função gástrica, a alcaravia, a erva-doce, a semente de anis e a canela em casca, podem ser moídas, adicionadas ao kefir fresco e deixadas em maturação por 1 ou 2 dias, em temperatura ambiente. Esta forma kefir pode ser altamente recomendado para a prevenção ou o controle do diabetes devido aos benefícios da canela em casca. Descobriu-se que os produtos do ácido lático eram ineficazes na eliminação da disbacteriose (enterite) provocada por fungos ou proteus. A terapia com antibióticos aliada ao regime probiótico impede o desenvolvimento dos sinais clínicos da disbacteriose.

Diferença dos Benefícios
Apesar dos efeitos probioticos do Kefir e do Iogurte, eles parecem produzir ou induzir os benefícios em mecanismos diferentes, que são restritos e individuais. Não se conhece qualquer pesquisa científica atual referente aos benefícios do kefir de água, muito menos das diferenças entre os benefícios do kefir de leite VS kefir de água. Sob o microscópio, o kefir de água tem atividade fermentativa mais alta que o kefir de leite. A produção de CO2 e álcool confirma isto, ambos são produzidos em proporção maior no kefir de água (dependendo da porcentagem de açúcar e tempo de fermentação). Dependendo do processo de cultura, pode-se determinar o resultado referente aos possíveis benefícios do kefir para consumo. Um kefir de leite fermentado menos tempo produzirá efeitos probióticos distintos aos do kefir mais ácido para um mesmo indivíduo. Alguns acham que o kefir de leite menos ácido tem efeito laxante, enquanto um kefir mais ácido pode produzir constipação para o mesmo indivíduo. Quanto à ação do peristaltismo, foi descoberto que o kefir de leite mais ácido tomado pela manhã, produzirá uma ação mais forte do peristaltismo que um kefir menos ácido. O kefir de água não induz uma ação semelhante. A maioria dos indivíduos que ingeriu kefir de leite pela primeira vez, teve que evacuar pouco depois de ingerir um copo de kefir de leite fresco (comparado à ingestão do kefir acido ingerido varias vezes ao dia). Esta ação não se repete com os indivíduos que ingerem kefir de água pela primeira vez. Ingerir um kefir de leite menos ácido pode aumentar as contagens de certos micro-organismos do trato Gastrointestinal. Um kefir mais ácido pode fornecer outros benefícios, melhorando o funcionamento do fígado e da vesícula biliar ao custo da diminuição dos micro-organismos do trato gastrointestinal. O kefir de leite mais ácido pode ter um efeito diurético suave. Este efeito é compartilhado pelo kefir de água cultivado por 48 horas. Embora o kefir de água tenha a tendência a induzir a passagem da urina dentro de 30 minutos após a ingestão, em alguns casos a frequência pode ser a cada 10 a 30 minutos por algumas horas. Isto pode ser visto como moderado efeito diurético, que pode ser um benéfico para condições específicas tais como o edema. Quanto ao valor nutricional, o kefir de leite tem um valor nutricional mais alto que o kefir de água. Se o kefir de leite é amadurecido à temperatura ambiente (ou no refrigerador) por até 3 dias, o conteúdo de ácido Fólico aumentará mais de 120% em comparação ao leite fresco.

15

Certos indivíduos tiveram suas úlceras gástricas, em estágios iniciais e avançados, curadas com êxito pela ingestão do kefir de leite, mas não há registros de que o kefir de água pode ajudar da mesma forma. Um kefir de água feito com a adição de ervas medicinais deve incluir os benefícios e os efeitos colaterais das ervas usados na preparação da bebida herbácea probiótica. Veja Kefir de Ervas para saber mais. A cultura do produto final pode incluir a propagação de certos micro-organismos, que são nativos à microflora da erva fresca ou seca usada no processo como a Lb. plantarum. O Kefir tem uma microflora vasta, cuja evolução é dependente da duração do processo de fermentação. Um kefir mais suave (fermentado por menos tempo) conterá uma microflora mais rara enquanto o kefir mais ácido, ou mais amadurecido, contêm mais bactérias acido Lácticas tais como Lb. acidophilus e Lb. Brevis são achados em maior proporção no fim da fermentação. Por serem incapazes de tolerar maiores quantidades do ácido láctico (derivado da metabolize da lactose), os Leuconostoc Mestenteroides e outros micro-organismos do inicio da fermentação, diminuem conforme o kefir torna-se mais ácido enquanto os Lb. acidophilus e < i>Lb. Brevis gostam de acidez e por isso toleram condições ácidas. Interferon produzido pelo kefir de leite. Descobriu-se que o kefir de leite induz a secreção de interferon pelas células. O Interferon é uma glicoproteína produzida pelas células em resposta a um ataque viral, tal como a Hepatite, cuja função parece ser desencadeada por mecanismos de defesa das células não infectadas. Acredita-se que o Interferon é eficiente contra doenças virais incluindo algumas formas de câncer. O kefir aumentou a secreção de interferon-beta em um humano com osteosarcoma, tratado com um indutor químico. A substância ativa no kefir foi descoberta como sendo a sphingomielina [SpM]. A SpM do kefir é uma mistura de quatro espécies de SpMs a C21-, C22, C23- e C24. As SpM fermentadas do leite aumentaram a secreção de interferon em 14 vezes, enquanto SpMs de outras fontes aumentaram só 2 -3 vezes.

Ciclo de Crescimento dos Grãos de Kefir
Os grãos de kefir tradicionais do Cáucaso são uma cultura mãe natural fascinante. Os grãos ou a matriz são formados pelo esforço do relacionamento simbiótico entre os componentes da complexa microflora para formar um revestimento liso, composto de proteína, polissacarídeos e lipídios, que cresce de forma irregular, geralmente dando forma a lóbulos múltiplos e de formatos e tamanhos variáveis, os grãos "filhotes". Estes lóbulos têm uma tendência natural a formar bio-estrutura encapsuladas, com uma característica de crescimento distinta para cada grão "filhote", embora estejam ligados por uma seção central para formar um grão mãe. Na aparência, o padrão de crescimento dos grãos "filhotes" compartilha similaridades com o grão matriz. Alguns grãos de kefir compartilham também da similaridade com a estrutura física (morfologia) do cérebro, do pâncreas, e de outros órgãos internos. Após um período de tempo, e possivelmente devido ao estresse externo ou trauma, uma ou mais seções lobulares destacam-se do grão matriz. Estes corpos menores, ou os grãos "filhotes", constituirão grãos matrizes, aumentando no tamanho total. A simples repetição deste ciclo em uma base contínua é a autopropagação. Alguns grãos de kefir podem não verter nenhum grão "filhote" por alguns meses, e em alguns casos por muito mais tempo. Tais grãos podem dar forma a uma biomassa grande ou um grão maciço de kefir, retendo todas as bio-estrutura lobulares. Nesses casos, pode-se remover manualmente as seções, ou os grãos "filhotes", embora o mais provável seja que esses grãos vertam eventualmente todos os grãos "filhotes" em um período de tempo relativamente curto. A maioria dos grãos "filhotes" destacarse-á espontaneamente de um grão matriz dentro de 1 a 2 meses. Este processo ocorre quando o

16

"cordão umbilical" que o mantém unido ao grão matriz começa a se afinar, enfraquecendo até soltarse. E se este processo acontecer a todos os lóbulos unidos em um período relativamente curto, então o grupo específico dos grãos compreenderá numerosos pequenos grãos de kefir. De fato, um grupo dos grãos que consistem em grãos menores pode aumentar seu peso 200% mais eficientemente do que um grupo composto de um grão grande de kefir, ou grãos maiores totais. Isto pode dever-se a uma área de superfície maior dos grãos menores. Ou, possivelmente, os grãos menores produzem e liberam proporções maiores de kefiran no leite, que está livremente disponível para o microflora criar a matriz. Cada grão pode apresentar dispersadas aleatoriamente sobre a superfície exterior: áreas lisas, sequencias de saliências pequenas arredondadas e irregularidades. Embora menos comuns, alguns grãos de kefir podem propagar-se como um revestimento liso irregular. Se as circunstâncias forem favoráveis, após algum tempo, um grão liso geralmente acabará por transformar-se em grãos autoenclausurados. Esta transformação pode levar meses para ocorrer. Os grãos de kefir cultivados no leite de cabra ou de vaca integral cru, na maior parte propagarão em estruturas lobulares lisas e bem arredondadas (com um balão), enquanto os grãos de kefir cultivados com leite pasteurizado e em temperaturas mais frias propagarão com áreas de superfície mais áspera, com muitas saliências minúsculas cobrindo a maior parte da superfície. As mudanças de estação (ou a variação da temperatura) podem também influenciar o formato com que os grãos se propagam. Ou seja, a atividade de crescimento da estrutura é determinada pelo tipo de leite e pela temperatura em que ocorre. Áreas de superfície mais irregulares ou ásperas, apresentam uma atividade mais elevada dos fermentos, enquanto as bactérias predominam em áreas mais lisas. As células das bactérias e, particularmente, os fermentos, parecem dar forma à concentração de grandes superfícies (microcolônias) ao longo das saliências sobre a superfície; os streptococos parecem interagir com outras bactérias, sem dar forma a colônias. Uma pesquisa sugere que a estrutura interna dos grãos apresenta uma predominância dos lactobacilos com poucos fermentos; células não são limitadas por um ou outro mas encapsuladas dentro de um mucopolissacarídeo, provavelmente produzido pelos micro-organismos encapsulados. Uma análise dos grãos um microscópio, mostraram que os fermentos se situam principalmente na borda das cavidades internas, e ocasionalmente ao longo das canaletas periféricas da matriz, enquanto o exterior é ocupado principalmente pelas bactérias. Bactérias filiformes curtas e longas e fermentos formaram colônias separadas tanto no exterior quanto no interior do grão. Internamente, filamentos de células encapsuladas estendem-se para fora a partir de uma população de bactérias filiformes. Um micro-organismo, em particular, Lb. kefiranofaciens parece ser o responsável pela formação do Kefiran. Esta pesquisa sugere que as bactérias encapsuladas podem ser responsáveis pela propagação dos grãos de kefir. A razão para esta conclusão parece ser o fato de que a propagação dos grãos não ocorrerá (grãos não propagáveis) na ausência de Lb. kefiranofaciens, que produz o kefiran no centro do grão, sob circunstâncias aeróbicas e na presença de etanol. Existem opiniões que afirmam ser possível que os grãos de kefir não propagáveis tenham o potencial de produzir um autêntico Kefir. Uma experiência foi realizada cultivando leite com Scobys e grãos de kefir durante 42 meses e o resultado foi um grão híbrido, acredita-se não ser capaz de produzir um kefir autêntico, embora tenha características e propriedades similares a ele. Acredita-se que mesmo que o Scoby do Kombucha seja substituído por pedaços de couro, o resultado final (a bebida fermentada) seria similar. Não há nenhuma evidência de que o kefiran, que é o componente essencial de grãos propagáveis de kefir, seja produzido pela microflora que coloniza o grão híbrido de kefir e Scoby de Kombucha, ou os pedaços de couro. A natureza de micróbios selvagens têm a habilidade de colonizar as estruturas ou materiais porosos, tal como grãos não propagáveis de kefir, Scobys de Kombucha, panelas de terra cota, tambores de madeira e... couro. Se o kefiran não for produzido devido a um componente danificado por exemplo, os Lb.kefiranofaciens, então, o kefiran específico produzido por este organismo em particular estará ausente no leite fermentado final. Com isto, é razoável sugerir que bebidas de leite fermentado produzidas com grãos não propagáveis de kefir, não deve ser classificadas como o kefir verdadeiro. Tais produtos provavelmente estão mais alinhados com o pseudo kefir preparado comercialmente, cultivado com acionador de partida preparado em

17

laboratório, embora, mesmo uma cultura mãe como o híbrido de grãos de kefir com scobys de Kombucha ou grãos não propagáveis de kefir têm uma vantagem sobre acionadores de partida preparados em laboratório, pois têm a capacidade de produzir um fermentado de leite, em base contínua, sem nenhuma perda na variedade dos organismos envolvidos no processo de fermentação, enquanto o acionador de partida preparado em laboratório perde viabilidade e tem somente a capacidade de cultivar cerca de sete lotes, antes que a cultura comece a falhar (veja detalhes a respeito de infecção bacteriofágica). Grãos de kefir foram descritos por técnicos Russos de leiteria como um acionador de partida natural e dependendo da origem dos grãos, a composição microbial pode certamente variar (31, 33). Isto não é bem aceito ou compreendido por Ocidentais e, recentemente, nem mesmo pelos técnicos de leiteria que trabalham em países como, por exemplo, Rússia e Polônia, onde, anteriormente, os grãos reais de kefir eram usados no processo para produzir um kefir comercial para a venda. Devido aos tempos modernos, hoje, a maioria, senão todo o kefir comercialmente produzido no mundo, utiliza acionadores de partida comercialmente preparados em laboratório, em substituição aos grãos reais de kefir, e tais produtos são vendidos sob o nome de kefir. Estas formas de kefir, não devem ser classificados como o kefir autêntico. Especialmente se os grãos de kefir tradicionais não são usados no processo de fermentação, pois muitas das propriedades naturais, que somente os grãos de kefir produzem, contêm e liberam no leite, não serão encontradas no produto comercial, por exemplo, os polissacarídeos solúveis em água, incluindo o kefiran e os próprios grãos de kefir, que pesquisas provaram reduzirem o tamanho dos tumores quando ingeridos por ratos. Para não mencionar descobertas recentes sobre as propriedades anti-inflamatórias dos grãos de kefir. Qualquer agente protetor potencial, capaz de inibir determinados patógenos, pode também faltar em tais culturas e seus produtos. Até que nós possamos espontaneamente propagar grãos de kefir de grãos não existentes, então não se sabe o bastante sobre todas as desvantagens de se tentar cultivar kefir, sem o uso de grãos reais. Embora haja alguns interesses compartilhados entre os técnicos de leiteria a respeito de determinadas espécies de micróbios isolados dos grupos específicos de grãos de kefir (ou do próprio kefir), obtidos de diferentes regiões ou países ao redor do mundo, não há nenhuma evidência sobre problemas de saúde, devido ao consumo do kefir feito em casa. O fato dos governos implementarem e reforçarem regulamentos estipularam leis através dos códigos de prática que restringem números de coliformes ou outros organismos e compostos desagradáveis nos produtos postos à venda. Possivelmente, devido à falta do conhecimento específico pelos microbiologistas a respeito dos grãos de kefir, o resultado é que determinados grãos estão classificados como sendo contaminados. Esta chamada "contaminação" podia realmente ser favorável como um agente protetor para o anfitrião. Ao cultivar o kefir com grãos de kefir, os micro-organismos contaminantes são inibidos ou controlados geralmente a números extremamente baixos, na comparação com os números ou os organismos da microflora ao todo. Estes micróbios não foram encontrados para superpopular os meios ou os grãos. De fato, alguns documentos mais recentes explicam procedimentos e métodos para minimizar e controlar os problemas possíveis durante a produção comercial do kefir. Por exemplo, contagens de coliformes caíram enquanto o kefir se tornava mais ácido (Babina, NA. et al.. 1975). Isto é observado em projetos de leiterias comerciais que utilizam os grãos de kefir para preparar acionadores de partida, a fim de inocular volumes grandes do leite. Era comum usar 1 a 5 % dos grãos de kefir para preparar o acionador de partida inicial, enquanto 2% a 5% eram usados para inocular 98% a 95% do leite recentemente pasteurizado. Ao contrário do kefir preparado em casa, onde se usa até 30% de grãos de kefir para preparar o kefir tradicional. Uma pesquisa recente revelou que os grãos de kefir cultivado em meios que contêm Escherichia Coli (coliformes) inibiram o crescimento deste organismo. De fato, observou-se que determinados grupos dos grãos pararam completamente o crescimento dos coliformes por, pelo menos, 25 horas. No Brasil, Em 1997, o professor José Maria Wiest, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), orientou uma tese de mestrado que teve por objetivo verificar características higiênicosanitárias de amostras de kefir. Como ele é bastante manipulado em sua produção, o propósito era levantar possíveis contaminações. "Coletamos seis amostras diferentes de kefir e em nenhuma delas foi verificado qualquer tipo de contaminação", assinala Wiest. Constatada a resistência à manipulação

18

caseira, os pesquisadores resolveram induzir a contaminação por coliforme fecal nas amostras. No terceiro dia do experimento elas já estavam novamente descontaminadas. "O kefir possui um complexo microbiano que libera antibióticos garantindo o controle da colônia, tornando-a resistente a fungos e salmonelas", conta o professor. A partir dos resultados obtidos, Wiest tornou-se um admirador das propriedades desses grãos. "O kefir é um alimento funcional, que melhora a absorção dos alimentos, é rico em vitaminas do complexo B e em enzimas lacto intolerantes", afirma ele. Em sua opinião, o grão ainda não é largamente consumido devido às dificuldades de disseminação do fermentado. "Ele não se submete a processos industriais. Se armazenado, a embalagem estufa. Não conseguimos conter a reprodução da colônia". Na indústria comercial da leiteria e de alimentos, as contagens de coliformes são usadas para determinar uma possível contaminação devido à matéria fecal e ou à manipulação imprópria, no processamento e armazenagem do alimento ou equipamentos. Estes micróbios são também parte de uma microflora intestinal saudável, incluindo outros organismos, similares à Cândida Albicans. Assim como é possível contagens de Cândida Albicans em um hospedeiro saudável, contagens de coliformes podem ser encontradas em determinados grupos de grãos de kefir. Estes micróbios e fermentos são e sempre serão parte de nosso ambiente, externa ou internamente. O segredo a um contrapeso saudável encontra-se em manter estes micróbios e fermentos na verificação, pelo sistema autoimune ou por outros controle sistemas biológicos. Isto inclui os micróbios e os fermentos amigáveis que são endossados com determinadas propriedades protetoras. Ao consumir o kefir tradicional, as propriedades protetoras podem ser propagadas no intervalo gastrointestinal, para transformar-se parte de, ou realce o microflora atual nisso. Por sua vez, mantendo um contrapeso saudável nesse sistema biológico específico (ou para o anfitrião se você desejo). Ingerindo os grãos de kefir em uma base regular pode também induzir uma resposta autoimune benéfica, que possa ajudar manter determinados patogênicos sob o controle (16.17). Westerners tem uma tendência manter seus ambiente e alimentos circunvizinhos tão limpos como possível (limpe demasiado para nosso próprio bom no fato). A pesquisa recente sugere que os povos que vivem nos países com ambientes mais menos higiênicos do que suas contrapartes ocidentais, têm menos incidências a respeito de determinadas infecções (por exemplo, gastrite ou gastroenterite incluindo alergias). Isto é possivelmente devido à população nestes países que estão sendo sujeitados a determinadas quantidades de micróbios patogênicos em uma base relativamente constante, especial mais cedo sobre na vida. Em termos faladores relativos, o sistema autoimune começa um workout bom (use-o, ou afrouxe ele). Ingerindo números menores dos coliforms, com contagens ou proporções maiores de tensões vastas de lactobacilli e de fermentos amigáveis (como na caixa de grãos contaminadas assim chamadas de kefir), pode diminuir a probabilidade de contrair certa ou infecções específicas, incluindo a prevenção da resposta alérgica. O MICROFLORA da variedade vasta dos grãos A de kefir da espécie diferente dos micróbios foi isolado e identificado em grãos de kefir. Tais espécies são entre quatro os grupos genéticos; Lactobacilli, streptococci - Lactococci, acetobacter e fermentos. Os micro-organismos e os fermentos compartilham de um relacionamento simbiótico, que em meios curtos, ele sobrevivam ou propaguem compartilhando de seus bioprodutos como uma energia ou uma crescimento-fonte (u 4 I + I 4 u... um relacionamento equilibrado). O bacteriocin pode também estar atual, especial se as tensões apropriadas de bactérias do ácido lático estão atuais nos grãos. Os grupos dos grãos de kefir obtidas das várias fontes variam geralmente na composição do microflora. No fato, o microflora do mesmo grupo de grãos de kefir variará durante mudanças sazonais ou devido às cultura/condições (que se adaptam ao ambiente). Esta localização/adaptação pode possivelmente incentivar, ou traga com ela, uma localização/adaptação para o consumidor, compartilhando desse ambiente específico com os grãos e seu microflora. Mais pesquisa necessita definitivamente ser realizada a fim ganhar mais de uma compreensão em um nível científico.Muitos sentem também que os grãos de kefir podem de fato conter cinco o grupos genéticos e não apenas quatro, que fazem acima o microflora isto é incluindo os coliforms (não mencionados abaixo). Apesar de tudo, os caucasianos que consumiram quantidades grandes de kefir, são renovados com grande longevidade e constituição saudáveis. Eu sou certo que o leite que estas tribos/povos recolheram de seus animais ordenhando, contagens de coliform contidas, devido a ordenhar circunstâncias! Estes povos são classificados frequentemente como centenários, que são conhecidos por viver em torno de 100 anos. Não se esquecer de que estes povos eram

19

conhecidos por ingerir grãos reais de kefir regularmente, o que dá para se suspeitar que seja o fator chave para a longevidade.

Adaptar Grãos de Leite para a Água e Vice-Versa
Pode-se perfeitamente adaptar grãos de leite para a água, mas a adaptação do kefir de água para leite tem algumas desvantagens. Antes de iniciar este processo, é interessante dar uma lidinha em kefir não lácteo para conhecê-las e agir de forma consciente.

Adaptando Grãos de Leite para a Água
Leia Kefir não lácteo antes de começar. A adaptação completa costuma ocorrer ao final de três dias, podendo levar mais ou menos tempo, de acordo com algumas variantes como a qualidade do açúcar e da água usados ou a temperatura ambiente média. Ingredientes e utensílios: Uma porção de grãos de kefir de leite Uma porção de açúcar mascavo Cinco porções de água sem cloro ou mineral. Para retirar o cloro da água da torneira, ferva-a ou bata no liquidificador por uns 2 minutos (aumentar este tempo se for retirar o clorar de mais de meio litro de água). Em ambos os casos, deve-se aguardar que a água atinja novamente a temperatura ambiente, pois o calor é prejudicial aos grãos. Frasco de vidro ou plástico para a fermentação, com capacidade para oito porções ou mais Tampa para o frasco. Pode ser hermética ou frouxa (um paninho com elástico, por exemplo)

Modo de Fazer: 1. 2. 3. 4. 5. 6. Lave os grãos com duas porções de água sem cloro ou mineral Misture o açúcar mascavo com o restante da água e coloque no frasco para fermentação Acrescente os grãos de kefir de leite Tampe o frasco. Quanto mais hermética, mais frisante fica o kefir Deixe para fermentar à temperatura ambiente por 12 horas Coe

Se o kefir coado tiver o sabor de cerveja choca e não se perceber mais o sabor do açúcar mascavo, está pronto. Caso contrário, descarte e reinicie o processo a partir do segundo passo

Adaptando Grãos de Água para Leite
Leia Kefir não lácteo antes de começar. Neste endereço, transcrevemos a opinião do Dom a respeito da adaptação do kefir de água para leite. De acordo com ele, esta adaptação pode resultar em grãos não propagáveis, embora o kefir resultante venha a ter um sabor, cor e textura muito bons e bastante similares ao do kefir tradicional dos Cáucasos. Optamos por manter estas instruções aqui, por uma única razão: alguns de nós a fizeram com sucesso. Portanto, fica a seu critério adotá-las ou não.

20

A adaptação completa costuma ocorrer ao final de uma semana, podendo levar mais ou menos tempo, de acordo com algumas variantes como a qualidade do leite ou a temperatura ambiente média. É muito comum o grão de kefir de leite adaptado da água não se reproduzir, chegando mesmo a desaparecer com as sucessivas manipulações durante o preparo do kefir. Nestes casos, acrescentar um pouco de leite em pó em algumas vezes pode ajudar, dando uma superalimentada nos grãos que se fortalecem e retomam seu desenvolvimento normal.

Ingredientes e utensílios: Uma porção de grãos de kefir de água Duas porções de Leite ou água sem cloro para lavar os grãos. Para retirar o cloro da água da torneira, ferva-a ou bata no liquidificador por uns 2 minutos (aumentar este tempo se for tirar o cloro de mais de meio litro de água). Em ambos os casos, deve-se aguardar que a água atinja novamente a temperatura ambiente, pois o calor é prejudicial aos grãos. Uma porção e meia de leite Frasco de vidro ou plástico para a fermentação, com capacidade para quatro porções ou mais Tampa para o frasco. Pode ser hermética ou frouxa (um paninho com elástico, por exemplo)

Modo de Fazer: 1. 2. 3. 4. 5. Lave os grãos com duas porções de leite ou água sem cloro ou mineral Coloque os grãos de kefir de água e o leite no frasco para fermentação Tampe o frasco. Quanto mais hermética, mais frisante fica o kefir Deixe para fermentar à temperatura ambiente por 12 horas Coe

Se o kefir coado tiver o sabor, consistência e odor semelhante ao do iogurte natural está pronto. Aqui, porém convém observar que, como se está usando muitos grãos para pouco leite (só o suficiente para cobri-los) o kefir estará muito ácido e provavelmente, formará muito kefiraride, ou seja, quando misturar o kefir com o kefiraride, o resultado será um iogurte natural bem ácido. Caso contrário, ou seja, o leite ainda está muito líquido ou tem a aparência, consistência e sabor de leite azedo, descarte e reinicie o processo a partir do segundo passo.

Higiene e Cuidados - Porque Não Lavar os Grãos
Você pode encontrar alguma discordância a respeito de lavar os grãos de kefir entre cada mudança do leite. Grãos tradicionais de kefir não eram lavados entre as mudanças de leite pelos povos originais do Cáucaso. Do fato, a pesquisa sugere que lavar os grãos de kefir interfere realmente com o balanceamento da microflora do grão. Há uma pesquisa recente que sugere não lavar grãos de kefir entre cada mudança do leite, devido à organização da microflora sobre a superfície dos grãos. A maior parte desta pesquisa foi executada na antiga URSS. Desde que os utensílios sejam mantidos limpos e todos os ingredientes sejam frescos e da melhor qualidade, não é mesmo necessário lavar os grãos de kefir e este costume surgiu somente há alguns anos, possivelmente devido aos interesses que se relacionam aos micro-organismos daninhos que se estabelecem nos grãos. As propriedades da microflora dos grãos, e possivelmente eles mesmos,

21

parecem eficazes em inibir ou combater naturalmente o crescimento de organismos danosos. Pode-se, inclusive, explorar esta capacidade do kefir, usando-o como um conservante natural para alimentos frescos em uma solução de cerca de 10% kefir com resultados muito bons. Eu tento também sair intacto, tanto quanto o kefiran produzido pela microflora do grão, pois ele pode ser dissolvido e encontrado em maiores quantidades no kefir pronto, mas pode escassear caso se lavem os grãos entre cada troca de leite. No Cáucaso os grãos eram deixados continuamente nos sacos de couro, e nem sempre se retirava todo o kefir a cada troca. As quantidades de kefir pronto funcionavam como amortecedor, ao adicionar o leite fresco, reduzindo assim o pH do leite adicionado, tornando-o mais ácido, o que acelera a fermentação que se seguirá, reduzindo ainda mais rapidamente o pH, que é o mais favorável para inibir micro-organismos nocivos. Por causa da forma em que os micróbios se organizam sobre a superfície dos grãos, enxaguar com água remove muitos dos micróbios queridos, de fato, abaixando suas contagens, o que favorece o crescimento dos organismos nocivos devido a menos competição. Ao invés de lavá-los, o melhor é mesmo apenas jejuá-los.

Em que Situações Pode se Lavar os Grãos
Sempre há uma exceção à regra. Lavar os grãos de kefir com água fria fresca estéril é recomendado para remover os depósitos de proteína que se formam na superfície dos grãos antes de desidratá-los para finalidades alternativas ou para o armazenamento a longo prazo. Ao armazenar grãos de kefir no mesmo leite por períodos longos, os grãos podem tornar-se incrustados com uma película inferior, que se forma na superfície dos grãos e que deve ser removida com uma ação abrasiva delicada, friccionando os grãos entre os dedos limpos, um a um, enquanto os submergir em água fresca tépida. Se não se retirar a crosta, os grãos virtualmente podem não mais se reproduzir, pois os nutrientes não mais alcançarão o centro dos grãos - matando-os por sufocação. Recomenda-se também enxaguar todos os grãos que tiveram contato com superfícies estranhas. O gel polissacarídeo que emerge do centro do grão, pode aderir e enlaçar objetos estranhos tais como partículas de poeira. Estes podem ser removidos da superfície enxaguando o grão com água fria limpa. Porém, talvez após lavá-los, seja melhor comê-los, em vez de cultivá-los.

Jejuar os Grãos
Uma alternativa para não lavar os grãos de kefir
Desde a apresentação do kefir ao resto do mundo, em 1903, tem-se tornado uma prática comum lavar os grãos com água, entre cada mudança do leite e esta prática tornou-se bem enraizada, porque os grãos do kefir são passados de pessoa à pessoa, normalmente acompanhados de instruções para isso. Porém, na maioria das circunstâncias não é essencial lavar os grãos de kefir. Uma boa alternativa à lavagem dos grãos é o jejum de 12 a 24 horas. Coloca-se os grãos em água fresca sem cloro, em temperatura ambiente ou na geladeira (não no congelador). A solução clara coada do jejum dos grãos do kefir, kefiraride, contém o kefiran, ácidos orgânicos (na maior parte ácido lático) e uma porcentagem pequena de proteína e de aminoácidos solúveis.

22

Jejuar os grãos uma vez por semana pode ajudá-los a formar colônias mais resistentes, embora isso não seja imprescindível, sendo que sob a maioria das circunstâncias os grãos de kefir podem ser cultivados continuamente no leite fresco.

Dicas Sobre O Kefir
Jejuar os grãos uma vez por semana pode ajudá-los a construir colônias mais resistentes. Para tirar o cloro da água, você pode fervê-la (por alguns segundos) ou batê-la no liquidificador por alguns minutos (500 ml ficam totalmente sem cloro em dois minutos). Em ambos os casos, espere a água esfriar antes de utilizar. O ideal, porém, é usar água mineral pois nenhum processo elimina o flúor, por exemplo. Se você já possui grãos de kefir de leite e deseja aumentar o estoque para facilitar a doação, faça a adaptação de seus grãos da água para o leite. Neste caso, acrescentar parte dos seus grãos de leite pode acelerar e tornar mais viável o processo. Não deixe seu estoque de grãos de kefir de leite parados na geladeira. Mantenha-os em temperatura ambiente por até 24 horas, à proporção de 1 porção de grãos para 2 ou menos de leite, coe o kefir resultante e prepare um delicioso cream-cheese. Tenha sempre em casa saquinhos de din-din ou geladinho ou ainda, saquinhos de 1 litro para alimentos, para poder fazer a doação dos grãos. Mesmo quando for doar em mãos, os saquinhos são bem práticos.

Kefiran
Kefiran (KFG-C) é um gel solúvel polissacarídeo descoberto nos grãos de kefir tradicional do Cáucaso e foi o único elemento que recebeu seu próprio nome, pois o mecanismo envolvido na construção da estrutura bio-matriz (grãos) ainda não é completamente entendido. A presença do kefiran em seus grãos é evidenciada por uma gosma esbranquiçada, com consistência semelhante à da clara do ovo. Embora pareça sujo, meio nojento mesmo, o lote de grãos é perfeitamente saudável e o kefir produzido por eles será dos mais eficazes nos benefícios proporcionados. Os grãos de kefir são formados por uma matriz que tem aproximadamente 45% de kefiran. O polissacarídeo é composto de dois monossacarídeos, Glicose e Galactose em proporções quase iguais e é produzido no centro dos grãos, sintetizado pelas espécies de lactobacilos homofermentativos, incluindo Lb.Kefiranofaciens e Lb. Kefiri. Este lactobacilo em particular é encapsulado no centro dos grãos, onde as condições anaeróbicas são favoráveis à síntese do kefiran na presença do álcool etanol. Existem outros lactobacilos que produzem um polissacarídeo similar (com pequenas variações entre as proporções de glicose e galactose), Lb.sp. KPB-167B e Lb. brevis. As espécies de Lactobacilos que produzem kefiran ou uma forma similar de polissacarídeos podem ser os mecanismos responsáveis pela tendência natural dos grãos de se propagarem em estruturas fechadas. Possivelmente, por causa das diferentes pressões dos micróbios encapsulados, organizados em camadas específicas que se estendem através do centro da matriz. Experimentos com camundongos revelaram que o kefiran possui propriedades antitumor. Nestes experimentos, a administração oral do kefiran reduziu o tamanho de tumores, pela indução específica da resposta imunológica nos camundongos. Muita desta pesquisa foi inicialmente realizada no Japão.

23

Pesquisas mais recentes avaliaram as propriedades anti-inflamatórias dos grãos de kefir administrados a ratos.

Kefiraride
Ao coar o seu kefir, você já deve ter observado a formação de um líquido amarelado que fica, ou acima do kefir, ou abaixo dele. Este líquido é o kefiraride e também é muito rico em kefiran e, que, por isso tem seu papel de destaque em nossa busca por saúde. Kefiran é o líquido amarelado, no fundo do vidro. Uma outra forma de se obter kefiran é jejuar os grãos. Deixa-se os grãos por 24 horas em água sem cloro. Esta água, depois de separada dos grãos também se torna um meio rico em kefiran e que pode ser adicionado ao seu kefiraride obtido da fermentação dos grãos de kefir de leite.

Kefir Não Lácteo e Kefir de água
Grãos de kefir de leite podem ser cultivados em meios alternativos, como por exemplo, leite de soja, leite de castanhas e nozes ou leite de coco. A cultura mãe natural pode também ser usada para preparar alguns produtos interessantes. Há uma variedade bem conhecida, denominada Kefir d'acqua ou kefir de água. Trata-se de uma bebida efervescente, preparada geralmente com uma variedade específica de grãos de kefir, conhecidos como grãos de kefir de água (veja a tabela abaixo para nomes alternativos). Os grãos são cultivados em uma solução da água com açúcar mascavo de 5 a 10% com fatias da limão. Algumas receitas incluem a adição de frutas secas tais como o figo, damasco ou passas, que realça mais o sabor e aumenta os nutrientes. Os grãos do kefir de água são massas mucilaginosas transparentes pequenas, que consistem em polissacarídeos (dextranos) com cadeias compostas apenas de glicose. Os dextranos são produzidos com os esforços simbióticos compartilhados entre as bactérias do ácido lático e os fermentos da matriz. O Kefir d'acqua pode originalmente ter sido cultivado com grãos tradicionais do kefir do Cáucaso, mas isto é discutível. Se este for o caso, então os últimos grãos podem ter-se adaptado ou ter evoluído por muitos anos para fermentar em um meio de água com açúcar mascavo, através do qual pode ter ocorrido uma transformação na composição dos grãos. Os cientistas foram surpreendidos pela habilidade de fermentar um meio tão pobre em nitrogênio e na fonte de fator de crescimento e em fazer isto durante anos sem modificar o equilíbrio entre os micro-organismos diferentes [8]. Os grãos de kefir de água tradicionais têm uma textura e cor única em comparação aos grãos do kefir de leite tradicional do Cáucaso. Os grãos transparentes são frágeis e rompem-se facilmente.

24

Em um nível físico, os grãos de kefir de água tradicionais são mais densos do que Grãos de Kefir de leite tradicionais do Cáucaso, pois estes têm uma propriedade elástica que falta naqueles. Os anteriores são completamente delicados tendo uma tendência a lascar-se ou cortar facilmente com qualquer aresta. Estes grânulos, saltam quando deixados cair em uma superfície sólida, o que não acontece com os grãos de kefir de leite, devido à sua propriedade gelatinosa. As propriedades originais dos Grãos de kefir de água são provavelmente consequentes do fato de eles estarem sujeitos continuamente a moderada pressão (gás do CO2) produzida pelo cultivo em recipientes hermeticamente fechados. Excluindo L. Casei, que se acredita ser responsável pela condensação do polissacarídeo em uma forma não solúvel (os dextranos ligados, ou encadeados compostos somente de glicose), o fator da compressão pode também ter um papel importante na sua composição física.

Adaptando grãos de kefir de leite a um meio de água com açúcar mascavo
A adaptação dos grãos do kefir de leite para água é possível e produz um kefir com qualidades similares às do kefir de leite. é possível ainda substituir ou misturar ao açúcar mascavo, adoçantes alternativos como a maltose e o mel. As frutas secas ou as frutas frescas ou seus sucos também podem ser usados. O uso de ervas frescas ou secas ou de chás de ervas também podem ser incluídos como parte dos ingredientes (veja por favor Kefir de erva médica para detalhes e receitas). Após ter adaptado grãos de kefir de leite para a água, há uma fase de adaptação inicial de aproximadamente 3 a 4 dias (não se evidencia muita atividade durante este tempo enquanto os fermentos engordam). Depois da preparação do terceiro ou quarto lotes, são necessárias 48 horas para cultivar o kefir de água. Quando os grãos de Kefir de leite, tradicionais são transferidos para a água, após algumas semanas de lotes consecutivos de 48 horas, os grãos não podem mais retornar com sucesso ao grão de kefir apropriado ao preparo de Kefir de leite. Os grãos, muito provavelmente, pararão de crescer. Isto provavelmente acontece devido a um componente bacteriano faltante tal como os Lb.kefiranofaciens encapsulados. Este componente importante é provavelmente danificado no cultivo continuado dos grãos em água com açúcar mascavo. Por outro lado, após aproximadamente dois meses cultivando com creme de leite fresco cru, os grãos produziram uma forma de kefir de leite com uma textura e um sabor razoáveis, mas sem a viscosidade, muito provavelmente devido ao fato dos grãos permanecerem não propagáveis durante todo o processo. Estes grãos específicos do kefir foram cultivados previamente em um meio de água/maltose/sacarose + figos secos por aproximadamente 4 meses e posteriormente adaptados novamente ao leite, para executar a experiência.

Adaptando grãos de água para o leite
Adaptando os grãos de kefir de água translúcidos ao leite animal, os lotes preparados na primeira semana produziram um odor pungente e um gosto amargo. Inicialmente nenhuma coalhada deu forma após cultivar por 24 e 48 horas, embora o produto da cultura se tornasse mais estável após ter preparado grupos consecutivos por um período de duas semanas. Enquanto alguns depósitos de coalhada de leite fossem perfectíveis à superfície da maioria dos grãos de kefir de água, eles não propagaram grãos brancos e de textura macia, antes de um período de 10 meses, o que seria uma características típica de grãos de kefir de leite tradicionais. Também não havia evidência do gel polissacarídeo, o kefiran, que é um componente típico produzido por grãos de kefir de leite, quando cultivados em leite animal, provavelmente devido à falta das bactérias de ácido lático como os Lb.

25

kefiranofaciens encapsulados, ou outro kefiran ou similar produzindo bactérias de ácido lático, nativo dos grãos tradicionais propagáveis dos grãos de kefir do Cáucaso.

O índice de álcool do kefir da água versus o kefir de leite
Após 48 horas de fermentação, os grãos de kefir de água produzem aproximadamente 0.9% de álcool enquanto o kefir fermentado pelo mesmo período com grãos recém transferidos do leite, produziu 1,9 %. Provavelmente porque, devido ao aumento da biomassa, nesse caso, 122% de aumento de peso dos grãos de kefir de água após um período de 48 horas, uma proporção do açúcar mascavo na solução foi utilizada por micróbios específicos para sintetizar a matriz baseada em dextrano da glicose, em que os grãos consistem. Na comparação, os grãos baseados em leite recém transferidos não aumentaram sua biomassa, fornecendo uma parcela maior de glicose disponível para os fermentos converterem em uma porcentagem maior de álcool. Os grãos de kefir de água apresentam uma grande flutuação em suas taxas de crescimento. O aumento pode variar entre 10% e 160% em 48 horas, mesmo quando cultivado usando a mesma porcentagem de açúcar mascavo e água na solução (cultivada em temperatura ambiente). Por outro lado, os grãos de kefir de leite, aumentam à uma taxa constante razoável. Típicos micro-organismos isolados de vários grãos de kefir de água e kefir de água líquido Lactobacilos
Lb. alactosus Lb. brevis Lb. casei subsp. casei Lb. casei subsp. pseudoplantarum Lb. casei subsp. rhamnosus Lb. casei subsp. tolerans Lb. coryneformis subsp. torquens Lb. fructosus Lb. hilgardii Lb. homohiochi Lb. plantarum Lb. pseudoplantarum Lb. yamanashiensis

Streptococus/lactococus
Streptococcus cremeris Str. faecalis Str. lactis Leuconostoc mesenteroides Pediococcus damnosus

Fermentos
Saccharomyces cerevisiae S. florentinus S. pretoriensis Candida valida C. lambica Kloeckera apiculata Hansenula yalbensis

Grãos de Kefir de água e Açúcar Mascavo observados com um microscópio estéril Dois grãos estão parcialmente submersos em a superfície da estrutura do grão parcialmente exposto. uma gota de água, revelando

Dando uma Pausa no Kefir. Descansando os Grãos do Kefir
Se por alguma razão for necessário parar o cultivo de kefir por um período curto, digamos, entre 3 e 30 dias, então há algumas opções que lhe permitem tirar vantagem disso. Estas opções dependerão do

26

tempo que se pretende interromper a produção de kefir e se existe alguém disponível como uma babá para seus grãos, durante este período. Lembre-se que qualquer um dos métodos descritos abaixo irá provocar a desaceleração no metabolismo da microflora. Portanto, quando desejar acordar seus grãos, talvez seja necessário um período de readaptação, cuja duração tende a ser proporcional ao período de descanso.

Descansando grãos de kefir de água:
Coloca-se os grãos em um vidro, com 3/4 de água mineral natural misturada com um pouquinho de açúcar mascavo, na parte superior da geladeira: ficam ativos por um mês

Descansando grãos de kefir de leite:
Se houver uma "babá": Descanso de até uma semana (este processo desacelera o metabolismo da microflora):
o o o

Coloque os grãos em um frasco com a mesma quantidade de leite fresco que utilizaria para fermentá-los; Deixe na geladeira por uma semana;

Coe o kefir [que pode ser consumido]; o Os grãos estão prontos para retornarem ao trabalho [os primeiros lotes podem levar mais tempo para fermentar o leite]; Descanso de mais de uma semana (esta opção pode ser executada pelo tempo que for necessário e os grãos podem, ao retornar à temperatura ambiente, demorar algum tempo para readaptar. Quanto mais tempo descansando, mais tempo adaptando): o Exatamente como descrito acima, exceto que, ao coar o kefir, adicionar leite fresco semanalmente. Se não houver "babá": Descansando os grãos por mais de uma semana até 3 meses (o ideal é até 1 mês): o Como na opção 1 acima, mas acrescente 30 a 50% de leite para cada semana adicional de descanso, cuidando para não ultrapassar a proporção de 1 porção de grãos para 60 porções de leite Descansando os grãos por mais de uma semana até um ano: Coloque os grãos em kefiraride ou água limpa, fresca e sem cloro, tampados, na geladeira. Este líquido, depois de coado, pode ser devolvido ao seu estoque de kefiraride e utilizado como tal posteriormente. Congelando os Grãos de Kefir (embora este método seja viável para até um ano, um período maior que dois meses pode remover algum fermento importante): o Lave os grãos com água fervida e ESFRIADA;
o o o o o o o

Seque-os com uma toalha macia para remover o excesso de umidade; Coloque-os em um jarro ou saco plástico, com leite em pó suficiente para cobri-los (não adicione outros líquidos); Leve o saco ou jarro ao congelador. Lave os grãos com água fervida e ESFRIADA; Seque-os com uma toalha macia para remover o excesso de umidade; Coloque-os entre toalhas de papel branco ou entre dois lenços de algodão ou linho;

Desidratando os Grãos de Kefir (de 12 a 18 meses):

27

o

Deixe para secar em um bem ventilado e aquecido local enquanto eles ficam firmes e amarelados. Dependendo da temperatura, umidade e tamanho dos grãos, isto pode levar entre 2 ou 5 dias; Coloque-os numa jarra ou embalagem plástica com leite em pó suficiente para cobrilos e os deixe na geladeira - não no congelador.

o

Reativando os Grãos de Kefir
Congelados: o Descongele-os em água fria por alguns minutos;
o o o

Coloque-os em uma peneira e lave com água fria todo o leite em pó que possa estar aderido aos grãos; Coloque-os no leite, à proporção de 1 : 3 de grãos para o leite (1/2 copo de leite para 2 colheres de grãos); Coe o leite a cada 24 horas, mesmo que ele não esteja coalhado e troque-o por mais leite fresco, até que o kefir resultante tenha aparência, sabor e odor de iogurte natural. Isto pode levar até uma semana ou mais;

Vá aumentando a proporção do leite até que o kefir produzido esteja ao seu gosto. Desidratados: o Hidrate-os em uma jarra com leite fresco;
o

o

o

Coe o leite a cada 24 horas, mesmo que ele não esteja coalhado e troque-o por mais leite fresco. Não beba do leite até que o kefir resultante tenha a aparência e o odor do iogurte natural. Isto pode levar de quatro a dez dias; A taxa de crescimento dos grãos de kefir não será evidente, em alguns casos, até a terceira semana. Os grãos devem tornar-se mais brancos após cada lote consecutivo. Os que permanecerem amarelos ou amarelo cor-de-rosa marrons e não tiverem uma propriedade elástica, devem ser removidos do grupo após uma semana. Estes são grãos que não se reproduzirão

28

Mitos e Verdade

Mito Grãos de Kefir boiando estão mortos Não se deve tampar hermeticamente o frasco de armazenamento do Kefir Não se deve tampar hermeticamente o frasco de fermentação do Kefir para não matar os grãos Os grãos morrem quando refrigerados

Verdade Os grãos de kefir boiam no meio por estarem cheios de CO2. Depois voltam ao fundo. Após a fermentação não há qualquer problema em deixar o frasco hermeticamente fechado. Durante a fermentação há a liberação do CO2, o que poderia fazer com seu frasco ou tampa se quebrasse. Porém, tomando-se o cuidado de não encher o frasco mais do que 2/3 de sua capacidade, pode-se utilizar uma tampa bem apertada, sem prejuízo aos grãos. Desta forma é possível a preparação de um Kefir mais frisante. Os grãos podem até ser congelados por algum tempo, para armazenamento. Também se pode deixar o kefir fermentando parte do tempo na geladeira para obter um kefir mais suave.

Quanto maior a temperatura ambiente, mais rápido ocorre a Deixe os grãos fermentarem em fermentação, até um limite de cerca de 45ºC, mortal para os grãos. local morno, como um forno, por Porém não é necessário deixar o kefir em ambiente aquecido exceto exemplo se você vive em local muito frio. Kefir de água é uma bebida e pode ser consumido à vontade, enquanto o kefir de leite é um alimento e deve ter seu consumo regrado O que se sabe é que ambos, Kefir de água e leite, são alimentos probióticos e que não há nenhuma restrição quanto à quantidade consumida. Ainda não conseguimos uma análise nutricional de nenhum dos dois tipos de Kefir, portanto, cabe a regra básica do bom senso.

É justo cobrar um valor pelo A única cobrança que se justifica é a do custo da remessa dos grãos kefir, uma vez que há gastos em que, embora seja muito baixo (poucos centavos), pode se tornar seu cultivo e remessa oneroso para a pessoa que envia muitos. Segundo a Associação Brasileira de Leite Longa Vida, o único componente adicionado ao leite longa vida é o Citrato de Sódio, um componente natural do leite a cerca de 2mg/l. O citrato de sódio não é um conservante (basta observar que, ao abrir uma caixa de Leite Longa Vida, este estará sujeito às contaminações do ambiente), mas um estabilizante das proteínas do leite, também usado em outros produtos, por exemplo, o creme de leite, o leite condensado e o leite em pó. A utilização de estabilizantes é prevista no Codex Alimentarius, pelos órgãos internacionais que legislam e estabelecem padrões aos produtos lácteos produzidos mundialmente, como o FDA (Food and Drug Administration USA), a FIL - IDF (International Dairy Federation) e a ANVISA Agência Nacional de Vigilância Sanitária.

O leite de caixinha (UHT) tem formol como conservante

29

Kefir de Sucos
Para as pessoas que têm intolerância à lactose e devem manter uma dieta com baixo ou nenhum consumo de açúcar, uma boa opção é fazer o kefir com suco de frutas. O ideal para fazer kefir de frutas, é utilizar os grãos de kefir de água. Pode-se usar os mesmos grãos para fermentar diferentes tipos de frutas, mas se for possível, talvez seja mais interessante manter separados os grãos utilizados para cada meio, a fim de não misturar os sabores. Qualquer fruta que seja possível espremer em suco, pode ser usada para fazer kefir, sendo melhores aquelas ácidas por natureza (uva, cítricos, abacaxi, kiwi). Às frutas menos ácidas (mamão, melão e melancia) pode ser necessário acrescentar outros tipos de kefir (exceto o de leite). Quanto mais doce a fruta, mais pode ser adicionado. Com o kefir de água pode-se geralmente misturar suco e água a gosto (note que quanto mais suco de fruta doce for adicionado, maior o índice de álcool do kefir resultante). Por não poderem ser espremidos em suco, o abacate e a banana fresca, não podem ser usados para fazer o kefir, embora as bananas passas façam um delicioso kefir de água. Segue uma receita com suco de uva, que servirá como base para suas primeiras experiências

com este tipo de kefir.

Kefir de Suco de Uva

Ingredientes
o

10 medidas de suco de uva (pode-se substituir 1/4 por suco de uvas verdes ou de limão). Se o suco de uva for engarrafado, deve ser 100% natural, sem a adição de conservantes. 10 medidas de água

o o o o o o

1 medida de grãos de kefir de água ou já adaptados à uva Modo de fazer: Misture o suco e coloque-o em uma jarra que não deve estar cheia até mais do que 3/4 de sua capacidade Tampe bem a jarra. Quanto mais hermética for a tampa, mais espumante o kefir ficará Deixe fermentar de 24 a 48 horas em temperatura ambiente Coe o kefir. Os grãos podem retornar à jarra para fermentar outro suco fresco ou podem voltar à água com açúcar

Embora seja possível fazer o kefir com sucos engarrafados, o uso do suco natural da fruta oferece baterias simbióticas e fermentos, que são nativos das frutas cultivadas sem agrotóxicos. No caso das uvas, evidenciada pela presença de uma capa branca na superfície dos frutos.

Como Fazer Leite de Soja
Não é recomendado o uso da maioria dos leites de soja comerciais para fazer kefir. Se você deseja, então, faça o leite de soja caseiro. Quando leite de soja é feito de soja caseira, leva menos tempo para fermentar. Anote a receita para o leite de soja e o Kefir de soja: LEITE DE SOJA CASEIRO Utensílios:

30

Liquidificador Panela de pressão de 5 litros Peneira de metal (Tipo escorredor de macarrão). Uma panela de +/- 3 litros [12 copos] de modo que o a peneira encaixe na sua borda. Qualquer pano branco de algodão não impresso ou de linho de aproximadamente 45 cm x 60 cm. Ingredientes: 1 copo de feijões de soja seco 3 litros [12 copos] da água 1 colher de sopa de mel [ou açúcar mascavo] 1 colher de chá de shoyu 1/3 de colher de sopa de melaço [opcional, mas ajuda a mascarar o sabor do leite da soja e adiciona minerais e micro nutrientes] Método: 1. Remova toda a soja danificada 2. Deixe a soja lavada de molho em 2 litros [8 copos] da água de um dia para o outro ou por 8 a 10 horas 3. Escorra a água e separe a soja. 4. 5. 6. Coloque 2.5 litros [10 copos] da água para ferver Coloque a soja no liquidificador, junto com um copo da água fervendo. Bata na velocidade baixa por 30 segundos, aumente então a velocidade.

7. Adicione mais 3 copos de água fervendo, lentamente e bata por aproximadamente i minuto. 8. Coloque o liquido no coador de macarrão, forrado com o pano umedecido. 9. Repita as etapas 5, 6 e 7 até que toda a soja esteja batida. 10. Aperte o pano para extrair todo o leite. Você pode usar um copo grande para pressionar o pano, especialmente se estiver demasiado quente. 11. Adicione bastante água à fibra espremida da soja para retirar todo o leite. 12. Coloque o leite de soja para ferver lentamente, mexendo sempre. Tenha cuidado, pois o leite pode ferver e derramar como o leite comum. 13. Ferva lentamente por aprox. 7 minutos (note a diminuição da espuma na superfície do leite) 14. Coloque a panela em água gelada para refrigerar rapidamente. 15. Adicione o shoyu, o melaço, ou açúcar mascavo. Seu leite de soja esta pronto.

KEFIR DE SOJA
Ingredientes 250 ml (1 xícara de chá) de leite de soja fresco 1 colher de sopa de suco de limão (ou qualquer suco de frutas cítricas) 2 colheres de sopa de grãos de Kefir 1 Jarro de vidro de 500 ml com tampa. Método

31

Adicione 250 ml [1 xícara] de leite de soja, o suco de frutas e os grãos de kefir no jarro de vidro. Coloque a tampa solta ou um pano fino preso com elástico e deixe por 24 horas. Após esse tempo coe o kefir de soja em uma peneira não metálica. Após lave o jarro e repita o processo para sua próxima remessa de kefir. NOTA: Embora o kefir possa ser cultivado em leite de soja, os grãos de kefir podem (é mais que possível) parar de crescer quando cultivados em leites não animais, se for feito dessa maneira continuamente. Existem algumas opções para o cultivo com essa limitação. Os grãos de Kefir se dão muito bem quando misturados em uma proporção 50/50 leite de soja e leite animal. Outra opção é cultivar remessas alternadas; cultive leite animal em um dia e leite de soja no dia seguinte. Pesquisas sugerem que o kefir cultivado com leite de soja, contém contagens mais altas de Bactérias Ácido Lácticas comparado ao kefir de leite animal. Embora o kefir de leite animal contenha uma contagem mais alta de leveduras [Lui JÚNIOR, Lin de C-W. 2000]. Fonte: Je-Ruei Lui, Chin-Wen Lin. Food Microbiology and Safety. Journal of Food Science. [2000] Vol. 65, No.4 pp. 716 -719 O leite de soja em pó não é muito bom para fazer seu kefir. Estes são principalmente feitos de "soja isolada (híbrida)" e frequentemente contêm lactose. Eu mencionei a posterior porque muitos podem desejar fazer Kefir de leite de soja por causa de problemas de lactose ou desejam eliminar lactose de suas dietas. Embora se os Grãos de Kefir fermentaram tempo suficiente pode eliminar quase toda a lactose.

Kefir de Ervas Medicinais
Na foto abaixo estão algumas das ervas que são usadas para fazer o tônico probiótico, "Kefir de erva medicinal". Esta foto mostra a extração herbácea crua, que envolve as partes de qualquer erva inteira e crua em forma seca e fresca, deixando então que os grãos de Kefir façam à extração. O ideal é usar os grãos de kefir de leite para preparar kefir de erva, pois existe um risco de que os grãos de kefir de água deixem de se propagar, se sujeitos à certos compostos encontrados em ervas específicas. Se optar por usar grãos de água, separe alguns de seu estoque excedente. Quando você usar Grãos de Kefir de leite pela primeira vez, você pode precisar deixar fermentando por mais de 24 horas os primeiros lotes.

Chá Probiótico de Ervas
Muitos componentes medicinais herbários estão na forma de óleos essenciais. Estes são insolúveis na água, os grãos de Kefir podem ajudar na sua liberação. Isto é possível através de certas enzimas, que são produzidas pelos micróbios e fermentos durante a fermentação. Alguns componentes ativos também podem ser dissolvidos pela pequena quantia de álcool produzido durante o processo de fermentação. Além de tornar-se uma fonte probiótica, a fórmula final potencializa a fermentação. Isso inclui a adição de algumas Vitaminas do complexo B, que são principalmente derivadas das leveduras e possivelmente de outros micróbios e outros aminoácidos, RNA e DNA (dos próprios micróbios). Este processo produz um aperitivo refrescante que pode ser preparado com sabor natural similar à "cola", "champanhe” ou até uma "essência carbonatada" da erva aromática.

Receita para o Tônico Herbal "Kefir de Erva medicinal"
Ingredientes:

32

o o o o o o o

1 colher de sopa de flores de trevo vermelhas 1 colher de sopa de folhas de Alfavaca e/ou flores de Camomila 5 porções de pétalas de rosas ou 1 saquinho de chá de rosa 1 colher de sopa de mel ou extrato de malte 2 a 3 colheres de sopa de Grãos de Kefir 500ml de água mineral ou sem cloro Bolsa para contenção dos grãos

Modos de Preparar: Há dois modos de preparar o kefir de ervas: o A extração herbácea crua: você não ferve, aquece ou usa qualquer calor nas ervas. Este método ajuda a preservar os componentes essenciais que são sensíveis ao calor, que são normalmente desnaturados cozendo-se. Exceto as combinações solúveis, você está confiando principalmente na microflora do Kefir, para extrair os ingredientes ativos insolúveis das ervas. Depois que os Grãos de Kefir trabalharam nas ervas por 24 a 48 horas, você notará que as ervas são “digeridas" liberando componentes ativos na solução. Você realmente precisa usar o método da bolsa para separar facilmente os grãos das partes das ervas simplesmente removendo a bolsa contendo os grãos depois de a fermentação estar completa.  Coloque os Grãos de Kefir na bolsa
       o

Adicione a água em uma jarra, até no máximo 2/3 de sua capacidade Adicione e dissolva o mel ou malte Coloque a bolsa na água, certificando-se de que ela afunde Acrescente o restante dos ingredientes Coloque uma tampa apertada no jarro e deixe fermentar por 24 a 48 horas em temperatura ambiente Remova a bolsa Coe o Kefir de Erva medicinal, que está pronto para consumo

O método do chá herbáceo: onde você faz um chá de ervas. Depois de coar e esfriar o chá, você adiciona o adoçante e os Grãos de Kefir e fermenta por 24 a 48 horas.  Coloque a água em uma panela e leve à fervura
        

Acrescente as ervas Tampe a panela e deixe até que chegue à temperatura ambiente Coe o chá e coloque-o no jarro, cuidando para não enchê-lo mais do que 2/3 de sua capacidade Coloque os Grãos de Kefir na bolsa Adicione o adoçante Coloque a bolsa com os grãos no chá, certificando-se de que ela afunde Coloque uma tampa apertada no jarro e deixe fermentar por 24 a 48 horas em temperatura ambiente Remova a bolsa Coe o Kefir de Erva medicinal, que está pronto para consumo

33

Dicas e variações
Você pode usar algumas de suas fórmulas favorita para preparar seu Kefir de ervas ou fazer combinações com ervas diferentes que você goste, ou tenha necessidade. Tente adicionar um pouco de raiz de Dente-de-leão como limpador de fígado e tônico, ou flor de maracujá e passiflora para uma boa noite de sono. Você pode usar saquinhos de chás herbáceos comerciais em ambos os métodos descritos, não existe nenhuma limitação e experimentar é recomendado.

Dicas para cozinhar e fazer chá
Com a aplicação de uma técnica simples, pode-se reter compostos essenciais quando cozinhar alimentos ou preparar chás herbáceos com a aplicação de uma técnica usada em química e adotada na cozinha. É um sistema simples, que qualquer um pode aplicar em casa. Tudo que você necessita é um pote e água fria. No Laboratório Em um laboratório, é realizada uma técnica conhecida como refluxo ou aquecimento sob refluxo. Um condensador é usado para condensar e obter os componentes voláteis. Durante o refluxo, a vaporização da mistura fervente é seguida por condensação destes vapores nas paredes interiores do condensador. O condensador é mantido frio por água fluindo em um revestimento ao redor da parede externa. As gotas condensadas caem novamente na solução e não se perdem na atmosfera. Aplicando Ciência à Cozinha Na cozinha, esta técnica pode ser adaptada simplesmente colocando-se um pote cheio de água fria/gelo na boca da panela. Esta tigela substitui a tampa. Assim como no laboratório durante o refluxo, os componentes essenciais misturados ao vapor são condensados quando entram em contato com o pote com a água fria (que agora age como um condensador). Qualquer componente condensado retorna ao pote, em vez de desaparecer no ar. Os odores que são exalados ao cozinhar são também alguns destes componentes essenciais, especialmente quando se prepara chás herbáceos, com ervas aromáticas ou ervas e temperos aromatizantes. Nota. Esta técnica não pode ajudar com compostos que desnaturam quando aquecidos ou cozidos.

Coalhada Seca, Cream cheese e Chanclich
Transformar o kefir num queijo semelhante ao chanclich, ou num substituto perfeito para o cream cheese, ou simplesmente comê-lo como coalhada seca, com um fio de azeite e folhas frescas de hortelã num pão árabe quentinho, é simples. Para ter essas delícias em casa sempre, sem gastar muito basta utilizar o método antigo, da minha avó, de tirar o soro do kefir (ou da coalhada). Ela costurava um saquinho de algodão de trama bem fechada (180 fios é melhor), na medida de 20cm de largura por 30 cm de altura e despejava a coalhada feita em casa dentro dele para drenar. Utilizo o mesmo sistema para drenar o kefir com excelentes resultados. Minha receita leva três litros, porque assim que é drenado, o volume diminui consideravelmente. E aqui em casa todos comem bem e sem culpa, afinal é um alimento saudável, mas sem exageros.

Ingredientes e Utensílios
3 litros de Kefir (vá guardando na geladeira)

34

Pano branco de algodão ou linho para coar o Kefir (tipo pano de prato, mas novo - eu costuro em forma de saquinho de 30x20cm) 1 escorredor de legumes (paguei 1 real nas lojas de 1,99) 1 pote ou vasilha para pegar o soro (kefiraride - líquido amarelado precioso, não jogue fora, utilize para fazer pão).

Coalhada Seca: Forre o escorredor de legumes com o
pano e despeje o kefir dentro dele. Cubra com uma tampa de plástico ou outro pano bem limpinho. Ou então, apoie o fundo do saquinho no escorredor, despeje o kefir dentro dele e amarre bem a borda. Coloque uma vasilha conveniente embaixo de pegar o Kefiraride (soro), mantendo o soro distante do kefir. Se não tiver o escorredor não tem importância. Amarre o saquinho numa colher de pau e coloque-a atravessada na borda de um caldeirão. Deixe drenar por 48h para obter uma coalhada seca cremosa ou um queijo muito parecido com o cream cheese (podendo substituí-lo com perfeição nas receitas). Em dias muito quentes, coloque na geladeira, senão deixe drenar em local fresco, sem sol. Quando estiver pronto, desamarre o saquinho, "vire-o do avesso" sobre um prato. Consuma com mel e raspas de limão siciliano sobre morangos frescos ou com geleia de frutas vermelhas. Com azeite e ervas aromáticas frescas ou secas num pão quentinho é demais.

Chanclich: Para fazer um queijinho parecido é só deixar o kefir
drenando por 72 horas. Retire do saquinho e role sobre pimenta seca moída ou zattar. Aí é só comer com pão e azeite. Bom também para sanduíches de tomate, pepino, cebola e ervas ou a famosa salada árabe fatoush.

PARA OS NOVATOS EM KEFIR
Antes de mais nada, Kefir não deve ser confundido com iogurte. Estes dois produtos de culturas de leite são bastante diferentes um do outro. O Kefir é produzido por grãos de kefir, a única mãe natural de culturas de leite conhecidas. De fato, uma antiga cultura mãe natural. Os grãos de kefir, incluindo o verdadeiro kefir produzido por eles, fermentando em leite fresco (novo), contem bactérias de acido lácteo [LAB] incluindo streptococci e lactococci, Acetobacter [bactéria de ácido acético] e leveduras [fermentos]; alguns tipos de leveduras utilizam a lactose, “quebrando-a”. A vasta espécie de organismos presentes nestes quatro grupos de gêneros é o que torna este produto Único pela complexidade auto-organizadora da sua microflora, enquanto, o iogurte não contém leveduras ou a bactéria acetobacter, nem tão-pouco o elevado numero de diferentes estirpes ou tipos de organismos, que perfazem o vasto espectro da microflora do Kefir. Kefir é uma bebida de cultura de leite que se distingue do iogurte até pela sua aparência, um coalho líquido muito diferente da “coalhada” espessa que se obtêm do iogurte. Pode-se produzir kefir com leite cru ou pasteurizado e à temperatura ambiente e isto de forma simples, econômica e flexível. Isto é válido para qualquer tipo de leite à sua escolha de qualquer

35

marca, com mais ou menos gordura, biodinâmico ou orgânico incluindo leite de origem não animal como é o caso do leite de côco. Por outro lado, culturas de iogurte, incluindo culturas de “arranque” (para quem quer começar) à venda no mercado, são bastante limitadas em termos de produção e desenvolvimento [fermentação] de forma continua. Estas culturas comercializadas, apenas têm a capacidade de preparar Kefir ou [iogurte] com leite recentemente pasteurizado [esterilizado através do calor]. No caso do iogurte, o leite “inoculado” DEVE ser incubado entre 8 a 12h, a temperaturas entre os 37º C a 45º C [97º -113º F]. Não esquecendo que um incubador é essencial para manter estas temperaturas, e que para além da compra implícita de um à que ter ainda em conta os gastos com o seu funcionamento. Assim à escassa qualidade destes produtos comercializados sobrepõe-se a incapacidade de se produzirem à temperatura ambiente. Contudo, os nossos grãos têm a capacidade de se propagarem e adaptarem a temperaturas que vão desde os 4º C até 40º C [39º F – 104º F]. Isto se deve ao fato da sua microflora ter desenvolvido um alto nível (bom estado) de auto-organização graças ao desenvolvimento em leite cru, à temperatura ambiente ao longo de muitos séculos. Autentico Kefir tradicional NÃO PODE ser produzido comercialmente. As Culturas de “arranque” já referidas encontram-se à venda frequentemente sob a forma de pó. Como tal não são grãos de Kefir, mas sim uma cultura de “arranque” inferior, e que defrauda quem o adquire e desprestigia o kefir autentico e tradicional. Da mesma forma que as culturas de iogurte, as culturas de “arranque” de kefir comercializado não tem a capacidade de se produzir em leite cru não pasteurizado. Ou seja, a microflora nativa do leite cru combate os organismos das culturas de “arranque” comercializadas perdendo estas ultimas a “batalha” pelos nutrientes. Por isso até à data é impossível propagar espontaneamente os grãos de Kefir, extraídos de culturas sem grãos (como é o caso das que se apresentam no mercado sob a forma de pó) ou de produzir qualquer forma de kefir comercial incluindo preparações comerciais de culturas de “arranque”. Devido a isto, os grãos de Kefir só podem ser propagados tendo origem em GRÃOS DE KEFIR PROPAGÁVEIS JÁ EXISTENTES. Por isso, deve-se obter inicialmente Grãos, de forma a propagar mais grãos [só se consegue grãos tendo grãos] produzindo-os de forma tradicional com autênticos grãos de kefir. Todos os tipos de culturas de “arranque” de ácidos lácteos não geneticamente modificados disponíveis nos dias de hoje, têm em comum o fato de os organismos acabarem eventualmente por falhar ao produzir-se. Uma das razões principais para isto deve-se a uma determinada infecção de vírus conhecida como Infecção Bacteriofagócita. Cada tipo específico de vírus fagócito só pode infectar, ou atingir uma estirpe específica [susceptível] de bactéria de acido lácteo [LAB]. Viroses fagócitas causam infecções quando o vírus injeta o seu cromossoma ou ADN na célula da bactéria de acido lácteo [LAB]. A bactéria infectada torna-se então numa “fábrica” de vírus. Por fim, a parede da célula da bactéria de acido lácteo [LAB] infectada rompe, libertando inúmeras recém criadas viroses. É escusado dizer que a rotura destrói a bactéria de acido lácteo [LAB] durante o processo e dentro de um curto espaço de tempo, a anteriormente vasta população de bactérias de acido lácteo [LAB] está irremediavelmente perdida. Desta forma a infecção bacteriofagócita é também responsável pela perda de “potencia” (vigor) das culturas de “arranque” de kefir comercializado, que num breve espaço de tempo deixam de produzir levando inevitavelmente a que o consumidor tenha de comprar um novo lote ao vendedor da cultura. Na realidade, Viroses fagócitas têm um lado positivo, trabalhando contra os benefícios financeiros dos vendedores de culturas de “arranque”. No Grupo Fazendo Kefir temos outra filosofia de vida: doamos kefir para que todos possam vir a beneficiar das suas propriedades, aprendendo a tratar do kefir, mantendo-o saudável não só para SEU uso pessoal mas como um presente para as gerações futuras. A limitada diversidade dentre as espécies de organismos estrategicamente selecionados para preparar as culturas de “arranque” comercializadas nos nossos dias transformam-nas numa “fabrica” condicionada, limitada na sua essência. Contudo, com os grãos de Kefir autênticos qualquer estirpe de organismos presentes na sua microflora tem a capacidade de superar muitos fatores limitativos sendo ainda portadores de uma natural proteção contra infecções de agentes fagócitos (imunidade). No caso

36

de qualquer estirpe de organismo falhar, haverá um maior possibilidade de que outra estirpe tenha maiores probabilidades de triunfar, transportando mecanismos de sobrevivência para futuras gerações (prole). Isto demonstra a vastidão de tipos de organismos e a complexidade dentre a autoorganizadora microflora do “Nosso” Kefir. Para além disto, os grãos de Kefir autênticos “trabalham” pró -ativamente, tendo a capacidade de adotar organismos “selvagens” amistosos (inofensivos) presentes no ambiente local (onde é produzido). Assim, cada organismo adotado tornar-se-á parte da “Nossa“ extensa família já que a doação de kefir é comum não só neste grupo mas sobretudo em culturas espalhadas pelo mundo que conhecem os seus benefícios seculares. Estes organismos “adotados” irão trazer benefícios para esta microflora já que virão equipados com resistência a agentes infecciosos, provocados por diversos vírus. Esta é uma das razões pela qual o Kefir autêntico tem vindo a propagar-se com êxito ao longo de tantos séculos! Se a Saúde e o bem-estar do indivíduo é em parte um reflexo do que o mesmo consome... então é razoável preferir, e exigir, um produto natural e tradicional. Especialmente um que resistiu ao tempo tal como os grãos de Kefir tradicional e a sua cultura – produto. Para produzir culturas – produto, tal como kefir comercializado no mercado e culturas de “arranque” comercializadas à venda, existem códigos deontológicos específicos que os produtores vendedores devem respeitar. Em certos países ou estados esses códigos estipulam restrições específicas em relação ao que é ou não permitido num produto alimentar destinado à venda no mercado. Para dar um exemplo, citamos a o Código Agrícola e Alimentar da Califórnia, artigo 38871: Leite comercializado ou leite comercializado associado com leite sem gordura (nonfat) proveniente do comércio de lacticínios, com ou sem adição de sólidos de leite comercializado, aromatizados ou temperados, que é certificado como leite cru ou tenha sido pasteurizado e posteriormente fermentado por Lactobacillus bulgaricus, Lactobacillus acidophilus, e Lactobacillus caucasicus podem ser vendidos como kefir, kefir de gordura reduzida, lowfat ou light (lite) kefir, ou nonfat, desnatado (skim), ou sem gordura (fat-free) kefir, ou nomes semelhantes que possam ser característicos do produto e aprovados pelo Ministério. O produto pode conter estabilizadores comestíveis inofensivos não excedendo seis décimos de 1 por cento. Deverá conter não mais de 10 bactérias de coliform por grama e deverá ser livre de bolor (mofo), fermentos e outros fungos, e outras bactérias proibidas (censuráveis) que podem prejudicar a qualidade do produto. Isto estipula claramente que o Kefir destinado à venda deve ser livre de fermentos e fungos. E no entanto, os fermentos ou leveduras são um dos componentes essenciais do autêntico Kefir tradicional. Realçando mais uma vez a questão dos grãos de Kefir transcrevemos a seguinte pesquisa para ajudar a clarificar este assunto: Mini – Resumo: “578 amostras de grãos de Kefir foram examinadas bacteriologicamente nas fábricas de lacticínios em Moscovo, Irkutsk, Tula, Stavropol’ e Kuibyshev”... “Em observação direta através do microscópio, deverão ser sempre detectáveis as células do ácido lácteo, do streptococci e dos fermentos (leveduras).” Mini – Resumo:"Quando o Kefir foi feito de grãos com fermento (levedura); bactéria de acido lácteo na proporção de 1:5.6, 1:15 (cultura tradicional) e 1:46, aumentar ou reduzir a proporção de fermentos (leveduras) nos grãos resultou em alterações de sabor". Em muitas situações, o código deontológico tal como o artigo 38871 do código Agrícola e Alimentar citado acima, despreocupadamente omite de forma estratégica os simples fatos fornecidos pela pesquisa. Em vez disso, tais códigos deontológicos “estrangulam” a possibilidade para o uso de grãos de Kefir na produção de autentico Kefir Tradicional, destinado à venda no mercado. Infelizmente, achamos que a maioria se não todos os produtos de cultura tradicional, natural do passado, são um desafio extremamente aliciante para a produção em massa no mercado. Isto, se esta produção não adulterar o produto final ou o seu significado, o que poderia verificar-se no caso do Kefir autêntico e tradicional: Um presente dado pelos Deuses ao simples mortal! Isto se também deseja receber estas “Pérolas” de Kefir como um presente. É desta forma que “O Grupo Fazendo Kefir” encara esta dádiva e, ao contrário de outros grupos transmitimos altruistamente o que nos foi passado... O DOM de ajudar desinteressadamente!.

37

Receitas com Kefir, Cream-Cheese ou kefiraride

A seguir, encontram-se algumas das receitas divulgadas na Internet ou nas mensagens do Grupo Fazendo Kefir, mas o uso do kefir em receitas culinárias oferece ilimitadas opções, bastando substituir na maior parte das receitas disponíveis nos velhos livros da vovó ou na Internet o cream-cheese, o iogurte ou o leite, respectivamente, por cream-cheese de kefir, kefir de leite ou kefiraride. Porém, é importante lembrar que o kefir, quando aquecido, perde muito de suas qualidades probióticas, pois a maior parte dos micro-organismos que as propiciam acabam por morrer. Portanto, dê preferência às receitas cruas e apenas use o kefir em receitas de forno e fogão se houver muita sobra em casa.

Onde o Kefir não é Aquecido

Onde o Kefir é Aquecido Biscoitos Secos para Cães e Gatos Bolo Salgado de Kefir Esfiha Espetinhos de Frango com Kefir Frango com Caril (Curry) Pãezinhos de Kefir de Leite Massa com molho de kefir e curry Panquecas Pão de Linho caseiro com Kefir Pão de Queijo Pão de Soda Irlandês Picadinho Especial com Kefir Pizza Queijo Branco Recheio de Camarão (não leva kefir) Recheio de Carne Recheio de Frango Requeijão de Kefir de Leite Rocambole de Arroz e Kefir Suflê de Espinafre Torta de Kefir - Massa Torta Light de Atum = Leva kefiraride = Leva Cream-cheese

Alimentos Salgados

Coquetel de Camarão Kefir a Grega (prato frio) Kefir Cremoso Kefir Mascarpone Maionese Margarina Probiótica Mouse de Camarão Mouse de Peixe Penne com Kefir e Hortelã Queijo de Kefir com Ervas Queijo de Kefir com Queijo Industrializado Salada de Atum Salada Morna de Conchiglione Salada Natalina Sopa Fria de Kefir Sopa Fria de kefir Tizatziki - Salada Grega

Legenda:

= Leva kefir de Leite

= Leva kefir de Água

38

Pão de Queijo
Ingredientes
o o o o o o o o o o o

500 gramas de polvilho doce 100 gr. de margarina (forno e fogão) 2 xíc. de kefir 1 ovo 250 gr. mussarela ralada (ralo grosso) Sal a gosto Em uma tigela coloca-se o polvilho ,acrescenta-se o kefir, a margarina derretida e o ovo, mistura-se bem Acrescentar a mussarela ralada e misturar novamente Se achar muito seco, pode acrescentar mais kefir Colocar em forminhas untadas(como as de empadas ou pão de mel) Levar ao forno pré-aquecido á 180°C por + ou - 30 minutos (dependendo do forno)

Modo de Preparar

Coquetel de Camarão
Ingredientes o 500 gramas de camarão médio ou grande cozido o alface (usar as folhinhas mais tenras do miolo da molhe)
o

Molho Golf  04 colheres de maionese  02 colheres de catchup
  

Rendimento: 8 taças

01 colher (chá) de molho inglês 02 colheres (chá) de gim ou conhaque 02 colheres de cream-cheese

Sal e pimenta-do-reino a gosto Modo de Preparar
o

o

Misturar bem em uma tigela, o molho com a maionese, o catchup, o molho inglês, o gim ou conhaque e, por último o cream-cheese, fazendo um creme bem homogêneo; Salpicar um pouquinho de sal e pimenta do reino (o ideal é a ralada na hora); Pique os camarões (que deverão ser fervidos em água) e a alface; Em uma taça, disponha a alface; Cubra com os camarões; Salpique mais sal e pimenta-do-reino sobre os

o o o o o

39

camarões;
o o

Despeje o molho sobre os camarões; Enfeite a taça com um camarão grande ou salsinha.

Kefir a Grega (prato frio)
Ingredientes o 250 ml de cream-cheese escorrido por 12 horas
o o

200 ml de mel de boa qualidade, bem aromático 100gr de nozes partidinhas ou amêndoas, avelãs, sésamo tostado ou amendoim tostado. Se for sésamo a quantidade é pequenina Passe o kefir de leite num paninho molhado e torcido, na geladeira, durante a noite (12 horas), para obter o cream-cheese Com uma colher coloque em taças individuais, regue com mel e salpique com as nozes partidinhas, avelãs, sésamo Sirva fresquinho

Modo de Preparar
o

o

o

Kefir Cremoso
Este queijo é "probiótico" por causa de seus ingredientes, incluindo o tomate, o saquê (alimentando os micro-organismos do queijo, os mantêm vivos quando armazenados às baixas temperaturas) e o gergelim, que é muito rico em cálcio. Apesar desta grande quantidade de cálcio, quando o gergelim está inteiro, a maior parte dele está indisponível. A fermentação contínua pode ajudar na sua liberação. Embora ao fazer o Gomashio de sementes de gergelim você desnature a maior parte dos agentes que o prendem (como oxalatos e fitatos) que são encontrados nas cascas do gergelim, o cálcio é liberado na digestão, ou quando é utilizado em queijos que são maturados por 4 dias ou mais antes do consumo.
Ingredientes
o o o o o o o o o

1 cream-cheese de 1 dia ( 250 g) 2 colheres de sopa de sementes de gergelim pretas ou Gomashio (comum em lojas de produtos naturais) 1/2 colher de sopa de sal marinho refinado Cebolinhas frescas ou secas 3 colheres de sopa de azeite extra virgem (opcional) 1/2 colher de sopa de gengibre 2 colheres de sopa de sakê 1 colher de sopa de molho de soja

1/2 colher de sopa de pimenta moída Modo de Preparar

40

o

Gomashio - Sementes de gergelim temperadas com sal. Substitui o sal como tempero e é muito mais saudável.
    

Coloque as sementes de gergelim em uma peneira e lave-as sob a água corrente Deixe secar Coloque o gergelim seco em uma panela ou frigideira quente com 1/2 colher de sopa de sal Mexa continuamente para misturar o sal e impedir que as sementes se queimem Quando as sementes começarem a pipocar, tampe na panela e agite-a algumas vezes por alguns segundos para prevenir que as sementes se queimem Quando elas estiverem quase parando de pipocar e estiverem com um tom marrom dourado, rapidamente coloque-os em uma tigela para que parem de tostar

o o o o

Pique os tomates secos em cubos pequenos Corte a cebolinha, em pedacinhos bem fininhos Corte o gengibre em pedaços pequenos Coloque o cream-cheese em um prato fundo e misture todos os ingredientes (exceto a 1/2 colher de sopa de Gomashio que é usado para guarnecer o queijo) Este queijo pode ficar armazenado na geladeira por alguns dias, pois os sabores vão "apurando"

o

Kefir Mascarpone
Ingredientes
o o o o o o o o o o

Rendimento: 400gr Validade: 1 mês em geladeira

1 Lt. de leite integral ou desnatado 250 ml de creme de leite fresco não engrossado 2 - 4 colheres de sopa de grãos de kefir 1/2 colher de sopa de sal Misture o creme e o leite, depois os coloque em uma jarra com os grãos de kefir Deixe à temperatura ambiente por 12-24 horas Depois de coar o kefir e separá-lo dos grãos, misture o sal Proceda como se fosse preparar o cream-cheese drenando o soro da mistura por aproximadamente 12 horas O cream-cheese resultante é o Mascarpone Armazene-o em vasilhame hermeticamente fechado na geladeira

Modo de Preparar

41

Maionese
Ingredientes
o o o o o

1 cream-cheese de 1 dia (250 g) Tempero a gosto

Óleo de Canola ou Oliva Modo de Preparar Bater no liquidificador o cream-cheese de um dia com um pouquinho de óleo de canola ou oliva Temperá-la a seu gosto

Margarina Probiótica
Você terá uma margarina probiótica, rica em ômega 3,Vitamina E, e contribuindo para melhorar seu nível de colesterol e sem conservantes.
Ingredientes o 1 cream-cheese de 3 dias_ 250 g( tem que ter consistência firme) o 1/2 xícara de chá óleo de canola (125 ml)
o o o

1/2 colher de chá rasa açafrão (nacional) sal (opcional) Colocar um cream-cheese (com 3 dias saindo o kefiraride na geladeira) em uma batedeira ou liquidificador e aos poucos acrescentar o óleo de canola, bater por 15 minutos, acrescentar o açafrão e bater por mais 5 minutos.Se desejar colocar uma pitada de sal Rendimento aprox.: um pote de 500g

Modo de Preparar

o

Queijo de Kefir com Ervas
Ingredientes o 250 g. de cream-Cheese
o o o o o

1/2 col. de chá de sal pimenta branca uma pitada de stévia 1 colher de sopa de manteiga 1 ou 2 ervas aromáticas como: alho, salsinha , cebolinha verde, manjericão, estragão, etc.

42

Modo de Preparar
o

Misture o cream-cheese, o sal, a pimenta branca, a stévia para tirar o azedinho e a manteiga para lhe dar uma textura cremosa Junte as ervas aromáticas Se tiver formas de queijo (anéis de 10 cm de altura), coloque aí a massa e deixe secar ao ar Senão ponha em caixinhas na geladeira. São ótimos para comer em saladas

o o o

Queijo de Kefir com Queijo Industrializado
Ingredientes
o o

500ml de kefir de leite

1 embalagem pequena de queijo industrializado do tipo bonjour ou cottage sabores Modo de Preparar o Misturar o kefir ao queijo e colocar no coador de café do tipo melita na geladeira até soltar o kefiraride

Sopa Fria de Kefir
Ingredientes o 750 ml. de Kefir
o o o o

Um pepino pequeno Uma xícara de agrião Um raminho de salsinha verde

Noz moscada a gosto Modo de Preparar o Bater o kefir, o agrião, a salsinha e a noz moscada na batedeira o Servir fria, acompanhada do pepino cortado em cubinhos

43

Sopa Fria de kefir
Ingredientes
o o o o o o o o o o o o

1/2 xícara de passas 600 ml de kefir 1/2 xícara (chá) de creme de leite 01 ovo cozido e picado 02 pepinos japonês picados sem a semente ¼ de xícara (chá) de cebolinha picada 01 colher (sopa) de salsinha picada 01 colher (chá) de endro 06 cubos de gelo Sal e pimenta-do-reino a gosto Colocar as passa de molho a água morna por 5 minutos, escorrer e reservar Misturar todos os ingredientes em uma tigela, juntar as passas e acrescentar 01 xícara de água gelada a mistura. Temperar a gosto e levar a geladeira por 03 horas antes de servir Enfeitar com salsinha

Modo de Preparar

o

Salada Natalina
Ingredientes
o o o o o o o

1/2 xícara (chá) de kefir 1 colher (sopa) de maionese sal a gosto 1 colher (chá) de suco de limão 3 xícaras (chá) de cenoura ralada crua 1 maçã picada salpicada com suco de limão para não escurecer 3 colheres (sopa) de uvas passas escuras sem sementes

Modo de Preparar o Misture os três primeiros ingredientes numa tigela e reserve
o o o

Misture os demais ingredientes em outra tigela e cubra com o molho Deixe em geladeira por, pelo menos, 1 hora Sirva sobre folhas verdes

44

Tzatziki - Salada Grega
Ingredientes
o o o o o o o o o o

1/2 kg de kefir (bem cremoso - retirar um pouco do kefiraride) 2 dentes de alho 2 pepinos 4 colheres sopa de azeite 2 colheres sopa vinagre 2 colheres sopa de endro seco Ralar o pepino com ralador grosso Colocar sal e deixar descansar por 20 minutos até sair toda a água do pepino Misturar com o kefir e temperar com azeite, vinagre, sal, pimenta e o endro Servir com pão sírio

Modo de Preparar

Salada de Atum
Molho
o

Ingredientes:  ½ copo de kefir(100g)  ½ xícara de leite desnatado ou kefiraride
  

½ colher (café) de molho inglês ½ colher (café) de mostarda ½ colher (café) de suco de limão e 1 pitada de sal Misture todos os ingredientes até formar um creme uniforme Conserve sob refrigeração em recipiente tampado até a hora de servir

Rendimento: 240g. Salada com proteína Substituir uma refeição Tempere na hora de servir

o

Modo de Preparo:
 

Salada:
o

Ingredientes:
     

½ lata de atum em conserva em água e sal 1 colher (sopa) de cebola ralada ¼ xícara de cheiro-verde picado ½ xícara de tomate sem semente cortado em cubinhos 2 colheres (sopa) de molho 1 xícara de alface picada temperada com 2 colheres (chá) azeite

45

     o

1colher (chá) de vinagre balsâmico

1 pitada de sal Modo de Preparo: Escorra a água do atum Misture com a cebola, o cheiro-verde e o tomate aos poucos Acrescente o molho de kefir

Guarnição:
o

Ingredientes:
  

6 folhas de alface inteiras 1 colher (sopa) de cheiro-verde, temperadas com 2 colheres (chá) de azeite 1 colher (chá) de vinagre balsâmico e 1 pitada de sal Arrume as 6 folhas de alface em um prato raso coloque a salada de atum no centro e a alface previamente temperada picada em volta Salpique 1 colher (sopa) de cheiro-verde por cima do atum e sirva a seguir Prepare essa receita no momento do consumo, mas se isso não for possível conserve-a em recipiente tampado, sob refrigeração até a hora de servir

o

Modo de Preparo:
 

 

Mousse de Camarão
Ingredientes
o o o o o o o o o o o o

1 kg camarão pequeno 1 xíc maionese 2 xíc água de cozimento dos camarões 1 copo de kefir 1 envelope de gelatina em pó sem sabor 1 cebola ralada 1 colher molho inglês 1 xíc cheiro-verde picado 1/2 xíc coentro picado 1/2 xíc salsão picado bem fininho (sem as fibras do talo) sal e pimenta-do-reino alface para enfeitar

Nutricional por porção: Calorias: 309,67 Colesterol: 8,00 Carboidratos: 142,62 Proteínas: 12,50 Sódio: 37,83 Total Gordura : 14,00

Modo de Preparar

46

o o o

Limpe bem o camarão, cozinhe-o em água e sal durante 10 min. Reserve 2 xícaras da água em que foi cozido Bata no liquidificador ou no processador de alimentos os camarões cozidos, o kefir, a cebola já ralada, o molho inglês, a maionese, o cheiro-verde, o coentro, o salsão, salgue e apimente Desligue o liquidificador Dissolva a gelatina na água do cozimento dos camarões e junte aos demais ingredientes Bata novamente, por 5 min. Ponha em fôrma molhada e leve à geladeira Desenforme sobre folhas de alface ou de agrião Sirva com um destes molhos:
 

o o o o o o

Alface cortada em tirinhas finas, misturada à maionese Maço de coentro (bem lavado) passado no liquidificador com azeite e 1 xícara de camarões secos Dois copinhos de kefir, temperados com alho, limão e sal

Mousse de Peixe
Ingredientes
o o o o o o o o o o o o o o o

400 g de filé de pescada Sal e pimenta a gosto Suco de 1 limão 1 1/2 xícara de água para cozimento 1/2 envelope de gelatina incolor sem sabor 1 envelope de gelatina vermelha sem sabor 7 colheres (sopa) de água 3 colheres (sopa) de salsinha picada 1 xícara de kefir (150ml) 300 ml de cream-cheese 1 cebola picada óleo para untar Tempere os filés com sal, pimenta e o suco de limão Cozinhe o peixe na água por aproximadamente 5 minutos Hidrate as gelatinas com 7 colheres (sopa) de água fria e deixe descansar por 5 minutos

Rendimento: 6 porções Gordura: 89 mg Calorias: 297 Preparo: Fácil Tempo: 1h30

Modo de Preparar

47

o o

Leve ao fogo em banho-maria ou ao micro-ondas para dissolver por completo Bata no liquidificador o peixe, as gelatinas e o restante dos ingredientes (salsinha, kefir, creamcheese, cebola e sal) Coloque a mistura numa forma decorativa untada com óleo e leve à geladeira por 4 horas

o

Salada Morna de Conchiglione
Ingredientes o 1 pacote de conchiglioni o 100 g de cream-cheese bem firme (mais de três dias saindo kefiraride) temperado ou ricota defumada o 100g de requeijão o 2 colheres de sopa de salsinha picada o 1 maço de rúcula o 1 cebola picada o 3 tomates sem pele nem sementes o 2 colheres de sopa de azeite o 20 folhas de manjericão o sal e pimenta-do-reino Modo de Preparar o Refogue a cebola no azeite até que ela amoleça levemente o Adicione os tomates picados, abaixe o fogo e deixe cozinhar até o molho ficar bem espesso o Tempere com sal, pimenta e as folhas de manjericão o Reserve o Rale a ricota defumada ou amasse o cream-cheese e misture com o requeijão o Reserve o Cozinhe a massa conforme as instruções da embalagem, recheie com a ricota e espalhe por cima de cada massa a salsinha picada o Montagem do prato: Espalhe o molho no fundo de dois pratos o Por cima dele, forme uma flor com as folhas de rúcula o Em cima da rúcula, arrume a massa, também formando uma flor e decore com folhinhas de rúcula

48

Salada da Fazenda
Salada:
o

Ingredientes:
       

4 xíc. (chá) de acelga cortada fininha ½ xíc. (chá) de cenoura ralada ½ xíc. (chá) de repolho roxo cortado fino ¼ xíc. (chá) de pimentão verde cortado fino ¼ xíc. (chá) de pimentão vermelho cortado fino ½ xíc. (chá) de salsão cortado fino sal a gosto folhas de alface romana

o

Modo de Preparar:  Tempere com sal os legumes cortados e coloque numa peneira para escorrer o excesso de água. Ingredientes:
      

Molho:
o

1 col. (sopa) de cebola ralada 1 col. (sopa) de salsinha picada 1 col. (chá) de pimenta-do-reino branca 4 col. (sopa) de kefir 2 col. (sopa) de maionese 1 col. (chá) de adoçante sal a gosto Misture todos os ingredientes do molho, junte aos legumes e misture bem. Montagem: Distribua a salada em folhas de alface romana. Sirva a seguir.

o

Modo de Preparar:
  

Bolo Salgado de Kefir
Ingredientes
o o o o o o

1 1/2 xícara de kefir de leite 1/2 xícara de óleo 3 xícaras de farinha de trigo 3 ovos 1 colher de chá de fermento sal a gosto

49

Modo de Preparar
o o o

Acenda o forno e unte uma forma Bata bem todos os ingredientes (usando batedeira se preferir) Se desejar rechear o bolo, prepare o recheio de sua preferência: camarão, frango ou carne e misturar à massa, sem bater Coloque a massa na forma e leve para assar em forno médio até dourar

o

Pãezinhos de Kefir de Leite
Ingredientes
o o o o

250g (1 3/4 xícaras) de farinha de trigo cerca de 3/4 xícara de kefir de leite 1 colher de sopa de sal

1 colher de sopa de manteiga ou margarina Modo de Preparar o No dia anterior, misture os três primeiros ingredientes e amasse até obter uma massa elástica. Coloque-a em uma tigela, cubra com um filme plástico e deixe-a pernoitar em local quentinho (ex.: armário da cozinha). No dia seguinte, quando a massa tiver crescido bastante e antes que murche, amasse-a novamente e a divida de acordo com a quantidade de pãezinhos desejados (geralmente 16 pequenos), mas pode fazê-los maiores. Estique bem a massa com as mãos até que fique com cerca de 1/2 cm de espessura. Arrume-os em uma forma untada e polvilhada, cubra novamente e deixe-a crescer em local quente por cerca de 30 minutos. Antes de assar pincele os pães com a manteiga ou margarina derretida . Asse-os em forno alto (220ºC) por 5 a 8 minutos ou até que dourem um pouco. Preste atenção para que não torrem, estes pães devem ficar macios. Sirva a seguir ou conserve embrulhado em pano. Esta massa também pode ser utilizada como fundo de pizza. Se não tiver kefir suficiente, complete com água(que pode ser kefir de água)

50

Pão de Linho caseiro com Kefir
Ingredientes
o o o o o o o o

5 xícaras chá farinha de trigo 1.1/2 xícara chá farinha de centeio 1 xícara fibra de trigo 2 colheres sopa semente de linhaça (linho) 3/4 xícara chá óleo de canola 1 colher sopa rasa sal 1 colher sopa rasa açúcar

1 pacote fermento biológico seco (11g) o 3 xícaras chá Kefir de água ou Kefir de leite ou kefiraride Modo de Preparar
o

Em uma tigela misturar todos os ingredientes secos muito bem, fazer um buraco no centro e adicionar o óleo de canola, com o auxílio de uma colher de pau ir mexendo e acrescentando o kefir de água (ou leite, ou kefiraride) aos poucos até obter uma massa uniforme Tirar da tigela e sovar está massa até ficar macia e homogênea (em torno de 10 minutos) Passar óleo na tigela e colocar a massa coberta com um pano para crescer aproximadamente 1 hora (pode colocar dentro de um saco plástico transparente grande) Após esse tempo deve pegar a tigela e sentir se a massa estava leve, se ainda não estiver, feche e deixe mais um pouco Então abaixe a massa com as mãos e corte-a em dois pedaços que serão enrolados como rocambole, deixando a parte que ficou em contato com a tigela para fora Colocar em formas grandes de bolo inglês e deixar crescer por mais 1 h, da mesma maneira anterior Depois levar para assar em forno pré-aquecido por aproximadamente 50 minutos Rendimento: 2 pães enormes e fofos * Opção: Se você tiver tempo poderá suprimir o fermento biológico, utilizando somente o kefir para fermentar, mas terá que deixar a massa fermentando de um dia para outro

o o

o

o

o o o o o o

51

Pão de Soda Irlandês
Ingredientes
o o o o o o o

2 e 1/2 xícaras de farinha de trigo integral 1 xícara de farinha de trigo comum 1/2 xícara de aveia em flocos 50g de margarina ou manteiga 1 colher de chá de bicarbonato 1/2 colher de chá de sal 400 ml de kefir de leite

Modo de Preparar o Pão de preparo rápido. Misture todos os ingredientes secos em uma tigela funda, distribua a margarina e vá amassando com as pontas dos dedos para integrá-la a massa
o

o o

Acrescente o kefir aos poucos até que a massa fique homogênea, se ficar mole demais acrescente um pouco mais de farinha Não sove a massa Divida-a em dois pães redondos e com as costas da faca marque sua superfície (Pão irlandês leva tradicionalmente um marca em cruz, mas aqui preferimos dividir em 12 partes) assim não será necessário usar faca para cortá-lo Asse em forno alto de 20 a 30 minutos Se quiser adicione ervas frescas como tomilho ou sálvia Pode acrescentar queijo ralado, cebola picadinha Também pode usar farinha de centeio que dará um toque especial ao pão Se quiser preparar um pão doce acrescente uvas passas ou frutas cristalizadas

o o o o o

52

Picadinho Especial com Kefir
Ingredientes
o o o o o o o o o o o

4 colheres de sopa margarina light 2 cebolas médias picadas 1 Kg de coxão mole em tiras 1 lata de milho verde escorrido 1 envelope de tempero pronto tipo sazon ou grill 2 colheres de chá de sal 1 colher de sopa de farinha de trigo 1 xícara de chá de polpa de tomate 200 ml de água fervente 150 g cream-cheese cheiro verde a gosto

Modo de Preparar o Derreta a margarina em fogo alto e refogue a cebola. Junte a carne e frite-a até mudar de cor o Acrescente o milho, o tempero pronto, o sal e com uma Peneira a farinha de trigo
o

Misture bem, adicione a polpa de tomate e a água fervente, tampe para cozinhar em fogo baixo por 30 minutos até que a carne amoleça. Desligue, espere esfriar por 10 minutos e junte o Kefir de leite (cream-cheese) e o cheiro verde Sirva com arroz branco

o

o

Panquecas
Ingredientes
o o o o o o o o

1 ¼ xícara de farinha de trigo; ½ colher (chá) de sal; 1 colher(chá) de bicarbonato de sódio; 1 pitada de fermento em pó; 1 gema ligeiramente batida; 1 copo de kefir; ¼ de xícara de kefiraride; 2 claras Numa tigela, peneire a farinha, o sal, o bicarbonato e o fermento Misture a gema, o kefir e o kefiraride e junte à mistura da farinha Mexa apenas o suficiente para os ingredientes

Rendimento: 26 panquecas

Modo de Preparar
o o o

53

ficarem úmidos: a massa ficará empelotada
o o o

Bata as claras em neve firme, sem ser seca, e adicione à massa Aqueça uma frigideira antiaderente com diâmetro interno de aproximadamente 8 cm Coloque a massa às colheradas (com colher de sopa), na frigideira quente, e frite em fogo baixo até que a superfície das panquecas borbulhe Vire e frite do outro lado até dourar ligeiramente Sirva imediatamente com geleia dietética a seu gosto

o o

Massa com molho de kefir e curry
Ingredientes
o o o o o o o o o o o o o

4 xícaras (chá) de farinha de trigo 2 ovos 4 colheres (sopa) de óleo 250 g de kefir 6 cebolinhas com bulbo 1 colher (sopa) de curry

Rendimento: 4 porções Fonte: Revista Água na Boca

sal e pimenta-do-reino branca a gosto Modo de Preparar Peneire a farinha sobre uma superfície plana, abra uma cavidade e quebre no centro os ovos Acrescente 1 colher (sopa) de óleo, 3 colheres (sopa) cheias de kefir e 1 colher (chá) de sal Misture bem os ingredientes com as mãos e forme uma bola Envolva-a em filme plástico e deixe descansar durante meia hora Em seguida, abra a massa em uma folha fina e corte-a em tiras no máximo 15x15 cm Pique em pedaços grandes a cebolinha e refogue em uma frigideira, de preferência antiaderente, com o óleo restante, por 5 minutos Junte o curry, o kefir restante e 200 ml de água quente Adicione o sal e pimenta-do-reino e deixe encorpar até obter a consistência de molho de tomate Cozinhe a massa em água fervente salgada Escorra quando estiver al dente e tempere em seguida com o molho de kefir

o o

o o

54

Recheio de Camarão (não leva kefir)
Ingredientes
o o o o o o o o o o o

400 g de camarão para molho 1 tomate picado 1/2 cebola picada tempero (coentro, salsa, cebolinha, pimenta do reino,...) 1 xícara de palmito 1/2 xícara de azeitona 1 colher de chá de azeite Dourar a cebola no azeite, acrescentar o tomate e deixar cozinhar um pouco Juntar o camarão temperado a gosto deixando cozinhar até ficar rosado Juntar o palmito e as azeitonas Mexer e esperar esfriar um pouco antes de usar

Modo de Preparar

Recheio de Frango
Ingredientes o 1 peito de frango cozido e desfiado o 2 xícaras de patê de kefir (cream-cheese temperado a gosto)
o o o o o o o o o

1 lata de milho verde 2 ovos 3 colheres de queijo parmesão ralado 1 tomate picado 1 cebola média picada cebolinha verde manjericão sal a gosto Frite a cebola no azeite até ficar transparente, coloque o tomate picado, os outros temperos, o sal e deixe refogar um pouco, depois adicione o frango e o milho mexendo sempre. Desligue o fogo e reserve Em uma tigela bata os ovos ligeiramente, coloque o patê e o queijo ralado, acrescente tudo ao refogado, misturando tudo muito bem Deixe esfriar um pouco antes de usar

Modo de Preparar

o

o

55

Recheio de Carne

Ingredientes o 300 g de carne moída magra (moer duas vezes) o caldo de um limão o sal e pimenta síria à gosto o cheiro verde picado o hortelã picada o 1 cebola grande cortada em cubinhos o 1 tomate cortado em cubinhos sem sementes o 1 pitada de canela em pó o 500 ml de kefir de leite Modo de Preparar o Misture todos os ingredientes, com exceção do kefir e deixe em geladeira por duas horas o Use para rechear a esfiha o Abra as bolinhas de massa em formato redondo, coloque uma bolinha de recheio e uma colher de sobremesa de kefir o Leve para assar em forno quente pré aquecido a 250ºC por aproximadamente 10 minutos o Esta receita pode ser feita também em formato de esfiha fechada

Requeijão de Kefir de Leite
Ingredientes
o o o o o

250 g cream-cheese 100 g de manteiga sem sal 1/2 colher de chá de sal 1 copo de leite 2 colheres de sopa de maisena

Modo de Preparar o Colocar o cream-cheese, a manteiga e o sal no liquidificador o A parte prepare um creme com um copo de leite e as 2 colheres de sopa de maisena
o

Coloque este creme ainda quente (tendendo a morno) no liquidificador com os outros ingredientes e bata bem Colocar em potes de vidro com tampa Guardar na geladeira Pode usá-lo em lasanha /pizza 4 queijos pois fica um creme muito bom, menos enjoativo que o requeijão normal

o o o

56

Suflê de Espinafre
Ingredientes
o o o o o o

4 colheres de sopa de margarina light 4 colheres de sopa de farinha de trigo 1 xícara de chá de kefiraride pimenta-do-reino e noz-moscada a gosto 2 colheres de sopa de cream-cheese light (kefir feito com leite desnatado) 3 xícaras de chá de espinafre cozido escorrido e picado 2 gemas

Rendimento: 6 porções Calorias: 161 kcal Carboidratos = 13.90 g Proteínas = 7.46 g Lipídios = 8.83g

o o o

2 claras Modo de Preparar Em uma panela com o fogo alto, derreta a margarina e adicione a farinha e o leite, aos poucos mexendo sempre Tempere com a pimenta-do-reino e a nozmoscada. Diminua o fogo e acrescente o cream cheese e o espinafre Cozinhe até o queijo derreter Bata as gemas com um garfo e acrescente a mistura de espinafre mexendo bem Cozinhe até engrossar Desligue o fogo Bata as claras em neve e adicione a mistura mexendo delicadamente Coloque em uma forma untada (própria para suflê) e leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente 35 minutos ou até que o suflê doure por cima Sirva a seguir

o

o o o o o o

o

Torta de Kefir - Massa
Ingredientes o 350g de farinha de trigo
o o o

150g de margarina gelada e picada 250 ml(1 copo) de kefir de leite 1 colher de sobremesa rasa de sal

Modo de Preparar o Misture a farinha com a margarina e o sal, faça uma farofa
o

Aos poucos vá colocando o kefir de leite até ficar uma massa lisa e homogênea

57

o o o o o

Forre uma forma de fundo falso com essa massa Prepare o recheio de sua preferência: camarão, frango ou carne Coloque o recheio e faça uma tampa com a massa Pincele com gema misturada com azeite ou polvilhe com queijo ralado Leve ao forno pré-aquecido a 200° C por aproximadamente 45 minutos ou até dourar

Esfiha
Ingredientes
o o o o

30 g de fermento biológico (para pão) 250 ml de Kefir de leite 1 xícara (chá) de água 1 ovo 1 colher (sopa) de sal 1 colher (sopa) açúcar ou quantidade equivalente de adoçante culinário 1 colher (sopa) margarina light ½ xícara (chá) de óleo de canola ou girassol 600 g de farinha de trigo aproximadamente

Rendimento: 30 porções

o o o o o

Modo de Preparar o Bata no liquidificador todos os ingredientes, com exceção da farinha de trigo o Passe para uma vasilha e acrescente a farinha de trigo aos poucos, a massa não deve ficar dura e sim, elástica o Cubra e deixe crescer até que dobre de volume
o o o o

Faça bolinha e deixe crescer novamente Abra as bolinhas de massa em formato redondo, coloque uma bolinha de recheio e uma colher de sobremesa de kefir Leve para assar em forno quente pré aquecido a 250ºC por aproximadamente 10 minutos Esta receita pode ser feita também em formato de esfiha fechada

58

Biscoitos Secos para Cães e Gatos
Ingredientes
o o o o

1 e 1/2 xícaras de farinha de arroz integral 2 colheres de sopa gérmen trigo 1/4 xícara de arroz integral 1/4 xícara de farinha de soja, tofu, ou tempeh (tempeh é melhor e pode ser achado em lojas de comidas naturais ou asiáticas). Tempeh contém antioxidantes naturais que preservarão o produto final 1/4 xícara de cenoura ou alcaravia ralada fina 3 colheres de sopa de salsa fresca cortada bem fininha ou 2 colheres de sopa de salsa desidratada 1 colher de sopa melado de cana 3 colheres de sopa óleo de azeite (ou outro bom óleo, incluindo óleo de coco) 1 colher de sopa de kelp em pó ou outras ervas marinhas por exemplo Wakame, Hijiki ou Nori etc. No caso desses 3 últimos ingredientes, corte bem fininho, após deixar de molho na água por 20 min. (encontrado em lojas naturais ou asiáticas) ingrediente exclusivo para gatos - 1 colher de sopa de cataria (erva dos gatos) ralada ou sálvia (Artemísia) 2 colheres de sopa de casca de ovo moída, ou pó de osso de peixe 1/2 xícara de kefiraride ou Kefir de leite(kefir vencido ou maduro é melhor) 1/4 de xícara farinha de linhaça (semente de linho) 1 colher de sopa óleo do fígado de bacalhau Misture todos os ingredientes Amasse por 3 minutos (se muito seco adicione mais kefir) Passe o rolo até que a massa tenha uma espessura de 1 cm Corte em tirinhas estreitas Asse por 25/30 min. em forno moderado 160º C. Tome cuidado para não queimar as tiras Se não ficar duro e seco o suficiente, desligue o forno e deixe o tabuleiro no forno quente por mais meia hora ou hora inteira

o o o o o

o

o o o o o o o o o o

Modo de Preparar:

59

Rocambole de Arroz e Kefir

Ingredientes o 2 xícaras de arroz cozido o 1/2 xícara (chá) de azeite de oliva o 1 xícara (chá) de kefiraride o 3 ovos o 5 colheres (sopa) de farinha de rosca o 1 colher (sopa) de fermento em pó o 4 pepinos-japoneses picados com a casca o 4 colheres (sopa) de maisena o 400 ml. de kefir o sal a gosto Modo de Preparar o Coloque no liquidificador o arroz, o azeite de oliva (reserve 1 colher de sopa), o kefiraride, as gemas, 4 colheres (sopa) de farinha de rosca, o fermento em pó e o sal o Bata até ficar homogêneo o Retire, transfira para uma tigela e incorpore as claras batidas em neve o Misture delicadamente o Distribua a massa em uma assadeira para pão de ló (36 x 25 cm), untada com o azeite reservado e polvilhada com a farinha de rosca restante o Asse em forno médio, pré-aquecido, por 45 minutos, ou até dourar o Coloque no processador o pepino, a maisena, o kefir e o sal o Bata bem, transfira para uma panela e cozinhe, sem parar de mexer, até obter um creme encorpado o Retire e leve à geladeira por 30 minutos o Em seguida, desenforme a massa sobre um pano úmido, espalhe o recheio e enrole como um rocambole o Embrulhe em um filme plástico e leve à geladeira por 1 hora o No momento de servir, fatie e, se preferir, salpique salsinha desidratada e decore com fatias de limão

60

Espetinho de Frango e Kefir
Ingredientes
o o o o o

400g de peito de frango, sem pele e sem osso 1 copo e ½ (375ml) de kefir ½ pimenta vermelha, sem sementes e bem picada 1 cebola média picada 2 dentes de alho esmagados 2 colheres de chá de cúrcuma casca ralada e suco de 1 limão ½ colher de chá de sal folhas de alface e fatias de limão para decorar

Rendimento: 4 porções Calorias: 173cal Proteínas: 26g Carboidratos: 6g Gorduras: 3g % de Gordura: 15.6

o o o o

Modo de Preparar o Corte o peito de frango em tirinhas de 5cm x 1cm e coloque numa travessa rasa, formando apenas uma camada
o o o o o

Bata o kefir, a pimenta, a cebola, o alho, a cúrcuma, a casca e o suco de limão no processador Derrame sobre o frango, tampe e deixe marinando por 8 a 24 horas Aqueça a grelha à temperatura média Retire o frango da marinada e enfie nos espetos, dobrando os pedaços, se for necessário Grelhe por aproximadamente 8 minutos, pincelando com a marinada e virando sem parar, até que fique cozido por inteiro Enfeite com alface e fatias de limão Dica: Se for preparar a receita com espetos de madeira, reserve tempo para deixa-los de molho na água, por 30 minutos, antes de usar: Isso impedirá que eles se queimem na grelha

o o

Queijo Branco
Ingredientes
o o o o o o

4 l. de leite a temperatura de 35 graus 1 colher sopa de kefir 1 e 1/2 colher sopa de sal 1 colher sopa de coalho Misturar todos os ingredientes em uma panela e tampar Deixe descansar por 30 minutos

Modo de Preparar

61

o o o o o o

Corte o conteúdo da panela em xadrez e balance p/ os cubos se soltarem Tampe e descanse mais 30 minutos Retire 5 xícaras de soro (usando uma peneira grande e concha p/ medir ) Acrescenta 5 xícaras de água fervente e deixe tampado por mais 5 min. Colocar em forma p/ queijo de 1 k com peneira para escoar A forma deve ficar suspensa dentro de outro recipiente p/ sorar por 5 horas, com um peso por cima para comprimir e solidificar o queijo Deixe em geladeira por 5 horas

o

Frango com Caril (Curry)
Ingredientes o 6 sobrecoxas de frango sem pele
o

Rendimento: 6 porções

o o o o o o o o

3 dentes de alho amassados 1 ½ colher (chá) de sal 1 copo de kefir 1 colher (sopa) de manteiga 1 cebola média picada 1 colher (sopa) de caril (curry) em pó 2 xícaras (chá) de maças verdes descascadas e picadas 1 colher (chá) de maisena dissolvida em 2 xícaras (chá) de caldo de frango 2 colheres (sopa) de coentro picado

Modo de Preparar o Numa tigela, coloque as sobrecoxas de frango, o alho, o sal e o kefir, misture e deixe marinar por 2 a 3 horas, virando as sobrecoxas de vez em quando
o o o

Escorra as sobrecoxas e deixe de lado reserve o kefir para usar depois Numa frigideira antiaderente, aqueça a manteiga em fogo médio até derreter, junte a cebola e cozinhe, mexendo, até ficar macia Adicione o caril e cozinhe por 2 a 3 minutos Acrescente as maçãs picadas e as sobrecoxas de frango, e misture bem Despeje o caldo com maisena sobre os pedaços de frango, misture, abaixe o fogo, tampe a panela e cozinhe até as sobrecoxas ficarem macias Junte o kefir reservado, deixe aquecer, polvilhe com o coentro e tire do fogo Passe para um prato de servir e leve à mesa

o o o

o o

62

Torta Light de Atum
Ingredientes
o o o o o o o o o o o o o o o o o

8 fatias de pão de forma integral 1 xícara (chá) de kefiraride 100 g de ricota ou cream cheese bem compacto (uns 3 dias escorrendo kefiraride) 2 claras em neve 1 gema 1 lata atum em conserva de água e sal 3 tomates (sem peles e sementes) cortados em cubos 1 cebola picada 150 g de ervilhas frescas 1/2 vidro de palmito (em cubos) sal e salsinha picada a gosto

Rendimento: 10 porções Calorias = 135 kcal Carboidratos = 17.31 g Proteínas = 10 g Lipídios = 3.55g

margarina light para untar a fôrma Modo de Preparar Bata as claras em neve, junte a gema e reserve Umedeça as fatias do pão no kefiraride Amasse o pão e junte os ingredientes restantes, misturando bem A seguir, misture levemente as claras batidas com a gema Despeje em uma fôrma refratária untada com margarina light, e leve ao forno médio (180ºC), pré-aquecido, para assar até corar

Pizza
Massa:
o

Ingredientes:
    

½ litro de kefiraride morno 900 g de farinha de trigo 20 g de sal 20 g de fermento biológico 2 colheres (sopa) de azeite de oliva (opcional) Divida a água morna em duas partes, dissolva o fermento em uma das metades e o sal e azeite na outra

Rendimento: 10 porções Calorias = 135 kcal Carboidratos = 17.31 g Proteínas = 10 g Lipídios = 3.55g

o

Modo de Preparar:

63

  

Coloque a farinha em uma tigela e acrescente a água com o fermento Misture bem e acrescente a água com o sal e azeite Amasse e sove a massa por cerca de 15 minutos, até que esteja bem lisa e não grude mais nas mãos Coloque novamente na tigela e cubra com um pano, deixe a massa fermentar por 1 hora ou até dobrar de volume Amasse novamente por mais 5 minutos e divida a massa em 6 partes iguais com cerca de 250 g cada Coloque sobre um plano de trabalho e cubra com um pano, deixe a massa crescer novamente por mais 1 hora ou até dobrar de volume Enfarinhe bem um plano de trabalho e abra os discos de massa com cerca de 3 mm de espessura Cobrir com o molho

 

Molho:
o

Ingredientes:  1 kg de tomates maduros
 

1 colher (chá) de sal 1 colher (chá) de orégano

o

Modo de Preparo  Lave bem os tomates e retire a pele e as sementes
  

Pique finamente os tomates ou passe-os numa peneira grossa Acrescente o sal e orégano Utilize como solicitado na receita

64

Receitas de Pratos Doces com Cream-cheese, Kefir ou kefiraride
A seguir, encontram-se algumas das receitas divulgadas na Internet ou nas mensagens do Grupo Fazendo Kefir, mas o uso do kefir em receitas culinárias oferece ilimitadas opções, bastando substituir na maior parte das receitas disponíveis nos velhos livros da vovó ou na Internet o cream-cheese, o iogurte ou o leite, respectivamente, por cream-cheese de kefir, kefir de leite ou kefiraride. Porém, é importante lembrar que o kefir, quando aquecido, perde muito de suas qualidades probióticas, pois a maior parte dos micro-organismos que as propiciam acabam por morrer. Portanto, dê preferência às receitas cruas e apenas use o kefir em receitas de forno e fogão se houver muita sobra em casa.

Onde o Kefir não é Aquecido Borboleta Borboleta de água Chantili Espuma de Laranja e Kefir Alimentos Doces Espuma de Maracujá e Kefir Mouse de Morango Real Petit Suisse de Kefir Pudim de Uva Queijo de Kefir com Fruta Vitamina de Kefir com Frutas Yakult Legenda: = Leva kefir de Leite = Leva kefir de Água

Onde o Kefir é Aquecido

Gelado de Limão Light com Kefir Gelatina Light Pão de Milho Pão Doce de Kefir de Leite Pudim de Kefir de Leite Pudim de Arroz Integral Bolo de Maçã e Kefir

= Leva kefiraride

= Leva Cream-cheese

Borboleta
Ingredientes:
o o o o o o o

2/3 de copo de suco de uva (ou outro suco de frutas) 1/3 de copo de Kefir de leite fresco 1 fatia de limão ou laranja

Canela em pó Modo de Preparar Coloque o suco de uva (ou qualquer outro de sua preferência) em um copo alto Despeje o kefir sobre o suco Com um canudo ou colher, gentilmente mexa o

65

kefir para formar um efeito de mármore
o o

Polvilhe com canela Coloque a fatia de limão ou laranja para enfeitar

Borboleta de água
Ingredientes
o o o o

200ml de Kefir de água, ou Kefir de frutas 100ml de Kefir de leite 1 colher de sopa de mel (opcional) Misture tudo e pronto

Modo de Preparar

Chantili
Ingredientes o 250gr. de cream-cheese bem gelado e bem sequinho - uns 2 a 3 dias escorrendo o kefiraride
o o o o o o

2 colheres de sopa de mel ou o equivalente do adoçante de sua preferência 1 colher de sopa de suco de limão Essência de baunilha a gosto

Leite bem gelado - só se ficar muito grosso Modo de Preparar Bata todos os ingredientes (menos o leite) no liquidificador até ficar com a consistência de chantili Se ficar muito grosso e as facas do liquidificador não rodarem, acrescente um pouco de leite bem gelado

Mousse de Morango Real
Ingredientes
o o o o o o

1 litro de Kefir de leite 1 caixa de morangos (reserve alguns para enfeitar) 1 lata de creme de leite( ou 250 g cream-cheese) 1 colher de chá de essência de baunilha 1 envelope de gelatina sem sabor incolor Açúcar a gosto (ou adoçante)

66

Modo de Preparar
o o o o o o o

Lave bem os morangos e amasse com o garfo Misture ao Kefir de leite e o creme de leite até que fique homogêneo Junte a essência de baunilha e o açúcar Derreta a gelatina conforme instruções da embalagem, espere esfriar e junte à mistura Coloque em uma forma ou em taças e leve à geladeira Pode enfeitar com morangos ao servir Variação: para obter um mouse mais aerado utilize creme de leite fresco, que deve ser batido na batedeira até o ponto de chantilly e só depois misturado ao Kefir

Petit Suisse de Kefir
Ingredientes o 250 g de ricota (ou cream-cheese)
o o o o

500 ml de kefir de leite 1 xícara de água quente 1 caixa de gelatina (sabor de sua preferência)

1/2 lata de leite condensado (ou adoçante a gosto) Modo de Preparar o Dissolva a gelatina em 1 xícara de água quente, deixe esfriar um pouco o Bata no liquidificador junto com os demais ingredientes o Coloque em potes pequenos e leve para gelar

Pudim de Uva
Ingredientes o 2 envelopes de gelatina em pó sem sabor branca
o o o o o o

2 xícaras (chá) de água 1 copo de kefir natural desnatado, 3/4 xícara (chá) de ricota fresca ou cream-cheese de kefir escorrido por uns 3 dias 1xícara (chá) de suco concentrado de uva, sem açúcar 15 colheres de adoçante em pó Calda

1 xícara (chá) de suco concentrado de uva

67

sem açúcar,
   

1/4 xícara (chá) de água, 2 colheres (chá) de maisena, 5 colheres de adoçante em pó uvas rosadas e hortelã para decorar

Modo de Preparar o Num recipiente, misture a gelatina em metade da água , deixe hidratar e leve ao fogo em banhomaria para dissolver
o o

Reserve Bata o kefir no liquidificador , junte a ricota , a gelatina e o suco diluído no restante da água e, pôr ultimo, acrescente adoçante em pó Bata bem coloque em fôrma de pudim molhada e leve para gelar pôr pelo menos 2 horas Enquanto isso prepare a calda numa panela, dilua o suco na água e acrescente a maisena Leve ao fogo e mexa até engrossar Retire do fogo, misture adoçante e espere esfriar Desenforme o pudim e coloque a calda Decore com as uvas rosadas e a hortelã Sirva gelado

o o o o o o o

Queijo de Kefir com Fruta
Ingredientes o 200g de queijo Philadélfia o 1/2 xícara de kefir de leite coado por 12 horas (aproximadamente 125 g de cream-cheese) o 1 clara batida em neve
o o

1colher de sopa de açúcar ou um pouco de adoçante (stévia) Morangos, amoras, groselhas, rodelas de kiwis ou outra fruta de seu gosto Misture tudo e coloque em uma forma de tirar o fundo ou em taças individuais Deixe na geladeira pelo menos por 4 horas coberto com papel transparente Ao servir enfeite com as frutas Se usar uma forma de tirar o fundo pode servir enfeitado como um pudim

Modo de Preparar
o o o o

68

Vitamina de Kefir de Fruta
Ingredientes:
o o o o o

Pedaços da fruta de sua preferência a gosto 1 de copo de Kefir de leite gelado Açúcar ou adoçante a gosto Granola, Nesto, Farinha Láctea ou aveia a gosto Bata tudo no liquidificador

Modo de Preparar

Yakult
Ingredientes
o o o

100ml de kefiraride 50ml de Kefir de leite açúcar mascavo a gosto

Modo de Preparar o Misture tudo e pronto

Espuma de Laranja e Kefir
Ingredientes o 1 envelope de gelatina incolor sem sabor (12g)
o o o o o

1/4 xícara (chá) de suco de laranja 2 copos de kefir 1/2 xícara (chá) de açúcar 2 claras em neve Calda:
  

Preparo: Fácil Tempo: 30 minutos Porções: 4 Colesterol por porção: 6 mg Calorias por porção: 260

1 xícara (chá) de suco de laranja coado 2 colheres (sopa) de açúcar 1 colher (sobremesa) de amido de milho

o

Para decorar:  1/2 colher (sopa) de raspas de laranja  Rodelas de laranja em formato de caracol Polvilhe a gelatina sobre o suco de laranja Deixe hidratar por 5 minutos Leve ao fogo em banho-maria até dissolver

Modo de Preparar
o o o

69

o o o o o o o o

Numa tigela, misture o kefir com o açúcar e a gelatina dissolvida Junte o creme de kefir com as claras em neve e misture delicadamente Coloque em uma forma decorativa (com 18cm de diâmetro) untada com óleo de milho Cubra e leve à geladeira até ficar firme Preparo da calda: Misture os ingredientes e leve ao fogo até engrossar Coloque na geladeira e sirva gelada com a mouse Para decorar, salpique raspas de casca de laranja e rodelas em formato de caracol

Espuma de Maracujá e Kefir
Ingredientes o 1 envelope de gelatina incolor sem sabor (12g)
o o o o o

1/4 xícara (chá) de suco de maracujá sem sementes 2 copos de kefir 1/2 xícara (chá) de açúcar ou 12g de adoçante em pó 2 claras em neve Calda:  1 xícara (chá) de suco de maracujá com caroços  2 colheres (sopa) de açúcar ou 4 g. de adoçante em pó  1 colher (sobremesa) de amido de milho Dilua a gelatina no suco de maracujá Deixe hidratar por 1 minuto Leve ao micro-ondas por 15 segundos Numa tigela, misture o kefir com o açúcar ou adoçante e a gelatina dissolvida Acrescente as claras em neve e misture delicadamente Coloque em uma forma decorativa (com 18cm de diâmetro) untada com óleo de milho Cubra e leve à geladeira até ficar firme Preparo da calda:
 

Preparo: Fácil Tempo: 30 minutos

Modo de Preparar
o o o o o o o o

Misture os ingredientes e leve ao fogo até engrossar Coloque na geladeira até gelar

70

o

Desenforme a espuma de maracujá e cubra com a calda, espalhando delicadamente com a espátula

Gelado de Limão Light com Kefir
Ingredientes o 4 colheres de sopa de suco de limão
o o o o o

1 envelope de gelatina em pó sem sabor 3 colheres de sopa de adoçante em pó

250ml (1 copo) de kefir de leite Modo de Preparar Coloque a gelatina numa tigela e hidrate com 3 colheres de sopa de água Leve ao fogo em banho-maria por 5 minutos ou até amolecer (ou micro-ondas por 40 segundos em potência alta) Bata no liquidificador todos os ingredientes por 2 minutos até ficar homogêneo Distribua em 2 taças e leve para gelar por 2 horas ou até endurecer No momento de servir decore com raspas de limão

o o o

Gelatina Light
Ingredientes
o o o

250 ml de água quente 250 ml de kefiraride 1 caixinha de gelatina light, no sabor de sua preferência Ferva a água, dissolva a gelatina e acrescente o kefiraride Distribua em taças e leve para gelar Para servir enfeite com pedaços de fruta do sabor da gelatina

Modo de Preparar
o o o

71

Pão de Milho
Ingredientes
o o o o o o o o o o

2 xícaras de fubá 1/2 xícara de germe de trigo 1 colher de chá de sal 1/2 colher de chá de bicarbonato 1 colher de chá de fermento em pó 1 colher de sopa de açúcar mascavo 1 ovo grande batido (veja modo de preparo)

2 xícaras de kefir de leite Modo de Preparar Em uma tigela funda misture todos os ingredientes secos Em outra vasilha misture o ovo batido ao kefir (se quiser acrescente mais um ovo ou um pouco de óleo para tornar seu pão mais nutritivo), em todo caso a massa deverá ficar bem consistente Despeje a massa em forma de bolo inglês. Asse em forno alto (220 C) por cerca de 20 minutos, use um palito para checar se está pronto Sirva quente

o

o

Pão Doce de Kefir de Leite
Ingredientes
o o o o o o o o o o o o

1 copo de kefir de água morna 1 copo de kefir de leite morno farinha de trigo branca, integral e de centeio 3 colheres de sopa de fermento granulado 3 colheres de sopa de açúcar 1 colher de sopa de sal 2 ovos 3 colheres sopa de azeite de oliva 1 pacote de granola uvas passas coco ralado

semente de linhaça e (ou) gergelim Modo de Preparar o Misture a água morna, o kefir, o fermento, o açúcar, o sal e ponha farinha de trigo branca até formar um creme.Reserve e deixe crescer até dobrar de tamanho
o

Depois adicione o restante dos ingredientes, a

72

farinha de trigo integral e de centeio, por último, até desgrudar das mãos e amasse muito bem
o

Faça uma bola e deixe crescer por mais ou menos 40 minutos.Divida essa massa em duas partes, dando forma aos pães, ponha na forma e deixe crescer pela última vez Leve para assar por uns 20 minutos ou até que a casquinha esteja dourada

o

Pudim de Kefir de Leite

Ingredientes o 2 ovos o 3 colheres de sopa de açúcar o 2 colheres de chá de baunilha em pó o 2 xícaras de kefir de leite o 5 folhas de gelatina ou equivalente em pó Modo de Preparar o Batem-se as 2 gemas com o açúcar até dobrarem de volume o Coloca-se a baunilha e o kefir de leite o Deixar de molho as folhas de gelatina em água por 5 minutos, espreme-se e leva-se a fogo brando para derreter numa colher de água ou suco concentrado.Deixar esfriar um pouco e colocar em fio na mistura do kefir batendo sempre o Levar a geladeira durante pelo menos 30 minutos o Bater as 2 claras em neve bem firme e juntar a mistura, envolvendo suavemente sempre de baixo para cima o Colocar em forma de pudim lisa com buraco, untada com um pouco de óleo (de amêndoas) ou outro, sem sabor o Levar a geladeira até o dia seguinte o Para servir colocar a forma um pouquinho em água quente e virar em um prato de servir o Enfeitar com frutas: morangos , cerejas, kiwis ou a gosto

73

Pudim de Arroz Integral
Ingredientes
o o o o o o o

3 claras de ovo 1 1/2 xícara de kefiraride 2 colheres de chá de frutose 1 colher de chá de essência de baunilha 1 colher de chá de casca de limão ralada 2 colheres de chá de suco de limão 1 colher de chá de canela em pó 1 colher de chá de noz- moscada ralada 1 pera descascada picada

Rendimento: 10 porções Calorias/porção: 20

o o o

1 maçã descascada picada o 2 xícaras de arroz integral cozido Modo de Preparar
o o o o o

Bata as claras, o kefiraride e a frutose Junte os demais ingredientes Despeje toda a mistura em um refratário, levando ao forno quente pré - aquecido por 50 minutos Sirva quente ou frio Rende 10 porções e cada porção tem 20 calorias

Bolo de Maçã e kefir
Ingredientes
o

Para a Massa:
         

4 ovos 1 ½ xícara (chá) de açúcar 1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo 200 g de kefir

o

1 colher (sopa) de fermento em pó Para o Recheio: 6 maçãs, verdes suco de 1 limão 1 xícara (chá) de açúcar 3 gemas, de ovo 200 g de kefir

Preparo: Fácil Tempo: 30 minutos Porções: 8

o

Para a Decoração e Montagem:

1 xícara (chá) de geleia de damasco Modo de Preparar

74

o

Massa:
     

Coloque os ovos numa batedeira e bata até que comece a ficar branco e volumoso Acrescente o açúcar aos poucos e continue batendo Coloque a farinha alternadamente com o kefir e continue batendo Desligue a batedeira, acrescente o fermento em pó e misture delicadamente Divida a massa em duas partes iguais Acrescente uma parte da massa num refratário (30 x 20 cm) e leve ao microondas, em potência alta, por 4 minutos Retire a massa do micro-ondas e deixe descansar por cerca de 5 minutos antes de desenformar Lave bem o refratário e repita o procedimento acima com o restante da massa

o

Reserve Recheio:
    

Descasque as maçãs com uma faca afiada Corte-as ao meio e retire o miolo Apoie a maçã sobre uma tábua, com a parte plana voltada para baixo Corte cada metade em fatias bem finas Coloque as maçãs num refratário grande, acrescente o suco de limão e ½ xícara (chá) de açúcar Cubra o recipiente com filme plástico, faça um furinho em uma das extremidades do plástico, e leve ao micro-ondas, em potência alta, por cerca de 8 minutos ou até que as maçãs fiquem macias Retire as maçãs do micro-ondas e reserve Comece a preparar o zabaione de kefir: coloque as gemas e o açúcar restante na batedeira e bata até obter um creme branco e volumoso Acrescente o kefir no creme e bata por mais alguns instantes Retire o creme da batedeira, coloque num refratário e leve ao micro-ondas por 2 minutos Após o cozimento, retire o refratário do micro-ondas e mexa bem Reserve

 

 

 

75

o

Montagem:
 

Coloque uma das massas reservadas sobre um prato Acrescente sobre a massa metade do zabaione e por cima, coloque uma camada de maçãs cozidas Acrescente a outra metade da massa sobre as maçãs Espalhe o zabaione restante sobre a massa e cubra com as maçãs restantes Nesta última camada de maçãs, procure dispô-las de maneira uniforme para que deixem uma aparência bonita ao bolo Coloque a geleia de damasco num recipiente e mexa bem com uma colher Com um pincel de cozinha, pincele a geleia sobre as maçãs para dar um efeito brilhante Leve o bolo à geladeira por no mínimo duas horas

  

 

76

Receitas de pomadas, cremes, loções e sabonetes feitos com kefir ou grãos
A seguir, encontram-se algumas das receitas divulgadas na Internet ou nas mensagens do Grupo Fazendo Kefir. Porém, assim como no caso das receitas culinárias, também as opções desta página podem ser adaptadas infinitas vezes. Selecione a essência que mais se adéqua à sua necessidade ou gosto pessoal, e faça suas próprias experiências. Colaboração: Edelzia dos Santos Nascimento, Joanita Santana, Ana Lúcia Pavani
Gel para cabelos ou rosto Sabonete de kefir Sabonete líquido de kefir Cosméticos e outras Soluções para Uso Externo Loção de kefir para o Corpo Pomada com óleo de amêndoas doces Pomada com óleo de Rosa Mosqueta Pomada com óleo de Uva Máscara facial purificadora, clareadora e hidratante

Gel para cabelos ou rosto
Ingredientes o 1 xícara de chá de grãos de kefir de água o 1 xícara de kefiraride ou 1 xícara de água mineral (para quem não tem Kefir de leite) Modo de Preparar e Usar
o

Bater no liquidificador por uns 5 minutos mais ou menos, até ficar um gel. Uso nos cabelos:
 

o

lave os cabelos com xampu e enxágue tire o excesso de água com uma toalha e aplique o gel na raiz faça massagem com a ponta dos dedos e coloque uma touca plástica - não usar touca térmica deixe o gel agir por uma hora, enxágue bem. Aplicar uma camada não muito fina na pele e fazer massagem circular

 o

Uso no rosto:

77

deixe agir por uma hora, até secar completamente e enxágue bem.

Sabonete de kefir
Ingredientes
o o o o o o o

300 g de base glicerinada perolada 150ml de kefiraride, kefir de água ou grãos de kefir (água ou leite) corante e essência opcionais derreta a base em banho-maria deixe esfriar a 30 ou 35ºC, use um termômetro para se certificar (se não tiver use o dedômetro) acrescente o kefiraride, kefir de água ou os grãos de kefir (água ou leite) coloque em moldes e deixe esfriar.

Modo de Preparar

Sabonete líquido de kefir
Ingredientes o 300 ml. de Base Sabonete Líquido
o o o

750 ml. de Água Filtrada, mineral ou deionizada 250 ml. de kefiraride lauril éter sulfato de sódio (qsp - quantidade suficiente para) pois a acidez do kefiraride diminui a quantidade de espuma 10ml de Essência de sua preferência Corante a base de água

o o o

21gr de Cloreto de sódio (Sal de cozinha) ou Anfótero Modo de Preparar o Coloque a base num recipiente de vidro e adicione a água lentamente para hidratar, depois coloque o kefiraride aos poucos e por último o lauril. o O uso de corante e essência é opcional.

78

Loção para o Corpo
Ingredientes
o o o o o

1 colher de sopa de creme não - iônico (comprado em farmácias de manipulação)

2 colheres de sopa de kefiraride Modo de Preparar Misture muito bem para deixar homogêneo e aplique Não precisa enxaguar O que sobrar guarde em pote fechado na parte baixa da geladeira (por até uma semana).

Pomada com óleo de amêndoas doces
Ingredientes
o o o o

6 colheres de sopa de grãos de kefir de água 1 colher de sopa de óleo de amêndoas doces 1 copo de água sem cloro ou kefir de água ou kefiraride 3 a 5 gotas de óleo essencial de lavanda (opcional - vendido em casas de produtos naturais)

Modo de Preparar o Bater tudo no liquidificador, ou, ainda melhor, espremer os ingredientes numa peneira com o auxílio de uma colher plástica o Armazene-o em vasilhame hermeticamente fechado na geladeira por até 3 meses o Indicações: poderoso hidratante natural, usado para psoríase, queimaduras, feridas e manchas na pele, acne, etc.
o

Modo de usar: aplique na pele quantas vezes achar necessário

Pomada com óleo de Rosa Mosqueta
Ingredientes
o o o o

10 ml de Óleo de Rosa de Mosqueta 3 a 4 colheres de gel de Babosa (descasque a folha e tire o miolo) 3 a 4 colheres (sopa) de grãos de kefir de água 40 ml de água

Modo de Preparar o Bater tudo no liquidificador

79

o o

Armazene-o em vasilhame hermeticamente fechado na geladeira por até 3 meses Indicações: poderoso hidratante natural, usado para psoríase, queimaduras, feridas e manchas na pele, acne, etc. Modo de usar: aplique na pele quantas vezes achar necessário

o

Pomada com óleo de Uva
Ingredientes
o o o

4 colheres (sopa) de grãos de kefir de água 4 colheres de baba de Babosa 2 colheres de óleo de uva

Modo de Preparar o Bater tudo no liquidificador
o o

Armazene-o em vasilhame hermeticamente fechado na geladeira por até 3 meses Indicações: poderoso hidratante natural, usado para psoríase, queimaduras, feridas e manchas na pele, acne, etc. Modo de usar: aplique na pele quantas vezes achar necessário

o

Máscara facial purificadora, clareadora e hidratante
Ingredientes
o o o

1 colher de sobremesa de Argila branca Kefir de Leite, kefiraride ou grãos de kefir de água ou de leite que baste 1 colher de chá de hidratante facial (opcional)

Modo de Preparar o Num recipiente, misturar a argila branca e kefir de leite que baste para formar um creme espesso
o o o o

Lavar o rosto com o sabonete de sua preferência e secar bem Passar o creme por toda face, deixando uma grossa camada de creme. Evitar a área dos olhos Após 15/20 minutos, enxaguar bem com água Observações:

Cuidado para quem tem a pele muito sensível porque a argila com líquido (sem o creme hidratante ou algum tipo de gel neutro facial), se deixada por mais de

80

10/15 minutos, pode ressecar a pele e até deixá-la irritada e avermelhada (vascularizada) por meia hora.

Não usar a máscara quando estiver gelada - além de irritar a pele, vai fechar os poros, não permitindo que a argila absorva suas impurezas Para quem tem a pele seca ou sensível, melhor adicionar creme hidratante e deixar por uns 10 minutos

Essências e suas propriedades curativas
As essências a seguir podem ser encontradas em quase todas as farmácias de manipulação ou lojas de artesanato. Acerola: Antirradicais livres, antioxidante, hidratante, remineralizante, dermo protetor e tonificante. Suaviza e amacia a pele. Alecrim: Adstringente, anticaspa, antisséptico, antimicótico, antioxidante e cicatrizante. Aloe Vera (Babosa): Amaciante, anti-inflamatório, cicatrizante, condicionador e dermoprotetor. Tem ação suavizante, hidratante, protetora e refrescante. Amêndoas: Excelente emoliente para loções, cremes, óleos de banho, etc. Arnica: Na cosmética é utilizado como hiperemiante (ativador da circulação local) e antiinflamatório. Aveia: Possui uma ação nutritiva, regeneradora, hidratante e suavizante da pele. Calêndula: Antisséptico, anti-inflamatório, aromatizante, cicatrizante, dermoprotetor, emoliente, tonificante, lenitivo, antialérgico e bactericida. Camomila (Matricaria chamomilla Linné): Como calmante da pele, possui ação anti – inflamatória, sedativa, emoliente, normalizadora e purificadora da pele. Utilizada em loções tônicas e cremes para peles sensíveis ou infantis, xampus e rinses clareadores. Cenoura (Daucus carota Linné): Anti – Oxidante. Possui propriedades nutritivas, hidratantes e emolientes à pele. Centella Asiática: Ativador de microcirculação, estimulante metabólico, emoliente, cicatrizante, protetor e restaurador de tecido, vaso - protetor. Erva Doce: Antisséptico, calmante e refrescante. Frutas Tropicais: Refrescante, hidratante, antirradicais livres, amaciante, calmante, suavizante e adstringente. Gérmen de Trigo: Hidratante, nutritiva, antirradicais livres, calmante, condicionador, dermoprotetor, emoliente, tonificante e regenerador da pele. Ginkgo Biloba: Hidratante, antirradicais livres, ativador da microcirculação, anti-inflamatório e emoliente. Hortelã: Utilizado como tônico, refrescante e aromático, possui ação antisséptica. Mel: Tônico, bactericida, remineralizante, hidratante, nutritivo, desinfetante da pele, amaciante, suavizante, atenua rugas e asperezas da pele. Morango: Tem ação hidratante, refrescante, emoliente, anti-inflamatória. Suaviza e limpa a pele.

81

Óleo de amêndoas: Propriedades emolientes e suavizantes. Nutre e tonifica, conferindo uma oleosidade natural, evitando o aparecimento de rugas precoces. Indicado para peles secas, sensíveis e envelhecidas. Óleo de semente de uva: Possui hidratação profunda, ajuda na regeneração do tecido cutâneo e revitaliza a pele, sendo muito empregado na prevenção de estrias. Presente em óleos pósbanho, produtos pós-sol e sabonetes. Pepino: Hidratante, amaciante, antisséptico, calmante, clareador de manchas, ligeiramente adstringente. Pfáffia: Tonificante, refrescante, anti-inflamatório, cicatrizante, restaurador de tecidos, hidratante, nutritivo, estimulante celular e regenerador capilar. Própolis: Antimicrobiano, cicatrizante, anti-inflamatório bactericida, protetor e regenerador de tecidos. Auxiliar no tratamento de peles oleosas, acnéica e comedogênica. Rosa Branca: Adstringente, cicatrizante, antisséptico, calmante e refrescante da pele, emoliente, hidratante, amaciante restaurador e antirradicais livres. Uva: Adstringente, antiseborréico, anti-inflamatório, firmador da pele e queratolítico.

FAQ: PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE O KEFIR
Nesta parte você achará as respostas para a maior parte das suas dúvidas sobre o kefir,como: Benefícios, indicações, dosagem, preparação, sabor, receitas, cuidados/higiene/crescimento, conservação, kefiraride, kefiran, aparência, kefir viscoso e outros probióticos.Se existem regras que podem ser aplicadas no preparo do kefir, elas estão aqui:Mantenha todos os utensílios limpos, e use, para o kefir de leite, somente leite fresco de boa qualidade e para o kefir de água, dê preferência à água mineral ou sucos naturais.Tenha paciência quando fizer mudanças significativas no preparo do kefir. Os grãos de Kefir são muito robustos, mas precisam de tempo para se adaptar a quaisquer mudanças feitas na forma de cultivá-los.

1) Qual é o tempo de fermentação correto?
Em geral, o tempo necessário para completar a fermentação do kefir é determinado pela temperatura ambiente e pela proporção entre grãos e leite ou água com açúcar mascavo.Na média, o Kefir deve estar pronto depois de uma fermentação de 24 horas. Quanto mais tempo você deixa o Kefir fermentar mais ácido ele se torna. Para eliminar a lactose você deve fermentar seu kefir por mais ou menos 36 horas. Quando você receber os seus grãos de Kefir pode ser que leve uns dias, para eles se recomporem do "stress" da viagem. Mas com lotes contínuos o grão se tornará cada vez mais ativo. O Kefir de leite estará pronto quando todo o leite estiver completamente coagulado e o de água, quando não for mais possível sentir o sabor adocicado do açúcar mascavo. Para mais detalhes, por favor, veja pergunta 4.

2) Recebi os grãos de kefir e agora o que fazer?Quanto tomar inicialmente?
Recebeu-se seus grãos em mãos, geralmente é uma colher de sopa de grãos, coloque-os em 1copo (200 a 250 ml) de leite, tampe-o e deixe fermentar em temperatura ambiente (veja sobretemperatura na pergunta 10)por 24 h. Após esse período pode coar e tomar o kefir que deverá estar completamente coagulado.Se recebeu seus grãos pelos correios precisa dar um tempo para que todas as bactérias e fermentos voltem a trabalhar,de uns 3 a 4 dias.Neste período o leite pode talhar e ter cheiro de azedo; então, coe a cada 24 h e descarte o líquido, fazendo nova troca.Quando os grãos coagularem o leite e este tiver cheiro similar a iogurte, pode tomar, está pronto o kefir. Recebeu-se grãos de água, eles reativam em menor tempo,possivelmente no dia seguinte já possa coar e tomar o kefir, mas como prevenção é prudente descartar o líquido de dois dias. É aconselhável, inicialmente, começar a tomar pequena quantidade(100 ml) para acostumar o organismo e ir aumentando aos poucos; com isso evitará reações "bruscas".

82

3) Até quanto posso encher o vasilhame da fermentação?
Nunca encha mais de 3/4 do volume total do vasilhame usado para fermentar seu kefir.Especialmente se estiver usando uma tampa bem apertada; por que a levedura do kefir pode produzir uma quantidade grande de CO2. Isto produzirá uma pressão, que em um ambiente fechado, pode quebrar o jarro ou a tampa, ou mesmo provocar uma pequena explosão. Nada grave, mas vai sujar todo o seu ambiente de leite ou água com açúcar mascavo.

4) Como eu sei quando meu kefir de leite está pronto?
Você pode ver pela quantia de coágulos. Esta coagulação pode variar por causa dos tipos diferentes de leites que estão disponíveis no mercado, pela temperatura e relação de grãos/leite.Falando de modo geral, você deve ver coalhos e Kefiraride distintamente separados e não deve haver nenhum leite não coagulado.Em último lugar é que se completa a coagulação no fundo do jarro. Se você ainda vê leite fresco no fundo de seu recipiente, então você precisará deixar mais tempo. Você pode acelerar o processo, agitando o jarro lenta e cuidadosamente. Quando pronto, o Kefir será firme.Até que você se torne mais experiente, pode ser enganador distinguir entre leite fresco ou coalho. Novamente, o sinal é dado inclinando o jarro para ver se a seção mais baixa do leite se reposiciona como um gel coalhado ou tem aparência de leite fresco. É uma boa ideia usar um jarro de vidro para fazer seu Kefir.Também ajuda se você agitar o jarro de kefir fermentando por alguns segundos duas ou três vezes ao dia. OBS.:se você tem problema de intestino preso e precisa tomar o kefir fermentado por 12 h, seu Kefir ficará similar a uma bebida láctea,pouco encorpado,por isso é muito importante agitar o jarro para que todo o leite tenha contato com os grãos de Kefir.

5) Eu preciso coar ou remover todo o kefir antes de adicionar leite fresco?
Não é necessário, nem ideal, coar todo o kefir antes de adicionar leite fresco para seu próximo lote. Deixar algum kefir (mais ou menos 1/3), ao adicionar leite fresco faz bem aos grãos, que se reproduzem mais rápido e acelera o processo de fermentação, pois reduz o pH do leite fresco(tornando-o mais ácido), o que pode ajudar a reduzir microrganismos indesejáveis.

6) Qual a taxa de crescimento dos grãos de kefir?
Em condições normais, observa-se um crescimento médio diário de 5% para os grãos de kefir de leite e cerca de 45% para os grãos de kefir de água. Porém, o crescimento dos grãos de Kefir depende de muitos fatores. Em geral, eles parecem crescer mais rapidamente quando: não são lavados; não são "espremidos", ao coar; a temperatura ambiente mantém entre 18°C a 35°C; o frasco de fermentação é agitado algumas vezes durante o dia.

7) Quanto leite eu adiciono aos grãos?
A quantia de leite para usar é normalmente determinada pela temperatura (estação do ano),quantidade e nível de atividade dos grãos.Em temperaturas quentes (20º - 30º C.) relações de grãos para o leite de 1 : 30 (uma parte de grãos, para 30 de leite) ou 1 : 50 são as ideais. Em temperaturas mais frias (abaixo de 20º C) as relações de 1 : 10 ou pouco menos são aceitáveis. Mas estas são regras gerais determinadas principalmente pela atividade dos grãos e temperatura.O Kefir pode ser feito com uma relação tão pequena quanto 1 : 3 ou tão grande quanto 1 : 60. Geralmente quem decide é você, se decidir por uma quantidade maior de leite, você deve ter um tempo para fermentar maior e vice-versa. Como você pode ver, não existe nenhuma regra rígida aqui, porque os grãos de kefir são muito versáteis.Falando de modo geral, os grãos de Kefir farão pouco ou tanto Kefir conforme seu gosto e com o tempo eles se ajustarão a sua rotina.Um outro detalhe importante é que os grãos crescerão em quantidade com o tempo e eventualmente você precisará remover um pouco deles ou aumentar a quantidade do leite.

83

8) Qual é o melhor modo para aumentar o leite ou a produção de kefir?
Se você decidiu aumentar a quantia de leite ou outro meio que você está usando, você pode fazer isto de dois modos: Aumente de 5% a 10% sucessivamente nos próximos lotes. Se depois do aumento seu kefir não coagular todo o leite em 24 horas, isto é, você vê porções de leite fresco,normalmente na parte inferior de seu jarro, então o deixe mais tempo até que ele esteja todo coagulado, antes de aumentar a quantia novamente. Em outras palavras, dê aos grãos uma chance de regenerar; Se você decidir aumentar a quantia de leite mais que 20% será necessário ajustar o período de fermentação do kefir, pois pode levar mais de 24 horas para coagular completamente. Dentro deste período de regeneração você notará que seus grãos se tornarão mais ativos a cada lote, diminuindo gradativamente o tempo necessário à fermentação, até quando eles fermentarão em 24 horas. Este período varia podendo levar de 2 dias a 1 semana.

9) Por que é tão difícil coar meu kefir?
Provavelmente: a malha do coador é muito fina: experimente usar um coador com uma malha mais larga (tamanho de buracos de mais ou menos 2 milímetros); você está usando pouco leite para seus grãos: aumente a quantidade de leite ou diminua a de grãos; você deixa fermentar por muito tempo para a quantia de leite usado: diminua o tempo ou aumente a quantidade de leite, ou ainda, diminua a quantidade de grãos; a temperatura ambiente está muito alta, acelerando demais o tempo da fermentação:experimente deixar parte do tempo na geladeira (na parte inferior, onde é menos frio)ou aumente a quantidade de leite, diminua a de grãos ou deixe menos tempo; alguns coalhos do leite aderem aos grãos: diminua o tempo ou aumente a quantidade de leite, ou ainda, diminua a quantidade de grãos; Além disso, também ajuda: antes de coar, aperte a tampa, então suavemente inverta o jarro algumas vezes. Ou suavemente balance o jarro até que os coalhos sejam misturados com uma parte do Kefiraride (até uma consistência cremosa); despeje o kefir para ser coado em seu coador, e suavemente bata o coador. É melhor usar um recipiente largo ou tigela para coar seu kefir, para nenhum kefir ser perdido.

10)

Qual a temperatura ideal para fermentar meu kefir?

Na maioria das situações o kefir é feito em temperatura ambiente (5º C. a 40º C).Em regiões muito frias, você precisará que seu kefir seja mantido em temperatura maior que 10ºC. Isto não é 100% essencial, mas abaixo desta temperatura, seu kefir exigiria muito mais tempo para fermentar (aproximadamente 3 x mais) e temperaturas muito baixas por um longo tempo podem inibir certos tipos de micróbios da microflora dos grãos. Os caucasianos faziam kefir embolsas de pele de cabras e durante os meses mais frios, deixavam-nas ao sol durante o dia e próximas a uma lareira durante a noite.

11)

Devo apertar ou espremer os grãos quando for coá-los?

NÃO! Você não deve apertar ou espremer os grãos com qualquer coisa para tentar coar mais kefir. Isto irá quebrá-los. A maioria dos Grãos de Kefir é uma bolsa e é importante tentar mantê-las intacta. Eu acredito que aquele grão de kefir que não foi danificado apertando, produza polissacarídeo mais solúvel e um Kefir mais espesso e mais cremoso.Quebrar ou danificar os grãos apertando não os

84

matará e quando você parar de apertá-los, eles voltarão a crescer novamente em bolsas (como grãos de sagu).

12) Eu fiz uma bolsa para fermentação do kefir, mas ela não afunda e os grãos estão Fora do leite. Por quê? Como resolver?
Isto acontece quando o material usado para a bolsa é muito fechado, ou se você fez com mais de uma camada, ou devido aos coalhos que tamparam os buracos de forma que o CO2 forma um "balão" e a bolsa flutua. Tente usar um pano tipo fralda de neném ou gaze de linho para sua bolsa. Também lave a bolsa com delicadeza usando água fria sempre que mudar de lote para manter os buracos abertos. Você também pode fazer pequenos cortes na bolsa no sentido do comprimento, pequenos o suficiente para segurar os grãos, mas deixar escapar qualquer gás.

13)

Que tipos de leite eu posso usar fazer kefir?

Você pode usar qualquer tipo de leite para fazer kefir. Você pode usar leite integral, desnatado e semidesnatado, homogeneizado,em pó, UHT e até reconstituído.Veja Informações sobre leite. Também é possível usar leite de soja para fazer seu kefir.

14)

Devo lavar meus grãos de kefir após coá-los?

Lavar seus grãos com água fria antes da troca do leite não é essencial e nem recomendável.Usando leite fresco limpo, existe pequena chance de qualquer micróbio indesejável ser cultivado no meio do kefir. Os coalhos que aderem aos grãos formam uma barreira ácida protetora ao redor deles, ajudando a inibir organismos indesejáveis muito mais que quando os grãos são lavados.Pelo contrário, lavá-los remove este coalho, expondo-os ao ambiente durante as horas necessárias para que eles consigam reconstruí-lo. A repetição deste processo aumenta as chances de contaminação dos Grãos de Kefir. Lavar os Grãos de Kefir remove muitos micróbios importantes da superfície, e combinações possivelmente protetoras ou mecanismos possivelmente ainda não descobertos, que podiam ser essenciais para o saldo da microflora!Os caucasianos nunca lavaram seus Grãos de Kefir. Eles ordenhavam seus próprios animais e colocavam o leite diretamente para fermentar com grãos de kefir. Então o leite era tão fresco quanto você possa imaginar!

15)

É correto agitar o kefir durante fermentação?

Sim! E é altamente recomendado!Os caucasianos faziam isso com as bolsas de couro onde fermentavam o kefir. Estas bolsas eram frequentemente movimentadas, especialmente em dias mais frios, quando eles tentavam colocá-las em lugares mais quentes (ensolarados durante o dia e próximos a lareiras ou fogões à noite). A agitação suave do kefir pode ajudar: na fermentação, misturando a microflora com porções de leite não inoculadas e frescas; quando se vai coar o Kefir, porque os coalhos maiores que aderem aos grãos, serão parcialmente removidos e misturados de volta com o Kefiraride; acelerando a taxa de crescimento dos Grãos de Kefir e seu tamanho real produzindo um Kefir mais cremoso!Você pode balançar seu recipiente de fermentação do Kefir colocando e fixando uma tampa apertada, e, em seguida, suavemente, balançando ou agitando o recipiente por mais ou menos 5- 10 segundos. Isto pode ser feito duas vezes por dia. Agitar o recipiente só antes de coar, nãoproduz os mesmos efeitos, mas também é uma boa ideia, pois ajuda a coar.

85

16)

Por que se formou uma camada amarelada sobre o kefir de leite?

O kefir deve ser agitado uma ou duas vezes ao dia para permitir que todo o leite tome contato com os grãos e haja uma fermentação homogênea.Quando isso não ocorre há a formação de uma camada amarelada sobre o kefir que são as gorduras contidas no leite (e sua espessura vai depender do tipo de leite utilizado,tanto mais grossa quanto maior a gordura contida), que os grãos de kefir por serem compostos de bactérias e fermentos, não processam.Embora o desenvolvimento inicial dessa camada não seja prejudicial,fungos não desejados podem propagar-se nelas;a agitação impede que isso ocorra,possivelmente devido ao aumento de oxigênio disponível.Veja mais em Armazenar Kefir

17)

Por que se formou uma película marrom sobre o kefir de água ?

O kefir deve ser agitado uma a duas vezes ao dia para impedir que os fermentos e acetobactérias formem colônias em sua superfície; se não for agitado,estas colônias podem ser vistas como uma película ondulada marrom luminosa,chamada de "flores do kefir".Embora o desenvolvimento inicial de tais colônias não seja prejudicial,fungos não desejados podem propagar-se nelas;a agitação impede que isso ocorra,possivelmente devido ao aumento de oxigênio disponível.Veja mais em: Armazenar Kefir.

18)

Por que meu kefir de leite fica tão azedo ou ácido?

O sabor de kefir de leite em muito se assemelha ao do iogurte natural. Se você não aprecia o sabor do iogurte natural, certamente não irá apreciar o sabor do kefir puro. Nesses casos, dê uma olhada em nossas receitas. Há várias que podem tornar o sabor do kefir bem mais palatável.Porém, se seu kefir está mais ácido do que o iogurte natural, é provável que você esteja cometendo alguns erros na hora de prepará-lo. Quanto mais tempo fermentando, quanto maior a temperatura ambiente e quanto mais grãos para uma determinada quantidade de leite, mais ácido ele fica. Procure trabalhar essas variáveis até encontrar a fórmula ideal ao seu paladar.Algumas pessoas deixam o kefir fermentar uma parte do tempo na geladeira.Se seu kefir fica azedo, ao invés de ácido, é possível que os grãos estejam com o metabolismo baixo. Pode ser por causa da viagem, se tiverem vindo pelos Correios, pode ser que eles estivessem armazenados na geladeira. Prepare-o com menos leite até perceber que o leite está coalhando sem azedar. Veja a pergunta 4. Na dúvida, prepare o kefir de acordo com as instruções.

19)

Eu preciso esterilizar meus utensílios e ingredientes?

Não existe nenhuma necessidade de fazer isso. Só mantenha os utensílios limpos. Basta a limpeza básica doméstica.

20) O que é kefiraride? É o soro do leite? Ou é a água resultante do Jejum dos Grãos?Como posso usá-lo?
Ambos são chamados de Kefiraride e são úteis. Veja na página kefiraride algumas indicações de uso.

21)

Qual a diferença entre kefiraride e kefiran?

Kefiraride é o líquido amarelado que vemos separar durante a fermentação do leite pelos grãos de kefir, sendo muito rico em kefiran.Veja em: kefiraride e o Kefiran é um gel solúvel polissacarídeo identificado como uma gosma esbranquiçada de consistência igual a clara de ovo. Apesar do aspecto não muito agradável o kefir produzido por eles é um dos mais saudáveis pela eficácia em benefícios.Veja em: kefiran.

86

22)

Não houve separação de kefiraride no kefir,há algo errado?

Não, pois não é obrigatório haver separação de kefiraride no kefir, com isso seu kefir ficará homogêneo e levemente ácido. Precisa-se separá-lo,use a opção de fazer cream-cheese,drenando-o;o líquido amarelado drenado é o kefiraride.Veja mais: cream cheese. Vários fatores influenciam para que haja separação do kefiraride: temperaturas altas( acima de25°C, principalmente nas estações primavera/verão), recipiente fechado hermético, proporção maior de grãos x leite,cultura-mãe formada de grãos maiores onde haverá maior formação deCO2(gás carbônico)durante a fermentação; resultando num kefir mais ácido.

23)

Por que meu kefir fica viscoso?

Ah!… o gel polissacarídeo solúvel, kefiran está confundindo você com algo que parece ruim ou estragado! Esta substância é normal e muito saudável. Kefiran tem comprovada capacidade de reduzir algumas poucas formas de câncer e de tumores em ratos. Também é esta substância que dá ao Real Kefir essa textura cremosa rica sem igual, só os Grãos de Kefir podem produzir isto. Se você usar menor proporção de leite quando estiver fazendo o Kefir, esta substância pode ser em maior quantidade. Isto também ocorre quando você deixar seu kefir fermentar mais que24 horas.

24) Já existiu algum caso de problemas de saúde devido a consumir kefir?
Não há nenhum caso documentado de quaisquer problemas de saúde causados por consumir o Kefir. Como também é verídico que para tudo tem uma contra indicação. Kefir é bem tolerado por "indivíduos intolerantes a Lactose" e a menos que ele cheire como ovos podres, ou tenha descoloração principalmente devido a cuidado impróprio (aquecimento, por exemplo), então tudo está bem.É muito raro o kefir "estragar" quando cuidados elementares de higiene forem tomados, mas nãoé impossível acontecer e há muitas razões possíveis para isso: Condições anti-higiênicas, inclusive o uso de meios contaminados (leite, água, suco de fruta, etc.). Aquecimento dos grãos de kefir acima de 40ºC (fermentar continuamente nestas altas temperaturas danifica ou mata os grãos). Condições inadequadas - deixar os Grãos de Kefir fora do meio por um tempo maior que2 -3 dias, pode viabilizar o crescimento de algum micro-organismo que contamine os Grãos. Veja em: armazenar kefir.

25)

Quanto tempo dura o kefir na geladeira num potinho tampado?

O kefir dura uma semana sem problemas, podendo deixar até 15 dias _há uma separação do kefiraride,mas é só misturar bem para homogeneizá-lo e também sua acidez acentua um pouquinho; mas,se nesse período não conseguir consumi-lo todo pode fazer um queijinho(cream-cheese),veja como: cream cheese. Há também uma experiência feita no passado, que foi a seguinte: o Kefir foi deixado, já coado, coberto por uma fina camada de azeite de oliva, isso mesmo, azeite de cozinha, em temperatura ambiente. Após UM ano o Kefir estava ainda palatável, bem ácido, mas palatável.

26)

Quem tem diabetes pode consumir kefir?

É bom lembrar que o Kefir não é uma panaceia para todos os males. Ele atua, principalmente,normalizando o sistema digestivo.Qualquer pessoa com qualquer problema de saúde deve em primeiro lugar consultar o seu médico, o único com condições de lhe orientar.Como leigos, aconselhamos a NÃO consumir o kefir de água, pois sempre pode sobrar um pouco de açúcar mascavo, após a fermentação.Aconselharia (sob supervisão médica) o consumo do Kefir de leite, já

87

que possui as mesmas propriedades do Kefir de água, e com 24 horas de fermentação, muita lactose (açúcar do leite) é eliminada, sendo possível reduzi-la ainda mais através de uma fermentação secundária.

27)

Quem tem intolerância ao açúcar e lactose como pode usar o kefir?

Pessoas com intolerância ao açúcar e lactose, como também os diabéticos, sob supervisão de seu médico, podem usar para fermentar o kefir , a stevia 100% pura (ela é usada em pó,sendo um adoçante natural dietético com poder adoçante 300 vezes maior que o açúcar refinado, veja sobre Stevia em: http://inventabrasilnet.t5.com.br/stevia.htm), mas leia atentamente o rótulo,pois há stevia" plus ou multi",que são uma mistura de mais de um adoçante onde entram ciclamato, sacarina e aspartame em sua composição e estes são prejudiciais para a fermentação do kefir. Lembrando que a stevia possui lactose devendo o kefir ser maturado (veja fermentação secundária em Armazenar Grãos ) para reduzi-la. Podem também fazer o kefir usando suco de fruta ,veja como em: Kefir de Frutas e com leite de soja: Leite de Soja.

28) Quando eu coo meu kefir, os coalhos aderem aos grãos fazendo parecerem maiores,isto é normal?
Sim, isto é normal e o ideal é que se mantenha assim, sem lavá-los, pois isto não só acelera seu próximo lote de kefir, mas a taxa de crescimento e o tamanho do grão parecem aumentar também. Veja a questão 14.

29)

Meus grãos flutuam, o que está ocorrendo?

Os Grãos de Kefir normalmente flutuam algumas horas depois de serem colocados no meio de fermentação, devido à densidade especifica do grão ou devido ao gás CO2 produzido pelas leveduras Há também a formação de bolhas em torno dos grãos, que os leva a flutuarem.

30)

Como os grãos de kefir podem morrer?

Você acidentalmente pode matar seus grãos de Kefir se: submetê-los ao calor excessivo: água quente, fontes de calor (fogão ou aquecedor)"; adicionar os ingredientes errados, como alvejante, detergente etc. ou se você decidir fazer "Kefir de água" ou "Kefir de erva medicinal", e você adicionar sal em vez de açúcar mascavo; Jogar fora. Se você deixar alguém ajudar em sua cozinha, lembre-se de explicar-lhes,que você tem essas pequenas criaturas e tem um carinho muito grande para com elas.

31) Eu preciso parar de fazer kefir porque eu acumulei demais, ou estou saindo de viagem,etc. O que eu faço com meus grãos?
Existem várias opções para armazenar seus grãos com segurança quando você decide parar de fazer o kefir por algum tempo. Dê uma olhada em Armazenar Grãos.

32)

Por que o kefir se divide em camadas?

Isto é um fenômeno normal devido ao gás carbônico (CO2) produzido pela levedura do kefir.Este CO2 forma uma camada de bolhas em torno dos coalhos fazendo com que eles flutuem.Você pode perceber que seu kefir separa-se em duas ou mais camadas: um coalho espesso flutuando com os grãos acima de uma camada de líquido claro. A camada clara (quasetransparente) é o Kefiraride, e a separação é mais proeminente quando: A temperatura é mais alta durante a fermentação (aprox. 30º C), por exemplo, durante o verão pode haver uma separação maior devido à produção excessiva do gás CO2;

88

Você usa leite pasteurizado. Devido à caseína do leite (proteínas) que passa por mudanças durante o processo de pasteurização, os coalhos se separam e ficam extremamente firmes, flutuando mais facilmente, devido a bolhas de CO2, e podem ser vistos como duas ou mais camadas com os grãos normalmente no topo; Você não usa leite suficiente ou deixa fermentar por pouco tempo. Algumas pessoas deixam seu kefir até 3 dias fermentando para obter um Kefir mais ácido e com menos lactose. Veja a Pergunta 1.

33)

O que é necessário para fazer um kefir bem carbonatado?

Então você gosta de seu kefir... efervescente? Para fazer um Kefir extra carbonatado, primeiro tenha certeza não encher o jarro mais que 2/3 com leite (ou água com açúcar mascavo) e grãos. Fixe uma tampa bem apertada no jarro e fermente conforme o habitual por 24 horas. Você pode fazer um Kefir bem carbonatado dessa maneira continuamente, e nenhum dano será causado para os grãos.

34) Que outras fontes de alimentação,além do açúcar mascavo posso usar para fazer o kefir de água?
Você pode usar para alimentá-los: suco de frutas(frutose), mel(sem própolis), rapadura,melado,caldo de cana, água de coco;se houver necessidade em usar um adoçante, dê preferência aos naturais como a stevia 100% pura.

35)

Por que não usar açúcar branco no preparo do kefir ?

O açúcar refinado praticamente só existe no Brasil, portanto não há referências, para seu uso no Kefir, porém todos devem concordar que ele (o açúcar) faz mal a saúde e possui quantias ínfimas de vitaminas e sais minerais, se tiverem dúvidas vejam: http://www.vivernatural.com.br/terapias/nutri_sugar.htm Todos os demais países, utilizam-se do açúcar branco aqui chamado de cristal o qual em muitos deles não é retirado da cana de açúcar e sim de fontes alternativas (beterraba por exemplo).Portanto, por analogia se não devemos utilizar o açúcar refinado (lembram-se da história dos três pós brancos que matam: açúcar, sal e cocaína), por que dálos aos grãos de Kefir?

36) Que tipos de suco de frutas podem ou não ser adicionados no kefir de água?
Veja em Kefir de Frutas a resposta a esta pergunta.

37)

Que tipos de leite de soja eu posso usar para fazer kefir de soja?

Não é recomendado o uso da maioria dos leites de soja comerciais para fazer kefir. Se você desejar, faça o leite de soja caseiro, que leva menos tempo para fermentar. Veja a receita para o leite de soja e o kefir de soja em nossa página Leite de Soja.O leite de soja em pó não é muito bom para fazer seu kefir. Estes são principalmente feitos de"soja isolada (híbrida)" e frequentemente contem lactose. Isto é importante, porque a maioria das pessoas que usam leite de soja, o fazem por problemas de lactose ou por desejarem eliminar a lactose de suas dietas. Neste caso, é bom lembrar que, se o kefir fermentar tempo suficiente pode eliminar quase toda a lactose. Veja Armazenar Kefir.

38) Posso fazer kefir com água de coco verde e com a sua polpa? Gordura de coco e Candidíase.
Sim,veja como em: http://www.bodyecologydiet.com/coconutkefir.php Making Coconut water kefir(Fazendo o kefir com água de coco verde) e Making Coconut Kefir cheese (Fazendo o queijo do

89

kefir de coco verde),explica como usar a polpa de coco batida para fazer o queijo de kefir de coco e onde ler adicionar starter de kefir (falso kefir acionador de partida em pó, que não pode ser comparado em propriedades com nossos Grãos Reais de Kefir ) você irá adicionar seus grãos e após 24 h irá coar e retirá-los. A gordura de coco é muito boa no tratamento de Candidíase.Veja mais em: http://correcotia.com/mulheres/candidiase.htm

39)

O kefir pode agir sobre a Cândida Albicans?

Há um vínculo biológico equilibrado entre o nosso organismo e os micro-organismos (cândidaalbicans) nele existentes e quando cai nossa imunidade abre-se a porta para que os microorganismos (cândida albicans) se desenvolvam em maior quantidade causando desequilíbrio e a doença cândidíase.Podemos dizer que "quase" todos nós temos em nosso organismo a cândida, que só vai se manifestar quando estivermos com nossa imunidade baixa.O kefir em sua composição Possi entre outras a levedura Cândida Kefir, levedura do bem que junto as demais vai restabelecer o equilíbrio do organismo.Segundo a Drª.Orla Jenson(bacteriologista dinamarquesa): ""O Kefir digere as células de leveduras e tem efeito benéfico na flora intestinal" de onde pode ser usado na prevenção e combate a cândida"".Veja mais informações sobre: Controle da Cândida Albicans: kefiraride e Composição da microflora do grão de kefir em: Ciclo e Microflora.

40) Eu não consigo achar um coador não metálico para coar meu kefir, o que eu posso fazer?
Os coadores de plástico estão disponíveis em grandes lojas. Se você não puder achar um vá a uma loja asiática ou em lojas naturais. Você deve achar um coador com a malha de tal maneira que não perca os grãos e nem fique muito difícil de coar o Kefir (2.5mm - 3 mm). Tente encontrar um coador de bambu ou da casca da cana de açúcar. Você também pode coar seu kefir colocando um tecido, como um pano de fralda (claro que sem uso e esterilizado com ferro de passar roupa) ou gaze de linho em uma tigela, então verta seu kefir com os grãos neste.Juntando as pontas, erga este material e suavemente coe o kefir. Não aperte os grãos, mas,com suavidade corra uma colher ou espátula para ajudar a coar (agite seu kefir suavemente antes de coar com este método). Se o kefir for difícil de coar usando qualquer método acima, então eu sugiro que antes de coar,se aperte a tampa do kefir e inverta o jarro algumas vezes (virar de cabeça para baixo e para cima). Isto ajudará a quebrar o coalho mais firme e deixar livres quaisquer coalhos que aderiram aos grãos, que é o que normalmente dificulta o coar. Veja mais em Coar Kefir.

41) Não quero usar plásticos ou outros materiais sintéticos para fermentar o kefir. Que outras opções eu tenho?
Existem milhares de pessoas que parecem não ter nenhum problema com o uso de coadores de plástico para coar seu kefir. Mas existem aqueles que não querem usar plásticos para fazer ou armazenar kefir. Os grãos de Kefir são ácidos e a maioria dos plásticos, em certo grau reagem com ácidos. Não se pode garantir 100% que qualquer plástico ou material de fibra sintética não reagirá com Grãos de Kefir. Não é recomendado o uso de plástico para fermentar kefir, use só coadores de plástico, o tempo de contato é mínimo. Se desejarmos coar o kefir sem o uso de plástico, pode-se também achar coadores não metálicos e não plásticos na maioria dos supermercados asiáticos ou lojas de produtos naturais. Estes coadores são normalmente feitos com tiras de bambu ou de cana. Existem tamanhos variando de mais ou menos 12 cm a 15 cm de diâmetro e são normalmente em forma de um coador.

90

42)

Como obter Grãos?

Existem algumas pessoas inescrupulosas vendendo os grãos de kefir, inclusive na Internet. Se você conhecer alguém que deseja ou esteja prestes a comprar os grãos, explique-lhe que o principal ingrediente na preparação do kefir é o amor. Os grãos não devem ser vendidos, mas doados, pois se reproduzem muito rapidamente, especialmente os de água. Em último caso, a pessoa que está fazendo a doação pode desejar o ressarcimento das despesas postais, pois quem doa muito, mesmo enviando sempre por carta simples pode acabar tendo um gasto alto, mas o valor de uma remessa dessas, certamente, não ultrapassa R$3,00. No Brasil e em Portugal, existe o grupo de discussões criado por Carlos F. Dias Junior e posteriormente legado a Luiz Giacomelli. Para ingressar no grupo, cadastre-se no Yahoogrupos. Procure criar seu perfil o mais completo possível para facilitar a utilização dos recursos do site. Se você já é associado ao Yahoogrupos e já tem perfil cadastrado, pode simplesmente enviar um email para fazendo_kefir-subscribe@yahoogrupos.com.br. Ao se associar, você receberá um e-mail com a lista de doadores atualizada. Encontre os doadores de sua cidade e procure obter os grãos diretamente com eles. Você pode, também acessar nosso banco de dados de doadores. Se preferir enviar uma mensagem ao grupo solicitando os grãos, informe o tipo de grãos (água, leite ou ambos) desejados e o local (cidade e estado) onde você se encontra. Mensagens com pedido de grãos, sem essas informações, são excluídas pela moderação.

43)

Como cuidar dos grãos de água?

Veja em Kefir de Água.

44) Como cuidar dos grãos de leite?
Veja em Kefir de Leite.

45)

Como fazer o cream cheese?

Coloque o kefir fermentado e já separado dos grãos dentro de um coador de café novo. Coloque um jarro ou pote de plástico embaixo, para recolher o kefiraride. Deixe por 24 horas na geladeira, tampado para não ressecar. O creme branco do coador é o cream cheese.Veja em Receitas, algumas sugestões de uso.

46) Fiz cream-cheese (keijo) e ficou muito ácido?O que posso fazer?Quanto tempo dura?
Para fazer o cream-cheese (keijo) deixe o leite fermentar por no máximo 24 h, coe e drene por 24 h na geladeira, assim terá um keijo levemente ácido.Ele dura uma semana,podendo deixar até 15 dias, mas vai aumentando a acidez quanto maior for o tempo; acrescentando uma colher de sopa de azeite de oliva vai suavizar um pouco a acidez. Se passar do tempo pode usá-lo para fazer requeijão,veja como: Receitas salgadas.

47)

Como remeter os grãos para alguém em outra cidade?

O envio dos grãos pelos Correios é muito simples e fácil pois eles resistem por muito tempo às condições adversas da viagem. Porém, devem-se tomar alguns cuidados para evitar que sua umidade vaze, inutilizando o envelope ou borrando o endereço do destinatário.

91

Para isso, separe os grãos que deseja doar. Coe-os bem (se necessário, dê uma batidinhas suaves na peneira) para retirar o excesso de umidade. Coloque os grãos sobre um guardanapo ou toalha de papel e deixe-os alguns instantes, de preferência cobertos, para evitar a contaminação por poeira ou insetos. Em seguida, coloque os grãos em um saquinho plástico. Se os grãos são de kefir de leite, acrescente uma colherinha de leite em pó. Além de mantê-lo alimentado para a viagem, também ajuda a absorver a umidade. Para os grãos de kefir de água, isto não é necessário. Amarre bem a ponta do saquinho, procurando deixar o mínimo de ar possível. O ideal é que não fique redondo e sim, achatado, pra caber melhor no envelope, sem fazer muito volume irregular, mas isso não é um problema sério. Corte uma embalagem de leite ou use um papel cartão ou papelão forte para embalar seus grãos. Enrole o(s) saquinho(s) com o papel e coloque o rolinho dentro do envelope. Procure endereçar o envelope primeiro, para não ter que escrever no envelope já com os grãos, ou utilize o serviço de endereçamento do site dos Correios e gere as etiquetas de destinatário e remetente. A vantagem é que o sistema já faz a verificação do CEP e ainda o gera em código de barras, facilitando a triagem e agilizando a entrega. Seus grãozinhos agradecem! Pronto! Agora é só se dirigir a uma agência dos Correios e fazer a postagem. Pode enviar como Carta Simples mesmo, que é um pouquinho menos segura, mas chega bem mais rápido e é mais barata.

48) É possível adaptar os grãos de um meio ao outro (da água para o leite ou vice & versa)?
Sim. Saiba mais em Kefir não Lácteo e aprenda como fazer em Adaptar Grãos.

49) Os grãos de kefir de água adaptados para o leite, se multiplicam ou não?alguém já conseguiu?
De acordo com o Dominic (maior conhecedor mundial no assunto), esta adaptação pode resultar em grãos não propagáveis, embora o kefir resultante venha a ter um sabor, cor e textura muito bons e bastante similares ao do kefir tradicional dos Cáucasos. Após discussão optamos por manter essas instruções,pois a despeito da opinião do Dominic muitos de nós fizeram a adaptação com sucesso e deixamos a critério de cada um adotá-la ou não.Leia mais em: Adaptar Grãos e Kefir não Lácteo.

50)

Quem tem lupus pode tomar kefir?

Sim e traz muitos benefícios, melhorando o intestino, que fica mais preguiçoso por causa da medicação.Há um site sobre a doença que pode ser interessante www.lupusonline.com.br . 51) Por que meus grãos de leite não se reproduzem? É normal a reprodução muito lenta - no máximo 5% ao dia. Observe a proporção correta entre grãos e leite. Veja questão 7. Use leite de qualidade.Se usar leite UHT, dê preferência para os que têm um período de validade mais curto. Certifique-se de não estar usando "bebida láctea". É um erro comum, pois as embalagens são idênticas às do leite.Se o leite não for industrializado, ferva-o bem.Use peneira fina, para perder poucos "filhotes", deste modo o aumento será mais perceptível.Se você já faz como descrito acima, experimente ainda: Mudar a marca do leite - às vezes, até numa mesma marca pode haver diferenças muito grandes entre um lote e outro;

92

Dar um descanso aos grãos - deixe-os fermentar por 24 horas em água sem cloro ou kefiraride; Acrescentar uma colher de leite em pó ao leite na próxima partida Veja ainda a questão 6 para saber mais.

52)

Por que meus grãos de água não se reproduzem?

Os grãos de kefir de água costumam reproduzir-se muito rapidamente - cerca de 45% ao dia.Observe a proporção entre grãos e água com açúcar mascavo. Veja Kefir de Água. Certifique-se de estar usando açúcar mascavo de boa qualidade e de que a água não tem resíduos de cloro, de preferência use água mineral de qualidade.Se você já faz como descrito acima, experimente ainda: Mudar a marca do açúcar mascavo ou usar melado de cana; Dar um descanso aos grãos - deixe-os fermentar por 24 horas em água pura.

53)

O kefir engorda?

Não, sendo inclusive indicado para regular o peso, pois provoca uma aceleração no metabolismo. Dê uma olhada em Benefícios. Porém, o açúcar mascavo assim como qualquer outro tipo de açúcar mascavo pode sim pesar em sua dieta hipocalórica. Para saber das vantagens e desvantagens você deve analisar o custo beneficio para o seu caso; se no momento o que mais atrapalha a sua saúde é o peso, então você deve considerar outro tipo de preparação do kefir, como por exemplo com suco de frutas, pois mesmo após a ação do kefir (metabolizando a lactose do leite e a glicose do açúcar mascavo), o açúcar mascavo e o leite ainda contêm calorias (poucas, mas contém). Se no seu atual momento a sua maior preocupação é a saúde, ou algum problema associado a ela, talvez valha a pena o consumo extra de calorias. Procure equilibrar sua dieta da melhor forma possível e praticar atividades físicas regularmente - obviamente, sempre com acompanhamento médico.

54)

Como posso auxiliar o kefir no processo de emagrecimento?

O emagrecimento vem como consequência de mudanças de hábitos,pois a partir do momento que você opta por um alimento probiótico você assume uma nova postura diante de sua alimentação e de sua vida.E o Kefir atuando como um enzimático potente aumenta o anabolismo fazendo o seu organismo assimilar mais nutrientes causando um equilíbrio geral,desintoxicando-o; então o que você precisa fazer é auxiliá-lo neste processo:§ Tomando a 1ª porção em jejum, 1º) As outras 1 hora antes das refeições,o que provocará sensação de saciedade reduzindo o apetite na hora das refeições evitando o comer por compulsão, 2º) Substituir os lanchinhos calóricos pelo kefir de frutas ou kefir de leite desnatado com frutas ou granola light, 3º) Fazer 5 pequenas refeições:comendo carnes brancas,verduras,legumes,cereais,fibras, tomar 2 litros de água diários, não se esquecendo dos exercícios físicos pelo menos uma boa caminhada. 4º) Falar com seu médico para uma avaliação. Adotando essas medidas você poderá dizer que emagrecer com Kefir é uma Verdade. Lembrando que é desaconselhável jejuar tomando o kefir, é recomendado no dia que quiser jejuar dar uma pausa no consumo. Veja mais informações em: Excesso de Peso Benefícios e pergunta 53.

55)

Qual a quantidade de Kcal contidas no kefir de leite?

Se você fizer com leite integral:1 Copo (250 ml) de leite integral (B) tem 189 Kcalorias ou calorias simplesmente, supondo que os grãos de Kefir devorem no mínimo 70% da lactose (açúcar) do leite teremos em um copo de Kefir 57 calorias, menos que duas rosquinhas (biscoitos) de leite Tostines (33,46 Kcal cada uma). Se você fizer com leite desnatado, então fica melhor ainda:1 Copo (250 ml) de leite desnatado (B) tem 84 Kcal, fazendo a mesma suposição temos que um copo de Kefir tem 26

93

calorias, muito menos que uma rosquinha de leite.Como você pode ver um litro de kefir feito com leite integral tem aprox. 228 calorias.Um litro de Kefir feito com leite desnatado tem 104 calorias.Só para comparar uma lata (350 ml) de Coca-Cola tradicional tem 140 calorias.Em tempo, 100 gramas de banana tem 99 calorias.Fonte: Tabela para Avaliação de Consumo Alimentar em Medidas Caseiras Ana Beatriz Viera Pinheiro-4ª Edição - Revisada - Rio de Janeiro 1998

56)

Qual a quantidade de kcal contidas no kefir de água?

Se você fizer com açúcar mascavo que contenha 312 kcal em 100 gramas e usar a proporção de: 4 colheres de sopa rasas de açúcar mascavo x 4 colheres de sopa cheias de grãos x 1 litro de água,considerando que o açúcar residual numa fermentação de 24 h é de 3%, você terá em um copo (250 ml) apenas 1,40 kcal e em 1 litro: 5,62 kcal. Se usar stevia 100% pura em pó:nas proporções de 4 colheres de sopa cheias de grãos x 1 litro de água x 1 colher de chá de stevia 100% pura ,você terá em um copo(250 ml) apenas 0,17 kcal e em 1litro:0,67 kcal. Equivalência da stevia e o açúcar refinado:1 colher de café(= 1 grama)de stevia há 3,7 kcal = 2colheres de chá(cada colher de chá= 6 gramas) de açúcar refinado há 24 kcal.

57) Meus grãos de kefir de água estão com pontinhos escuros, o que fazer?
Esses pontinhos escuros são grumos do açúcar mascavo que alguns grãos que ficam no fundo do recipiente, envolvem ao crescerem novas colônias ao redor. Para evitar isso, procure comprar açúcar mascavo de cor mais clara que possui menor umidade(sem grumos) e menos impurezas.

58)

Quem tem intolerância à lactose pode consumir kefir de leite?

Seria uma imprudência afirmar que o kefir consome toda lactose do leite. Claro que quanto mais tempo fermentando, mais ácido se torna o Kefir e menos Lactose terá também. Nesses casos,recomenda-se 36 horas de fermentação e também, a retirada do Kefiraride. No princípio (uma semana) tome apenas uma xícara de café de Kefir por dia... Caso não venha ater problemas pode ir dobrando a quantidade até o ponto que deseje tomar. Não tenha pressa e nem force seu organismo. Lembre-se que, em apenas uma xícara de café há micro-organismos e kefiran suficiente para melhorar de uma forma geral sua qualidade de vida.

59)

Como reduzir o índice alcoólico do kefir de água?

Observe a proporção entre grãos, açúcar mascavo e água. Veja em Kefir de Água. O índice alcoólico está entre 0,08 a 2% de álcool, numa fermentação de 24 h temos índices médios de 0,5% usando pote com tampa frouxa( ou pano fino com elástico para fixá-lo) e 1,0%para pote com tampa hermética).Agitar o pote durante a fermentação também aumenta o índice alcoólico.

60) O que são Tibicos?
Kefir de água e tibicos são a mesma coisa. Grãos compostos de lactobacilos e outros microorganismos que fermentam leite ou água com açúcar mascavo.

61)

Kefir e Cogumelo do Sol, são a mesma coisa?

Não, são organismos com estruturas diferentes.O Kefir é composto de bactérias e leveduras(fermentos) e o Cogumelo do Sol que é um fungo (não possui em sua composição bactérias),sendo essas em grande número no Kefir.Veja mais em: Composição dos grãos E a dúvida de que o Kefir é o Cogumelo do Sol, surgiu quando algumas pessoas (sem conhecimento de sua composição) o distribuem com esse nome erroneamente. Para evitar que isso ocorra quando

94

doarmos precisamos passar o máximo de informações sobre o Kefir.Para esclarecer melhor,veja potes com sementes de Cogumelo do Sol (Agaricus blazei) http://www.guirra.com.br/prox_texto.asp?texto=16

62)

O que é kombuchá?

Kombuchá também é uma cultura de micro-organismos, passada de mão em mão, de geração a geração,mas que fermenta chá preto ou verde adoçado.Visite http://www.kombu.de/portugis.htm para saber mais.Existe também um grupo de discussão como o do kefir. Para associar-se, envie um email para grupokombucha-subscribe@yahoogrupos.com.br , onde é possível tirar dúvidas e obter oscoby (a cultura mãe natural do kombuchá).

63) Qual a diferença de benefícios entre as diferentes formas de kefir (água, leite, mais fermentado, menos fermentado)?
Basicamente, há apenas diferenças sutis, mas cada tipo pode ter mais utilidade e eficácia dependendo do histórico individual de cada um. É interessante dar uma olhada na página Benefícios para conhecer melhor essas características.

64)

Quanto o tempo de fermentação do kefir afeta meu organismo?

Costuma-se afirmar categoricamente que o kefir de 12 horas solta o intestino, o de 24 horas o regula e o de 36 a 48 horas o prende, sendo desaconselhado o consumo do kefir com mais de48 horas de fermentação, pois este pode provocar prisão de ventre.Isto é parcialmente verdade apenas para o kefir de água; porém, deve-se levar em consideração que outros fatores afetam o processo de fermentação como: a temperatura ambiente, a pressão dentro do vasilhame de fermentação e a proporção de grãos e água com açúcar mascavo. O ideal é que a pessoa vá experimentando diversos tempos de fermentação até encontrar aquele que melhor atua sobre seu organismo.

65) Com que idade uma criança pode começar a tomar o kefir? E em que quantidade?
Ela pode começar a tomar o kefir a partir do momento que o pediatra introduzir alimentação pastosa, começando com 1 colher de sopa (15 g) e vai aumentando aos poucos.Pode ver receita em: Receitas doces.

66) Em quanto tempo obtenho resultados para problemas de intestino?E que quantidades tomar?
Cada organismo reage de forma diferente,enquanto algumas pessoas começam a sentir melhoras entre 10 e 15 dias de uso contínuo tomando 1 litro de kefir diário (água ou leite fermentado por 12 h),algumas demoram até 1 mês.O importante é ajudar o kefir cuidando da alimentação( que deve ser rica em fibras,frutas,vegetais.legumes,...)e adicionando no seu kefir 1colher de sopa de semente de linhaça triturada ou ameixas pretas batidas para potencializá-lo.Lembrando que é imprescindível para auxiliá-lo no processo de desintoxicação do organismo,beber muita água.

67) Em quanto tempo obtenho resultado usando kefir para problemas de acne e manchas no rosto?
Resultados significativos são obtidos a partir de 3 meses para acne e de 6 meses para clareamento de manchas;mas além de tomar o kefir (1 litro diário),tem que haver um controle na alimentação(evitando chocolates, amendoins,...etc.), e para potencializar o kefir ,pode fazer compressas com kefiraride: protegendo os olhos com algodão, aplicar no rosto limpo, gaze umedecida

95

em kefiraride,deixar por 20 a 30 minutos.De preferência pode fazer a aplicação a noite.O Kefiraride é um adstringente natural que ajuda a desinfeccionar e fechar os poros.

68) Devo tampar hermeticamente o vasilhame de fermentação? Ou não posso vedá-lo para que os grãos possam respirar?
Tanto se pode tampá-lo hermeticamente quanto com uma tampa frouxa ou pano fino fixado por elástico.Veja Utensílios.

69) Como fazer sabonetes naturais e loção usando kefir(grãos de água e kefiraride)?
Importante: Para fazer sabonetes com base glicerinada ou perolada e o kefir (em grãos)não perder as propriedades, após derreter a base em banho-maria,deixe esfriar até 30/35°C,use um termômetro para se certificar, se não tiver use o dedômetro : ) ,depois acrescente os grãos,em seguida coloque em moldes e deixe esfriar. O uso de corante e essência é opcional. Para sabonete líquido: em 1 litro (onde é usado 250 ml de base para sabonete) ,reduza parte da água(de 800 ml para 600 ml) e complete com 20 % de kefiraride(200 ml),só que precisa acrescentar lauril éter sulfato de sódio (qsp: quantidade suficiente para), pois a acidez do kefiraride diminui a quantidade de espuma.Coloque a base num recipiente de vidro e adicione a água lentamente para hidratar, depois coloque o kefiraride aos poucos e por último o lauril.O uso de corante e essência é opcional. Para fazer loção para o corpo: use 1 colher de sopa de creme não iônico (comprado em farmácias de manipulação)e 2 colheres de sopa de kefiraride. Misture muito bem para deixar homogêneo e aplique.Não precisa enxaguar.O que sobrar guarde em pote fechado na parte baixa da geladeira (pode deixar por uma semana). Terá um excelente hidratante natural.Veja kefiraride.

70)

Posso fazer gel para cabelos e pele com o kefir ?

Sim,veja a receita:1 xícara de chá de grãos de kefir de água1 xícara de kefiraride ou 1xicara de água mineral (para quem não tem Kefir de leite)Bater no liquidificador por uns 5 minutos mais ou menos, até ficar um gel.Cabelos. Lave os cabelos com xampu e enxágue, tire o excesso de água com uma toalha e aplique o gel na raiz, faça massagem com a ponta dos dedos e coloque uma touca plástica, não usar touca térmica.Deixe o gel agir por uma hora, enxágue bem.Rosto. Aplicar uma camada não muito fina na pele e fazer massagem circular.Deixe agir por uma hora, até secar completamente e enxágue bem.

71)

Qual os benefícios do kefir na gravidez?

O kefir de leite é rico em ácido fólico,veja mais em: Benefícios, sendo muito importante na gravidez. O ácido fólico é uma vitamina do complexo B cuja ingestão deve começar desde o planejamento da gravidez,pois garante saúde para a mãe e o desenvolvimento do bebê,já que é responsável pela síntese dos ácidos nucleicos (substâncias que produzem proteínas,tecidos e também o código genético,como o DNA,por exemplo).A simples suplementação do ácido fólico três meses antes e nos três primeiros meses da gravidez são suficientes para reduzir até 95% de problemas da má formação do tubo neural. O tubo neural funciona como o sistema nervoso primitivo do feto. É uma estrutura do embrião precursora do cérebro e da medula espinhal. O fechamento deste tubo é essencial para formar a calota craniana e coluna vertebral do bebê. Isso ocorre entre 22º e 28º dias após a concepção. Fonte: "A importância do ácido fólico" Andresa Berger, Redação Terra.

96

72) Quais os resultados do kefir sobre o Colesterol?E em que quantidades tomar?
O probiótico Kefir por produzir ácido láctico, pode absorver o colesterol ruim (LDL) e impedir sua reabsorção pela corrente sanguínea. É recomendado para se obter resultado tomar 1 litro diário, porém há controvérsias, como exemplo temos informação de resultados obtidos após 6 meses de uso para pessoas que tomaram 1 litro diário e para uma outra que tomou apenas 1 copo, ambos com queda na taxa do colesterol ruim (LDL), então é prudente usar o bom senso e recomendamos sempre a consulta e acompanhamento de seu médico. Veja mais em: Benefícios.

73)

O Kefir pode ser usado como tratamento para o herpes labial?

Sim, pode. Veja mais em: Benefícios. O Herpes é uma infecção que se manifesta devido a diversos fatores, tais como: exposição à luz solar intensa, fadiga física e mental, estresse emocional, febre ou outras infecções que diminuam a resistência orgânica. O kefir aumenta a imunidade do organismo e pode sim ajudar o tratamento do Herpes. Veja mais detalhes sobre o Herpes em: http://www.dermatologia.net/ Doenças da Pele / Herpes e não esqueça consulte sempre o seu médico, nada o substitui.

74)

Quais os benefícios do kefir para meus animais domésticos?

Se seu animal doméstico for um mamífero, provavelmente os efeitos serão muito semelhantes aos operados nos humanos. Como a maioria de nossos amigos peludos estão habituados aração, é conveniente ir administrando o kefir e os grãos aos poucos, para evitar diarreias e vômitos. Dê preferência ao kefir de leite. Uma boa forma de administrar o kefir é misturar o kefiraride na água dos bichinhos. Para os aquários, acrescentar alguns grãos após a limpeza e troca parcial da água pode ajudar a mantê-la límpida por mais tempo. Observe, porém, que os filtros mecânicos muito fortes podem capturar os grãos e acabar entupidos por eles.

Esperamos que com a disponibilização para consulta deste arquivo do site KEFIR BRASIL, que Todos através da facilidade que agora terão para consultá-lo consigam solucionar a maior parte de suas dúvidas com relação aos nossos maravilhosos Grãos Reais de Kefir, podendo assim usufruir todos os seus Benefícios. http://www.kefir.50webs.org/ http://www.kefir.xpg.com.br/ 97

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->