P. 1
SIMULADO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

SIMULADO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

|Views: 479|Likes:
Publicado porgracielle_rs

More info:

Published by: gracielle_rs on May 30, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/27/2014

pdf

text

original

SIMULADO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE 01) - Considerando o ECA, assinale a opção CORRETA.

a) Na interpretação da ECA, devem ser considerados os fins sociais a que o estatuto se dirige, as exigências do bem comum, os direitos e deveres individuais e coletivos, bem como a condição peculiar da criança e do adolescente como pessoas em desenvolvimento b) O adolescente civilmente identificado não pode ser submetido à identificação compulsória pelos órgãos policiais, de proteção e judiciais, nem mesmo para efeito de confrontação, havendo dúvida fundada c) Entre as medidas sócio educativo que podem ser aplicadas ao adolescente, estão a prestação de serviços à comunidade e a substituição de internação em estabelecimento educacional por multa d) A medida aplicada por força de remissão não pode ser revista judicialmente, sob pena de ofensa à coisa julgada 02) - No que se refere ao direito à convivência familiar e comunitária, assinale a opção CORRETA com base no ECA . a) Toda criança ou adolescente tem direito à educação no seio da sua família e, excepcionalmente, em família substituta, assegurada a participação efetiva da mãe biológica no convívio diário com o educando, em ambiente livre da presença de pessoas discriminadas. b) Os filhos, havidos, ou não, da relação do casamento, ou por adoção, terão os mesmos direitos e qualificações, proibidas quaisquer designações discriminatórias relativas à filiação. c) O pátrio poder não poderá ser exercido, simultaneamente, pelo pai e pela mãe. Em caso de discordância quanto a quem caberá titularizá-lo, a ambos será facultado o direito de recorrer à autoridade judiciária competente para a solução da divergência. d) Na ausência dos pais, o pátrio poder poderá ser delegado, nessa ordem: ao irmão mais velho, desde que já tenha alcançado a maioridade, ao tio paterno ou ao avô paterno. Na ausência de qualquer um desses, o pátrio poder poderá, excepcionalmente, ser delegado à avó materna. 03) - De acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente, podem cometer atos infracionais. a) as crianças, apenas. b) os adolescentes, apenas. c) o adolescente e o adulto que ainda não completou 21 anos. d) as crianças a partir de 9 anos de idade. e) tanto a criança quanto o adolescente. 04) - No que concerne aos crimes praticados contra a criança e o adolescente, estabelecidos na Lei nº 8.069/90, É CORRETO AFIRMAR QUE: a) não se aplicam as normas da Parte Geral do Código Penal. b) são tipificadas apenas condutas comissivas. c) não há previsão de delito culposo. d) são de ação pública incondicionada. e) são sempre apenados com reclusão

1

para produzirem efeitos.05) . portanto. dezesseis anos de idade tem amparo legal na CF. dezesseis anos de idade tem amparo legal na CF.Na colocação da criança ou adolescente em família substituta. moral e educacional à criança ou adolescente. Certo Errado 11) . será necessário seu consentimento. o trabalho infanto-juvenil e a proteção ao adolescente trabalhador com. inclusive na política de atendimento aos direitos da criança e do adolescente.No Brasil. colhido em audiência. observar-se-á a seguinte regra: a) a guarda obriga à prestação de assistência material. ouvido o Ministério Público. c) tratando-se de maior de 12 (doze) anos de idade. não cabendo. Certo Errado 2 . no Estatuto da Criança e do Adolescente e na Consolidação das Leis do Trabalho. mas não confere a seu detentor o direito de opor-se aos pais. pelo menos. 16 (dezesseis) anos mais velho do que o adotando. no mínimo. e) não se admitem organismos estrangeiros encarregados de intermediar pedidos de habilitação à adoção internacional. a manutenção de casos sigilosos no domínio de atuação desses conselhos. Certo Errado 09) . uma vez que se trata de ato privativo do Juiz. no Estatuto da Criança e do Adolescente e na Consolidação das Leis do Trabalho. d) podem adotar os ascendentes e os irmãos do adotando.A doutrina jurídica vigente no que diz respeito à garantia dos direitos da criança e do adolescente reconhece incondicionalmente o Estado como a esfera primeira de atenção ao segmento constituído por crianças e adolescentes. – Certo Errado 10) . 06) .No Brasil. o trabalho infanto-juvenil e a proteção ao adolescente trabalhador com.Todos os atos e normas estabelecidos pelos conselhos dos direitos da criança e do adolescente. Certo Errado 08) .Entre as inovações constitucionais. será obrigatória a oitiva da criança ou adolescente. desde que respeitados seu estágio de desenvolvimento e seu grau de compreensão sobre as implicações da medida. b) não será aceita a nomeação de tutor por testamento. no mínimo. devem ser de conhecimento público.No caso de destituição do poder familiar que implicar modificação de guarda. identifica-se a diretriz para as ações na área da assistência social que determina a participação da população na formulação das políticas e no controle das ações em todos os níveis. Certo Errado 07) . desde que o adotante tenha mais de 21 (vinte e um) anos e seja.

as entidades que mantenham programa de acolhimento institucional poderão acolher crianças e adolescentes sem prévia determinação da autoridade competente. II – Aos responsáveis por estabelecimentos que explorem comercialmente bilhar. está à criação de conselhos municipais. salvo se acompanhados dos pais ou responsável legal. sendo os seus membros remunerados de acordo com leis municipais. no mínimo. nos termos da Lei n. IV – Dentre as diretrizes da política de atendimento à criança e ao adolescente. Será oferecido o ensino fundamental pelo Poder Público. comunicando o fato em até 24 (vinte e quatro) horas ao Juiz da Infância e da Juventude. autorizado expressamente pelo outro através de documento com firma reconhecida. estaduais e nacional dos direitos da criança e do adolescente. 3 . obrigatório e gratuito. c) Somente a assertiva V está incorreta. d) têm sua situação reavaliada. órgãos deliberativos e controladores das ações em todos os níveis. c) são obrigatoriamente encaminhadas para o núcleo de custódia do conselho tutelar do local onde residem. receber a designação discriminatória apropriada relativamente à filiação.12) -TENDO COMO BASE AS SEGUINTES ASSERTIVAS: I – É proibido qualquer trabalho a menores de 14 (quatorze) anos de idade. É POSSÍVEL AFIRMAR: a) Todas as assertivas estão corretas.As crianças ou adolescentes inseridos em programa de acolhimento familiar ou institucional a) devem. no máximo. cuja omissão ou oferta irregular importa responsabilidade da autoridade competente. desde que a criança se encontre na idade própria. b) devem submeter-se mensalmente a acompanhamento psicológico para verificar a existência de condições mínimas de adaptação e integração ao convívio familiar. III – Em se tratando de viagem ao exterior. O Estado assegurará ensino fundamental. 14) . é vedado permitir a entrada e a permanência de crianças e adolescentes. V – Em caráter excepcional e de urgência. d) As assertivas III e IV estão corretas. dois anos. salvo na condição de aprendiz. a cada seis meses. sob pena de responsabilidade. estaduais e federais. b) Todas as assertivas estão incorretas. a autorização judicial é dispensável se o adolescente viajar na companhia de um dos pais. sinuca ou congênere ou por casas de jogos. e) devem permanecer no programa por. 13) .069/90. e) As assertivas I. II e IV estão incorretas.Considere as seguintes afirmações: I. assegurados a participação popular paritária por meio de organizações representativas. II. na forma da lei.º 8.

d) transporte escolar gratuito aos que comprovarem necessidade. na defesa dos interesses sociais e individuais indisponíveis afetos à criança e ao adolescente. a) oferta de salas de aula com número não superior a trinta e cinco alunos no ensino fundamental. d) é incumbência do Ministério Público impetrar mandado de segurança. é dever do Estado garantir. d) II. No processo educacional respeitar-se-ão os valores culturais. em qualquer juízo. IV e V. em relação à educação.III.Segundo previsão expressa na legislação federal em vigor. c) II. c) oferta de vaga na escola pública de educação infantil ou de ensino fundamental mais próxima de sua residência para a crianças a partir dos quatro anos de idade. aos educandos com necessidades especiais. e) III. b) a garantia da prioridade absoluta compreende a destinação privilegiada de recursos públicos nas áreas relacionadas com a proteção à infância e juventude.Assinale a alternativa INCORRETA: a) o Estatuto da Criança e do Adolescente foi formulado a partir dos ditames da doutrina da proteção integral. c) considerada a necessidade de proteção integral. Para assegurar o direito à educação da criança são corretas as afirmações a) I. O atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência se dará preferencialmente em estabelecimentos também especializados fora da rede regular de ensino. e) gratuidade na oferta de uniformes aos educandos matriculados na rede pública de ensino fundamental e médio. II e III. 16) . 4 . b) I. b) atendimento preferencial em rede própria. instância ou tribunal. a falta de recursos materiais constitui motivo suficiente para a perda ou suspensão do poder familiar. artísticos e históricos próprios do contexto social da criança. Os dirigentes de estabelecimento de ensino fundamental comunicarão ao Conselho Tutelar os casos de maus-tratos envolvendo seus alunos e os de elevados níveis de repetência. III e V. especializada e diferenciada. III e IV. de injunção e habeas corpus. IV. 15) . V.Com relação à proteção reservada ao menor em nosso ordenamento jurídico. III e V. 17) . está de acordo com o Estatuto da Criança e do Adolescente a) o acesso à escola pública de toda criança que comprovadamente não tiver recursos para pagar uma escola privada. e) os crimes definidos no Estatuto da Criança e do Adolescente são todos de ação pública incondicionada. ainda que matriculados na rede privada.

que pode ser menor. Essa afirmativa encontra fundamento nos princípios da a) dignidade da pessoa humana e legalidade. 18) . à educação. porém por escritura pública. por escritura particular. c) guarda de criança ou adolescente pode ser revogada a qualquer momento. b) Direito à inviolabilidade da sua integridade física e moral. ao lazer. à dignidade. d) colocação da criança ou adolescente em família substituta e estrangeira constitui medida excepcional. e independente de providência judicial. d) participação popular e fidelidade. que lhe serão garantidas prioritariamente pela escola pública de seu bairro. c) Direito de buscar refúgio e orientação. e) o acesso a oportunidades de lazer. à alimentação. é correto afirmar que a a) especialização de hipoteca legal. livre da presença de pessoas que sejam dependentes químicas. d) Direito ao trabalho compatível com suas condições físicas e psíquicas. à saúde. e) brevidade e excepcionalidade. da sociedade em geral e do Poder Público assegurar a efetivação dos direitos referentes à vida. ao respeito. 20) .No que se refere aos direitos fundamentais da criança e do adolescente. que poderão recusar formalmente e em juízo. ao esporte. como medida preventiva. e) morte do adotante restabelece o pátrio poder dos pais naturais.b) o desenvolvimento de capacitação profissional. não pode ser dispensada na tutela. b) prioridade absoluta e proteção integral. c) a criação da criança no seio de sua família. assegurado ao menor de 12 anos o trabalho como ajudante. ainda que o tutelado não possua bens. d) o ingresso em locais de espetáculos públicos. somente admissível na modalidade de adoção. da comunidade. à profissionalização. assegurada a convivência familiar e comunitária livre da presença de pessoas dependentes de substâncias entorpecentes 5 . b) adoção de criança ou adolescente é revogável e pode realizar-se por procurador.É dever da família. c) condição peculiar de pessoa em desenvolvimento e eficiência.Assinale a alternativa que NÃO contém um dos direitos fundamentais da criança previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente: a) Direito de opinião e expressão. à cultura. 19) . à liberdade e à convivência familiar e comunitária. sempre acompanhadas de um parente. e) Direito a ser criado no seio de sua família.

Apesar do artigo 60 do ECA afirmar que é proibido qualquer trabalho a menor de 14 anos. à dignidade."A" . Cabe ao Ministério Público a propositura da ação penal quanto à prática dos crimes tipificados pelo Estatuto. em seu artigo 7º.Art. à saúde. 6 . 105. 04) . o direito à vida. à cultura. 101. nem são propostos pelo particular. São penalmente inimputáveis os menores de dezoito anos. à profissionalização. Art. 227.É dever da família. violência. dispõe que o trabalho é vedado a menor de 16 anos. 08) – ERRADO 09) – CERTO 10) – CERTO 11) – CERTO 12) – LETRA . mas apenas aos adolescentes são aplicadas medidas sócio-educativas. com absoluta prioridade.ECA: "Na interpretação desta lei levar-se-ão em conta os fins sociais a que ela se dirige. Art. ao lazer. XXXIII. 104. 02) – LETRA – “ B” 03) – LETRA – “ E” . além de colocá-los a salvo de toda forma de negligência.Tanto criança quanto adolescente praticam ato infracional. salvo na condição de aprendiz. 05) – LETRA “C” 06) – CERTO 07) . crueldade e opressão. discriminação.ERRADO . Considera-se ato infracional a conduta descrita como crime ou contravenção penal. exploração. as exigências do bem comum. Portanto. a Constituição Federal. à liberdade e à convivência familiar e comunitária. os direitos e deveres individuais e coletivos.são de ação pública incondicionada (art. 103. salvo na condição de aprendiz.LETRA “D” . ECa).Todos os crimes no ECA .E Enunciado I: incorreto. não dependem de representação da vítima. O Estado vem em terceiro lugar no rol dos responsáveis por tal dever. a partir de 14 anos. 1988). 6 . deve ser considerada a idade do adolescente à data do fato. 277 . Ao ato infracional praticado por criança corresponderão às medidas previstas no art. à educação. e a condição peculiar da criança e do adolescente como pessoas em desenvolvimento". Às crianças são aplicadas apenas medidas de proteção. Parágrafo único. (CF. Art. à alimentação.GABARITO COMENTADO 01) – LETRA .Art. Para os efeitos desta Lei. sujeitos às medidas previstas nesta Lei. da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente. ao respeito.

§ 1o Toda criança ou adolescente que estiver inserido em programa de acolhimento familiar ou institucional terá sua situação reavaliada. 7 .Art. em quaisquer das modalidades previstas no art. a partir de quatorze anos. sinuca ou congênere ou por casas de jogos. a cada 6 (seis) meses. assegurada a convivência familiar e comunitária. A função de membro do conselho nacional e dos conselhos estaduais e municipais dos direitos da criança e do adolescente é considerada de interesse público relevante e não será remunerada. 60. devendo a autoridade judiciária competente. 19. Art. com base em relatório elaborado por equipe interprofissional ou multidisciplinar. Enunciado III: correto. Os responsáveis por estabelecimentos que explorem comercialmente bilhar. em ambiente livre da presença de pessoas dependentes de substâncias entorpecentes. autorizado expressamente pelo outro através de documento com firma reconhecida. Art. Não é permitida a entrada ou permanência dos menores nos referidos estabelecimentos. 28 desta Lei. em família substituta. É proibido qualquer trabalho a menores de quatorze anos de idade. 13) Letra D .viajar na companhia de um dos pais. Art. Art. perigoso ou insalubre a menores de dezoito e de qualquer trabalho a menores de dezesseis anos. 89. Quando se tratar de viagem ao exterior. ainda que eventualmente. 84. excepcionalmente. Toda criança ou adolescente tem direito a ser criado e educado no seio da sua família e. em caráter excepcional e de urgência. decidir de forma fundamentada pela possibilidade de reintegração familiar ou colocação em família substituta. afixando aviso para orientação do público. sob pena de responsabilidade. Enunciado V: correto. fazendo comunicação do fato em até 24 (vinte e quatro) horas ao Juiz da Infância e da Juventude. assim entendidas as que realize apostas. salvo na condição de aprendiz. 80. II. Art.Art. acolher crianças e adolescentes sem prévia determinação da autoridade competente. Art. Enunciado II: incorreto. a autorização é dispensável. 93. Art. ainda que acompanhados dos pais ou representantes legais. Enunciado IV: incorreto. ECA. 5º. 84. no máximo. As entidades que mantenham programa de acolhimento institucional poderão. A função dos membros dos Conselhos dos Direitos da Criança e do Adolescente não é remunerada. cuidarão para que não seja permitida a entrada e a permanência de crianças e adolescentes no local. salvo na condição de aprendiz. se a criança ou adolescente: II . XXXIII .proibição de trabalho noturno. 93 do ECA.

não constitui por ISSO fundamento para a perda do poder familiar: 8 . Parágrafo único.Art. b) precedência de atendimento nos serviços públicos ou de relevância pública. obrigatório e gratuito. à saúde. à alimentação. ao esporte. à dignidade. Art.14) – LETRA D – I – INCORRETA –. c) preferência na formulação e na execução das políticas sociais públicas. à educação. felizmente. §2º ECA III . ao respeito. 1 da lei 8.ECA Art. pois se assim não fosse varias crianças viveriam longe dos pais.É dever do Estado assegurar à criança e ao adolescente: I ensino fundamental.069 . ART. III. 4º. históricos próprios do contexto cultural da criança. 54. ART. inclusive para os que não tiveram acesso na idade própria. Veja o art.O atendimento educacional especializado aos portadores de deficiência se dará preferencialmente na rede regular de ensino V CORRETA – No processo educacional respeitar-se-ão os valores culturais. ECA IV – INCORRETA. ao lazer. A garantia de prioridade compreende: a)primazia de receber proteção e socorro em quaisquer circunstâncias. .ART. d) destinação privilegiada de recursos públicos nas áreas relacionadas com a proteção à infância e à juventude Letra C esta ERRADA. 1º Esta Lei dispõe sobre a proteção integral à criança e ao adolescente A letra B . à cultura. A falta de recursos materiais. 54 ECA II – CORRETA – Será oferecido ensino fundamental pelo Poder Público. 56.CORRETA Os dirigentes de estabelecimento de ensino fundamental comunicarão ao conselho tutelar os casos de maus tratos envolvendo seus alunos e elevados índices de repetência.CORRETA. artísticos. ART. à profissionalização. cuja omissão ou oferta irregular importa responsabilidade da autoridade competente. ART. 4º É dever da família. com absoluta prioridade. da sociedade em geral e do poder público assegurar. I. à liberdade e à convivência familiar e comunitária. 58 ECA 15) – LETRA C . da comunidade. 54. da LDB (Lei 9394/97): X – vaga na escola pública de educação infantil ou de ensino fundamental mais próxima de sua residência a toda criança a partir do dia em que completar 4 (quatro) anos de idade 16) – LETRA – C A letra A esta PERFEITA. inciso X. III ECA . a efetivação dos direitos referentes à vida.

8069/90: "A guarda poderá ser revogada a qualquer tempo. pois segundo o ECA: Art. a letra E esta CORRETA. na defesa dos interesses sociais e individuais indisponíveis afetos à criança e ao adolescente.ECA 9 . 19.60 . 20) – LETRA D – Art. 49 da Lei n. 201.impetrar mandado de segurança. Toda criança ou adolescente tem direito a ser criado e educado no seio da sua família e. 31 da Lei n. 201 do ECA Art. Por fim. 18) – LETRA – B – Art. 8069/90. que regulava a especialização da hipoteca legal no caso de tutela.Art. instância ou tribunal. Os crimes definidos nesta Lei são de ação pública incondicionada 17) – LETRA C – Art.Art. 8069/90: "A colocação em família substituta estrangeira constitui medida excepcional. d) CORRETA . assegurada a convivência familiar e comunitária. ouvido o Ministério Público". excepcionalmente. 23. e) INCORRETA . 227.3º ECA 19) – LETRA – D – a) INCORRETA . mediante ato judicial fundamentado. 37 da Lei n. A falta ou a carência de recursos materiais não constitui motivo suficiente para a perda ou a suspensão do poder familiar. 8069/90: "A morte dos adotantes não restabelece o poder familiar dos pais naturais". mediante ato judicial fundamentado.Art. 8069/90: "A guarda poderá ser revogada a qualquer tempo.A antiga redação do art. somente admissível na modalidade de adoção".Art. b) INCORRETA . c) INCORRETA . não se encontra mais em vigor. Art. 35 da Lei n. em ambiente livre da presença de pessoas dependentes de substâncias entorpecentes. ouvido o Ministério Público". 35 da Lei n. em família substituta. A letra D esta CORRETISSIMA. em qualquer juízo.Art. de injunção e habeas corpus. Compete ao Ministério Publico IX .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->