Você está na página 1de 1

Ferramentas de Gesto de Estoques

Particularmente entendo que apesar do transporte ser a funo operacional mais associada logstica, na gesto estratgica dos estoques que encontra-se o maior desafio para um profissional da rea. Quanto custa manter em estoque um produto que no gira? E qual o prejuzo gerado por deixar de atender um cliente por falta de estoque? As perguntas acima sintetizam o grande trade-off da administrao de materiais, que o equilbrio perfeito nas quantidades estocadas, de modo a evitar custos pelo excesso de carregamento ao mesmo tempo em que no ocorram faltas que comprometam o nvel de servio necessrio organizao. Existem vrias filosofias sobre o tema, sendo que atualmente o JIT - Just In Time a mais conhecida e "badalada". Entretanto, apesar da sua riqueza e das enormes possibilidades de melhoria geradas por este modelo, no descarto a utilizao dos conceitos tradicionais de gesto de estoques, sobretudo em pequenas organizaes. Classificao ABC, estoque de segurana, previso de demanda, e at mesmo o Lote Econmico de Compra continuam tendo seu valor nas atividades estratgicas de planejamento de materiais de uma organizao. Acredito que o grande erro dos gestores de estoques era valer-se dos conceitos citados que tem carter predominantemente matemtico, ou seja racional - como nica ferramenta de deciso. Esta abordagem errada prejudicou a viso dos mtodos, pois sabemos que estoques esto relacionados aos mercados, que possuem caractersticas prprias, quase sempre variveis e incontrolveis. No momento em que percebe-se que os mtodos tradicionais servem como elementos de apoio tomada de deciso, e no como critrios absolutos e inqestionveis, a sua utilizao capaz de gerar grandes benefcios s organizaes, que encontraro ferramentas capazes de mapear caractersticas marcantes de sua demanda e apresentar indicadores de anlise capazes de elucidar algumas das incertezas predominantes na utilizao dos estoques.

Douglas Heinz dhoito@gmail.com