P. 1
Como mobilizar a comunidade escolar em torno da construção de seu Projeto Político

Como mobilizar a comunidade escolar em torno da construção de seu Projeto Político

|Views: 1.376|Likes:
Publicado poramarildo3

More info:

Published by: amarildo3 on May 30, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

11/24/2013

pdf

text

original

Como mobilizar a comunidade escolar em torno da construção de seu Projeto Político-pedagógico?

Este pequeno texto se destina a reunir algumas estratégias mobilizadoras da comunidade escolar em torno da construção de seu Projeto Político-Pedagógico. O Dicionário Eletrônico Houaiss define mobilizar como “por (se) em ação (um conjunto de pessoas) para uma tarefa, uma campanha, etc. Conclamar pessoas a participarem de uma atividade social, política ou de outra natureza, insuflando-lhes entusiasmo, vontade, etc.” Conforme a explicação do verbete é necessário instigar as pessoas da comunidade escolar para a construção do Projeto, despertando-lhe o entusiasmo, suas energias; envolver-lhes mais que fisicamente. Emocionalmente. O grupo de sistematização do documento tem como atribuição “animar” os participantes, tornando o trabalho vivo, produtivo, criativo. Este trabalho encontra suporte teórico em dois documentos que inspiram as atividades democráticas no eixo da educação: Plano Municipal: documento norteador para a elaboração de plano municipal de educação1 e Como promover a construção coletiva do Projeto Pedagógico da escola?2. Na verdade, o elenco de atividades aqui descritas não pretende ser um manual de atuação de equipes sistematizadoras do Projeto Político Pedagógico – P.P.P – mas ilustrar como algumas escolas ou órgão de educação podem insuflar sua comunidade em torno de seus objetivos, aproximando-se mais da coletividade. Guardadas as proporções as equipes de sistematização podem adotar diversas estratégias mobilizadoras (BRASIL, 2005, P. 80-82): a) Criação de várias equipes temáticos com a finalidade de descentralizar as ações; b) Utilização dos meios comunicação disponíveis (rádios, jornais, cartazes,
1

BRASIL, Ministério da Educação.SEB. documento nortedor para elaboração do plano

municipal de educação –PME/elaboração Clodoaldo José de Almeida Souza. – Brasilia: secretaria da Educação Básica, 2005. 98 p.
2

MARÇAL, Juliane Corrêa. Progestão: Como promover a construção coletiva do projeto

pedagógico da escola? Módulo III; coordenação geral Maria Aglaê de M.M. Brasília: CONSED – Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Educação, 2001.

visando propor inovações ao seu cotidiano. estudantil.60-71) detalha de forma mais pedagógica as ações participativas da coletividade. culturais. Marçal (2001. . A autora elenca algumas atividades viáveis: visitas as pessoas mais idosas no intuito de resgatar memórias sobre a escola. c) Convocação da sociedade civil (associações comunitárias. e) Realização de assembleia geral para apresentação do diagnóstico. A termo de encerramento desse levantamento de estratégias. diversas reuniões com professores para discussão das práticas pedagógicas e outros fatores interferentes. faço minhas as preocupações de Marçal (2001. p.faixas outdoor. com realização de estudos temáticos em formato de oficinas. p. funcionários técnico-administrativos e de apoio. discussão em sala. alunos. etc. formulação e definição de propostas. De forma simples. criação de conselho de representantes de turma. d) Promoção de um dia de mobilização e discussão na escola. discussão. serviço de som móvel). organizações religiosas. distribuição e coleta de informações junto aos pais. clara e objetiva é preciso discutir as concepções dos vários segmentos e definir uma linha de ação compartilhada que traduza aquilo que o grupo considera prioritário para o trabalho da escola.70-71): a preocupação fundamental deve ser levantar as concepções do coletivo da escola em relação ao trabalho pedagógico como um todo.) e realização de encontros. gestores e representantes da comunidade para discussão dos problemas potenciais da escola. realização de fóruns ou ciclo de debates envolvendo professores.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->