1- Descreva os perfil dos personagens principais e o que eles têm em comum (ou não). Miranda Priestly (Maryl Streep) Uma mulher de personalidade forte, conhecida como a Dama de Ferro da Moda, fria, autoritária, que demonstra força mesmo nos momentos mais difíceis, que se entrega de corpo e alma ao trabalho, buscando a imagem de excelência em tudo o que faz. Dita regras, padrões, sem respeitar pessoas. O que importa é tão somente o seu próprio ego e satisfação. Andy Sachs (Anne Hathaway) Jovem talentosa, recém formada, que busca um emprego onde possa garantir o sustento mensal, que tem sonhos e não mede esforços para alcançá-los. Dotada de ética profissional e pessoal, Andy entra de cabeça no mundo da moda, até então totalmente desconhecido, a fim de desempenhar um excelente trabalho. Envolve-se de tal maneira, que passa a deixar de lado a vida pessoal e seus desejos, passando dedicar-se exclusivamente ao trabalho a satisfação dos desejos de Miranda Priestly, sua chefe. Emily (Emily Blunt) Obcecado pelo mundo da moda e pelo glamour, Emily não mede esforços para ser reconhecida. Incorpora a personalidade de sua chefe, Miranda Priestly e vive pelos cantos desdenhando da capacidade dos demais. Nigel (Stanely Tucci) Editor da Revista Runnaway, onde trabalha há 19 anos assumem em diversos momentos não ter vida própria. Seu tempo é exclusivamente voltado ao trabalho, não permitindo a existência de vida pessoal. Em determinado momento, quando está em Paris com Andy, ele diz que “gostaria de poder ir à Paris e vê-la como realmente é”. O que há em comum entre eles, todos são workaholics. Abrem mão de absolutamente tudo em prol do trabalho. 2- Analise o ambiente em que os personagens atuam. Reflita sobre o cenário. O que a caracterização do ambiente e cenário contribui ao filme e qual a mensagem transmitida? O cenário nos faz refletir que para estar incluso no mundo da moda, é preciso antes de qualquer coisa fazer parte deste mundo. Incorporá-lo em todas as ações e momentos da vida. A Runnaway é um lugar onde todos devem estar bem vestidos, usar marcas caríssimas, estar totalmente dentro dos padrões impostos pela moda. A mensagem do filme é que para se alcançar algo, é preciso muitas vezes abrir mãos de valores incalculáveis, mas antes de tudo, é necessário que se priorize o que é mais importante: satisfação pessoal ou profissional. Cada uma das escolhas tem um preço alto e decisivo. 3- Qual o mote central do filme? Qual a discussão proposta pelo filme? Até que ponto podemos nos transformar para que possamos alcançar sonhos e objetivos? O filme mostra claramente Andy, a recém formada, que abre mão de tudo, família, amigos, namorado, exclusivamente para atender as necessidades do trabalho, mas que se vê dividida entre valores, ética e sentimentos. A proposta do filme é clara e nos faz pensar se realmente vale à pena abrir mão de tudo pelo sucesso. Miranda Priestly, diz a Andy que “consegue enxergar nela”, o que faz Andy sentir-se estranha. Por maior que seja seu sucesso, por maior que sejam seus méritos, Miranda é humana e infeliz. Fica claro que para Andy, essa não é a vida que ela deseja. Tudo sempre será pontuado de acordo com os desejos de cada um. Se para Emily, ser Miranda é ser tudo, para Andy não. 4- Qual a origem da cultura apresentada no filme? Existe algum personagem com o papel de mantenedor da cultura? A cultura do filme é totalmente autoritária, onde Miranda, a chefe, usa-se de seu poder para conseguir o que deseja, sem respeitar subordinados, exigindo a realização de seus desejos mais excêntricos, sem pudor, demonstração nenhuma de afeto e alto grau de egocentrismo. Após estarem envolvidos com a Organização, todos os funcionários tornam-se mantenedores dessa cultura. Emily, a assistente trata seus colegas de maneira tão arrogante como Miranda, Nigel, o editor de modas, está a 19 anos na Runnaway defendendo a marca e Miranda com afinco. Até Andrea, mesmo após inúmeras humilhações, veste a camisa da Organização e esquece todos os seus valores a fim de atender exclusivamente as necessidades da chefe. 5- Descreva a cultura apresentada no vídeo e exemplifique suas considerações citando cenas do filme. Cultura totalmente autoritária, vista nas inúmeras vezes em que Miranda atira bolsa e casaco sobre a mesa de Andrea. Falta de ética moral, como no momento em que Miranda exige o manuscrito de Harry Potter, ameaçando Andrea com a perda do emprego. Desrespeito aos valores humanos – momento em que Miranda usa Nigel para manipular seu plano e manter-se sob o controle da Runnaway, ou quando chama Andrea de gorda. 6 – Como se comportam os funcionários frente à chefia? De maneira totalmente submissa, onde permitem a exploração, os desrespeito, tratando-a como um deus, algo em um nível muito maior. 7 – Qual é a relação de poder proposta pelo filme? O filme deixa claro o dito popular “manda quem pode e obedece quem tem juízo”. Fica claro que quem detém o poder, tem sempre portas abertas, consegue absolutamente tudo que deseja, mesmo que para isso, seja necessário passar por cima de valores éticos e morais. 8 – Quais são as emoções evidentes e qual o impacto delas no ambiente organizacional e pessoal? Na Runnaway, emoções permitidas são apenas as que antecedem a chegada de Miranda a redação. Nada mais é permitido. Não notamos em momento algum nenhum interesse dos colegas pela felicidade dos demais, não há integração, o clima é de disputa, onde todos tentam superar-se, seja como for, a fim de reconhecimento ou, apenas para manter-se em seu posto. Há um momento de coleguismo, onde Nigel ajuda Andrea com a escolha das roupas, mas podemos também interpretar esse momento, como uma forma tirar da frente algo que incomoda. O impacto no ambiente organizacional é que para sentir-se parte do meio é preciso agir como todos agem, ou seja, há um exercito de pessoas maravilhosamente bem vestidas, que desfilam gripes famosas e não se suportam. No ambiente pessoal, o que podemos notar é que são necessários muitos sacrifícios, abrir mão de muitas coisas, tornar-se alguém que não é. Andy perdeu amigos, namorado, distanciou-se da família, Miranda perdeu o marido, Emily passa forme para estar dentro dos padrões. 9- Como são tratados os conceitos de: a) Ética e Valores Não há ética e nem respeito aos valores na Runnaway. Tudo gira em torno da satisfação dos desejos de uma Editora Chefe que não mede esforços para estar no topo e que por conta de sua postura exageradamente egoísta, também perde em sua vida pessoal, mas mesmo assim, continua agindo de maneira arrogante e amarga, tratando a todos com desrespeito. b) Diversidade Embora haja a contratação de Andrea, a jovem que não entende nada de moda e se veste muito mal, percebe-se claramente que dentro da Runnaway não é permitida a presença de outras pessoas que não atendam aos mais rigorosos padrões da moda. c) Discriminação (raça, idade, condição física) Em diversos momentos do filme são citadas frases de discriminação as mulheres gordas. Há um momento, onde Miranda veta um editorial de moda brasileiro, por achar que a modelo está fora de peso, em outros, Andrea é chamada de gorda por Miranda, Emily e Nigel. d) Violência Não há. e) Religiosidade Não há. f) Intraempreendedorismo Não foi possível perceber nenhum incentivo a criação. Houve um processo de evolução e maturidade do personagem de Andrea, mas algo que ocorreu de maneira espontânea, efeito da postura adotada pela personagem tão somente para manter seu emprego. 10 – Quais são os artefatos típicos dessa cultura disseminados pelas cenas do filme? Saltos altíssimos, o cabelo grisalho de Miranda, sua forma de olhar e segurar os óculos. 11 – Como é o clima instalado e qual o impacto dele nas pessoas, relacionamentos e resultados? Clima de disputa, desrespeito, onde todos buscam pelo reconhecimento da chefia, que impacta de maneira a ditar como devem agir, vestir e se comportar. Os relacionamentos são superficiais, não há nenhuma evidência de um clima organizacional harmonioso ou agradável, mas que mesmo assim, leva ao resultado esperado. 12 – Como você analisa o final do filme? Para alcançar um objetivo é preciso Para alcançar um objetivo é preciso antes de qualquer coisa, acreditar nele, confiar que é possível é buscá-lo. É claro que no caminho rumo a este objetivo, podemos nos perder, sair da linha por conta de situações inesperadas, ou condições impostas, as quais não eram nem cogitadas, que podem mudar nossa forma de agir, pensar, mas que não devem jamais ser motivo para parar, desistir ou conformar. Andrea inicia sua saga, em busca de um emprego onde possa ser exatamente aquilo que ela é. Depara-se com pessoas que a transformam, que fazem que com mude absolutamente tudo em sua vida, mas que nem assim, conseguem destruir seus desejos e valores. 13 – Como você analisa as personagens Miranda e Andy? Como mulheres fortes, decididas, que lutam por seus objetivos sem permitir que nada as impeça de alcançá-los. Tudo que desejam, tem. Claro, é possível distanciá-las em vários momentos; Andy é a pacata moça que busca seus sonhos, mas preza os sentimentos, os valores, moral, ética, enquanto Miranda preocupa-se exclusivamente com sua reputação, sua imagem, sem dar nenhuma importância as pessoas que estão ao seu redor.
Sign up to vote on this title
UsefulNot useful