P. 1
APOSTILA DE MATEMÁTICA -

APOSTILA DE MATEMÁTICA -

|Views: 59|Likes:

More info:

Published by: Jefferson Silva Divino on Jun 03, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/03/2012

pdf

text

original

Página |1

Página |2

ÍNDICE
1. Números inteiros: operações e propriedades. 2. Números racionais, representação fracionária e decimal: operações e
propriedades.

3. Mínimo múltiplo comum. 4. Razão e proporção. 5. Porcentagem. 6. Regra de três simples. 7. Média aritmética simples. 8. Equação do 1º grau. 9. Sistema de equações do 1º grau. 10. Sistema métrico: medidas de tempo, comprimento, superfície e
capacidade.

11. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. 12. Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, teorema de
Pitágoras.

13. Raciocínio lógico. 14. Resolução de situações-problema.

1 < 1. ..-3.-3.0} Z*+ = conjunto dos números inteiros positivos = {1.-1} Observe que Z+=IN.. (lê-se: menos um é menor que um).-5.2.. 9. -8.. o conjunto dos números não positivos e o zero. -9.5.3. Podemos considerar os números inteiros ordenados sobre uma reta numérica.2. (lê-se: menos três é menor que menos dois).} Z_ = conjunto dos inteiros não positivos = {.-4. -1. Z = {.-2.Página |3 1.3.4 < .1.4. (lê-se: menos um é maior que menos dois).. conforme mostra o gráfico abaixo: . (lê-se: dois é maior que menos dois). 2 > .. -3.2. .-1.-2. . 6. 3. 4. 1. (lê-se: dois é maior que menos dois)... Temos também outros subconjuntos de Z: Z* = Z-{0} – (Todos os números inteiros menos o zero) Z+ = conjunto dos inteiros não negativos = {0. isto é. nulo. -6. 7...2. Números inteiros: operações e propriedades.2..1 > . -4. É representado pela letra Este conjunto pode ser escrito: Z.3 < ..-4. . 5. Definimos o conjunto dos números inteiros como a reunião do conjunto dos números naturais.. 2. não é negativo nem positivo.1.4.. (lê-se: menos quatro é menor que menos um). 8. -2.-5.. dizemos que o conjunto IN é subconjunto de Z. 10. 0.5. Vale lembrar que o zero é um número neutro. 2 > . -5.} Z*_ = conjunto dos números inteiros negativos = {. -7.2..} Todo número natural é inteiro.

(lê-se: módulo de – 2 é 2 ) |2| = 2 . mas possuem o mesmo módulo. porque estão a mesma distância do zero. · Um número é maior que qualquer outro representado a sua esquerda. . VALOR ABSOLUTO = MÓDULO RESUMINDO  O valor absoluto de um número positivo é o próprio número.Página |4 Por convenção na reta numérica os números são associados em ordem crescente. (lê-se: módulo de 2 é 2 ).  O valor absoluto de um número negativo é o próprio número sem sinal  O valor absoluto de zero é zero. – 2 e 2 são números diferentes. da esquerda para direita. Indica-se o modulo de um numero pelo símbolo | |. Módulo de um número inteiro e a distancia da representação do numero na reta ate o zero. Eles são chamados simétricos ou opostos. |-2| = 2 . · Um número é menor que qualquer outro representado a sua direita.

Exemplo: . • Sinais Diferentes: Subtraem-se os números prevalecendo o sinal do maior em módulo.Página |5 1.1 Operações com números inteiros (Z) • Sinais Iguais: Somam-se os números prevalecendo o sinal.

(+ 9) + (– 11) = 9 – 11 = – 2 (+ 9) + (+ 11) = 9 + 11 = 20 . pois o sinal positivo antes de parênteses não interfere em nada. o sinal do número que está dentro de parênteses troca. o sinal do número que está dentro de parênteses permanecerá o mesmo.Página |6 • Caso apareça um sinal negativo antes de parênteses. (+ 9) – (– 11) = 9 + 11 = 20 (+ 9) – (+ 11) = 9 – 11 = – 2 • Caso apareça um sinal positivo antes de parênteses.

Assim podemos criar a seguinte fórmula. seguindo o quadro acima: . Isto só acontece quando a divisão não é exata Exemplo: 5 2 -4 2 1 O número ‘‘1’’ é o resto(r).Página |7 * Há também na divisão um termo chamado de RESTO(r).

Página |8 * Toda base negativa que não está entre parênteses elevada a zero traz como resultado -1. Exemplo: * Esta regra vale para qualquer número . Porque quem está elevado é. Exemplo: * Diferentemente de uma base negativa entre parênteses que traz como resultado 1. somente. o número sem o sinal.

isto é. É interessante considerar a representação decimal de um número racional se a por b: .. Z Q. já que a forma geral de um número racional é um quociente de dois números inteiros. que se obtém dividindo- Esses exemplos se referem às decimais exatas ou finitas. Números racionais.. 1. E como vimos é representado pela letra Q. 3. 32. isto é. Os números racionais podem também ser representados na forma de um número decimal. que significa quociente. Esses exemplos se referem às decimais periódicas ou infinitas.2333. Então se conclui que toda decimal exata ou periódica pode ser representada na forma de número racional. .16..Página |9 2. na forma i. número racional é todo número que pode ser expresso como quociente de dois inteiros. . Note que todo número inteiro é racional. por exemplo.0. Os números 4. -3. ou seja. 5. representação fracionária e decimal: operações e propriedades. d onde i é a parte inteira e d a parte decimal. O uso da letra Q deriva da palavra inglesa quotient. são racionais. Por definição.

252525.r = 100 .Chamamos tal número de r = 1.252525. E depois subtrairemos a maior da menor igualdade. .....P á g i n a | 10 Observamos no gráfico que:  entre dois inteiros nem sempre existe outro inteiro. comparamos as igualdades. teremos: 100. Todo número natural é racional.252525...252525. . 99r = 124 r= 124 99 .252525. 100r = 125.Feito isso.. N 1 QeZ Q . Exemplos: Entre 1 e Entre e existe existe . mas isso não significa que preencha todos os pontos da reta. Todo número inteiro é racional. multiplicamos ambos os membros por 100.r = 1..Escreva na forma a / b o número racional = 1. ...25252525. . .  entre dois racionais sempre existe outro racional. 1...E então. O conjunto dos números racionais é denso. 100r = 125.

20... sendo o número a / b conhecido como fração ordinária. 1000r = 2035.. ..353535. Assim é que: a / b = a . . por um mesmo número diferente de zero..10 r = 20. n / b . multiplicamos ambos os membros por 10. . E depois subtrairemos a maior da menor igualdade.03535353.-5.353535.. Q* = Q-{0} – (Todos os números racionais menos o zero) Q+ = conjunto dos racionais não negativos = {0..3.353535.-1.353535... 990r = 2015 r= 2015 990 Quando o número racional está representado na forma a / b onde a e b são inteiros. n.4.. etc...... com b não nulo.-2.-5. para n diferente de zero.3.03535353. .r = 2. costumamos denominar a de numerador e b de denominador...-4.03535353.E então.-1} Propriedade fundamental das frações: Uma fração ordinária não se altera. .Multiplicaremos o esse resultado dado acima por 100.5. se multiplicarmos o seu numerador e denominador. sabendo que multiplicaremos os dois membros: 10r = 20.. comparamos as igualdades.2... Notas: 1 – Se o denominador de uma fração ordinária for igual a 10 (ou a uma potencia de dez). 10r = 20.5. ela é conhecida como fração decimal.P á g i n a | 11 2 . Exemplo: 2/3 = 4/6 = 8/18 = 24/54 = .. .} Q_ = conjunto dos racionais não positivos = {. 100 .353535.-3.. 1000r = 2035.0} Q*+ = conjunto dos números racionais positivos = {1.4.Escreva na forma a / b o número racional = 2. teremos: 10.1.-2..2..} Q*_ = conjunto dos números racionais negativos = {....-3. 10r = 100 ...353535...Feito isso.Chamamos tal número de r = 2.-4.. .

dizemos que a fração é imprópria. 2 – Um número racional da forma a / 100 é conhecido como porcentagem e indicado simbolicamente por a %. a fração a / b será um número inteiro e a fração é dita aparente. Exemplos: a) 25 / 100 = 25 % b) 75 / 100 = 75 % c) 1 / 100 = 1 % Usando uma terminologia comumente aceita. 9 / 5 é uma fração imprópria e 10 / 5 = 2 é uma fração aparente. 5 / 7 é uma fração própria. eu diria. Saliente-se que se trata apenas de uma terminologia consagrada pelo uso. dizemos que a fração é própria e se a > b .P á g i n a | 12 Exemplos: 3 / 10. Se a for um múltiplo de b. sem nenhum sentido prático e. talvez até inútil. por exemplo. 625 / 1000. . Assim. se a < b.

P á g i n a | 13 .

P á g i n a | 14 .

P á g i n a | 15 .

P á g i n a | 16 .

P á g i n a | 17 .

Os múltiplos de um número são calculados multiplicando-se esse número pelos números naturais. temos: 12 = 22 x 3 30 = 2 x 3 x 5 m.30) = 22 x 3 x 5 = 60 O m. Em aritmética e em teoria dos números o mínimo múltiplo comum (m.m. m.c. 21 .m.m.c (12.(15.24.6. o número 30 é múltiplo dos outros dois.c. b) é zero por definição.c.c.1 MÚLTIPLO DE UM NÚMERO NATURAL Como 24 é divisível por 3 dizemos que 24 é múltiplo de 3. 6. por exemplo. = 0 .c (12.c. de dois ou mais números. é o produto dos fatores comuns e não-comuns a eles.2 CÁLCULO DO M. (a. Exemplo: os múltiplos de 7 são: 7x0 .M. 3. então m.P á g i n a | 18 3. Neste caso. desses números.c. 2. Acompanhe o cálculo do m.. se a = 0 ou b = 0. 24 também é múltiplo de 1. 4. 3.30) = 2 x 2 x 3 x 5 Escrevendo a fatoração dos números na forma de potência. Se não existir tal inteiro positivo. 7x4 . 28 . 7x1.m.m. diferente de zero.30).60) = 2 x 2 x 2 x 3 x 5 = 120 3.m. 6 e 30.m.(15.(3. 14 .c. 8.c.m.. 30 é o m. quando fatorados.4 PROPRIEDADE DO M. então dizemos que ele é múltiplo desse outro.3 PROCESSO DA DECOMPOSIÇÃO SIMULTÂNEA Neste processo decompomos todos os números ao mesmo tempo. . Entre os números 3.m.24.) de dois inteiros a e b é o menor inteiro positivo que é múltiplo simultaneamente de a e de b.m.c. Mínimo múltiplo comum (m.m.C. Observe: . num dispositivo como mostra a figura ao lado. Podemos calcular o m. cada um elevado ao maior expoente.m. O produto dos fatores primos que obtemos nessa decomposição é o m.c. 7x2 . de 12 e 30: 1º) decompomos os números em fatores primos 2º) o m.c. Ao lado vemos o cálculo do m. 12 e 24.m. .60) Portanto..M. é o produto dos fatores primos comuns e não-comuns: 12 = 2 x 2 x 3 30 = 2 x 3 x 5 m. Observações importantes: 1) Um número tem infinitos múltiplos 2) Zero é múltiplo de qualquer número natural 3. Se um número é divisível por outro. 7x3 .C. 7 . 3. de dois ou mais números utilizando a fatoração..).

c.m.m.c.(4. .c. Considerando os números 4 e 15. são primos entre si.6.(4. Observe: m.c.m.30) = 2 x 3 x 5 = 30 Dados dois ou mais números.c. o m. O m.(3. deles é o produto desses números.15) = 2 x 2 x 3 x 5 = 60 Dados dois números primos entre si. que é o produto de 4 por 15.P á g i n a | 19 m.m. dos números dados.m.15) é igual a 60. se um deles é múltiplo de todos os outros. então ele é o m.

𝐁 𝒌 . ou. ou. diminuindo o valor de uma delas. – Assim. enfim.00. 4.1 Grandezas Diretamente Proporcionais Duas grandezas são ditas diretamente proporcionais quando.1. se a pessoa comprar 02 Kgs de carne então ela pagará “02 Exemplo2: Se uma pessoa compra 10 borrachas ao custo de R$ 1. Razão e Proporção são conceitos diretamente relacionados à grandeza. o volume de um tanque.00. Se duas grandezas – A e B – são indiretamente proporcionais. isto é. o valor da outra diminui na mesma proporção. diminuindo o valor de uma delas. Exemplo1: 01 Kg de carne custa “Y”. entre outros. a quantidade pães. enumerar. o valor da outra também diminui na mesma proporção. a altura de uma árvore. 4. Razão e proporção. de modo que: 𝐀 𝐁 𝒌 y”. aumentando o valor de uma delas.10. medir.1 Grandezas Indiretamente (ou inversamente) Proporcionais Duas grandezas são ditas indiretamente proporcionais quando. chamada constante de proporcionalidade. pesar. os números que expressam essas grandezas variam na razão inversa. são grandezas. tal que: 𝐀 𝟏 𝐁 𝒌 → 𝑨 𝟏 . existe uma constante real k. 4. calculando o preço unitário de R$ 0. aumentando o valor de uma delas.1 Grandeza: – É uma relação numérica estabelecida com um objeto – É tudo que se pode contar. o valor da outra aumenta na mesma proporção. Se A e B duas grandezas diretamente proporcionais. 𝑩 𝟏 𝒌 𝐀 . o peso de um corpo.1.P á g i n a | 20 4. existe uma constante real k. então se ela comprar 20 borrachas o custo total será de R$ 2. o valor da outra também aumenta na mesma proporção.

– É a divisão ou relação entre duas grandezas Razões inversas Considere as razões e . Duas razões são inversas entre si quando o produto delas é igual a 1. x = 1. Observe que o produto dessas duas razões é igual a 1. uma razão também pode ser representada na forma percentual. . denomina-se razão entre a e b ou razão de a para b o quociente do primeiro pelo segundo: ou a : b . o primeiro número denomina-se antecedente e o segundo número. qual a razão entre o número de meninos e o número de meninas? 42. o total de 10 metros em 10 segundos. 2) Para determinar a razão inversa de uma razão dada.1 As razões escritas na forma percentual Além da forma fracionária e da forma decimal. consequente. Um carro percorre a uma velocidade de 100 Km/h. Se este mesmo carro aumentar para 200 km/h gastará apenas 05 segundos para percorrer os mesmos 10 metros. com b ≠ 0.2 Razão Sendo a e b dois números racionais. com o símbolo %. ou seja. OBS. Quando escrevemos uma razão na forma fracionária ou na forma de divisão. 4.: 1) Uma razão de antecedente zero não possui inversa. – Exemplo: se numa classe tivermos 40 meninos e 30 meninas.P á g i n a | 21 Exemplo1: Velocidade e tempo. devemos permutar (trocar) os seus termos.

P á g i n a | 22 Podemos dizer que: Toda razão . 𝑎 ∶ 𝑏 Na proporção 𝑐 ∶ 𝑑 𝑜𝑢 a 𝑏 𝑐 𝑑 a e d são os extremos b e c são os meios – É a igualdade entre razões – Exemplo: meu carro faz 13 km por litro de combustível. pode ser escrita na forma de porcentagem. diferentes de zero. então para 26 km preciso de 2L. temos: 4. o produto dos extremos é igual ao produto dos meios e vice-versa. nessa ordem. b.3. 𝑎 𝑥 𝑑 𝑏 𝑥 𝑐 . 𝒃 𝐚 Assim. em toda proporção.1 Propriedade fundamental das proporções De um modo geral. na qual b = 100. formam uma proporção quando a razão entre os dois primeiros é igual à razão entre os dois últimos. para 39 km preciso de 3L e assim por diante: – Logo R1=R2 4. c e d.3 Proporção Quatro números a.

P á g i n a | 23 43.2 Outras propriedades das proporções Vamos estudar duas propriedades das proporções que são bastante utilizadas na resolução de problemas. .

Porcentagem. Definição PORCENTAGEM pode ser definida como a centésima parte de uma grandeza. ou o cálculo baseado em 100 unidades. Significa que de cada 100 funcionários. Dados dois números a e b.00 .00 a loja deu um desconto de R$ 15. diz-se que a representa x% de b se: x 1 Exemplos: 𝑎 𝑏 . com b 0.00 . Vi .Dos funcionários que trabalham na empresa.O Leite teve um aumento de 25% Quer dizer que de cada R$ 100. 75 são dedicados ao trabalho ou a empresa. 75% são dedicados.P á g i n a | 24 4. Aumentos Percentuais De modo geral: Sendo Vi o valor inicial e Vf o valor ao final de um aumento de x%.00 teve um acréscimo de R$ 25. temos: Vf = Vi + 100 . O quociente é representado por x% e lido “x 100 por cento”.O cliente teve um desconto de 15% na compra de uma calça jeans Quer dizer que em cada R$ 100.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->