P. 1
Albert Einstein

Albert Einstein

|Views: 3.585|Likes:
Publicado porJúlia Feliciano
Trabalho sobre biografia, efeito fotoelétrico, relatividade e bomba atômica com ênfase nas descobertas de Albert Einstein.
Trabalho sobre biografia, efeito fotoelétrico, relatividade e bomba atômica com ênfase nas descobertas de Albert Einstein.

More info:

Categories:Types, Speeches
Published by: Júlia Feliciano on Jun 09, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/23/2014

pdf

text

original

A descoberta do nêutron, no ano de 1932, mudou totalmente os métodos
utilizados para estudar as propriedades do núcleo atômico. Ernest Rutherford,
físico inglês que viveu entre os anos de 1871 e 1937, fez inúmeras pesquisas
investigativas sobre a estrutura do átomo utilizando as partículas alfa. Nos anos
30, inúmeras descobertas revelaram aspectos inesperados em relação ao
núcleo do átomo. Ao bombardear átomos de urânio com nêutrons, cientistas
como Otto Hahn e Lise Meitner, provaram que o núcleo desse átomo, formado
por 92 prótons, é dividido em núcleos menores e descobriram ainda que o
urânio pode fissionar em bário criptônio, respectivamente com 56 e 36 prótons
no núcleo. Com essas descobertas os cientistas perceberam que era possível
criar uma reação em cadeia com capacidade para gerar grandes quantidades
de energia e que, se ela ocorresse de forma descontrolada, em uma fração de
segundos a liberação de energia seria gigantesca, provocando dessa forma
uma explosão de alto poder destrutivo. Após essas descobertas surgiu uma
nova arma: a bomba nuclear, cujo poder destrutivo é altíssimo.
Na época da Segunda Guerra Mundial, já se tinha o conhecimento
necessário para a construção da bomba nuclear. No ano de 1941, os Estados
Unidos entram na Segunda Guerra Mundial após o incidente de Pearl Harbor.
A Europa estava um caos e Hitler já havia invadido vários países. Mediante
esse ataque surpresa, os EUA iniciaram uma operação ultra-secreta num
laboratório localizado no Novo México para construção de uma bomba atômica.
Em julho de 1945, foram realizados os primeiros testes para a detonação
da bomba atômica. Muitos que presenciaram os testes sabiam que a partir
daquele instante a humanidade não seria a mesma. Nesse mesmo ano os
nazistas se renderam, mas os japoneses não fizeram o mesmo. Dessa forma,
os aviões norte-americanos bombardearam a cidade de Tóquio com bombas
incendiárias matando milhares de pessoas. Em uma decisão trágica, o
presidente Harry Truman autorizou o uso da bomba atômica com argumento de
que a invasão por terra causaria a morte de milhões de vidas americanas e
japonesas. Com a autorização para o ataque, no dia 16 de agosto de 1945, a
bomba atômica - apelidada de “Garotinho” - foi lançada sobre os céus de
Hiroshima, matando milhares civis e marcando a história como o primeiro
ataque atômico.

Foi a partir dessa guerra e desse acontecimento que a ciência passou a
receber verbas para pesquisas, muitas delas diretamente do governo. Se por
um lado a fissão nuclear proporcionou o desenvolvimento da bomba atômica,
por outro ela favoreceu o desenvolvimento da fissão nuclear controlada, que é
utilizada nos reatores nucleares e em várias aplicações na medicina.

46

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->