P. 1
A formação e a ocupação do território Brasileiro

A formação e a ocupação do território Brasileiro

|Views: 8.527|Likes:
Publicado porVictor Henrique

More info:

Published by: Victor Henrique on Jun 13, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

05/16/2013

pdf

text

original

A formação e a ocupação do território Brasileiro

O espaço brasileiro começou a se constituir no século XVI, e a ocupação do território pelos europeus se deu por meio das principais atividades econômicas nele desenvolvidas.

Expansão territorial do Brasil colônia
Durante o período (séculos XV e XVIII) do capitalismo comercial, as metrópoles europeias acumularam capital por meio da prática de atividades agrícolas e extrativista empreendidas nos territórios conquistados. Não podemos esquecer os tratados assinados entre Espanha e Portugal que acabaram por definir a área do território brasileiro como conhecemos hoje, como o TRATADO DE TORDESILHAS e o TRATADO DE MADRI. Tratado de Tordesilhas Assinado em 1494, o Tratado de Tordesilhas estabeleceu uma linha imaginária que passava 370 léguas a oeste de Cabo Verde (África), dividindo as terras descobertas através das Grandes Navegações entre Portugal e Espanha. Porém, Portugal sentiu-se ultrajado por esta divisão e recorreu a uma nova divisão. Tratado de Madri Assinado em 1750, o Tratado de Madri e foi este que praticamente garantiu a extensão territorial do Brasil que conhecemos. O novo acordo anulou o Tratado de Tordesilhas e determinou que as terras pertenceriam a quem de fato as ocupasse, segundo o princípio de “uti possidetis”.

A importância das atividades econômicas
A economia colonial girava em torno de gêneros primários voltados ao mercado exterior e para as necessidades da metrópole. Daí o caráter litorâneo da ocupação do território brasileiro durante os primeiros séculos. O pau-brasil era muito procurado nessa época porque a madeira desta árvore era utilizada pelos europeus para a fabricação de corante e até de embarcações. Esta foi a primeira riqueza explorada em solo brasileiro. Depois desta, veio a cana-de-açúcar, que transformou o litoral do Nordeste a região mais importante até meados do século XVIII. A pecuária foi responsável pelo povoamento do Sertão Nordestino. Posteriormente, esta pecuária se estendeu até o Sul, ajudando também no povoamento desta região. Em função da atividade mineradora, várias vilas e cidades foram sendo fundadas, ampliando as posses da Coroa Lusitana. Nesta fase, desenvolveu-se o “bandeirantismo”. O bandeirantismo eram expedições financiadas pela coroa Lusitana em que bandeirantes, como Raposo Tavares e Fernão Dias, adentravam o território brasileiro em busca de ouro, metais preciosos e também se destinavam a escravizar os indígenas.

Expansão das Fronteiras: A questão do Acre
A maior alteração no mapa do Brasil ocorreu entre 1903 e 1909, com a anexação do território do Acre. No fim do século XIX, seringueiros brasileiros se estabeleceram em uma área que legalmente pertencia à Bolívia. O líder dos seringueiros recusou-se a reconhecer a autoridade boliviana e pediu a anexação do território ao Brasil, alegando o

que tornou a área ocupada. brasileira. mediante ao pagamento de 2 milhões de libras.princípio de “uti possidetis”. A questão do Acre foi resolvida pelo intermédio de Barão de Rio Branco e a assinatura do Tratado de Petrópolis. .

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->