Você está na página 1de 1

As aparncias enganam: Marx e as iluses do capital Parte 1 Aparentemente as coisas vo bem. No somos mais proletrios. No temos mais burgueses.

A luta de classes uma expresso vazia de sentido, pois s avistamos conquistas e felicidade no vale que antes era de lgrimas. Enganam-se senhores, com este senhor distinto e brbaro chamado capital. Enganam-se os que lem a histria como uma sucesso de fatos ligados por uma relao linear de causa e efeito entre passado e presente. A luta de classes no um quebra-cabea onde as peas se encaixam perfeitamente. Nem imperfeitamente. Elas se quer se encaixam. Os conceitos tal qual foram concebidos por Marx, no so simples conceitos. No so fsseis que devem ser escavados das pginas de seus manuscritos e chafurdados at que caibam em nossa realidade contempornea. Os conceitos so categorias do tempo. E como este, passam e se transmutam. claro, s vezes tambm retornam como fantasmas do passado em vestes novas. Burguesia e proletariado no existem mais, apenas quem tome seus lugares no movimento incessante da realidade. E a, no so os conceitos que devem ser buscados, mas sim suas determinaes.