Você está na página 1de 13

ANATOMIA-MALDITA

Eu me fechei na escuridão
Sangrento era o corpo em minhas mãos
Comprei a arma só pra te assustar
Minha intenção não era de te matar
Eu a arrastei até o cemitério
Seus olhos brancos eram cadavéricos
Eu me fechei na escuridão
Eu lavei o sangue seco em minhas mãos
O que eu sinto é algo tão intenso
Eu precisava saber como ela era por dentro
O que eu sinto é algo tão intenso
Eu só queria saber como ela era por dentro

Sinto o remorso quer me sufocar


O cheiro de morte infestava o lugar
Comprei a arma só pra te assustar
Minha intenção nunca foi de te matar
Eu arrastei até o cemiterio
Seus olhos brancos era cadavéricos
Mostrei a puta o que se cava enterra
Joguei ela no chão e abri suas pernas

O que eu sinto é algo tão intenso


Eu precisava saber como ela era por dentro
O que eu sinto é algo tão intenso
Eu só queria saber como ela era por dentro

Eu vou amar você pra sempre


Eu sei, eu sou doente
Eu vou amar você pra sempre
Não precisa responder, eu sei, eu sou doente

Eu sempre achei você demais


O meu problema era com seus pais
Mostrei a puta o que se cava enterra
Joguei ela no chão e abri suas pernas

Sinto remorso quer me sufocar


O cheiro de morte infestava o lugar
Seu nome era necrofilia
Minha percepção de amor é doentia
Letra
Sono Profundo - Lucas Silveira

E agora que você compôs essa canção


Esvaziou o ódio do seu coração
Viu que não é assim que você vai parar de chorar
E teus olhos que não podem nem mais se fechar
Se toda vez que fecham te fazem lembrar
Memórias que a mente insiste em guardar
Pra te fazer chorar

Pare de chorar
Feche seus olhos
E durma
E va sonhar
No seu sono profundo

Você sem querer mas acordou


Quero um sonho que você nunca sonhou
E uma razão pra voltar a amar
Aquele que nunca te amou

Então deixa eu cantar


Pra você dormir
E nunca mais acordar
Do sonho que eu fiz pra ti
Deixa eu cantar
Pra você durmir
E nunca mais acordar
Do sonho que eu fiz pra ti

Letra
Orgulho - L. Silveira

Não tente me explicar


Não tente mais me convencer que era pra ter fim
Tudo que começou
E que era só pra crescer, não acabar assim...
Sem ter você:
Motivo pra chorar,
E eu que nada fiz?
Queria ser mais forte
Continuar a ser sempre o mais feliz
E revelar para você
Que entre nós não acabou
Que eternamente eu vou ser
Aquele que te amou
Não vou voltar
Não vou pedir
Você voltar
Pra mim.
Letra
Evaporar - L. Silveira

Eu já falei
Que não se deve esperar
Que a vida lhe dê
Tudo que você precisar
Eu já tentei
Fazer você acreditar
Melhor a fazer
É tentar parar de pensar no quanto é ruim
Não ter chances de se livrar
Lembranças de mim
Sem ninguém pra te ajudar...
E você sempre quis, quis até demais
Ter alguém que não te quer
E tentou ser feliz, tentou ser capaz
Me achar aonde eu estiver
E eu não estava lá...
Mas saiba que o destino
Não é algo que você possa controlar
Entenda que eu não vou voltar atrás.
Eu não vou mudar
Eu não vou pensar
Eu não vou te amar.
Você já pensou em tentar por mais uma vez
Achar outro alguém que lhe queira também
Não é todo rio que tem um mar pra se encontrar
Dá pra evaporar
E encontrá-lo através do ar.
Letra
Alguém Que Te Faz Sorrir (acústico) - L. Silveira

Eu nunca consegui saber diferenciar


Não querer com não mais sentir
Não merecer com não mais amar

E hoje eu estou aqui


Sem ter lugar pra ficar
Escrevendo canções pra que
Você possa escutar
Com outro alguém do seu lado

Alguém que faz sorrir


Alguém que vai te abraçar
Quando a escuridão cair
Te impedindo de me enxergar
E eu que hoje estou aqui
E pra sempre vou ficar
Segundos antes de dormir
De mim você vai lembrar

Tente me ouvir
Tente me ver

Um outro alguém (eu vou mudar)


Eu juro que eu vou ser!

Alguém que faz sorrir


Alguém que vai te abraçar
Quando a escuridão cair
Quando você precisar
De alguém que não vai mentir
Que não quer te magoar
Segundos antes de dormir
De mim você vai lembrar
Letra
Impossibilidades (V. II) - L. Silveira

Quando você voltar


Não vá me avisar
Não vou estar aqui

Coisas hão de mudar


Feridas hão de sarar
E eu hei de ser feliz

Sem você...

Estar feliz assim


Depende só de mim
Sofrer é com você

Pois não dá pra encontrar


Conforto em outro lugar
Que não aqui dentro de mim

Sem ninguém...

Não há paz entre nós dois


Se não houver paz bem aqui
Espero (que) logo depois
Já tenha forças pra sorrir.
Letra
Absolutamente Nada - Lucas Silveira

Tudo tá tão igual


assim como eu deixei
Nem parece que se passaram
2 anos...

que eu falei
pra você
Nada (absolutamente nada)

Mais uma vez


encontro em mim o cheiro que há em teus lençóis
Ilusão
pois sei que não existe algo entre nós

Eu não sei
se os teus ouvidos estão prontos pra me ouvir
Pois não te vejo mais
não sei mais como você é

Quis dizer
pra você

que nada vai fazer voltar


o tempo que eu perdi
tentando te falar
que eu não consigo respirar
com medo de chorar
de ouvir você falar
não...
Letra
Cada Poça Dessa Rua Tem Um Pouco de Minhas Lágrimas - L. Silveira

Você vai dizer:


"Eu não fiz por mal, eu não quis te magoar".

E eu vou dizer que seria ideal fugir, te abandonar pra sempre. Pra sempre.

Começa a chover, e a lágrima vai se misturar com a água que cai do céu.
E ao anoitecer, em vão eu tento encontrar o que de mim você levou pra sempre. Pra sempre.

Perdoa por eu não poder te perdoar!


Dói muito mais em mim não ter a quem amar.
Ecoa em mim o silêncio dessa solidão.
Pudera eu viver sem coração... viver sem você.

Em cada poça dessa rua você vai me ver


Em cada gota dessa chuva você vai sentir minhas lágrimas.
E a cada dia da sua vida você vai chorar lágrimas sofridas que não vão somar um décimo do que eu sofri... o
quanto eu sofri.

Eu pude ver o sol desaparecer do seu rosto, dos seus olhos, da sua vida.
Letra
Logo Você - Lucas Silveira

A cada esquina teimo ouvir


sua voz a me lembrar
que você não está aqui

E nada vai dissuadir


você de seguir sem o seu par
Por mim, você pode fugir

Logo você,
que sempre foi a mais forte de nós dois
Logo você,
deixando o agora pra depois

Você sente ao me ver


o que eu sinto por você
ou não sente mais nada?
E o que sobrou do seu amor
será o bastante pra manter você em casa?

Não chorar, não mentir, não amar


Não chorar, não sentir, não amar

A cada esquina teimo ouvir


sua voz a me lembrar
que você não está aqui

E nada vai dissuadir


você de seguir sem o seu par
Por mim, você pode fugir

Logo você?

Você sente ao me ver


o que eu sinto por você
ou não sente mais nada?
E o que sobrou do seu amor
será o bastante pra manter você em casa?
Letra
O Que Hoje Você Vê - L. Silveira

Quando ele passa, ninguém vê.


Quando ele fala, não se ouviu.
E nem que o sol tente aquecer, lá dentro dele está tão frio.

Ele tem tanto a dizer e ninguém se dispõe a ouvir.


Todos se importam em não ver, tentam fazê-lo desistir. Não... não.

E hoje ele está tentanto implantar memórias de um passado que não é real
Pra amenizar a dor de aceitar que tudo que ele fez pra ser alguém normal não serviu.

E não há nada ou ninguém que diga que ele é assim:


Por fora tudo está tão bem, por dentro o choro não tem fim.

E você nem pensou em falar nem ao menos sorriu quando ele te olhou e sorriu pra você.
Tudo bem, "você tinha apenas dez anos", mas saiba que isso causou o que causou o que hoje você vê... aqui.

E se eu te falar que ele sou eu?


E se eu confessar que dó demais saber que tudo aconteceu e não poder voltar atrás?

Letra
Soneto para Petr Cech - Lucas Silveira

Será que você ja tentou imaginar o que eu ia fazer


ocupando seu lugar?
As decisões que você soube fazer... Será que eu vou
ser tão bom quanto você?
Me olho no espelho e vejo alguém sem saída, mesmo com
problemas bem menores que os teus.
As cicatrizes de uma vida tão sofrida são bem mais
fortes do que todos os versos meus.
Então não deixe a luz se apagar!
Você vai precisar pra encontrar em mim o que há de
sobra em você
Deixa eu compartilhar a vida que você levou
Deixa eu tentar entender
Como você fez pra ser assim?
Letra
Depois de Voltar (SINGLE) - L. Silveira

O tempo vai
A noite cai
E chega o tempo de ver o que
vou fazer
Você chegou
Cumprimentou
Eu já fico
tenso só de observar você
Se você contribuisse
E se eu
conseguisse
Não ia ter motivos pra te escrever
Depois
de voltar
Depois de voltar
Então por que eu não
cheguei e falei
O que eu tinha pra dizer pra você?
Por
que você fica tão longe?
Escondendo o que não se esconde de
ninguém
Por que eu não cheguei e falei?
O que eu tinha
pra dizer pra você?
Por que você fica tão longe?
Escondendo o que não se esconde de ninguém
Letra
Stonehenge - Lucas Silveira

E talvez você estranhe ao me ouvir


Não costumo me comunicar assim
Mas preste atenção quando a chuva cair
Você vai me ver

Já tentei ser mais do que eu sempre fui


Mas percebi que é impossível crescer
Pois todo o sangue que nas minha veias flui
Ainda não conseguiu aquecer meu coração

Inabalável
Não há como fazer você parar pra pensar
Como eu tenho agido nos últimos dias
Em que eu lhe vi

Você não merece tudo que eu ouso sentir


Você não merece tudo que eu ouso sentir e dói demais

E dói demais ter você assim


Nunca há paz pra você nem pra mim
Por isso eu quero saber o que fazer

E nada mais parece te abalar


E nada mais te faz rir ou faz chorar
Não há ninguém aqui pra você provar que existe

Não há ninguém aqui pra você provar que existe.


Letra
Teu Semblante - Lucas Silveira

Tudo é tão branco e sem razão


Não é um quarto, é uma prisão
E eu estou aqui tentando sair em vão
E nem que eu tente acordar
Não há como me concentrar
Pois o que passou marcou demais meu coração

E nada poderá mudar


O meu destino que é vagar
Pelo meu quarto vendo o teu semblante
Tudo que eu não quero lembrar
Memórias custam a apagar
Daria tudo pra ser como antes
Pra mim...

E quando eu tento apagar


Da minha mente o que vivi
Não resta nada pra me tornar feliz

E aí eu tento aceitar
Que assim vai ser melhor pra mim
Mas não da para acreditar
Não dá...

E se algum dia eu me livrar


Eu não irei comemorar
Pois estaria atestando a desistência
Mas eu não posso aceitar
Ficar aqui nesse lugar
Ouvindo a voz da consciência que me diz

Que nada poderá mudar


O meu destino que é vagar
Pelo meu quarto vendo o teu semblante
Tudo o que eu não quero lembrar
Memórias custam a apagar
Daria tudo pra ser como antes

E nada poderá mudar


O meu destino que é vagar
Pelo meu quarto vendo o teu semblante
Tudo o que eu não quero lembrar
Memórias custam a apagar
Daria tudo pra ser como antes
Pra mim...
Letra
Onde Está - L. Silveira / R. Tavares / G. Mantovani

Já tentei fazer com que você voltasse


Também já tentei sozinho encontrar a solução
Pra acabar com essa dor que hoje assola o meu coração

Já tentei fazer com que você parasse


De brincar com o meu sentimento e me ouvisse então
Por um momento pra eu tentar te convencer que nada foi
em vão
Nada foi em vão

Tenho medo que pra ti eu seja apenas mais um que te


quer
E você vai me ouvir no rádio e achar que é uma música
qualquer
Preste atenção:

Em cada verso só pra ti que eu vou cantar


Cada palavra que eu expresso visando te agradar
Não é o bastante pra tu perceber o quão grande é o meu
amor
E a minha dor

Já tentei de tudo pra você voltar


Já tentei ser mais feliz só pra fazer você chorar
Não vejo resultados, só meu coração que vê a dor

Não há nada que eu possa fazer


Pra ter você de volta pra mim
E eu sento e tento ao menos entender
O que eu fiz de tão ruim
Mas eu não sei, eu não sei...

Onde está todo amor que eu te dei?


Foi pra onde que eu não sei
Só tristeza e solidão

Vão ficar marcadas no coração


Nisso eu te dou razão
É impossível viver só
Sorrindo

Interesses relacionados