P. 1
Tese Final

Tese Final

|Views: 1.095|Likes:
Publicado porrmsc1982

More info:

Published by: rmsc1982 on Jun 20, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/18/2013

pdf

text

original

Projecto de Concepção de Entreposto Frigorifico para Produtos Alimentares Congelados

34

O amoníaco entra no compressor do primeiro andar no estado 1 como vapor saturado, é

comprimido até à pressão intermédia no estado 2 e liberta vapor sobreaquecido no depósito

intermédio. Seguidamente, o fluido no estado de vapor saturado é aspirado pelo

compressor do segundo andar no estado 3 e comprimido até à pressão de condensação,

para o estado 4.

Seguidamente, o fluído entra no condensador no estado de vapor sobreaquecido, onde

baixa a temperatura libertando calor sensível. Seguidamente, dá-se a condensação a cerca

de +40ºC com a libertação de calor latente. O processo continua com o subarrefecimento

do amoníaco ainda dentro do condensador, prolongando-se pelo depósito de líquido e

tubagem até uma temperatura próxima de +30ºC. O líquido subarréfecido sofre uma

expansão para o depósito intermédio com a consequente queda de pressão, formando-se

uma mistura correspondente ao estado 7 que inicia o efeito refrigerante nesse depósito. O

vapor saturado formado é aspirado pelos compressores de alta pressão.

Algum do líquido no estado 8, a -5ºC, vaporizar-se-á com o calor fornecido na descarga do

compressor de baixa pressão no depósito intermédio. O líquido restante é lançado no

separador de líquido através de outra válvula de expansão, dando origem a uma mistura de

fluido com título, correspondente ao ponto 9. A partir deste separador, duas bombas (sendo

uma de socorro) bombeiam o amoníaco líquido, a -30ºC, até às válvulas de regulação de

caudal de cada evaporador.

Finalmente, o amoníaco entra no evaporador, iniciando o processo de vaporização em

vazio até atingir, à saída do evaporador, um título de 0,25 retirando calor da câmara

frigorífica e retornando ao separador, sendo o vapor saturado formado aspirado pelo

compressor de baixa pressão.

O cálculo das entalpias, admitindo que o caudal de NH3 bombeado, é quatro vezes superior

ao caudal obtido pelo efeito refrigerante, entre as curvas de saturação. (Stoecker, W.F.).

h1 = 1422,8 kJ/kg K

e

h10 = 63,56 kJ/kg .K (Tabelas SI do NH3)

h11 = h10 + 0,25 x ( h1 - h10 )

Projecto de Concepção de Entreposto Frigorifico para Produtos Alimentares Congelados

35

h11 = 63,56 + 0,25 x (1422,8 – 63,56 ) = 403,4 kJ/kg K

O efeito refrigerante será dado por:

= (h11 – h10)

= 320 kW

e o caudal mássico , que circula no interior dos evaporadores das duas câmaras,

impulsionado pelas bombas, será de:

320 = (403,4 – 63,56)

= 0,941 kg/s

h9 = 176,9 kJ/kg K

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->