Você está na página 1de 1

PROCURAO AD JUDICIA

Pelo presente instrumento particular de procurao, ............, brasileiro(a), casado(a), professor(a), portador(a) do RG n .................... e do CPF n .................., residente e domiciliado(a) na Rua/Av. ............., n ....., Bairro ..................., na cidade de ........................, Estado de ..........., CEP n ......... - ....., nomeia e constitui seu(sua) bastante procurador(a), .........................., brasileiro(a), casado(a), advogado(a), inscrito(a) na Ordem dos Advogados do Brasil, Seco .............., sob n ............, portador(a) do CPF n ...................., com endereo profissional na Rua/Av. ........................, n ....., conj. ........., centro, na cidade de ..............................., Estado de .........., CEP n .........- ....., telefone (.....) ....................., outorgando-lhe os poderes contidos na clusula ad judicia para o foro em geral, podendo agir junto s reparties pblicas Federais, Estaduais e Municipais, em qualquer Juzo, Instncia ou Tribunal, bem como os especiais para confessar, tran-sigir, desistir, receber e dar quitao, firmar compromissos, prestar primeiras e ltimas declaraes em inventrio, prestar declarao de pobreza na forma do artigo 1 da Lei n. 7.115/83, e substabelecer esta a quem lhe convier e, em especial, para ....................... . Os honorrios advocatcios, na falta de contrato que regule de forma diversa, sero pagos conforme o estabelecido pela associao de classe.(Local e data) (assinatura do(a) cliente/outorgante)Nota: o instrumento de mandato em virtude do qual se conferem poderes ao mandatrio judicial para agir no foro ou para praticar todos os atos que fazem parte do processo, mesmo no declarados, salvo aqueles que no podem ser praticados sem mandato especial, sem poderes expressos, como receber a citao inicial, confessar, reconhecer a procedncia do pedido, transigir, desistir, renunciar ao direito sobre que se funda a ao, receber, dar quitao e firmar compromisso, conforme estabelece o art. 38 do Cdigo de Processo Civil.