NOVEMBRO

2011 Contrato de Gerenciamento SESAU e Pró Saúde - TO

RELATÓRIO DE DESEMPENHO

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

CONTRATANTE: SECRETARIA DE SAUDE DO ESTADO DO TOCANTINS CONTRATADA: PRÓ SAUDE ASSOCIAÇÃO BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL E HOSPITALAR DIRETOR OPERACIONAL PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: ROGÉRIO VANDERLEI KUNTZ COORDENADORES OPERACIONAIS PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: ALLAN JACQUESON LOBO, EDEMIR BELTRAME, JEFERSON MACHADO PEREIRA, MARCELO PADOIN CANAZARO ENTIDADES GERENCIADAS ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL GERAL PÚBLICO DE PALMAS DR. FRANCISCO AYRES CNPJ: 24.232.886/0115-25 ENDEREÇO: AV NS 01 S/N CONJ 02 LOTE 01 201 SUL - PALMAS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: RONALDO FOLONI ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAGUAÍNA CNPJ: 24.232.886/0100-49 ENDEREÇO: R 13 DE MAIO, 1336 - CENTRO - ARAGUAINA/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: EDSON GONÇALVES PRIMO ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE GURUPI CNPJ: 24.232.886/0103-91 ENDEREÇO: AV JUSCELINO KUBITSCHEK, 1641- CENTRO - GURUPI/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: VALDEMIR FERNILLE GIRATO ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA CAMPOS CNPJ: 24.232.886/0106-34 ENDEREÇO: R NE 5 S/N QUADRA104 NORTE LOTE 31 A 41 – PALMAS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: ALBA LÚCIA DE MENEZES SÁ MUNIZ ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PARAÍSO DR. ALFREDO O. BARROS CNPJ: 24.232.886/0109-87 ENDEREÇO: R 03, S/N QUADRA02 LOTE 01 AO 19 - SETOR AEROPORTO - PARAISO DO TOCANTINS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: MARCEL AUGUSTO DE OLIVEIRA ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE MIRACEMA CNPJ: 24.232.886/0112-82 ENDEREÇO: AV IRMA EMMA RUDOLFH NAVARRO,S/N -SETOR UNIVERSITARIO- MIRACEMA DO TOCANTINS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: FLÁVIO MARCONSINI DE SOUZA ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PORTO NACIONAL CNPJ: 24.232.886/0110-10 ENDEREÇO: AV MURILO BRAGA, 1592 – CENTRO - PORTO NACIONAL/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: OMAR DIETRICH JUNIOR ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE GUARAÍ CNPJ: 24.232.886/0114-44 ENDEREÇO: R 03, 1516 – CENTRO – GUARAI/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: MIGUEL PAULO DUARTE NETO ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARRAIAS CNPJ: 24.232.886/0117-97 ENDEREÇO: AVENIDA PARANÃ S/N – BURITIZINHO – ARRAIAS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: RODRIGO FRANCO

Página 1

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL PÚBLICO DE DOENÇAS TROPICAIS CNPJ: 24.232.886/0102-00 ENDEREÇO: AV JOSE BRITO SOARES, 1015 – ANHANGUERA – ARAGUAINA/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: BRUNO FERREIRA REZENDE ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL MATERNO INFANTIL PÚBLICO TIA DEDE CNPJ: 24.232.886/0105-53 ENDEREÇO: R RAQUEL DE CARVALHO, 420 – CENTRO - PORTO NACIONAL/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: PAULO TIZONI PARANÁ ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE DIANÓPOLIS CNPJ: 24.232.886/0118-78 ENDEREÇO: R 10, S/N QUADRA34 LOTE 1 - NOVA CIDADE – DIANOPOLIS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: RICARDO BARBOSA ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PEDRO AFONSO CNPJ: 24.232.886/0113-63 ENDEREÇO: R NUMERIANO BEZERRA DE CASTRO, S/N QUADRA5 LOTE 5 - PEDRO AFONSO/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: REMÍDIO VIZZOTTO JÚNIOR ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL INFANTIL PÚBLICO DE PALMAS CNPJ: 24.232.886/0116-06 ENDEREÇO: R NS B, S/N LOTE 09 202 SUL – PALMAS/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: GIOVANI LUÍS PADRÃO MERENDA ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAGUAÇU CNPJ: 24.232.886/0104-72 ENDEREÇO: AV NOVA MATINHA, S/N QUADRA13 LOTE A1/12 – ARAGUAÇU/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: ANTÔNIO MARCOS CARNEIRO PEREIRA ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAPOEMA CNPJ: 24.232.886/0099-70 ENDEREÇO: R FRANCISCO FURTUOSO DE AGUIAR, 411 – CENTRO – ARAPOEMA/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: REJANE XAVIER SOARES ENTIDADE GERENCIADA: HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ALVORADA CNPJ: 24.232.886/0108-04 ENDEREÇO: AV JK, 715 CENTRO – ALVORADA/TO RESPONSÁVEL (IS) PELA ORGANIZAÇÃO SOCIAL: FULVIO EDIVOR BASSOLI

Página 2

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Sumário
1. ANÁLISE GLOBAL DOS HOSPITAIS ................................................................................. 8 1.1 METAS CONTRATUAIS ..................................................................................................................... 8 1.1.1METAS QUANTITATIVAS ............................................................................................................ 8 1.1.2 METAS QUALITATIVAS ........................................................................................................... 18 2. ANÁLISE INDIVIDUAL DOS HOSPITAIS ......................................................................... 32 2.1 HOSPITAL GERAL PÚBLICO DE PALMAS ................................................................................... 32 2.1.1 METAS CONTRATUAIS............................................................................................................ 32 2.1.2 INVESTIMENTOS ...................................................................................................................... 34 2.1.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ............................................................................................. 34 2.1.4 RECURSOS HUMANOS .......................................................................................................... 35 2.1.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ................................................................................. 38 2.1.6 SUPORTE TÉCNICO ................................................................................................................. 38 2.1.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE .................................................................................................. 39 2.1.8 PROCESSOS GERENCIAIS ..................................................................................................... 40 2.1.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................... 40 2.1.10 OUTROS.................................................................................................................................. 41 2.2 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAGUAÍNA ................................................................... 42 2.2.1 METAS CONTRATUAIS............................................................................................................ 42 2.2.2 INVESTIMENTOS ...................................................................................................................... 44 2.2.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ............................................................................................. 44 2.2.4 RECURSOS HUMANOS .......................................................................................................... 49 2.2.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ................................................................................. 52 2.2.6 SUPORTE TÉCNICO ................................................................................................................. 53 2.2.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE .................................................................................................. 54 2.2.8 PROCESSOS GERENCIAIS ..................................................................................................... 55 2.2.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................... 56 2.2.10 OUTROS.................................................................................................................................. 57 2.3 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE GURUPI ............................................................................ 58 2.3.1 METAS CONTRATUAIS............................................................................................................ 58 2.3.2 INVESTIMENTOS ...................................................................................................................... 62 2.3.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ............................................................................................. 63 2.3.4 RECURSOS HUMANOS .......................................................................................................... 64 2.3.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ................................................................................. 67 2.3.6 SUPORTE TÉCNICO ................................................................................................................. 70 2.3.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE .................................................................................................. 71 2.3.8 PROCESSOS GERENCIAIS ..................................................................................................... 72 2.3.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................... 74 2.3.10 OUTROS.................................................................................................................................. 75 2.4 HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA ........................................................... 78 2.4.1 METAS CONTRATUAIS............................................................................................................ 78 2.4.2 INVESTIMENTOS ...................................................................................................................... 80 2.4.3 RECURSOS HUMANOS .......................................................................................................... 80

Página 3

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.4.4 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ................................................................................. 83 2.4.5 SUPORTE TÉCNICO ................................................................................................................. 84 2.4.6 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE .................................................................................................. 85 2.4.7 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................... 86 2.4.8 OUTROS .................................................................................................................................... 86 2.5 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PARAÍSO.......................................................................... 87 2.5.1 METAS CONTRATUAIS............................................................................................................ 87 2.5.2 INVESTIMENTOS ...................................................................................................................... 91 2.5.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ............................................................................................. 91 2.5.4 RECURSOS HUMANOS .......................................................................................................... 92 2.5.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ................................................................................. 95 2.5.6 SUPORTE TÉCNICO ................................................................................................................. 95 2.5.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE .................................................................................................. 95 2.5.8 PROCESSOS GERENCIAIS ..................................................................................................... 96 2.5.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................... 96 2.5.10 OUTROS.................................................................................................................................. 97 2.6 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE MIRACEMA .................................................................... 100 2.6.1 METAS CONTRATUAIS.......................................................................................................... 100 2.6.2 INVESTIMENTOS .................................................................................................................... 102 2.6.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ........................................................................................... 105 2.6.4 RECURSOS HUMANOS ........................................................................................................ 106 2.6.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................... 109 2.6.6 SUPORTE TÉCNICO ............................................................................................................... 109 2.6.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ................................................................................................ 110 2.6.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................... 110 2.6.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................. 111 2.6.10 OUTROS................................................................................................................................ 112 2.7 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PORTO NACIONAL ..................................................... 114 2.7.1 METAS CONTRATUAIS.......................................................................................................... 114 2.7.2 INVESTIMENTOS .................................................................................................................... 116 2.7.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ........................................................................................... 118 2.7.4 RECURSOS HUMANOS ........................................................................................................ 119 2.7.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................... 122 2.7.6 SUPORTE TÉCNICO ............................................................................................................... 122 2.7.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ................................................................................................ 123 2.7.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................... 123 2.7.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................. 123 2.8 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE GUARAÍ ......................................................................... 124 2.8.1 METAS CONTRATUAIS.......................................................................................................... 124 2.8.2 RECURSOS HUMANOS ........................................................................................................ 126 2.8.3 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................... 130 2.8.4 SUPORTE TÉCNICO ............................................................................................................... 130 2.8.5 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ................................................................................................ 131 2.8.6 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................... 131 2.8.7 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................. 131

Página 4

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.8.8 OUTROS .................................................................................................................................. 131 2.9 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARRAIAS ........................................................................ 133 2.9.1 METAS CONTRATUAIS.......................................................................................................... 133 2.9.2 INVESTIMENTOS .................................................................................................................... 135 2.9.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ........................................................................................... 136 2.9.4 RECURSOS HUMANOS ........................................................................................................ 136 2.9.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................... 139 2.9.6 SUPORTE TÉCNICO ............................................................................................................... 139 2.9.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ................................................................................................ 140 2.9.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................... 140 2.9.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ................................................................................. 141 2.9.10 OUTROS................................................................................................................................ 142 2.10 HOSPITAL PÚBLICO DE DOENÇAS TROPICAIS ................................................................... 145 2.10.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 145 2.10.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 147 2.10.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 152 2.10.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 152 2.10.5 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 156 2.10.6 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 157 2.10.7 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 157 2.10.8 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 157 2.11 HOSPITAL TIA DEDÉ .................................................................................................................. 158 2.11.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 158 2.11.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 160 2.11.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 161 2.11.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 161 2.11.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 164 2.11.6 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 164 2.11.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 165 2.11.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 166 2.11.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 166 2.11.10 OUTROS ............................................................................................................................. 166 2.12 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE DIANÓPOLIS .............................................................. 167 2.12.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 167 2.12.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 168 2.12.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 172 2.12.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 173 2.12.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 175 2.12.6 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 175 2.12.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 176 2.12.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 176 2.12.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 177 2.13 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PEDRO AFONSO ....................................................... 178 2.13.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 178 2.13.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 182

Página 5

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.13.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 187 2.13.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 188 2.13.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 191 2.13.6 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 191 2.13.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 191 2.13.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 193 2.13.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 193 2.14 HOSPITAL INFANTIL PÚBLICO DE PALMAS .......................................................................... 195 2.14.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 195 2.14.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 197 2.14.3 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 198 2.14.4 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 201 2.14.5 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 201 2.14.6 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 202 2.14.7 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 202 2.14.8 OUTROS................................................................................................................................ 203 2.15 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAGUAÇU ................................................................ 204 2.15.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 204 2.15.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 205 2.15.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 205 2.15.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 206 2.15.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 208 2.15.6 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 209 2.15.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 209 2.15.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 209 2.15.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 210 2.15.10 OUTROS ............................................................................................................................. 210 2.16 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAPOEMA ................................................................ 211 2.16.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 211 2.16.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 213 2.16.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 214 2.16.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 215 2.16.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 218 2.16.6 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 218 2.16.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 218 2.16.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 219 2.16.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 219 2.17 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ALVORADA ................................................................. 221 2.17.1 METAS CONTRATUAIS ....................................................................................................... 221 2.17.2 INVESTIMENTOS.................................................................................................................. 223 2.17.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS ......................................................................................... 223 2.17.4 RECURSOS HUMANOS ...................................................................................................... 224 2.17.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR ............................................................................. 226 2.17.6 SUPORTE TÉCNICO............................................................................................................. 227 2.17.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE ............................................................................................. 227

Página 6

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.17.8 PROCESSOS GERENCIAIS ................................................................................................. 227 2.17.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE ............................................................................... 228 2.17.10 OUTROS ............................................................................................................................. 228 ANEXO I – RELATÓRIO DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO.............................................

Página 7

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

1. ANÁLISE GLOBAL DOS HOSPITAIS
1.1 METAS CONTRATUAIS

1.1.1METAS QUANTITATIVAS Abaixo apresentamos os números de saídos de cada hospital gerenciado.

Página 8

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 9

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 10

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 11

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 12

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 13

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 14

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 15

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 16

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pode-se observar pelos gráficos que 07 hospitais (HGPP, HRP Arapoema, HRP Porto Nacional, HMIP Tia Dedé, HRP Pedro Afonso, HRP Gurupi e HMP Dona Regina) ultrapassaram na média do quadrimestre em mais de 10% a meta mensal de saídos. Outros 07 hospitais (HRP Araguaína, HRP Guaraí, HRP Miracema, HRP Araguaçu, HRP Dianópolis, HRP Paraíso e HIPP) mantiveram-se na média do quadrimestre na faixa entre 100% e 109% da meta média mensal de saídos. Outros 02 hospitais (HPDT e HRP Arraias) situaram-se na média do quadrimestre abaixo de 100%, porém acima do limite contratual de 85%. E apenas o Hospital Regional Público de Alvorada perfez uma média do quadrimestre de apenas 83%. No caso do HPDT o seu perfil de atendimento restrito impõe sazonalidade na demanda. Já no HRP de Arraias encontramos dois fatores que colaboraram para o resultado abaixo de 100% da meta: falta de anestesista e o bom atendimento prestado pelo hospital goiano de Campos Belos. E o HRP de Alvorada com seu porte reduzido enfrenta dificuldades para instalação de um serviço de laboratório de análises clínicas e radiologia (inviabilidade financeira com apenas 10 leitos), o que aumenta o número de transferências para Gurupi e Araguaçu (distante apenas 100 Km). Analisando a situação global dos 17 hospitais, evidenciamos que frente ao volume global de saídos previstos para a competência 11/2011 num total de 5.976, realizou-se um total de saídos de 6.998, superior em 17,10,% a meta contratualizada.

Página 17

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Tabela 1. Projeção Financeira entre Metas × Custo Anterior × Realizado Custo Atual.
Mês Contrato Setembro Outubro Novembro Nº SAIDOS 5.976 6.538 6.927 6.998 R$ P/SAÍDO R$ 7.029,00 R$ 7.029,00 R$ 7.029,00 R$ 7.029,00 ESTIMADO R$ ESTIMADO PRÓSAÚDE R$ 6.707,90 R$ 6.145,65 R$ 6.064,00 R$ 5.728,27 VARIAÇÃO % - 5% - 12,56% - 13,73% -18,51%

Observa-se a expressiva redução de custos por meio de economia de escala obtida com o gerenciamento das unidades hospitalares através da Pró-Saúde

1.1.2 METAS QUALITATIVAS O contrato de gerenciamento das unidades hospitalares prevê metas qualitativas de desempenho, divididas por quadrimestre. O quadro 1 abaixo exposto representa o cronograma proposto para implantação dos itens que compõem os indicadores qualitativos conforme contrato de gerenciamento firmado entre Estado do Tocantins – Secretaria de Estado da Saúde e Pró-Saúde - ABASH. O quadro 2 abaixo exposto representa a fase de implantação dos itens que compõem os indicadores qualitativos face o cronograma proposto. Quanto as comissões, praticamente já instaladas em todos os hospitais, alguns já realizam as atividades pertinentes a elas como a realização das reuniões periódicas e o tratamento das ocorrências. Legenda para quadro 2: C: comissão constituída. I: item em fase de implantação

Página 18

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Quadro 1
INDICADORES QUALITATIVOS DE ACOMPANHAMENTO HOSPITALAR

Peso Percentual Foco do Indicador Dados Exigidos 1º Quadrim. 2º. Quadrim. 3º. Quadrim.

Constituição da Comissão de Ética: Documento com nome e função dos componentes da Comissão de Ética Comissão de Ética Funcionamento Regular da Comissão de Ética: Relatório mensal de reuniões realizadas pela Comissão de Ética

15

10

10

Constituição da Comissão de Farmácia e Terapêutica: Documento com nome e função dos componentes da Comissão de Farmácia e Terapêutica Comissão de Farmácia e Terapêutica Funcionamento Regular da Comissão de Farmácia e Terapêutica: Relatório mensal de reuniões realizadas pela Comissão de Farmácia e Terapêutica

20

10

10

Constituição da Comissão de Óbitos: Documento com nome e função dos componentes da Comissão de Óbitos Comissão de Óbitos Funcionamento Regular da Comissão de Óbitos: Informação mensal do nº de óbitos institucionais analisados e nº de óbitos maternos.

15

10

10

Constituição da Comissão de Prontuários: Documento com nome e função dos componentes da Comissão de Prontuários Comissão de Prontuários Revisão mensal de pelo menos 10% dos prontuários pela Comissão. 90% dessa amostra devem conter cópia, assinada pelo usuário, do Relatório de Alta ou Informe de Atendimento completo

15

10

10

Constituição da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar: Documento com o nome e função dos componentes da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar

20

Comissão de Controle de Infecção Hospitalar

Relatório mensal de análise dos indicadores (Densidade de Infecção Hospitalar em UTI PEDIÁTRICA, Densidade de Infecção Hospitalar em corrente sanguínea associada a cateter venoso central em UTI PEDIÁTRICA e Densidade de Infecção Hospitalar em corrente sanguínea associada a cateter venoso central ou cateter umbilical na UTI PEDIÁTRICA) e medidas tomadas pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar quando necessário.

20

20

Apresentação de documento contendo o nome e função dos componentes, estruturas e rotinas do S.A.U Serviço de Atendimento ao Usuário Resolução de 80% das queixas apresentadas ao Serviço de Atendimento ao Usuário

15

10

10

Apresentação das Autorizações de Internação Hospitalar (AIH): a porcentagem de AIH apresentadas deve corresponder a 100% ou mais em relação ao nº de saídas hospitalares do mês.

10

10

Qualidade da informação

Pontualidade no preenchimento dos dados de atividade e financeiros: o envio dos dados de atividade assistencial e financeira pela SESAU/TO deverá obedecer, rigorosamente, aos prazos definidos em contrato. Código de residência dos pacientes corretos: deverão ser informados no sistema AIH de forma correta e de acordo com o Código de Endereçamento Postal (CEP) e compatível com o código IBGE do município.

10

10

10

10

TOTAL

100

100

100

Página 19

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Quadro 2
Comissões ProntuáSAU Qualidade da Informação resiI I I I I I I I I I I I I I I I I dência Página 20 dados CEP de C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C C I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I I Envio rios CCIH AIHs SAU

HGP de Palmas HRP de Araguaína HRP de Gurupi HM Pública Dona Regina HRP de Paraíso HRP de Miracema HRP de Porto Nacional HRP de Guarai HRP de Arraias HPDT Araguaína HMP Tia Dede HRP de Dianópolis HRP de Pedro Afonso HIP de Palmas HRP de Araguaçu HRP de Arapoema HRP de Alvorada

C C C C C I I I C C C I C I I I C

C C C C C C C C C C C C C C I C C

C C C C C C C C C C C C C C I C C

Óbitos

C.F.T.

Ética

C C C C C C C C C C C C C C I C C

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SAU Buscando atender a Meta Contratual pactuada entre a Pró-Saúde e o Estado, implantamos o “Registro de Opinião”, onde o usuário poderá manifestar-se através do preenchimento do formulário, descrevendo suas sugestões, reclamações e elogios. Através deste registro podemos avaliar a Satisfação do usuário e tomar as providências necessárias para maximizar a qualidade no atendimento dos usuários que procuram os nossos serviços. Podemos observar no descritivo de cada hospital a quantidade de ocorrências registradas, elogios, sugestões e a porcentagem de tratativas resolvidas em relação as reclamações. Através de um trabalho efetivo de treinamento e de padronização das tratativas de queixas, informamos que nos hospitais que já possuem o SAU efetivamente implantado, a tratativa das queixas em cumprimento a meta contratual prevista a partir do 2º quadrimestre e estimada em 80% foi plenamente atendida, conforme mapa abaixo.
HOSPITAL H. G. P. PALMAS H. R. P. DE ARAGUAÍNA H. R. P. DE GURUPI H. M. P. DONA REGINA SIQUEIRA CAMPOS H. R. P. DE PARAÍSO H. R. P. DE MIRACEMA H. R. P. DE PORTO NACIONAL H. R. P. DE GUARAÍ H. R. P. DE ARRAIS H. P. D. T. H. M. I. P. TIA DEDÉ H. R. P. DE DIANÓPOLIS H. R. P. DE PEDRO AFONSO H. I. P. DE PALMAS H. R. P. DE ARAGUAÇU H. R. P. DE ARAPOEMA H. R. P. DE ALVORADA RECLAMAÇÕES 76 83 16 23 29 02 04 30 13 01 TRATATIVAS 76 74 14 23 29 02 04 30 13 01 % 100 89,16 87,50 100 100 100 100 100 100 100 -

Página 21

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

No decorrer do mês de novembro, houveram reuniões avaliativas e de alinhamento em todos os hospitais, cujas datas em relação ao planejamento apresentado no relatório anterior, foram alteradas. Apresentamos a seguir o Quadro comparativo da Pesquisa de Satisfação – Sistema Eletrônico (Busca Ativa), considerando-se o período de outubro e novembro/2011.
SATISFAÇÃO - SISTEMA ELETRÔNICO " PESQUISA RÁPIDA" MÉDIA GERAL HOSPITAL AMBULATÓRIO OUT 2011 HGP de Palmas HRP de Araguaina HRP de Gurupi HMPublica Dona Regina HRP de Paraíso HRP de Miracema HRP de Porto Nacional HRP de Guarai HRP de Arraias HPDT Araguaína HMP Tia Dede HRP de Dianópolis HRP de Pedro Afonso HIP de Palmas HRP de Araguaçu 66,19% 54,84% 76,28% 64,75% 43,11% 49,04% 67,07% 71,10% 81,50% 75,73% 60,56% 84,88% NOV 2011 72,18% 51,03% 74,94% 67,51% 73,56% 63,98% 68,53% 71,43% 85,06% 65,86% 70,34% 82,91% INTERNAÇÃO OUT 2011 74,52% 68,39% 83,52% 76,16% 68,03% 67,86% 69,84% 93,05% 74,53% 72,16% 64,32% 86,48% NOV 2011 75,61% 75,31% 78,01% 73,00% 78,51% 68,52% 81,57% 88,26% 94,10% 72,80% 85,59% 76,26% 91,26% PRONTO SOCORRO OUT 2011 63,48% 54,84% 63,91% 73,75% 71,77% 63,50% 60,03% 65,90% 83,08% 90,68% 74,98% 57,49% 72,57% 84,04% NOV 2011 60,90% 55,28% 77,32% 84,06% 63,26% 74,56% 67,91% 68,48% 72,67% 90,40% 74,96% 68,69% 64,82% 86,26% SADT OUT 2011 43,42% 87,04% 64,95% 92,66% 68,75% 58,66% 55,09% 78,46% 61,11% 51,78% 73,49% 85,61% NOV 2011 74,34% 82,92% 84,08% 71,12% 73,15% 64,28% 77,72% 28,39% 72,49% 80,86% 71,11% 73,40% 86,79%

Página 22

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

HRP de Arapoema HRP de Alvorada

74,75% -

79,25% -

87,28% 45,55%

91,99% 96,88%

67,76% 18,06%

80,56% 91,33%

91,67% -

86,35% -

Analisando o quadro acima percebemos algumas situações importantes de serem ressaltadas: Alguns hospitais apresentaram evidente crescimento no seu índice de satisfação, conseqüência de um trabalho direcionado em acompanhamento aos índices apresentados, resultando em ações efetivas visando a melhoria de nossos serviços. Foram eles: HRP de Gurupi, HRP de Miracema, HRP de Porto Nacional, HRP de Pedro Afonso, HRP de Araguaçu e HRP de Alvorada. O HGP de Palmas também apresentou evidente melhora nos seus índices das pesquisas aplicadas no Ambulatório, Internação e Pronto Socorro. Apenas no SADT esse crescimento não se evidenciou da mesma forma, porem considerando o empenho em atingir maior amostragem de usuários, entende-se que esse percentual manteve-se estável, uma vez que sua variação é de aproximadamente 4%. Os demais hospitais apresentaram relativa baixa nos seus índices, em algum dos setores, motivadas principalmente pelos inconvenientes causados com as reformas que se faziam necessárias. Percebe-se também, que naturalmente, no processo de melhorias dos serviços ofertados a população, os critérios de exigência do usuário vão evoluindo de forma a nos manter constantemente empenhados em buscar a excelência de nossos serviços. Os terminais dos quatro setores do HRP de Dianópolis, assim como o terminal de pesquisa da internação do HRP de Araguaína apresentaram problemas técnicos. Sua manutenção já foi providenciada, de forma que para o próximo período o equipamento esteja em pleno funcionamento. Apresentamos abaixo os gráficos dos hospitais, apresentando o comparativo entre os períodos de cada um dos setores pesquisados. Ressaltamos que não possível elaborar o gráfico do Hospital Regional Público de Dianópolis devido aos problemas técnicos que impossibilitaram a coleta de dados.

Página 23

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Página 24

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec Obs: No Hospital não há pesquisa no Ambulatório.

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Página 25

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Página 26

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Página 27

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Página 28

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Página 29

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec Obs: No Hospital Regional Público de Araguaçu não há o setor de Ambulatório.

Página 30

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec

Fonte: Sistema Eletrônico Gertec Obs: No Hospital Regional Público de Alvorada não há os setores de Ambulatório e SADT.

Página 31

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2. ANÁLISE INDIVIDUAL DOS HOSPITAIS
2.1 HOSPITAL GERAL PÚBLICO DE PALMAS

2.1.1 METAS CONTRATUAIS Comissões • • • • • • • • • • • SAU Informamos que do dia 25 de outubro ao dia 25 de novembro de 2011, o S. A. U realizou 194 entrevistas através do preenchimento do Registro de Opinião, sendo que 104 pessoas entrevistadas representando 53,61% dos entrevistados elogiaram os serviços prestados no HGPP, tivemos um índice de 39,18% dos entrevistados que registraram reclamações e 7,22% que registraram sugestões. Informamos que, todas as reclamações tiveram tratativas. 01/11 - Reunião da Comissão de Transplantes; 03/11- Reunião da Comissão de Gestão da Qualidade; 07/11 - Reunião do Comitê de revisão de prontuários - com análise de prontuários eletrônicos; 10/11- Reunião extraordinária do Comitê de ética médica e Diretoria Técnica; 11/11 - Reunião extraordinária para assuntos e demandas do CCH; 14/11 - Reunião do Comitê de revisão de prontuários; 16/11 - Reunião extraordinária do Comitê de ética médica e Diretoria Técnica; 16/11 - Reunião Comissão de Farmácia e Terapêutica; 21/11 - Reunião do Comitê de revisão de prontuários; 23/11 - Reunião extraordinária do Comitê de ética médica e Diretoria Técnica; 24/11 – Reunião do Comitê de Revisão de Óbito da Pró-Saúde;

Ocorrências Reclamações Sugestões

Novembro 2011 76 14

(%) 39,18% 7,22%

Página 32

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada

104 196 78 80% 100%

53,61% 100,00%

As entrevistas de Pesquisa Rápida utilizando terminal eletrônico, foram realizadas e transmitidas diariamente ao site. O quadro abaixo apresenta os índices verificados em relação ao período anterior:

PESQUISA RÁPIDA – INDICES DE SATISFAÇÃO SATISFAÇÃO – AMBULATÓRIO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO – INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital OUT.2011 83,34% 80,74% 54,77% 51,59% 77,42% 64,93% 50,54% 66,19% OUT.2011 79,06% 81,08% 72,94% 77,41% 65,89% 69,81% 75,47% 74,52% OUT.2011 77,30% 61,49% 62,14% 59,64% 66,07% 55,33% 62,39% NOV.2011 77,97% 70,99% 75,95% 73,78% 72,46% 64,56% 69,52% 72,18% NOV.2011 86,24% 61,85% 76,05% 78,13% 75,43% 75,43% 76,16% 75,61% NOV.2011 68,18% 57,33% 59,74% 62,52% 60,67% 57,92% 59,94%

Página 33

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Média Período SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

63,48% OUT.2011 83,69% 39,56% 36,84% 33,19% 23,11% 30,67% 41,18%

60,90% NOV.2011 87,72% 83,13% 81,79% 83,13% 75,63% 78,71% 81,69%

Foi realizado um treinamento no dia 03/11/11 ministrado pela coordenadora regional do S.A.U. O treinamento aconteceu no auditório do HGPP, onde no período das 8:00h ao 12:00 participaram todos os colaboradores do S.A.U e das 14:00 hs às 16:00 hs apenas os supervisores, tivemos 100% de participação da equipe. Aconteceu no dia 7 deste mês reunião com todos os chefes de setores do HGPP, reunião dirigida pela supervisora do S.A.U/HGPP, para apresentação do serviços bem como esclarecimentos de duvidadas sobre as tarefas e obrigações exercida dentro da unidade pela equipe do S.A.U. Neste período foram realizadas duas reuniões com a equipe do S.A.U/HGPP, uma no dia 25 de outubro e outra no dia 21 de novembro, reuniões para orientações e alinhamento do pessoal em suas funções. ,

2.1.2 INVESTIMENTOS • • • • Troca de torneiras e pia de higienização das mãos no refeitório além da disponibilização de MáquiMelhoria da ambiência com pintura do Pronto Socorro; Melhoria da Jardinagem com plantio de girassóis; Pintura do conforto de enfermagem.

na de sucos;

2.1.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS • • Aquisição de macas com grade, macas fixas, camas para UTI, cama eletrônica com balança; Aquisição de Armários de pasta suspensa;

Página 34

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Aquisição de bomba de tratamento de esgoto.

2.1.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
Funções Adm. Assistente Assess. Comunicação Assist. Administr. Assist. Financ. I Assist. Social Aux. Adm De Pessoal Aux. Almoxarifado Aux. Hig. Limpeza Aux. Lavanderia Consult. Administrat Consultor Logística Coord. Shl/Spr Copeiro (A) Costureira Cozinheiro (A) Dir. Geral Enfermeira Consultor Enfermeiro (A) Farmacêutico (A) Fisioterapeuta Fonoaudiólogo (A) Líder De S.H.L. Líder De S.N.D. Medico Plantonista Nutricionista Psicólogo (A) Recep. Posso Ajudar Superv. SAU Tec. de Laboratório Tec. Enfermagem N. Funcionários Ativos em Novembro 2 1 112 1 9 1 1 130 7 1 1 1 56 5 14 1 1 33 7 8 4 6 4 2 3 4 7 1 2 58

Página 35

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Tec. Seg. Trabalho Total Geral

1 484

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor
Setores Adm. Ecto Administração Diretoria Enfermagem Farmácia Fisioterapia Gestão De Pessoas Hig. E Limpeza Laboratório Lavanderia Medicina Psicologia S.A.U S.N.D.-Serv. Nut. Diet. Serviço Social Sesmt Total Geral N. Funcionários Ativos em Novembro 5 113 1 91 7 8 1 138 2 12 6 4 8 78 9 1 484

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
Rotatividade Admissão Demissão Transferências (Rescisões) Transferências (Admissões) Afastados Setembro 286 0 0 1 0 Outubro 14 2 0 12 0 Novembro 184 12 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:

Página 36

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Cotas Pne - Portador De Necessidade Especial Menor Aprendiz

Setembro 2 0

Outubro 2 0

Novembro 2 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
Grau De Instrução Analfabeto Ensino Fundamental Incompleto Ensino Fundamental Completo Ensino Médio Incompleto Ensino Médio Completo Superior Incompleto Superior Completo Especialização Mestrado Doutorado Total Geral Setembro 0 8 5 6 237 5 26 0 0 0 287 Outubro 0 8 6 9 252 5 31 0 0 0 311 Novembro 0 8 6 8 375 5 82 0 0 0 484

NEP As ações de capacitação do Hospital Geral Público de Palmas, no mês de novembro apresentou uma elevação significativa no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 110 horas com a participação de 249 servidores/colaboradores. A primeira integração institucional, neste mês foi uma ação importante. Ainda teremos em novembro as ações para os profissionais da enfermagem (Rede Cegonha e Gestão em Enfermagem). Está previsto para este mês a finalização do levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012.
CURSO Treinamento MV (Sistema Hospitalar) NUTRIÇÃO - Pró-Saúde DENGUE - Assistência ao paciente com suspeita de dengue. CEDRAU - Treinamento das linhas de aparelho da empresa WIDEX Oficina de classificação de paciente por tipo de cuidado 79 24 NÚMERO 12 31 56 12 DE TOTAL HORAS 4 8 1 4 DE

PARTICIPANTES

Página 37

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Integração Institucional Treinamento Admissional de Enfermagem TOTAL

19 40 249

5 64 110

2.1.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

• • • • • • •

03/11 - Bazar de artesanato do setor de Humanização; Entrega de novos uniformes para diversas áreas do Hospital; Decoração dos ambientes com tema natalino, através de concurso com os diversos setores da comuniComemoração dos aniversariantes do mês; Melhoria da ambiência do conforto de enfermagem; Implementação de Máquina de Suco do Refeitório; Troca da pia para lavagem de mãos dos colaboradores no refeitório.

dade hospitalar;

2.1.6 SUPORTE TÉCNICO

Médico * Mantido contato sistemático com os promotores do MPE entre eles das cidades de Palmas, Porto Nacional e Paraíso através do qual temos tido resolutividade dos casos antes de tornarem-se demandas judiciais.
Página 38

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

* Transferência do HGPP de pacientes da ortopedia para Hospital de Miracema para realização de cirurgias de médio porte para resolutividade dos casos e diminuição da taxa de ocupação e tempo médio de permanência no PS e Unidade de Internação do HGPP. Enfermagem Visita e acompanhamento das atividades, com foco principal no Pronto Socorro: • • • Acompanhamento do plano de ação do PS elaborado para organização do processo. Acompanhamento no planejamento e implantação do processo de controle e identificação de usuários Elaboração de proposta de fluxos de atendimento do usuário no PS, com individualização dos fluxos

e profissionais na unidade. conforme classificação de risco, fluxo de acompanhantes, realização de exames de imagem e laboratoriais e apresentação para equipe multiprofissional envolvida, além de realização das adequações proposta pelos mesmos. • • • • • • Feito análise de horas extras de profissionais de fisioterapia e avaliado com coordenação da área, Acompanhado e orientado as equipes para adequação dos processos. Passadas orientações iniciais à nova diretora de enfermagem. Apresentada a proposta de dimensionamento de quadro de enfermagem elaborado para as áreas. Elaborado dimensionamento de recursos humanos, materiais e tecnológicos para implantação de uniOrientado a realização do registro da Certidão de RT. possibilidades para adequação das escalas e otimização dos recursos.

dade de Hemodinâmica e UTI cardiológica.

2.1.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

O HGPP implantou sistema de monitorização dos fluxos assistenciais, com controle de pedidos e rea-

lizações de exames, monitorizando também do tempo de espera em enfermaria para cirurgias e outros procedimentos, reduzindo o tempo de espera, reduzindo a média de permanência e melhorando a satisfação dos usuários (pacientes e familiares). • • Aquisição de medicamentos Oncológicos para pacientes ambulatoriais, regularizando a situação de Início do processo de contra-referência de pacientes de média e baixa complexidade para cirurgia pacientes que aguardavam por estes fármacos; ortopédica a ser realizada nos Hospital Regional Público de Miracema, definindo fluxo, normas e rotinas.
Página 39

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.1.8 PROCESSOS GERENCIAIS • • • • • • • • • Elaboração do PGRSS; Elaboração de IT para fluxo de atendimento ao óbito; Revisão do Fluxo de Atendimento no PS; Instalação do programa da MV em 46 computadores para inicio do ambiente de simulação; Levantamento da quantidade máquinas a ser adquirido para os setores que foram contemplados Levantamento das máquinas que precisam passar por upgrades nos setores de Atendimento e LogístiVisita à Secretaria de Saúde para buscar informações sobre um sistema que organize e agilize os Início do sistema de chamados de solicitações (OCOMON), com o intuito de gerar relatórios para Iniciada a transferência de pacientes de média e baixa complexidade para cirurgia ortopédica a

com a primeira fase da implantação do sistema da MV, no caso, o Atendimento e Logística; ca visando à implantação do sistema MV; setores de atendimento do HGPP, através da utilização de senhas; informática; ser realizada nos Hospital Regional Público de Miracema, definindo fluxo, normas e rotinas.

2.1.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE • • • • • • • • • • • 01 e 04/11 - Reunião com acompanhantes; 03/11 - Bazar de artesanato do setor de Humanização; 07/11 - Corte de Cabelo para pacientes e acompanhantes; Oficina de artesanatos (diário); 08 e 11/11 Reunião com acompanhantes; 07/11 Massagens; 06, 09, 10, 13, 16/11 Missas e cultos; 07/11 – 09 Cortes de Cabelo para pacientes e acompanhantes; 17/11 – Recebimento de doação - Várias peças (Tecidos, Talhas de mão, Creme dentar, Absorven18/11 Reunião com acompanhantes; Diário – Oficinas de artesanatos.

tes, Material P/ bijuterias);

Página 40

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.1.10 OUTROS • • • 05 Demandas Judiciais, respondidas e ou atendidas; Aquisição de 1.000 lençóis, 300 travesseiros, 696 fronhas, aprimorando o quantitativo de enxoval; Implantação da Engenharia Clínica com realização de 78 intervenções, 5 treinamentos, acompanha-

mento da visita da ANVISA, levantamento do parque tecnológico, planejamento da Central de Equipamentos, Busca ativa de equipamentos para conserto externo e conserto de 08 Respiradores SERVO-s da marca MAQUET.

Página 41

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.2 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAGUAÍNA

2.2.1 METAS CONTRATUAIS Comissões As Comissões do Hospital Regional Público de Araguaína estão atuantes conforme Atas em Anexo e Cronograma de Reuniões. 1 - Comissão de Farmácia terapêutica esta funcionado normalmente conforme ata da reunião do mês de Novembro de 2011 em anexo II. 2 – Comissão de Controle de Infecção Hospitalar comissão atuante, aprovada pela CCIH processo de elaboração do controle e padronização de antibióticos, necessidade de protocolo de antimicrobianos e fluxo para notificação de doenças compulsórias; Segue ata em anexo II. 3 – Comissão de Ética atuante com reunião agendada para o dia 25/11/2011. 4 – Comissão de Revisão de Prontuários reunião agendada para 24/11/2011. 5 – Comissão de Revisão de Óbitos reunião agendada para 28/11/2011. SAU O Serviço se encontra instalado em uma sala na recepção do Pronto Socorro, devidamento estruturada pra atender aos usuários. Em relação as tratativas do Registro de Opinião, o serviço está implantado e tem sido amplamente divulgado entre os usuários. Com a contratação do restante da equipe e supervisora do SAU, acreditamos que no mês de Dezembro será viável a pesquisa em um numero mais significativo de usuários. Observamos abaixo a nova estrutura da sala do SAU.

Página 42

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Apresentamos abaixo, os índices verificados nesse período:
Satisfação - Ambulatório Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? Avalie o atendimento da Equipe Médica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital? Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital? Total Geral Out. 2011 49,12% 71,51% 54,43% 33,12% 61,04% 40,79% 43,71% 54,84% Nov. 2011 70,00% 76,36% 86,36% 13,63% 24,54% 21,81% 64,54% 51,03%

Satisfação - Pronto Socorro Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? Avalie o atendimento da Equipe Médica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital? Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital?

Out. 2011 79,27% 71,51% 54,43% 33,12% 61,04% 40,79% 43,71%

Nov. 2011 56,52% 60,87% 60,87% 49,28% 59,42% 44,92% 55,07%

Página 43

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Total Geral

54,84%

55,28%

Satisfação - SADT Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe Médica e técnica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital? Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital? Total Geral

Out. 2011 100,00% 77,78% 72,23% 100,00% 94,44% 77,78% 87,04%

Nov. 2011 ND ND ND ND ND ND ND

É importante ressaltar, que o terminal usado para a pesquisa de satisfação na Internação estava apresentando problemas, porém já está devidamente ajustado aplicando as pesquisas para o próximo período. As pesquisas do SADT não foram realizadas, pois os colaboradores foram remanejados temporariamente neste período para atender as demandas da reforma, no que diz respeito á orientar os usuários quanto às localização, horários, etc.

2.2.2 INVESTIMENTOS Estão sendo realizadas reformas emergenciais no HRPA conforme cronograma do anexo V já sendo concluídas: a pintura da fachada do PS, reforma do telhado, troca de piso, troca das portas, pinturas gerais, instalação de ar condicionado e reforma dos banheiros. Estamos fazendo a planilha de custo da reforma e adequação do SND, através da Construtora Confiança. Segue anexo o Projeto Arquitetônico anexo III Iniciamos as adequações para a instalação do sistema de ar condicionado tipo central na UTI, Centro Cirúrgico e SME; Estamos terminando a adequação da locação do imóvel para instalação do Serviço de Quimioterapia, atendendo ao anexo 5; Estruturação do imóvel para mudança do Ambulatório de Alta Complexidade da HRPA.

2.2.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS

Página 44

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Foram adquiridos vários itens de patrimônio entre equipamentos e móveis para atender às necessidades emergenciais do HRPA, para adequação de áreas críticas como Centro Cirúrgico onde estamos trocando todos os condicionadores de ar. Segue lista de equipamentos adquiridos.

Página 45

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 46

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 47

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 48

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.2.4 RECURSOS HUMANOS

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. INFORMATICA ASSIST. SOCIAL AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL I AUX. ESCRITORIO AUX. FARMACIA AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA CONSULT. COORDENADOR CONSULTOR LOGISTICA COORD. FARMACIA COORD. HUMANIZACAO COORD. QUALIDADE COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COSTUREIRA COZINHEIRO (A) DIR. GERAL ENFERMEIRA CONSULTOR ENFERMEIRO (A) FARMACEUTICO (A) FISIOTERAPEUTA GER. DE HOTELARIA LIDER DE MANUTENCAO LIDER DE S.H.L. LIDER DE S.N.D. MEDICO INTENS. U.T.I MEDICO PLANTONISTA MOTORISTA NUTRICIONISTA PSICOLOGO(A) N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 147 1 2 3 1 1 1 86 21 1 1 1 1 1 1 44 3 12 1 2 7 6 2 1 1 5 2 2 14 1 2 1

Página 49

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. MANUTENCAO TEC EM RADIOLOGIA TEC. ENFERMAGEM TEC. SEG. TRABALHO Total Geral

7 1 5 11 1 400

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FARMACIA FISIOTERAPIA GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA MANUTENCAO MEDICINA PSICOLOGIA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. SERVICO SOCIAL SESMT T.I Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 5 149 3 18 8 2 1 93 24 2 16 1 5 7 62 2 1 1 400

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) SETEMBRO 164 0 0 OUTUBRO 5 0 0 NOVEMBRO 226 1 0

Página 50

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS

0 0

4 0

2 1

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 1 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 4 1 0 156 1 1 1 0 0 164 OUTUBRO 0 5 1 0 160 1 5 1 0 0 173 NOVEMBRO 0 5 1 0 315 15 63 1 0 0 400

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Araguaina, no mês de novembro apresentou um aumento significativo no número de horas em relação ao mês anterior, totalizamos 126 horas com a participação de 374 servidores/colaboradores, em comparação às 44 horas de treinamento realizadas no mês anterior. Para este mês, ainda teremos ações de capacitação em atendimento ao cliente, motivação, 5 S e Gestão de Enfermagem. O Levantamento de Necessidades de Treinamento para 2012, também estará sendo finalizado neste mês. Para dezembro, algumas ações para os profissionais de enfermagem estão programadas.

Página 51

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

CURSO Curso de Libras Higienização Integração de Saúde e Segurança no trabalho Disseminação de segurança no trabalho Disseminação de segurança no trabalho Disseminação de segurança no trabalho Disseminação de segurança no trabalho Ajuste de procedimentos Treinamento de Técnica Lavanderia Tratamento de piso Anotação de Enfermagem Técnica de Higienização Integração dos Colaboradores Treinamento de MV Gestão Hospitalar TOTAL

NÚMERO DE PARTICIPANTES 29 6 33 54 51 32 30 25 31 3 1 20 10 39 10 374

TOTAL DE HORAS 80 1 3 4 4 4 4 2 1 1 5 4 3 5 5 126

2.2.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Estamos estreitando a parceria com a Associação dos Servidores do HRPA para viabilizar ações da Associação voltadas para o servidor, como descontos em diversos estabelecimentos, entrada em clubes da cidade, festa de fim de ano. Foi realizado café da manhã em comemoração ao dia do Servidor Público.

Página 52

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Café da Manhã em comemoração do Dia do Servidor Público

Café da Manhã em comemoração ao Dia do Servidor Público

2.2.6 SUPORTE TÉCNICO Médico

Página 53

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

* Definição de estratégias para abertura de leitos de UTI e Semi em Araguaína; readequação do ambulatório de especialidades; reforma da oncologia; aumento de leitos no HPDT e HRPA. * Desenvolvidas em conjunto com arquiteta Luciana as plantas das novas unidades de terapia intensiva e semi-intensiva de Araguaína. Enfermagem Visita e acompanhamento dos processos assistências, com presença da consultora semanalmente na unidade. Acompanhamento das atividades com foco principal no Pronto Socorro: • Organização do fluxo de entrada e saída do paciente. Gerenciamento dos leitos com o objetivo de liberar demanda no pronto socorro e diminuir a demanda de pacientes em maca no corredor do pronto socorro. Definição de impresso e aplicação, com o objetivo de traduzir qual o tipo de paciente e demandas que chegam ao pronto socorro do HRA. • • • • • • so. • • • Visita técnica aos anexos do HRA Participação de reunião junto à direção geral dos hospitais para discutir fluxo quando da abertura Participação em reuniões junto ao serviço de medicina do trabalhador com o objetivo de auxiliar nas Instituído uma coordenação de enfermagem para o Pronto Socorro, para substituição da atual coorParticipação em reuniões para discutir o fluxo e viabilizar a implantação do serviço. Proposta a implantação de organograma funcional para o serviço de enfermagem.: designado proImplantado a atuação de enfermeira para desenvolvimento das atividades do NEP. Participação em reuniões junto a comissão de ética em enfermagem Elaboração de plano de ação para a unidade de pronto socorro junto a equipe envolvida no procesdenadora que encontra-se de licença maternidade.

fissional para coordenação Centro cirúrgico e central de material, clinica médica, oncologia, cirúrgica e PS.

da UPA. rotinas do serviço.

2.2.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE A assistência ao paciente tem sofrido transformações tanto pela equipe médica quanto pela equipe de enfermagem e técnicos. Uma das mudanças significativas e que são notadamente elogiadas pela equipe é a

Página 54

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

qualidade dos materiais que são adquiridos, fazendo com que os colaboradores possam desempenhar melhor o seu papel e conseqüentemente o reflexo é no atendimento ao paciente. A aquisição por parte do HRPA de equipamentos novos, a instalação nas dependências do Hospital do serviço de Engenharia Clínica garante a eficiência dos equipamentos utilizados na assistência. A efetivação do sistema de Gestão de Leitos faz com que a Equipe do Hospital mais a Diretoria saibam todos os dias a situação real de cada paciente dentro do hospital, os motivos que levam o mesmo a estar em longa permanência e faz com que as decisões possam ser tomadas de forma mais rápida e efetiva. Todos os leitos do HRPA hoje estão identificados com o nome do paciente e do médico responsável o que vai fazer com que o paciente tenha uma referência.

O que vem sendo muito discutido a colocado em prática no HRPA é a pesquisa do NEP junto ao colaborador no sentido de estimular o interesse em cursos de capacitação nas dependências do Hospital, acreditamos que com a criação do cronograma de cursos mensal poderemos melhorar ainda mais a Assistência ao nosso paciente.

2.2.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Reunião com Diretora de Enfermagem e Coordenadores de Enfermagem com a Direção Geral; Reunião da Diretoria com Coordenadores das Clínicas para discussão da Carga horária, de acordo com o memorando 44/2011; Reunião com a Dra Jane Coordenadora do P S para ajustamento da Gestão de Leitos; Foram iniciados os processos de Qualidade visando o processo de acreditação;

Página 55

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Iniciado verificação de evidências da documentação relacionada à acreditação (lista de verificação); (EM ANDAMENTO); Solicitado ao CPD criação de e-mails para viabilizar comunicação Interna; Realizado reunião (Diretoria Geral, Hotelaria, Consultoria em Enfermagem) para elaboração do plano de ação de reestruturação do PS implantação do projeto piloto 5S; Sensibilização dos novos colaboradores sobre o programa da Qualidade (Integração); Aplicado ferramenta RAG na área do Serviço de Nutrição e Dietética (SND) para diagnóstico inicial; Aplicado ferramenta RAG na área do Núcleo de Educação Permanente (NEP) para diagnóstico inicial; Aplicado ferramenta RAG na área de comissões para diagnóstico inicial; Aplicado da ferramenta RAG na área de Humanização para diagnóstico inicial; Aplicado ferramenta RAG nas áreas do Centro Cirúrgico, Central de Material Esterilizado (CME) e Anestesia para diagnóstico inicial; Avaliado e padronizado Regimento Clinico, já existente. Iniciado pela SCIH processo de elaboração do controle e padronização de antibióticos, necessidade de protocolo de antimicrobianos e fluxo para notificação doenças compulsórias; Saída de lanches do refeitório para os postos, verificado necessidade de adequações antes da proibição, tais como: infraestrutura, horário das refeições; Aplicado da ferramenta RAG nas áreas do Pronto Socorro e Enfermaria para diagnóstico inicial; Elaborado esboço do organograma institucional; Aplicado ferramenta RAG na área da SCIH para diagnóstico inicial; Iniciado elaboração do Plano de ação para implantação do Programa da Qualidade no HRPA; Aplicado ferramenta RAG na área da farmácia para diagnóstico inicial; Elaborado cronograma para sistemática de reuniões e decisões entre a Diretoria e Coordenadores; Elaboração do fluxo para gerenciamento de leitos, a fim de agilizar o processo de internação, sugerido que este fluxo seja elaborado por todos os coordenadores; Reunião da Direção e prestadores de serviços para rever prazo de realização e entrega dos resultados dos exames; Elaborado CI referente à substituição dos quadros murais; Iniciado com hotelaria a fixação dos acrílicos para identificação dos leitos;

2.2.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE Inauguração da UPA em Araguaína; Reunião do Comitê de Urgência e Emergência de Araguaína;

Página 56

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Reunião do Conselho Municipal de Saúde de Araguaína; Reunião com o Promotor da Saúde com o objetivo de estreitar o relacionamento e discutirmos o fluxo das Ordens Judiciais do HRPA; Reunião no Município sobre Plano de Contingência para enfrentamento da Dengue; Participação na mesa diretiva do I Congresso de Cirurgia do Trauma de Araguaína; Reunião da CIR Lobo Guará; Reunião do Comitê Gestor da CIR Norte;

2.2.10 OUTROS Adequações para mudança do Ambulatório de Alta Complexidade do Hospital Regional de Araguaína, para um imóvel muito bem estruturado que vai proporcionar alem de condições de trabalho para os colaboradores um ótimo ambiente para acolhimento dos usuários do Sistema Único de Saúde. Adequação de uma área para atendimento Ambulatorial e Procedimentos Quimioterápicos para os pacientes da Quimioterapia, gerando maior conforto para os usuários e melhores condições de trabalho para os colaboradores.

Página 57

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.3 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE GURUPI

2.3.1 METAS CONTRATUAIS Comissões O Hospital Regional Público de Gurupi constituiu as Comissões de CCIH, Revisão de Prontuários, Ética Médica, Fármaco Vigilância, Revisão de Óbito, Doação de Órgão e Padronização de Insumos, convocadas em Outubro e iniciadas em Novembro, sendo que as mesmas estão atuantes desde então, tendo um cronograma de reuniões para o ano de 2011 como descrito abaixo, sendo que as atas de reuniões estão sendo registradas em livro próprio para cada uma delas.
Cronograma de Reuniões – CCIH Outubro de 2011 Novembro 11 04, 11 e 25 às 09:00 Dezembro 11 02, 16 às 09:00

Cronograma de Reuniões - Revisão de Prontuários Outubro de 2011 Novembro 11 24 às 18:00 Dezembro 11 16 às 09:00

Cronograma de Reuniões – Ética Médica Outubro de 2011 Novembro 11 Eleição Realizada Dezembro 11

Cronograma de Reuniões – Fármaco-Vigilância Outubro de 2011 Novembro 11 04 às 09:00 Dezembro 11 02 às 09:00

Cronograma de Reuniões – Revisão de Óbito Outubro de 2011 Novembro 11 07 às 09:00 Dezembro 11 05 às 09:00

Cronograma de Reuniões – Doação de Órgão Outubro de 2011 Novembro 11 Dezembro 11

Página 58

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Em Andamento

Cronograma de Reuniões – Padronização de Insumos Outubro de 2011 Novembro 11 02 às 09:00 Dezembro 11 07 às 09:00

Eleita a comissão de ética médica do HRPG No último sábado, 29 de outubro de 2011, foi realizado no HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi a eleição para a escolha dos representantes da Comissão de Ética Médica da unidade hospitalar. Os candidatos eleitos foram Dr. Luiz Paulo com 21 votos, Dr. Nanio Tadeu, com16 votos; Marcos Herrera, com 13 votos. Como suplentes ficaram Dr. Macedo com 10 votos; Dr.Reinhard Langen, com 10 votos e Dr. Luciano com nove votos. A votação aconteceu entre os médicos e os eleitos têm um mandato de 30 meses. A Comissão foi formada para supervisionar a ética profissional na instituição, representando o Conselho Regional e Federal de Medicina. Ente as diversas atribuições estão: orientar e fiscalizar o exercício profissional médico, fiscalizar as condições oferecidas pela instituição e sua compatibilidade para o desempenho do trabalho; divulgar Resoluções, Normas e Pareceres; proceder a sindicâncias a pedido de interessados, médicos, delegados regionais, entre outras.

Eleição comissão Ética Médica Eleita a 1ª Comissão Ética de Enfermagem do HRPG No dia 11 de Novembro de 201, Foi realizado no HRPG – Hospital Regional de Gurupi, na última quartafeira, 09, a eleição para a 1ª CEEN - Comissão Ética de Enfermagem, que obedece às regulamentações estabelecidas pelo COFEN nº 172/1994 e é regido pelo anexo único da decisão do Coren- TO nº

Página 59

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

015/2006. Concorreu apenas uma chapa composta por cinco membros titulares e cinco suplentes. O período para a inscrição de chapa ocorreu do dia 03 a 14 de outubro. Tinham direito de participar da chapa enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Segundo a presidente da comissão eleitoral, enfermeira Andrielle Márcia Leal, das 371 pessoas aptas a votarem 163 compareceram, sendo que houve funcionários que exercem a função de técnico e enfermeiro e tiveram direito a dois votos, com isso, foram confirmados 169 votos válidos e um voto nulo. A chapa única recebeu 145 votos e 24 pessoas votaram em branco. De acordo com Andrielle, o processo eleitoral ocorreu sem intercorrências e a posse que será dada pela direção de enfermagem vai acontecer na próxima semana. A presidente da comissão ainda disse que eleição respeitou todos os requisitos pré-estabelecidos pela comissão eleitoral e que o processo não teve nenhuma ressalva. Chapa Membros titulares Juliana Dias – enfermeira da UTI Tiago Dias – enfermeiro do Pronto Socorro Daniela Bezerra do centro cirúrgico Giseli de Sousa – técnico de enfermagem da obstetrícia Regiane Machado - técnica da enfermagem da UTI Suplentes Renato de Oliveira – enfermeira da clínica médica Janaina Mota – enfermeira da clínica cirúrgica Mirele Ribeiro – enfermeira do centro cirúrgico Elza Lopes - técnica da enfermagem do centro cirúrgico Márcia Silva – técnica de enfermagem do Pronto Socorro. SAU

O Serviço de Atendimento ao Usuário está divulgando suas informações e orientações ao usuário também pelo televisor do Hospital. Estão implantadas as Buscas Ativa (Pesquisa de Satisfação utilizando terminal) e Busca Passiva (formulário de Registro de Opinião).

Página 60

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Televisor Transmite informações sobre o SAU Abaixo apresentamos o quadro com os índices de satisfação identificados no período, em comparação aos dados do período anterior:
BUSCA ATIVA – PESQUISA RÁPIDA SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período OUT.2011 76,62% 76,03% 78,63% 42,25% 63,31% 68,38% 73,53% 68,39% NOV.2011 86,71% 89,02% 85,55% 32,37% 77,46% 72,26% 83,82% 75,31%

SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 70,69% 72,23% 70,21% 58,19% 64,35% 50,54% 61,18% 63,91%

NOV.2011 87,21% 90,40% 80,81% 71,22% 83,14% 54,36% 74,13% 77,32%

Página 61

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 73,73% 73,36% 51,34% 72,20% 59,09% 60,00% 64,95%

NOV.2011 95,34% 90,99% 79,50% 90,68% 50,00% 91,00% 82,92%

Na Busca Passiva, apesar do serviço estar implantado e divulgado, os usuários não efetivaram o preenchimento do formulário. Quando manifestadas verbalmente, a equipe do SAU assim como o próprio Diretor têm encaminhado tratativas visando melhorar nosso serviço.

2.3.2 INVESTIMENTOS No inicio das atividades em setembro de 2011, realizamos um checklist com as seguintes observações: Foi avaliado todo o prédio em sua área interna e externa, e detectamos uma defasagem de manutenção e equipamentos em toda a sua estrutura, e assim colocamos as prioridades dos processos, para suprir as necessidades mais urgentes. No detalhamento deste documento serão observadas as mudanças instituídas durante o período de outubro e novembro de 2011, já alcançamos resultados valiosos e estamos trabalhando para que o hospital tenha condições sempre melhores no atendimento dos pacientes. Investimento
Data 6/9/2011 16/9/2011 22/10/2011 25/10/2011 17/10/2011 17/10/2011 1/11/2011 7/11/2011 Investimento Conserto Da Transmissão De Cabeamento Da Rede De Energia Construção De Rede Elétrica Para Montagem De Ar Condicionado Conserto Na Rede Elétrica Da Pediatria, Obst E Troca De Disjuntor Do Quadro De Distrib. Prest. De Serv. Ref. Troca De Telhas No Telhado Do P.S A. E Clinica Med E Cir. Etc. Prest. De Serv. Ref. Conserto De Calha Do Centro Cirúrgico Geral Manutenção Preventiva E Corretiva De Aparelhos De Ar Condicionados Prest. De Serv. Ref. Trocas De Cabo, Tomada, Chuveiro, Manut Em Circuito Da Farmácia Recepção Troca Da Cano De Agua Em Banheiros ....Etc Aquisição Mat. Predial R$182,21 Concluído R$688,00 R$12.000,00 R$ 5.320,00 Concluído Concluído Concluído R$5.389,70 Concluído Valor R$ 3.187,00 R$ 650,00 R$ 1.865,00 Obs: Concluído Concluído Concluído

Página 62

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

7/11/2001 22/11/2011 20/11/2011 Total

Aquisição Mat. Predial Aquisição De Câmara Digital - Sony Instalação Da Chamada De Emergência De Enfermagem

R$ 137,70 R$ 486,90 R$ 53.450,00 R$ 83.356,51

Concluído Concluído Concluído

2.3.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS

Página 63

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Compra para Almoxarifado e Farmácia
DATA 10/11/2011 10/11/2011 Descrição 20 Pallet Plástico (Vazado), Estante em aço 6 prateleiras, chapa 26mm, VALOR 7.980,00 3.420,00 OBS: Esta compra visa à adequação dos processos e uma melhor organização do estoque e do setor. Esta compra visa à adequação dos processos e uma melhor organização do estoque e do setor.

Compra para o setor Nutrição/Cozinha
DATA 23/11/2011 Descrição 1 Liquidificador Industrial 6Lt VALOR 738,40 OBS: Foi observado que a Nutrição contava apenas com um liquidificador, e na cozinha há necessidade de pelo menos mais um, pois eles terão usos distintos, um para triturar alimentos para pacientes e o outro para uso geral.

Obs: Em setembro de 2011 estavam com um liquidificador, mas o copo do mesmo estava danificado, impossibilitando a realização das tarefas, buscamos no mercado o copo adequado para a sua utilização correta.

2.3.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. CONT. II AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL I AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA CONSULT. ADMINISTRAT COORD. FINANCEIRO COORD. HIGIENIZACAO COORD. QUALIDADE COPEIRO (A) COSTUREIRA COZINHEIRO (A) DIR. GERAL DIR. TECNICO N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 39 1 1 1 34 13 1 1 1 1 15 2 6 1 1

Página 64

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ENFERMEIRO (A) FISIOTERAPEUTA LIDER DE S.H.L. LIDER DE S.N.D. MEDICO PLANTONISTA NUTRICIONISTA PSICOLOGO(A) RECEP. POSSO AJUDAR TEC EM RADIOLOGIA TEC. ENFERMAGEM Total Geral

2 5 2 1 2 1 2 3 5 7 148

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FISIOTERAPIA GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA MEDICINA PSICOLOGIA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 3 39 3 9 5 1 37 15 2 2 5 3 24 148

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) SETEMBRO 74 0 0 OUTUBRO 19 0 0 NOVEMBRO 58 6 0

Página 65

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS

0 0

2 0

1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 1 0 NOVEMBRO 3 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 14 7 11 38 1 3 0 0 0 74 OUTUBRO 0 14 7 11 54 1 7 0 1 0 95 NOVEMBRO 0 11 7 11 97 1 19 0 2 0 148

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Gurupi, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 51 horas com a participação de 256 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior as oferecidas no mês de outubro. A integração institucional, está prevista para este mês, bem como, ações para os profissionais da enfermagem. Ainda para este mês está programado o curso de Gestão em Enfermagem e também a finalização do levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012.

Página 66

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

CURSO Sistema de Computação M.V Treinamento de Bomba de Infunsão e Seringa Retrátil (02 TURMAS) Acolhimento com Alunos das Escolas Técnicas (SUPREMO e ETET) Encontro da S.A.U- Direção do HRPG Integração Institucional Curso Método Canguru TOTAL

NÚMERO PARTICIPANTES 39 91 45 20 42 19 256

DE

TOTAL HORAS 32 4 4 5 2 4 51

DE

2.3.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR Realizamos em setembro, outubro e novembro de 2011 a confraternização dos aniversariantes do mês, e que foi bem visto pelos servidores/funcionários, pois este fato nunca foi comemorado, onde fornecemos uma lembrança, refrigerantes, salgados, bolo e o mais importante cantaram parabéns aos aniversariantes, vendose a satisfação dos mesmos naquela realização. Em novembro de 2011 estaremos fazendo a confraternização no final do mês. Foi comemorando também o dia das crianças, onde foi adquirido presentes, foi enfeitada a ala de internação com balões e dizeres de parabéns, dando um ar mais alegre, foi lido histórias as crianças, bem como entregue desenhos para as mesmas colorir. Esta atitude nos deixou tão contentes e teve reflexo tão positivo que para novembro de 2011, estaremos implantando para as crianças internas a entrega de desenhos para colorirem, bem como a leitura de histórias as mesmas. Outro fato comemorado foi o dia dos médicos, onde colocamos dizeres de parabéns aquele dia e fornecemos um café da manhã especial para comemorarmos aquela ocasião. Foi comemorando também o dia do Servidor Público com café da manhã, almoço e jantar especial, sendo colocados cartazes com mensagens em todo o hospital.

Página 67

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pró-Saúde realiza integração dos servidores no HRPG

A direção do HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi, juntamente com o GTH- Grupo de Trabalho Humanizado, realizaram, no dia 22 de novembro, a integração dos servidores recontratados pela Pró-Sáude. Durante a integração foi apresentado um vídeo sobre a missão da Pró-Saúde, onde pontua que a empresa é uma das maiores gerenciadoras de unidade hospitalar do país, com trabalhos de destaque. Ainda no encontro a coordenadora do GTH, enfermeira Leandra Barros, explicou que humanização é a proposta de uma nova relação entre os usuários e profissionais (Diretor Geral, RH, Psicóloga, Qualidade e o NEP). Além de ser

Página 68

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

também um trabalho coletivo para que o SUS – Sistema Único de Saúde seja mais acolhedor, ágil e com locais mais confortáveis.

Integração dos Colaboradores

Jardim do HRPG recebe limpeza

Visando melhorar a paisagem do HRPG - Hospital Regional Público de Gurupi, a direção determinou a poda das árvores e a limpeza do jardim que fica na frente da unidade. A iniciativa busca manter o local higiênico e com uma melhor aparência. A direção pretende plantar nova mudas no jardim.

Jardinagem
Página 69

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.3.6 SUPORTE TÉCNICO

Médico • Visita a Gurupi para definir aumento de leitos de UTI adulto para dezembro/2011.

Enfermagem Visita e acompanhamento dos processos assistências, com presença da consultora semanalmente na unidade. Acompanhamento do plano de ação elaborado em setembro/11: • Avaliação do Gerenciamento de leitos: observados bons resultados na otimização do processo de internação. Observa-se ainda resistência na aderência por parte de alguns membros da equipe das clínicas médica e cirúrgica. • Orientação e acompanhamento da Diretora de Enfermagem para buscar soluções de sensibilização e integração das equipes.

Página 70

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • • •

Elaborado projeto para implantação do acolhimento com classificação de risco – Aguardando alteElaborado projeto para implantação de unidade Semi intensiva com capacidade de 10 leitos e 4 Avaliação da descrição de Instruções de trabalho iniciada pela equipe de enfermagem. Acompanhamento da descrição de Kits de medicamentos que vem sendo confeccionada pela equipe Acompanhamento para abertura do 9º leito da UTI.

rações de estrutura física. leitos, com dimensionamento de recursos humanos, materiais e tecnológicos.

de enfermagem com apoio da Farmácia.

2.3.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Implantação das pulseiras de identificação aos pacientes Foi implantado no HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi as pulseiras de identificação dos

pacientes. A pessoa, ao receber atendimento na Unidade e for encaminhado para a observação, receberá a pulseira onde constará o nome completo, leito e, caso seja internado, haverá também a enfermaria. Os pacientes de todos os setores do hospital receberão o adereço e será retirado do braço apenas quando receber alta. Buscamos com está ação o controle dos pacientes internado e a segurança, com a identificação auxilia na passagem de plantão da área técnica. Os pacientes de todos os setores do hospital já estão usando o adereço que somente é retirado do braço quando recebe alta. Essa iniciativa tem como objetivo facilitar o trabalho dos profissionais, zerar a possibilidade de erros na hora da medicação e oferecer mais segurança ao paciente que é o objetivo principal da Pró-Saúde. Esta iniciativa faz parte da busca da excelência no atendimento. A Diretora destaca ainda, que a iniciativa faz parte da busca da excelência no atendimento, uma preocupação da Pró-Saúde e do Governo do Estado. “Sempre buscamos a qualidade na assistência aos nossos pacientes”,

Página 71

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Reorganização do fluxo de marcação cirurgias eletivas

A Pró Saúde desde que chegou vem sempre buscando melhorar o atendimento ao usuário, no setor de SPP detectou que o agendamento de cirurgias eletivas precisava passar por uma mudança radical para que o funcionamento deste serviço atendesse de forma agiu e organizada, assim foram tomadas ações rápidas, o agendamento era feito de acordo com agenda de cada especialista, más no ato da internação é que vinha o problema, devido a nossa grande demanda não conseguíamos internar os pacientes um dia antes da cirurgia, então o paciente era orientado a retornar a Unidade no outro dia em jejum. Em parceria com a consultora da Pró Saude e com o apoio da diretoria foi decidido colocar uma gerenciadora de leitos onde a mesma com um dia de antecedência repasse as vagas de todos pacientes que aguardam internação, e quando não há vagas para todos os pacientes de imediato o paciente é orientado e remarcar a cirurgia para outra data, onde serão colocados nos Mapa Cirúrgicos somente os pacientes que internaram. Sabemos que podemos e iremos melhorar os fluxos para melhor atender o usuário.  Histórico das cirurgias eletivas e de urgência

Segundo o relatório do setor de estatística do HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi, em janeiro, foram realizadas 140 cirurgias; em fevereiro, foram 143; em março, os cirurgiões realizaram 203; em abril, foram feitas 131; em maio, 184 pessoas se submeteram ao procedimento; em junho, foram realizadas 205. No final de junho, o governo aumentou a compra de materiais e assim foi possível a direção do hospital liberar as cirurgias eletivas que estavam paralisadas desde o governo anterior e, com isso, 104 pessoas deram entrada no centro cirúrgico para realização de cirurgia eletiva e 102 de urgência. Em agosto, os cirurgiões realizaram 142 eletivas e 104 de urgência; em setembro, mês em que a Pró-Saúde assumiu a direção do hospital, foram feitas 129 eletivas e 126 de urgência e em outubro foi registrado o maior número, sendo 164 eletivas e 111 de urgência. O HRPG conta com quatro salas de cirurgias e 8 médicos cirurgiões sendo que seis fazem cirurgia geral e os demais atuam nas especialidades de pediatria, ortopedia, oftalmologia, odontologia, urologia, oncologia, obstetrícia e dermatologia. Conforme a estatística do hospital, as cirurgias mais realizadas são as ortopédicas, sendo que em janeiro foram feitas 74, em fevereiro 62, em março 95, abril 85, maio 95, junho 108, julho 85 e setembro foram realizadas 105.

2.3.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Página 72

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

No mês de novembro estamos informando para todos os Médicos sobre a portaria 132/2010 de 07 de julho de 2010, referente à carga horária que deve ser cumprida no Hospital Regional Público de Gurupi.

Foi realizado o processo seletivo para a contratação dos funcionários de enfermagem, técnicos de enfermagem, equipe do SAU, posso ajudar, Higienização e Limpeza, Técnico de Segurança do trabalho, Manutenção para inicio das atividades em Dezembro, somando um total de 109 novos funcionários.

Estamos buscando junto ao Prefeito de Gurupi, um espaço (área física) para funcionamento de atendimento aos pacientes ambulatórias, foi realizado a primeira reunião no dia 16 de novembro de 2011, o mesmo autorizou que providenciasse o espaço físico da UPA , para podermos realizar o serviço de ambulatório do Hospital, já estamos providenciando este espaço, que contará com as seguintes especialidades Urologia, Cirurgia Geral, Neurologia, Retorno Ortopédico e Outras.

No mês de novembro tivemos a visita do Secretário da Saúde de Tocantins o Dr. Arnaldo Alves Nunes, que solicitou que montasse um Projeto para a construção da UTI Semi Intensiva, e assim estamos fazendo o levantamento de reformar do auditório para funcionamento desta UTI Semi-intensiva para 06 leitos de inicio e possível ampliação para 10 leitos.

Levantamos as necessidades de contratações e treinamento dos funcionários do SDN pela consultoria da Higienus Mariana.

Contamos com a visita do Grupo Gestor no mês de Novembro e foi detectado os seguintes requisitos:
Requisito Detectado Pulseira de identificação nos Pacientes Falta de Dispenser e álcool gel Falta de Enxoval Caixa de sugestão nas emergências Data de Internação nos Quadros Dedetização Realizado Implantado e funcionando Todos Instalados e funcionando Cotação de Urgência chega dia 05 de Dezembro Estamos fazendo dia 10 de dezembro estará pronta. Implantado e Funcionando Estamos realizando o contrato dia 10 de dezembro será realizado primeira dedetização.

Página 73

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Novo Enxoval
 Realizamos a cotação com os prestadores de Tomografia do município de Gurupi, onde estamos em processo de realização do contrato. Um dos pontos importante será a entrega do laudo de urgência, que antes era entregue com 10 a 15 dias.  Estamos reorganizando a área física do Berçário Patológico para melhor fluxo do atendimento ao RN, em paralelo a este projeto estamos montado toda a estrutura para funcionamento do Banco de Leite.

2.3.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

O Hospital regional Público de Gurupi esteve representado pelo servidor Zacarias Gomes Martins, no III Seminário de Saúde Coletiva de Gurupi, realizado dia 22/11. O evento debateu questões relacionadas com a Saúde da Família, Atendimento ao Adolescente e Violência Sexual, Doméstica contra a Mulher, dentre outros. Já no dia 23/11, o referido servidor também representou o HRPG na solenidade de entrega do „Prêmio Sine Empresário Amigo do Trabalhador‟, promovida pela Secretaria do Trabalho e da Assistência Social , por meio do Sine - Sistema Nacional de Empregos do Tocantins.

Página 74

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.3.10 OUTROS Iniciamos os trabalhos em setembro de 2011 com a nutrição que vem melhorando a sua estrutura para melhor atender o paciente e colaboradores, estamos comparando novas louças, talheres, vasilhas plásticas, lembrando sempre que estes planos de ação visam cumprir as exigências da excelência da qualidade. Foi realizada manutenção do veiculo administrativo e da ambulância, sendo feito a troca de óleo e filtros, a troca dos pneus, alinhando e balanceado os mesmos, fato este que trás mais segurança nas viagens que os carros realizam, podendo em um caso de emergência confiar no transporte que está sendo feito. No dia 20 de novembro de 2011 recebemos o alvará de funcionamento da Vigilância Sanitária. Sistema operacional da MV no hospital: Durante os dias 07, 08, 09 e 10, de novembro quatro consultores da MV Sistemas estão treinando os profissionais que atuam nas recepções do HRPG - Hospital Regional Público de Gurupi. A capacitação acontece em dois turnos. O novo sistema passa a funcionar a partir do dia 01 de dezembro, porém no dia 16 de novembro acontecerá uma simulação de ação. A empresa MV Sistemas tem vasta experiência em gestão e consultoria hospitalar e trabalha em parceria com a Pró-Saúde em todo o Tocantins. O sistema operacional da MV não é apenas um sistema de atendimento, mas de gestão. A ferramenta é de fácil acesso e dispõe ao servidor variados tipos de relatórios e dados estatísticos.

Página 75

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Estamos realizando a instalação de ar condicionado em vários setores do hospital para melhor atender os nossos colaboradores e pacientes. Instalamos 2 (dois) na Central de Material, 1 (um) Pronto Socorro (Recepção, Infantil e adulto), administração, faturamento, informática, Berçário, Prescrição Médica, Sala de Medicação da Farmácia e ainda estaremos instalando na Prescrição Pediatria, Urgência do PS (Adulto e Infantil), e também estamos realizando Consertos, Manutenção (Preventiva e Corretiva) em 30 outros ar condicionados. Foi realizado conserto da transmissão elétrica do transformador da entrada ao quadro de distribuição. Foi instalada a placa com o logo tipo do Estado nas entradas do Pronto Socorro Adulto e Infantil. Foram realizados até o momento 333 pequenos consertos tais como: troca de torneiras, lâmpadas, reatores, pias, sifão, desentupimento de vasos, rede hidráulica de banheiros e esgotos, telefonia, moveis, cadeiras, camas e murais.

Manutenção Predial
 Pró-Saúde entrega uniformes aos servidores Neste mês, os profissionais que atuam na higienização do HRPG- Hospital Regional Público de Gurupi receberam da direção o conjunto de uniforme de cor cinza, que é composto por uma calça, blusa e uma bota.

Página 76

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Eles também receberam um crachá. Para a direção, a iniciativa é uma forma de valorizar o servidor e garantir segurança e bem-estar em poder trabalhar com uma roupa confortável, além de ser uma maneira de organização, já que todos estão utilizando o mesmo tipo de roupa.

Apresentação do Novo Uniforme
• São realizadas Missas todas as sextas-feiras as 14:30 com participação dos funcionários, pacientes e

acompanhante.

Página 77

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.4 HOSPITAL E MATERNIDADE PÚBLICA DONA REGINA

2.4.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Comissão de Farmácia e Terapêutica: concentrou as atividades no sentido de elaborar o Regimento Interno da CFT bem como iniciar a reavaliação da padronização de medicamentos; Comissão de Ética Médica: substituiu um membro da Comissão (Dra. Daniela – obstetra), pois a mesma faz parte da câmara técnica de avaliação de óbitos. O grupo considerou que a permanência da mesma nas duas atividades poderia gerar conflito de interesses; Comissão de Revisão de Prontuário: realizou reunião para definição dos critérios de avaliação da qualidade dos prontuários e dividiu entre os membros o percentual definido (10%) de prontuários, para que preencham a ficha de avaliação. O resultado da avaliação será entregue até o dia 10 do mês seguinte; Comissão de Revisão de Óbito: é uma Comissão já madura, com protocolos de avaliação/revisão dos óbitos embasados em manuais do Ministério da Saúde e das Sociedades das especialidades médicas envolvidas. Todos os óbitos pendentes do ano foram avaliados até o mês de novembro. Em fase de geração de relatórios para encaminhamento das providências. Conclusão desta atividade prevista para o dia 10 de dezembro; Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH): esta comissão se ressentia muito da falta de estrutura e da incapacidade da Gestão em atender, de maneira rápida, às demandas apresentadas. No concernente ao Laboratório de análises clínicas, serviço de alto impacto na atividade da CCIH, as mudanças são incipientes. Todavia no relativo à estrutura, a CCIH foi recomendada pela Direção Geral para deixar de sugerir e passar a normatizar, como é seu papel legal. A Comissão mudou sua forma de atuação e, no mês de novembro, em que pesem as dificuldades estruturais, avançamos no assunto alimentos nos setores. Foi proibida a entrada de alimentos nas áreas fechadas que não tenham estrutura física adequada (copa), a exemplo do Centro Cirúrgico. O relatório apresentando os números relativos às infecções hospitalares será apresentado até o dia 05/12. SAU

Página 78

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O SAU no HMP Dona Regina alcançou sua meta em relação aos Registros de Opinião realizados nesse periodo, retornando aos usuários em 100% das queixas.
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada Novembro 2011 83 12 25 120 74 80% 89,16%

O quadro abaixo apresenta nossos índices identificados pela Pesquisa Rápida, utilizando os terminais eletrônicos.
PESQUISA DE SATISFAÇÃO SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? OUT.2011 97,65% 52,61% 72,47% 89,86% 67,37% 64,56% 89,47% 76,28% OUT.2011 97,17% 68,47% 81,53% 85,91% 80,82% 79,93% 90,80% 83,52% OUT.2011 89,39% 65,63% 69,36% NOV.2011 90,35% 62,06% 77,19% 80,04% 69,29% 67,11% 78,51% 74,94% NOV.2011 91,20% 76,41% 89,33% 75,10% 71,35% 59,55% 83,14% 78,01% NOV.2011 95,65% 58,70% 80,44%

Página 79

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

79,03% 69,35% 67,22% 76,27% 73,75% OUT.2011 98,36% 88,43% 94,16% 90,00% 89,16% 95,84% 92,66%

90,58% 90,58% 82,60% 89,86% 84,06% NOV.2011 95,01% 84,29% 90,02% 78,80% 72,32% 84,04% 84,08%

2.4.2 INVESTIMENTOS

• • • •

Montagem de container para funcionamento do laboratório de engenharia clínica; Adaptação de área física para atendimento do Teste da Orelhinha para todos os recém nascidos Adaptação de container para organização de parte do arquivo de documentação do hospital (pronAdaptação/ambientação da área física para abertura de novos 8 leitos de UTI Neonatal;

antes da alta hospitalar; tuários inativos, RH, livros de enfermagem, fichas de atendimento multi-profissional, etc);

2.4.3 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ADM. ASSISTENTE ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. FINANC. I ASSIST. SOCIAL N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 39 1 2

Página 80

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

AUX. DEP.PESSOAL II AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA CONSULT. ADMINISTRAT COORD. ENFERMAGEM COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. ADMINISTRATIVO DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) FARMACEUTICO (A) FISIOTERAPEUTA FONOAUDIOLOGO (A) LIDER DE MANUTENCAO LIDER DE S.H.L. LIDER DE S.N.D. MEDICO INTENS. U.T.I MOTORISTA NUTRICIONISTA PSICOLOGO(A) RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. ENFERMAGEM SUPERV. SAU TEC. ENFERMAGEM Total Geral

1 30 11 1 2 1 19 1 1 1 10 2 1 4 2 3 2 1 2 3 3 6 2 1 3 156

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FARMACIA FISIOTERAPIA HIG. E LIMPEZA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 3 42 2 17 2 1 34

Página 81

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

LAVANDERIA MANUTENCAO MEDICINA PSICOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. SERVICO SOCIAL Total Geral

11 2 5 3 7 25 2 156

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 83 0 0 2 0 OUTUBRO 15 1 9 3 0 NOVEMBRO 68 5 1 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 2 0 OUTUBRO 2 0 NOVEMBRO 3 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO SETEMBRO 0 10 6 12 49 1 7 OUTUBRO 0 10 5 10 52 2 14 NOVEMBRO 0 10 4 10 89 3 40

Página 82

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral

0 0 0 85

0 0 0 93

0 0 0 156

NEP As ações de capacitação do Hospital e Maternidade Pública Dona Regina Siqueira Campos, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas e participações nas capacitações, em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 30 horas com a participação de 146 servidores/colaboradores. Ainda no mês de novembro está programado os cursos: Capacitação para rotinas do Serviço de Assistência as Pessoas em Situação de Violência (SAVIS), Doula e Gestão de Enfermagem. Ainda este finalizaremos o levantamento de necessidades de treinamento para 2012. Para dezembro está previsto o curso de SAE/Teorias da Enfermagem.
CURSO Integração Institucional Atualização em Terapia Nutricional Cateter de Segurança Método Canguru Treinamento Sistema Operacional - MV TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 32 32 41 3 38 146 TOTAL DE HORAS 4 12 6 4 4 30

2.4.4 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Página 83

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Seguindo a política de homenagear todas as profissionais atuantes no HMPDR, foi comemorado o dia do Técnico em Radiologia, com distribuição de brinde.

2.4.5 SUPORTE TÉCNICO

Médico • • ais. Enfermagem Visita técnica e acompanhamento das atividades: • • • • • • • • • Feito avaliação do Regimento interno e elaborado proposta de mudanças. Feito descrição de atribuições e revisado juntamente a direção de enfermagem de: diretor de enferElaborado juntamente a direção de enfermagem o cronograma de atividades diárias do coordenaElaborado plano de ação da direção de enfermagem juntamente a diretora. Feito visita técnica em todas as áreas usando como instrumento de avaliação o RAG (requisitos de Acompanhado organização do estoque de mat/ med do Centro Cirúrgico e organizada a devolução Orientado organização e controle do encaminhamento das peças para exames de anatomia patolóElaborado dimensionamento de recursos humanos, materiais e tecnológicos para implantação da UniAcompanhado a organização da unidade para abertura dos novos leitos de UTI neo. Visita ao Hospital e Maternidade Dona Regina para definição de carga horária e abertura de mais Mantido contato sistemático com os promotores do MPE entre eles das cidades de Palmas, Porto Na-

08 leitos de UTI neonatal; cional e Paraíso através do qual temos tido resolutividade dos casos antes de tornarem-se demandas judici-

magem, coordenador de enfermagem, supervisor de enfermagem, enfermeiro e técnico de enfermagem. dor e apresentado aos mesmos.

apoio à gestão) para posterior elaboração dos planos de ação das áreas. de excesso de materiais. gica e acompanhado a elaboração de relatório para as áreas para regularização das pendências. dade de Terapia Intensiva neonatal.

Página 84

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Acompanhado a realização da inscrição da certidão de RT e orientado a regularização urgente das

pendências.

2.4.6 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

UTI Neonatal: Considerando a Portaria MS 1101, estima-se a necessidade de leitos de UTI neonatal para o Estado do Tocantins de 44 a 110 leitos. Levando-se em conta fatores como cobertura de Pré Natal, indicadores de mortalidade neonatal precoce e cobertura da população do Estado por plano de saúde ( menos de 5% da população), é adequado avaliar como insuficientes o quantitativo de leitos de UTI neonatal existentes no Estado do Tocantins, que, hoje, totaliza 39 leitos, assim distribuídos: 12 leitos neste Hospital, 18 leitos no Hospital Dom Orione e 09 leitos no Hospital Cristo Rei (privado). Esta insuficiência é provada pelas filas de espera por leitos, que, dentro do próprio Hospital Dona Regina, chega a 14 dias. Esta espera acontece dentro do Centro Cirúrgico e, além de expor os RN aos riscos da assistência improvisada e o Hospital às demandas da imprensa e dos órgãos de fiscalização e controle, faz com outras atividades do hospital fiquem prejudicadas, como as cirurgias eletivas, por exemplo. Foi apresentado ao Secretário estadual de Saúde Projeto para instalação de mais 8 leitos de UTI Neonatal dentro do HMPDR, totalizando 20 leitos. O projeto foi aprovado e os 8 leitos devem ser inaugurados no próximo dia 01 de dezembro; Assistência odontológica: foram concluídos os protocolos de assistência odontológica em todas as clínicas, objetivando basicamente: - RN: identificação de mal formações orais, educação para prevenção de cáries e orientação sobre o aleitamento materno; - gestantes de alto-risco: diagnóstico e tratamento de patologias que possam interferir na gestação, produzindo conseqüências como baixo peso ao nascer e partos prematuros; Fisioterapia uro-ginecológica: foram definidos os protocolos e as rotinas do serviço, que atuará em conjunto com as equipes de ambulatório de cirurgia eletiva; Teste da orelhinha: com a adequação da área, todos os RN com alta a partir do dia 10 de novembro passaram a fazer o Teste antes da alta; Assistência horizontal: foram definidas as rotinas e protocolos da assistência horizontal para a unidade de internação de gestante de alto-risco, com início de funcionamento previsto para o dia 01 de dezembro. Este formato de assistência já é feito pela equipe de pediatria no alojamento conjunto e na 2ª. Etapa do Método
Página 85

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Canguru. O planejamento prevê que em janeiro de 2012 a assistência horizontal tenha início também na obstetrícia do alojamento conjunto. Esta iniciativa tem como objetivos tanto garantir aos usuários uma assistência mais segura ao ser avaliado seguidamente pela mesma equipe até a sua alta bem como reduzir custos de internação e aumentar o giro dos leitos.

2.4.7 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Vinculação das Gestantes: atendendo ao preconizado no Rede Cegonha, são desenvolvidas atividades visando a vinculação da gestante do Hospital Dona Regina, mesmo que este seja a única maternidade da cidade. Para isto, a equipe do Comitê de Parto Humanizado (obstetra, fisioterapeuta e psicóloga) visitou duas unidades de saúde da família de Palmas, atendendo o total de 42 gestantes; Acolhimento com Classificação de Risco: é uma das diretrizes da PNH e, considerando que o HMPDR é uma das 27 maternidades das regiões Norte e Nordeste escolhidas para o PQM (plano de qualificação de maternidades), o desenvolvimento desta rotina está, atualmente, na fase de negociação com a atenção básica para que os protocolos de fato funcionem. Foram realizadas 02 reuniões com o Secretário Municipal de Saúde e suas equipes, com resultados satisfatórios até o momento, sendo certo concluir que, depois das reuniões também com HGPP e HIPP (que já aconteceram também), o ACCR estará funcionando, no que se refere às gestantes, nos próximos 30 dias.

2.4.8 OUTROS Confraternização de final de semana: foi designada uma equipe para organização de todas as atividades do hospital comemorativas ao Natal e Ano Novo. Foram planejadas atividades como: - decoração interna e externa; - amigo secreto solidário para beneficiar crianças de uma área carente da cidade; - distribuição de um brinde (sacola ou nécessaire) para todos os colaboradores; - almoço e jantar especial para os colaboradores e usuários (quando em dieta livre) nos dias 24, 25, 31/12 e 01/01); - apresentando de corais de várias entidades nas recepções e corredores do hospital; - luau na Praia do Prata para colaboradores e acompanhantes; - distribuição de lembranças para os usuários internados no dia 25 de dezembro.

Página 86

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.5 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PARAÍSO

2.5.1 METAS CONTRATUAIS Comissões As Comissões do Hospital Regional Público de Paraíso seguem o fluxo normal de suas reuniões mensais, destacando-se a Comissão de Ética que realizou nova eleição no mês novembro, dada a aposentadoria de um dos membros da equipe. A ata de votação de posse da nova Comissão de Ética já foi revisada pela Direção e protocolada no CRM/TO para o cumprimento dos tramites legais. Reuniões: - Comissão de Ética Médica, 15 de novembro de 2011; - Comissão de CCIH, 09 de novembro 2011; - Comissão de Prontuário Médico, 28 de novembro de 2011; - Comissão de Óbito, 16 de novembro 2011; - Relatório Farmacovigilância, 10 de novembro de 2011. SAU Com a indispensabilidade de estabelecer mecanismos que possam atuar na orientação, defesa dos direitos e interesses dos pacientes do SUS, facilitando o acesso aos recursos disponíveis e a sua organização através de espaços democráticos e participativos, o Hospital Regional Público de Paraíso introduziu o Serviço de Atenção ao Usuário.

Página 87

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Localizado nas dependências do Pronto Socorro, com uma sala equipada com mesa, cadeira, computador, telefone e internet e contando com seis colaboradores, sendo um supervisor, dois administrativos e quatro “Posso Ajudar?”, desde o dia 1º de novembro o serviço está disponível a toda a população usuária para atendimentos individuais, coletivos e avaliação da pesquisa de satisfação que mediante a identificação de problemas na assistência propõe tratativas adequadas junto à direção do hospital.

Através da avaliação da pesquisa de satisfação geral mês de novembro, o ambulatório obteve uma média de 67,51%, a internação 73,00%, pronto-socorro 63,26% e o SADT 71,12%. É notório que o hospital ainda precisa melhorar essa satisfação em alguns pontos, como por exemplo no atendimento, instalações físicas, atendimento médico e da enfermagem, porém, várias ações de correção estão acontecendo dentro de toda a estrutura hospitalar. O quadro abaixo apresenta os índices de satisfação do período em relação ao período anterior:
SATISFAÇÃO – AMBULATÓRIO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? OUT.2011 85,96% 72,52% 66,21% 53,00% 83,41% NOV.2011 84,80% 79,41% 69,61% 60,30% 83,33%

Página 88

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

25,34% 66,82% 64,75%

28,92% 66,18% 67,51%

SATISFAÇÃO – INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 95,08% 69,23% 78,21% 55,11% 81,50% 72,72% 81,27% 76,16%

NOV.2011 82,19% 82,47% 76,02% 56,72% 72,33% 71,51% 69,73% 73,00%

SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 93,24% 71,27% 75,67% 56,59% 79,22% 53,15% 73,23% 71,77%

NOV.2011 77,41% 70,03% 68,52% 55,58% 78,77% 33,14% 59,34% 63,26%

SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 76,84% 76,09% 49,53% 81,03% 58,44% 70,58% 68,75%

NOV.2011 84,75% 77,54% 60,60% 85,59% 47,45% 70,77% 71,12%

A realização de reuniões pontuais com o setor da recepção, da enfermagem, da limpeza e da equipe médica tornou-se uma constante.

Página 89

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Uma agenda de horário foi estabelecida no ambulatório para diminuir o tempo de espera do paciente. Processos de assistência estão sendo revistos e um novo fluxo de atendimento está em fase de implantação em todo o Pronto Socorro, pois tal medida descongestionará os corredores e possibilitará maior desempenho da equipe de enfermagem em sua assistência. Reformas e consertos estão sendo realizados dentro do orçamento de custeios, entretanto, o forro de todas as enfermarias já foram trocados, pias, ralos, válvulas de descargas e vasos sanitários estão completando a adequação mínima em todos os banheiros, o que nos faz acreditar que grande parte dessa insatisfação com a limpeza do hospital, relacionada ao teto deteriorado e a má conservação dos banheiros, sejam solucionados.

No inicio, tivemos um baixo índice de satisfação quanto à alimentação, e mesmo não contando com uma nutricionista de produção neste período, com diversas ações e com o apoio das nutricionistas clinicas, conseguimos começar a reverter o quadro. Quanto às queixas registradas pelos usuários, no decorrer desse período o Hospital apresentou o quadro abaixo:

Página 90

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada

Novembro 2011 16 01 02 19 14 80% 87,50%

Verifica-se, portanto um movimento diretamente ligado ao melhor acesso aos direitos e ampliação dos espaços participativos dentro do Hospital Regional Público de Paraíso, contudo alinhamentos são necessários e um acompanhamento de perto aos trabalhos do SAU nesse início de implantação são de suma importância.

2.5.2 INVESTIMENTOS O HRPP possuí um total de 110 aparelhos de ar condicionados, porém por falta de manutenção preventiva e corretiva a grande maioria estava em desuso. Com a contratação de uma empresa especializada, todos os aparelhos passaram por limpeza química, calibragem de gás e troca de algumas peças para o seu efetivo funcionamento. Uma das prioridades do projeto em Paraíso era a troca de todo o forro do hospital que estava deteriorado, pois acreditamos que o revestimento do teto é muito importante no acabamento de um ambiente, e com essa premissa, as obras foram iniciadas na segunda semana de novembro. Após a substituição de todo o forro das enfermarias, o Hospital deu início a segunda etapa da reforma para prover a adequação necessária das pias, ralos, vasos e válvula de descargas em todos os banheiros. As obras seguem em ritmo compassado, pois como o trabalho é mais pesado e ainda contamos com uma média de 80% de ocupação dos nossos leitos, é preciso então tomar todas as precauções necessárias para não interferir na assistência ao paciente internado.

2.5.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS - Aquisição de equipamentos necessários para a implantação do Sistema MV; - Aquisição da compra de uma caixa d‟água de 30.000 litros (previsão de entrega em dezembro);

Página 91

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

- Aquisição de três cadeiras de rodas (previsão de entrega em dezembro);

2.5.4 RECURSOS HUMANOS

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ADM. ASSISTENTE ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. FISCAL II AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL I AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA AUX. MANUTENCAO BIOMEDICO (A) I COORD. N EDUC.PERMAN COORD. NUTRICAO COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) FARMACEUTICO (A) FISIOTERAPEUTA LIDER DE S.H.L. MEDICO PLANTONISTA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. SAU SUPERV. SPR/SHL TEC. DE LABORATORIO TEC. ENFERMAGEM Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 25 1 1 1 25 10 2 1 1 1 12 4 2 1 2 1 1 2 4 1 1 2 4 106

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor

Página 92

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FARMACIA FISIOTERAPIA GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LABORATORIO LAVANDERIA MANUTENCAO MEDICINA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. Total Geral

N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 4 26 1 5 2 1 1 27 2 10 2 3 5 17 106

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 36 0 0 0 0 OUTUBRO 3 1 0 3 0 NOVEMBRO 63 0 0 2 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO SETEMBRO 0 4 OUTUBRO 0 4 NOVEMBRO 0 8

Página 93

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral

3 5 21 0 3 0 0 0 36

3 5 23 0 6 0 0 0 41

7 10 58 1 22 0 0 0 106

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Paraíso, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 48 horas com a participação de 174 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior comparada com o mês de outubro, entretanto houve um aumento no número de participantes em relação a outubro que obtivemos 138. Está previsto para este mês o curso de Gestão de Enfermagem e a finalização do levantamento de necessidades de treinamento para 2012. Em dezembro está programado o curso de SAE/Teorias de Enfermagem.
CURSO Treinamento MV Sistemas Oficina de Humanização TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 46 128 174 TOTAL DE HORAS 32 16 48

Página 94

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.5.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR No mês novembro os colaboradores do Hospital Regional Público de Paraíso se reuniram para uma confraternização promovida pela direção do hospital com o objetivo de comemorar os aniversariantes do mês. Na manhã do dia vinte e cinco aconteceu um culto de ação de graças, seguido de um belo café da manhã. Muito mais do que um comemoração, ao criar essa tradição, a direção geral pretende valorizar o trabalho realizado de cada um e dizer cara-a-cara o quanto são importantes para que HRPP atinja a sua meta de ser o melhor hospital do estado de Tocantins.

2.5.6 SUPORTE TÉCNICO

Médico * Mantido contato sistemático com os promotores do MPE entre eles das cidades de Palmas, Porto Nacional e Paraíso através do qual temos tido resolutividade dos casos antes de tornarem-se demandas judiciais. Enfermagem Visita e acompanhamento do plano de ação elaborado em setembro/11. • • • • Implantado o agendamento para retornos ortopédicos e cirúrgicos com mudança do fluxo de atendiImplantado novo fluxo de atendimento dos pacientes atendidos no Pronto socorro. Sugerida a ampliação da área de atendimento do Pronto socorro e criação de Sala de espera para Acompanhada a Gerente de enfermagem recém admitida para alinhamento do trabalho. mento destes pacientes.

acompanhantes da Obstetrícia.

2.5.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Página 95

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O Hospital Regional Público de Paraíso possuí o setor de Urgência/Emergência onde são realizados mais de 4.300 atendimentos/mês nas especialidades de clínica médica, cirurgia geral, ortopedia, obstetrícia e pediatria. Também possuímos ambulatório de ortopedia e cardiologia com média de 600 consultas/mês. O Centro Cirúrgico possuí duas salas cirúrgicas onde são realizadas principalmente cirurgias de ortopedia e geral, com uma média de 240 procedimentos. Possuímos 72 leitos divididos em 5 alas, sendo eles 15 de clínica médica, 24 de pediatria, 22 cirúrgicas, 8 obstétricas e 3 de berçários patológico. Nosso SADT é composto pelos serviços de raios x, eletrocardiograma, ultrassonografia e laboratório e contamos ainda com os serviços de fonoaudiologia, fisioterapia, psicologia, odontologia que completam a nossa assistência ao paciente.

2.5.8 PROCESSOS GERENCIAIS Estabelecemos um plano de ação para os atendimentos no Pronto Socorro, alinhando e readequando processos no atendimento com a equipe de atendimento, segurança, enfermagem e SAU, para maior agilidade no fluxo de atendimento e liberação dos corredores, facilitando assim, a assistência ao paciente.

2.5.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Aconteceu no dia 22 de novembro de 2011, ás 15h30min, nas dependências do hospital a palestra, ministrada pela equipe multidisciplinar, para quinze gestantes da Pastoral da criança, com objetivo de fornecer informações essenciais às gestantes sobre o período de gestação, o parto e as primeiras semanas do bebê. A equipe é composta por médico, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo, odontólogo, enfermeira, assistente administrativo e a Coordenadora da Humanização. Durante o evento a equipe abordou os aspectos do ciclo gravidício-puerperal (gravidez-pós-parto) que é um período de importantes mudanças físicas, psicológicas e sociais.

Página 96

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

As parturientes também tiveram a oportunidade de conhecer a sala de pré-parto e a rotina do local, que conta uma Técnica em Enfermagem e uma Enfermeira, sob a orientação do médico obstetra de plantão com o intuito de desmistificar o parto e o pós-parto. Nesse período preparatório do parto, são ofertados os serviços de fisioterapia e psicologia que ajudam no relaxamento, na respiração e técnicas para um trabalho de parto mais rápido, sem dor e sofrimento e nesse momento as futuras mamães também recebem orientações da fonoaudiologia acerca da amamentação e do odontólogo sobre a dentição do bebê. Esta equipe multidisciplinar está a disposição da comunidade, dos postos e das organizações de saúde e para agendamento destes trabalho, basta entrar em contato com o setor da humanização do Hospital Público de Paraíso.

2.5.10 OUTROS Com a apresentação da nova gerente de enfermagem, a Direção Geral estabeleceu como missão o realinhamento do corpo de enfermagem para que os mesmos cooperem para momento tão importante na história do hospital. O início dos trabalhos da nova gerência ficou marcado pelo reconhecimento e avaliação da estrutura física, dos processos de trabalho, impressos existentes, dimensionamento de pessoal, equipamentos e materiais e avaliação da escala de trabalho da equipe assistencial. Reuniões com a Enfermeiros Assistenciais, Coordenação da Farmácia, Coordenação de RH, Coordenação do SAU, Diretoria Geral e lideranças do hospital já ocorreram para apresentação da nova gerência em enfermagem, e de imediato a mesma propôs um novo plano de trabalho baseado na situação atual, priorizando as seguintes ações: 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. 8. 9. Elaboração / padronização dos impressos; Uniformizar e otimizar a alimentação dos dados estatísticos; Elaboração e apresentação à equipe assistencial das descrições de cargos; Iniciar a rotina de avaliação de desempenho; Elaboração das escalas de trabalho, com redimensionamento de pessoal; Elaboração de material e cronograma de treinamentos (rotinas e reciclagem de técnicas); Reuniões para elaboração de manuais / IT‟s / PG‟s / Protocolos – procedimentos descritos para eRevisão / Treinamento dos fluxos dentro do hospital; Levantamento das necessidades de materiais / equipamentos para melhorar a qualidade da assis-

quipe multiprofissional;

tência (Necessidade de compra ou pintura);

Página 97

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

10.

Implantação de melhorias para centralização da Central de Materiais e Esterilização (Treinamento e

capacitação da equipe em relação às exigências da legislação, como controles Bowie & Dick, Integrador e Indicador Biológico, Rastreabilidade, Rotinas de identificação dos materiais, desinfecção química, etc.); 11. Implantação de melhorias para o Centro cirúrgico (Treinamento e capacitação em instrumentação cirúrgica, fluxo de atendimento peri-operatório, humanização na assistência pré-operatória, tricotomia e eletrocirurgia segura, Rotina para controle e encaminhamento de peças anatomopatológicas, Controle de OPM; 12. Reuniões para criação de grupos de estudo para padronização de mat/med, grupo de reuso (esterilização), padronização de carro de parada, PCR, kit‟s (mat/med) para postos de enfermagem, PGRSS, Comissão de ética, Implantação da SAE, Classificação de risco, Controle de Antimicrobianos, etc; 13. 14. 15. Necessidade de rever rotina de identificação dentro do hospital: Uniforme, Crachá para profissionais Facilitar a padronização da comunicação dentro do hospital (principalmente nos postos de enfermaAvaliar indicadores assistenciais, vislumbrando um início de coleta de dados para implantar um pro/ acompanhantes / visitantes, identificação dos pacientes (pulseiras), identificação dos leitos / quartos; gem – poluição visual nos quadros de aviso); grama de qualidade futuro. O plano de trabalho iniciará com as principais atividades na primeira semana de dezembro e tem previsão de 6 meses para finalização de sua execução e avaliação de eficácia dos treinamentos realizados. Higienização e Limpeza A principal finalidade do Serviço de Higienização e Limpeza (SHL) é preparar o ambiente, proporcionando maior segurança e favorecendo o bom desempenho das ações assistenciais a serem desenvolvidas. Assim, contribuir para garantir a qualidade dos serviços do Hospital Regional Público de Paraíso, atuando com o objetivo de manter o ambiente limpo, prevenir infecções hospitalares e acidentes de trabalho. Todo o serviço do HRPP é realizado pela equipe de Higienização. O trabalho alcança tanto as áreas comuns, chamadas não críticas, quanto Pronto-Socorro, Centro Cirúrgico e também faz a manutenção dos jardins e fachadas do prédio, além da coleta e controle de resíduos gerados no hospital. Desde o dia 1º de novembro o Hospital conta a nova coordenadora do SHL, que tem orientado a equipe da importância do seu trabalho, suas responsabilidades, deveres e direitos. Para que isso aconteça, a mesma tem organizado reuniões semanais com todos os colaboradores do setor, onde são abordados temas como: 1. 2. 3. 4. 5. 6. Classificação de áreas em serviços de saúde; O serviço de limpeza e desinfecção de superfícies; Princípios básicos para limpeza e desinfecção; Resíduos; Processo de SHL; Uso e reconhecimento do material de limpeza;

Página 98

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

7. 8. 9. 10. 11.

Agentes de limpeza; Equipamentos de proteção individual (EPIs); Limpeza concorrente; Limpeza terminal; e Lavagem das mãos.

Página 99

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.6 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE MIRACEMA

2.6.1 METAS CONTRATUAIS Comissões • A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar reuniu-se em 22 de novembro de 2011, para tratar

dos temas relativos a estruturação das ações de controle de infecção e o planejamento para o ano de 2012. • A Comissão de Farmáco-Terapia reuniu-se em 07 de novembro de 2011, para discussão do encami-

nhamento das ações já planejadas e dos problemas que estão acontecendo no Hospital relativas a mat/med. • A Comissão de Verificação de Óbitos reuniu-se em 03 de novembro de 2011, com o objetivo verifi-

car o andamento das atividades, abertura de livro de registro de atividades, apresentação da proposta de regimento interno, e o fluxograma para preenchimento da DO. • dos. • Já o andamento da Comissão de Ética Médica nesta semana todos os componentes da comissão enA Comissão de Verificação de Prontuários reuniu-se no dia 30 de novembro de 2011, para discutir

os assuntos relativos ao tema, apresentação do regimento do serviço e discussão dos resultados já alcança-

viaram cartas ao CRM pedindo seu desligamento e aguardamos o Diretor Clínico fazer nova convocação. SAU O Serviço de Atendimento ao Usuário do Hospital Regional Público de Miracema, no mês de novembro de 2011 entrou em pleno funcionamento. Quanto a meta estabelecida para o serviço, no mês de novembro alcançamos 100% de queixas resolvidas. Quanto a meta estabelecida para o serviço, no mês de novembro alcançamos 100% de queixas resolvidas.
Ocorrências Reclamações Novembro 2011 23

Página 100

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada

07 08 38 23 80% 100%

Com relação à Pesquisa de Satisfação, vimos uma evolução considerável do grau de satisfação dos nossos usuários, conforme planilha abaixo:
Satisfação - Ambulatório Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? Avalie o atendimento da Equipe Médica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital? Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital? Total Geral Out. 2011 61,91% 52,50% 43,59% 17,95% 51,28% 42,10% 32,43% 43,11% Nov. 2011 91,49% 76,60% 80,85% 34,04% 89,36% 72,34% 70,21% 73,56%

Satisfação - Internação Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? Avalie o atendimento da Equipe Médica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital? Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital? Total Geral

Out. 2011 84,77% 80,54% 75,46% 14,35% 77,39% 75,11% 68,57% 68,03%

Nov. 2011 89,41% 88,43% 80,26% 27,80% 87,35% 88,07% 88,25% 78,51%

Satisfação - Pronto Socorro Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? Avalie o atendimento da Equipe Médica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital?

Out. 2011 84,94% 79,82% 70,77% 19,18% 82,33%

Nov. 2011 80,74% 78,79% 77,40% 56,80% 82,81%

Página 101

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital? Total Geral

42,67% 64,82% 63,50%

64,94% 80,41% 74,56%

Satisfação - SADT Como considera o atendimento recebido na recepção? Avalie o atendimento da Equipe Médica e técnica? Como considera nossas instalações físicas? Avalie a limpeza e organização do Hospital? Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital? Total Geral

Out. 2011 85,30% 75,76% 21,21% 81,82% 24,24% 63,64% 58,66%

Nov. 2011 84,69% 82,93% 48,80% 84,85% 58,06% 79,59% 73,15%

Implantamos também planilha para acompanhamento diário do quantitativo de pacientes atendidos x o total de pesquisas realizadas, para acompanhar a evolução das atividades e atingir as metas estabelecidas.

2.6.2 INVESTIMENTOS As atividades desenvolvidas para o processo de Revitalização da Estrutura Física do Hospital Regional Público de Miracema, já demonstram resultados muito positivos, com as melhorias executadas na fachada, e com o conserto e pintura do telhado e a resolução nos problemas do sistema de drenagem de águas das chuvas, nota-se um ambiente melhor para desenvolvimento das atividades. Somente pelo fato de termos iniciado nosso processo de Revitalização, muitos pacientes, funcionários e pessoas da comunidade em geral, demonstram sua satisfação em ver todas às melhorias que estão ocorrendo.

Página 102

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Realizado reparos e a pintura dos telhados, recuperação e pintura de platimbandas, substituição de todo o sistema de iluminação (tubulação, fios e postes) e acerto do reboco das muretas laterais dos canteiros.

Ainda no processo de recuperação da fachada, execução da pintura da Caixa d‟água.

Página 103

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Página 104

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Recuperação da cerâmica e pintura das paredes laterais externas do Hospital Regional Público de Miracema.

Recuperação do sistema de iluminação, para posterior trabalha de jardinagem e pintura de muretas e calçadas da entrada administrativa do Hospital.

2.6.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Desde o dia 01/09/2011, os itens que foram enviados para o Hospital Regional Público de Miracema, estão no quadro abaixo:
Nº 01 02 03 04 05 06 07 DESCRIÇÃO Datashow em LCD marca EPSON, modelo H369A, série nº PF7F144583L Impressora multifuncional marca Z5ZXBDAB601075F Microcomputador Intel core 13-2100 3.10G 4GB de RAM HD 500GB SATA gabinete marca LG com leitora e gravador de DVD, sem modelo, sem nº de série Microcomputador Intel core 13-2100 3.10G 4GB de RAM HD 500GB SATA gabinete marca LG com leitora e gravador de DVD, sem modelo, sem nº de série Microcomputador Intel core 13-2100 3.10G 4GB de RAM HD 500GB SATA gabinete marca LG com leitora e gravador de DVD, sem modelo, sem nº de série Microcomputador Intel core 13-2100 3.10G 4GB de RAM HD 500GB SATA gabinete marca LG com leitora e gravador de DVD, sem modelo, sem nº de série Microcomputador Intel core 13-2100 3.10G 4GB de RAM HD 500GB SATA gabinete marca LG com leitora e gravador SANSUNG, modelo CLX3185N Color (Scanner e copiadora com rede), nº série

Página 105

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

de DVD, sem modelo, sem nº de série 08 09 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 Microcomputador Intel core 13-2100 3.10G 4GB de RAM HD 500GB SATA gabinete marca LG com leitora e gravador de DVD, sem modelo, sem nº de série Microcomputador marca DELL OPTIPLEX 790 minitorre monitor DELL E1911C flat painel 19 polegadas sem nº de série Monintor em LCD 19 polegadas, cor preto, marca SANSUNG, modelo S19A300B, nº série 0214HQAB815568T Monintor em LCD 19 polegadas, cor preto, marca SANSUNG, modelo S19A300B, nº série 0214HQAB815583X Monintor em LCD 19 polegadas, cor preto, marca SANSUNG, modelo S19A300B, nº série 0214HQAB815637A Monintor em LCD 19 polegadas, cor preto, marca SANSUNG, modelo S19A300B, nº série 0214HQAB815759V Monintor em LCD 19 polegadas, cor preto, marca SANSUNG, modelo S19A300B, nº série 0214HQBB800770B Monintor em LCD 19 polegadas, cor preto, marca SANSUNG, modelo S19A300B, nº série 0214HQCB800665R Nobreak marca SMS, potência 600VA, modelo MAET523200, nº série 273850070455 Nobreak marca SMS, potência 600VA, modelo MAET523200, nº série 273850070456 Nobreak marca SMS, potência 600VA, modelo MAET523200, nº série 273850070473 Nobreak marca SMS, potência 600VA, modelo MAET523200, nº série 273850070474 Nobreak marca SMS, potência 600VA, modelo MAET523200, nº série 273850070477 Nobreak marca SMS, potência 600VA, modelo MAET523200, nº série 273850070478 Nobreak BACK-UPS, POTÊNCIA 600VA horizontal nº série 5B1050T09708 Nobreak APC Smart-UPS 2200 Nobreak APC Smart-UPS 2200 Rack marca DELL 42U com cooler Servidor POWER EDGE R710 para até 6 discos de 3.5 polegadas, processador Intel 56XX Servidor POWER EDGE R710 para até 6 discos de 3.5 polegadas, processador Intel 56XX Sisitema de armazenamento POWER VAULT, modelo LT03-80 Tap Back-up (Gravadora de fita de dados) Swith DELL POWER Connect 2848 Swith 16 portas n. JD998A – HP V1405 – 16G TV em LCD 42 polegadas marca LG FULL HD tela plana

2.6.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ANAL. SUPORTE ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. CONT. I AUX. ALMOXARIFADO N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 17 1 2

Página 106

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

AUX. DEP.PESSOAL II AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA CONSULT. ADMINISTRAT COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) FARMACEUTICO (A) MEDICO PLANTONISTA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. MANUTENCAO SUPERV. SAU TEC. ENFERMAGEM Total Geral

1 16 6 1 1 9 3 1 5 1 2 5 1 1 4 78

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FARMACIA GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA MANUTENCAO MEDICINA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 3 17 1 9 1 1 17 6 1 2 6 14 78

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:

Página 107

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS

SETEMBRO 36 0 0 0 0

OUTUBRO 7 0 0 2 0

NOVEMBRO 34 2 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 9 2 3 19 0 2 1 0 0 36 OUTUBRO 0 10 2 3 22 1 6 1 0 0 45 NOVEMBRO 0 9 2 5 45 2 14 1 0 0 78

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Miracema, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 12 horas. Em visita a unidade, foi identificada necessidade de um recurso exclusivo e dedicado ao NEP, para que haja maior qualidade e produtividades nas atividades do NEP.
CURSO NÚMERO DE PARTICIPANTES TOTAL DE HORAS

Página 108

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Integração e Treinamento de Recepcionistas - S.A.U Treinamento Sistema Operacional TOTAL

9 9 18

8 4 12

2.6.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR A equipe do Hospital Regional Público de Miracema, esta reelaborando os cardápios do Serviço de Nutrição, para melhor atender nossos colaboradores com refeições balanceadas e mais bem apresentadas, contribuindo para a qualidade de vida dos mesmos.

2.6.6 SUPORTE TÉCNICO Médico * Transferência do HGPP de pacientes da ortopedia para Hospital de Miracema para realização de cirurgias de médio porte para resolutividade dos casos e diminuição da taxa de ocupação e tempo médio de permanência no PS e Unidade de Internação do HGPP. Enfermagem Acompanhamento da evolução do plano de Ação elaborado em setembro/2011: • Sugerindo a criação de grupos de interesse especialmente em atendimento de emergência e Sistematização da Assistência de Enfermagem.
Página 109

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • • • • ca.

Orientado quanto a confecção de cronograma de treinamentos junto ao NEP. Orientado a implantação de modelo seguro de identificação de pacientes utilizando as pulseiras de Orientado a adequação dos processos de esterilização de materiais. Orientado para realizar alterações na sala de . Apresentadas orientações para a criação da Comissão de ética de enfermagem. Orientado quanto a necessidade de regularizar o Registro da Certidão de Responsabilidade Técni-

identificação.

2.6.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Com relação à assistência ao paciente notamos considerável melhora quanto à atenção do médico ao paciente, grande parte disso devido aos instrumentos de acompanhamento implantados, como a pesquisa de satisfação, SAU, e a visita da administração nas enfermarias e pronto socorro de maneira freqüente. Isso pode ser notado de maneira clara, no avanço positivo das pesquisas de satisfação quanto ao atendimento médico. Já com relação ao serviço de enfermagem, estamos trabalhando para montar o planejamento de todo o serviço: com um programa de qualificação da equipe, revisão dos processos de trabalho com a elaboração das IT‟s (Instrução de Trabalho), sensibilização da equipe para o atendimento das necessidades de nossos clientes.

2.6.8 PROCESSOS GERENCIAIS No dia 01 de novembro de 2011, foi iniciado o processo de dispensação de mat/med por horário, onde os itens serão entregues somente para o próximo horário de medicação e não mais para 24 horas. E dentro deste mesmo processo, foi feita a eliminação dos estoques dos postos de enfermagem. Para o Pronto Socorro foi definido o total de estoque de cada item que poderá permanecer no setor. Reorganizamos a rotina de reposição, onde a partir desta data estaremos repondo por paciente e não mais para o setor como ocorria anteriormente.

Página 110

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Iniciamos a avaliação do processo para implantação da padronização de mat/med do Centro Cirúrgico, estamos trabalhando para a criação dos Kit‟s cirúrgicos e revisão do processo controle e uso racional dos recursos. Elaborado o cronograma de adequações para a Vigilância Sanitária, com o objetivo de atender as exigências do último relatório de inspeção elaborado por aquele órgão, com início das adequações previsto para dezembro de 2011. E estamos elaborando os planos de ação para acompanhamento sistematizados das atividades propostas. Com o bom trabalho de toda nossa equipe, conseguimos a liberação do Alvará da Vigilância Sanitária, com validade até 31/12/2011. Com relação ao Serviço de Faturamento, estaremos modificando a rotina de entrada de prontuários a partir de 01/12/11, fazendo a implantação o controle de recebimento de contas, que atualmente não é feito. Dessa forma o serviço poderá acompanhar se uma conta deu entrada ou não no serviço. Implantado formulário para Alta e Movimentação dos Pacientes no dia 14/11, onde realizamos uma reunião com os coordenadores dos Serviços envolvidos para definição da rotina e as dirimir dúvidas quanto ao desenvolvimento das atividades. Negociado com o Laboratório Central, a continuidade da prestação de serviço de análises clínicas durante 24 horas todos os dias, para todos os clientes do Hospital Regional Público de Miracema, pacientes internados e atendidos no nosso Pronto Socorro. Definida nova rotina para registro no sistema MV para os exames de Raio-X, ECG e USG, onde cada serviço será responsável pela alimentação de suas informações e não mais estará centralizada na recepção, que já é sobrecarregada. Instalamos mais um computador na sala do USG e ECG, e todas as colaboradoras passaram por processo de treinamento com os consultores da MV. No dia 21 de novembro de 2011, enviamos ao Sindicato dos Hospitais do Estado do Tocantins, ficha de solicitação de filiação, juntamente com cartão do CNPJ e CNH do Diretor Geral. Logo após falamos com a Sra. Lucia - Presidente do Sindicato, que informou que a mensalidade foi estipulada em R$ 200,00.

2.6.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE
Página 111

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

No dia 16 de novembro de 2011 recebemos a visita Conselho Municipal de Saúde, colocando os esforços do Município de Miracema para a organização de seu sistema de saúde e a continuidade da parceria com o Hospital Regional Público de Miracema para atendimento as necessidades da comunidade. Realizada visita ao Prefeito Municipal de Miracema, no dia 16 de novembro, para apresentação, e informar sobre as realizações já colocados em prática e as melhorias que estão previstas para a unidade. Instalado um modulo do Telesaude - Ministério da Saúde, recurso esse que permite o acesso a um sistema de pesquisa, para tirar dúvidas sobre uma conduta médica, interação medicamentosa, dúvidas quanto a condutas de enfermagem, e quaisquer outros questionamentos que surjam, contribuindo para o aprimoramento e crescimento profissional.

2.6.10 OUTROS No início do mês de outubro de 2011, a equipe da Tecnomédica esteve no Hospital Público Regional de Miracema para fazer a instalação do Intensificador de Imagem, que estava parada desde fevereiro de 2011 no centro cirúrgico. Mas devido a problemas apresentados durante sua instalação, parte do aparelho foi enviada para consertar em Minas Gerais. E neste mês de novembro tivemos a resposta de que foi possível a resolução do problema e que o aparelho estará apto para ser utilizado nos procedimentos cirúrgicos ortopédicos. No início do mês de novembro de 2011, foram realizados os treinamentos pela equipe da MV para nossos colaboradores da Recepção e Suprimentos, todos passaram por 04 horas de capacitação. Recebemos a visita da consultoria de higienização e limpeza, Sra. Bruna Mendes de 31/10 a 11/11, sendo realizados: • • • • Capacitação com o Coordenador do serviço sobre a legislação da área; Levantamento da realidade do serviço de lavanderia e do serviço de higienização e limpeza; Implantação das planilhas de controle; Elaboração do cronograma de limpeza terminal das áreas;

Obs.: Foi solicitado a consultora da Higienus a elaboração e implantação das IT‟s dos serviços.

Página 112

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Desde o dia 16 de novembro de 2011, iniciou-se o processo de simulação com o Sistema MV, acompanhados pelos consultores: Ellis (Serviço de Recepção) e Darlene (Suprimentos). Durante todo esse período todos os colaboradores envolvidos nos processos, fizeram lançamentos no sistema para treinamento e tirar as dúvidas quanto ao processamento. O carro administrativo do Hospital Regional Público de Miracema, apresentou um travamento do cambio, necessitando ser removido no reboque até Palmas para consertar. Carro antigo sem as devidas manutenções apresentando diversos problemas por desgaste. O conserto ficará em aproximadamente R$ 2.600,00 reais.

Página 113

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.7 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PORTO NACIONAL

2.7.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Com relação às metas qualitativas, ocorreram neste mês as reuniões de todas as comissões com exceção da Comissão de Ética Médica que esta com edital de eleição em andamento tendo sua conclusão com a eleição que ocorrerá no dia 5 de dezembro próximo. A Diretoria Geral participou das Reuniões de Farmácia-Terapêutica para analisar junto a equipe sobre a padronização a ser adotada pelo hospital na implantação do sistema M.V. e acompanhar assunto diversos. Participando também, das duas reuniões da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar para junto à equipe estabelecer novas regras de controle de acesso ao Centro Cirúrgico, visitantes nos hospitais e ainda nos processos de controle e acompanhamento dos casos de IH. Em reunião com o presidente da Comissão de prontuários, estabelecemos os principais objetos desta comissão com a intenção de ajustarmos um correto faturamento e um prontuário mais organizado e confiável com auditoria de todos os prontuários por parte deste profissional médico, levando para a reunião os assuntos que necessitem ajustes. A comissão de óbitos ocorreu com a participação dos Diretores Técnico e Clinico, ficando uma reunião mensal agendada com a participação destes membros nos próximos meses. A Comissão de Ética Médica não existia no hospital tendo sua eleição marcada para o dia 5 de dezembro, seguindo legislação do Conselho Federal de Medicina e no próximo relatório será fornecido os membros e os suplentes eleitos. De modo geral, as comissões estão ativas e atuantes no sentido de auxiliar a gestão do Hospital. SAU O registro de opinião junto aos usuários que queriam se manifestar em relação ao atendimento prestado pelo hospital esta sendo implantado no Hospital. O quadro abaixo apresenta os índices de satisfação do período em relação ao período anterior:
SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO

Página 114

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - SADT OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 87,67% 69,26% 25,00% 59,91% 31,28% 91,83% 90,66% 69,43% 12,39% 45,12% 51,80% 58,96% 60,03% 77,77% 92,61% 48,55% 31,94% 66,90% 74,28% 82,97% 67,86% 78,33% 50,44% 53,57% 32,11% 50,46% 32,11% 46,29% 49,04%

NOV.2011 88,17% 72,58% 73,12% 39,79% 70,43% 38,71% 65,05% 63,98%

NOV.2011 91,88% 68,68% 67,08% 48,59% 65,94% 67,08% 70,38% 68,52%

NOV.2011 89,33% 78,00% 74,00% 38,00% 65,34% 59,33% 71,34% 67,91%

NOV.2011 87,51% 63,75% 49,38% 60,00% 58,13%

Página 115

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? Média Período

57,42% 55,09%

66,88% 64,28%

Foi autorizado a contratação da Supervisora do SAU Reni, a mesma foi acolhida no Hospital pela Adm Assistente e Gerente de SPP, no qual foi entregue uma apostila do serviço do SAU e Apostila do serviço que o Hospital oferece para leitura, conhecimento e informação da mesma. Ocorreu o treinamento da Supervisora do SAU em Palmas, com a Coordenação Regional, o que fez com que a mesma retornasse ao hospital com informações precisas, importantes para inicio imediato e no mesmo dia foi realizado uma integração entre a equipe do Posso Ajudar, os setores Nucleo de Educação Permanente, Departamento Pessoal, Segurança do Trabalho e Administrativo Assistente no qual foram apresentadas as propostas da Pró Saúde, e foi feito uma reunião entre a equipe para discussão e implantação das informações trazidas do treinamento. Foi implantado no dia 28/11 o registro de opinião juntamente com os usuários que queriam se manifestar em relação ao atendimento prestado pelo hospital. A Sup do SAU está aplicando a pesquisa de satisfação do usuário em todos os nossos usuários que estão internados em nossas enfermarias.

2.7.2 INVESTIMENTOS Foi concluído o serviço de revisão do telhado conforme Anexo V do contrato. Com este serviço, foram resolvidos os problemas de infiltrações dos setores descobertos pela obra em execução pela SEINFRA da Ala A, com a troca das telhas e manutenção das áreas danificadas com reparos e pintura. Os demais itens do Anexo V dependem da conclusão da obra em andamento, uma vez que, esta obra impacta em todos os setores do hospital direta ou indiretamente. Em paralelo à obra em andamento estamos executando pinturas nas alas de internação e demais setores do Hospital com recursos próprios.  Pintura do corredor da Ala B e C;

Página 116

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Antes

Depois

Pintura das enfermarias 9, 10 e 11;

Antes

Depois

  

Ampliação da Farmácia Central; Pintura do refeitório; Reforma das mesas do refeitório com aumento do quantitativo de lugares;

Página 117

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Antes

Depois

     

Instalação de central de ar no refeitório; Instalação de central de ar na recepção Geral; Reforma da Recepção da Administração do Hospital; Reforma da Sala 13 para utilização como Sala de Treinamentos; Reforma na Sala de Espera do Centro Cirúrgico; Reforma na Cozinha do Hospital;

Antes

Depois

2.7.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Não houve nenhuma compra de equipamentos por parte do Hospital neste mês de novembro.

Página 118

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.7.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ADM. ASSISTENTE ASSIST. ADMINISTR. AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL I AUX. DEP.PESSOAL II AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA COORD. ADM. PESSOAL COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) FISIOTERAPEUTA MEDICO PLANTONISTA MOTORISTA NUTRICIONISTA PINTOR RECEP. POSSO AJUDAR TEC EM RADIOLOGIA TEC. DE LABORATORIO TEC. ENFERMAGEM TEC. SEG. TRABALHO Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 39 1 1 1 22 11 1 13 6 1 15 4 4 1 1 1 3 2 1 11 1 141

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FISIOTERAPIA GESTAO DE PESSOAS N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 2 40 2 26 4 1

Página 119

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

HIG. E LIMPEZA LABORATORIO LAVANDERIA MANUTENCAO MEDICINA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. SESMT Total Geral

22 1 11 1 4 2 3 21 1 141

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 50 0 0 1 0 OUTUBRO 13 1 0 1 0 NOVEMBRO 76 0 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SETEMBRO 0 2 0 1 44 OUTUBRO 0 3 2 2 45 NOVEMBRO 0 4 2 2 100

Página 120

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral

0 4 0 0 0 51

1 10 0 1 0 64

1 30 1 1 0 141

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Porto Nacional, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 28 horas com a participação de 164 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior comparada com o mês de outubro, entretanto este mês houve um aumento significativo no número de ações realizadas comparado com apenas 2 do mês de outubro. Para este mês realizaremos o curso de Gestão de Enfermagem e finalizaremos o levantamento de necessidades para 2012. Em dezembro teremos o curso de SAE/Teorias de Enfermagem. Cabe ressaltar, a realização da Integração Institucional, que terá continuidade, ainda neste mês através do treinamento admissional dos serviços de enfermagem, Nutrição e Higienização, neste mês.
CURSO Enfermagem no trabalho Higienização hospitalar Brigada de Incêndio Anotações de enfermagem Treinamento no Atendimento aos Indígenas Flebite Rotina de Solicitação de Materiais e Medicamentos Humanização nos Processos de Trabalho Integração Institucional TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 18 36 18 13 15 22 11 15 16 164 TOTAL DE HORAS 4 4 4 2 4 4 2 2 2 28

Página 121

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.7.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Comemoração do Dia do Técnico de Radiologia

O NEP do Hospital busca homenagear os servidores nos dias destinados aos mesmos. Neste mês, comemoramos o dia do Técnico de Radiologia ofertando a nossa equipe um momento festivo. Entregamos uma lembrança para cada um com seu nome escrito para ficar mais pessoal e finalizamos com uma apresentação em slides e um Coffe Break com a participação de todos os colaboradores da radiologia juntamente com a Diretoria do Hospital. • Ginástica laboral;

A equipe de Fisioterapia apresentou para a diretoria um projeto destinado ao colaborador, realizando diariamente In Loco nos setores a atividade de Ginástica laboral, com o objetivo de melhoria da saúde ocupacional de todos e melhorar a integração entre os setores. • Pesquisa de Satisfação do funcionário no Refeitório.

Com a reforma do refeitório, implantamos a pesquisa de satisfação do serviço de SND do hospital.

2.7.6 SUPORTE TÉCNICO Médico • Estudo para aumento de numero de leitos cirúrgicos no Hospital de Porto Nacional com retirada dos

pacientes geriátricos para assistência no asilo João XXIII com 32 leitos; solicitado estudo de viabilidade para execução deste projeto; existem outras propostas de mudanças internas apresentadas pelo DG Omar; • ais. Enfermagem Visita e acompanhamento da evolução do plano de Ação elaborado em setembro/11: Mantido contato sistemático com os promotores do MPE entre eles das cidades de Palmas, Porto Nacional e Paraíso através do qual temos tido resolutividade dos casos antes de tornarem-se demandas judici-

Página 122

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • • •

Sugerido a criação de grupos de interesse especificamente em emergências e Sistematização de Orientado a confecção de cronograma de treinamentos junto ao NEP com foco inicial em administraOrientado a criação de Kits de medicamentos para racionalização de recursos. Orientado a implantar a identificação de pacientes elaborado em outubro de 2011. Nesta unidade se observa pouca evolução na organização de atividades, apesar das orientações e

Assistência de Enfermagem. ção de medicamentos.

visitas da consultoria oferecendo todo o suporte para tais implantações.

2.7.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE • • • Inicio das atividades do Supervisor do S.A.U. Realizando visita diária a todos os usuários internos; Visita do Diretor Geral aos pacientes internos. Posto Médico na Ilha Real para atendimento do povo indígena durante os Jogos Indígenas.

2.7.8 PROCESSOS GERENCIAIS

• • • • • • •

Confecção dos crachás de todos os colaboradores do Hospital; Controle de acesso ao Hospital, utilizando o crachá obrigatório nas dependências do Hospital; Instalação do relógio ponto dos colaboradores da Pró-Saúde (CLT) Inicio das atividade In Loco da engenharia clínica; Adequação da Portaria 132 nas escalas do Hospital; Implantação do processo de 5S no setor financeiro; Adequação das rotinas do Centro Cirúrgico.

2.7.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Posto médico dos Jogos Indígenas.

Página 123

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.8 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE GUARAÍ

2.8.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Comissão de controle de Infecção Hospitalar: entre as principais mudanças pode-se destacar o uso de sapato fechado, jalecos, vestimentas adequadas e mudança na distribuição de refeições. Foram também foram padronizados os curativos. Comissão de Farmácia e Terapêutica: foram revisadas as listas de medicamentos padronizados. Foi orientada a chefia da farmácia sobre erros na dispensação de medicamentos. Cadastramento dos itens padronizados no sistema MV. Comissão de Revisão de Prontuário: foram revisados os prontuários, com avaliação da comissão da baixa qualidade no preenchimento. Optou-se pela notificação dos diretores geral, clínico e técnico, chefia de enfermagem alertando sobre a necessidade de melhora significativa no preenchimento dos documentos. Comissão de Óbito: criação da comissão com coordenação da Dr. Cristina. Comissão de Ética: em virtude das duas convocações sem nenhum candidato, serão nomeados até o final do mês de novembro os membros.

Página 124

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SAU O S.A.U. (Serviço de Atenção ao Usuário), no período de 21/10/2011 à 24/11/2011, realizou o total de 44 Registros de Opiniões, sendo:29 Reclamações e todas foram avaliadas pela supervisora do SAU e o senhor Diretor Miguel e em seguida avaliadas e solucionadas. As respostas foram encaminhadas em tempo hábil foi dado uma resposta para usuário.
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada Novembro 2011 29 10 05 44 29 80% 100%

Além dos Registros de Opinião, o S.A.U., também realiza todos os dias as pesquisas de satisfação utilizando terminais. A Pesquisa Rápida e o resultado são encaminhados diariamente ao site. Os índices do período são apresentados no quadro a seguir:
SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? NOV.2011 91,30% 87,83% 80,00% 60,29% 86,22% 78,64% 57,15% 29,34% 72,68% 98,28% 47,19% 67,07% NOV.2011 79,02% 76,93% 72,73% 59,44% 79,02% 44,76% 67,83% 68,53%

Página 125

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - SADT OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? Média Período 90,20% 83,89% 64,83% 43,66% 77,14% 40,00% 61,59% 65,90%

87,82% 84,06% 79,71% 81,57%

NOV.2011 82,71% 86,64% 76,82% 56,97% 76,82% 40,86% 58,54% 68,48%

NOV.2011 89,48% 83,16% 71,58% 84,21% 65,26% 72,63% 77,72%

Após a avaliação da Pesquisa Rápida, nos setores a onde a meta de satisfação não foi atingida é feito uma avaliação com todos envolvidos para que possamos verificar os nossos pontos fracos e fortalecer os pontos fortes. O S.A. U do Hospital Regional Público de Guaraí encontra em fase final da construção de uma sala para a Equipe, para que possamos alcançar um trabalho de excelência. A Equipe é composta por uma supervisora, e três colaboradoras Posso Ajudar. A Direção do Hospital está em fase de contratação de mais duas colaboradoras. .

2.8.2 RECURSOS HUMANOS

Página 126

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. CONT. II ASSIST. INFORMATICA AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL I AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA AUX. MANUTENCAO COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. ADMINISTRATIVO DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) LIDER DE S.H.L. MEDICO PLANTONISTA NUTRICIONISTA OPER. LOGISTICA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. SAU TEC EM RADIOLOGIA TEC. ENFERMAGEM Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 15 1 1 1 1 13 4 1 1 7 4 1 1 5 1 3 1 2 3 1 3 3 73

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA MANUTENCAO N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 3 15 2 8 1 15 4 1

Página 127

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

MEDICINA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. T.I Total Geral

3 3 4 13 1 73

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 30 0 0 0 0 OUTUBRO 4 0 0 2 0 NOVEMBRO 37 1 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO SETEMBRO 0 6 5 3 13 0 3 0 0 0 OUTUBRO 0 6 5 5 16 0 4 0 0 0 NOVEMBRO 0 7 6 5 39 0 16 0 0 0

Página 128

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Total Geral

30

36

73

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Guaraí, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 50 horas com a participação de 170 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior as oferecidas no mês de outubro, entretanto obtivemos um aumento no número de ações que no mês de outubro foram de apenas 3, atingindo 110 servidores/colaboradores. A integração institucional, está prevista para o próximo mês, bem como, ações para os profissionais da enfermagem. Ainda para este mês está programado o curso de Gestão em Enfermagem e também a finalização do levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012.
CURSO Treinamento Operacional MV Curso de Higienização Hospitalar Administração e cálculo de medicação Rotinas de BAR Teste rápido de HIV e Sífilis Orientações do processo de Higienização Orientações do processo de Lavanderia Orientações do processo de Nutrição TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 14 16 68 15 28 15 4 10 170 TOTAL DE HORAS 10 4 2 2 20 4 4 4 50

Página 129

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.8.3 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Foi realizada em 25/11/2011 a festa dos aniversariantes do mês.

2.8.4 SUPORTE TÉCNICO Enfermagem Visita técnica a estrutura do hospital e acompanhamento do funcionamento do hospital: • • • • • • Verificação da inexistência da Certidão de responsabilidade técnica orientada a providenciar. Proposto um organograma para organização do serviço. Proposto um dimensionamento de quadro de enfermagem. Orientado a organização de uma relação com dados cadastrais de todos os profissionais de enferOrientado adequação das escalas de trabalho conforme legislação vigente (estatuto do servidor) Proposto: padronização do material de urgência, implantação de lista de conferência do material,

magem e respectivo coren.

lista controle da temperatura da geladeira de medicação, controle de materiais fixos da unidade, escala de atividades por plantão, escala diária de divisão de pacientes. • Elaborado calendário de treinamento para serviço de enfermagem junto ao NEP para mês de dezembro.

Página 130

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • •

Desenvolvido um treinamento abordando o processo de administração de medicação tendo como Elaborado um plano de ação, junto a coordenação de enfermagem. Desenvolvido uma reunião junto ao corpo de enfermeiros com o objetivo de esclarecer sobre os objeDesenvolvido uma reunião junto ao serviço de controle de infecção hospitalar com o objetivo de a-

foco discutir a prevenção do erro no processo de administração de medicação.

tivos do trabalho junto à consultoria. poiar a estruturação do serviço.

2.8.5 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Realização da primeira reunião do corpo clínico de 2011 com a participação de 11 médicos, buscando afinar as atividades médicas do hospital.

2.8.6 PROCESSOS GERENCIAIS

Estruturação do fluxo para cirurgias eletivas com agendamento com aumento no número médio de cirurgias de 20 mensais para 70. Reuniões periódicas com os gerentes para identificação das dificuldades enfrentadas e solução de problemas.

2.8.7 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Participação do Diretor Geral na reunião da CIR Lobo-Guará para estreitar o relacionamento do hospital com os gestores municipais. Participação na vinda do Governador João Oliveira à Guaraí com realização de culto na Igreja Assembléia de Deus.

2.8.8 OUTROS

Página 131

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Foram feitas simulações do sistema MV, buscando a minimização de intercorrências na implantação. Neste sentido, foram encontrados e sanados pequenos problemas, tais como o lançamento de notas fiscais de entrada e dificuldades de acesso por alguns colaboradores. Segue abaixo mapa de simulações fornecido pela MV.

Página 132

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.9 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARRAIAS

2.9.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Implantamos Comissões Assistenciais que muito vieram a agregar nos trabalhos multidisciplinares, integrando todas as equipes administrativas e assistenciais. Tivemos com base reuniões devidamente pautadas para repassar aos envolvidos a importância da instauração das comissões dentro da nossa unidade e os beneficio de termos as comissões atuando em atividades em nosso hospital. Concluímos a implantação das Comissões, visando atender todas as questões legais, mas também buscar integração para desenvolvimento de uma estrutura que preconize técnicas cientificas e discussões de condutas médicas que venham a impactar nos resultados assistenciais com resolutividade. Concomitante a estas Comissões estamos criando o Regimento Interno da Unidade, com objetivo de organizar os trabalhos e o funcionamento da Instituição colaborando para melhoria continua dos processos assistenciais e administrativos. INDICAÇÃO CCIH – COMISSAO DE CONTROLE DE INFECÇÃO HOSPITALAR A Comissão de Infecção Hospitalar foi reestruturada, e vem se organizando para funcione ativamente visando à melhoria das informações, sobretudo os dados estatísticos, a prevenção e combate das infecções hospitalares e padronização de procedimentos a fim de diminuir o risco de infecção hospitalar em nossa instituição. Nesses três últimos trimestres a CCIH vem junto com a Comissão de Gerenciamento de Resíduos elaborando o plano que está em fase de conclusão, tem trabalhado junto ao serviço de higienização e limpeza para padronização das rotinas e protocolos e melhoria dos serviços prestados, elaborou o regimento interno da CCIH, e implantou o programa de imunização dos funcionários. Temos buscado a qualidade e a saúde em sua plenitude, porque acreditamos que a prevenção e a principal forma de evitar qualquer doença. E temos como desafio a incorporação nas atividades diárias a Educação Continuada dos profissionais que atuam direta ou indiretamente na assistência
Taxas Taxa De Infecção Hospitalar Set 0% Out 0% Nov 0% Total 0%

Página 133

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SAU O S.A.U é um serviço que tem como objetivo monitorar e avaliar a qualidade de atendimento nos hospitais de maneira rápida e continua dos pacientes e acompanhantes, ouvindo a opinião dos mesmos que utilizam a nossa assistência. Todas as manifestações que são identificados com nome e telefone de contato são registrados como reclamação ou elogios, entretanto quando não forem identificadas, elas se tornam apenas uma opinião, sendo no final de cada período, tabulada e transformada na Pesquisa de Satisfação do Cliente. A pesquisa de satisfação é um instrumento eficaz para medir, de forma metodológica e cientifica, o quanto seus clientes estão satisfeitos com sua empresa e onde ela deve atuar para garantir a satisfação e fidelidade deles e maximizar os resultados por meio de aplicação de um questionário fechado através de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridos as perguntas por setor em cada máquina (internação, pronto socorro, ambulatório, SADT). O quadro abaixo apresenta os índices de satisfação identificados na pesquisa:
SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período 75,00% 72,22% 75,00% 75,00% 69,44% 55,56% 66,66% 69,84% NOV.2011 97,18% 91,08% 89,67% 77,94% 88,73% 82,63% 90,61% 88,26% 76,48% 81,81% 72,72% 78,79% 84,85% 48,48% 54,54% 71,10% NOV.2011 87,02% 75,97% 73,38% 66,24% 74,67% 49,35% 73,38% 71,43%

Página 134

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - SADT OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período NOV.2011 17,97% 19,54% 25,00% 38,28% 26,56% 42,97% 28,39% 85,00% 85,00% 80,00% 78,94% 89,48% 78,95% 84,21% 83,08% NOV.2011 84,79% 80,43% 76,08% 64,49% 75,37% 60,14% 67,39% 72,67%

Além da ferramenta eletrônica o S.A.U também se dispõe de um formulário que serve para registrar sugestões, elogios, opiniões e reclamações. Apesar de ter sido implantado e divulgado, esse serviço ainda não efetivou registros escritos. No mês de outubro de 2011, o SAU foi efetivamente implantado no HRPA com quatro colaboradores, distribuídos nas seguintes funções:  Supervisora da S.A.U: com a função de orientar, encaminhar os assuntos que demandam do “Posso Ajudar” e administrativo do S.A.U.  Administrativo do S.A.U de coletar “Pesquisa Rápida” e registro de opinião além de acompanhar processo de tratativas.  Posso Ajudar: acolher o usuário com cordialidade, verificando a necessidade e encaminhamento de acordo com o fluxo definido do hospital e suas demandas. Por meio deste serviço S.A.U, a instituição obtém uma visão real, podendo assim, intervir assumindo novas ações, visando melhorar a satisfação de nossos usuários.

2.9.2 INVESTIMENTOS
Página 135

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

No quesito investimentos podemos salientar que estamos de forma macro, identificando as questões assistenciais e estruturais emergências e atuando de forma paliativa porem com extrema eficácia nas ações. Seguem algumas questões; • • • Compra de mesas para reestruturação da recepção hospitalar; Aquisição de dois purificadores de água para melhor atender o paciente da nossa unidade; Aquisição de um PABX para auxiliar e viabilizar os fluxos na unidade dentre outras

Em síntese todas estas ações fazem parte integrante de um plano de ação que periodicamente é monitorado pela nossa Coordenação Operacional de gestão da pro saúde, que além de acompanhar nos auxilia na tomada de decisões para melhoria continua da unidade.

2.9.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Estamos trabalhando com o parque de equipamentos do Estado que foi disponibilizado ao hospital desde o início da gestão da Pró-Saude, porém em paralelo, foi realizado um levantamento minucioso de todos equipamentos junto com à equipe assistencial e foi constatado a necessidade da aquisição e manutenção de alguns equipamentos, ressalto que a lista já esta em poder da SESAU e a equipe de engenharia clinica já esta nos auxiliando com estas questões para que assim possamos prestar um atendimento com qualidade segurança aos nossos pacientes. Dentre as aquisições de equipamentos podemos evidencias a compra dos micros computadores para implantação do software de gestão hospitalar que ira auxiliar nossos processos operacionais. Recentemente realizamos a troca e aquisição do aparelho televisor de 14 polegadas da recepção por um aparelho mais moderno de 42 polegadas, este nos auxiliara com vídeos informativos.

2.9.4 RECURSOS HUMANOS

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. FINANC. II AUX. HIG. LIMPEZA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 7 1 10

Página 136

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

AUX. INFORMATICA AUX. LAVANDERIA COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL NUTRICIONISTA OPER. LOGISTICA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. SAU SUPERV. SPR/SHL TEC EM RADIOLOGIA

1 3 6 2 1 1 1 3 1 1 2

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. T.I Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 2 7 1 11 3 2 4 9 1 40

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 20 0 0 1 0 OUTUBRO 4 0 0 1 0 NOVEMBRO 13 0 0 1 0

Página 137

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 1 3 1 0 12 1 3 0 0 0 21 OUTUBRO 1 3 1 0 17 1 3 0 0 0 26 NOVEMBRO 1 3 2 0 26 1 7 0 0 0 40

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Arrais, no mês de novembro apresentaram uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 48 horas com a participação de 40 servidores/colaboradores. Estão previstas ações ainda para este mês para profissionais da enfermagem (Curso de Gestão de Enfermagem e Rede Cegonha). Também estará sendo finalizada o levantamento de necessidades de treinamentos para 2012. Em dezembro será realizado os cursos de 3 M para os profissionais de CME e CC e o curso de SAE/Teorias de Enfermagem.
CURSO Bomba de Infusão e Seringas Retráteis Treinamento Sistema Operacional MV TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 22 18 40 TOTAL DE HORAS 44 4 48

Página 138

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.9.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

A motivação está diretamente ligada ao sentimento de valorização do funcionário frente à instituição. Dia do Servidor Publico No dia 28 de outubro de 2011, a Direção Geral do Hospital Regional Público de Arrais ofereceu um almoço especial a todos os servidores presentes. Foi um encontro importante entre os servidores para valorizar o trabalho e a confiança de todos. Dia do Médico No dia 18 de outubro o Hospital Regional Público de Arraias comemorou o “Dia do Médico”, que é um dos mais importantes profissionais presentes em nossa sociedade. Sua função está ligada à manutenção e restauração da saúde. Este profissional utiliza o saber específico, técnicas e abordagens que lhe permitem promover a saúde e o bem-estar físico, mental e social dos indivíduos. A Direção Geral do Hospital Regional Público de Arraias ofereceu um delicioso café da manhã especial com direito a pães, bolos, biscoitos, frutas, sucos e refrigerantes, além de causar interação entre todos que estavam presentes.

2.9.6 SUPORTE TÉCNICO Enfermagem Visita e elaboração de plano de Ação com sugestões para: • Elaboração de cronograma de treinamentos junto ao NEP.

Página 139

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • • • • ca. •

Criação de grupos de interesse em atendimento de emergência, pele e feridas e Sistematização da Orientado equipe para iniciar processo de eleição da comissão de ética em Enfermagem, apresenOrientado quanto a elaboração de fluxos assistenciais para avaliação e adequações. Fornecido modelo Instruções de Trabalho e orientado a confecção das mesmas. Orientado a implantação de pulseiras para identificação de pacientes. Orientado quanto a necessidade de regularizar o Registro da Certidão de Responsabilidade TécniOrientado a implantação de registros de livro e entrada e saída de pacientes no Pronto Socorro.

Assistência de Enfermagem. tado e disponibilizado modelo de regimento.

2.9.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE No âmbito hospitalar humanizar é preciso, frente esta colocação, estão sendo desprendidas diversas ações como disponibilizar de forma cortez café, chá e bolachas para nosso paciente e acompanhante resgatando o fator humanização em nossa unidade. Trouxemos uma capacitação (Oficina de Humanização) para equipe multidisciplinar com intuito de promover o respeito e a dignidade humana dentro da unidade dentre outras ações. Junto à diretoria Técnica do Hospital estamos trabalhando com muita atenção na questão da escala medica a qual vem sendo acompanhada e minuciosamente monitorada para atender de forma exclusiva as necessidades do hospital, pois necessitamos de uma retaguarda médica mais ampla. No quesito áreas clinicas, o hospital vem adaptando estas áreas em um formato dinâmico para atender da melhor forma os fluxos internos dos pacientes dentro do hospital e realocando algumas áreas para beneficiar a assistência prestada. Implementamos o manual de internação do paciente com dicas de como ser um bom acompanhante, horários das refeições dentre outros. Elaboração um vídeo institucional com dicas uteis de saúde aos pacientes e acompanhantes que aguardam o atendimento tudo para auxiliar o paciente em sua estadia no hospital, mesmo que seja de breve passagem dentre outras ações.

2.9.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Página 140

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Utilizando a metodologia da gestão transparente e participativa estamos realizando reuniões periódicas com os gestores de modo a identificar as necessidades dos colaboradores frente à assistência. No quesito “logística”, instauramos o departamento de compras na unidade, realizamos o inventário dos matérias e medicamentos da farmácia e estamos implementando uma nova metodologia para um controle eficaz na circulação destes itens dentro da unidade. Como nossa gestão mensura todos os dados produzidos na unidade, foi criado o departamento de estatística hospitalar onde são devidamente pontuados e estratificados os dados aqui produzidos. É premissa básica trabalharmos e alinharmos as informações internas com nossos colaboradores, pois preconizamos que toda informação deve ser repassada aos funcionários de forma clara e de fácil absorção e para isso criamos os murais informativos de modo a nos auxiliar com esta questão. Alinhamos o uso do crachá com todas as áreas visando a melhor identificação do colaborador e a visualização rápida por parte do paciente em solicitar auxilio. Criamos internamente um laboratório de informática do Hospital com equipamentos de ponta onde estão sendo realizadas capacitações de informática básica e treinamento MV – Sistemas para os funcionários da unidade. Capacitar, dar subsídios, alinhar os fluxos e buscar qualidade estão sendo o foco primordial da instituição e para isso, temos consultorias atuando com muita sinergia nas áreas de higiene e limpeza, treinando e capacitando os membros destas equipes.

2.9.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Como o foco principal da nossa unidade é restabelecer o fluxo cirúrgico, reformatamos o centro cirúrgico, realizamos a devida manutenção dos equipamentos e por últimos estamos pleiteando a contratação de um anestesista para uma retaguarda mais completa. Tomamos a iniciativa de conhecer todos os secretários de saúde dos municípios circunvizinhos que fazem parte da nossa demanda de modo a interagir com estas autoridades e identificar possíveis demandas cirúrgicas reprimidas nos município em questão. Após estes contatos, estaremos montando um fluxo cirúrgico de acordo com as necessidades apresentadas. Tivemos a oportunidade de contatar a secretaria de educação e todas as diretorias de ensino do município para interagir com estas áreas deixando claro o auxilio no caso de epidemias, focos de doenças e outras questões que envolvam as crianças do município. Estreitamos os contatos também com o Poder Judiciário, Delegado da Policia Civil, Prefeito, e vereadores deste município.

Página 141

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.9.10 OUTROS Dia das Crianças O dia das Crianças foi um dia feliz no Hospital Regional Público de Arraias, a animação iniciou com as boas vindas do Diretor Geral e toda equipe de profissionais, transformando o ambiente hospitalar em um mundo de sonho e fantasia, com muita diversão. As crianças assistidas pelo Hospital Regional Público de Arraias receberam carinho de todos, ouviram histórias infantis, assistiram filmes, desenharam, participaram de diversas brincadeiras, receberam os Parabéns com bolo, doces, refrigerantes e sucos. Os pais que estavam acompanhando seus filhos que estavam internados aprovaram a idéia e sentiram efeito positivo do trabalho de toda a equipe pela iniciativa de comemorar o Dia das Crianças, diferente, mesmo sendo no Hospital, onde as crianças ficam tristes e ansiosos e tensos. Os “Pequenos Pacientes” tiveram um dia inesquecível com muita alegria, descontração e surpresas, mesmo estando em um ambiente hospitalar. Projetos:   Dia 01 primeiro de dezembro estaremos realizando o dia mundial de combate a AIDS; Estamos formatando um programa de ginástica laboral para os nossos colaboradores.

Casos suspeitos ou confirmados de doenças de notificação compulsória Todos os casos Diagnosticados de Doenças que exigem Notificação Compulsória foram enviados a Secretaria Municipal de Saúde – Departamento de Vigilância Municipal. E todos que devem ser investigados foram investigados e feitos o seu encerramento no SINAN. Fazemos revisão de todas as fichas atendidas pelos médicos das 24 horas de atendimento, para que nenhuma notificação passe despercebido e ocorra subnotificação dos casos.
Agravo Dengue Acidente De Trabalho Acidente Com Animais Peçonhentos Antirrábico Violência Domestica Set 03 01 01 02 0 Out 01 0 05 0 01 Nov 01 0 01 0 0 Total 04 01 07 02 01

Página 142

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Meningite Intoxicação Exógena Outros Total

0 1 0 8

0 01 0 8

0 04 0 6

0 06 0 21

Obs.: Os dados do mês de novembro foram coletados até o dia 24. Apresentação do Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólido do Serviço de Saúde (PGRSSS) A PRÓ-SAÚDE visando o comprometimento da alta direção, dos colaboradores e das equipes envolvidas na questão ambiental e a melhoria continua dos processos de segurança, tem atuado continuamente no Gerenciamento de Resíduos Sólidos na Unidade, com o objetivo de conscientização e capacitação de todos a fim de prevenir riscos com acidentes do trabalho, e garantir a preservação da saúde pública e do meio ambiente, elevando desta forma à qualidade de atenção dispensada ao assunto. Assim acreditamos estar, racionalizando o consumo de material, evitando desperdícios, cumprindo a legislação vigente, prevenindo os riscos à saúde e/ou ao meio ambiente, minimizando a quantidade de resíduos que possam trazer riscos, maximizando a segregação dos resíduos recicláveis através de instruções as pessoas para aderiram ao programa de coleta seletiva. Estamos exaustivamente buscando alternativas de mercado para contratação de uma empresa especializada em coleta de lixo hospitalar para que possamos realizar um controle efetivo do lixo hospitalar como preconizam as legislações vigentes. Implantação de protocolo de atendimento especializado e de procedimentos administrativos Com o propósito de organizar os recursos necessários a prestação de serviços qualificados que atenda os requisitos contratuais, legais e regulamentares, esta unidade vem seguindo as normativas da PRÓ-SAÚDE, esta implantando a estrutura documental demonstrado abaixo:

Página 143

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

1º NÍVEL

Manual de Gestão Organograma

Regimento do Corpo Clínico

2º NÍVEL

Mapa de Processo Procedimentos de Gestão Manuais

3º NÍVEL

Protocolos Clínicos Instruções de Trabalho

4º NÍVEL

Registros (planilhas/ tabelas/ formulários)

Figura 1 Atualmente, contemplando o 3º e 4º nível da pirâmide documental, implantamos os registros, planilhas, tabelas, formulários, plano de ação, seguindo para o 2º nível onde se encontram os protocolos clínicos e instrumentos de trabalho administrativo. Esta gestão permite que todo funcionário tenha o conhecimento dos processos e atividades que desempenham, assim como todo novo funcionário ao ser admitido recebe todos estes Instrumentos de Trabalho proporcionando melhor integração com a função que desempenhará e como resultado melhor atender os Usuários.

Página 144

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.10 HOSPITAL PÚBLICO DE DOENÇAS TROPICAIS

2.10.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Todas as comissões em pleno funcionamento, conforme pode ser comprovado pela convocação e atas anexas. Comissão de Ética: A reunião não havia sido realizada até o fechamento deste relatório, mas foi agendada para o dia 29/11 conforme convocação anexa. Farmácia e Terapêutica: reunião realizada no dia 10/11 conforme ata anexa. Óbito: reunião realizada no dia 22/11 conforme ata anexa. Prontuário: reunião realizada no dia 22/11 conforme ata anexa. CCIH: reunião realizada no dia 10/11 conforme ata anexa. SAU O Serviço de Atendimento ao Usuário já está implantado com os servidores do Estado. A Pesquisa de satisfação sendo realizado, porem com o numero de amostragem inferior ao ideal por falta de funcionários para realização das mesmas. Tratamento de queixas sendo realizado através da ouvidora Graziele, concursada do Estado, que está respondendo a demanda, e encaminhando conforme relatório enviado a Coordenação Regional. No decorrer do período, foram encaminhados 7 Registros de Opinião, conforme quadro abaixo:
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada Novembro 2011 02 02 03 07 02 80% 100%

Página 145

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

A Sala para o SAU será disponibilizada após a reforma da recepção. Treinamentos com a equipe vem sendo realizados desde o mês de outubro, tendo em novembro sido realizado no dia 16 de novembro, com a Sra Áurea Moreira, coordenadora do SAU regional." Nossos índices de satisfação em relação ao período anterior são apresentados no quadro abaixo.
SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período 99,95% 96,86% 93,04% 74,20% 89,03% 87,58% 94,12% 90,68% NOV.2011 98,44% 92,19% 96,88% 82,81% 90,62% 78,13% 93,75% 90,40% 95,98% 95,87% 95,83% 87,84% 95,04% 86,59% 94,23% 93,05% NOV.2011 95,97% 95,21% 95,72% 90,93% 92,44% 90,43% 97,99% 94,10% 97,79% 74,60% 91,09% 62,92% 83,34% 70,77% 90,00% 81,50% NOV.2011 99,34% 83,01% 92,15% 66,01% 84,31% 76,47% 94,12% 85,06%

Página 146

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SATISFAÇÃO - SADT OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período 83,06% 85,72% 70,00% 74,45% 77,10% 80,44% 78,46% NOV.2011 60,38% 85,85% 59,43% 83,02% 62,27% 83,96% 72,49%

2.10.2 INVESTIMENTOS 

Troca do todo o telhado do ambulatório e setor administrativo, acabando assim com as infiltrações;

Telhado Antes

Telhado depois

Página 147

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Troca de todo piso cerâmico da recepção, ambulatório e consultórios por granitina, adequando assim todo o piso do hospital as exigências da VISA;

Piso antes

Página 148

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Piso depois

Página 149

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pintura dos corredores e áreas de circulação de todo o hospital.

Pintura antes

Página 150

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pintura depois

Página 151

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.10.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Em novembro foram adquiridos os seguintes equipamentos: • • • • • • • • • • 02 condicionadores de ar (split) de 12.000 BTUS; 01 carro de ferramentas; 01 compressor 7,6 PES; 01 furadeira 600w; 01 motor esmeril; 05 rack para computador 02 gaveteiros; 02 mesas; 01 arquivo quatro gavetas; 02 exaustores.

2.10.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES AGENTE DE PORTARIA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 4

Página 152

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. INFORMATICA AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL III AUX. FINANCEIRO AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA COORD. DE T. I. COORD. LOGISTICA COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL FARMACEUTICO (A) LIDER DE S.N.D. PSICOLOGO(A) SUPERV. SAU Total Geral

28 1 2 1 1 19 3 1 1 1 10 5 1 3 1 1 1 84

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
FUNÇÕES AGENTE DE PORTARIA ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. INFORMATICA AUX. ALMOXARIFADO AUX. DEP.PESSOAL III AUX. FINANCEIRO AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA COORD. DE T. I. COORD. LOGISTICA COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 4 28 1 2 1 1 19 3 1 1 1 10 5 1

Página 153

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

FARMACEUTICO (A) LIDER DE S.N.D. PSICOLOGO(A) SUPERV. SAU Total Geral

3 1 1 1 84

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 50 0 0 0 0 OUTUBRO 1 0 0 1 0 NOVEMBRO 34 4 0 2 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO SETEMBRO 0 11 8 3 23 2 3 0 0 0 OUTUBRO 0 10 8 3 24 3 3 0 0 0 NOVEMBRO 0 9 9 2 53 3 7 1 0 0

Página 154

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Total Geral

50

51

84

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Doenças Tropicais, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 69 horas com a participação de 358 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior as oferecidas no mês de outubro, entretanto houve um aumento no número de participações e ações em relação ao mês anterior, tendo 297 participações. A integração institucional, neste mês foi uma ação significativa, assim como o treinamento de atendimento ao cliente, Ainda teremos em novembro as ações para os profissionais da enfermagem ( Rede Cegonha, Cálculos, dosagem e vias de administração e Gestão em Enfermagem. Está previsto para este mês a finalização do levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012.
CURSO Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Atendimento (MV Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Estoque (MV) Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Estoque (MV) Treinamento Operacional de Estoque (MV) Humanização na Atenção e Gestão em Saúde - Humaniza SUS Humanização na Atenção e Gestão em Saúde - Humaniza SUS Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) PGRSS Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Controle de Infecção Hospitalar Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Intetegração PRÓ - SAÚDE Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Encontro Mensal do Enfermeiros Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) NÚMERO DE PARTICIPANTES 3 3 4 11 7 8 9 20 14 8 21 1 1 4 39 5 1 3 66 5 9 1 TOTAL DE HORAS 4 4 4 4 4 4 4 4 1h 30m 2h 30m 3 1 1 1 6 1 1 1 1 1 1 1

Página 155

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Atendimento ao cliente Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO (MV) TOTAL

4 109 2 358

1 12 1 69

2.10.5 SUPORTE TÉCNICO

Enfermagem Visita técnica e acompanhamento das atividades • • • • • • Verificação da inexistência da Certidão de responsabilidade técnica orientada a providenciar. Proposto um organograma para organização do serviço. Proposto um dimensionamento de quadro de enfermagem. Orientado a organização de uma relação com dados cadastrais de todos os profissionais de enferOrientado adequação das escalas de trabalho conforme legislação vigente (estatuto do servidor). Proposto: padronização do material de urgência, implantação de lista de conferência do material,

magem e respectivo COREN.

lista controle da temperatura da geladeira de medicação, controle de materiais fixos da unidade, escala de atividades por plantão, escala diária de divisão de pacientes. • • Elaborado calendário de treinamento para serviço de enfermagem junto ao NEP para mês de deDesenvolvido um treinamento abordando o processo de administração de medicação tendo como zembro. foco discutir a prevenção do erro no processo de administração de medicação.

Página 156

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• •

Elaborado um plano de ação, junto a coordenação de enfermagem. Definido junto a direção de enfermagem e Geral a colocação de Enfermeira.

2.10.6 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Com a inauguração da UPA foram realizadas reuniões com os diretores gerais, técnicos e clínicos do Hospital Regional, Hospital Municipal, HPDT e UPA, para definição do fluxo de atendimento os pacientes. Realização de reunião com os diretores técnico, clínico e geral para implantação dos protocolos clínico do Ministério da Saúde para as principais doenças registradas no hospital

2.10.7 PROCESSOS GERENCIAIS Reuniões periódicas com os gerentes para identificação das dificuldades enfrentadas e solução de problemas.

2.10.8 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Participação do Diretor Geral na reunião da CIR Lobo-Guará para estreitar o relacionamento do hospital com os gestores municipais e colocar o HPDT a disposição para o esclarecimento de duvidadas dos médicos quanto ao tratamento das doenção relacionadas as especialidades do hospital.

Página 157

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.11 HOSPITAL TIA DEDÉ

2.11.1 METAS CONTRATUAIS Comissões CCIH: Reunião semanal para deliberar sobre desenvolvimentos dos trabalhos, montagem das normas e rotinas da limpeza com definição das áreas críticas, semi-críticas e não críticas, verificação da necessidade de definir o dimensionamento de servidores da limpeza para atender as áreas segundo a sua classificação de risco. Verificação e notificação de servidores em desconformidades com as normas de biosegurança. Produção de relatórios mensal para controle de infecção hospitalar. Reunião com o corpo clínico para definir a implantação da medicação e protocolos de uso de antibióticos, terapêuticos e profiláticos. Comissão de Óbito: Visita Técnica ao Hospital Dª Regina para aquisição de kno-how fortalecendo o desenvolvimento das atividades, criação de programa de trabalho integrado ao Núcleo de Vigilância Epidemiológica e Comissão de ética Médica. Comissão de Terapêutica e Farmácia: Reunião semanal para definição de revisão da padronização de medicamentos e propuseram a inserção de novos medicamentos para fins padronização, submetido a logística para apreciação da Comissão de Farmácia Terapêutica da Pró-Saúde. Comissão de Revisão de Prontuários:- Reunião semanal para orientação aos membros sobre a nova dinâmica de trabalho a partir da informatização (MV), atentando para o preenchimento correto dos campos obrigatórios, e para as datas no formulário de internação, e documentação nas GPA‟s. SAU O Serviço de Atendimento ao Usuário no Hospital Materno Infantil Tia Dedé está atuando na Busca Ativa (Pesquisa Rápida) e na Busca Passiva (Registro de Opinião). No período, apresentou índices de satisfação, conforme quadro abaixo:

Página 158

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 90,41% 96,92% 85,71% 16,40% 86,66% 67,79% 86,21% 75,73%

NOV.2011 76,99% 79,65% 69,02% 30,09% 72,56% 58,40% 74,34% 65,86%

SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 99,43% 86,13% 90,00% 8,98% 74,85% 71,52% 90,79% 74,53%

NOV.2011 96,75% 88,57% 90,00% 15,72% 57,86% 78,57% 82,11% 72,80%

SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 93,33% 93,33% 82,14% 21,43% 73,08% 69,23% 92,31% 74,98%

NOV.2011 91,09% 100,00% 91,09% 12,87% 75,24% 62,37% 92,07% 74,96%

SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento?

OUT.2011 73,34% 61,53% 50,00% 81,82% 36,36%

NOV.2011 95,95% 97,30% 43,24% 85,13% 72,97%

Página 159

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

63,63% 61,11%

90,54% 80,86%

As manifestações apresentadas pelos usuários foram feitas de forma verbal, apesar dos Registros de Opinião estarem a disposição para o preenchimento. Provavelmente, devido a equipe ainda não estar completa, o usuários têm optado pela manifestação verbal. Mesmo que não ocorrendo de forma documental, têm obtido toda a nossa atenção e empenho em minimizar as dificuldades que possam estar ocorrendo, visando a melhoria de nossos serviços.

2.11.2 INVESTIMENTOS * Construção de fossas sépticas em 21/11/2011, com previsão de término em dezembro do ano corrente, paralelamente acionou-se a SANEATINS, para solicitar a implantação da rede de esgoto uma vez que a região não é contemplada com a rede. SANEATINS foi favorável ao pedido da unidade iniciando o processo que culminará no atendimento da demanda. Desativada fossas sépticas antigas. * Resolução dos problemas de infiltração existentes em toda a edificação: obra iniciada em 04/10/2011 e finalizada em 07/11/2011, efetuado os serviços de troca de telhas e madeiramento ao tempo e correção de problemas de infiltração. * Reunião com proprietários do prédio, onde se obteve autorização para ampliação e reformas do centro cirúrgico. Fechamento de parceria com ITPAC para proceder a ampliação do centro cirúrgico, cujo processo encontra-se em fase de levantamento de custos para definição das responsabilidades. Levantamento cotação e orçamento de todo material necessários para atender pequenos reparos no centro cirúrgico. * Na data de 17/10/2011, levantamento e orçamento para fins de manutenção e aquisição de condicionadores de ar para toda unidade; * Projeto de reforma e adequação da cozinha contemplando o lactário em andamento. * Na data de 14/10/2011, a partir de visita técnica, foi elaborado projeto de engenharia, redefinindo o lay-out de acesso ao pronto socorro sem custos para unidade hospitalar. Feito cotação e orçamento para realização da obra, no aguardo de orientações para andamento do processo. * Finalizado o projeto de engenharia elétrica, aguardado definição para instalação das chamadas de emergência da enfermagem após o que aguardar orientações para iniciar o processo constante do item 7. * Elaborado primeira versão do projeto para instalação adequada da rede gases, aguardando evolução de negociação em aberto entre a Direção Operacional da Pró-Saúde e Direção Geral da White Martins para dar andamento no processo.

Página 160

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.11.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Não houve aquisição de equipamentos, no entanto foi feito levantamento de necessidade de aparelhamento em todos os setores especificamente no Centro Cirúrgico e no Berçário Patológico.

2.11.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. AUX. DEP.PESSOAL I AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL FARMACEUTICO (A) FISIOTERAPEUTA LIDER DE S.H.L. LIDER FINANCEIRO MEDICO PLANTONISTA MOTORISTA OPER. LOGISTICA SUPERV. SAU Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 21 1 14 1 6 4 1 2 4 1 1 1 1 2 1 61

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. AUX. DEP.PESSOAL I AUX. HIG. LIMPEZA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 21 1 14

Página 161

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

AUX. LAVANDERIA COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL FARMACEUTICO (A) FISIOTERAPEUTA LIDER DE S.H.L. LIDER FINANCEIRO MEDICO PLANTONISTA MOTORISTA OPER. LOGISTICA SUPERV. SAU Total Geral

1 6 4 1 2 4 1 1 1 1 2 1 61

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 29 0 0 0 0 OUTUBRO 2 0 0 2 0 NOVEMBRO 29 1 0 0 1

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO SETEMBRO 0 7 2 OUTUBRO 0 8 2 NOVEMBRO 0 8 2

Página 162

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral

1 16 1 2 0 0 0 29

1 17 1 4 0 0 0 33

1 35 1 13 1 0 0 61

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Doenças Tropicais, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 69 horas com a participação de 358 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior as oferecidas no mês de outubro, entretanto houve um aumento no número de participações e ações em relação ao mês anterior, tendo 297 participações. A integração institucional, neste mês foi uma ação significativa, assim como o treinamento de atendimento ao cliente, Ainda teremos em novembro as ações para os profissionais da enfermagem ( Rede Cegonha, Cálculos, dosagem e vias de administração e Gestão em Enfermagem. Está previsto para este mês a finalização do levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012.

CURSO Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Estoque (MV) Treinamento Operacional de Atendimento (MV) Treinamento Operacional de Estoque (MV) Treinamento Operacional de Estoque (MV) Humanização na Atenção e Gestão em Saúde - Humaniza SUS Humanização na Atenção e Gestão em Saúde - Humaniza SUS Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) PGRSS Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV)

NÚMERO DE PARTICIPANTES 3 3 4 11 7 8 9 20 14 8 21 1 1 4

TOTAL DE HORAS 4 4 4 4 4 4 4 4 1h 30m 2h 30m 3 1 1 1

Página 163

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Controle de Infecção Hospitalar Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Integração PRÓ - SAÚDE Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Encontro Mensal do Enfermeiros Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO(MV) Atendimento ao cliente Treinamento/Atividade em SIMULAÇÃO (MV) TOTAL

39 5 1 3 66 5 9 1 4 109 2 358

6 1 1 1 1 1 1 1 1 12 1 69

2.11.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR Mapeamento dos servidores aniversariantes do mês, com afixação no refeitório e nos murais departamentais, com texto parabenizando os mesmos. Abertura do concurso “Projeto Natalino” para todos os servidores

2.11.6 SUPORTE TÉCNICO Médico

Página 164

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Encaminhado processo de apuração dos óbitos neonatais no Hospital Tia Dedé através da comissão de verificação de óbito do hospital assessorada pela comissão do Dona Regina devido a inexperiência da comissão que passou a atuar em setembro/11. Enfermagem Visita e acompanhamento da evolução do plano de Ação elaborado em setembro/11: • • • Refeito o plano de ação da coordenação de enfermagem. Realizada visita com objetivo de levantar problemática e orientar equipe para realizar adequações Orientado implantar mudanças de áreas assistenciais –principalmente no acolhimento com classifica-

referente ao auxílio em cirurgia realizado por profissionais de enfermagem. ção de risco e sala de punção visto que ambas são realizadas em corredor utilizado para circulação de usuários e equipe. • • • • • Orientado criação de grupos de interesse. Orientado a implantação da identificação de pacientes. Orientado a revisão dos processos de esterilização de materiais. Realizada reunião com a Gerente de enfermagem e o Diretor geral para reforçar a necessidade da Nesta unidade se observa pouca evolução na organização de atividades, apesar das orientações e

realização dos itens sugeridos para adequação técnica, segurança de assistência prestada. visitas da consultoria oferecendo todo o suporte para tais implantações.

2.11.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE Reunião com os médicos para posicionamento sobre o cumprimento da Portaria 132/2010 e finalização da mesma com documento onde os mesmos se comprometem a cumprir a portaria assinado pelo seu representante e entregue a Direção Geral; Melhoria de atenção ao paciente, quando da passagem de visita, melhorando o momento na relação médico paciente, com informações sobre a condição do medicamento, e expectativa de alta; Implantação dos novos formulários segundo orientação superior; Construção do espírito de equipe entre os médicos e esclarecimento sobre o papel da Direção Técnica e Direção Clínica melhorando a relação hierárquica e cumprimento dos Ratificação e esclarecimento sobre o protocolo de encaminhamento ao hospital de referência; Melhoria de relacionamento com a equipe multidisciplinar proporcionando ao usuário atendimento integral
Página 165

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.11.8 PROCESSOS GERENCIAIS Instituído reunião semanal e produção de relatório quinzenal por parte de todos os órgãos componentes da estrutura orgânica da unidade hospitalar, com o propósito de proceder avaliação qualitativa, e quantitativa ao tempo em que se discute possibilidades de melhoria do desempenho de cada unidade; Em fase de criação a COMISSÃO DE ORGANIZAÇÃO com o objetivo de avaliar e propor melhoria nos relacionamentos entre as unidades no sentido de contribuir com o desempenho hospitalar como um todo; Discussão aberta entre os representantes das unidades para enumerar, debater e propor soluções nos pontos fracos evidenciados; Criado a CENTRAL DE GUIAS, a fim de melhorar os fluxos e processos internos na geração dos resultados comprometidos.

2.11.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Montagem de estrutura para atender demanda dos Jogos Indígenas, decorrente de evento promovido pelo Governo Federal em Parceria com o Governo Estadual, unimos os esforços com o Hospital Regional de Porto Nacional para atender demanda do evento.

2.11.10 OUTROS Tendo em vista haver grande incidência de casos de pacientes que são vítimas de violência doméstica, maus tratos e outros, montou-se uma comissão que faz o mapeamento de todos os casos dando o devido encaminhamento, a partir de parcerias com órgãos e autoridades competentes que dão os encaminhamentos devidos em favor dos vitimados.

Página 166

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.12 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE DIANÓPOLIS

2.12.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Comissão de Prontuário Médico: em 09/11 realizada 1° reunião da comissão, com definição dos membros e leitura e aprovação do regimento. Comissão de Óbitos: em 16/11 realizada 1° reunião da comissão, com definição dos membros e leitura e aprovação do regimento. Comissão de Ética Médica: não consta reunião desta comissão até o momento – 25/11 Comissão de Controle de Infecção Hospitalar: em 07/11 reunião extraordinária para apresentação oficial dos membros executores e em vacância. Em 09/11 – reunião mensal da comissão Comissão de Farmácia e Terapêutica: em 16/11realizada 1° reunião da comissão, com definição dos membros e leitura e aprovação do estatuto. SAU O serviço SAU está em pleno andamento de suas atribuições. Embora o quadro de pessoal proposto ainda não esteja inteiramente completo, as 2 funcionárias tem executado as ações determinadas pela Coordenadora Regional do SAU. Candidatas ao preenchimento das 2 vagas restantes (Posso Ajudar e Administrativo) foram entrevistadas recentemente e o processo de seleção está em vias de conclusão. Os registros de opiniões vêm sendo executados e suas respectivas tratativas apresentadas ao Dir. Geral e enviadas á Coordenação. Nesse período, os Registros de Opinião apresentados foram atendido na sua totalidade, alcançando 100% de resolutividades.
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Novembro 2011 04 01 0 05

Página 167

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada

04 80% 100%

Em relação ao monitoramento estatístico, este não pôde ser completado devido á problemas nos terminais, que será enviada para manutenção.

2.12.2 INVESTIMENTOS - Troca do motor e revisão geral da ambulância, modelo Fiat Doblô Cargo Flex – placa MXG 1524 – TO, no valor de R$ 17.343,00. O carro é bem rodado e nunca teve manutenção preventiva conforme manual de fábrica, somente manutenções corretivas.

Foto 1 – Ambulância na autorizada no momento da revisão e troca do motor

Página 168

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Foto 2 - Ambulância durante a revisão, na autorizada.

Foto 3 – motor novo já instalado. - Reforma do Refeitório, que se encontrava em condições muito ruins. O mesmo teve as mesas e cadeiras de “barzinho” trocadas por mesas próprias para refeitório e cadeiras mais confortáveis e ergonômicas. Isto permitiu mais conforto e ao mesmo tempo aumentou o número de pessoas que podiam almoçar ao mesmo tempo, agilizando o horário de almoço. O local também foi pintado, teve as janelas quebradas trocadas e as tampas das cubas térmicas onde são servidos os alimentos, consertadas.

Página 169

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Foto 4 – Condições das mesas e cadeiras do Refeitório antes das melhorias

Foto 5 – Aspecto do Refeitório em processo de melhoria.

Página 170

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Foto 6 – Refeitório após as melhorias

Foto 7 – Refeitório após as melhorias - Colocação de refletor externo para iluminação do estacionamento e área de entrada de funcionários. - Pintura e readequação da sala da Supervisão do Serviço de Higiene e Limpeza. - Troca dos vidros quebrados no estoque de Higiene, Refeitório, Enfermarias e Recepção. - Troca das estantes de aço da CME no Centro Cirúrgico. As existentes estavam quebradas e enferrujadas. - Troca das portas da Cozinha e Lavanderia, pois as mesmas encontravam-se em péssimo estado.

Página 171

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

- Compra de armário/aparador, para colocação de garrafas de suco e café + bolachas para atendimento aos usuários da recepção. - Compra de novos armários para o posto de enfermagem. - Colocação de tapetes personalizados (timbre da SESAU e nome do Hospital) na entrada do Hospital. - Colocação de insufilm nas janelas da Recepção e Triagem de Enfermagem, diminuindo a incidência de luz solar e o consequente calor para usuários e funcionários dos setores. - Troca de mobiliário na recepção, para o serviço de vigilância atuar de forma mais adequada e na Triagem, para melhoria das condições de trabalho da enfermagem. - Colocação de reservatórios de álcool gel nas enfermarias, conforme norma vigente.

Foto 9 – visão do corredor das enfermarias com os suportes de álcool gel em todas as entradas.

2.12.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS 4 mesas e 20 cadeiras para refeitório.

Página 172

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2 mesas e 2 cadeiras para recepção e triagem de enfermagem 1 armário para recepção. 1 armário para o posto de enfermagem. 4 computadores desktop com monitor de 17 polegadas LCD para sala de treinamento. 2 nobreaks 1 data show 4 mesas e 4 cadeiras para sala de treinamento. 1 conjunto para montagem de servidor (switches, computador, nobreaks). 1 TV LCD 40” para o serviço de informações ao usuário.

2.12.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. INFORMATICA AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA CONSULT. ADMINISTRAT COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) FISIOTERAPEUTA MEDICO PLANTONISTA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. SAU SUPERV. SPR/SHL TEC EM RADIOLOGIA Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 4 1 11 3 1 6 4 1 2 2 1 1 1 38

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO FISIOTERAPIA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 4 1

Página 173

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA MEDICINA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. T.I Total Geral

12 3 2 1 3 10 1 38

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 23 0 0 0 0 OUTUBRO 5 0 1 1 0 NOVEMBRO 11 1 0 0 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO SETEMBRO 0 4 4 0 14 0 1 0 OUTUBRO 0 5 4 0 17 1 1 0 NOVEMBRO 0 6 4 0 23 1 4 0

Página 174

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

MESTRADO DOUTORADO Total Geral

0 0 23

0 0 28

0 0 38

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Dianópolis, no mês de novembro apresentaram uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 48 horas com a participação de 64 servidores/colaboradores. Estão previstas outras ações para o mês de novembro: Oficina de Humanização, Gestão de Enfermagem e Rede Cegonha.
CURSO Bomba de Infusão e Seringas Retráteis/NR 32 Treinamento Sistema Operacional MV TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 40 24 64 TOTAL DE HORAS 6 24 30

2.12.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR - Foi realizada uma pequena reforma do Refeitório dos funcionários, com pintura e compra de novos mobiliários. - Também foi trocada a iluminação do banheiro/vestiário feminino. - Entregues os novos uniformes da enfermagem e limpeza

2.12.6 SUPORTE TÉCNICO

Página 175

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Enfermagem Visita e acompanhamento da evolução do plano de Ação elaborado em setembro/11: • • • • • • Feito adequações em plano de ação elaborado anteriormente. Realizadas orientações para revisão das escalas do quadro de enfermagem para adequação as Discutido necessidades de mudanças nos padrões assistenciais para melhorar a qualidade e seguranOrientado revisão de treinamento sobre as técnicas básicas de administração de medicamentos. Orientado equipe para iniciar a confecção de Kits de medicamentos para racionalização do uso de Realizada sugestão de alterações no projeto de reforma e ampliação do Pronto socorro, com a cria-

normas legais vigentes (estatuto do Servidor). ça assistencial, iniciando o processo pela identificação de pacientes através de pulseiras.

Mat/Med. ção de áreas vermelha, amarela, verde e atendimento Pediátrico.

2.12.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE - Em novembro foram instalados os suportes de álcool gel, propiciando melhor assepsia para a equipe de enfermagem no trato com o paciente. - Definiu-se o treinamento e a capacitação da equipe da Farmácia e Enfermagem para implantação da dispensa unitária ao paciente. - Capacitação da equipe de enfermagem em Urgência / Emergência em curso ministrado pela ETSUS. - Compra de tecido para confecção de lençóis a serem utilizados nas enfermarias, cujo enxoval deficiente causa transtornos ao paciente. - Implantação da pulseira de identificação nos pacientes. - Colocação em funcionamento de 2 monitores multiparamétricos, propiciando melhor acompanhamento do paciente grave.

2.12.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Página 176

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Ao longo de novembro foram realizadas diversas ações já citadas em tópicos anteriores, mas, além disto, foram realizadas outras pequenas atividades: - transferência do estoque da Limpeza para outro depósito maior e sem umidade, pois a sala anterior estava gerando mofo no material e dificultava a guarda e manuseio; - montagem da sala dos técnicos da Tecsaúde, criando condições para manutenção dos equipamentos médicos. - colocação de internet via rádio na Diretoria, dando autonomia ao Diretor em relação á internet da SESAU; - colocação de roteador, na diretoria, para distribuição de sinal via wi-fi, facilitando o acesso ao longo do hospital e também para os consultores que necessitem de internet; - treinamento e revisão dos processos da recepção, prontuário, faturamento e arquivo, por intermédio de consultora da Pró-Saúde. - melhoria no fluxo da recepção, com mudança dos móveis. - melhoria na sala de atendimento do médico plantonista, com troca de mesa e cadeira, por outras mais adequadas; - reunião com equipe médica para discussão de diversos assuntos e aumento da interação diretoria x equipe médica. - reunião com equipe de motoristas, aumentando a interação e discutindo assuntos e problemas; - reunião com equipe da Farmácia para discussão de processos e reclamações/opiniões. - readequação da rotina do serviço de SHL, em conjunto com o pessoal da Higienus, visando uma limpeza mais adequada e abrangente do hospital; - levantamento de uma empresa de dedetização e programação de aplicação no hospital; - programação de pintura e reboco do corredor ainda não reformado, com discussão de orçamento e compra de material; - definição de critérios de contratação de novos funcionários, especialmente enfermagem, aproveitando a vida da Humanização para aplicação de provas;

2.12.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

Já era efetuada uma visita, por uma voluntária, aos pacientes internados que tiveram alta. Este mês foi solicitado a ela que anotasse as visitas e relatasse as condições do paciente.

Página 177

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.13 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE PEDRO AFONSO

2.13.1 METAS CONTRATUAIS

Comissões Comissão de Revisão de Prontuários 08/11 – Reunião ordinária Comissão de Óbitos 03/11 – Reunião ordinária Comissão de Ética Médica Em novembro está comissão não se reuniu, mas, já existe a constituição formal. Comissão de Controle de Infecção Hospitalar 01/11 – Reunião ordinária Comissão de Farmácia e Terapêutica 12/11 – Reunião ordinária, aprovação da padronização de materiais e medicamentos

SAU Visando estabelecer ações que pudessem alavancar os baixos índices de satisfação, e observando a necessidade de organização de serviços e setores, no mês de novembro o SAU, desenvolveu as seguintes ações:  Garantir a utilização das Caixas “fale conosco” que são cinco caixinhas distribuídas nas dependências do hospital, que recebe através de formulários assuntos relacionado a reclamações, sugestões, dúvidas e elogios, pertinentes ao atendimento, com ou sem identificação dos manifestantes. E garantindo um canal direto com o Diretor Geral, onde este se reuni de segunda a sexta-fera das 8h30 as 9h00 com a supervisão, para que juntos deem uma tratativa a cada comunicação recebida do usuário.

Página 178

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Todas as sugestões, reclamações ou elogios, foram tratadas pelo Diretor Geral em conjunto com a Supervisão do Serviço, com retorno ao usuário em 100% das ocorrências (ver tabela abaixo )

 

Divulgação constante, do papel do SAU aos setores envolvidos, estreitando o relacionamento entre os Gestores das Áreas e a Supervisão, além da discussão de casos com a Diretor Geral. Utilização em tempo integral do Sistema de divulgação na Recepção Central do Hospital, através de um televisor. Essa divulgação busca cada vez mais, trazer o usuário a ser acolhido e ouvido, proporcionando sugestões para a melhoria dos serviços.

 

Garantia da ampla divulgação através dos folders informativos do Serviço. Melhoria das condições físicas e ambiência para a supervisão do serviço, que hoje dispões de uma sala exclusiva, de fácil acesso, localizada na recepção central do hospital, garantindo fácil acesso ao usuário.

  

Realizada visitas diárias aos leitos, ouvindo todos os usuários quanto ao serviço prestado. Através de uma sugestão de um usuário, o Serviço de Atenção ao Usuário está criando um espaço exclusivo para que as Crianças internadas possam usufruir de brinquedos. A Direção Geral em conjunto com a Supervisão do Serviço, parabenizou os colaboradores e setores que receberam elogios dos usuários, utilizando os Murais Gestão a Vista para divulgar a todos do hospital, como forma de incentivo aos demais, na busca da melhoria continua de nossos serviços.

O quadro abaixo apresenta os índices de satisfação do período em relação ao anterior:
SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? OUT.2011 58,70% 60,87% 66,30% 58,89% 71,11% 48,31% 59,77% 60,56% OUT.2011 80,63% 86,70% 83,88% 52,18% NOV.2011 66,89% 65,56% 66,56% 61,59% 64,57% 60,27% 64,90% 64,33% NOV.2011 84,16% 81,42% 80,33% 68,31%

Página 179

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

87,91% 90,70% 23,11% 72,16% OUT.2011 70,50% 66,47% 64,69% 46,46% 64,59% 34,66% 55,04% 57,49% OUT.2011 56,00% 55,40% 51,39% 63,89% 34,72% 49,30% 51,78%

87,43% 88,53% 87,43% 82,52% NOV.2011 68,48% 67,04% 66,72% 62,40% 65,76% 59,68% 65,12% 65,03% NOV.2011 75,24% 73,79% 72,33% 72,33% 70,39% 72,81% 72,82%

As ações visando atender as queixas registradas pelos usuários atenderam nesse período a meta proposta, com atendimento de 100% das queixas.
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada Novembro 2011 30 01 07 38 30 80% 100%

IDENTIFICAÇÃO PORTA DA SALA SAU

Página 180

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

DIVULGAÇÃO SAU TV RECEPÇÃO

CAIXA FALE CONOSCO

Página 181

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.13.2 INVESTIMENTOS Iniciou-se a instalação de luminárias de emergência no HRPPA, com isso, quando faltar energia elétrica o Hospital terá iluminação básica alternativa garantida. De acordo com o plano de instalação os serviços devem se estender pelos próximos dias.

Página 182

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Climatização da observação do pronto socorro Nesta segunda-feira dia 07/11 o Hospital Regional de Pedro Afonso, conclui mais uma importante etapa no processo de melhoria na ambiência de suas dependências. Foi climatizada a Observação do Pronto Socorro que agora passa a oferecer aos seus usuários maior conforto durante a permanência nesta unidade. Situação encontrada, acesso sem controle aos usuários na observação. Essa condição não oferecia segurança técnica aos profissionais, uma vez que dificultava o controle e entrada de alimentação não autorizada aos usuários em estado de observação.

Situação em 08/11/2011

Ambiente climatizado com fechamento das janelas.

Página 183

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Refeitório Pintura com adequação da iluminação, tornando o ambiente mais agradável e seguro.

Continuidade da com substituição

manutenção das instalações elétricas e instalação de lâmpadas e luminárias.

Página 184

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Reforma e Recuperação da Calandra O HRPPA recebeu nesta semana, a calandra da lavanderia totalmente recuperada. O equipamento que encontrava-se danificado e parado há anos, tinha sido encaminhado para oficina especializada na Região Sul do País. O próximo passo é a adequação das instalações elétricas para que a máquina possa ser ligada com segurança. Antes

Depois

Página 185

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pintura: Iniciou-se a pintura da parte interna do muro, bem como de algumas janelas do HRPPA. Percebe-se que à medida que esses serviços vão sendo executados, o Hospital vai ganhando aspecto de instituição bem cuidada, transmitindo confiança aos usuários e colaboradores.

Página 186

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Caracterização: Desenho do Brasão do Estado do Tocantins no reservatório de água do HRPPA, evidenciando sua natureza de instituição pública do povo deste Estado.

2.13.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Com o intuito de melhorar as condições de ambiência, no mês de novembro foram adquiridos mobiliários e equipamentos para dar condições de que cada setor alavancassem seus serviços, a lista abaixo consta as aquisições realizadas. Observa-se um número maior de cadeiras adquiridas, pois em alguns setores existiam colaboradores realizando seus trabalhos no refeitório do Hospital, justamente pela falta do mobiliário, além de se sujeitarem a condições ergonômicas inadequadas.
Nº 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 DESCRIÇÃO Mesa Melanímico Cinza Mesa Melanímico Cinza Cadeira Fixa Azul Mesa Azul Melanímico Nobreak S.M.S Armário marrom 2 portas Nobreak S.M.S Cadeira vermelha Cadeira Preta Cadeira Fixa Azul Relógio de ponto TC Telefone Ibratelle Cadeira azul fixa Teletone Siemens Freezer Liquidificador Telefone Siemens Cadeira Azul Giratória Cadeira Azul Giratória Cadeira Giratória Telefone Intelbrás Telefone Intelbrás SETOR Estatistica,Patrimônio Estatistica,Patrimônio Recepcão Recepcão Recepcão Estatistica,Patrimônio Recepcão Estatistica,Patrimônio Estatistica,Patrimônio Corredor Almoxarifado Corredor Almoxarifado Corredor Almoxarifado Estatistica,Patrimônio Estatistica,Patrimônio Cozinha Cozinha Cozinha Diretoria Diretoria Diretoria Diretoria Recepcão Diretoria

Página 187

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46

Bancada Cadeira giratória Azul Telefone Siemens Cadeira Fixa Azul Telefone Siemens Telefone Siemens Telefone Siemens Cadeira vermelha Telefone Siemens Mesa Melanímico Azul Telefone Siemens Telefone Siemens Telefone Siemens Cadeira giratória Preta Cadeira preta fixa 4 Microcomputadores LG 2 Nobreak S.m.S 4 Monitores Samsung Mesa melanimico azul 2 cadeiras giratórias (Plata) Hard Ware Dell Retroprojetor EPSON Mesa melanímico Telefone sem fio

Compras Compras Compras Recursos Humanos Recursos Humanos Faturamento Farmácia Farmácia Coordenação Enfermagem Consultório IV Consultório IV Consultório III Psicologia Compras Assistência Social Sala de Reuniões Sala de Reuniões Sala de Reuniões Sala de Reuniões Sala de Reuniões Sala de Reuniões Sala de Reuniões Diretoria Recursos Humanos

2.13.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ANAL. SISTEMAS ASSIST. ADMINISTR. AUX. DEP.PESSOAL I AUX. DEP.PESSOAL II AUX. HIG. LIMPEZA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 20 1 1 14

Página 188

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

AUX. LAVANDERIA COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL NUTRICIONISTA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. FINANCEIRO SUPERV. SAU SUPERV. SPR/SHL TEC. ENFERMAGEM Total Geral

4 5 2 1 1 1 1 1 1 1 55

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FINANCEIRO GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 2 20 1 1 1 1 15 4 2 8 55

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 24 0 0 1 0 OUTUBRO 2 0 0 1 0 NOVEMBRO 29 2 1 1 0

Página 189

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 6 0 5 10 0 4 0 0 0 25 OUTUBRO 0 6 0 5 12 0 5 0 0 0 28 NOVEMBRO 0 9 2 4 32 1 7 0 0 0 55

NEP As ações de capacitação do Hospital Geral Público de Palmas, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 20 horas com a participação de 101 servidores/colaboradores. Ainda no mês de novembro estão programadas ações para os profissionais de enfermagem e a finalização do Levantamento de Necessidades de Treinamento. Em dezembro haverá 3 ações: Curso da 3M, SAE/Teoria da Enfermagem e a Integração Institucional.
CURSO Integração Institucional Treinamento de Bomba de Infusão e Seringas Retráteis Higienização e Limpeza Hospitalar Serviço de Processamento e Roupas Como se preencher Senso Diário Treinamento Operacional de Estoque - MV NÚMERO DE PARTICIPANTES 33 35 5 2 6 11 TOTAL DE HORAS 2 2 3 4 1 4

Página 190

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Treinamento Operacional de Atendimento - MV TOTAL

9 101

4 20

2.13.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

- Confecção de crachás em andamento; - Comemoração dos aniversariantes do mês.

2.13.6 SUPORTE TÉCNICO Enfermagem Visita e acompanhamento do plano de ação elaborado setembro/11 • Realizado processo seletivo com correção de provas e entrevistas de todos os candidatos.

2.13.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE Leitos Recebimento de 23 colchões, adquiridos pela SESAU, destinados à substituição nos leitos do HRPPA: Internação, Centro Cirúrgico, observação e macas.

Página 191

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Reforma de leitos hospitalares Outra importante etapa no processo de ambiência do Hospital, foi a realização de recuperação e pintura nos leitos hospitalares que se encontravam em mal estado de conservação. Abaixo imagens do processo de recuperação.

Humanização da Pediatria Nessa quinta-feira (17), concluiu-se a instalação de TVs com aparelhos de DVDs na Pediatria, com isso, as crianças passarão a ter entretenimento durante o período de internação, onde a distração proporcionada por filmes adequados à faixa etária certamente se torna um alívio psicológico que contribui significativamente para com a recuperação mais rápida da criança.

Página 192

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.13.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Estruturação de fluxo de atendimento - Estruturação de todos os atendimentos na Recepção Central através de identificação de serviços por cores e números, sendo que cada serviço é identificado por uma cor específica, como: Raio X de cor amarela, consultas emergência vermelho, consulta cirurgião verde e etc. A recepção anuncia o serviço e o respectivo número. Prontuários: Deu-se continuidade à digitação e arquivamento de prontuários, onde cerca de 700 prontuários antigos foram digitados durante a semana. A ação do “Dia D” do Prontuário” da semana anterior reforçou esse processo de organização.

2.13.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE Com o objetivo de estabelecer uma comunicação que venha esclarecer à população usuária do HRPPA quanto aos atendimentos disponíveis, controle de acesso, documentos necessários a apresentar quando se busca atendimento junto a Unidade de Saúde, entre outras informações de extrema utilidade no âmbito hospitalar, elaborou-se- um plano de mídias do HRPPA, onde se prevê: - Veiculação de notas esclarecedoras em rádio local; - Veiculação em jornal informativo:

Página 193

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

- Veiculação de slides no interior do HRPPA divulgando sobre atendimentos, números de leitos, especialidades, visitas, dicas de saúde, etc; - Esclarecimentos em folders sobre o funcionamento do S.A.U; - Implantação da sala individual do S.A.U; - Visitas diárias aos leitos; - Pesquisa diária de satisfação; - Instalação de caixas (Fale Conosco) para o recebimento de críticas, sugestões e elogios, com resposta ao usuário - inclusive com respostas às indagações dos usuários; A fim, preservar a ética, todas as informações, antes de sua veiculação são rigorosamente analisadas pelo responsável pelas mídias e finalmente pelo Diretor Geral do Hospital. Elaboração e veiculação de mídias do HRPPA, veiculadas na rádio local da cidade e TV da Recepção, sugeridas pela CCIH, cujo teor foca sobre cuidados e condutas a ser adotadas por visitantes aos internos do Hospital.

Página 194

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.14 HOSPITAL INFANTIL PÚBLICO DE PALMAS

2.14.1 METAS CONTRATUAIS Comissões O Hospital Infantil Público de Palmas dispõe das seguintes comissões: Comissão Interna de Revisão de Óbito, Comissão de Revisão de Prontuário, Comissão de Controle de Infecção Hospitalar, Comissão de Farmácia e Terapêutica. Está em fase de implantação a Comissão de Ética Médica e de Enfermagem. Atividades executadas pelas Comissões no mês de novembro: • • • Comissão Interna de Revisão de Óbito Comissão de Revisão de Prontuários Comissão de Controle de Infecção Hospitalar Nenhum óbito no mês de novembro até a presente data. Foram revisados até a presente data 25% dos Prontuários - referência outubro/11. Relatório encaminhado a VISA referente ao mês de outubro. Relatório referente ao mês de novembro ainda aguardando término do mês. • Comissão de Ética Médica Foi fixado Edital de Convocação do corpo clínico do Hospital, em anexo, dando início ao processo de Eleição da Comissão de Ética Médica objetivando a criação deste Comitê. Cronograma de Reuniões das comissões No mês de novembro foram realizadas as seguintes reuniões: • • • • SAU O S.A.U. ( Serviço de Atenção ao Usuário), no período de 26 de outubro á 25 de novembro de 2011 realizou o total de 37 Registro de Opiniões. Sendo 11 reclamações, todas tratadas juntamente com as coordenações responsáveis e Direção do Hospital, e a resolução repassada para o cliente. 10/11/11- Reunião da C.C.I.H. – Comissão de Controle de Infecção Hospitalar; 1/11/11- Reunião da C.I.R.O. – Comissão Interna de Revisão de Óbito; 22/11/11- Reunião da C.F.T. - Comissão de Farmácia e Terapêutica; 28/11/11 será realizada a Reunião da C.R.P. – Comissão de Revisão de Prontuário.

Página 195

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Além dos Registros de Opinião , o S.A.U. também realiza todos os dias no Ambulatório, Internação, Exames e Pronto Socorro a Pesquisa Rápida e o resultado encaminhado para a Coordenadora Geral do S.A.U. Após a avaliação da Pesquisa Rápida, nos setores a onde a meta de satisfação não foi atingida é feito um estudo para melhoramento para que não ocorra mais insatisfação. O quadro abaixo apresenta o índice de satisfação verificado nesse período, em relação aos índices do período anterior:
SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital 91,91% 85,29% 80,29% 50,74% 54,23% 66,83% 78,68% NOV.2011 84,95% 77,77% 82,79% 41,93% 39,79% 58,78% 67,74% 85,59% 67,96% 69,60% 55,44% 40,59% 62,37% 68,68% 64,32% NOV.2011 89,76% 77,17% 88,98% 69,68% 51,97% 78,34% 77,95% 76,26% 91,20% 94,89% 96,28% 82,55% 80,66% 57,55% 91,00% 84,88% NOV.2011 94,11% 91,38% 94,51% 79,21% 79,61% 56,87% 84,70% 82,91%

Página 196

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Média Período SATISFAÇÃO - SADT

72,57%

64,82%

OUT.2011 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período 95,10% 93,71% 54,84% 59,74% 55,19% 82,35% 73,49%

NOV.2011 87,18% 87,82% 55,13% 60,25% 73,08% 76,92% 73,40%

O S.A.U do Hospital Infantil de Palmas já está com sua sala na recepção para melhor atender seus usuários. O Serviços de Atendimento ao Usuário se encontra com uma Supervisora e 02 funcionárias no Posso Ajudar. Direção ciente já solicitou a contratação de mais funcionários para complementar a equipe. As ações visando atender as queixas registradas pelos usuários, atenderam nesse período a meta proposta em 100%.
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada Novembro 2011 13 07 18 38 13 80% 100%

As expectativas do S.A.U. juntamente com a Direção do Hospital é de melhorar cada vez mais o atendimento para com os usuários, não medindo esforços para tais realizações.

2.14.2 INVESTIMENTOS • Serviço de jardinagem no pátio interno, lado direito: Local onde será montado área de diversão

para as crianças do hospital;

Página 197

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • • • •

Serviço de calçamento no pátio interno, lado esquerdo; Serviço de pintura na Recepção e corredor de acesso ao Pronto Socorro; Locação de contêiner para acondicionamento provisório de entulhos; Aquisição de um contêiner com duas salas, para o Setor de Suprimentos; Aquisição de seixo para o pátio interno; Instalação de uma sala com divisórias para o Serviço de Atendimento ao Usuário.

2.14.3 RECURSOS HUMANOS

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. SOCIAL AUX. DEP.PESSOAL I AUX. HIG. LIMPEZA COORD. DE SAC / SAU COORD. FISCAL COORD. SHL/SPR COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) FARMACEUTICO (A) FISIOTERAPEUTA LIDER DE S.N.D. NUTRICIONISTA PSICOLOGO(A) RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. SAU TEC EM RADIOLOGIA TEC. ENFERMAGEM Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 17 1 1 19 1 1 1 15 4 1 2 2 6 2 1 3 2 1 3 4 87

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor
Página 198

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM FARMACIA FISIOTERAPIA GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA PSICOLOGIA RADIOLOGIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. SERVICO SOCIAL Total Geral

N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 2 17 1 6 2 6 1 20 3 3 3 22 1 87

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 43 0 0 0 0 OUTUBRO 7 0 0 1 0 NOVEMBRO 35 0 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO

Página 199

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral

0 3 5 5 28 0 2 0 0 0 43

0 3 5 5 33 1 4 0 0 0 51

0 3 5 5 52 2 20 0 0 0 87

NEP As ações de capacitação do Hospital Geral Público de Palmas, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 20 horas com a participação de 101 servidores/colaboradores. Ainda no mês de novembro estão programadas ações para os profissionais de enfermagem e a finalização do Levantamento de Necessidades de Treinamento. Em dezembro haverá 3 ações: Curso da 3M, SAE/Teoria da Enfermagem e a Integração Institucional.
CURSO Integração Institucional Treinamento de Bomba de Infusão e Seringas Retráteis Higienização e Limpeza Hospitalar Serviço de Processamento e Roupas Como se preencher Senso Diário Treinamento Operacional de Estoque - MV Treinamento Operacional de Atendimento - MV TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 33 35 5 2 6 11 9 101 TOTAL DE HORAS 2 2 3 4 1 4 4 20

Página 200

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.14.4 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Encontro do Grupo de Trabalho de Humanização – GTH

Espaço de discussão coletiva e democrática que possibilita a escuta qualificada do trabalhador e sua participação no planejamento e tomada de decisões do hospital com encontros quinzenais. Neste mês de novembro os encontros foram realizados nos dias 10 e 24. • Grupo de Estudo Estudo com os trabalhadores sobre as Políticas do Sistema Único de Saúde, incluindo a Política Nacional de Humanização e a Política Nacional de Educação Permanente, com encontros quinzenais. Neste mês de novembro os encontros foram realizados nos dias 08, 14 e 17. • Acolhimento do Trabalhador Construção coletiva do Projeto de Acolhimento (Integração) para o trabalhador com protocolos de orientação de cada setor do HIPP e fluxos estabelecidos. • Ginástica Laboral Realização de Ginástica Laboral com cronograma estabelecido para atendimento dos trabalhadores de todos os setores do HIPP disponíveis nos murais. Suporte Técnico da equipe de fisioterapia do hospital (ação realizada pela equipe de fisioterapia). • • Dia do Técnico em Radiologia Médica: Aquisição de Uniformes para colaboradores. Dia 10/11/11 Realizado café da manhã em comemoração ao dia do Radiologista.

2.14.5 SUPORTE TÉCNICO Médico • • ais. Reunião com sindicato dos médicos e no Hospital Infantil de Palmas para definição da carga horária Mantido contato sistemático com os promotores do MPE entre eles das cidades de Palmas, Porto Na-

dos pediatras assim como abertura de 10 leitos de semi-intensiva pediátrica; cional e Paraíso através do qual temos tido resolutividade dos casos antes de tornarem-se demandas judici-

Página 201

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Resolvida falta de plantonista no Hospital Infantil de Palmas com contratação de profissional de fora

do estado, ação aprovada pelo Secretário e Pró Saúde.

Enfermagem Visita e orientação de atividades: • • • • • Orientado a implementar o cronograma diário de atividades do coordenador. Realizado avaliação do dimensionamento do quadro de pessoal. Orientado quanto as intervenções emergenciais no Centro Cirúrgico para otimização da unidade e Solicitado o levantamento das atividades e pontos críticos para elaboração do planejamento da Orientado quanto a importância da regularização da Certidão de Responsabilidade Técnica e solici-

capacitação da equipe. Encaminhado profissional especializado para avaliação da unidade e orientações. liderança de enfermagem. tado urgência no encaminhamento.

2.14.6 PROCESSOS GERENCIAIS • • • • • • Organização de fluxos do Serviço de Odontologia; Organização e Padronização de Escalas; Elaboração de Planos de Ação Para implantação de Sistema MV; Planejamento de Agenda do GTH; Implantação de fluxos de regulação da Emergência; Implantação de Fluxos Financeiros e contábeis.

2.14.7 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE • Descontração, muito humor marcaram o dia dos 110 integrantes, das dezoito equipes participantes,

do II Enduro a Pé, promovido pela Sesau - Secretaria de Estado da Saúde, através da Gerência de Saúde no Trabalho/Qualidade de Vida “Pratique Saúde”, realizada no dia 05/11/11, no Parque Cesamar, a animada competição com sete quilômetros de distância finalizou às 12h. A equipe do Hospital Infantil Público de Palmas participou desse evento e ficou entre os sete primeiros colocados;

Página 202

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.14.8 OUTROS • • Aquisição de Enxoval; Aquisição de Uniformes para colaboradores.

Página 203

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.15 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAGUAÇU

2.15.1 METAS CONTRATUAIS Comissões A CCIH foi constituída em outubro de 2011 e iniciou em novembro a construção de Instruções de Trabalho com o intuito de prevenir infecção adquirida dentro do hospital, consequentemente dar maior segurança aos nossos usuários e aos nossos trabalhadores. Iniciamos em novembro, a elaboração dos cronogramas de reuniões das comissões. Sendo agendada a primeira reunião da CCIH para o dia 07/12/2011 às 17h. SAU Nesse período, implantamos os trabalhos administrativos do SAU, incluindo a busca passiva junto ao usuário através do preenchimento do Registro de Opinião. No período analisado obtivemos os dados conforme quadro abaixo:
SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período OUT.2011 90,99% 88,99% 87,96% 69,16% 91,59% 83,18% 93,46% 86,48% NOV.2011 97,96% 96,94% 91,84% 78,57% 90,82% 90,82% 91,84% 91,26%

SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas?

OUT.2011 88,63% 89,33% 88,35% 75,00%

NOV.2011 94,56% 90,77% 86,96% 82,06%

Página 204

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

91,05% 67,75% 88,17% 84,04%

92,39% 71,19% 85,87% 86,26%

SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas? 4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

OUT.2011 88,78% 95,83% 81,05% 90,53% 69,15% 88,30% 85,61%

NOV.2011 91,38% 87,93% 79,31% 93,11% 81,04% 87,94% 86,79%

2.15.2 INVESTIMENTOS Solicitamos orçamento para empresa Construserv, onde foi realizada a visita técnica da empresa realizando as medições necessárias para a elaboração do mesmo. Foram suspensas as obras do Anexo V, porém iniciamos o processo de pintura das enfermarias, corredores, reposição de vidros, manutenções elétricas e hidráulicas.

2.15.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS

Nº 01 02 03 04 05 06 07 08 09 10 11 12

DESCRIÇÃO DOS BENS Relógio de Ponto Cartográfico Time Card TV LCD 42 Full HD 42lk451C LG Cadeira Giratória Azul Mesa SPEQ Azul SPME1500P2 Azul com Gaveta Sistema de Armazenamento Power Vault LT03-080 Tape Backup Power Edge Dell Rack 4220 42U With Doors And Side Panels Prateleira P/Rack com 2 ou 4 Trilhos Estaticos Conjunto Contendo Ventiladores,208V Para Rack Dell 42U Gaiola P/PE42U e PE24U Instalação pelo Consumidor Nobreak APC 2200VA RM 2U 230V – Preto Projetor Epson 3LCD SVGA800X600 260 OANSI Lumens PowerLite S10+B1 Nob. Net Station Ust600Bi 115 4NT

DATA 06/10/2011 10/10/2011 15/10/2011 15/10/2011 14/09/2011 02/09/2011 02/09/2011 16/09/2011 16/09/2011 26/09/2011 30/09/2011 03/10/2011

QD 01 01 08 04 01 01 02 01 03 02 01 03

VALOR R$ 695,00 1.650,00 1.448,00 920,00 4.154,22 6.295,18 403,72 784,03 93,03 4.415,28 1.549,00 747,00

Página 205

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.15.4 RECURSOS HUMANOS 1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. FINANC. II AUX. HIG. LIMPEZA AUX. INFORMATICA AUX. LAVANDERIA COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL NUTRICIONISTA SUPERV. SPR/SHL TEC EM RADIOLOGIA Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 11 1 7 1 3 4 4 1 1 1 1 35

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA RADIOLOGIA S.N.D.-SERV. NUT. DIET. T.I Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 1 11 1 8 3 1 9 1 35

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
Página 206

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS

SETEMBRO 20 0 0 1 0

OUTUBRO 1 0 0 0 0

NOVEMBRO 12 0 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 3 3 0 13 0 2 0 0 0 21 OUTUBRO 0 3 3 0 14 0 2 0 0 0 22 NOVEMBRO 0 3 3 0 25 0 4 0 0 0 35

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Araguaçu, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 36 horas com a participa-

Página 207

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ção de 58 servidores/colaboradores. Devido as ações de este mês terem carga horária inferior as do mês de outubro, mas houve um aumento de ações realizadas neste mês, sendo que em setembro foram oferecidas 2 capacitações e este mês 3, contemplando 4 turmas. Para o mês de dezembro existem ações previstas para os profissionais de enfermagem e a integração institucional com os novos colaboradores. Ainda neste mês está sendo finalizado o levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012.
CURSO Oficina de Protocolo de Atendimento a Acidente com Exposição a Material Biológico Treinamento - Simulação do Sistema MV - Recepção Treinamento - Simulação do Sistema MV - Estoque Oficina de Rotinas de Higienização e Limpeza TOTAL NÚMERO DE PARTICIPANTES 30 10 8 10 58 TOTAL DE HORAS 18 8 8 2 36

2.15.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Realização de treinamentos e oficinas realizadas na sala de TI dentro da Unidade; • • • Normatização para uso do refeitório, que trouxe uma melhor qualidade das refeições servidas pelo Treinamento individual dos servidores da Recepção/Atendimento e Farmácia/Almoxarifado pelos Dia 27 de outubro de 2011, às 16 horas, na garagem do Hospital, foi realizada uma festa em coHospital; Consultores da MV, para início do uso dos programas em 1º de dezembro de 2011. memoração aos servidores do Estado e funcionários da pró-Saúde que fazem aniversario durante o mês de outubro. Na festa foi lida uma mensagem aos aniversariantes, foi cantado parabéns aos mesmos e teve salgadinhos e bolo de aniversário;

Página 208

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Dia 28 de outubro de 2011, às 12 horas foi realizado um almoço e às 20 horas um jantar festivo

para os servidores do Estado e funcionários da pró-Saúde em comemoração ao dia do SERVIDOR PÚBLICO.

2.15.6 SUPORTE TÉCNICO Enfermagem Acompanhamento da evolução do plano de Ação: • • • • • • Sugeridas adequações do quadro de pessoal de enfermagem. Orientado aquisição de Mat/Med para atendimento de emergência nas unidades de atendimento a Orientado adequação de processos de esterilização. Avaliado e sugeridas alterações nos protocolos e fluxos descritos e mapeados pela unidade. Orientado equipe para iniciar processo de eleição da comissão de ética em Enfermagem. Liderança de enfermagem pró ativa, apresenta respostas rápidas para o planejamento proposto.

pacientes adultos e pediátricos.

2.15.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

• • • •

Refeições servidas aos acompanhantes no refeitório; Organização dos serviços de Enfermagem e Farmácia através de IT‟s, dando aos profissionais maior Instituição da CCIH, com construção de IT‟s com a finalidade de dar maior segurança ao paciente Capacitação do pessoal de enfermagem em prol do atendimento aos usuários.

segurança e clareza na prestação dos serviços aos pacientes; dentro da unidade;

2.15.8 PROCESSOS GERENCIAIS

• • •

Conclusão da Conta Corrente do Hospital; Envio do Cadastro do HRP Araguaçu para o Contrato de Dosimetria; Envio das informações para Dimensionamento SAU;
Página 209

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• •

Construção do Organograma do Hospital. Cumprimento da escala de trabalho em conformidade. Sendo que, há necessidade de contratação

de profissionais médicos para completar a escala mensal, evitando o pagamento de plantões extras. Já em andamento as negociações junto aos profissionais. • • • • • • Instalação do relógio ponto para os funcionários da Pró-Saude. Instalação do relógio ponto biométrico para os servidores da SESAU; Envio de escalas médicas para Diretoria Técnica Regional; Estamos realizando o cadastro biométrico dos servidores para iniciar o controle de ponto eletrônico; Reuniões com equipes sobre MEMO/SESAU Nº 44/2011, onde trata da conversão da jornada norFoi entregue pelo RH a todos servidores efetivos do Estado os formulários para APED/2011.

mal de trabalho em regime de plantão;

2.15.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE

 Reunião com a Diretoria do Abrigo São Tiago, referente ao evento que será no dia 12/11/2011 em prol do mesmo;  Contato com entidades religiosas para realização de visitas religiosas.  Reunião com o Juiz e Promotor da cidade, onde discutimos assuntos sobre Quadro de Reservas.

2.15.10 OUTROS • • • Em negociação com Laboratório para melhoria dos equipamentos; Envio de relatório com a necessidade de equipamentos da Unidade; Instalação da TV na recepção para informações diversas da Unidade aos usuários.

Página 210

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.16 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ARAPOEMA

2.16.1 METAS CONTRATUAIS Comissões Comissão de controle de Infecção Hospitalar: Já são perceptíveis as mudanças realizadas no âmbito hospitalar, onde colaboradores estão aderindo à orientações passadas, enfatizando o controle de infecções, o uso de adornos, vestimentas e alimentação. Os colaboradores estão aderindo de forma positiva, pois é de notável constatação que não existem mais setores com comida armazenada, colaboradores do sexo feminino já estão usando sapatos fechados e de material não poroso e evitando usar esmaltes de cor escura. Percebemos as mudanças e aceitação por parte da maioria dos colaboradores. Comissão de Farmácia e Terapêutica: As mudanças já estão sendo implantadas, com a ajuda dos membros e colaboradores, os quais, com o olhar atento ao processo, estão se adaptando e orientando o controle de uso e gasto de materiais e procedimentos realizados na Instituição. Comissão de Revisão de Prontuário: Com as devidas orientações de seus membros e dos demais colaboradores, estamos obtendo notável mudança no processo de preenchimento de organização dos prontuários, sendo devidamente preenchidos e organizados em tempo hábil,, favorecendo uma boa administração o cuidado ao paciente, objetivo maior da Instituição. Comissão de Óbito: Com a criação da comissão de óbito, fica estipulado um controle ético e rigoroso para com os processos que o envolvem, determinando maior rigor e olhar atento para o mesmo, que em nossa Instituição, não é algo corriqueiro, porém, não de longo intervalo tais mudanças estão sendo implantadas. SAU

Página 211

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O Serviço de Atendimento ao Usuário já está implantado, a sala esta sendo providenciada. O quadro abaixo apresenta os índices do período em relação ao anterior.
PESQUISA RÁPIDA – INDICE DE SATISFAÇÃO SATISFAÇÃO - AMBULATÓRIO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período OUT.2011 89,89% 100,00% 100,00% 22,22% 88,89% 33,33% 88,89% 74,75% OUT.2011 92,26% 96,13% 90,85% 60,26% 90,73% 92,05% 88,67% 87,28% OUT.2011 87,20% 34,05% 77,05% 52,50% 90,76% 50,42% 82,35% 67,76% NOV.2011 92,86% 88,09% 85,72% 59,52% 76,19% 69,04% 83,34% 79,25% NOV.2011 94,22% 95,96% 93,07% 86,13% 94,22% 88,44% 91,91% 91,99% NOV.2011 92,89% 87,43% 86,89% 65,02% 88,53% 63,94% 79,24% 80,56%

SATISFAÇÃO - SADT 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Médica e Técnica? 3. Como considera as nossas instalações físicas?

OUT.2011 100,00% 94,44% 77,78%

NOV.2011 93,62% 85,10% 78,72%

Página 212

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

4. Avalie a limpeza e organização do hospital? 5. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 6. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

100,00% 77,78% 100,00% 91,67%

91,49% 85,10% 84,04% 86,35%

O Tratamento de queixas está sendo realizado pela Supervisora, juntamente com a Direção Geral, Adjunta e quando necessário, com a participação do Diretor Técnico. O envio das pesquisas está sendo realizado diariamente. O serviço de reclamações, sugestões e elogios ainda está um pouco tímido na unidade, mas, estamos divulgando ao usuário, informando que essa também é uma das opções que ele possui para ser usada e, temos dado tratativas para todas as queixas que vêem surgindo, conforme relatórios enviados, atingindo a meta em 100%.
Ocorrências Reclamações Sugestões Elogios Total de Questionários Queixas resolvidas Meta Contratual Meta Realizada Novembro 2011 01 01 03 05 01 80% 100%

Foi realizado treinamento com a equipe, no dia 16 de novembro, ministrado pela Sra. Áurea Moreira, Coordenadora do SAU regional, onde participou toda a equipe e a Administradora Hospitalar Efetiva do Estado.

2.16.2 INVESTIMENTOS Conforme o Anexo V, foi iniciada a Reforma Geral da Unidade, onde estão sendo contemplados todos os itens descritos no Anexo e outras necessidades emergenciais. Seguem fotos da estrutura física da unidade em situação precária que se encontra e as fotos das áreas que já estão sendo modificadas. Alterações que não estão contempladas no Anexo V: - Mudança da Sala de Observação para a Ala de Pronto Socorro, com um Postinho de Enfermagem e banheiro, para a retirada dos atendimentos da sala de Emergência;

Página 213

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

- Adequação dos Consultórios e instalação de lavabos; - Adequação da Sala de Ultrassonografia; -Adequação da Sala de Raios-X (Câmara Escura), para melhor acondicionamento da Processadora de RaiosX e os tambores de químicos; -Retirada do Repouso de Radiologia da Ala de Pronto Socorro, e adequação da Sala para a Equipe Multiprofissional; -Adequação da Sala de Emergência, acondicionamento dos equipamentos e materiais e a instalação da rede de gazes; - Adequação da fachada principal e varanda, para recebimento de ambulâncias com adequação da entrada emergencial; -Adequação do setor de recepção, para balcão de atendimento onde o acolhimento e atendimento se tornarão mais adequado. A sala de recepção será adequada para montagem do Arquivo Médico;

2.16.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS Equipamentos adquiridos pela unidade em caráter de urgência e pelo Escritório.
Quantidade 04 01 01 01 09 01 01 01 01 03 04 06 02 01 03 04 01 01 Especificação Aparelho Para Coleta Dados Próprio P/ Pesquisa De Campo Exh AR CONDICIONADO 18.000btus SPRIT Ar Condicionado Split 9.000 Btus Lg Ar Condicionado Split 9.000btus Gree Cadeira Secretaria C/ Braço E Giratória Carro De Emergência Lt3390 - Lanco Conjunto Contendo Ventilador, 208v Para Rack Dell 42u Desfibrilador D-10 Teb Impressora Multifuncional Officejet Kit De Computadores (Gabinete, Mouse, Teclado E Caixa De Som) Kit Desktop (Gabinete + Mouse + Teclado + Caixa De Som) Mesa 1.20x0.60x0.74 Mesa 1.50x0.60x0.74 Monitor Dell 19 Polegadas Monitor Sansung 19 Polegadas No-Breaks Sms 600va Oxímetro De Pulso N600 Nellcor Power Edge Dell Rack 4220, 42 Witch Doors And Side Panels, Ground Ship, Not For Ak Hi, Bcc

Página 214

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

01 02 01 01 02 01 02 01 01

Prancha Longa Prateleira Para Rack Com 2 Ou 4 Trilhos Estáticos Projetor Epson 3 Lcd Suga 800x 600 260 Relógio De Ponto Cartografico Time Card Servidor Dell Power Edge R710 Sistema De Armazenamento Power Valut Lt03-080 Tape Back Up Switch 08 Portas Switch Dell 48 Portas Tv Lcd 42 Polegadas Lg

2.16.4 RECURSOS HUMANOS

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. FINANC. I AUX. CONTABIL AUX. DEP.PESSOAL II AUX. DEP.PESSOAL III AUX. HIG. LIMPEZA AUX. LAVANDERIA COORD. ENFERMAGEM COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. GERAL ENFERMEIRO (A) LIDER DE MANUTENCAO LIDER DE S.H.L. MEDICO PLANTONISTA MOTORISTA NUTRICIONISTA RECEP. POSSO AJUDAR SUPERV. SAU TEC. DE INFORMATICA N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 10 1 1 1 1 9 3 1 4 3 1 2 1 1 1 2 1 3 1 1

Página 215

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

TEC. ENFERMAGEM TEC. SEG. TRABALHO Total Geral

1 1 50

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA ENFERMAGEM GESTAO DE PESSOAS HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA MANUTENCAO MEDICINA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. SESMT T.I Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 3 12 1 4 1 10 3 1 1 4 8 1 1 50

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 15 0 0 1 0 OUTUBRO 12 0 0 4 0 NOVEMBRO 18 0 0 0 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL SETEMBRO 0 OUTUBRO 0 NOVEMBRO 0

Página 216

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

MENOR APRENDIZ

0

0

0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 8 1 2 4 0 1 0 0 0 16 OUTUBRO 0 8 2 2 11 2 7 0 0 0 32 NOVEMBRO 0 9 3 2 23 2 11 0 0 0 50

NEP As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Arapoema, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 32 horas com a participação de 157 servidores/colaboradores, devido as ações deste mês terem carga horária inferior as oferecidas no mês de outubro, entretanto obtivemos um aumento no número de ações que no mês de outubro foram de apenas 3, atingindo 100 servidores/colaboradores. A integração institucional, realizada neste mês foi o diferencial nas ações do NEP, evento importante neste momento de transição. Ainda para este mês está programado o curso de Gestão em Enfermagem e também finalização do levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012. Para dezembro existem ações previstas para os profissionais de enfermagem.
CURSO Controle de Infecção Treinamento Impersik Treinamento MV- Atendimento Treinamento MV- Estoque NÚMERO DE PARTICIPANTES 36 17 11 11 TOTAL DE HORAS 1 4 8 8

Página 217

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Calculo, dosagem e vias de administração Higiene Pessoal, Equipamento e Utensílios Manuseio de Equipamento Hospitalar Integração Institucional TOTAL

17 7 8 51 158

1 1 1 8 32

2.16.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR Não houve nenhum evento nesta área, o NEP – Núcleo de Educação Permanente elaborando juntamente com o GTH, Grupo de Trabalho de Humanização, o Projeto para comemoração dos Aniversariantes do Mês e comemoração do Dia do dia do Profissional,

2.16.6 SUPORTE TÉCNICO

Enfermagem Orientação de atividades gerenciais com foco principal em: • • • • Definição do modelo de assistência. Definição de, gestão e educacional. Avaliação do quadro de profissionais enfermeiros. Orientações quanto as rotinas diárias da unidade.

2.16.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Página 218

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Para a melhoria na assistência ao paciente está sendo realizada reforma geral da unidade além da aquisição de equipamentos para a Sala de Emergência, pois, a unidade, não dispunha de equipamentos básicos como Carrinho de Emergência e Desfibrilador. Contratado um Médico Cirurgião Geral, que iniciou suas atividades no dia 18/11, realizando as cirurgias eletivas, para atendimento da demanda local e referenciada. O Diretor Técnico tem conversando individualmente com os profissionais médicos durante seus plantões, já que a maioria mora em outros municípios e solicitado dedicação nos novos processos implantados para o cumprimento das metas e no acolhimento aos pacientes. Também está sendo solicitado e monitorado o comparecimento ao plantão, conforme horário previsto e cumprimento de sua carga horária mensal.

2.16.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Setores: Estão sendo realizadas reuniões com os Coordenadores para organização dos processos de trabalho e discussão das mudanças necessárias. Manual do Usuário: Finalizamos a elaboração do Manual do Usuário e enviamos para análise da Sra. Fátima, Consultora de Humanização e, estamos aguardando o retorno. Quadro de leitos disponíveis: Este item já está sendo executado diariamente pelo SPP através do formulário padronizado e anexado em lugar visível e no vídeo apresentado na TV, que são atualizados conforme necessidade. Informe de Atendimento: Este item já foi implantando e está sendo utilizado em todos os atendimentos de Pronto Socorro e Prontuários de pacientes internados desde o dia primeiro de setembro, conforme meta contratual.
Setembro Internações Informe de Atendimento 92 90 Outubro 140 140 Novembro 138 138

Qualidade da Informação: Em outubro tivemos 134 saídos e apresentamos as 134 AIH‟s referentes ao mês e enviamos mais 16 AIH´s de Agosto e 05 do mês de Setembro, além das 18 de setembro que foram glosadas e reapresentadas. E hoje, o serviço está todo regularizado, sendo apresentando somente o mês vigente.

2.16.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE
Página 219

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O Hospital Regional Público de Arapoema, tem recebido várias visitas de pessoas da comunidade, representantes dos comércios locais, igrejas e outras autoridades. Com o início da reforma as pessoas ficaram mais motivadas ainda a nos visitar. Podemos destacar entre essas visitas, as seguintes: Padre Hélio, Pároco da Cidade; Dia 14/11, da Prefeita e Presidente da Câmara de Vereadores de Bandeirantes, Município circunvizinho o qual passamos a atender, fruto das visitas que realizamos a eles solicitando que nos enviasse os pacientes passíveis de atendimento na nossa unidade; Prefeito local, que estamos recebendo regularmente, tendo inclusive acompanhado de perto as mudanças realizadas na unidade.

Página 220

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.17 HOSPITAL REGIONAL PÚBLICO DE ALVORADA

2.17.1 METAS CONTRATUAIS Comissões O hospital constituiu as Comissões de Ética, Farmácia e Terapêutica, Óbitos, Prontuários e CCIH em 26/09/2011, sendo que as mesmas estão atuantes desde então, tendo um cronograma de reuniões para o ano de 2011 como descrito abaixo, sendo que as atas de reuniões estão sendo registradas em livro próprio para cada uma delas.
Cronograma de Reuniões - CCIH Outubro de 2011 26/10/11 às 09:00 horas Novembro 11 24/11/11 às 09:00 horas Dezembro 11 27/12/11 às 09 horas

Cronograma de Reuniões - Revisão de Prontuários Outubro de 2011 27/10/11 às 16:00 horas Novembro 11 25/11/11 às 16:00 horas Dezembro 11 27/12/11 às 16 horas

Cronograma de Reuniões – Ética Médica Outubro de 2011 25/10/11 às 10:00 horas Novembro 11 22/11/11 às 10:00 horas Dezembro 11 22/11/11 às 10:00 horas

Cronograma de Reuniões – Fármaco-Vigilância Outubro de 2011 28/10/11 às 15:00 horas Novembro 11 29/11/11 às 15:00 horas Dezembro 11 30/12/11 às 15:00 horas

Cronograma de Reuniões – Revisão de Óbito Outubro de 2011 31/10/11 às 15:00 horas Novembro 11 21/11/11 às 15:00 horas Dezembro 11 28/12/11 às 15:00 horas

SAU

Página 221

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O SAU atualmente trabalha com um Supervisor que é o próprio Diretor Geral do hospital com 01 posso ajudar e 01 Administrativo. Foi realizado treinamento com o SAU, demonstrando o funcionamento do setor, bem como deveria ser realizado as tratativas das queixas e reclamações e como a pesquisa deveria ser realizada. Até o encerramento deste relatório nenhuma queixa, sugestão ou elogios foi registrada mediante formulário por opção dos usuários, apesar da equipe divulgar essa modalidade. Os usuários tem se manifestado verbalmente tanto ao SAU quanto ao Diretor do Hospital e as ações encaminhadas visando a melhoria dos nossos serviços e a maior satisfação dos usuários. Estamos montando a sala do serviço e anexo a recepção, devendo estar pronta no inicio de dezembro de 2011.

Legenda: Sala SAU

Legenda: Recepção e Sala SAU

Estamos diariamente acompanhando os resultados da pesquisa e direcionando de acordo com os mesmo qual área necessitamos de melhorias e trabalhando no mesmo. Significativa melhora já pode ser identificada, conforme quadro abaixo que apresenta os índices identificados no período: PESQUISA DE SATISFAÇÃO – COMPARATIVA DE PERIODO
SATISFAÇÃO - INTERNAÇÃO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? OUT.2011 44,82% 44,83% 44,82% 44,82% 44,83% NOV.2011 97,70% 97,70% 97,70% 96,56% 96,55%

Página 222

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

6. Como você avalia o tempo de espera para o atendimento? 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período SATISFAÇÃO - PRONTO SOCORRO 1. Como considera o atendimento recebido na recepção? 2. Avalie o atendimento da Equipe de Enfermagem? 3. Avalie o atendimento da Equipe Médica? 4. Como considera as nossas instalações físicas? 5. Avalie a limpeza e organização do hospital? 6. Qual a sua avaliação em relação a alimentação 7. De forma geral como você avalia o atendimento do Hospital Média Período

48,28% 46,42% 45,55% OUT.2011 14,18% 15,00% 15,72% 17,14% 15,83% 34,05% 14,49% 18,06%

96,55% 95,40% 96,88% NOV.2011 94,39% 96,84% 90,52% 92,98% 96,84% 79,30% 88,42% 91,33%

2.17.2 INVESTIMENTOS Em novembro de 2011terminamos a pintura da fachada do hospital, bem como todo o muro do mesmo, colocando em cada parte do muro o logotipo do estado com os dizeres propostos pelo núcleo gestor (fotos em anexo). Em setembro e outubro 2011 estruturamos a parte elétrica, trocando e puxando fiação, trocando lâmpadas queimadas e instalando lâmpadas onde necessitava. Em novembro 2011 terminamos a manutenção em todos os aparelhos de ares-condicionados e instalamos alguns ares condicionados em salas que necessitavam. Em setembro e outubro 2011 trocamos algumas portas que estavam danificadas por portas novas, bem como realizamos a manutenção nas torneiras que estavam danificadas. Em setembro e outubro 2011 realizamos o desentupimento dos banheiros e pias.

2.17.3 COMPRA DE EQUIPAMENTOS O hospital adquiriu alguns itens de patrimônio, para dar mais conforto aos usuários, servidores e colaboradores, como descrito abaixo. • • • Ar condicionado para Sala de treinamento MV; Ar condicionado para Sala dos consultores MV; Ar condicionado para Recepção;
Página 223

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

• • • • •

Ar condicionado para Coordenação de enfermagem; Seladora para farmácia; Aquisição de materiais de materiais prediais; Forno Industrial para Cozinha; Mesa e cadeiras e Computadores para sala de treinamento;

2.17.4 RECURSOS HUMANOS

1. Quantitativo de funcionários ativos por função:
FUNÇÕES ASSIST. ADMINISTR. ASSIST. CONT. I ASSIST. FINANC. I AUX. HIG. LIMPEZA AUX. INFORMATICA AUX. LAVANDERIA COPEIRO (A) COZINHEIRO (A) DIR. ADMINISTRATIVO FARMACEUTICO (A) LIDER DE S.H.L. RECEP. POSSO AJUDAR Total Geral N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 6 1 1 3 1 1 2 2 1 1 1 1 21

2. Quantitativo de funcionários ativos por setor:
SETORES ADM. ECTO ADMINISTRACAO DIRETORIA FARMACIA HIG. E LIMPEZA LAVANDERIA S.A.U S.N.D.-SERV. NUT. DIET. N. FUNCIONÁRIOS ATIVOS NOVEMBRO 2 6 1 1 4 1 1 4

Página 224

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

T.I Total Geral

1 21

3. Rotatividade – Histórico de meses anteriores:
ROTATIVIDADE ADMISSÃO DEMISSÃO TRANSFERÊNCIAS (RESCISÕES) TRANSFERÊNCIAS (ADMISSÕES) AFASTADOS SETEMBRO 10 0 0 0 0 OUTUBRO 2 0 0 1 0 NOVEMBRO 7 0 0 1 0

4. Quantitativo atingido das cotas legais - Histórico de meses anteriores:
COTAS PNE - PORTADOR DE NECESSIDADE ESPECIAL MENOR APRENDIZ SETEMBRO 0 0 OUTUBRO 0 0 NOVEMBRO 0 0

5. Grau de instrução dos colaboradores ativos – Histórico de meses anteriores:
GRAU DE INSTRUÇÃO ANALFABETO ENSINO FUNDAMENTAL INCOMPLETO ENSINO FUNDAMENTAL COMPLETO ENSINO MÉDIO INCOMPLETO ENSINO MÉDIO COMPLETO SUPERIOR INCOMPLETO SUPERIOR COMPLETO ESPECIALIZAÇÃO MESTRADO DOUTORADO Total Geral SETEMBRO 0 0 0 0 9 0 1 0 0 0 10 OUTUBRO 0 0 0 0 11 0 2 0 0 0 13 NOVEMBRO 0 0 0 0 16 0 5 0 0 0 21

NEP

Página 225

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

As ações de capacitação do Hospital Regional Público de Alvorada, no mês de novembro apresentou uma redução no número de horas em relação ao mês anterior. Neste mês totalizamos 22 horas com a participação de 37 servidores/colaboradores. Devido as ações deste mês terem carga horária inferior ao mês de outubro. Ainda para este mês está programado o curso de Gestão em Enfermagem e também está sendo finalizado o levantamento de necessidades de treinamentos para serem realizados no ano de 2012. Para dezembro existem ações previstas para os profissionais de enfermagem e a integração institucional com os novos colaboradores.
CURSO Treinamento Operacional MV Treinamento Operacional MV Treinamento Operacional MV
Bomba de Infusão e Seringas Retráteis NR 32

Treinamento Operacional Final MV TOTAL

NÚMERO DE PARTICIPANTES 7 7 1 18 4 37

TOTAL DE HORAS 4 4 4 2 8 22

2.17.5 VALORIZAÇÃO DO COLABORADOR

Desde setembro estamos realizando a confraternização dos aniversariantes do mês, e que foi bem visto pelos servidores/funcionários, pois este fato nunca foi comemorado, onde fornecemos uma lembrança, refrigerantes, salgados, bolo e o mais importante cantaram parabéns aos aniversariantes, vendo-se a satisfação dos mesmos naquela realização. Já em novembro de 2011 estaremos fazendo a confraternização dos aniversariantes no final do mês. Foi comemorando também o dia do Servidor Público com café da manhã, almoço e jantar especial, sendo colocados cartazes com mensagens em todo o hospital.

Página 226

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

2.17.6 SUPORTE TÉCNICO Enfermagem Visita e acompanhamento da evolução do plano de Ação elaborado em setembro/11. • • Orientado adequação das escalas de trabalho conforme legislação vigente (estatuto do servidor) Realizado juntamente a equipe da unidade revisão de processos assistenciais para garantir a segu-

rança e qualidade – solicitado uso de pulseira para identificação de pacientes, orientado elaboração de capacitação para melhoria dos registros em prontuário, orientado mudança no processo de assistência medicamentosa devido a inadequações observadas, que comprometem a segurança no preparo e administração dos medicamentos. • • Verificado que após a orientação da consultoria a liderança de enfermagem está de posse do proObservado pouca evolução no plano de ação, verificado necessidade de maior envolvimento da tocolo para a solicitação do Registro de Responsabilidade Técnica junto ao Coren/TO. liderança de enfermagem.

2.17.7 ASSISTÊNCIA AO PACIENTE

Iniciamos em novembro de 2011 o projeto para tornar as internações das crianças mais agradáveis, este projeto contempla, compra de livros de leitura infantil, compra de livros de pintura, entre outros. Começamos também a trabalhar com o serviço de enfermagem para humanizar o atendimento aos pacientes. Outro ponto importante e que está trazendo benefícios ao paciente é a aquisição de materiais de qualidade, fato este que reflete na qualidade do atendimento prestado. Iniciamos a discussão com os coordenadores médicos e de enfermagem e NEP sobre a criação de cursos mensais, onde estes cursos estejam ligados diretamente à assistência ao paciente.

2.17.8 PROCESSOS GERENCIAIS

Página 227

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

No mês de novembro de 2011 iniciamos o processo para terceirizar o serviço de laboratório e sendo o contrato enviado ao jurídico da Pró-Saúde para aprovação. Foi realizada ainda reunião com pessoal da Empresa de Raio-X para colocarmos no Hospital, aguardando proposta dos mesmos. Encaminhado os entulhos e sucatas para SESAU, fazendo assim a limpeza do que não era mais necessário para atividades do Hospital. Finalização do inventário dos bens patrimoniais sendo o mesmo enviado a SESAU. Análise das escalas de trabalho de dezembro 2011 e aprovação. Foi finalizado o recolhimento da documentação do pessoal com contrato com o estado que vão ser absorvidos pela Pró e enviada documentação ao escritório da Pró-Saúde, bem como a finalização das contratações dos funcionários da SPR, SHL e SND que darão inicio aos trabalhos em primeiro de dezembro deste ano. E demos inicio a seleção para contratação do funcionário para atuar no serviço de Manutenção. Discussão com Diretor Técnico/ Enfermagem diário para alinhar os serviços, bem como foi discutido a necessidade de equipamentos médicos para serem enviados para comissão que irá viajar ao Japão. Outro ponto discutido foi sobre a mudança que ocorrerá na escala a partir de Dezembro devido à portaria 132. Análise diária da estatística para cumprimento das metas. Foi realizada a liberação da Conta Corrente do hospital junto ao Banco do Brasil. Inicio da Dose Unitária da farmácia, em fase de adaptação. Encaminhado o processo de responsabilidade técnica da Nutricionista e da Farmácia aos seus respectivos conselhos. Foi realizada reunião com a consultora de nutrição da Higienus para alinhar o plano de trabalho.

2.17.9 INTERAÇÃO COM A COMUNIDADE Lançamos em novembro a ideia de realizar em dezembro de 2011 o natal solidário e a doação de sangue. Estamos trabalhando também com a ideia de fornecermos a população cursos e palestras sobre doenças sexualmente transmissíveis, nutrição, entre outros.

2.17.10 OUTROS Iniciamos os trabalhos em setembro de 2011, onde destacamos a necessidade que a cozinha tinha com os talheres, pois não se tinha talheres suficientes para todos os funcionários almoçarem/jantarem, tendo que esperar um terminar para outro lavar e assim almoçar/jantar. Outro ponto importante eram as vasilhas para

Página 228

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

guarda dos mantimentos, onde se guardava tudo dentro de sacos reaproveitados de outros mantimentos, e que foi resolvido com a compra das vasilhas plásticas. Iniciamos também a negociação para terceirizar o serviço de laboratório de análises clinicas, visto que o hospital não possui este serviço e entendemos que será de grande valia trazê-lo para o hospital, pois atualmente todos os pacientes que necessitam deste serviço têm que ir para Gurupi ou pedir favor a prefeitura para que ela forneça cotas que tem com o laboratório da cidade. Entendemos que este serviço é de extrema importância para o hospital conseguir atender os seus pacientes dentro de uma qualidade e humanidade. Foi feita a manutenção do veiculo administrativo e da ambulância, sendo feito a troca de óleo e filtros, a troca dos pneus, alinhando e balanceado os mesmos, fato este que trás mais segurança nas viagens que os carros realizam, podendo em um caso de emergência confiar no transporte que está sendo feito. Demos início também à solicitação do Alvará sanitário, bem como a criação das Comissões essenciais ao funcionamento do hospital e a solicitação das responsabilidades técnicas de farmácia, Médica, Enfermagem e Nutrição, visando que estes itens nos trará qualidade nos serviços e condições de responsabilidade aos conselhos de classe. Iniciamos em novembro passar informações sobre a quantidade de leitos vagos, outras informações sobre o hospital. O Hospital já possui o Alvará Sanitário para o ano de 2011.

Página 229

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

NOVEMBRO

2011 ANEXO I – RELATÓRIO DA ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO

Página 230

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

01/11/2011

Gestão da Pró-Saúde garante avanços no Hospital Regional Público de Miracema A gestão da Pró-Saúde no HPRM – Hospital Público Regional de Miracema está ajudando a otimizar os serviços na unidade. No início de outubro o hospital começou a realizar cirurgias eletivas advindas da Central de Regulação de Vagas da SESAU, para ajudar a desafogar a Fila de Cirurgias Eletivas do Estado do Tocantins. São encaminhados 05 pacientes por dia, para avaliação dos casos no ambulatório, e posterior marcação dos procedimentos cirúrgicos. Sendo que somente no mês de outubro já foram realizadas mais de 100 procedimentos. Outra novidade é que no dia 26 de outubro iniciou-se ainda a realização de cirurgias ortopédicas em Miracema de pacientes encaminhados do HGP, para ajudar a diminuir o fluxo crescente de pacientes para aquela unidade. A expectativa é de realizar pelo menos duas cirurgias por dia, todos os dias, com o objetivo de ajudar a desafogar o sistema, totalizando no mínimo 60 cirurgias por mês. Estrutura No dia 03 de outubro começaram as obras de revitalização do Hospital Público Regional de Miracema, sendo que as primeiras ações ocorreram no sentido de consertar todo o telhado para evitar infiltração de água das chuvas no interior do prédio. A recepção, que se encontrava em péssimo estado, também foi reformada, com pintura, recuperação de gesso, substituição de portas e tomadas e a instalação de persianas para diminuir a incidência do sol da tarde, que é muito forte. A expectativa é que nos dos próximos dias o espaço comece a ser climatizado para dar mais conforto aos pacientes. Organização Interna Com o objetivo de melhorar a dinâmica do serviço no HPRM, a Pró-Saúde realizou treinamento de Humanização; treinamento de informática básica; treinamento de utilização de bomba de infusão; alteração da rotina para melhorar a dispensação de materiais da farmácia para os diversos setores; Implantação do Posso Ajudar e Pesquisa de Satisfação; Centralização do controle de estoques e início do Processo de elaboração dos POP‟s (Procedimentos Operacionais Padrão) dos serviços de enfermagem, entre outros. O Hospital também está em processo de elaboração do Projeto Arquitetônico para regularização do prédio do Hospital perante a Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros e deu andamento no processo de Regularização da Licença Sanitária.

Página 231

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Humanização A equipe da Pró-Saúde também conversou com os médicos para conscientização da importância da boa prestação de serviço e da parceria com a comunidade, para que todos possam conviver em harmonia. Os funcionários públicos também foram conscientizados sobre a importância do hospital para suas vidas e de suas famílias, e do cumprimento do Estatuto do Funcionalismo Público do Estado do Tocantins. A orientação é que todos se envolvam neste novo momento para que a unidade possa atender com qualidade as necessidades da população.

Hospital Geral Público de Palmas inicia processo eleitoral da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes O HGPP- Hospital Geral Público de Palmas inicia nesta segunda, 31, o Processo Eleitoral para escolha dos representantes dos Empregados na Cipa – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes, Gestão 2011/2012 da Empresa Pró Saúde – Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar. As inscrições estão sendo realizadas no setor Saúde no Trabalho do HGPP, no horário de 08 às 17h, e se estenderão até 16 de novembro. A Cipa é um espaço em que há representantes dos empregadores (através de indicação) e dos empregados (através de eleição), e tem como objetivo a prevenção de acidentes e doenças decorrentes do trabalho, de modo a tornar compatível permanentemente o trabalho com a preservação da vida e a promoção da saúde do trabalhador, sendo um espaço significativo na luta dos trabalhadores por condições de trabalho seguras e dignas. De acordo com o coordenador do setor de Saúde no Trabalho do HGPP, o técnico em Segurança do Trabalho, ElsineyBenmuyal da Costa, o espaço da Cipa deve ser valorizado e utilizado, já que o trabalhador passa grande parte da sua vida no local de trabalho, sendo necessária a participação efetiva de cada trabalhador na Comissão. “Convidamos os nossos colaboradores para participarem desta ação, não só na implantação da Cipa, mas também em todas as atividades que serão propostas pela mesma”, ressalta. Criada em 1944, a Cipa é fruto da luta dos trabalhadores, e hoje é regulamentada pela NR-5, Portaria 3.214 de 08/06/1978, Lei nº. 6.514 de 22/12/1977.

Página 232

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Hospital Infantil promove futsal com servidoras da Unidade O HIPP – Hospital Infantil Público Dr. Hugo Rocha da Silva realiza nesta quarta-feira, 2, às 18h, na quadra poliesportiva da 906 Sul, um jogo de futsal feminino, com o objetivo de integrar as funcionárias da Unidade Hospitalar e convidadas do HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina. De acordo com uma das organizadoras, Marinete Araújo, essa atividade de lazer vai proporcionar um momento de descontração e maior integração entre as colegas fora do ambiente hospitalar. “Com isso, esperamos que as relações formadas no ambiente de trabalho se tornem mais humanas e que essa interação entre colegas cresça e ultrapasse os limites dos portões do Hospital, fortalecendo os laços de amizade e se estendendo aos familiares dos servidores”, destaca. O diretor geral do HIPP, Giovani Merenda, ressalta que a iniciativa demonstra a preocupação com seus trabalhadores não só dentro do ambiente de trabalho, mas fora dele também, onde a preocupação da equipe é oferecer um atendimento humano de qualidade aos usuários. “Temos a preocupação de proporcionar aos nossos profissionais um ambiente agradável, seguro e humanizado, com condições adequadas e que contribuam para a manutenção e preservação da saúde de cada um. E esporte é saúde, é alegria é vida e, essa, é uma oportunidade das mulheres do HIPP mostrarem força e união também dentro do campo extrahospitalar”, finaliza. 02/11/2011

11h05m Pró-Saúde garante avanços A gestão da Pró-Saúde no HPRM – Hospital Público Regional de Miracema está ajudando a otimizar os serviços na unidade. No início de outubro o hospital começou a realizar cirurgias eletivas advindas da Central de Regulação de Vagas da SESAU, para ajudar a desafogar a Fila de Cirurgias Eletivas do Estado do Tocantins. São encaminhados 05 pacientes por dia, para avaliação dos casos no ambulatório, e posterior marcação dos procedimentos cirúrgicos. Sendo que somente no mês de outubro já foram realizadas mais de 100 procedimentos. Outra novidade é que no dia 26 de outubro iniciou-se ainda a realização de cirurgias ortopédicas em Miracema de pacientes encaminhados do HGP, para ajudar a diminuir o fluxo crescente de pacientes para aquela unidade.

Página 233

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

A expectativa é de realizar pelo menos duas cirurgias por dia, todos os dias, com o objetivo de ajudar a desafogar o sistema, totalizando no mínimo 60 cirurgias por mês. (Da assessoria) 03/11/2011

Hospital Geral de Palmas realiza 1º bazar de artesanato O HGPP- Hospital Geral Público de Palmas, por meio do setor de humanização, realiza nesta quinta-feira, 3, a partir das 8h, na recepção da internação, o 1º bazar de artesanato do hospital. Esta ação é fruto de trabalhos manuais feitos por acompanhantes, pacientes e servidores. O resultado das vendas será revertido em materiais para promover e expandir o projeto de artesanato. De acordo com a coordenadora do Programa de Humanização Hospitalar, Cleide Mazotti, a prática da arte promove interação entre os participantes e isso contribui para o tratamento e bem estar dos pacientes. “Além de contribuir com o projeto terapêutico, as atividades também são oferecidas no formato de oficinas, com o objetivo de incentivar a descoberta de uma nova atividade laboral”, afirma a coordenadora.

Hospital Geral de Palmas realiza 1º bazar de artesanato O HGPP- Hospital Geral Público de Palmas, por meio do setor de humanização, realiza nesta quinta-feira, 3, a partir das 8h, na recepção da internação, o 1º bazar de artesanato do hospital. Esta ação é fruto de trabalhos manuais feitos por acompanhantes, pacientes e servidores. O resultado das vendas será revertido em materiais para promover e expandir o projeto de artesanato. De acordo com a coordenadora do Programa de Humanização Hospitalar, Cleide Mazotti, a prática da arte promove interação entre os participantes e isso contribui para o tratamento e bem estar dos pacientes. “Além de contribuir com o projeto terapêutico, as atividades também são oferecidas no formato de oficinas, com o objetivo de incentivar a descoberta de

Página 234

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

uma nova atividade laboral”, afirma a coordenadora.

Hospital Geral de Palmas realiza 1º bazar de artesanato O HGPP- Hospital Geral Público de Palmas, por meio do setor de humanização, realiza nesta quinta-feira, 3, a partir das 8h, na recepção da internação, o 1º bazar de artesanato do hospital. Esta ação é fruto de trabalhos manuais feitos por acompanhantes, pacientes e servidores. O resultado das vendas será revertido em materiais para promover e expandir o projeto de artesanato. De acordo com a coordenadora do Programa de Humanização Hospitalar, Cleide Mazotti, a prática da arte promove interação entre os participantes e isso contribui para o tratamento e bem estar dos pacientes. “Além de contribuir com o projeto terapêutico, as atividades também são oferecidas no formato de oficinas, com o objetivo de incentivar a descoberta de uma nova atividade laboral”, afirma a coordenadora.

Hospital Geral de Palmas realiza 1º bazar de artesanato

Página 235

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O HGPP- Hospital Geral Público de Palmas, por meio do setor de humanização, realiza nesta quinta-feira, 3, a partir das 8h, na recepção da internação, o 1º bazar de artesanato do hospital. Esta ação é fruto de trabalhos manuais feitos por acompanhantes, pacientes e servidores. O resultado das vendas será revertido em materiais para promover e expandir o projeto de artesanato. De acordo com a coordenadora do Programa de Humanização Hospitalar, Cleide Mazotti, a prática da arte promove interação entre os participantes e isso contribui para o tratamento e bem estar dos pacientes. “Além de contribuir com o projeto terapêutico, as atividades também são oferecidas no formato de oficinas, com o objetivo de incentivar a descoberta de uma nova atividade laboral”, afirma a coordenadora. 04/11/2011

Eleita a comissão de ética médica do HRPG No último sábado, 29, foi realizado no HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi a eleição para a escolha dos representantes da Comissão de Ética Médica da unidade hospitalar. Os candidatos eleitos foram Dr. Luiz Paulo com 21 votos, DrNanio Tadeu, com16 votos; Marcos Herrera, com 13 votos. Como suplentes ficaram Dr. Macedo com 10 votos; Dr.ReinhardLangen, com 10 votos e Dr. Luciano com nove votos. A votação aconteceu entre os médicos e os eleitos têm um mandato de 30 meses. A Comissão foi formada para supervisionar a ética profissional na instituição, representando o Conselho Regional e Federal de Medicina. Ente as diversas atribuições estão: orientar e fiscalizar o exercício profissional médico, fiscalizar as condições oferecidas pela instituição e sua compatibilidade para o desempenho do trabalho; divulgar Resoluções, Normas e Pareceres; proceder sindicâncias a pedido de interessados, médicos, delegados regionais, entre outras.

Gestão da Pró-Saúde garante avanços no Hospital Público Regional de Miracema

Página 236

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

A gestão da Pró-Saúde no HPRM – Hospital Público Regional de Miracema está ajudando a otimizar os serviços na unidade. No início de outubro o hospital começou a realizar cirurgias eletivas advindas da Central de Regulação de Vagas da SESAU, para ajudar a desafogar a Fila de Cirurgias Eletivas do Estado do Tocantins. São encaminhados 05 pacientes por dia, para avaliação dos casos no ambulatório, e posterior marcação dos procedimentos cirúrgicos, sendo que somente no mês de outubro já foram realizadas mais de 100 procedimentos. Outra novidade é que no dia 26 de outubro iniciou-se ainda a realização de cirurgias ortopédicas em Miracema de pacientes encaminhados do HGP, para ajudar a diminuir o fluxo crescente de pacientes para aquela unidade. A expectativa é de realizar pelo menos duas cirurgias por dia, todos os dias, com o objetivo de ajudar a desafogar o sistema, totalizando no mínimo 60 cirurgias por mês. Estrutura No dia 03 de outubro começaram as obras de revitalização do Hospital Público Regional de Miracema, sendo que as primeiras ações ocorreram no sentido de consertar todo o telhado para evitar infiltração de água das chuvas no interior do prédio. A recepção, que se encontrava em péssimo estado, também foi reformada, com pintura, recuperação de gesso, substituição de portas e tomadas e a instalação de persianas para diminuir a incidência do sol da tarde, que é muito forte. A expectativa é que nos dos próximos dias o espaço comece a ser climatizado para dar mais conforto aos pacientes. Organização Interna Com o objetivo de melhorar a dinâmica do serviço no HPRM, a Pró-Saúde realizou treinamento de Humanização; treinamento de informática básica; treinamento de utilização de bomba de infusão; alteração da rotina para melhorar a dispensação de materiais da farmácia para os diversos setores; Implantação do Posso Ajudar e Pesquisa de Satisfação; Centralização do controle de estoques e início do Processo de elaboração dos POP‟s (Procedimentos Operacionais Padrão) dos serviços de enfermagem, entre outros. O Hospital também está em processo de elaboração do Projeto Arquitetônico para regularização do prédio do Hospital perante a Vigilância Sanitária e Corpo de Bombeiros e deu andamento no processo de Regularização da Licença Sanitária. Humanização A equipe da Pró-Saúde também conversou com os médicos para conscientização da importância da boa prestação de serviço e da parceria com a comunidade, para que todos possam conviver em harmonia. Os funcionários públicos também foram conscientizados sobre a importância do hospital para suas vidas e de suas famílias, e do cumprimento do Estatuto do Funcionalismo Público do Estado do Tocantins. A orientação é que todos se envolvam neste novo momento para que a unidade possa atender com qualidade as necessidades da população.

Página 237

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

HRPG registra maior número de cirurgias no mês de outubro O HRPG- Hospital Regional Público de Gurupi, por meio do setor de estatísticas, divulgou relatório do Centro Cirúrgico Geral da unidade. O Centro Cirúrgico atende a pacientes de 17 cidades da Região Sul e realiza cirurgias eletivas e de urgência, sendo que o mês de outubro foi realizado 164 do tipo eletivas em comparação com os outros meses anteriores, desde que o hospital retomou esse procedimento. O diretor geral do HRPG, Valdemir Girato, enfatizou que o aumento nos procedimentos só foi possível porque o estoque de materiais foi ampliado, consequentemente, as cirurgias eletivas puderam ser remarcadas. Ele destacou também que a direção do hospital está preocupada em melhorar ainda mais para que os cirurgiões possam trabalhar com mais segurança e o paciente, que é o objetivo principal, saia da unidade com boa saúde. A responsável pelo centro cirúrgico geral, Ana Margareth Covre, salientou que os cirurgiões da unidade atuam com bastante presteza e o resultado disso é o restabelecimento da saúde do paciente. Segundo ela, o HRPG conta com quatro salas de cirurgia e 22 cirurgiões, sendo seis que fazem cirurgia geral e os demais atuam nas especialidades de pediatria, ortopedia, oftalmologia, odontologia, urologia, oncologia, obstetrícia e dermatologia. Dados Conforme a estatística do hospital, as cirurgias mais realizadas são as ortopédicas, sendo que em janeiro foram feitas 74, em fevereiro 62, em março 95, abril 85, maio 95, junho 108, julho 85 e setembro foram realizadas 105. Já as do tipo urgência foram contabilizadas: janeiro - 140; fevereiro - 143; março - 203; abril - 131; maio – 184; junho – 205; agosto – 104; setembro – 126; outubro - 111. Porém as cirurgias do tipo eletivas, que retornaram no mês de julho, foram 104 neste mês; agosto – 142; setembro – 129; outubro foi registrado o maior número, sendo 164 eletivas.

HRPG registra maior número de cirurgias no mês de outubro

Página 238

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O HRPG- Hospital Regional Público de Gurupi, por meio do setor de estatísticas, divulgou relatório do Centro Cirúrgico Geral da unidade. O Centro Cirúrgico atende a pacientes de 17 cidades da Região Sul e realiza cirurgias eletivas e de urgência, sendo que o mês de outubro foi realizado 164 do tipo eletivas em comparação com os outros meses anteriores, desde que o hospital retomou esse procedimento. O diretor geral do HRPG, Valdemir Girato, enfatizou que o aumento nos procedimentos só foi possível porque o estoque de materiais foi ampliado, consequentemente, as cirurgias eletivas puderam ser remarcadas. Ele destacou também que a direção do hospital está preocupada em melhorar ainda mais para que os cirurgiões possam trabalhar com mais segurança e o paciente, que é o objetivo principal, saia da unidade com boa saúde. A responsável pelo centro cirúrgico geral, Ana Margareth Covre, salientou que os cirurgiões da unidade atuam com bastante presteza e o resultado disso é o restabelecimento da saúde do paciente. Segundo ela, o HRPG conta com quatro salas de cirurgia e 22 cirurgiões, sendo seis que fazem cirurgia geral e os demais atuam nas especialidades de pediatria, ortopedia, oftalmologia, odontologia, urologia, oncologia, obstetrícia e dermatologia. Dados Conforme a estatística do hospital, as cirurgias mais realizadas são as ortopédicas, sendo que em janeiro foram feitas 74, em fevereiro 62, em março 95, abril 85, maio 95, junho 108, julho 85 e setembro foram realizadas 105. Já as do tipo urgência foram contabilizadas: janeiro - 140; fevereiro - 143; março - 203; abril - 131; maio – 184; junho – 205; agosto – 104; setembro – 126; outubro - 111. Porém as cirurgias do tipo eletivas, que retornaram no mês de julho, foram 104 neste mês; agosto – 142; setembro – 129; outubro foi registrado o maior número, sendo 164 eletivas. 07/11/2011

Geral Agradecimentos a Doutora Mônica Mendonça e todos os funcionários do HGP por Tânia Maria Sevilha Gostaria de solicitar ao site Abocadopovo que publiquem nesse espaço, de todos os cidadãos, meus sinceros agradecimentos a Doutora Mônica Mendonça, neurocirurgiã de Gurupi. Que ao investigar a causa e não só cuidar de sintomas, fez a diferença. Hoje estou operada e passando bem, me restabelecendo em casa de algo que nunca imaginei que tivesse. Fui operada em Palmas no HGP e quero aproveitar a oportunidade e tamPágina 239

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

bém agradecer a todos que cuidaram de mim com muito carinho. Eu sinto muito em não citar todos os nomes, pois alguns nomes não me lembro e não seria justo, mas meus agradecimentos a todos do HGP. Meu muito obrigado a todos. Tânia Maria 09/11/2011

Dia do Técnico em Radiologia é lembrado no HIPP O Dia do Técnico em Radiologia é comemorado em todo o país no dia 08 de novembro, no HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, a data será lembrada nesta quinta-feira, 10, ocasião em que a direção oferece um café da manhã especial para os profissionais da área. Na Unidade atuam 14 Técnicos em Radiologia, profissionais que trabalham diuturnamente para realizar um atendimento ágil e de qualidade aos pacientes. Somente em outubro 700 exames radiológicos foram realizados em 380 pacientes. Para a coordenadora em Radiologia do HIPP Virgínia Carvalho de Almeida, lembrar a data demonstra o fortalecimento e união da classe, preocupação da direção do HIPP e da Sesau com seus profissionais. “Esse reconhecimento mostra que estamos ganhando espaço. Esperamos com isso, além de continuar desenvolvendo um trabalho humanizado de qualidade conseguir a criação do nosso sindicato”, finaliza. O profissional Técnico em Radiologia é o profissional apto a trabalhar em serviços de radiologia e diagnóstico por imagem em hospitais, clínicas, unidades básicas de saúde.

Dona Regina inaugura sala para Teste da Orelhinha A partir de agora, os testes de triagem auditiva neonatal, mais conhecido como testes da orelhinha, serão realizados com mais rapidez no HMPDR - Hospital Maternidade Pública Dona Regina, isso porque foi inaugurada esta semana uma sala para a realização do exame, fato

Página 240

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

que permitirá que as crianças sejam submetidas ao teste antes de receber alta. Além disso, mais duas fonoaudiólogas passaram a realizar o procedimento que antes era feito por apenas uma profissional, o que otimizou ainda mais o serviço. A fonoaudióloga Juliana Dantas, uma das responsáveis pelo atendimento aos recém-nascidos na maternidade, explicou que antes da ampliação do serviço não havia possibilidade de fazer com que todos os bebês passassem pelo exame antes da alta, tendo em vista o número expressivo de nascimentos por dia. Assim as mães e seus filhos eram liberados, mas precisavam agendar o retorno a maternidade para realizarem o teste da orelhinha. “O que a gente percebia, é que muitas delas não voltavam para fazer, ou porque não moravam em Palmas, ou porque não tinha quem as trouxessem ou porque esqueciam mesmo. Agora as crianças podem fazer o exame antes de voltarem para casa e receber o resultado logo em seguida”, explicou a fonoaudióloga. O pequeno Benício Sardo Moreira realizou o teste no seu segundo dia de vida e já recebeu o resultado. Elen Cristina da Silva Sardo, mãe de primeira viagem, confessou que não sabia da necessidade do exame, conta que tudo correu de maneira tranquila e rápida e que recebeu todas as informações sobre a importância do teste. Apesar de já ter tido outros dois filhos antes de Mateus Gomes, o recém-nascido que realizou o teste da orelhinha na tarde desta quarta-feira, 09, a mãe Sarah de Jesus Gomes é outra que também não conhecia o exame, Ela explicou que os outros dois filhos nasceram fora do Brasil e que aqui no Dona Regina foi a primeira vez que ouviu falar do teste de triagem auditiva. De acordo com a fonoaudióloga do HMPDR, o teste da orelhinha diagnostica precocemente qualquer perda na capacidade auditiva do bebê, permitindo que o tratamento e as intervenções necessárias aconteçam o mais cedo possível e, dessa maneira, sejam evitados prejuízos no desenvolvimento emocional, cognitivo, social e de linguagem da criança. Ela explicou ainda que nos casos em que se detecta alguma deficiência são realizados novos exames, havendo a confirmação, os bebês são encaminhados ao Cedral - Centro Estadual de Diagnóstico e Reabilitação Auditiva - do Hospital Geral Público de Palmas, onde recebem o tratamento e acompanhamento profissional adequado. Há ainda os casos em que a equipe de fonoaudiologia do Dona Regina faz uma acompanhamento por um período que pode chegar a 2 anos, mesmo não sendo identificada qualquer deficiência nos primeiros meses de vida. É o que acontece com os bebês que nasceram com determinadas deformidades congênitas e com aqueles cujas mães tiveram toxoplasmose, doença infecto-contagiosa adquirida por meio do contato com animais ou alimentos contaminados, ou são portadoras de HIV ou sífilis. Nesse casos as crianças possuem um risco maior de apresentarem surdez. Sobre o Teste da Orelhinha Desde julho do ano passado uma lei do Governo Federal tornou o Teste da Orelhinha obrigatório e gratuito nas maternidades de todo o país. No HMPDR o serviço começou a ser oferePágina 241

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

cido em novembro do mesmo ano. O Teste é indolor, não é necessário tirar sangue do bebê, não tem contra-indicações e dura em torno de 10 minutos.

Estudantes de enfermagem realizam ações de humanização no HRPPN Estudantes do 7° período de enfermagem do ITPACPORTOdesenvolveram uma ação diferenciada de humanização no HRPPN – Hospital Regional Público de Porto Nacional. Com iniciativa, autonomia e criatividade, os jovens reformaram e aperfeiçoaram a sala de espera do Centro Cirúrgico com pintura dos móveis hospitalares, paredes e a adição de materiais de entretenimento. O objetivo da turma foi proporcionar um ambiente acolhedor, descontraído, que promova integração entre os pacientes, para que os mesmos sintam segurança antes dos procedimentos cirúrgicos que em geral amedronta e causa irritabilidade no momento de espera. A iniciativa foi elogiada pelo diretor da unidade, Omar Dietrich Junior, que lembrou que a humanização em hospitais envolve essencialmente o trabalho de toda a equipe. “O trabalho interdisciplinar pode favorecer a uma multiplicidade de enfoques e alternativas para a compreensão de aspectos que estão envolvidos no atendimento ao paciente. O que pode colaborar para o estabelecimento de uma nova cultura de respeito e valorização da vida humana no atendimento ao paciente” afirmou. O trabalho dos estudantes foi reconhecido pela Direção Geral do HRPPN, a Coordenação de Enfermagem e o NEP (Núcleo de Educação Permanente), que homenageiam esses futuros profissionais pela iniciativa de contribuir para o bem estar dos pacientes. São eles: Diego Lopes Matos, Didiane Vieira de Souza, Gisele S. Carvalho, Fabrícia Carvalho, Solene Antônio Ribeiro e a Docente Enfermeira Zeneida Frota Pereira. 10/11/2011

PRÓ SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU
Página 242

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O Diretor Operacional da Pró Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos paciente; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%.

Página 243

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas.

PRÓ SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes.

Página 244

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O Diretor Operacional da Pró Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos paciente; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró SaúPágina 245

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

de iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas.

PRÓ SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O Diretor Operacional da Pró Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos paciente; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”.
Página 246

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas.

SEGUNDO RELATÓRIO, PRÓ SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU

Página 247

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau, foi o que apontou o relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais do Estado. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. Redação O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O Diretor Operacional da Pró Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos paciente; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação
Página 248

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas e ampliação da estrutura física e os investimentos em equipamentos. (Da assessoria)

PRÓ-SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU 10/11/11 16h47 Da Redação O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) no contrato com a Instituição. De acordo com a assessoria de comunicação da Sesau, no Hospital Geral Público de Palmas

Página 249

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

(HGPP), por exemplo, a meta estabelecida pela Secretaria para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O diretor Operacional da Pró Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos paciente; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do Hospital Público de Doenças Tropicais (HPDT), em Araguaína, com 93%. O Hospital e Maternidade Pública Dona Regina (HMPDR), em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica,
Página 250

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas e ampliação da estrutura física e os investimentos em equipamentos.

EM DOIS MESES PRÓ SAÚDE ECONOMIZOU 150% NOS HOSPITAIS DO ESTADO, SEGUNDO GOVERNO O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição, segundo informações e dados do governo. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para altas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta.
Página 251

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró-Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que “as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo do prontuário do paciente; as consultorias Médica e de Enfermagem que introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos, resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando maior giro de leitos e diminuindo o tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares e, implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritivas. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma difePágina 252

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

renciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Outras metas estabelecidas pela Sesau e cumpridas pela Pró Saúde foram a regularização dos estoques de materiais e medicamentos, e a reposição do enxoval do centro cirúrgico e dos kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos etc poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos) para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17 hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas e ampliação da estrutura física e os investimentos em equipamentos.

12h53 PRÓ SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e

Página 253

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O Diretor Operacional da Pró Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos paciente; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser

Página 254

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas e ampliação da estrutura física e os investimentos em equipamentos.

Estado Pró-Saúde facilita acesso a serviços do HGPP por meio do SAU O SAU - Serviço de Atendimento ao Usuário do HGPP - Hospital Geral Público de Palmas foi implantado logo após o início das atividades da Pró-Saúde, com o objetivo de auxiliar na melhoria do atendimento aos usuários do SUS, dentro dos diversos setores assistenciais do Hospital. A equipe é formada por 10 colaboradores, que atuam em locais estratégicos da instituição. Segundo o diretor geral do HGPP, Ronaldo Foloni, o atendimento ofertado pelo SAU tem como base a avaliação e priorização da qualidade no atendimento disponibilizado na unidade hospitalar, destinando-se em ouvir, registrar e encaminhar as demandas para a resolução de situações referentes às manifestações sobre os serviços prestados, seja por dúvida, queixa, elogio, e até mesmo sugestões. “Sentimos a necessidade de implantar o serviço, mediante a constatação da falta de uma equipe para intermediar e avaliar a questão da satisfação dos nossos clientes, com os serviços ofertados no hospital. Agora temos condição de analisar melhor sobre o que precisa ser melhorado, ouvindo quem utiliza os serviços”, ressalta. O SAU divide-se em três partes: Pesquisa, Tratamento de Queixas e o serviço “Posso Ajudar”, que embora possuam aspectos diferenciados, têm a mesma finalidade: monitorar e avaliar a qualidade do atendimento, de maneira rápida e contínua, na busca pela melhoria dos serviços prestados, ouvindo a opinião dos clientes que utilizam os serviços assistenciais disponíveis no HGPP. Segundo a supervisora do serviço, a administradora Lucineide Gonçalves da Silva, para obtenção dos dados colhidos junto aos pacientes, três tipos de pesquisas são aplicadas nas unidades de internação, Pronto Socorro, Ambulatório de Especialidades e no SADT - Serviço de Atendimento Diagnóstico e Tratamento, como a exemplo das Pesquisas Ativas, que são aplicadas com maquinas programadas com perguntas inerentes aos serviços prestados, e também sobre as instalações físicas da unidade de saúde. Já a Pesquisa Passiva, trata-se de informações escritas de próprio punho pelo o cliente/acompanhante e ou familiar, onde é assegurado o direito de fazer relatos de reclamações, sugestões e elogios sobre os serviços oferecidos na unidade, bem como as Tratativas, que são as analise das queixas, feitas por meio da supervisora, que tem o prazo de até 24
Página 255

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

horas para passar a reclamação ao responsável do setor identificado no relato na pesquisa de opinião, e de 48 horas para retorno ao usuário/acompanhante, e ou familiar. “Existem situações emergenciais que é considerado o grau de urgência e a tratativa é feita logo após a queixa, bem, como a resolução do problema, que também é imediato”, ressalta. Posso Ajudar Segundo a supervisora do SAU, o serviço “Posso Ajudar”, um dos eixos de atuação do Serviço de Atendimento ao Usuário, "tem como objetivo, acolher, orientar e informar usuários e familiares quanto às rotinas do hospital, humanizar o atendimento e organizar o fluxo de usuários nos corredores do hospital. “O Posso Ajudar contribui para o cumprimento da missão institucional, no atendimento aos usuários do SUS, facilitando o contato da família - equipe de saúde – usuário, deixando o atendimento de modo geral mais humanizado, resultado dessa forma, em um atendimento de excelência, conforme nossos clientes merecem”, afirma.

13h39 ARAGUAÍNA ESTADO EM DOIS MESES PRÓ-SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Sesau – Secretaria de Estado da Saúde no contrato com a Instituição. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró-Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades.

Página 256

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O Diretor Operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo dos pacientes; as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disp onibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações n ecessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do SAU – Serviço de Atendimento ao Usuário, que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc.

Página 257

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório dedois meses de gerenciamento da Pró-Saúde em 17hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas e ampliação da estrutura física e os investimentos em equipamentos.

Dona Regina inaugura sala para Teste da Orelhinha A partir de agora, os testes de triagem auditiva neonatal, mais conhecido como testes da orelhinha, serão realizados com mais rapidez no HMPDR - Hospital Maternidade Pública Dona Regina, isso porque foi inaugurada esta semana uma sala para a realização do exame, fato que permitirá que as crianças sejam submetidas ao teste antes de receber alta. Além disso, mais duas fonoaudiólogas passaram a realizar o procedimento que antes era feito por apenas uma profissional, o que otimizou ainda mais o serviço. A fonoaudióloga Juliana Dantas, uma das responsáveis pelo atendimento aos recém-nascidos na maternidade, explicou que antes da ampliação do serviço não havia possibilidade de fazer com que todos os bebês passassem pelo exame antes da alta, tendo em vista o número expressivo de nascimentos por dia. Assim as mães e seus filhos eram liberados, mas precisavam agendar o retorno a maternidade para realizarem o teste da orelhinha. “O que a gente percebia, é que muitas delas não voltavam para fazer, ou porque não moravam em Palmas, ou porque não tinha quem as trouxessem ou porque esqueciam mesmo. Agora as crianças podem fazer o exame antes de voltarem para casa e receber o resultado logo em seguida”, explicou a fonoaudióloga. O pequeno Benício Sardo Moreira realizou o teste no seu segundo dia de vida e já recebeu o resultado. Elen Cristina da Silva Sardo, mãe de primeira viagem, confessou que não sabia da necessidade do exame, conta que tudo correu de maneira tranquila e rápida e que recebeu todas as informações sobre a importância do teste. Apesar de já ter tido outros dois filhos antes de Mateus Gomes, o recém-nascido que realizou o teste da orelhinha na tarde desta quarta-feira, 09, a mãe Sarah de Jesus Gomes é outra que também não conhecia o exame, Ela explicou que os outros dois filhos nasceram fora do Brasil e que aqui no Dona Regina foi a primeira vez que ouviu falar do teste de triagem auditiva. De acordo com a fonoaudióloga do HMPDR, o teste da orelhinha diagnostica precocemente qualquer perda na capacidade auditiva do bebê, permitindo que o tratamento e as interven-

Página 258

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ções necessárias aconteçam o mais cedo possível e, dessa maneira, sejam evitados prejuízos no desenvolvimento emocional, cognitivo, social e de linguagem da criança. Ela explicou ainda que nos casos em que se detecta alguma deficiência são realizados novos exames, havendo a confirmação, os bebês são encaminhados ao Cedral - Centro Estadual de Diagnóstico e Reabilitação Auditiva - do Hospital Geral Público de Palmas, onde recebem o tratamento e acompanhamento profissional adequado. Há ainda os casos em que a equipe de fonoaudiologia do Dona Regina faz uma acompanhamento por um período que pode chegar a 2 anos, mesmo não sendo identificada qualquer deficiência nos primeiros meses de vida. É o que acontece com os bebês que nasceram com determinadas deformidades congênitas e com aqueles cujas mães tiveram toxoplasmose, doença infecto-contagiosa adquirida por meio do contato com animais ou alimentos contaminados, ou são portadoras de HIV ou sífilis. Nesse casos as crianças possuem um risco maior de apresentarem surdez. Sobre o Teste da Orelhinha Desde julho do ano passado uma lei do Governo Federal tornou o Teste da Orelhinha obrigatório e gratuito nas maternidades de todo o país. No HMPDR o serviço começou a ser oferecido em novembro do mesmo ano. O Teste é indolor, não é necessário tirar sangue do bebê, não tem contra-indicações e dura em torno de 10 minutos.

Pró-Saúde supera metas e reduz custos no gerenciamento de unidades hospitalares Com apenas dois meses de atuação no Tocantins a Pró-Saúde superou a meta contratualizada com a Sesau, Secretaria de Estado da Saúde, no gerenciamento de 17 unidades hospitalares. Somente no mês de outubro a meta de pacientes saídos, que era de 5.976, foi superada, totalizando 6.927, número 15,91% superior ao que estava previsto. Em setembro a meta também foi superada, com 6.538 pacientes saídos das 17 unidades hospitalares. No HGPP – Hospital Geral Público de Palmas, a meta de pacientes saídos, que é de 1.097, foi superada em setembro, com 1.166 pacientes saídos, e em outubro, com 1.265 pacientes saídos, o que representa uma média de 1.216 pacientes saídos. No HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, a meta de pacientes saídos, de 238 foi superada com uma média de 257 pacientes saídos nesses dois primeiros meses de gerenciamento da Pró-Saúde. No Hospital regional Público de Arapoema, a meta de 96 pessoas também foi superada, com uma média de 114 pacientes saídos. No Hospital Regional Público de Paraíso uma média de 471 pacientes tiveram alta nos meses de setembro e outubro, superando a meta que é de 450. No HRPPN - Hospital Regional Público de Porto nacional, a meta, que é de 200 pacientes saídos, também foi superada, com
Página 259

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

uma média de 513 liberações. No Hospital Materno Infantil Público Tia Dedé, em Porto Nacional, onde a meta é de 250 pacientes saídos, 292 foram liberados nesses dois meses. No HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi, os pacientes saídos chegaram a 738 em setembro, e a 721 em outubro, o que representa uma média de 730 pacientes saídos, superando a meta mensal de 625 pacientes liberados. Já no Hospital Regional Público de Dianópolis, onde a meta mensal é de 256 pacientes saídos, a média mensal de liberações chegou a 267 liberações. Esses 09 hospitais ultrapassaram, no mês de outubro, em mais de 110% a meta média mensal de saídos. No Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, na capital, onde a meta mensal de saídos é de 699 pacientes, foram liberados 808 em setembro e 759 em outubro, o que representa uma média de 784 pacientes saídos. No HRPA – Hospital Regional Público de Araguaína, a meta mensal de 775 pacientes saídos também foi superada, com 810 liberações em setembro e 790, em outubro, o que representa uma média mensal de 800 pacientes saídos. No Hospital Regional Público de Guaraí a meta média mensal, de 244 pacientes saídos, também foi superada com 259 pacientes liberados. No Hospital regional Público de Miracema a meta mensal, de 350 pacientes saídos, foi superada em outubro. Os 05 hospitais mantiveram-se no mês de outubro na faixa entre 100% e 109% da meta média mensal de saídos. Redução de custos O gerenciamento das unidades hospitalares pela Pró-Saúde garantiu uma expressiva redução de custos. Antes cada paciente saído das unidades custava aos cofres públicos cerca de R$ 7.029. Já no Contrato com a Pró-Saúde, a meta acordada com a Sesau foi de uma redução de 5% nesse valor, ou seja, para R$ 6.707,90. Mais uma meta superada: em setembro, o custo médico geral por paciente saído foi de R$ 6.145,65, ou seja, uma redução de 12,56%. Já em outubro, o custo médio geral por paciente saído foi ainda menor, R$ 6.064, o que representa numa economia de escala o equivalente a 13%. Para o diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, os resultados têm sido satisfatórios, mas ainda há muito a ser feito. “Normalmente os reflexos positivos do gerenciamento nas unidades de saúde começam a ser percebidos após três meses, então temos de comemorar os avanços já conquistados, mas conscientes que esse trabalho está apenas começando e que ainda existem muitos desafios pela frente”, avaliou.

Hospital Regional Público de Porto Nacional capacita servidores para o novo software de gestão hospitalar

Página 260

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

O Hospital regional público de Porto nacional está capacitando seus servidores. A capacitação ensina aos participantes a trabalharem com novo sistema MV 2000i para gerenciar informações e dados de todos os setores e pacientes. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles. Já utilizado em outros hospitais, a nova solução de sistemas facilita integração de setores e atendimento a clientes agregando bom atendimento e funcionalidade. “O antigo sistema do hospital era on-line, virtual, usado através da internet. O novo sistema é direto da rede, com servidor próprio instalado no prédio do hospital” relata Alisson Pereira Gerente de Logística. O novo software está inserido nos grandes hospitais do País. O MV2000i é atualizado de acordo com as tendências de mercado, além de ter estrutura de suporte ao usuário e contar com uma equipe de consultores qualificados, garantindo um diferencial em relação às outras empresas. A implantação do software no HRPPN foi realizada por consultores da MV em parceria com a equipe de atendimento do hospital. O projeto irá abranger todos os setores da instituição, incluindo as áreas administrativas. Todos os funcionários que utilizarão o sistema passarão por um período de treinamento. Segundo o Diretor Geral Adjunto, Argemiro da Silva Filho a implantação do MV2000i, busca atingir a excelência no atendimento aos clientes, utilizando a informática como ferramenta de apoio. “O sistema integra os processos entre os setores garantindo a agilidade e a confiabilidade das informações, provendo à Diretoria, gerências e supervisões, informações precisas e confiáveis, além de oferecer ao colaborador uma ferramenta que facilita a execução das tarefas de seu dia-a-dia a fim de garantir o bem-estar dos pacientes”, garantiu. Para a Gerente de Atendimento do HRPPN, Sãyma Cristina o curso surgiu da necessidade dos técnicos de se atualizarem com os programas e facilitar na execução de suas atribuições. O curso está sendo ministrados por Ellis Nicolau, Rafael Araújo e Adalberto Ferreira, consultores da MV (A maior empresa de sistema em gestão de saúde do Brasil). A capacitação teve início no dia 26 de outubro e tem duração de 12 dias. As aulas acontecem no auditório do HRPPN. Segundo o Diretor Geral do HRPPN, Omar Dietrich Júnior esta ferramenta de gestão garantir aos usuários do hospital e também aos colaboradores, maior agilidade e integração das informações. Omar Afirmou ainda que pretende abrir novas turmas após a finalização do curso que já está em andamento.

Página 261

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Dia do radiologista é comemorado no HRPPN Em 08 de novembro é comemorado o Dia do Radiologista, e para homenagear os profissionais que representam esta data, o Hospital Público de Porto Nacional homenageou seus profissionais numa confraternização no Auditório do Hospital com, entrega de lembranças, homenagens, oração, exposição de fotografias e encerramento com um lanche especial. Radiologia significa o estudo das radiações e do seu emprego nos diagnósticos ou tratamentos. Uma das especializações da medicina, ciência que estuda órgãos ou estruturas através da utilização de raiosA-x que envolve um processo de revelação. Esses avançados aparelhos permitem, através de imagens do corpo humano, definir e diagnosticar doenças. O radiologista é o médico responsável pela realização de exames, análise e interpretação das imagens obtidas e pela emissão de laudos ou relatórios. Atualmente, o HRPPN conta com 29 Técnicos de Radiologia, e começou a funcionar no mesmo ano da inauguração da Unidade, 18 de fevereiro de 1971.

Dia do Técnico em Radiologia é lembrado no HIPP O Dia do Técnico em Radiologia é comemorado em todo o país no dia 08 de novembro, no HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, a data será lembrada nesta quinta-feira, 10, ocasião em que a direção oferece um café da manhã especial para os profissionais da área. Na Unidade atuam 14 Técnicos em Radiologia, profissionais que trabalham diuturnamente para realizar um atendimento ágil e de qualidade aos pacientes. Somente em outubro 700 exames radiológicos foram realizados em 380 pacientes. Para a coordenadora em Radiologia do HIPP Virgínia Carvalho de Almeida, lembrar a data demonstra o fortalecimento e união da classe, preocupação da direção do HIPP e da Sesau

Página 262

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

com seus profissionais. “Esse reconhecimento mostra que estamos ganhando espaço. Esperamos com isso, além de continuar desenvolvendo um trabalho humanizado de qualidade conseguir a criação do nosso sindicato”, finaliza. O profissional Técnico em Radiologia é o profissional apto a trabalhar em serviços de radiologia e diagnóstico por imagem em hospitais, clínicas, unidades básicas de saúde. 11/11/2011

Hospital Regional Público de Porto Nacional capacita servidores para o novo software de gestão hospitalar O Hospital regional público de Porto nacional está capacitando seus servidores. A capacitação ensina aos participantes a trabalharem com novo sistema MV 2000i para gerenciar informações e dados de todos os setores e pacientes. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles. Já utilizado em outros hospitais, a nova solução de sistemas facilita integração de setores e atendimento a clientes agregando bom atendimento e funcionalidade. “O antigo sistema do hospital era on-line, virtual, usado através da internet. O novo sistema é direto da rede, com servidor próprio instalado no prédio do hospital” relata Alisson Pereira Gerente de Logística. O novo software está inserido nos grandes hospitais do País. O MV2000i é atualizado de acordo com as tendências de mercado, além de ter estrutura de suporte ao usuário e contar com uma equipe de consultores qualificados, garantindo um diferencial em relação às outras empresas. A implantação do software no HRPPN foi realizada por consultores da MV em parceria com a equipe de atendimento do hospital. O projeto irá abranger todos os setores da instituição, incluindo as áreas administrativas. Todos os funcionários que utilizarão o sistema passarão por um período de treinamento. Segundo o Diretor Geral Adjunto, Argemiro da Silva Filho a implantação do MV2000i, busca atingir a excelência no atendimento aos clientes, utilizando a informática como ferramenta de apoio. “O sistema integra os processos entre os setores garantindo a agilidade e a confiabilidade das informações, provendo à Diretoria, gerências e supervisões, informações precisas e confiáveis, além de oferecer ao colaborador uma ferramenta que facilita a execução das tarefas de seu dia-a-dia a fim de garantir o bem-estar dos pacientes”, garantiu.
Página 263

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Segundo a Gerente de Atendimento do HRPPN, Sãyma Cristina o curso surgiu da necessidade dos técnicos de se atualizarem com os programas e facilitar na execução de suas atribuições. O curso está sendo ministrados por Ellis Nicolau, Rafael Araújo e Adalberto Ferreira, consultores da MV (A maior empresa de sistema em gestão de saúde do Brasil). A capacitação teve início no dia 26 de outubro e tem duração de 12 dias. As aulas acontecem no auditório do HRPPN. Segundo o Diretor Geral do HRPPN, Omar Dietrich Júnior esta ferramenta de gestão garantir aos usuários do hospital e também aos colaboradores, maior agilidade e integração das informações. Omar Afirmou ainda que pretende abrir novas turmas após a finalização do curso que já está em andamento.

Hospital Regional Público de Porto Nacional capacita servidores para o novo software de gestão hospitalar O Hospital regional público de Porto nacional está capacitando seus servidores. A capacitação ensina aos participantes a trabalharem com novo sistema MV 2000i para gerenciar informações e dados de todos os setores e pacientes. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles. Já utilizado em outros hospitais, a nova solução de sistemas facilita integração de setores e atendimento a clientes agregando bom atendimento e funcionalidade. “O antigo sistema do hospital era on-line, virtual, usado através da internet. O novo sistema é direto da rede, com servidor próprio instalado no prédio do hospital” relata Alisson Pereira Gerente de Logística. O novo software está inserido nos grandes hospitais do País. O MV2000i é atualizado de acordo com as tendências de mercado, além de ter estrutura de suporte ao usuário e contar com uma equipe de consultores qualificados, garantindo um diferencial em relação às outras empresas. A implantação do software no HRPPN foi realizada por consultores da MV em parceria com a equipe de atendimento do hospital. O projeto irá abranger todos os setores da instituição, incluindo as áreas administrativas. Todos os funcionários que utilizarão o sistema passarão por um período de treinamento. Segundo o Diretor Geral Adjunto, Argemiro da Silva Filho a implantação do MV2000i, busca atingir a excelência no atendimento aos clientes, utilizando a informática como ferramenta de apoio. “O sistema integra os processos entre os setores garantindo a agilidade e a confiaPágina 264

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

bilidade das informações, provendo à Diretoria, gerências e supervisões, informações precisas e confiáveis, além de oferecer ao colaborador uma ferramenta que facilita a execução das tarefas de seu dia-a-dia a fim de garantir o bem-estar dos pacientes”, garantiu. Segundo a Gerente de Atendimento do HRPPN, Sãyma Cristina o curso surgiu da necessidade dos técnicos de se atualizarem com os programas e facilitar na execução de suas atribuições. O curso está sendo ministrados por Ellis Nicolau, Rafael Araújo e Adalberto Ferreira, consultores da MV (A maior empresa de sistema em gestão de saúde do Brasil). A capacitação teve início no dia 26 de outubro e tem duração de 12 dias. As aulas acontecem no auditório do HRPPN. Segundo o Diretor Geral do HRPPN, Omar Dietrich Júnior esta ferramenta de gestão garantir aos usuários do hospital e também aos colaboradores, maior agilidade e integração das informações. Omar Afirmou ainda que pretende abrir novas turmas após a finalização do curso que já está em andamento.

Estudantes de enfermagem realizam ações de humanização no HRPPN Estudantes do 7° período de enfermagem do ITPAC-PORTOdesenvolveram uma ação diferenciada de humanização no HRPPN – Hospital Regional Público de Porto Nacional. Com iniciativa, autonomia e criatividade, os jovens reformaram e aperfeiçoaram a sala de espera do Centro Cirúrgico com pintura dos móveis hospitalares, paredes e a adição de materiais de entretenimento. O objetivo da turma foi proporcionar um ambiente acolhedor, descontraído, que promova integração entre os pacientes, para que os mesmos sintam segurança antes dos procedimentos cirúrgicos que em geral amedronta e causa irritabilidade no momento de espera. A iniciativa foi elogiada pelo diretor da unidade, Omar Dietrich Junior, que lembrou que a humanização em hospitais envolve essencialmente o trabalho de toda a equipe. “O trabalho interdisciplinar pode favorecer a uma multiplicidade de enfoques e alternativas para a compreensão de aspectos que estão envolvidos no atendimento ao paciente. O que pode colaborar para o estabelecimento de uma nova cultura de respeito e valorização da vida humana no atendimento ao paciente” afirmou. O trabalho dos estudantes foi reconhecido pela Direção Geral do HRPPN, a Coordenação de Enfermagem e o NEP (Núcleo de Educação Permanente), que homenageiam esses futuros profissionais pela iniciativa de contribuir para o bem estar dos pacientes. São eles: Diego

Página 265

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Lopes Matos, Didiane Vieira de Souza, Gisele S. Carvalho, Fabrícia Carvalho, Solene Antônio Ribeiro e a Docente Enfermeira Zeneida Frota Pereira.

16h47 PRÓ-SAÚDE ULTRAPASSA METAS ESTABELECIDAS PELA SESAU Da Redação O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) no contrato com a Instituição. De acordo com a assessoria de comunicação da Sesau, no Hospital Geral Público de Palmas (HGPP), por exemplo, a meta estabelecida pela Secretaria para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. “O que estabelecemos como meta no contrato com a Pró-Saúde era de diminuir em 5% os custos operacionais desses 17 hospitais e dois meses depois obtivemos um resultado mais do que o esperado, com este índice chegando a 13% de redução de custos”, destaca o secretário de Estado da Saúde, Arnaldo Nunes. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. O diretor Operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, disse que as novas rotinas, implantadas pela OS para a organização de fluxo do paciente, as consultorias Médica, de Enfermagem e Administrativa, bem como a atuação das Diretorias locais dos hospitais, introduziram modificações nos processos, principalmente em prontos-socorros e centros cirúrgicos que resultaram na diminuição do tempo de permanência do paciente na unidade, proporcionando uma maior ocupação e giro de leitos, com a redução da média de permanência e do tempo de espera por procedimentos”. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento.

Página 266

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do Hospital Público de Doenças Tropicais (HPDT), em Araguaína, com 93%. O Hospital e Maternidade Pública Dona Regina (HMPDR), em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica, onde estão inseridas perguntas relacionadas ao atendimento recebido na recepção, avaliação da equipe de enfermagem, avaliação da equipe médica, avaliação das instalações físicas, limpeza e outras. Foram ouvidos os pacientes dos Prontos Socorros, Ambulatórios e Internações. “Montamos na recepção dos hospitais, um sistema de informações sobre a disponibilidade de leitos e orientações para os visitantes, incluindo o serviço “Posso Ajudar”, uma forma diferenciada de recepcionar o usuário, com orientações necessárias para o atendimento adequado a cada situação”, explica Kuntz. Esses procedimentos fazem parte do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), que esclarece dúvidas, registra queixas e encaminha as demandas para a resolução. Tecnologia A Pró Saúde iniciou a informatização, em rede, das unidades hospitalares gerenciadas. Com isso, as informações sobre pacientes, leitos, consultas, medicamentos, dentre outros, poderão ser acessadas de qualquer unidade gerenciada, além da Sesau, facilitando o atendimento aos pacientes e o controle de estoques, leitos, consultas, exames etc. Já foi entregue e disponibilizada toda a infra-estrutura (rede e equipamentos)para cada hospital. Os servidores dessas unidades estão sendo capacitados em Tecnologia da Informação para manuseio do sistema. Por fim, o relatório de dois meses de gerenciamento da Pró Saúde em 17 hospitais da rede estadual no Tocantins aponta as reformas e ampliação da estrutura física e os investimentos em equipamentos.

Página 267

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pró Saúde ultrapassa metas, afirma Sesau O relatório de dois meses de gerenciamento da Organização Social Pró Saúde em 17 hospitais estaduais apontou mais de 100% de cumprimento das metas estabelecidas pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) no contrato com a Instituição.... ... No Hospital Geral Público de Palmas, por exemplo, a meta estabelecida pela Sesau para saídas hospitalares era de 1.097 pacientes/mês. Em setembro 1.166 pacientes receberam alta na unidade e em outubro 1.265 pacientes, superando a meta. A economia alcançada também foi 150% superior à meta estabelecida no contrato. Segundo o secretário da pasta, Arnaldo Nunes, foi estabelecida a redução em 5% os custos operacionais desses hospitais, o que foi obtido em dois meses com este índice chegando a 13% de redução de custos. Com a atuação da OS, o custo por paciente internado caiu de R$ 7 mil para R$ 6,2 mil em apenas dois meses. O que permitiu à Sesau aumentar em 20% o número de internações e consultas e garantiu o início do processo de “desafogamento” das demandas por cirurgias eletivas. Durante os dois meses de gerência da Pró Saúde nas 17 unidades hospitalares, foram realizadas mais de cinco mil cirurgias. O que representa 10% de aumento nesses procedimentos em relação ao período em que a OS não atuava nas unidades. Todas as Unidades Hospitalares tiveram reparos na estrutura, como pintura de fachadas, reforma de telhados, tratamento de pisos, manutenção de ar-condicionado, consertos de vazamentos e infiltrações, sendo que muitas das quais ainda estão em andamento. Foi feita a regularização dos estoques de materiais e medicamentos nas Unidades Hospitalares garantindo o abastecimento e evitando o risco de desassistência aos pacientes e implantado um novo cardápio, tornando as refeições mais nutritiva. No HGPP foi reposto o enxoval do centro cirúrgico, com investimentos no valor de R$ 150 mil em kits de roupas cirúrgicas descartáveis. Foram comprados também 300 metros de tecido para confeccionar, por conta própria, roupas e lençóis. Aprovação Na pesquisa de satisfação do usuário, os hospitais obtiveram índices (bom e ótimo), ou seja, acima dos 60% estabelecidos como meta pelo contrato. O maior índice foi o do HPDT – Hospital Público de Doenças Tropicais, em Araguaína, com 93%. O HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina, em Palmas, teve o índice de 83%, já no HGPP o índice foi de 74% de satisfação. A pesquisa foi realizada nos 17 hospitais do Estado, por meio de uma ferramenta eletrônica. (Com informações da Sesau)

Página 268

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pró-Saúde implanta sistema de gestão de saúde modelo nos hospitais regionais Todos os profissionais que atuam nas recepções das 17 unidades hospitalares gerenciadas pela Pró-Saúde já foram capacitados para operar o novo sistema de gestão de saúde que está sendo implantado em todos os hospitais. O trabalho teve início em outubro, com a entrega e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) de servidores em cada hospital para a implantação do sistema MV e realizado curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendimento e logística. Em seguida passaram pelo treinamento operacional dos módulos de atendimento e logística todos os colaboradores que utilizarão os respectivos módulos do sistema. Segundo Rodolpho Uliana, coordenador de tecnologia de informação de T.I. (tecnologia da Informação) da Pró-Saúde no Estado, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. “Com a informatização do processo de atendimento e de logística nos hospitais, será possível cadastrar os pacientes com muito mais rapidez, além de possibilitar um controle de informações muito mais eficaz do que o sistema atual, devido à integração entre todos os setores, em todas as unidades”, garantiu. Rodolpho ainda ressalta que o sistema operacional da MV não é apenas um sistema de atendimento, mas de gestão. A ferramenta é de fácil acesso e dispõe ao colaborador variados tipos de relatórios e dados estatísticos. Antes de entrar em operação o sistema passará, ainda este mês, por simulações de entradas de dados, num processo que será desenvolvido através do registro de atendimento de pacientes por amostragem e terá todo o processo acompanhado pela equipe de técnicos, a fim de se averiguar eventuais falhas. No dia primeiro de dezembro os módulos de atendimento e logística começam a operar. Nesta data, o número de registro dos pacientes atendidos até aquele momento será zerado e reiniciado e o alinhamento já foi realizado com os componentes do Comitê de Implantação de TI (SESAU, Pró Saúde e MV). Segundo o diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, o sistema trazerá vários ganhos na gestão hospitalar. “A partir de dezembro será possível realizar vários procedimentos, como o cadastro único de paciente e o controle de estoques”, garantiu. Rogério ainda lembra que o sistema ainda permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU.
Página 269

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

“Será possível fazer o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência na instituição, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, além de permitir que a equipe da SESAU, gestora dos hospitais, disponha de informações online de toda a rede de hospitais do Estado”, finalizou. Sobre a MV Sistemas É a 6ª maior empresa brasileira de software, e 1ª no mercado de Sistemas de Gestão de Saúde. Atualmente atua em mais de 500 instituições, atendendo 80 mil médicos e 100 mil profissionais no Brasil, na África e América Latina. Sobre a Pró-Saúde É uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, fundada há 41 anos, especializada na administração, assessoria e consultoria de hospitais e unidades de saúde em geral. Reconhecida nacionalmente, a Pró-Saúde tem como missão promover soluções na área de saúde, orientando-se pelas necessidades dos clientes, com competência técnica, responsabilidade e transparência.

Pró-Saúde implanta sistema de gestão de saúde modelo nos hospitais regionais Todos os profissionais que atuam nas recepções das 17 unidades hospitalares gerenciadas pela Pró-Saúde já foram capacitados para operar o novo sistema de gestão de saúde que está sendo implantado em todos os hospitais. O trabalho teve início em outubro, com a entrega e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) de servidores em cada hospital para a implantação do sistema MV e realizado curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendimento e logística. Em seguida passaram pelo treinamento operacional dos módulos de atendimento e logística todos os colaboradores que utilizarão os respectivos módulos do sistema. Segundo Rodolpho Uliana, coordenador de tecnologia de informação de T.I. (tecnologia da Informação) da Pró-Saúde no Estado, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. “Com a informatização do processo de atendimento e de logística nos hospitais, será possível cadastrar os pacientes com muito mais rapidez, além de possibilitar um controle de informações muito mais eficaz do que o sistema atual, devido à integração entre todos os setores, em todas as unidades”, garantiu. Rodolpho ainda ressalta que o sistema operacional da MV não é apenas um sistema de atendimento, mas de gestão. A ferramenta é de fácil acesso e dispõe ao colaborador variados tipos de relatórios e dados estatísticos.

Página 270

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Antes de entrar em operação o sistema passará, ainda este mês, por simulações de entradas de dados, num processo que será desenvolvido através do registro de atendimento de pacientes por amostragem e terá todo o processo acompanhado pela equipe de técnicos, a fim de se averiguar eventuais falhas. No dia primeiro de dezembro os módulos de atendimento e logística começam a operar. Nesta data, o número de registro dos pacientes atendidos até aquele momento será zerado e reiniciado e o alinhamento já foi realizado com os componentes do Comitê de Implantação de TI (SESAU, Pró Saúde e MV). Segundo o diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, o sistema trazerá vários ganhos na gestão hospitalar. “A partir de dezembro será possível realizar vários procedimentos, como o cadastro único de paciente e o controle de estoques”, garantiu. Rogério ainda lembra que o sistema ainda permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU. “Será possível fazer o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência na instituição, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, além de permitir que a equipe da SESAU, gestora dos hospitais, disponha de informações online de toda a rede de hospitais do Estado”, finalizou. Sobre a MV Sistemas É a 6ª maior empresa brasileira de software, e 1ª no mercado de Sistemas de Gestão de Saúde. Atualmente atua em mais de 500 instituições, atendendo 80 mil médicos e 100 mil profissionais no Brasil, na África e América Latina. Sobre a Pró-Saúde É uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, fundada há 41 anos, especializada na administração, assessoria e consultoria de hospitais e unidades de saúde em geral. Reconhecida nacionalmente, a Pró-Saúde tem como missão promover soluções na área de saúde, orientando-se pelas necessidades dos clientes, com competência técnica, responsabilidade e transparência. 14/11/2011

Saúde | 14/11/201110:38 | Redação

PRÓ-SAÚDE IMPLANTA SISTEMA DE GESTÃO DE SAÚDE MODELO NOS HOSPITAIS REGIONAIS O trabalho teve início em outubro, com a entrega e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) de servidores em cada hospital para a implantação do sistema MV e realizado curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendiPágina 271

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

mento e logística. Em seguida passaram pelo treinamento operacional dos módulos de atendimento e logística todos os colaboradores que utilizarão os respectivos módulos do sistema. Segundo Rodolpho Uliana, coordenador de tecnologia de informação de T.I. (tecnologia da Informação) da Pró-Saúde no Estado, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. “Com a informatização do processo de atendimento e de logística nos hospitais, será possível cadastrar os pacientes com muito mais rapidez, além de possibilitar um controle de informações muito mais eficaz do que o sistema atual, devido à integração entre todos os setores, em todas as unidades”, garantiu. Antes de entrar em operação o sistema passará, ainda este mês, por simulações de entradas de dados, num processo que será desenvolvido através do registro de atendimento de pacientes por amostragem e terá todo o processo acompanhado pela equipe de técnicos, a fim de se averiguar eventuais falhas. No dia primeiro de dezembro os módulos de atendimento e logística começam a operar. Nesta data, o número de registro dos pacientes atendidos até aquele momento será zerado e reiniciado e o alinhamento já foi realizado com os componentes do Comitê de Implantação de TI (SESAU, Pró Saúde e MV). Segundo o diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, o sistema trazerá vários ganhos na gestão hospitalar. “A partir de dezembro será possível realizar vários procedimentos, como o cadastro único de paciente e o controle de estoques”, garantiu. Rogério ainda lembra que o sistema ainda permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU. “Será possível fazer o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência na instituição, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, além de permitir que a equipe da SESAU, gestora dos hospitais, disponha de informações online de toda a rede de hospitais do Estado”, finalizou. Sobre a MV Sistemas É a 6ª maior empresa brasileira de software, e 1ª no mercado de Sistemas de Gestão de Saúde. Atualmente atua em mais de 500 instituições, atendendo 80 mil médicos e 100 mil profissionais no Brasil, na África e América Latina. Sobre a Pró-Saúde É uma entidade filantrópica, sem fins lucrativos, fundada há 41 anos, especializada na administração, assessoria e consultoria de hospitais e unidades de saúde em geral. Reconhecida nacionalmente, a Pró-Saúde tem como missão promover soluções na área de saúde, orientando-se pelas necessidades dos clientes, com competência técnica, responsabilidade e transparência. (Ascom Pró-Saúde)

Página 272

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Curtas Pró-Saúde implanta Todos os profissionais que atuam nas recepções das 17 unidades hospitalares gerenciadas pela Pró-Saúde já foram capacitados para operar o novo sistema de gestão de saúde que está sendo implantado em todos os hospitais. O trabalho teve início em outubro, com a entrega e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) de servidores em cada hospital para a implantação do sistema MV e realizado curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendimento e logística. Em seguida passaram pelo treinamento operacional dos módulos de atendimento e logística todos os colaboradores que utilizarão os respectivos módulos do sistema. Segundo Rodolpho Uliana, coordenador de tecnologia de informação de T.I. (tecnologia da Informação) da Pró-Saúde no Estado, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. (Da assessoria)

Hospital de Porto Nacional apoia o XI Jogos Indígenas O Hospital de Porto Nacional, instituição administrada pela Pró-Saúde, é um dos parceiros na realização dos XI Jogos Indígenas, que aconteceu entre os dias 05 a 12 de novembro, na Ilha Porto Real, no município de Porto Nacional - TO. No apoio, o hospital desenvolveu ações de atendimento hospitalar no posto de atendimento criado na Ilha para uso exclusivo as etnias indígenas, disponibilizando médicos e enfermeiros plantonistas, bem como estrutura climatizada com todo equipamento necessário. Foram registrados mais de 500 atendimentos. O médico Volnei Diniz Clínico Geral, relata que foi seu primeiro contato com a etnia indígena “Cada etnia possui sua particularidade, seu costume e isso fizeram o atendimento diversificado respeitando a cultura e as crenças de cada um”. Segundo o indígena Elinho, o atendimento disponibili-

Página 273

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

zado é bem melhor que na aldeia porque o acesso no evento é mais fácil. “Na aldeia não existe atendimento de emergência e temos que arrumar carro para chegar 35 km até a cidade”, afirmou. O paciente indígena é chefe de cultura da etnia Bororo do Mato Grosso e finalizou seu depoimento com elogios e agradecimentos a equipe de profissionais do HRPPN. O Evento Na abertura oficial do evento, que aconteceu no sábado, 5, estiveram presentes o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a ministra da Igualdade Racial, Luíza Helena de Bairros, e o governador Siqueira Campos, dentre outras autoridades. Representando a Pró-Saúde, se fizeram presentes os Coordenadores Regionais e o Diretor Operacional no Estado, Sr. Rogério Kuntz. Foi construída uma verdadeira “Aldeia Olímpica Indígena”, para receber os participantes, uma arena com capacidade de acolher cerca de oito mil pessoas. O evento se dividiu em duas temáticas, a primeira voltada para o Fórum Social Indígena e a Rio+20 que abordou a Conferência Internacional do Meio Ambiente, com discussões da economia verde e a sustentabilidade na preservação das tradições indígenas. Na segunda, o intercâmbio esportivo e cultural entre etnias, além do debate sobre inclusão indígena como legado da Copa do Mundo FIFA 2014 e das Olimpíadas e paraolimpíadas de 2016. Estiveram presentes 29 etnias indígenas sendo eles dos estados: Pará, Tocantins, Bahia, Roraima, Rio Grande do Sul, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazônia e da Fronteira com a Bolívia. O evento é uma realização do Comitê Intertribal - Memória e Ciência Indígena (ITC), em parceria com o Governo do Tocantins, por meio das Secretarias Estaduais da Juventude e dos Esportes, da Cultura, entre outras, com apoio do Ministério do Esporte e da Prefeitura de Porto Nacional.

Hospital de Porto Nacional apoia o XI Jogos Indígenas O Hospital de Porto Nacional, instituição administrada pela Pró-Saúde, é um dos parceiros na realização dos XI Jogos Indígenas, que aconteceu entre os dias 05 a 12 de novembro, na Ilha Porto Real, no município de Porto Nacional - TO. No apoio, o hospital desenvolveu ações de atendimento hospitalar no posto de atendimento criado na Ilha para uso exclusivo as etnias indígenas, disponibilizando médicos e enfermeiros plantonistas, bem como estrutura climatizada com todo equipamento necessário. Foram registrados mais de 500 atendimentos. O médico Volnei Diniz Clínico Geral, relata que foi seu primeiro contato com a etnia indígena “Cada etnia possui sua particularidade, seu costume e isso fizeram o atendimento diversificado respeitando a cultura e as crenças de cada um”. Segundo o indígena Elinho, o aten-

Página 274

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

dimento disponibilizado é bem melhor que na aldeia porque o acesso no evento é mais fácil. “Na aldeia não existe atendimento de emergência e temos que arrumar carro para chegar 35 km até a cidade”, afirmou. O paciente indígena é chefe de cultura da etnia Bororo do Mato Grosso e finalizou seu depoimento com elogios e agradecimentos a equipe de profissionais do HRPPN. O Evento Na abertura oficial do evento, que aconteceu no sábado, 5, estiveram presentes o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, a ministra da Igualdade Racial, Luíza Helena de Bairros, e o governador Siqueira Campos, dentre outras autoridades. Representando a Pró-Saúde, se fizeram presentes os Coordenadores Regionais e o Diretor Operacional no Estado, Sr. Rogério Kuntz. Foi construída uma verdadeira “Aldeia Olímpica Indígena”, para receber os participantes, uma arena com capacidade de acolher cerca de oito mil pessoas. O evento se dividiu em duas temáticas, a primeira voltada para o Fórum Social Indígena e a Rio+20 que abordou a Conferência Internacional do Meio Ambiente, com discussões da economia verde e a sustentabilidade na preservação das tradições indígenas. Na segunda, o intercâmbio esportivo e cultural entre etnias, além do debate sobre inclusão indígena como legado da Copa do Mundo FIFA 2014 e das Olimpíadas e paraolimpíadas de 2016. Estiveram presentes 29 etnias indígenas sendo eles dos estados: Pará, Tocantins, Bahia, Roraima, Rio Grande do Sul, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amazônia e da Fronteira com a Bolívia. O evento é uma realização do Comitê Intertribal - Memória e Ciência Indígena (ITC), em parceria com o Governo do Tocantins, por meio das Secretarias Estaduais da Juventude e dos Esportes, da Cultura, entre outras, com apoio do Ministério do Esporte e da Prefeitura de Porto Nacional. 17/11/2011

Baseado na filosofia da sustentabilidade, HGP lança campanha de Natal Nesta quinta-feira, 17, o Hospital Geral Público de Palmas lançou a campanha "Natal Sustentável" baseada na filosofia da sustentabilidade. Este ano parte da decoração é feita com reaproveitamento de revistas, jornais e outros materiais. O objetivo é fortalecer espírito natalino e proporcionar um momento de integração entre servidores colaboradores e usuários. Redação O HGPP- Hospital Geral Público de Palmas lançou na manhã desta quinta-feira, 17, a campanha Natal Sustentável baseada na filosofia da sustentabilidade. Este ano parte da decoração é feita com reaproveitamento de revistas, jornais e outros materiais. Com a intenção de forPágina 275

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

talecer espírito natalino e proporcionar um momento de integração entre servidores colaboradores e usuários. O setor de Recursos Humanos do HGPP idealizou o concurso Natal Sustentável 2011 do HGPP. As equipes que se destacarem nas seguintes categorias: Melhor decoração: A equipe que melhor decorar o seu setor e Equipe ecologicamente correta : A que melhor utilizar materiais recicláveis no processo de decoração, tais como: revistas, jornais, garrafas pet, latinhas, copos descartáveis entre outros, serão premiadas com 10 cestas natalinas. De acordo com a coordenadora de Recursos Humanos, Maria Salete Paulino a campanha tem como objetivos a integração, confraternização e também a conscientização. Mesmo durante as festas não podemos deixar de refletir sobre o meio ambiente e ações de sustentabilidade. A criatividade será uma grande parceira neste momento, ao transformar o descartável em peças de decoração , afirma. Segundo a Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criada pelas Nações Unidas a definição mais aceita para desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das futuras gerações. É o desenvolvimento que não esgota os recursos para o futuro. (Da assessoria)

HIPP é único hospital do Estado a realizar cirurgias odonto-pediátricas em pacientes com necessidades especiais Para garantir o atendimento a pacientes com necessidades especiais, o HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, uma das unidades administradas pela Pró-Saúde no Estado, garantiu a instalação dos equipamentos odontológicos no Centro Cirúrgico da unidade. Com essa medida, agora é possível realizar cirurgias odonto-pediátricas em crianças portadoras de cardiopatias, doenças hematológicas, deficiência mental e Síndrome de Down, ou seja, pacientes que precisam de um atendimento diferenciado. Nesses casos o tratamento odontológico em centro cirúrgico, sob anestesia geral, é o mais indicado, por oferecer menos riscos aos pacientes. As cirurgias tiveram início em outubro, e segundo o diretor Geral do HIPP, Giovani Merenda, a implantação desse serviço é uma das primeiras conquistas alcançadas pelo hospital após o início do gerenciamento da Pró-Saúde. Segundo Merenda, a ativação da odontologia hospitalar foi uma das prioridades da Pró-Saúde no HIPP. “Mostra nosso compromisso de assistência à população, e sua participação no hospital pode significar a diminuição dos índices de morbimortalidade, pois existem pacientes que não podem ser tratados nos outros níveis de assistência”, afirmou, acrescentando, ainda, que nos hospitais existem situações que exigem a intervenção para cuidados bucais simultaPágina 276

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

neamente aos cuidados de outros profissionais de saúde. Na unidade, além dos cirurgiões dentistas, a equipe multiprofissional que dá suporte aos usuários é composta de profissionais psicólogos, farmacêuticos, nutricionistas e pedagogos. Os pacientes estão sendo encaminhados por clínicas médicas especializadas, pela Agência de regulação da SESAU, e ainda existem aqueles que são triados na pediatria, pronto socorro e emergência e no ambulatório do HIPP. A partir dai é feito o diagnóstico e tratamento de lesões bucais e doenças oportunistas da boca, e também repassadas, aos pais, as orientações sobre a melhor forma de higienização oral a ser submetido o paciente naquele momento. Segundo o IBGE, 24% da população do Tocantins está entre 0 e 12 anos de vida, totalizando cerca de 345.860 crianças, sendo que destas, aproximadamente 34.580 são PNE - Portadores de Necessidades Especiais. De acordo com Merenda, com base no levantamento feito pela Pró-Saúde, novas medidas serão implantadas na unidade infantil. “A partir do primeiro semestre de 2012 vamos inovar na gestão, oferecendo cursos, congressos e seminários, investindo na capacitação da equipe de multiprofissionais que atuam na unidade, sempre com foco no atendimento às crianças que são encaminhadas pra cá”, afirmou. 18/11/2011

Pró Saúde realiza melhorias na estrutura de unidades hospitalares A Pró-Saúde está realizando diversas ações de melhorias nas unidades hospitalares, garantindo assim um melhor ambiente para colaboradores e pacientes. Segundo o diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, são ações variadas que tem o objetivo de garantir mais segurança e bem estar. “Com o início do período chuvoso tornou-se necessária a reforma de telhados e forros, e, além disso, estamos realizando outras melhorias nas unidades para garantir um ambiente mais seguro e agradável”, garantiu. Na capital, no HGP – Hospital Geral de Palmas – Dr. Francisco Ayres, foi feita a aquisição ar condicionado para a sala de treinamento de informática, instalados suportes para monitores multiparâmetros e realizada adequação da sala de treinamento de informática. No HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, foram resolvidos problemas de infiltrações, feita reforma do telhado, pintura da fachada e adequação do jardim no pátio externo. Já o HMPDR – Hospital e Maternidade Pública Dona Regina recebeu nova pintura da fachada. O Hospital Regional Público de Porto Nacional recebeu a readequação do auditório para treinamento da MV Sistemas, e o Hospital Materno Infantil Público Tia Dedé teve o telhado reformado. O Hospital Regional Público de Paraíso recebeu conserto de infiltrações do telhado e pintura da recepção e fachada do Pronto Socorro. Os banheiros do PS ainda foram pintados
Página 277

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

e tiveram os vasos sanitários trocados. A unidade ainda teve o forro reformado, recebeu novas lâmpadas e a manutenção de todos os condicionadores de ar. No Hospital Regional Público de Pedro Afonso foi feita a remoção de entulhos, restauração da cobertura do prédio e manutenção de calçadas. Outro benefício foi a climatização da Observação do Pronto Socorro que agora passa a oferecer aos seus usuários maior conforto durante a permanência na unidade. No Hospital Regional Público de Miracema foi realizada a readequação do auditório para treinamento do sistema MV. No HRPA – Hospital Regional Público de Araguaína, foi feita a pintura da fachada e da recepção do pronto-socorro. O HDT – Hospital de Doenças Tropicais recebeu reforma do telhado, pintura da fachada da unidade, da sala de recepção dos funcionários, da sala de treinamento e da sala de logística. No Hospital Regional Público de Guaraí foi feita a reforma do Pronto Socorro e dos banheiros na clínica médica. Já no Hospital Regional Público de Arapoema as reformas estão em cotação e devem começar ainda este mês. No HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi, além da reforma do telhado e troca de telhas e calhas, foi feita a pintura da fachada, conserto, lavagem e instalação dos aparelhos de ar condicionado, troca dos chuveiros, conserto da encanação do setor de farmácia do almoxarifado e troca de cabo de energia interligando a caixa de distribuição à ginecologia e à pediatria. A unidade ainda recebeu a instalação do sistema de chamadas de enfermagem nas unidades de internação. No Hospital Regional Público de Arraias foi feita reforma do telhado, com troca de telhas e calhas, pintura da fachada, com o nome do hospital e limpeza da caixa d´agua. A unidade também recebeu tratamento no piso em geral, reforma da sala para acondicionamento dos gêneros alimentícios, consertos dos vazamentos das pias e troca de luminárias. Uma novidade foi o trabalho de jardinagem na área interna do hospital, para garantir um ambiente mais agradável para os pacientes que se recuperam no local. No Hospital Regional Público de Dianópolis foi realizada pintura da fachada e do refeitório, que também teve as mesas desgastadas trocadas por novas. Na unidade ainda foi realizada a troca de todos os vidros quebrados, bem como a readequação física dos setores de Transporte e Patrimônio e montada a sala do servidor. No Hospital Regional Público de Alvorada foi realizada pintura de fachada, nos muros e na frente do hospital, a manutenção de luminárias e chuveiros e do ar condicionado. No Hospital Regional de Araguaçu foi feita a reforma do telhado, pintura da fachada, além da resolução de problemas de infiltrações.

SAÚDE

Página 278

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Pró-Saúde anuncia melhorias em hospitais Josiane Mendes Palmas - Responsável pela administração de 17 hospitais públicos do Tocantins, via contrato de terceirização, a Pró-Saúde anunciou a realização de ações de melhorias na infraestrutura dessas unidades. Para o Hospital Geral de Palmas (HGP), a Pró-Saúde informa que foi feita a aquisição ar condicionado para a sala de treinamento de informática, instalados suportes para monitores multiparâmetros e realizada adequação da sala de treinamento de informática. Já no Hospital Infantil Público de Palmas, segundo a organização, foram resolvidos problemas de infiltrações, feita reforma do telhado, pintura da fachada e adequação do jardim no pátio externo, enquanto o Hospital e Maternidade Pública Dona Regina recebeu nova pintura da fachada. Enquanto as demais unidades localizadas no interior - Paraíso, Porto Nacional, Pedro Afonso, Araguaína, Guaraí, Arapoema, Miracema, Gurupi, Arraias, Dianópolis, Alvorada e Araguaçu receberam reformas no telhado, pintura nas fachadas, melhorias nos banheiros, além de algumas readequações nos espaços dos prédios. Já no Hospital Regional Público de Arapoema as reformas estão em cotação e devem começar ainda este mês, informou a Pró-Saúde. (J.M.)

Curtas Pró-Saúde implanta Todos os profissionais que atuam nas recepções das 17 unidades hospitalares gerenciadas pela Pró-Saúde já foram capacitados para operar o novo sistema de gestão de saúde que está sendo implantado em todos os hospitais. O trabalho teve início em outubro, com a entrega e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) de servidores em cada hospital para a implantação do sistema MV e realizado curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendimento e logística. Em seguida passaram pelo treinamento operacional dos módulos de atendimento e logística todos os colaboradores que utilizarão os respectivos módulos do sistema.

Página 279

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Segundo Rodolpho Uliana, coordenador de tecnologia de informação de T.I. (tecnologia da Informação) da Pró-Saúde no Estado, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. (Da assessoria) 14/11/11 - 11h14m

HIPP é único hospital do Estado a realizar cirurgias odonto-pediátricas em pacientes com necessidades especiais Para garantir o atendimento a pacientes com necessidades especiais, o HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, uma das unidades administradas pela Pró-Saúde no Estado, garantiu a instalação dos equipamentos odontológicos no Centro Cirúrgico da unidade. Com essa medida, agora é possível realizar cirurgias odonto-pediátricas em crianças portadoras de cardiopatias, doenças hematológicas, deficiência mental e Síndrome de Down, ou seja, pacientes que precisam de um atendimento diferenciado. Nesses casos o tratamento odontológico em centro cirúrgico, sob anestesia geral, é o mais indicado, por oferecer menos riscos aos pacientes. As cirurgias tiveram início em outubro, e segundo o diretor Geral do HIPP, Giovani Merenda, a implantação desse serviço é uma das primeiras conquistas alcançadas pelo hospital após o início do gerenciamento da Pró-Saúde. Segundo Merenda, a ativação da odontologia hospitalar foi uma das prioridades da Pró-Saúde no HIPP. “Mostra nosso compromisso de assistência social e hospitalar à população, e sua participação no hospital pode significar uma enorme diminuição em índices de baixo-estima, que ocasionam uma perda de vínculo social dessas crianças, dificuldades na alimentação, entre outros”, garantiu. O diretor geral acrescentou ainda que nos hospitais existem situações que exigem a intervenção para cuidados bucais simultaneamente aos cuidados de outros profissionais de saúde. Na unidade, além dos cirurgiões dentistas, a equipe multiprofissional que dá suporte aos usuários é composta de profissionais psicólogos, farmacêuticos, nutricionistas e pedagogos. Os pacientes estão sendo encaminhados por clínicas médicas especializadas, pela Agência de regulação da SESAU, e ainda existem aqueles que são triados na pediatria, pronto socorro e emergência e no ambulatório do HIPP. A partir dai é feito o diagnóstico e tratamento de lesões bucais e doenças oportunistas da boca, e também repassadas, aos pais, as orientações sobre a melhor forma de higienização oral a ser submetido o
Página 280

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

paciente naquele momento. Segundo o IBGE, 24% da população do Tocantins está entre 0 e 12 anos de vida, totalizando cerca de 345.860 crianças, sendo que destas, aproximadamente 34.580 são PNE - Portadores de Necessidades Especiais. De acordo com Merenda, com base no levantamento feito pela Pró-Saúde, novas medidas serão implantadas na unidade infantil. “A partir do primeiro semestre de 2012 vamos inovar na gestão, oferecendo cursos, congressos e seminários, investindo na capacitação da equipe de multiprofissionais que atuam na unidade, sempre com foco no atendimento às crianças que são encaminhadas pra cá”, afirmou. 22/11/2011

HRPG realiza integração entre os servidores Na manhã desta terça-feira, 22, o a direção do HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi, juntamente com o GTH - Grupo de Trabalho Humanizado, realizaram a integração dos servidores recontratados pela Pró-Saúde. O diretor geral do HRPG, Valdemir Girato, deu abertura ao momento, ocasião em que destacou que para o hospital ser referência é necessário o trabalho em equipe. “O maior capital da Pró-Saúde é o funcionário”, salientou. Ele ainda enfatizou que é preciso humanizar e cobrar as ações para haver um trabalho de qualidade. Durante a integração foi apresentado um vídeo sobre a missão da Pró-Saúde, onde pontua que a empresa é uma das maiores gerenciadoras de unidade hospitalar do país, com trabalhos de destaque. Os participantes do encontro tiveram a oportunidade de participarem de dinâmicas e adquirirem conhecimento sobre trabalho humanizado, departamento pessoal, psicologia do trabalho e sobre as atividades do NEP – Núcleo de Educação Permanente. A coordenadora do GTH, enfermeira Leandra Barros, explicou que humanização é a proposta de uma nova relação entre os usuários e profissionais. Além de ser também um trabalho coletivo para que o SUS – Sistema Único de Saúde seja mais acolhedor, ágil e com locais mais confortáveis. A enfermeira também destacou as atividades de humanização que já foram realizadas no HRPG, tais como: comemoração dos aniversariantes do mês, implantação do profissional
Página 281

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

„posso ajudar?‟, celebração das datas comemorativas e implantação de televisores nas recepções com informações aos usuários.

HRPG realiza integração entre os servidores Na manhã desta terça-feira, 22, o a direção do HRPG – Hospital Regional Público de Gurupi, juntamente com o GTH - Grupo de Trabalho Humanizado, realizaram a integração dos servidores recontratados pela Pró-Saúde. O diretor geral do HRPG, Valdemir Girato, deu abertura ao momento, ocasião em que destacou que para o hospital ser referência é necessário o trabalho em equipe. “O maior capital da Pró-Saúde é o funcionário”, salientou. Ele ainda enfatizou que é preciso humanizar e cobrar as ações para haver um trabalho de qualidade. Durante a integração foi apresentado um vídeo sobre a missão da Pró-Saúde, onde pontua que a empresa é uma das maiores gerenciadoras de unidade hospitalar do país, com trabalhos de destaque. Os participantes do encontro tiveram a oportunidade de participarem de dinâmicas e adquirirem conhecimento sobre trabalho humanizado, departamento pessoal, psicologia do trabalho e sobre as atividades do NEP – Núcleo de Educação Permanente. A coordenadora do GTH, enfermeira Leandra Barros, explicou que humanização é a proposta de uma nova relação entre os usuários e profissionais. Além de ser também um trabalho coletivo para que o SUS – Sistema Único de Saúde seja mais acolhedor, ágil e com locais mais confortáveis. A enfermeira também destacou as atividades de humanização que já foram realizadas no HRPG, tais como: comemoração dos aniversariantes do mês, implantação do profissional „posso ajudar?‟, celebração das datas comemorativas e implantação de televisores nas recepções com informações aos usuários. 23/11/2011

Página 282

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Hospital Regional Público de Paraíso promove palestra para gestantes A Pró-Saúde promoveu, na tarde desta terça-feira, 22, nas dependências do HRPP - Hospital Regional Público de Paraíso, uma palestra para quinze gestantes da Pastoral da criança. O objetivo foi fornecer informações essenciais às gestantes sobre o período de gestação, o parto e as primeiras semanas do bebê. A palestra foi ministrada pela equipe multidisciplinar do Hospital, composta por médico, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo, odontólogo, enfermeira, assistente administrativo e a coordenadora da humanização. Durante o evento, a equipe, abordou os aspectos do ciclo gravidício-puerperal (gravidez-pósparto) que é um período de importantes mudanças físicas, psicológicas e sociais. As parturientes também tiveram a oportunidade de conhecer a sala de pré-parto e a rotina do local, que conta uma técnica em enfermagem e uma enfermeira, sob a orientação do médico obstetra de plantão com o intuito de desmistificar o parto e o pós-parto. As gestantes gostaram de saber que no período preparatório do parto, são ofertados os serviços de fisioterapia e psicologia que ajudam no relaxamento, na respiração, além de técnicas para um trabalho de parto mais rápido, sem dor e sofrimento. Elas ainda receberam orientações da fonoaudiologia, acerca da amamentação, e do odontólogo, sobre a dentição do bebê. Segundo o diretor Geral da unidade, Marcel Augusto de Oliveira, este trabalho da equipe multidisciplinar está à disposição da comunidade. “Os postos e as organizações de saúde interessados devem entrar em contato com a Senhora Najla ou Fátima, que fazem parte da humanização do hospital para marcar a palestra”, afirmou.

Hospital Regional Público de Paraíso promove palestra para gestantes A Pró-Saúde promoveu, na tarde desta terça-feira, 22, nas dependências do HRPP - Hospital Regional Público de Paraíso, uma palestra para quinze gestantes da Pastoral da criança. O objetivo foi fornecer informações essenciais às gestantes sobre o período de gestação, o parto e as primeiras semanas do bebê. A palestra foi ministrada pela equipe multidisciplinar do Hospital, composta por médico, fisioterapeuta, psicólogo, fonoaudiólogo, odontólogo, enfermeira, assistente administrativo e a coordenadora da humanização. Durante o evento, a equipe, abordou os aspectos do ciclo gravidício-puerperal (gravidez-pósparto) que é um período de importantes mudanças físicas, psicológicas e sociais. As parturientes também tiveram a oportunidade de conhecer a sala de pré-parto e a rotina do local, que conta uma técnica em enfermagem e uma enfermeira, sob a orientação do médico obstetra de plantão com o intuito de desmistificar o parto e o pós-parto.

Página 283

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

As gestantes gostaram de saber que no período preparatório do parto, são ofertados os serviços de fisioterapia e psicologia que ajudam no relaxamento, na respiração, além de técnicas para um trabalho de parto mais rápido, sem dor e sofrimento. Elas ainda receberam orientações da fonoaudiologia, acerca da amamentação, e do odontólogo, sobre a dentição do bebê. Segundo o diretor Geral da unidade, Marcel Augusto de Oliveira, este trabalho da equipe multidisciplinar está à disposição da comunidade. “Os postos e as organizações de saúde interessados devem entrar em contato com a Senhora Najla ou Fátima, que fazem parte da humanização do hospital para marcar a palestra”, afirmou.

Pró-Saúde reúne gestores de saúde de todo Estado em Palmas A Pró-Saúde realizou, nesta terça-feira, 22, o 1º Encontro de Gestores: Atendimento, Logística e Tecnologia da Informação. O evento, realizado em Palmas, teve como objetivo o alinhamento com os colaboradores sobre o novo sistema de gestão de saúde, da MV Sistemas, que está sendo implantado nas 17 unidades hospitalares gerenciadas pela Pró-Saúde no Estado. Durante o dia todo cerca de 90 gestores dos hospitais tiveram a oportunidade de tirar dúvidas pontuais sobre o sistema que começa a operar a partir do dia primeiro de dezembro. O encontro foi mais uma etapa da capacitação para o gerenciamento de informações e dados de todos os setores e pacientes em cada unidade. Na ocasião Gisele Ishiki, Rafael Araújo, Regina Avelar e Rodolpho Uliana, do grupo de implantação da Pró-Saúde, repassaram orientações sobre o cadastro de informações na base de dados e sobre a logística. Já o gerente de projetos da MV Sistemas no Tocantins, Hágara Saldanha, e a diretora regional, Louise Lyra fizeram a apresentação do software e responderam dúvidas. Segundo o diretor operacional da Pró-Saúde, Rogério Kuntz, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. “Com a informatização do processo de atendimento e de logística nos hospitais, será possível cadastrar os pacientes com muito mais rapidez, além de possibilitar um controle de informações muito mais eficaz do que o sistema atual, devido à integração entre todos os setores, em todas as unidades”, garantiu.

Página 284

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Para a farmacêutica que atua no HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, Maristela Andrade Souza, o novo sistema é muito prático. “Vai melhorar o controle do planejamento e abastecimento de materiais e medicamentos”, avaliou. Edemir Beltrame, responsável da Pró-Saúde pela implantação do sistema nos hospitais, afirma que o encontro reforça o empenho dos profissionais dos hospitais no novo projeto. “Mesmo já tendo sido capacitados, os gestores tiveram hoje a oportunidade de esclarecer dúvidas pontuais, onde cada um fez seus questionamentos, sendo prontamente esclarecido pelos nossos consultores, além de reafirmar a participação conjunta de todos os hospitais”, afirmou. O trabalho de implantação do software de gestão teve início em setembro, com a aquisição e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) para a implantação do sistema e realização de curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendimento e logística. Encontro de gestores na área de atendimento, logística e Tecnologia da Informação para implantação do sistema de informatização Programação Manhã 9h00 – Abertura –Rogério Kuntz, diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins e Edemir Beltrame, coordenador da Pró-Saúde e responsável pela implantação do sistema de informatização nas unidades; 9h20 – Apresentação do Projeto de Informatização – Edemir Beltrame, coordenador da PróSaúde; 9h40 – Apresentação do sistema com o gerente de projetos da MV Sistemas no Tocantins, Hágara Saldanha, e a diretora regional, Louise Lyra; 10h00 – Apresentação dos trabalhos concluídos, como: cadastro de tabelas, usuários, prestadores, empresas e logística – Rafael Araújo, Regina Avelar e Rodolpho Uliana (grupo de implantação); 10h30 –coffee break 10h50 – Orientações sobre o cadastro de informações na base de dados - Rafael Araújo, Regina Avelar e Rodolpho Uliana; 11h30 – Apresentação de Logística – Gisele Ishiki (grupo de implantação); Tarde 13h30 – Orientações sobre o cadastro de leitos por hospital – Hagara Saldanha; 14h10 – Ativação e cadastro de novos produtos – Gisele Ishiki; 14h40 - Orientações sobre fluxo e cadastro de médicos – Edemir Beltrame; 15h00 – Orientações sobre a carga precursora – Rafael Araújo e Rodolpho Uliana; 15h40 – Orientações sobre a entrada em operação do sistema de informatização nas unidades hospitalares do Tocantins – Edemir Beltrame;
Página 285

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

16h10 – Plano de comunicação e divulgação da entrada em operação do Sistema – Giuliano Germano; 16h30 – Orientações gerais do Núcleo Gestor – Getro de Oliveira Pádua e Júnior Abreu 17h - Encerramento – Edemir Beltrame. 24/11/2011

Pró-Saúde reúne gestores de saúde de todo Estado em Palmas A Pró-Saúde realizou, nesta terça-feira, 22, o 1º Encontro de Gestores: Atendimento, Logística e Tecnologia da Informação. O evento, realizado em Palmas, teve como objetivo o alinhamento com os colaboradores sobre o novo sistema de gestão de saúde, da MV Sistemas, que está sendo implantado nas 17 unidades hospitalares gerenciadas pela Pró-Saúde no Estado. Durante o dia todo cerca de 90 gestores dos hospitais tiveram a oportunidade de tirar dúvidas pontuais sobre o sistema que começa a operar a partir do dia primeiro de dezembro. O encontro foi mais uma etapa da capacitação para o gerenciamento de informações e dados de todos os setores e pacientes em cada unidade. Na ocasião Gisele Ishiki, Rafael Araújo, Regina Avelar e Rodolpho Uliana, do grupo de implantação da Pró-Saúde, repassaram orientações sobre o cadastro de informações na base de dados e sobre a logística. Já o gerente de projetos da MV Sistemas no Tocantins, Hágara Saldanha, e a diretora regional, Louise Lyra fizeram a apresentação do software e responderam dúvidas. Segundo o diretor operacional da Pró-Saúde, Rogério Kuntz, o novo sistema vai garantir mais agilidade no atendimento. “Com a informatização do processo de atendimento e de logística nos hospitais, será possível cadastrar os pacientes com muito mais rapidez, além de possibilitar um controle de informações muito mais eficaz do que o sistema atual, devido à integração entre todos os setores, em todas as unidades”, garantiu. Para a farmacêutica que atua no HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, Maristela Andrade Souza, o novo sistema é muito prático. “Vai melhorar o controle do planejamento e abastecimento de materiais e medicamentos”, avaliou. Edemir Beltrame, responsável da Pró-Saúde pela implantação do sistema nos hospitais, afirma que o encontro reforça o empenho dos profissionais dos hospitais no novo projeto. “Mesmo já tendo sido capacitados, os gestores tiveram hoje a oportunidade de esclarecer dúvidas pontuais, onde cada um fez seus questionamentos, sendo prontamente esclarecido

Página 286

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

pelos nossos consultores, além de reafirmar a participação conjunta de todos os hospitais”, afirmou. O trabalho de implantação do software de gestão teve início em setembro, com a aquisição e disponibilização de toda infraestrutura (rede e equipamentos) para a implantação do sistema e realização de curso de informática básica direcionada aos colaboradores das áreas de atendimento e logística. Encontro de gestores na área de atendimento, logística e Tecnologia da Informação para implantação do sistema de informatização Programação Manhã 9h00 – Abertura –Rogério Kuntz, diretor operacional da Pró-Saúde no Tocantins e Edemir Beltrame, coordenador da Pró-Saúde e responsável pela implantação do sistema de informatização nas unidades; 9h20 – Apresentação do Projeto de Informatização – Edemir Beltrame, coordenador da PróSaúde; 9h40 – Apresentação do sistema com o gerente de projetos da MV Sistemas no Tocantins, Hágara Saldanha, e a diretora regional, Louise Lyra; 10h00 – Apresentação dos trabalhos concluídos, como: cadastro de tabelas, usuários, prestadores, empresas e logística – Rafael Araújo, Regina Avelar e Rodolpho Uliana (grupo de implantação); 10h30 –coffee break 10h50 – Orientações sobre o cadastro de informações na base de dados - Rafael Araújo, Regina Avelar e Rodolpho Uliana; 11h30 – Apresentação de Logística – Gisele Ishiki (grupo de implantação); Tarde 13h30 – Orientações sobre o cadastro de leitos por hospital – Hagara Saldanha; 14h10 – Ativação e cadastro de novos produtos – Gisele Ishiki; 14h40 - Orientações sobre fluxo e cadastro de médicos – Edemir Beltrame; 15h00 – Orientações sobre a carga precursora – Rafael Araújo e Rodolpho Uliana; 15h40 – Orientações sobre a entrada em operação do sistema de informatização nas unidades hospitalares do Tocantins – Edemir Beltrame; 16h10 – Plano de comunicação e divulgação da entrada em operação do Sistema – Giuliano Germano; 16h30 – Orientações gerais do Núcleo Gestor – Getro de Oliveira Pádua e Júnior Abreu 17h - Encerramento – Edemir Beltrame. 25/11/2011 Hospital Público de Porto Nacional torna uso de crachá como obrigatório Com o intuito de identificar e facilitar a relação no ambiente de trabalho, funcionários, acompanhantes e alunos em estágio no HRPPN – Hospital Regional Público de Porto Nacional agora contam com o crachá de identificação, com especificação de nome e função e que
Página 287

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

passa a ser de uso obrigatório. A ação é uma realização da Pró-Saúde e teve início no dia 14 de novembro. Segundo o Diretor Geral do HRPPN,Omar Dietrich, a decisão do uso do crachá foi tomada em decorrência do direito que todo paciente tem de receber atendimento humano, atencioso e respeitoso, onde a identificação do médico é uma maneira de dar maior tranquilidade ao paciente, um dos elementos fundamentais para que o tratamento seja efetivado, “A direção será mais rigorosa com o uso de identificação, sem exceções para funcionários, pois atualmente, muitos não usam, outros esquecem, no entanto, a partir desse instante será obrigatório a todos”, afirmou. Os crachás estão sendo entregues para os funcionários, pelo setor de Recursos Humanos do Hospital e para os acompanhantes e alunos em estágio, pela Recepção. 28/11/2011

Hospital Geral Público de Palmas recebe elogios da equipe de avaliação O HGPP- Hospital Geral Público recebeu esta semana a visita da equipe do Proseg - SUS – Programa de avaliação de Segurança e desempenho de equipamentos eletromédicos do SUS – Sistema único de saúde. Um programa da USP – Universidade de São Paulo em parceria com o Ministério da Saúde. Que tem como objetivo fazer uma avaliação dos equipamentos eletomédicos e de radiodiagnósticos dos hospitais que fazem parte do Projeto Sentinela. De acordo com o físico médico Allan Alves, membro da equipe, a qualidade dos equipamentos do HGPP superou as expectativas. “A qualidade dos equipamentos deste hospital é superior ao que observamos em outras unidades da região norte”. Afirma. Para Marina Batalim, tecnóloga em saúde da equipe, um dos fatores que contribuem para a qualidade dos equipamentos do HGPP é o fato do hospital ter o departamento de EC- Engenharia Clínica. “Achamos o hospital organizado e os profissionais são bem instruídos em relação ao uso dos equipamentos, o fato do hospital contar com os serviços da EC contribui para isso.” Diz. O departamento de EC- Engenharia Clínica foi implantado no hospital em outubro deste ano e fornece apoio técnico a processos licitatórios ou compra direta para aquisição de equipamentos médicos; treinamentos para corpo médico e de enfermagem e manutenções preventivas, corretivas e calibração de equipamentos médicos.

Página 288

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Hospital Geral Público de Palmas recebe elogios da equipe de avaliação O HGPP- Hospital Geral Público recebeu esta semana a visita da equipe do Proseg - SUS – Programa de avaliação de Segurança e desempenho de equipamentos eletromédicos do SUS – Sistema único de saúde. Um programa da USP – Universidade de São Paulo em parceria com o Ministério da Saúde. Que tem como objetivo fazer uma avaliação dos equipamentos eletomédicos e de radiodiagnósticos dos hospitais que fazem parte do Projeto Sentinela. De acordo com o físico médico Allan Alves, membro da equipe, a qualidade dos equipamentos do HGPP superou as expectativas. “A qualidade dos equipamentos deste hospital é superior ao que observamos em outras unidades da região norte”. Afirma. Para Marina Batalim, tecnóloga em saúde da equipe, um dos fatores que contribuem para a qualidade dos equipamentos do HGPP é o fato do hospital ter o departamento de EC- Engenharia Clínica. “Achamos o hospital organizado e os profissionais são bem instruídos em relação ao uso dos equipamentos, o fato do hospital contar com os serviços da EC contribui para isso.” Diz. O departamento de EC- Engenharia Clínica foi implantado no hospital em outubro deste ano e fornece apoio técnico a processos licitatórios ou compra direta para aquisição de equipamentos médicos; treinamentos para corpo médico e de enfermagem e manutenções preventivas, corretivas e calibração de equipamentos médicos.

Hospital Geral Público de Palmas recebe elogios da equipe de avaliação O HGPP- Hospital Geral Público recebeu esta semana a visita da equipe do Proseg - SUS – Programa de avaliação de Segurança e desempenho de equipamentos eletromédicos do SUS – Sistema único de saúde. Um programa da USP – Universidade de São Paulo em parceria com o Ministério da Saúde. Que tem como objetivo fazer uma avaliação dos equipamentos eletomédicos e de radiodiagnósticos dos hospitais que fazem parte do Projeto Sentinela. De acordo com o físico médico Allan Alves, membro da equipe, a qualidade dos equipamentos do HGPP superou as expectativas. “A qualidade dos equipamentos deste hospital é superior ao que observamos em outras unidades da região norte”. Afirma.

Página 289

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Para Marina Batalim, tecnóloga em saúde da equipe, um dos fatores que contribuem para a qualidade dos equipamentos do HGPP é o fato do hospital ter o departamento de EC- Engenharia Clínica. “Achamos o hospital organizado e os profissionais são bem instruídos em relação ao uso dos equipamentos, o fato do hospital contar com os serviços da EC contribui para isso.” Diz. O departamento de EC- Engenharia Clínica foi implantado no hospital em outubro deste ano e fornece apoio técnico a processos licitatórios ou compra direta para aquisição de equipamentos médicos; treinamentos para corpo médico e de enfermagem e manutenções preventivas, corretivas e calibração de equipamentos médicos.

HGPP inicia processo de Acreditação Hospitalar O HGPP - Hospital Geral Público de Palmas inicia nesta segunda-feira, 28, capacitação sobre o Sistema 5S, que é uma ferramenta de trabalho que permite desenvolver um planejamento sistemático de classificação, ordem, limpeza, permitindo assim, de imediato, maior produtividade, segurança, clima organizacional, motivação dos funcionários e consequente melhoria dos serviços prestados de modo geral. A implantação desse método faz parte do início das atividades do processo de Acreditação Hospitalar da instituição. O Processo será desenvolvido no hospital em diversas etapas, onde todos os setores e serviços serão avaliados para que seja verificado se as ações que envolvem o atendimento e os processos gerenciais dos serviços de saúde estão em conformidade com o que é preconizado pelo o MS - Ministério da Saúde, e, caso não esteja, serão submetidas às adequações e aos padrões de qualidade exigidos por este. Após o processo de Acreditação Hospitalar, o HGPP receberá a certificação da ONA - Organização Nacional de Acreditação, por meio do Programa de Garantia e Aprimoramento da Qualidade em Saúde, do Ministério da Saúde. A organização avaliadora tem por objetivo analisar, supervisionar e prestar assessoramento técnico às ações e serviços que apontem para a melhoria contínua da qualidade da assistência prestada pelos hospitais brasileiros, independente de seu porte, complexidade e vinculação institucional. Segundo o diretor geral do HGPP, Ronaldo Foloni, o Hospital tem grande interesse em ser acreditado pelo o ONA, já que o processo se efetiva por meio de um método de consenso, racionalização e ordenação das instituições hospitalares e, principalmente, de educação permanente dos seus profissionais e que se expressa pela realização de um procedimento de avaliação dos recursos institucionais, voluntário, periódico e reservado, que tende a garantir

Página 290

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

a qualidade da assistência por meio de padrões previamente estabelecidos. “Almejamos a Acreditação, pois com ela os nossos pacientes certamente serão os grandes beneficiados com o alto padrão de qualidade que com certeza alcançaremos”, ressalta.

HIPP realiza oficina de implantação do protocolo de acidentes O HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, através do NEP - Núcleo de Educação Permanente em parceria com os Cerests – Centros de Referências em Saúde dos Trabalhadores municipal de Palmas e estadual promovem para os servidores do HIPP, nos dias 28, das 8 às 12h e das 14 às 18h e no dia 29, das 8h às 12, no Colégio Supremo de Palmas, a Oficina de Implantação do protocolo de acidentes de trabalho com exposição a material biológico. De acordo com a enfermeira do Cerest estadual, Ivana Gripp, o principal objetivo é divulgar o protocolo para que as pessoas se preparem para quando ocorrer algum tipo de acidente de trabalho saber como proceder, a quem recorrer e como deve ser o atendimento e acompanhamento da vitima. No total 62 servidores participarão da oficina, que será ministrada pelo clinico geral, Frederico Leão.

HIPP realiza oficina de implantação do protocolo de acidentes O HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, através do NEP - Núcleo de Educação Permanente em parceria com os Cerests – Centros de Referências em Saúde dos Trabalhadores municipal de Palmas e estadual promovem para os servidores do HIPP, nos dias 28, das 8 às 12h e das 14 às 18h e no dia 29, das 8h às 12, no Colégio Supremo de Palmas, a Oficina de Implantação do protocolo de acidentes de trabalho com exposição a material biológico. De acordo com a enfermeira do Cerest estadual, Ivana Gripp, o principal objetivo é divulgar o protocolo para que as pessoas se preparem para quando ocorrer algum tipo de acidente de trabalho saber como proceder, a quem recorrer e como deve ser o atendimento e acompanhamento da vitima. No total 62 servidores participarão da oficina, que será ministrada pelo clinico geral, Frederico Leão.

Página 291

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Novo software de gestão de saúde entra em operação nos hospitais dia 1º A SESAU e a Pró-Saúde anunciam que a partir do dia primeiro de dezembro começa a funcionar, nas 17 unidades hospitalares gerenciadas, o novo sistema de gestão de saúde. Portanto, os clientes devem se apresentar na recepção dos hospitais portando RG e CPF para realização de novo cadastro, como explica o coordenador operacional da Pró-Saúde no Tocantins e responsável pela implantação do novo software nos hospitais, Edemir Beltrame. “A utilização do novo sistema inicia no dia 01 de dezembro onde pedimos a todos que, ao procurar o hospital, levem seus documentos pessoais”. Segundo o Diretor Operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, com esse sistema, um dos mais modernos em gestão de saúde, o cadastro dos pacientes será feito com rapidez e tem um papel importante: aperfeiçoar o controle de informações, integrando todos os setores dos hospitais. “O novo sistema permitirá o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência no hospital, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, que passa a dispor dessa ferramenta de fácil acesso e que dispõe ao colaborador variados tipos de relatórios e dados estatísticos”, afirmou. Kuntz ainda lembra que o sistema permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU. Já utilizado em outros grandes hospitais em todo país, a nova solução de sistemas facilita a integração de setores e o atendimento aos pacientes, agregando bom atendimento e funcionalidade. A implantação do software nos hospitais foi realizada por consultores da MV, em parceria com a equipe de atendimento de cada unidade, abrangendo todos os setores de cada instituição, incluindo as áreas administrativas. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles.

Novo software de gestão de saúde entra em operação nos hospitais dia 1º A SESAU e a Pró-Saúde anunciam que a partir do dia primeiro de dezembro começa a funcionar, nas 17 unidades hospitalares gerenciadas, o novo sistema de gestão de saúde. Portanto,
Página 292

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

os clientes devem se apresentar na recepção dos hospitais portando RG e CPF para realização de novo cadastro, como explica o coordenador operacional da Pró-Saúde no Tocantins e responsável pela implantação do novo software nos hospitais, Edemir Beltrame. “A utilização do novo sistema inicia no dia 01 de dezembro onde pedimos a todos que, ao procurar o hospital, levem seus documentos pessoais”. Segundo o Diretor Operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, com esse sistema, um dos mais modernos em gestão de saúde, o cadastro dos pacientes será feito com rapidez e tem um papel importante: aperfeiçoar o controle de informações, integrando todos os setores dos hospitais. “O novo sistema permitirá o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência no hospital, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, que passa a dispor dessa ferramenta de fácil acesso e que dispõe ao colaborador variados tipos de relatórios e dados estatísticos”, afirmou. Kuntz ainda lembra que o sistema permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU. Já utilizado em outros grandes hospitais em todo país, a nova solução de sistemas facilita a integração de setores e o atendimento aos pacientes, agregando bom atendimento e funcionalidade. A implantação do software nos hospitais foi realizada por consultores da MV, em parceria com a equipe de atendimento de cada unidade, abrangendo todos os setores de cada instituição, incluindo as áreas administrativas. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles.

SOFTWARE DE GESTÃO ENTRA EM OPERAÇÃO NOS HOSPITAIS DIA 1º

A SESAU e a Pró-Saúde anunciam que a partir do dia primeiro de dezembro começa a funcionar, nas 17 unidades hospitalares gerenciadas, o novo sistema de gestão de saúde. Portanto, os clientes devem se apresentar na recepção dos hospitais portando RG e CPF para realização de novo cadastro, como explica o coordenador operacional da Pró-Saúde no Tocantins e responsável pela implantação do novo software nos hospitais, Edemir Beltrame. “A utiliza-

Página 293

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

ção do novo sistema inicia no dia 01 de dezembro onde pedimos a todos que, ao procurar o hospital, levem seus documentos pessoais”. Segundo o Diretor Operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, com esse sistema, um dos mais modernos em gestão de saúde, o cadastro dos pacientes será feito com rapidez e tem um papel importante: aperfeiçoar o controle de informações, integrando todos os setores dos hospitais. “O novo sistema permitirá o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência no hospital, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, que passa a dispor dessa ferramenta de fácil acesso e que dispõe ao colaborador variados tipos de relatórios e dados estatísticos”, afirmou. Kuntz ainda lembra que o sistema permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU. Já utilizado em outros grandes hospitais em todo país, a nova solução de sistemas facilita a integração de setores e o atendimento aos pacientes, agregando bom atendimento e funcionalidade. A implantação do software nos hospitais foi realizada por consultores da MV, em parceria com a equipe de atendimento de cada unidade, abrangendo todos os setores de cada instituição, incluindo as áreas administrativas. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles. (Da assessoria) BLOG PALMAS AQUI SAÚDE DO SIQUEIRA Novo software de gestão de saúde entra em operação nos hospitais dia 1º A SESAU e a Pró-Saúde anunciam que a partir do dia primeiro de dezembro começa a funcionar, nas 17 unidades hospitalares gerenciadas, o novo sistema de gestão de saúde. Portanto, os clientes devem se apresentar na recepção dos hospitais portando RG e CPF para realização de novo cadastro, como explica o coordenador operacional da Pró-Saúde no Tocantins e responsável pela implantação do novo software nos hospitais, Edemir Beltrame. “A utilização do novo sistema inicia no dia 01 de dezembro onde pedimos a todos que, ao procurar o hospital, levem seus documentos pessoais”. Segundo o Diretor Operacional da Pró-Saúde no Tocantins, Rogério Kuntz, com esse sistema, um dos mais modernos em gestão de saúde, o cadastro dos pacientes será feito com rapidez e tem um papel importante: aperfeiçoar o controle de informações, integrando todos os setores dos hospitais. “O novo sistema permitirá o acompanhamento completo do paciente durante sua permanência no hospital, gerando grandes ganhos para o sistema de saúde, que passa a dispor dessa ferramenta de fácil acesso e que dispõe ao colaborador variados tipos de relatórios e dados estatísticos”, afirmou.

Página 294

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Kuntz ainda lembra que o sistema permitirá, quando estiver totalmente implantado, mensurar o consumo por paciente, a realização de prescrição eletrônica, integração das informações do prontuário, prontuário ambulatorial, extrato da despesa direta do paciente no momento da alta, além de integração das informações com a central de regulação da SESAU. Já utilizado em outros grandes hospitais em todo país, a nova solução de sistemas facilita a integração de setores e o atendimento aos pacientes, agregando bom atendimento e funcionalidade. A implantação do software nos hospitais foi realizada por consultores da MV, em parceria com a equipe de atendimento de cada unidade, abrangendo todos os setores de cada instituição, incluindo as áreas administrativas. O objetivo é manter e melhorar a qualidade do atendimento, aperfeiçoar processos, reduzir custos e melhorar os controles.

Servidores do HRPG recebem comemoração de aniversário Na tarde desta sexta-feira, 25, a direção do HRPG- Hospital Regional de Gurupi ofereceu aos aniversariantes do mês, um lanche especial para comemorar a data. A confraternização aconteceu no refeitório da unidade. Inicialmente foi lida uma mensagem, em seguida um versículo bíblico e servido o lanche. Os aniversariantes receberam os cumprimentos do diretor geral da unidade, Valdemir Girato. Esta iniciativa que faz parte do trabalho de humanização, que vem sendo implantado no hospital, acontece desde outubro e será uma constante, sendo que a comemoração será realizada sempre na última sexta-feira do mês.

Servidores do HRPG recebem comemoração de aniversário Na tarde desta sexta-feira, 25, a direção do HRPG- Hospital Regional de Gurupi ofereceu aos aniversariantes do mês, um lanche especial para comemorar a data. A confraternização aconteceu no refeitório da unidade. Inicialmente foi lida uma mensagem, em seguida um versículo bíblico e servido o lanche. Os aniversariantes receberam os cumprimentos do diretor geral da unidade, Valdemir Girato.

Página 295

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Esta iniciativa que faz parte do trabalho de humanização, que vem sendo implantado no hospital, acontece desde outubro e será uma constante, sendo que a comemoração será realizada sempre na última sexta-feira do mês. 29/11/2011

HRPG amplia serviço de campainhas de urgência Para intensificar a qualidade nos atendimentos no HRPG - Hospital Regional Público de Gurupi, ampliou a instalação de campaninhas de urgências nos banheiros dos quartos de internação. Quando acionadas, essas campainhas emite um aviso luminoso e sonoro no posto de atendimento correspondente, agilizando o atendimento ao paciente. A coordenadora de enfermagem, Elisabeth do Rocio Kap, destacou que a ampliação do serviço vai proporcionar bem-estar ao paciente, pois a equipe de enfermagem é acionada imediatamente. Ela lembrou ainda que esta é mais uma ação que faz parte do trabalho de humanização na unidade. A coordenadora salientou que durante a instalação dos equipamentos nos banheiros foram realizados testes em diferentes dias e horários para constatar a agilidade no atendimento. O profissional leva em média três minutos para chegar ao local acionado. Apesar de uma Resolução pautar a obrigatoriedade das campainhas somente nos quartos, a direção do HRPG expandiu o serviço para garantir qualidade no atendimento e segurança do paciente. 30/11/2011

Implantação de protocolo de acidentes vai garantir mais segurança aos servidores do HIPP Terminou nesta terça-feira, 29, a oficina de implantação do protocolo de acidentes de trabalho com exposição a material biológico no HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, uma
Página 296

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

das unidades gerenciadas pela Pró-Saúde no Estado. A oficina que aconteceu no Colégio Supremo de Palmas teve início na segunda-feira, 28, e foi voltada para 62 servidores, que aprenderam importantes procedimentos para quando ocorrer algum tipo de acidente de trabalho. Segundo o clínico Geral Frederico Leão, que ministrou a Oficina, o protocolo tem o objetivo de preparar os servidores para o correto atendimento e acompanhamento da vítima nesses casos. “Avaliando o caso no tempo certo é possível saber a chance de transmissão de alguma doença, e dessa forma já tem início o uso de algum medicamento para tentar evitar essa possível transmissão”, avaliou. Segundo o doutor, em geral, os acidentes são mais frequentes com os servidores de saúde e outras pessoas que trabalham dentro das unidades de saúde. “Temos o pessoal da limpeza, transporte e descarte de material biológico, então é muito importante que estejam preparados para eventualidades como essa”, afirmou. O coordenador de fisioterapia do HIPP, Rony Márcio de Faria, também participou da oficina e conta que agora está preparado para atuar em um acidente de trabalho na unidade. “Essa medida dá respaldo aos trabalhadores que utilizem materiais como bisturis e agulhas, que podem causar uma lesão e uma possível infecção, então aprendemos o que fazer, desde a higienização, até o período final de seis meses, quando é dada a alta em pacientes envolvidos nesse tipo de acidente”, garantiu. Segundo o Diretor Geral do HIPP, Giovani Merenda, a medida tem o objetivo de garantir mais segurança aos servidores. “Precisamos garantir que nossos servidores estejam conscientes dos riscos de contaminação, e não se esqueçam ou se acostumem com estes riscos com o passar do tempo, o que pode acabar ocasionando acidentes evitáveis”, disse. a oficina foi uma iniciativa do NEP - Núcleo de Educação Permanente, em parceria com os Cerests – Centros de Referências em Saúde dos Trabalhadores do município e do Estado.
BLOG PALMAS AQUI PROTOCOLOS DE ACIDENTES PRO-SAÚDE

Implantação de protocolo de acidentes vai garantir mais segurança aos servidores do HIPP Terminou nesta terça-feira, 29, a oficina de implantação do protocolo de acidentes de trabalho com exposição a material biológico no HIPP – Hospital Infantil Público de Palmas, uma das unidades gerenciadas pela Pró-Saúde no Estado. A oficina que aconteceu no Colégio Supremo de Palmas teve início na segunda-feira, 28, e foi voltada para 62 servidores, que a-

Página 297

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

prenderam importantes procedimentos para quando ocorrer algum tipo de acidente de trabalho. Segundo o clínico Geral Frederico Leão, que ministrou a Oficina, o protocolo tem o objetivo de preparar os servidores para o correto atendimento e acompanhamento da vítima nesses casos. “Avaliando o caso no tempo certo é possível saber a chance de transmissão de alguma doença, e dessa forma já tem início o uso de algum medicamento para tentar evitar essa possível transmissão”, avaliou. Segundo o doutor, em geral, os acidentes são mais frequentes com os servidores de saúde e outras pessoas que trabalham dentro das unidades de saúde. “Temos o pessoal da limpeza, transporte e descarte de material biológico, então é muito importante que estejam preparados para eventualidades como essa”, afirmou. O coordenador de fisioterapia do HIPP, Rony Márcio de Faria, também participou da oficina e conta que agora está preparado para atuar em um acidente de trabalho na unidade. “Essa medida dá respaldo aos trabalhadores que utilizem materiais como bisturis e agulhas, que podem causar uma lesão e uma possível infecção, então aprendemos o que fazer, desde a higienização, até o período final de seis meses, quando é dada a alta em pacientes envolvidos nesse tipo de acidente”, garantiu. Segundo o Diretor Geral do HIPP, Giovani Merenda, a medida tem o objetivo de garantir mais segurança aos servidores. “Precisamos garantir que nossos servidores estejam conscientes dos riscos de contaminação, e não se esqueçam e se acostumem com estes riscos com o passar do tempo, o que pode acabar ocasionar acidentes evitáveis”, disse. a oficina foi uma iniciativa do NEP - Núcleo de Educação Permanente, em parceria com os Cerests – Centros de Referências em Saúde dos Trabalhadores do município e do Estado.

Pró-Saúde treina enfermeiros dos 17 hospitais gerenciados O HGPP – Hospital Geral Público de Palmas sedia nesta quarta, 30, o treinamento “Gestão em Enfermagem” para enfermeiros dos 17 hospitais da rede estadual administrados pela PróSaúde.

Página 298

PRESTAÇÃO DE CONTAS – NOVEMBRO/2011

Objetivo do evento é treinar as equipes para que sejam aplicadas as legislações de Enfermagem, desenvolvendo dessa forma o perfil epidemiológico da saúde local, bem como realizar o planejamento e organização de área física e tecnológica, ferramentas e documentações de gerenciamento e Comissões de Enfermagem. Segundo a diretora de Enfermagem do Hospital, Ivanete Roberti, esse treinamento aperfeiçoará os enfermeiros no sentido de oferecer subsídios para que possam trabalhar com indicadores, cumprimento de metas, planejamento estratégico e visão de gerenciamento. Ainda conforme Ivanete falta conhecimento específico na área de gestão, para que estes profissionais desenvolvam essas ações. “Esperamos com este treinamento contribuir, vez que a gestão de enfermagem atua em praticamente todos os processos assistenciais. Os pontos estratégicos da gestão de enfermagem devem colaborar com o planejamento estratégico da instituição hospitalar, e os resultados estão diretamente relacionados à qualidade do serviço assistencial prestado aos nossos pacientes”, ressalta.

Página 299

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful