Você está na página 1de 36

Ciências Humanas e suas Tecnologias

Questões de 1 a 45

Ciências Humanas e suas Tecnologias Questões de 1 a 45

1

1   b) extinção do Homo sapiens neanderthalensis deveu-se A
 

b) extinção do Homo sapiens neanderthalensis deveu-se

A

BB

a

sua miscigenação com o Homo sapiens sapiens, cu-

Para muitos antropólogos, a cultura humana se afigura como o resultado de uma longa luta contra as adver- sidades. Nesse sentido, pode-se entender que os seres humanos

 

jas características genéticas vieram a ser dominantes.

c) A fome foi o fator decisivo para a extinção do Homo

 

sapiens neanderthalensis, dada a inabilidade dessa

subespécie para a prática da caça.

 

a) souberam enfrentar os numerosos desafios com que se depararam ao longo da História, seguindo uma evolução cultural linear.

d) Durante a Era do Gelo, as duas subespécies viveram nas cavernas, em cujas paredes produziram desenhos e pinturas com finalidades mágicas.

b) enfrentaram medos e limites, superados graças ao exercício da imaginação e ao reconhecimento da necessidade de aprofundar saberes.

e) O Homo sapiens sapiens, embora fisicamente mais

 

fraco que o Homo sapiens neanderthalensis, veio a

superá-lo na tecnologia de armas e utensílios.

c) sofreram frustrações determinadas pelas deficiências de sua inteligência prática, que impuseram limitações intransponíveis à ampliação do conhecimento.

Resolução

 

Em seu enfrentamento com o Homo sapiens neanderthalensis,

o

Homo sapiens sapiens foi beneficiado por sua maior capa-

d) foram motivados pelo caráter dinâmico da evolução cultural, voltada para o fortalecimento dos laços de solidariedade social e política.

e) instrumentalizaram a arte para aperfeiçoar seus conhecimentos de forma constante e superar as dificuldades com que se defrontassem.

Resolução

cidade intelectual, que lhe permitiu, entre outros aspectos, criar uma linguagem articulada (importante para a organização do grupo), ter um pensamento abstrato rudimentar e desenvolver uma tecnologia lítica (utilização da pedra na produção de armas

e

utensílios) mais desenvolvida.

 

3

3 A A

AA

Dá-se o nome de “cultura” ao conjunto das realizações materiais e concepções imateriais produzidas pelas comunidades huma- nas. A produção cultural tem por objetivo satisfazer as neces- sidades do grupo e superar obstáculos com que ele possa se defrontar.

“Mirem-se no exemplo

 

Daquelas mulheres de Atenas

Vivem pros seus maridos

Orgulho e raça de Atenas.”

2

2 E E (Chico Buarque de Holanda)

EE

(Chico Buarque de Holanda)

A evolução do gênero humano produziu duas subes-

Da civilização grega a nossos dias, as mulheres passaram a ocupar um espaço maior na sociedade. Sobre o papel da

pécies: o Homo sapiens neanderthalensis, surgido há

cerca de 150 000 anos, e o Homo sapiens sapiens, mais

mulher ao longo da História, assinale a alternativa correta.

recente (há aproximadamente 50 000 anos), ao qual per- tencemos. Aparentemente, a estrutura física do Homo

a) As mulheres cretenses e espartanas, ao contrário das atenienses, gozavam de prestígio e de liberdade na sociedade; até mesmo aprendiam a ler e escrever tanto quanto os homens.

b) Na sociedade romana, a mulher tinha direitos iguais aos do homem, até mesmo no plano político; isso explica a presença de algumas imperatrizes, como Cleópatra, na chefia do Estado Romano.

sapiens

neanderthalensis era mais apropriada para

enfrentar os rigores da Natureza: corpo atarracado e robusto, com ossatura forte e uma larga caixa torácica. O Homo sapiens sapiens, por sua vez, possuía um cérebro maior — fator que parece ter sido decisivo no

enfrentamento com o Homo sapiens neanderthalensis,

extinto há 30 000 anos.

Com base nas informações acima e em outros conheci- mentos sobre a origem da espécie humana, assinale a alternativa correta.

c) “Acorda Maria Bonita / Acorda vai fazer o café ( )” Nestes versos de uma marchinha carnavalesca, encon- tramos a prova de que à companheira de Lampião cabiam apenas tarefas domésticas.

d) Margaret Thatcher, primeira-ministra do Reino Unido de 1979 a 1990, uniu as chefias do Estado e do governo, assumindo funções até então reservadas à rainha Elizabeth II.

a)

A subespécie Homo sapiens neanderthalensis não

deve ser considerada extinta, pois suas características físicas sobrevivem em algumas raças humanas.

ENEM/2012

ser consi derada extinta, pois suas caracterís ticas físicas sobrevivem em algumas raças humanas. ENEM/ 2012

– 3

e) Benazir Bhutto, duas vezes primeira-ministra do

Paquistão, foi favorecida pelo fato de seu país ser o mais progressista, dentro do mundo islâmico, no tocante aos direitos das mulheres. Resolução

No Mundo Antigo, a condição da mulher podia variar ligeiramen- te de uma sociedade para outra. Pode-se, no entanto, afirmar que predominava a estrutura patriarcal, com a mulher submissa

à autoridade do homem (pai, marido ou irmão) e restrita às fun- ções domésticas. No Egito e em Roma, a mulher podia herdar bens. Mas foi em Creta e em Esparta que as mulheres adquiri- ram maior liberdade, visto que a mulher cretense gozava de direitos iguais aos do homem.

4

a mulher cretense gozava de direitos iguais aos do homem. 4 B B A Pax Romana

BB

A Pax Romana foi um longo período de instabilidade interna gerada pela força das armas e pela autoridade do Estado Imperial Romano. Iniciou-se com a consolidação do poder de Otávio Augusto (27 a.C.-14 d.C.) e se estendeu por mais de dois séculos, até o começo da anarquia militar de 235-284.

Com base no texto acima e em outros conhecimentos

sobre o assunto, é possível afirmar que a Pax Romana corresponde

a) ao apogeu social e cultural de Roma, cuja sociedade evoluiu para o estabelecimento de uma democracia helenística, na qual os cidadãos passaram a ter uma participação efetiva na vida política.

b) ao apogeu militar, econômico e cultural de Roma, embora no plano político o Senado tenha entrado em declínio, com o poder concentrando-se nas mãos de imperadores divinizados.

c) ao colapso das instituições políticas e jurídicas romanas,

substituídas por uma estrutura administrativa baseada no despotismo de influência oriental, sendo a paz interna imposta pelo terror de Estado.

d) à estabilização das fronteiras romanas, as quais se mantiveram inalteradas até o século IV d.C., graças à cessação das guerras de conquista e a tratados de paz com os bárbaros germânicos.

e) ao fim da instabilidade provocada pela política do pão e circo, visto que a queda da produção agrícola inviabili- zou a continuação daquela prática e integrou as camadas populares no processo produtivo.

Resolução

Durante a vigência da Pax Romana, a ausência de guerras civis,

a repressão ao banditismo e à pirataria, bem como a rigorosa

aplicação das leis, asseguraram a tranquilidade necessária ao livre trânsito de pessoas e mercadorias dentro do Império Roma- no. Esse período corresponde ao apogeu de Roma em vários planos, muito embora o Império se caracterize, no nível político, por uma monarquia despótica, governada às vezes por impera- dores insanos.

5 CC Os astecas realizavam sacrifícios humanos para satisfazer
5
CC
Os
astecas realizavam sacrifícios humanos para satisfazer

seus deuses. As vítimas tinham o coração arrancado,

eram decapitadas e os sacerdotes bebiam seu sangue. A respeito desses rituais, pode-se afirmar que

a) os povos subjulgados deviam pagar um tributo de san- gue aos astecas, pois estes se viam como deuses.

b) os sacerdotes astecas exigiam oferendas humanas para satisfazer suas necessidades rituais e alimentares.

c) os sacrifícios humanos, segundo os astecas, eram exigidos pelos deuses para que o mundo não fosse destruído.

d) a antropofagia constituía uma prática cultural comum às diversas civilizações pré-colombianas.

e) os sacrifícios humanos eram uma tradição cultural desvinculada de concepções religiosas.

Resolução

Para os astecas, a existência e o funcionamento do mundo eram regidos pelo deus Sol, o qual exigia o derramamento de sangue, realizado em sacrifícios rituais, para continuar a exercer suas funções.

rituais, para continuar a exercer suas funções. 6 C C A Revista Feminina de 1920 publicou

6 CC

A Revista Feminina de 1920 publicou um decálogo

dirigido às mulheres casadas, orientando-as para uma vida “do lar” com honra e respeito. Eis alguns de seus itens:

I.

“Ama teu esposo acima de tudo na terra e ama teu próximo da melhor maneira que puderes; mas lembra-te de que tua casa é de teu esposo e não de teu próximo.“

III.

“Espera teu esposo com teu lar sempre em ordem e o semblante risonho; mas não te aflijas exces- sivamente se alguma vez ele não reparar nisso.”

VI.

“Lembra-te sempre que te casaste para partilhar com teu esposo as alegrias e as tristezas da existência; quando todos o abandonarem, fica tu a seu lado e diz-lhe:

‘Aqui me tens! Sou sempre a mesma!’”

X.

“Se teu esposo se afastar de ti, espera-o; se tardar em voltar, espera-o; ainda mesmo que te abandone, espera-o! Porque tu não és somente sua esposa; és ainda a honra de seu nome. E quando um dia ele voltar, há de te abençoar.”

b) os intelectuais latino-americanos consideravam o modernismo alienante, visto que buscava impor, à produção cultural popular local, uma estética baseada em padrões universais resultantes do amálgama de culturas aparentemente inconciliáveis.

(M. Maluf e M. L. Mott. Recônditos do mundo feminino. In:

c) as bases teóricas do modernismo foram formuladas pelo positivismo comtista, o qual recomendava que a “América descobrisse a América”, abandonando o etnocentrismo europeu dominante desde os tempos coloniais.

d) o modernismo, por ter um caráter universalista, não conseguiu penetrar os imaginários sociais das popu- lações latino-americanas, o que induziu os intelectuais da época a menosprezar as peculiaridades locais, consideradas irrelevantes.

Sevcenko (Org.). História da vida privada no Brasil. São Paulo:

Companhia das Letras,1998. v. 3, p. 371-372, 395-396.)

Os Mandamentos das Mulheres Casadas, citados acima,

revelam que as mulheres brasileiras, no início do século XX,

a) viviam em uma sociedade matriarcal, pois cabia a elas ditar as normas no plano doméstico, cuidando do lar, do esposo e dos filhos segundo seu próprio critério.

b) tinham uma importante posição ao lado do marido, no lar e nos negócios, devendo honrar o nome de seu esposo, o que apontava para a igualdade de gêneros.

c) eram totalmente submissas ao marido, devendo cuidar da melhor maneira possível do lar e dos filhos, o que caracterizava uma sociedade patriarcal.

d) não deveriam suportar em silêncio os problemas da vida, mas compartilhar suas dificuldades com os amigos, pois os amigos são “o próximo”.

e) tinham em geral uma vida de trabalhos domésticos pesados, embora algumas rompessem com essa submissão para se dedicar à política.

e) o modernismo proporcionou aos artistas e intelectuais da América Latina uma tomada de consciência social, nacionalista e popular, em contraposição à subor- dinação aos valores europeus até então predo- minantes.

Resolução

Apesar de sua origem essencialmente europeia, o modernismo forneceu o embasamento teórico para que a produção artística e cultural latino-americana adquirisse um caráter genuinamente nacional.

Resolução

 

8

Resolução   8 B B

BB

A sociedade brasileira sempre se caracterizou pelo patriar- calismo, tendo no homem o pilar da unidade familiar. A mulher era submissa e dependente, devendo viver para o esposo e para o lar. Esse modelo ainda predominava no Brasil de 1920, embora muitas mulheres já trabalhassem como operárias nos grandes centros urbanos.

“A Casa Branca anunciou a proibição, a partir do dia 7 de fevereiro, da importação, pelos EUA, de qualquer produto de origem cubana. Proibiu também todas as exportações de produtos destinados a Cuba. A medida visa eliminar uma das fontes de recursos que o regime de Fidel Castro utiliza para promover o comunismo no continente americano.”

7

7 E E

EE

“O modernismo induz intelectuais latino-americanos a redescobrir o povo, o que pode levá-los a descobrir camponeses e operários, ou índios e negros. O vínculo com a cultura universal não impõe necessariamente um

caráter dependente ou 'alienado' à totalidade de nossa cultura.”

(O. Ianni apud J. Pinsky et al. História da América através de textos. São Paulo: Contexto, 1994. Textos e documentos, v. 4, p. 88.)

 

(Folha de S.Paulo, 4/2/1962. Disponível em:

<acervofolha.com.br>. Adaptado.)

Relacionando-se a notícia transcrita com a situação atual de Cuba, é possível afirmar que

a) a Rússia e os países do Leste Europeu continuam a ser os principais parceiros comerciais da ilha, devido ao vínculo representado pela ideologia marxista; essa relação não foi afetada pela crise do socialismo real.

Com base no texto e em outros conhecimentos sobre o tema, é correto afirmar que

b) a economia cubana vem enfrentando graves proble- mas, em grande parte devido à falta de produtos básicos; segundo o governo de Havana, tal situação

a)

a produção cultural, à época do modernismo, carac- terizou-se pela valorização da mestiçagem entre europeus e indígenas, como elemento fundamental para o estabelecimento de uma identidade cultural homogênea nos países latino-americanos.

decorre principalmente do embargo promovido pelos Estados Unidos.

c) o país mantém sua economia fechada para in- vestimentos privados vindos de Estados capitalistas; não obstante, o novo presidente, Raúl Castro, tem

ENEM/2012

vestimentos privados vindos de Estados capitalistas; não obstante, o novo presidente, Raúl Castro, tem ENEM/ 2012

– 5

aceitado empréstimos feitos por entidades internacio- nais, como o FMI e o Banco Mundial.

Resolução

 

A

população iraniana, embora inclua uma minoria árabe, é

d) as atuais dificuldades da economia cubana deverão ser superadas em breve, pois o presidente Barack Obama anunciou que o embargo comercial norte-americano será extinto tão logo ele seja reeleito presidente dos Estados Unidos.

predominantemente de etnia persa; por essa razão, o Irã não pode ser considerado um país árabe. Ademais, o xiismo é minoritário no conjunto do mundo islâmico, sendo majoritário apenas no Irã, no Iraque e em Bahrein.

e) a transferência do poder para Raúl Castro, irmão de Fidel, constitui uma sinalização de que o governo

cubano está disposto a realizar uma abertura política, caso os Estados Unidos suspendam seu embargo comercial contra a ilha.

Resolução

10

uma abertura política, caso os Estados Unidos suspendam seu embargo comercial contra a ilha. Resolução 10

DD

“É possível consumir produtos fabricados de forma mais sustentável. O monitoramento da origem do item, por exemplo, dá dicas sobre a produção – se foi preciso desmatar áreas ou se os efluentes foram tratados de maneira correta. As certificações são um bom indício de que houve preocupação ambiental na produção. Se houver maior demanda por itens sustentáveis, mais empresas passarão a usar essa estratégia para atrair clientes.”

(Folha de S.Paulo, São Paulo, 24 jul. 2008. Caderno Equilíbrio, p. 9.)

O embargo norte-americano ao comércio com Cuba foi decidido pelo presidente Kennedy no contexto da Guerra Fria, tendo como objetivo enfraquecer o regime socialista implantado na ilha por Fidel Castro. O decreto presidencial de 1962 foi transformado em lei pelo Congresso dos Estados Unidos na década de 1990 e se mantém até hoje, em parte pelo antagonismo ideológico entre os dois países, em parte por pressão da comunidade cubana anticastrista que vive em território norte-americano. Em 2000, foi autorizada a venda de alimentos pelos Estados Unidos a Cuba, desde que pagos à vista. A partir do fim da Guerra Fria (em decorrência do fracasso do “socialismo real”), o regime castrista deixou de receber ajuda econômica da URSS – o que agravou significativamente os efeitos produzidos pelo embargo na economia cubana.

Atualmente, a discussão em torno da temática ambiental ocupa um importante espaço. Em razão dos crescentes problemas nessa área, fala-se da necessidade de se

desenvolverem “sociedades sustentáveis”. Considerando-se a questão ambiental e sua relação com a sociedade, é correto afirmar que

 

a)

a

economia sustentável depende essencialmente de

 
    boas condições administrativas, o que torna secundária
 

boas condições administrativas, o que torna secundária

9

EE

a

a conferência “Rio-92” tinha entre seus objetivos viabilizar a Amazônia como “celeiro do mundo”, reduzindo a fome no planeta.

influência de fatores políticos e sociais.

Até 1935, o Irã era chamado de Pérsia. Em 1979, a monarquia autoritária (título do soberano: xá) que

b)

governava o país foi derrubada e substituída por uma república islâmica. Acerca do Irã atual, assinale a alternativa incorreta.

a) O último xá, Mohammad Reza Pahlavi, embora autori- tário, imprimiu ao Irã uma administração ocidenta- lizante de cunho progressista.

b) O clero xiita iraniano, dirigido por aiatolás conser- vadores com grande prestígio popular, opôs-se ao regime do xá.

c) A república iraniana impôs ao país um islamismo

c)

o

Protocolo de Kyoto, subscrito por todos os membros

d)

da ONU em 1997, visava reduzir a emissão de CO 2 , especialmente pelos países industrializados.

e)

a sociedade sustentável é aquela que supre suas necessidades, mantendo o equilíbrio entre desenvolvi- mento e preservação do meio ambiente.

os países do Primeiro Mundo eliminaram a fome, o analfabetismo e a mortalidade infantil, atingindo, dessa forma, o estágio de economias sustentáveis.

Resolução

 

O

conceito de sustentabilidade é um elemento-chave nas

fundamentalista intolerante e tirânico, mas apoiado pela maioria da população.

d) O atual programa iraniano de enriquecimento de urânio, oficialmente destinado a fins pacíficos, poderá produzir armas nucleares.

e) A grande influência do Irã no mundo islâmico se deve ao fato de ele ser um país árabe xiita, pois o xiismo é majoritário entre os islamitas.

discussões ambientais, crucial na busca de soluções de alguns dos grandes problemas do mundo. Lester Brown, fundador do

Worldwatch Institute, elaborou a seguinte definição: “Sociedade sustentável é aquela que satisfaz suas necessidades sem diminuir as possibilidades de as gerações futuras satisfazerem

as

delas.”

6 –

suas necessidades sem diminuir as possibilidades de as gerações futuras satisfazerem as delas.” 6 – ENEM/

ENEM/2012

11

11 C C

CC

11 C C A tira acima, quando aplicada à conjuntura presente no início do século XXI,
11 C C A tira acima, quando aplicada à conjuntura presente no início do século XXI,

A tira acima, quando aplicada à conjuntura presente no início do século XXI, permite-nos entender que ela faz menção

a)

à

manutenção dos valores de nosso passado histórico recente, preservados no mundo globalizado do neoliberalismo

e

voltados para o esforço de superar as desigualdades econômicas e sociais.

b)

ao respeito das elites para com os direitos dos grupos sociais excluídos, envolvendo a preocupação com as questões ambientais, ainda que em prejuízo dos interesses políticos e econômicos dos Estados.

c)

ao predomínio dos valores neoliberais, embasados na lógica da lucratividade e da competição exacerbada, levando ao abandono de preceitos éticos e do sentimento de solidariedade.

d)

ao menosprezo das elites econômicas pela problemática social, colocando em segundo plano as políticas inclusivas propostas pelos teóricos do neoliberalismo e encampadas pelos Estados capitalistas.

e)

preservação dos valores éticos defendidos pela ideologia socialista, ainda válidos neste início do século XXI, apesar da derrocada do socialismo real na URSS, na China e em outros países.

à

Resolução

Aparentemente triunfante na década de 1990, devido ao fim das utopias (simbolizado pelo fracasso do socialismo real), o neoliberalismo vem sendo questionado porque sua priorização da produtividade e da obtenção de lucros, que vincula a valorização social ao poder de consumo das pessoas, mascara o crescimento da intolerância e da exclusão, resultantes da insensibilidade de grande parte das elites em relação a questões éticas, sociais e mesmo ambientais.

12

a questões éticas, sociais e mesmo ambientais. 12 D D “Até agora não pudemos saber se

DD

“Até agora não pudemos saber se há ouro ou prata nela, ou outra coisa de metal ou ferro. Mas a terra em si é de muito bons ares frescos e temperados como os de Entre-Douro e Minho, porque neste tempo dagora assim os achamos. As águas são muitas, infinitas. E a terra em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por causa das águas que tem. Contudo, o melhor fruto que dela se pode tirar parece-me que será salvar esta gente, para acres- centamento de nossa santa fé. E que não houvesse mais do que ter Vossa Alteza aqui esta pousada para a navegação de Calicute, isso bastaria.”

(Carta de Pero Vaz de Caminha ao Rei de Portugal. 1. o /5/1500. Adaptado.)

Preocupado em descrever ao rei de Portugal tudo que pudera observar durante a curta estadia na terra chamada de

“Ilha de Vera Cruz”, o escrivão da frota cabralina menciona em sua carta possibilidades oferecidas aos portugueses pelo território recém-descoberto. Entre essas possibilidades, Caminha cita

a) extração de metais e pedras preciosas no interior do território, em áreas ainda inexploradas.

b) pesca e a caça, pela boa qualidade das águas e terras no local em que os portugueses haviam aportado.

c) exploração de pau-brasil e a pecuária, ambas atividades de grande importância econômica na época.

d) conversão dos indígenas ao catolicismo e a utilização da nova terra como escala nas viagens para o Oriente.

e) conquista da Índia, a partir das terras brasileiras, e a cura de doenças pelos bons ares aqui encontrados.

Resolução

A questão requer interpretação de texto, e a resposta se encontra nas seguintes frases: “o melhor fruto que dela se pode tirar parece-me que será salvar esta gente, para acrescentamento de nossa santa fé” e “que não houvesse mais do que ter Vossa Alteza aqui esta pousada para a navegação de Calicute, isso bastaria.”

a

a

a

a

a

13

13 C C Coroa Portuguesa autorizou a ‘guerra justa’ e o cativeiro perpétuo contra as tribos

CC

Coroa Portuguesa autorizou a ‘guerra justa’ e o cativeiro

perpétuo contra as tribos que praticassem a antropo- fagia.”

(Luís Felipe de Alencastro. Folha de S.Paulo, 12/10/1991. Adaptado.)

a

“Logo que missionários e cronistas pisaram as terras do Novo Mundo, o fervor religioso, típico da época, com- binou-se com a beleza estonteante da natureza tropical:

solo fértil, chuvas regulares, fauna variada, boas águas e nativos dóceis à evangelização.”

Do texto, pode-se depreender que

 

a)

as populações tupinambás praticavam contra os por-

 

tugueses uma guerra justa, pois estavam defendendo

(Luciano Figueiredo. Rebeliões no Brasil Colônia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2005. p. 07/09. Adaptado.)

o

território em que viviam.

 

b)

as Coroas da Espanha e de Portugal somente

Com base no texto e em outros conhecimentos sobre o

autorizaram a escravização de tribos indígenas que praticassem o canibalismo.

Período Colonial, assinale a alternativa que aponta para possíveis motivos de insatisfação surgidos com as relações que se estabeleceram entre colônia e metrópole.

c)

a

prática da antropofagia foi esporádica entre os

ameríndios, sendo considerada pelos europeus como compreensível.

a)

As relações mercantis desenvolvidas entre comer- ciantes reinóis e nativos inicialmente privilegiaram os habitantes do Novo Mundo, o que levou Portugal a alterar as regras do Pacto Colonial.

d)

a prática do canibalismo por algumas populações indígenas serviu de pretexto para espanhóis e portugueses escravizá-las.

e)

os europeus associavam a desumanidade dos índios não apenas ao canibalismo, mas também à prática da guerra justa contra os colonizadores.

b)

Nos primórdios da colonização, os produtos agrícolas, cultivados pelos nativos em grande escala, foram

Resolução

 

responsáveis pela eclosão dos primeiros conflitos, visto que eram comercializados a preços baixos.

c) A harmonia inicial sugerida pelo texto se dissipou à medida que Portugal impôs sua autoridade e a colonização avançou, buscando almas para converter e braços para trabalhar na lavoura.

d) Desde o início da colonização, eclodiram protestos dos nativos que, na companhia de colonos armados, invadiam as propriedades rurais e os espaços da administração metropolitana.

e) A oposição dos jesuítas à escravização de negros chocou-se com os interesses da metrópole portu- guesa, que decidiu banir a Companhia de Jesus dos territórios lusos.

A questão requer interpretação de texto. Deve-se, porém, obser- var que a escravização de índios pelos portugueses ultrapassou largamente o pretexto da antropofagia praticada por determina- das tribos. Além disso, deve-se considerar que a “guerra justa”, quando praticada pelos colonizadores lusos, foi estendida à luta contra tribos acusadas de atacar os colonos.

15

15 A A

AA

Gabriel Soares de Sousa, em seu Tratado Descritivo do

Brasil (1587), assim escreveu sobre os índios guaianás:

“É gente de pouco trabalho (

);

se encontram com gente

branca, não fazem nenhum dano, antes boa companhia,

 

quem acerta de ter um escravo guaianá não espera dele nenhum serviço, porque é gente folgazã de natureza e não sabe trabalhar.”

e

O texto expressa

Resolução

De um modo geral, pode-se afirmar que a colonização por- tuguesa foi extremamente danosa para a população indígena,

vítima de massacres, da expulsão de suas terras e de apre- samento para trabalhar na lavoura colonial. Até mesmo a evan-

gelização produziu efeitos danosos, pois aculturou os nativos, tornando-os mais submissos aos interesses dos colonizadores.

a)

b)

a diferença entre as concepções de trabalho do mundo europeu e das culturas indígenas.

preconceito racial que coibiu formas de miscigena- ção cultural na colônia.

o

14

14 D D c) a ineficiência do ensino ministrado pelos missionários

DD

c)

a ineficiência do ensino ministrado pelos missionários

“O primeiro testemunho sobre a antropofagia na América foi registrado por Álvarez Chanca, em 1493. Ao tomarem ciência da ‘abominação antropofágica’, os monarcas

d)

a grupos indígenas sem tradição agrícola.

o argumento básico para se elaborarem leis que proibissem a escravidão indígena na colônia.

e)

a

espanhóis autorizaram, em 1503, a escravização de todos os caraíbas [indígenas antilhanos] pelos colonos.

No litoral brasileiro, os tupinambás, do grupo tupi, praticavam o canibalismo ritual – prova de barbárie e, para alguns, da natureza não humana do ameríndio. Em 1557,

forma usual de resistência indígena para evitar a dominação cultural e a escravização.

Resolução

O autor expressa o etnocentrismo europeu ao descrever os índios guaianás e seu estilo de vida, que não se encaixava nas expectativas da exploração mercantilista nas áreas coloniais.

8 –

de vida, que não se encaixava nas expectativas da exploração mercantilista nas áreas coloniais. 8 –

ENEM/2012

16

16   c) sedentária e concentrada nas áreas urbanas.
 

c) sedentária e concentrada nas áreas urbanas.

CC

d) móbil e avessa à miscigenação com nativos.

“Na primeira carta, disse a V. Rev. a grande perseguição que padecem os índios, pela cobiça dos portugueses em

e) sedentária e fixada nas áreas do interior.

Resolução

 

os

cativarem. Nada há que dizer de novo, senão que ainda

Como a exploração do pau-brasil era predatória (não havia reposição do produto), a presença portuguesa ligada a essa atividade ocorria em feitorias – instalações precárias destinadas ao armazenamento da madeira, antes do embarque para a Europa, abandonadas tão logo o produto escasseava. Daí a mobilidade (ou “itinerância”, conforme o texto), dispersão e instabilidade da população europeia vinculada ao pau-brasil.

continua a mesma cobiça e perseguição, a qual cresceu ainda mais. No ano de 1649, partiram os moradores de São Paulo para o sertão, em demanda de uma nação de

índios distantes daquela capitania muitas léguas pela terra adentro, com a intenção de os arrancarem de suas terras

os trazerem às de São Paulo, e aí se servirem deles como costumam.”

e

 

(Padre Antônio Vieira. Carta ao padre provincial, Maranhão, 1653.)

18

18

BB

O texto transcrito revela

“A armada de Martim Afonso de Sousa, que deixaria Lisboa a 3 de dezembro de 1531, vinha com poderes extensíssimos, se comparados aos das expedições anteriores. Tinha como finalidade principal desenvolver a exploração e a limpeza da costa, infestada, ainda e cada vez mais, pela atividade dos comerciantes intrusos.”

a) que os jesuítas eram contrários à escravidão dos indígenas e dos africanos, posição que provocou conflitos constantes com o governo português.

b) um dos momentos cruciais da crise entre o governo

 

português e a Companhia de Jesus, que culminou com

a

expulsão dos jesuítas do território brasileiro.

 

c) que o ponto central dos confrontos entre os jesuítas e os colonos se referia à escravização dos indígenas, especialmente em relação à atuação dos bandeirantes.

 

(Sérgio Buarque de Holanda. As primeiras expedições. In: Sérgio Buarque de Holanda (Org.). História geral da civilização brasileira. São Paulo: DIFEL, 1960. Tomo I, v. 1, p. 93.)

d) um episódio isolado na luta do Padre Vieira contra a escravização indígena no Maranhão, onde se recorria à ação dos bandeirantes para apresar os nativos.

Com base no texto transcrito, assinale a alternativa que indica os principais objetivos das primeiras expedições portuguesas às novas terras descobertas na América.

e) que os jesuítas, em sua oposição à escravização de

 

índios praticada pelos colonos paulistas, contavam com

a) Expulsar os contrabandistas franceses de pau-brasil e combater os holandeses que haviam ocupado Pernambuco.

o

apoio da Coroa Portuguesa e da Igreja.

Resolução

 

No Brasil Colônia, os jesuítas sempre defenderam os indígenas contra a escravização praticada pelos colonos — razão principal dos frequentes conflitos entre religiosos e moradores das vilas, sobretudo paulistas dedicados ao apresamento de nativos. Nesse contexto, o Padre Antônio Vieira (1608-97), grande missivista e orador sacro, teve papel de destaque.

b) Garantir as terras brasileiras para Portugal, nos termos do Tratado de Tordesilhas, e eliminar a presença estrangeira.

c) Instalar núcleos de colonização estável, baseados na pequena propriedade familiar policultora, e escravizar indígenas.

17

17 B B d) Estabelecer contatos pacíficos com as civilizações indígenas locais e combater os invasores

BB

d) Estabelecer contatos pacíficos com as civilizações indígenas locais e combater os invasores franceses na Bahia.

“Para o Brasil, no geral, a economia colonial predatória, com baixo grau de reinvestimento, apresenta uma forma

e) Organizar expedições para o interior da colônia e dar início ao processo de exploração de ouro e pedras preciosas nas Minas Gerais.

de

crescimento extensivo que tende para a itinerância.”

 

(Fernando A. Novais, História da vida privada no Brasil )

Resolução

 
 

primeira expedição portuguesa com o propósito de iniciar a

colonização efetiva do Brasil foi a de Martim Afonso. Antes dela, a Coroa Portuguesa enviara quatro outras: as duas primeiras (em 1501 e 1503) tiveram a missão de reconhecer o litoral brasileiro

A

O

trecho refere-se ao chamado “ciclo do pau-brasil”,

caracterizado pelo extrativismo predatório de madeira

destinada à tinturaria. A respeito da população portuguesa presente no Brasil naquele momento, podemos carac- terizá-la como

e

avaliar seu potencial econômico; as duas outras (em 1516 e

1526) foram expedições guarda-costas, destinadas a combater

o

contrabando de pau-brasil praticado pelos franceses.

a) instável e rebelde em relação à metrópole.

 

b) móbil, instável e dispersa.

ENEM/2012

a) instável e rebelde em relação à metrópole.   b) móbil, instável e dispersa. ENEM/ 2012

– 9

19

19 D D “A agricultura comercial é a solução: produzem-se gêneros tropicais de acordo com as

DD

“A agricultura comercial é a solução: produzem-se gêneros tropicais de acordo com as necessidades do mercado externo. O que determina o empreendimento produtivo é a circulação, o comércio.”

Tendo-se em vista as características da colonização portu-

guesa no Brasil, pode-se afirmar que a colônia era uma área

a) fornecedora de gêneros de primeira necessidade.

b) produtora de artigos manufaturados de luxo.

c) vinculada à exportação de bens de capital.

d) complementar em relação à economia metropolitana.

e) pouco significativa para a economia europeia.

Resolução

Uma das regras do Pacto Colonial, aplicado nas áreas de ex- ploração do continente americano, era a de que a economia da colônia não poderia concorrer com a da metrópole. Assim, cabia à colônia fornecer à metrópole produtos tropicais que a segunda não produzia, mas tinha interesse em comercializar na Europa.

20

produzia, mas tinha interesse em comercializar na Europa. 20 D D Mercado de escravos na Rua

DD

mas tinha interesse em comercializar na Europa. 20 D D Mercado de escravos na Rua do

Mercado de escravos na Rua do Valongo, Rio de Janeiro, por Jean-Baptiste Debret.

A escravidão indígena, adotada no início da colonização

do Brasil, foi progressivamente substituída pela africana, devido, entre outros motivos,

a) ao empenho do Papado na defesa dos indígenas contra os colonos.

b) à bem-sucedida campanha dos jesuítas em favor dos índios.

c) à completa incapacidade dos índios para o trabalho agrícola.

d) aos grandes lucros resultantes do tráfico de escravos africanos.

e) ao desejo dos negros de emigrar para o Brasil em bus- ca de trabalho.

Resolução

O tráfico negreiro proporcionava altos lucros porque tinha ori- gem no escambo de escravos africanos (que alcançariam altos preços nas colônias americanas) por mercadorias de baixo valor monetário, como aguardente, tabaco e tecidos de má qualidade.

21

como aguardente, tabaco e tecidos de má qualidade. 21 B B “Os escravos são as mãos

BB

“Os escravos são as mãos e os pés do senhor de en- genho, porque sem eles no Brasil não é possível fazer, con- servar e aumentar fazenda, nem ter engenho corrente.”

(André João Antonil, Cultura e opulência do Brasil )

Algumas décadas após a chegada de Cabral ao Brasil, os portugueses viram-se na necessidade de efetivar a ocupação das terras descobertas. Sobre o processo de colonização implementado pelos lusitanos na América, podemos afirmar que

a)

somente foi viabilizado com a descoberta de ouro e diamantes no interior, especialmente em terras hoje pertencentes aos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.

b)

teve como elementos centrais o cultivo da cana,

destinada a produzir açúcar comercializável na Europa,

a utilização de mão de obra escrava, sobretudo de origem africana.

e

c)

teve como base inicial a exploração de pau-brasil, feita com o emprego de mão de obra africana, e a mon- tagem de um sistema colonial centrado na vida urbana.

d)

o

período da União Ibérica foi de grande importância

para o desenvolvimento da colonização do Brasil, graças aos investimentos realizados pela Coroa Espanhola.

e)

passou por uma fase de estagnação no século XVIII, quando a mineração se tornou a principal atividade econômica, em detrimento das demais regiões da colônia.

Resolução

Embora a mineração tenha tido grande importância no sé- culo XVIII, a colonização do Brasil pelos portugueses alicerçou-se na grande lavoura tropical de exportação, tendo na cana-de-açúcar seu elemento principal.

22

tendo na cana-de-açúcar seu elemento principal. 22 E E “O ser senhor de engenho é título

EE

“O ser senhor de engenho é título a que muitos aspiram, porque traz consigo o ser servido, obedecido e respeitado por muitos.”

(André João Antonil, Cultura e opulência do Brasil )

A descrição de Antonil aplica-se aos

a) ricos comerciantes que lidavam com exportação e importação.

b) camponeses assalariados que cultivavam a cana-de-açúcar.

c) trabalhadores livres dos engenhos – feitores, artesãos

e outros.

d) burgueses proprietários de manufaturas têxteis coloniais.

e) grandes proprietários rurais ligados à produção açucareira.

10 –

de manufaturas têxteis coloniais. e) grandes proprietários rurais ligados à produção açucareira. 10 – ENEM/ 2012

ENEM/2012

Resolução

Os senhores de engenho constituíam a parcela mais importante da aristocracia rural brasileira, formada por grandes proprietários de terra, criadores de gado, cotonicultores e plantadores de tabaco. Essa aristocracia rural era a camada dominante da sociedade colonial, detentora do poder econômico e de prestígio social, alicerçados em uma produção de base escravista.

23

alicerçados em uma produção de base escravista. 23 D D Todo ano, na estação de verão

DD

Todo ano, na estação de verão do Hemisfério Sul, esten- dendo-se de dezembro a março, a Região Centro-Sul do País se vê atingida por elevados índices de chuva. Como consequência, pode-se observar o que foi diagramado na gravura abaixo:

pode-se observar o que foi diagramado na gravura abaixo: ( O Estado de S. Paulo ,
pode-se observar o que foi diagramado na gravura abaixo: ( O Estado de S. Paulo ,

(O Estado de S. Paulo, 1. o /3/2011.)

Observando a gravura e refletindo sobre o problema, analise as afirmações:

I.

A

vegetação não influencia o processo erosivo.

II.

O escoamento das águas é apenas superficial e não participa do processo erosivo.

III.

O que se observa na encosta representada na gravura é a predominância do processo de sedimentação sobre a erosão.

IV.

As políticas públicas de urbanização devem privilegiar

a remoção de famílias instaladas em locais de grande declividade.

Está(ão) correta(s) apenas:

a)

I e II.

b) II e III.

c) I e IV.

d)

IV.

e) I e III.

Resolução

Em I, como se observa na gravura, a vegetação cumpre o papel de retenção do solo; em II, a água é um dos principais ele- mentos do processo erosivo, facilitando o deslizamento; em III, numa região de grande inclinação, verifica-se que o processo erosivo predomina sobre a sedimentação.

24

que o processo erosivo predomina sobre a sedimentação. 24 B B Atente para a notícia publicada

BB

Atente para a notícia publicada no jornal Folha de S.Paulo, de 9/8/2010:

PAREDÃO É ERGUIDO PARA

CONTER MAR EM FLORIANÓPOLIS

Em poucas semanas, o mar engoliu uma faixa de areia em uma praia de Florianópolis (SC) e fez o município construir um extenso muro para evitar a destruição em um dos bairros da cidade.

Uma sequência de

influenciada até por ciclones, danificou ou destruiu mais de cem casas na ilha onde fica a capital de Santa Catarina e levou a prefeitura a decretar situação de emergência.

a partir de abril,

O termo que melhor completaria a lacuna é:

a)

transgressões marinhas

b) ressacas

c)

regressões marinhas

d)

fiordes

e)

solifluxões

Resolução

Geralmente a ressaca ocorre pela conjunção de uma maré de águas vivas – aquela que ocorre na lua nova ou cheia, mais intensa – com a chegada, pela faixa litorânea, de uma frente fria. A maré sobe, então, além de seu nível normal e grandes ondas são atiradas contra a costa, causando elevada erosão.

25

25 C C   a) mongóis, uigures e tibetanos.

CC

 

a) mongóis, uigures e tibetanos.

b) curdos, pashtuns e azeris.

 
 
 

c) kampucheas, cazaques e tadjiques.

Entre os diversos conflitos que envolvem o conturbado Oriente Médio, destaca-se aquele que é ilustrado a seguir:

Entre os diversos conflitos que envolvem o conturbado Oriente Médio, destaca-se aquele que é ilustrado a

d) hans, manchus e cantoneses.

e) tártaros, baloches e sikhs.

Resolução

Os mongóis vivem na porção centro-norte do território chinês e se constituem em pastores nômades;
Os mongóis vivem na porção centro-norte do território chinês e se constituem em pastores nômades;
Os mongóis vivem na porção centro-norte do território chinês e se constituem em pastores nômades;

Os mongóis vivem na porção centro-norte do território chinês e se constituem em pastores nômades; os uigures moram no extremo oeste da China, numa região autônoma semiárida; os tibetanos vivem na porção sudoeste da China, tendo o Tibete sido anexado à China em 1950. Todos eles participam de movi- mentos separatistas de maior ou menor significância.

27

27 E E

EE

Os movimentos migratórios de um país podem apre- sentar, ao longo da História, grandes variações. Sobre os movimentos migratórios observados no Brasil, históricos e atuais, observe o mapa e as assertivas abaixo:

(O Estado de S. Paulo, 30/1/2011.)

A respeito dessa região, pode-se afirmar que

A respeito dessa região, pode-se afirmar que

a) há disputas entre Israel e a Jordânia pelas importantes reservas de petróleo que se encontram no subsolo.

a) há disputas entre Israel e a Jordânia pelas importantes reservas de petróleo que se encontram

b) há disputas entre Israel e a Palestina pelo controle dos transportes no Canal de Suez.

c) há desejo dos palestinos em construírem sua futura capital em Jerusalém Oriental, o que não é aceito por Israel.

d) há disputas pelas nascentes do Rio Jordão entre Israel e a Palestina.

e) não é possível à Palestina se associar à OPEP, pois Israel impede o escoamento do petróleo palestino através de Jerusalém.

Resolução

 

(O Estado de S. Paulo, 20/11/2011.)

Não há importantes reservas de petróleo em Israel, nem na Jordânia, nem na Palestina, como também não há disputas pelo Canal de Suez. O Rio Jordão nasce nas Colinas de Golã, que foram tomadas da Síria por Israel na Guerra dos Seis Dias, em junho de 1967.

Rio Jordão nasce nas Colinas de Golã, que foram tomadas da Síria por Israel na Guerra

I. O Brasil sempre se constituiu num país de imigração, nunca tendo assistido a movimentos em direção ao exterior de seu território.

II. No infográfico, observa-se que o movimento de um único país suplanta o de todos os demais.

26

AA

III. somatória do grupo de imigrantes no infográfico é

A

À

medida que a China vai desenvolvendo sua economia,

 

a

maior já observada na história do País.

tornando-se a segunda maior do mundo, os problemas internos, que antes eram abafados pela repressão do go- verno socialista, vão se tornando cada vez mais evidentes. Minorias mal assimiladas, grupos dissidentes, manifes- tações religiosas começam a eclodir por toda a parte, o que é típico de países que adotam a economia de livre mercado. Há um conjunto de minorias que, vez por outra,

IV. Entre as décadas de 1980 e 1990, o Brasil assistiu aos fluxos migratórios em direção aos EUA, Euro- pa e Japão, que perfizeram um total aproximado de 3 milhões de pessoas.

Estão corretas apenas:

a)

I e II.

b) I e III.

c) II e III.

manifestam sua insatisfação por se considerarem repri- midas ou mal representadas. Entre elas, pode-se citar:

d)

III e IV.

e) II e IV.

12 –

rem repri - midas ou mal representadas. Entre elas, pode-se citar: d) III e IV. e)

ENEM/2012

Resolução

Em I, observou-se, nas décadas de 1980 e 1990, grande fluxo de brasileiros em direção ao exterior em razão das dificuldades econômicas enfrentadas pelo País (crise de endividamento e desemprego). Em II, o fluxo de imigrantes portugueses (328.826) observado no período supera a somatória dos demais (105.114). Em III, no período histórico entre 1830 e 1930, o Brasil recebeu mais de 5 milhões de imigrantes.

29

29

BB

Atente para a notícia:

 
 

VISITA A

TERÁ

COBRANÇA DE TAXA EXTRA

O turista brasileiro que visitar (PE) vai pagar um ingresso extra na ilha, de R$ 65,00, ainda neste semestre. Para os estrangeiros, o valor será o dobro: R$ 130,00.

28

28

DD

A

respeito do Afeganistão, analise a charge abaixo:

Cerca de 3.500 pessoas vivem no local e, em média, 5.000 turistas passam pela ilha todos os meses. A taxa de preservação é cobrada pelo Estado e o dinheiro arrecadado é aplicado na manutenção da infraestrutura da área controlada pelo governo.

O arquipélago é um parque nacional marinho.

( Foreign Affairs , v. 90, n. 5, set./out. 2011.)

(Foreign Affairs, v. 90, n. 5, set./out. 2011.)

 

(Folha de S.Paulo, 2/2/2012. Adaptado.)

O

nome do arquipélago que completaria corretamente a

lacuna é:

 

a)

Trindade e Martim Vaz.

b) Fernando de Noronha.

c)

São Pedro e São Paulo.

d)

Atol das Rocas.

e)

Resolução

O intuito da taxa é, além de manter a infraestrutura, controlar o fluxo de turistas que se dirigem ao arquipélago de Fernando de Noronha e que podem prejudicar o seu meio ambiente.

Abrolhos.

A

a) que todas as intervenções externas levadas a cabo no Afeganistão, ao longo da História, resultaram vitoriosas para os interventores.

sequência de imagens sugere

30

30

AA

 

A

gravura abaixo mostra um processo de separação de

b) que apenas a intervenção dos EUA gerou resultados favoráveis para os interesses norte-americanos.

c) que, somente no século XX, as intervenções externas no Afeganistão resultaram positivas para os inter- ventores.

d) que todas as intervenções externas no Afeganistão, desde a Antiguidade, resultaram desastrosas para os interventores.

placas tectônicas. É mais provável que o fenômeno representado tenha ocorrido na região do mapa indicada com o número:

representado tenha ocorrido na região do mapa indicada com o número: ( Decifrando a Terra ,

(Decifrando a Terra, Ed. Cia. Nacional.)

e) que, das intervenções externas observadas ao longo da história do Afeganistão, apenas a inglesa deu frutos favoráveis aos britânicos.

Resolução

 

O

que se observa na sequência de figuras são os diversos

invasores que intervieram no Afeganistão e, em todos eles,

aparecem as cicatrizes de interferências malsucedidas. Desde

os

romanos, passando pelos macedônios, mongóis, ingleses,

soviéticos, até chegar aos atuais norte-americanos, todos tiveram problemas no Afeganistão.

ENEM/2012

soviéticos, até chegar aos atuais norte-americanos, todos tiveram problemas no Afe ganistão. ENEM/ 2012 – 13

– 13

a) maior participação no mercado internacional, devido à retirada das exportações dos países europeus e

a) maior participação no mercado internacional, devido à retirada das exportações dos países europeus e EUA.

b) vitória na concorrência com os bens de consumo exportados pela China, fazendo o Japão retornar à condição de segunda maior economia do mundo.

c) abandono, por parte dos japoneses, do mercado dos EUA e direcionamento de suas exportações para o mercado indiano.

d) direcionamento de suas exportações exclusivamente para o mercado emergente latino-americano.

e) séria crise nas exportações, pois, além da concorrência chinesa, o Japão teve reduzidas suas exportações para os países ricos europeus e os EUA.

a)

1

b) 2

c) 3

d) 4

e) 5

Resolução

 

Resolução

 

O afastamento da placa tectônica da América do Sul em direção a oeste e da placa africana para leste provocou uma abertura no fundo do Oceano Atlântico por onde começaram a emergir lavas vulcânicas, dando origem à cordilheira submarina Dorsal Atlântica. Essa separação permitiu também a formação do Oceano Atlântico.

O Japão tinha, nos mercados europeu e norte-americano, os principais elementos que sustentam sua política econômica, voltada para a realização de ganhos nos países ricos. Com a retração desses mercados, o Japão viu suas vendas caírem, resultando em elevação das taxas de desemprego. Além disso, o Japão enfrenta, no mercado mundial, a crescente concorrência com países emergentes como a Índia e a China, que exportam

31

31 C C

CC

Na Ásia, as concentrações populacionais (ecúmenas) e os vazios (anecúmenos) ocorrem, respectivamente,

bens de consumo semelhantes aos dos japoneses por preços comparativamente menores.

a) no norte, em razão dos climas amenos, e no sul, por conta do excesso de chuva.

b) no centro, devido à presença de planaltos bem irriga- dos por chuvas, e no norte, em razão dos climas frios.

c) no sul e sudeste, por conta dos climas quentes e úmidos, e no centro e norte, devido a climas frios e secos.

33

c) no sul e sudeste, por conta dos climas quentes e úmidos, e no centro e

BB

A chamada “Primavera Árabe” permitiu o surgimento de uma série de charges – entre elas, a que se segue.

d) no litoral chinês, devido a planícies férteis, e na Índia,

d) no litoral chinês, devido a planícies férteis, e na Índia,
d) no litoral chinês, devido a planícies férteis, e na Índia,
 

por conta do excesso de chuvas.

 

e) no sudeste asiático, devido aos climas temperados, e no Oriente Médio, por conta dos climas áridos.

Resolução

De uma maneira geral, a população asiática se concentra nos vales fluviais e nas faixas litorâneas do centro-sul do continente, estendendo-se do Oriente Médio, passando pelo sul e sudeste asiático e chegando ao litoral da China, Coreia e Japão. São as regiões mais apropriadas à vida, com climas que variam do mediterrâneo no Oriente Médio, tropical úmido no sul e sudeste asiático e temperado na China e no Japão. O centro e o norte do território asiático são de difícil acesso, devido ao relevo montanhoso e rigorosos climas, ora secos, ora muito frios. Nessas áreas, as concentrações populacionais são pequenas.

32

32 E E

EE

Entre 2008 e 2011, o mundo desenvolvido se viu às voltas com uma crise econômica que é considerada pelos ana- listas como uma das mais graves desde aquela vivida em 1929. Para o Japão, essa crise trouxe como consequência

(Foreign Affairs, v. 90, n. 5, set./out. 2011.)

14 –

Para o Japão, essa crise trouxe como consequência ( Foreign Affairs , v. 90, n. 5,

ENEM/2012

A respeito da situação geopolítica/historiográfica árabe, a charge nos permite afirmar que

Resolução

 

A

“saída” dos EUA do panteão de liderança do mundo globa-

a) os movimentos árabes são comandados pela elite política dos países nos quais ocorrem.

lizado neoliberal não significa que os países emergentes quei- ram destroná-lo, ou contestar as regras, mas sim participar do atual momento com maior autoridade.

b) os movimentos atuais envolvem, em maior grau, a participação política e, em menor grau, a violência.

c) todas as soluções políticas ocorridas no mundo islâmico passam por um processo de violência.

35

c) todas as soluções políticas ocorridas no mundo islâmico passam por um processo de violência. 35

EE

d) a intervenção externa é a responsável pela violência que eclode no mundo islâmico.

e) a “Primavera Árabe” é comandada pelas teocracias islâmicas de cada país envolvido.

É mais provável que o perfil apresentado a seguir corres- ponda, no mapa, às áreas:

 
   
 

Resolução

 
Resolução  
Resolução  

A charge ilustra a tendência cada vez maior de os movimentos árabes da “Revolução de Jasmim” se voltarem para soluções políticas (o que nem sempre é fácil).

 

34

34 C C

CC

34 C C

Da gravura que se segue, pode-se inferir que

Da gravura que se segue, pode-se inferir que ( Foreign Affairs , v. 90, n. 3,

(Foreign Affairs, v. 90, n. 3, maio/jun. 2011.)

a)

8 e 12

b)

23 e 5

c) 19 e 21

d)

2 e 26

e)

11 e 28

Resolução

O

perfil envolve a região que se distribui entre o litoral nordes-

tino e o interior imediato. Corresponde, no mapa, às áreas 28 (as Planícies e Tabuleiros Litorâneos, formações predominante- mente sedimentares) e 11 (o Planalto da Borborema, cristalino).

a) os EUA perderam a condição de maior potência do mundo para os países emergentes.

36

a) os EUA perderam a condição de maior potência do mundo para os países emergentes. 36

DD

b) a China dominará a economia mundial por um breve momento.

 

c) países emergentes como Índia, Brasil e China querem apresentar maior participação na economia neoliberal globalizada.

d) a atual ordem mundial é comandada apenas pelas nações emergentes.

e) não há lugar, na atual economia neoliberal, para países em crise econômica.

Analise as assertivas a respeito da região que se identifica como Ásia de Monções:

I. É formada pelos países que se distribuem pelo sul e sudeste asiático, estendendo-se do Paquistão até os arquipélagos das Filipinas e da Indonésia.

II. É uma região geologicamente instável, já que se constitui no encontro de placas tectônicas. Como consequência, temos elevadas cordilheiras (Himalaia)

ENEM/2012

constitui no encontro de placas tectônicas. Como consequência, temos elevadas cordilheiras (Himalaia) ENEM/ 2012 – 15

– 15

 

e constantes atividades sísmicas que resultam em tsunamis, como aquele que atingiu a Indonésia em 2004, matando cerca de 300 mil pessoas.

 

III. O clima extremamente úmido, com as chuvas de monção, justifica ser essa região uma das mais vazias da Terra, com baixíssimas densidades demográficas.

à

IV. A economia é subdesenvolvida, mas há grandes diferenças entre os países. A Índia, por exemplo, vem apresentando, desde a década de 1990, um desenvol- vimento constante, de cerca de 6% ao ano, baseado, principalmente, no apoio à indústria da informática.

a)

Está(ão) correta(s)

 

b)

a)

I e II, apenas.

b) II e III, apenas.

c)

todas as afirmativas.

d)

I, II e IV, apenas.

e)

nenhuma das afirmativas.

 

Resolução

 

Em III, o clima úmido das Monções, com chuvas abundantes no verão, seja talvez um dos responsáveis por ser essa região uma das de maiores concentrações populacionais do globo, com elevadíssimas densidades. As populações se concentram nas áreas de planícies aluviais, praticando a agricultura intensiva, e países como Bangladesh apresentam densidades superiores a 1.000 hab./km 2 .

37

37

CC

O Oriente Médio é uma região de tamanha importância estratégica que gera intervenções contínuas de forças externas – entre elas, as dos EUA a partir de 2002. Os estadunidenses intervieram em dois países. A esse respeito, analise o texto a seguir:

"O leão não gosta de intrusos em sua casa. O leão não gosta que seus filhos sejam sequestrados durante a noite. O leão não deixará barato. Eles não devem entrar na casa do leão.” Quem são os “intrusos”? Sem dúvida, os soldados da Força Internacional de Assistência e Segurança (FIAS), que invadem residências e capturam suspeitos. O homem que pronuncia essas palavras, sob aplausos do público, não parece exatamente uma fera: o presidente afegão Hamid Karzai, instalado no poder pelos Estados Unidos em 2001 e cuja manutenção se deve à tutela norte-americana e à fraude na eleição presidencial de agosto de 2009 com o aval da “comunidade interna- cional”. Com esse discurso nacionalista, ele prepara a chegada do pós-2014, ano em que o grosso das tropas dos Estados Unidos e seus suplentes devem deixar o país. Contudo, é pouco provável que tais mentiras o salvem da sorte reservada aos colaboradores da inter- venção ocidental.

e

e

No mesmo momento, os Estados Unidos se enga- jaram em uma das operações de repatriamento de material (e tropas) mais complexas da história. No fim do

ano, não restariam mais que algumas centenas de con- selheiros no Iraque. Até o último minuto, Washington ten-

tou arrancar o aval de Bagdá para a manutenção de algumas dezenas de milhares de soldados, mas a rejeição popular foi tão maciça que até mesmo as forças políticas aliadas

Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) recusaram a demanda.

(Le Monde Diplomatique Brasil, ano 5, n. 53, dez. 2011.)

Sobre as intervenções estadunidenses em questão, é possível afirmar:

A intervenção estadunidense foi muito bem aceita pela população dos dois países, o Afeganistão e o Iraque.

Os EUA sentem-se seguros para retirar suas tropas, pois a intervenção foi bastante produtiva no sentido de conter as ameaças de instabilidade geradas pelos antigos governos.

c) As invasões lideradas pelos EUA deram origem a antagonismos entre os povos locais e não estabili- zaram a região; ao contrário, geraram maior insatis- fação e desejo de que os estadunidenses se retirem.

d) Os EUA desejam se retirar do Iraque, onde a população os vê com antipatia, mas pretendem continuar no Afeganistão, pois recebem apoio do governo local.

e) Em razão da presença de grandes reservas de petróleo no Iraque, os EUA pretendem permanecer indefinida- mente nesse país e contam com o apoio da população local.

Resolução

A invasão do Afeganistão foi promovida no sentido de perseguir

a Al Qaeda, organização terrorista responsável pelos atentados

de 9/11/2001. Se, num primeiro momento, a população local até

aderiu à invasão, posteriormente passou a se revoltar contra os estadunidenses devido aos desmandos praticados pelas forças militares e ao governo pouco aceito pelas diversas tribos que compõem o país. A invasão do Iraque, feita sob a alegação de que o antigo líder iraquiano fabricava armas de destruição em massa, nunca contou com o total apoio da população iraquiana

o país esteve à beira da guerra civil. Os EUA têm agora dificuldade em se retirar dos países.

38

Os EUA têm agora dificuldade em se retirar dos países. 38 D D Sobre as forças

DD

Sobre as forças que dão forma à superfície terrestre, leia o texto:

Quem nunca sentiu o impacto de minúsculas par-

tículas de areia carregadas pelo vento forte ao caminhar em uma praia? Esse é o mais simples exemplo de deslocamento de partículas em função da ação do vento

conhecida como ação eólica. Esta atividade está

associada à dinâmica externa terrestre e modela a superfície da Terra, particularmente nas regiões dos desertos.

O movimento das massas de ar representa mais um dos fenômenos dinâmicos importantes observados no
O movimento das massas de ar representa mais um
dos fenômenos dinâmicos importantes observados no
planeta e pode ter intensidade muito variável. Frequen-
temente, são noticiados na imprensa deslocamentos de
ar catastróficos, associados a furacões e tornados com
seus efeitos devastadores sobre a superfície da Terra.
Através desses fenômenos atmosféricos, partículas
de areia e poeira podem ser transportadas por milhares
de quilômetros. Com a diminuição da energia de movi-
mento das massas de ar, as partículas carregadas depo-
sitam-se em diversos ambientes terrestres, desde
continentais até oceânicos, passando a participar de
outros processos da dinâmica externa. Nas áreas conti-
nentais, estas partículas depositam-se sobre todas as
superfícies desde as montanhas até as planícies. A ativi-
dade eólica representa assim um conjunto de fenômenos
de erosão, transporte e sedimentação promovidos pelo
vento. Os materiais movimentados e depositados nesse
processo são denominados sedimentos eólicos.
Autoridade, que incluíram a filiação à UNESCO, con-
feriram à AP um impulso muito positivo. Por outro lado,
a troca de prisioneiros palestinos por Gilad Shalit au-
mentou o prestígio do Hamas nas ruas palestinas. Ao
mesmo tempo, o Hamas tem que enfrentar a rivalidade
dos grupos jihadistas de Gaza, que vêm ganhando apoio
popular, e também dos correligionários muçulmanos da
região.
(Política Externa, v. 20, n. 3, dez. 2011-jan./fev. 2012.)
Entende-se que
a) a Autoridade Palestina, após um período de baixa,
voltou a recuperar o prestígio perante o povo, por con-
seguir um entendimento entre os grupos moderados
(como o Fatah) e os mais radicais (como o Hamas).
b) a Autoridade Palestina não consegue se impor, como
demonstra o fracasso na tentativa de ver o país
reconhecido pela ONU, em meados de 2011.
(Decifrando a Terra, Cia. Editora Nacional.)
c) o governo israelense controla totalmente a Autoridade
Palestina, não lhe permitindo maior área de atuação.
O texto permite depreender que
d) não há canal de comunicação entre Israel e a
Autoridade Palestina.
a) a força em questão é de origem endógena.
b) a forma que a superfície adquire é exclusivamente
responsabilidade dos agentes externos, como as
massas de ar.
e) o radicalismo da Autoridade Palestina, liderada pelo grupo
radical Hamas, não consegue atuação internacional.
Resolução
c) a ação eólica se dá apenas no processo de sedimen-
tação.
d) o carreamento de partículas pelo ar provoca tanto a
erosão quanto a sedimentação.
e) a deposição ou retirada de partículas na superfície da
Terra independe da ação das massas de ar.
Resolução
Após anos de animosidade – que lhe custou isolamento e pouco
espaço de manobra –, a Autoridade Palestina (AP), liderada
principalmente pelo grupo moderado Fatah, vem conseguindo
maior contato com o Hamas, grupo palestino mais radical. Isso
permitiu a troca de prisioneiros com o Estado de Israel e mesmo
uma tentativa, feita em meados de 2011, de ter reconhecida,
pela ONU, a instituição do Estado da Palestina.
A modelagem da superfície terrestre depende da ação de forças
endógenas (internas), como o tectonismo, por exemplo, e
também da ação dos agentes externos. Nestes, a dinâmica
atmosférica desempenha uma importante função que se faz
tanto erosiva quanto sedimentar, arrancando, transportando e
depositando partículas por extensas áreas.
40
DD
Dentro da história do Brasil, o Nordeste é tido como uma
das regiões tradicionalmente emigratórias. Observe o
mapa que se segue:
39
AA
Dentro da questão que envolve a relação entre israe-
lenses e palestinos, está a estruturação da Autoridade
Palestina. Ultimamente sua atuação vem mudando, como
se pode observar no texto abaixo:
Uma série de acontecimentos recentes voltou a trazer
à luz as cisões internas na liderança palestina. Por um
lado, a Autoridade Palestina parece estar em posição
mais forte, graças aos êxitos por ela alcançados no
processo de construção de um Estado e nas esferas
econômicas e de segurança. Além disso, o desempenho
de Mahmoud Abbas nas Nações Unidas, em setembro
de 2011, apoiado pelos esforços diplomáticos da
ENEM/2012
– 17

A respeito dos fluxos observados no mapa, são feitas as

seguintes assertivas:

I. (1) representa o fluxo de nordestinos que fundaram Manaus.

II. (2) representa o fluxo do grupo responsável pela conquista da Região Centro-Oeste, tomada dos espanhóis no século XVII.

III. (3) representa o maior de todos os fluxos e refere-se ao grupo de nordestinos que veio ao Sudeste, principalmente ao estado de São Paulo, para atuar em atividades industriais.

IV. (4) representa pequeno fluxo formado no século XVI e refere-se ao grupo que se voltou para a criação de animais de transportes, como os asininos.

Está(ão) correta(s) apenas:

a)

I e II.

b) II e III.

c) III e IV.

d)

III.

e) II e IV.

Resolução

Em I, os migrantes nordestinos que se destinaram para a Amazônia atuaram na extração da borracha (séculos XIX e XX), trabalharam na Zona Franca de Manaus (a partir de 1970), extraíram minérios no Pará (década de 1980) ou se estabeleceram como colonizadores. Em II, o grupo com destino ao Centro-Oeste ajudou a desbravar o território e a construir Bra- sília (década de 1950). Em IV, o grupo de nordestinos destinou-se às atividades agrícolas no interior (plantio de café nas décadas de 1930 e 1940).

41

interior (plantio de café nas décadas de 1930 e 1940). 41 B B Na charge abaixo,

BB

Na charge abaixo, um velhinho de cartola com os

símbolos da bandeira dos EUA corre de um dragão, dando

a impressão de que seria devorado, mas, no momento seguinte, é por ele ultrapassado.

mas, no momento seguinte, é por ele ultrapassado. ( Foreign Affairs , v. 90, n. 5,

(Foreign Affairs, v. 90, n. 5, set./out. 2011.)

Levando em consideração que o velhinho (o Tio Sam) re- presenta os EUA e o dragão, a China, podemos concluir

que

a) o PIB dos EUA foi ultrapassado pelo da China.

b) os EUA não conseguem mais se equiparar ao dina- mismo da economia chinesa e devem se esforçar para alcançá-la.

c) a China absorveu totalmente a economia dos EUA.

d) a China tem medo de perder para os EUA seu poderio econômico, recém-alcançado; por isso, esforça-se para ultrapassá-los.

e) a China não pode alcançar o poderio econômico dos EUA por utilizar um sistema econômico baseado no socialismo.

Resolução

A recente crise econômica por que passam os EUA e o pujante

comportamento da economia chinesa fazem os norte-america- nos temerem pela perda da liderança para a China. A charge deixa claro que os EUA – o Tio Sam – assustam-se quando a China os ultrapassa e se veem obrigados a correr atrás.

42

China os ultrapassa e se veem obrigados a correr atrás. 42 C C Nos EUA, muitos

CC

Nos EUA, muitos analistas considerados “falcões”, isto é, linhas-duras advogam a ideia de que o país deve, de acordo com a charge mostrada,

ideia de que o país deve, de acordo com a charge mostrada, ( Foreign Affairs ,

(Foreign Affairs, v. 91, n. 1, jan./fev. 2012.)

a) persuadir o Irã, de forma diplomática, a desistir do enriquecimento de urânio.

b) incentivar o Irã a construir usinas nucleares, levando em consideração que o petróleo do país está com suas reservas esgotadas.

c) atacar o Irã, antes que o país desenvolva tecnologia militar nuclear e se torne uma ameaça internacional.

d) desenvolver seu programa nuclear conjuntamente com os EUA.

e) oferecer sua tecnologia de enriquecimento de urânio a todos os países do Golfo Pérsico.

Resolução

A

gravura mostra o mapa do Irã sob uma mira telescópica (isto

é,

um alvo militar), apontada para as usinas nucleares que o Irã

pretende construir utilizando urânio enriquecido com tecnologia

própria. Os EUA acreditam que esse enriquecimento servirá para produzir artefatos militares nucleares e os pensadores linhas-duras norte-americanos sugerem que os EUA desenca- deiem um ataque preventivo para que essa produção de arma- mentos não se concretize.

18 –

EUA desenca- deiem um ataque preventivo para que essa produção de arma - mentos não se

ENEM/2012

43

43 A A A ação dos agentes do relevo deu origem, no Brasil, a um relevo

AA

A ação dos agentes do relevo deu origem, no Brasil, a um

relevo intensamente diversificado. A seguir, encontra-se

o relevo do estado de São Paulo (semelhante ao do estado do Paraná):

estado de São Paulo (semelhante ao do estado do Paraná): Analisando-se e comparando-se as duas ilustrações
estado de São Paulo (semelhante ao do estado do Paraná): Analisando-se e comparando-se as duas ilustrações

Analisando-se e comparando-se as duas ilustrações refe-

rentes ao estado de São Paulo, é possível afirmar que a ci- dade de São Paulo estaria localizada aproximadamente em:

a) (I)

Resolução

Em I, observam-se as planícies sedimentares que ficam ao final do conjunto de ondulações conhecidas como “Mares de Mor- ros” (a leste na figura) ao longo de um vale fluvial consequente, como o Rio Tietê.

b) (B)

c) (C)

d) (A)

e) (II)

44

como o Rio Tietê. b) (B) c) (C) d) (A) e) (II) 44 E E Entre

EE

Entre as técnicas cartográficas, destaca-se a projeção co- mo sendo de fundamental importância para a confecção das cartas. Ela permite desenhar num plano formas tridi- mensionais, ou seja, a superfície da Terra. Os dois mapas que se seguem apresentam, respectivamente, uma projeção plana azimutal e uma projeção estereográfica oblíqua.

plana azimutal e uma projeção estereográfica oblíqua. (V. Rafaelle Bochicchio. Manual de Cartografia , Ed.
plana azimutal e uma projeção estereográfica oblíqua. (V. Rafaelle Bochicchio. Manual de Cartografia , Ed.
plana azimutal e uma projeção estereográfica oblíqua. (V. Rafaelle Bochicchio. Manual de Cartografia , Ed.

(V. Rafaelle Bochicchio. Manual de Cartografia, Ed. Atual.)

Comparando-as, pode-se afirmar que

a) é impossível visualizar a América do Sul, mesmo que parcialmente.

b) todos os pontos da Terra desenhados nesse tipo de projeção são representados distorcidamente.

c) é impossível representar o espaço terrestre nesses tipos de projeção.

d) essas projeções reduzem exageradamente a região ártica, tornando impossível seu reconhecimento.

e) se trata de boas projeções para visualizar as áreas do Hemisfério Norte.

Resolução

Tomando-se como ponto de partida o polo norte da Terra (onde foi projetado o azimute), desenhou-se o restante do planeta, evi- denciando, principalmente, o Hemisfério Norte. A área em torno do ponto (o azimute) possui o menor nível de distorção, tornando a região ártica a menos distorcida. A partir do momento em que se distancia desse ponto, as distorções começam a se avolumar.

45

desse ponto, as distorções começam a se avolumar. 45 E E Sabe-se que, num passado pré-histórico

EE

Sabe-se que, num passado pré-histórico distante – cerca de 500 milhões de anos atrás, na Era Paleozoica –, os continentes estavam agrupados, formando uma única massa continental. Forças endógenas tectônicas come- çaram a separar os continentes, dando, lentamente, origem aos atuais.

os continentes, dando, lentamente, origem aos atuais. Com base nesse mapa, que mostra o agrupamento que

Com base nesse mapa, que mostra o agrupamento que

ocorria naquela era, assinale a alternativa correta sobre o resultado do processo de separação.

a) (1) deu origem à América do Norte e do Sul.

b) (2) deu origem à África, Austrália e Ásia.

c) (1) deu origem à Euro-Ásia e à África.

d) (2) deu origem à América Central e à Antártida.

e) (1) deu origem à América do Sul e à África.

Resolução

O supercontinente (1) era a Gondwana, que, ao se desmembrar, deu origem à América do Sul, África, Antártida, Austrália e subcontinente indiano. (2), a Laurásia, deu origem à América do Norte, Ásia e Europa.

ENEM/2012

Austrália e subcontinente indiano. (2), a Laurásia, deu origem à América do Norte, Ásia e Europa.

– 19

Ciências da Natureza e suas Tecnologias

Questões de 46 a 90

Ciências da Natureza e suas Tecnologias Questões de 46 a 90

46

da Natureza e suas Tecnologias Questões de 46 a 90 46 A A A Química é

AA

A Química é uma ciência que estuda fundamentalmente

a composição, as propriedades e as transformações das substâncias químicas, das misturas e dos materiais formados por essas substâncias. Para identificá-las, os químicos utilizam um conjunto de propriedades especí- ficas com objetivo de diferenciá-las experimentalmente de uma mistura.

de diferenciá-las experimentalmente de uma mistura. O gráfico representa a curva de aquecimento de uma

O gráfico representa a curva de aquecimento de uma

determinada amostra de material sólido em função do

tempo.

Uma análise dessas informações e da curva de aque- cimento dessa amostra de material permite afirmar:

a) A amostra do material analisado é uma mistura eutética.

b) A partir do ponto A, representado no gráfico, forma-se uma substância pura na fase líquida.

c) O material analisado, ao atingir 193°C, se transforma completamente em líquido.

d) A curva representa o comportamento de uma subs- tância pura sólida durante o aquecimento.

e) As propriedades específicas utilizadas para identifi- cação das substâncias químicas dependem da quanti- dade da amostra utilizada.

Resolução

A amostra do material analisado é uma mistura eutética, pois apresenta ponto de fusão constante (193°C) e ponto de ebulição variável.

47

constante (193°C) e ponto de ebulição variável. 47 C C INSTRUÇÃO: Para responder a esta questão,

CC

INSTRUÇÃO: Para responder a esta questão, associe a Coluna A, que apresenta tipos de materiais e seu tempo de degradação no ambiente, com a Coluna B, que apresenta possíveis destinações do lixo, numerando os parênteses.

Coluna A

1. vidro – mais de 10 000 anos

2. lata de alumínio – mais de 1000 anos

3. matéria orgânica doméstica – 2 a 12 meses

4. material orgânico em lixo hospitalar – 2 a 12 meses

Coluna B

(

) aterro sanitário

(

) incineração

(

) reciclagem

(

) reutilização

Efetuando a correta associação entre os materiais e o

melhor tratamento a ser dado a eles, obtém-se, de cima para baixo, a sequência

a)

1 – 2 – 3 – 4

b) 2 – 4 – 3 – 1

c)

3 – 4 – 2 – 1

d) 4 – 3 – 1 – 2

e)

4 – 2 – 3 – 1

Resolução

Aterro sanitário: matéria orgânica doméstica – 2 a 12 meses. Incineração: material orgânico em lixo hospitalar – 2 a 12 meses. Reciclagem: lata de alumínio – mais de 1 000 anos. Reutilização: vidro – mais de 10 000 anos.

48

000 anos. Reutilização: vidro – mais de 10 000 anos. 48 B B A afinidade eletrônica

BB

A afinidade eletrônica é a variação de energia que ocorre quando um elétron é adicionado a um átomo gasoso. Para muitos átomos, a energia é liberada durante esse pro- cesso; entretanto, para outros a energia é absorvida, co- mo mostram as equações químicas I e II, que representam as afinidades eletrônicas do cloro e do argônio.

ΔE = – 349,0 kJ/mol

I. Cl (g) + e ⎯→ Cl (g)

[Ne] 3s 2 3p 6

II. Ar (g) + e ⎯→ Ar (g)

[Ne] 3s 2 3p 6 4s 1

ΔE = + 39,0 kJ/mol

Átomo

Afinidade eletrônica (kJ/mol)

Lítio

– 60,0

Neônio

 

> 0,0

Magnésio

 

> 0,0

Cloro

– 349,0

Cálcio

 

– 2,0

Rubídio

47,0

A

partir da análise dessas informações e dos dados da

Contagem das moléculas em anos:

 

tabela, é correto afirmar:

a) A configuração eletrônica de Ar (g) indica que esse ânion é mais estável que o átomo de argônio gasoso, de configuração eletrônica representada por [Ne] 3s 2 3p 6 .

3,2 . 10 7 s ––––––––– 1 ano 0,135 . 10 20 s ––––––––– t

t

= 0,042 . 10 13 anos

 

b) O ânion Mg (g), de configuração eletrônica repre-

Contagem das moléculas usando 5 bilhões de habitantes:

0,042 . 10 13 anos

 

––––––––––––––––

= 84 anos/total de habitantes.

 

sentada por [Ne] 3s 2 3p 1 , é menos estável que o ânion

 

5 . 10 9 hab

 

Ca (g), de configuração eletrônica representada por [Ar] 4s 2 3d 1 .

c) A estabilidade dos ânions gasosos dos elementos químicos do grupo periódico 1 aumenta com o au- mento do número atômico.

1987 + 84 = 2071

 

50

50 D D

DD

d) O composto iônico Li + Ne (g) é mais estável que o composto Li + Cl (g).

e) O ânion Cl (g) é menos estável que o ânion Rb (g).

A

sociedade moderna emprega enormes quantidades de

combustíveis como fonte de energia, o que tem dado origem a diversos problemas ambientais, entre eles a

Resolução

 

chuva ácida. Além disso, o aumento da concentração de dióxido de carbono na atmosfera é motivo de preocupa- ção, pois esse gás tem sido reiteradamente apontado como um dos responsáveis pelo aquecimento global. O calor de combustão do carbono é dado pela equação

Quanto maior a energia liberada, mais estável é o ânion formado.

Ca

< Rb < Li < Cl

 

O

composto iônico Li + Cl é mais estável que o composto

Li

+ Ne , pois Cl é mais estável que Ne .

 

O Ar (g) é mais estável que o íon Ar (g), pois o ΔE > 0

 

química:

 

(E final > E inicial )

 

C

(s) +

O 2 (g)

CO 2 (g)

ΔH = – 94,5 kcal/mol

O

ânion Ca é mais

estável que o

ânion

Mg ,

pois

a

sua

Queimando 20 g de um carvão (carbono impuro), obteve-se desprendimento de 142 kcal. Admitindo que as impurezas não sofrem combustão, a porcentagem aproximada de impurezas desse carvão é:

formação é exotérmica.

 

49

49 D D

DD

O

volume molar de um gás nas CNTP é 22,4 L/mol. Ima-

Dado: Massa molar do carbono = 12 g/mol

 

gine que fosse possível uma pessoa pegar nas mãos as moléculas presentes em um cubo de 1,0 cm 3 de gás nas CNTP e contá-las, uma a uma, na razão de 2 moléculas por segundo.

a)

90%

b) 50%

c) 18%

d) 10%

e) 2%

Resolução

 

12

g ––––––––– 94,5 kcal

 

x

––––––––– 142 kcal

Em 1987, a população mundial atingiu a marca de 5 bi- lhões de habitantes. Caso todos esses habitantes se tivessem juntado naquele ano para iniciar essa contagem de moléculas de gás, sem parar, a tarefa só seria concluída, aproximadamente, na década de

x

= 18 g (C) e 2 g (impurezas)

 

g ––––––– 100% 2 g ––––––– y

20

 

y

= 10%

 

Dados:

CNTP = condições normais de temperatura e pressão (0°C e 1 atm)

51

Dados : CNTP = condições normais de temperatura e pressão (0°C e 1 atm) 51  
 

1 ano 3,2 . 10 7 s

 

EE

N = 6,02 . 10 23 mol 1 .

No ano de 2011, houve uma erupção de grandes pro- porções no Chile, envolvendo o vulcão Puyehue. Entre as substâncias lançadas na atmosfera durante erupções vulcânicas, encontram-se, principalmente, a sílica (SiO 2 ),

gás carbônico, a água e o gás denominado anidrido sulfuroso, cuja fórmula é SO 2 .

o

a)

2020.

b) 2030.

c) 2050.

 

d)

2070.

e) 2100.

Resolução

Cálculo do número de moléculas contidas no cubo (10 3 L):

 

22,4 L ––––––––––– 6 . 10 23 moléculas 10 3 L ––––––––––– x

 

Com base nessas informações, é correto afirmar que

x

= 0,27 . 10 20 moléculas

Contagem das moléculas em segundos (1 habitante):

2 moléculas –––––––– 1 s 0,27 . 10 20 moléculas –––––––– y

 

a) o gás carbônico e o anidrido sulfuroso são, respectiva- mente, o monóxido de carbono e o dióxido de enxofre.

b) todas as substâncias mencionadas são óxidos, com exceção da água, que é um peróxido.

c) a sílica, em solução aquosa, origina uma base, enquanto o anidrido sulfuroso origina um ácido.

y

= 0,135 . 10 20 s

 

ENEM/2012

uma base, enquanto o anidrido sulfuroso origina um ácido. y = 0,135 . 10 2 0

– 21

d) o gás carbônico e a sílica são também denominados, respectivamente, de peróxido de carbono e dióxido de silício.

e) o anidrido sulfuroso e o dióxido de carbono são óxidos ácidos, porém somente o anidrido sulfuroso é o principal responsável pelo fenômeno da chuva ácida.

Resolução

H 2 O

+

CO 2

óxido

ácido

H 2 CO 3 ácido fraco

Ocorre naturalmente na chuva.

SO 2

óxido ácido

H 2 SO 4 ácido forte

A presença dos SO x causa a chuva ácida.

H 2 O + SO 3

+

1/2 O 2 SO 3

52

CC C

(USF) – A Química Orgânica é uma ramificação da disciplina de Química que domina boa parte da comu- nidade científica especializada, pois é o braço desta ciência que estuda compostos como os plásticos e medicamentos. Os compostos apresentados a seguir foram sintetizados pela primeira vez no ano de 2003 em um laboratório de pesquisa. Para surpresa dos pes- quisadores, as estruturas se assemelhavam muito à forma humana e, em virtude disso, receberam nomes, não oficiais, de nanogaroto e nanobailarino. O prefixo nano está relacionado ao fato de suas distâncias longitudinais estarem na escala nanométrica (10 9 m).

estarem na escala nanométrica (10 – 9 m). Considere as seguintes afirmações a respeito desses

Considere as seguintes afirmações a respeito desses

compostos.

I. As duas estruturas apresentadas possuem dois anéis aromáticos.

II. Em cada um dos compostos, a suposta cabeça é representada por um anel heterocíclico que apresenta a função orgânica éter.

III. Os compostos apresentados nas figuras são varie- dades alotrópicas do elemento químico carbono.

Entre as afirmações realizadas, estão corretas

a)

c)

e)

Resolução

apenas I.

apenas I e II.

b) apenas II.

d) apenas I e III.

I, II e III.

I. Correta.
I. Correta.

II. Correta.

I e III. I, II e III. I. Correta. I I . Correta . III. Errada

III. Errada.

O nanogaroto e o nanobailarino são substâncias compostas.

53

nanogaroto e o nanobailarino são substâncias compostas. 53 E E Muitas pessoas têm curiosidade de saber

EE

Muitas pessoas têm curiosidade de saber como os fabricantes de alimentos e bebidas determinam o teor energético de seus produtos. O organismo humano aproveita como fonte de energia carboidratos, proteínas, lipídios e etanol. Essa energia é liberada por meio de reações de oxidação realizadas no interior das células. A tabela abaixo apresenta a energia produzida por grama dessas substâncias.

a energia produzida por grama dessas substâncias. Tabela de teor energético de constituintes alimentares

Tabela de teor energético de constituintes alimentares

Substância

Energia liberada (kcal/g)

Carboidratos

4,0

Proteínas

4,0

Etanol

7,0

Lipídios

9,0

A análise das informações permite concluir que

a) o ΔH de oxidação das substâncias consideradas é po- sitivo, pois nesse processo ocorre liberação de energia.

b) a oxidação de um mol de um carboidrato libera a mes- ma energia que a oxidação de um mol de uma proteína.

c) uma porção de 100 g de abacate, rico em gorduras, que fornece ao organismo 160 kcal, tem pelo menos 40 g de carboidratos.

d) o trilaurato de glicerila (C 39 H 80 O 6 ), que é um com- ponente majoritário do óleo de coco, é capaz de fornecer mais de 10 000 kcal por mol oxidado.

e) um refresco de vinho contendo um mol de um car- boidrato C 6 H 12 O 6 e dois mols de etanol tem conteúdo energético de mais de 1000 kcal.

Dados: Massas molares em g/mol: C 6 H 12 O 6 : 180

C 2 H 6 O (etanol): 46

C 39 H 80 O 6 (lipídio): 644

22 –

H 1 2 O 6 : 180 C 2 H 6 O (etanol): 46 C 3

ENEM/2012

Resolução

Resolução

 

ΔH oxidação < 0, processo exotérmico.

 

Todos os ácidos são saturados, pois apresentam a fórmula geral C n H 2n+1 COOH. Quanto maior a cadeia, maior a temperatura de fusão.

Refresco de vinho:

 

Carboidrato:

1g ––––––––– 4 kcal 180 g ––––––––– x x = 720 kcal

 

C 8 H 16 O 2 AG1 (caprílico)

C 10 H 20 O 2 AG2 (cáprico)

 

C 12 H 24 O 2 AG3 (láurico)

2 mols de etanol:

 

C 14 H 28 O 2 AG4 (mirístico)

 

1g ––––––– 7 kcal 92 g ––––––– y y = 644 kcal

C 16 H 32 O 2 AG5 (palmítico)

Total: 1 364 kcal

 

55

Total: 1 364 kcal   55 E E

EE

Óleo de coco:

Em testes realizados por alunos com amostras numera- das de cloreto de sódio, naftaleno e sacarose, observou-se o que se segue:

• Os sólidos foram misturados com água, em recipientes separados, e verificou-se que o de número 2 não se dissolveu.

1 g ––––––– 9 kcal 644 g ––––––– x x = 5 796 kcal

 

Oxidação de 1 mol de carboidrato: 720 kcal Oxidação de 1 mol de proteína 720 kcal Em 100 g de abacate, não podemos concluir que 40 g é de carboidrato. Faltou a porcentagem do carboidrato no abacate.

• As duas soluções obtidas foram testadas em relação à condutibilidade elétrica, e apenas a obtida pela dis- solução do sólido número 3 resultou condutora.

54

54

CC

 

Os resultados permitem concluir que os sólidos 1, 2 e 3 são, respectivamente,

A identificação dos ácidos graxos (AG) presentes na gordura de coco por cromatografia gasosa revelou que 52% da fração lipídica do leite de coco é constituída pelo ácido láurico C 12 H 24 O 2 . Além dele, ocorrem os ácidos cáprico – C 10 H 20 O 2 , caprílico – C 8 H 16 O 2 , mirístico – C 14 H 28 O 2 e palmítico – C 16 H 32 O 2 . As temperaturas de fusão desses ácidos graxos estão anotadas no gráfico seguinte:

a) naftaleno, cloreto de sódio e sacarose.

b) naftaleno, sacarose e cloreto de sódio.

c) cloreto de sódio, naftaleno e sacarose.

d) sacarose, cloreto de sódio e sacarose.

e) sacarose, naftaleno e cloreto de sódio.

Resolução

 

O

naftaleno é um hidrocarboneto aromático, portanto é um

 

composto apolar insolúvel na água (composto polar).

  Naftaleno: número 2
 

Naftaleno: número 2

A

solução aquosa de NaCl é condutora de eletricidade, pois

apresenta íons livres (Na + e Cl ) dispersos na água. Cloreto de sódio: número 3 A solução aquosa de sacarose não é condutora de eletricidade,

pois as partículas dispersas na água são moléculas de sacarose (partículas neutras).

 

Sacarose: número 1

56

56 A A

AA

Leia o texto abaixo.

 

Traquinagens etílicas

Análises de átomos de carbono flagram adulterações

 
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas
  no processo de fabricação de bebidas alcoólicas

no processo de fabricação de bebidas alcoólicas

Com base nas informações do gráfico e sabendo que os ácidos graxos são todos de cadeia reta, conclui-se que a temperatura de fusão do ácido láurico está representada pela barra de código a) AG1. b) AG2. c) AG3. d) AG4. e) AG5.

Nos últimos cinco anos, pesquisadores brasileiros pas- saram a estudar o grau de adulteração em produtos na- cionais e estrangeiros a partir de análise da quantidade existente, em seu conteúdo, da forma estável mais pesa- da do átomo de carbono, denominada carbono 13 ( 13 6 C),

ENEM/2012

da forma estável mais pesa- da do átomo de carbono, denominada carbono 13 ( 1 3

– 23

muito mais raro do que o leve carbono 12 ( 12 C). A relação entre o número de átomos desses dois tipos de carbono pode denunciar a adoção de alguns procedimentos ilegais. De acordo com os ingredientes usados, cada produto apresenta uma assinatura padrão que reflete a proporção de átomos do escasso carbono 13 em relação aos átomos de carbono 12. Se numa amostra de bebida essa proporção se distancia de sua assinatura padrão, é sinal de que o produto foi alvo de alguma adulteração.

6

(Pivetta Marcos. “Traquinagens etílicas”. Revista Pesquisa FAPESP.)

O teste descrito no texto se baseia na propriedade dos

átomos de carbono conhecida como

a)

isotopia.

b) isomeria.

c) isotonia.

d)

isobaria.

e) alotropia.

Resolução

O átomo de 13 6 C e o átomo de 12 C possuem o mesmo número atômico (6), fenômeno esse denominado de isotopia.

6

57

atômico (6), fenômeno esse denominado de isotopia. 6 57 B B Embora as variações de entalpia

BB

Embora as variações de entalpia tenham sido medidas e organizadas em tabelas, é possível calcular a variação de entalpia de reação, ΔH, para uma reação a partir de valores de variação de entalpia tabelados. Assim, não é necessário fazer medições calorimétricas para todas as reações químicas. Dessa forma, o cálculo da variação de entalpia para a equação química que representa a reação entre o óxido de nitrogênio (II), NO (g), com o oxigênio atômico, O • (g), pode ser feito com base nas variações de entalpia das equações termoquímicas.

I.

NO (g) + O 3 (g) NO