P. 1
Prova Unb Matematica

Prova Unb Matematica

|Views: 1.133|Likes:
Publicado porFabio Castro

More info:

Published by: Fabio Castro on Jul 01, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOC, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/19/2013

pdf

text

original

Colégio Objetivo

9

MATEMÁTICA
Texto 1 – questões 1 e 2 A figura abaixo ilustra a variação percentual entre os preços em dólares de um mesmo tipo de sanduíche em 30 países, considerando o preço-base de 2,43 dólares.

resultado foi encontrado respectivamente.

com

os

instrumentos

A

e

B,

Resultado das medições Freq. A B 67° 30' 10'' 1 1 67° 30' 12'' 1 1 67° 30' 13'' 2 2 67° 30' 14'' 4 3 67° 30' 15'' 4 6 67° 30' 16'' 3 2 67° 30' 17'' 2 2 67° 30' 18'' 3 3

Com base nessas informações, julgue os itens que se seguem. (1) A média da série dos resultados das medições feitas com o instrumento A é menor que 67° 30' 14''. (2) As séries dos resultados das medições feitas com os instrumentos A e B têm o mesmo desvio-padrão. (3) A moda e a média da série dos resultados das medições feitas com o instrumento B são iguais. (4) A mediana da série dos resultados das medições feitas com o instrumento B é maior que a da série dos resultados das medições feitas com o instrumento A. Item Certo: (3) Itens Errados: (1), (2) e (4) Resolução: (1) O item é errado pois a maior parte dos resultados obtidos pelo instrumento A foi maior do que 67°30'14'', logo a média da distribuição será superior a tal valor. (2) Os desvios são diferentes, pois, a série B tem maior concentração em 67°30'15'' e a série A apresenta uma dispersão maior com as freqüências dos valores 67°30'14'' e 67°30'16'' maiores do que as respectivas freqüências da série B. (4) 67°30'15'' é nessa classe que se encontra a mediana de cada uma das distribuições.
QUESTÃO 4

QUESTÃO 1

Com base nas informações do texto I, julgue os itens abaixo. (1) Os dados apresentados permitem concluir que a quantidade do sanduíche consumida no Japão é igual à quantidade desse sanduíche consumido na Espanha. (2) O preço do sanduíche na Suíça é inferior a 3,85 dólares. (3) Com o montante que se paga por um sanduíche no Japão, é possível comprar dois na China. (4) No Brasil, para que o sanduíche passasse a custar o mesmo que no Japão, ele deveria ter o seu preço aumentado em exatamente 30%. Item Certo: (3) Itens Errados: (1), (2) e (4) Resolução: (1) Os dados apresentados permitem concluir que o preço do sanduíche consumido no Japão é igual ao preço desse sanduíche consumido na Espanha, o que não significa que a quantidade de sanduíches consumidos é a mesma. (2) O preço do sanduíche na Suíça é mais de 60% superior ao preço-base de 2,43 dólares, como 2,43 . 1,6 = 3,89 > 3,85 dólares, o item é falso. (4) O preço do sanduíche no Brasil é 2,43 . 0,7 = 1,70 dólares. Aumentando esse preço em 30% temos 1,70 . 1,3 = 2,21 dólares.

A massa crua com que é fabricado um certo tipo de pão é composta de 40% de água, 58% de farinha e 2% de sal e fermento. Enquanto é assada, 67% da água contida na massa crua evapora, sendo esta a única substância perdida nesse processo. Nessas condições, calcule, em gramas, a massa crua de pão necessária para obter-se um pão assado de 35 g. Despreze a parte fracionária de seu resultado, caso exista. Resposta: 47 Resolução: 67% da água evapora, logo são perdidos 0,67 . 0,40 da massa, ou seja 0,268 desta. Restam, portanto, na massa cozida (M) 0,732 da massa crua (m). logo: M = 0,732 . m para M = 35 g, temos: 35 = 0,732 m ⇒ m = 47,81 g
QUESTÃO 5

Em uma região completamente plana, um barco, considerado aqui como um ponto material, envia sinais de socorro que são recebidos por duas estações de rádio, B e C, distantes entre si de 80 km. A semi-reta de origem B e que contém C forma, com a direção QUESTÃO 2 Sul-Norte, um ângulo de 45° no sentido Noroeste. Os sinais chegam A partir das informações do texto I, julgue os itens seguintes. (1) Se, em vez de comparar os preços do sanduíche em dólares, em linha reta à estação B, formando um ângulo de 45° com a essa comparação fosse feita em reais em todos os 30 países, o direção Sul-Norte no sentido Nordeste. A partir dessas informações gráfico correspondente à variação em porcentagem desses novos e com o auxilio da rosa-dos-ventos, localize no plano abaixo as posições do barco e das duas estações de rádio. preços não se modificaria. (2) Se o preço do sanduíche, em cada um dos 30 países mencionados, assim como o preço-base nos Estados Unidos da América (EUA), fosse reduzido em 10% do seu valor em dólares, então o gráfico correspondente à variação em porcentagem dos novos preços seria o mesmo apresentado no texto I. (3) Se o preço do sanduíche em cada um dos 30 países mencionados, assim como o preço-base nos EUA, sofresse um aumento Sabendo que a estação mais próxima dista 310 km do barco, de 50 centavos de dólar, então o gráfico correspondente à calcule, em dezenas de quilômetros, a distância do barco à variação em porcentagem dos novos preços seria o mesmo outra estação. Desconsidere a parte fracionária de seu resultado, caso exista. apresentado no texto I. (4) A situação apresentada no texto só ocorreu devido à C globalização da economia, que, vencendo a guerra fria, só não Resposta: 32 N Resolução: conseguiu manifestar-se nos países socialistas do Leste 4 5 EB = 310 europeu e da Ásia. O L B BC = 80 N EC2 = EB2 + BC2 Itens Certos: (1) e (2) S Itens Errados: (3) e (4) EC = 3102 + 802 Resolução: (3) Um aumento nominal de 50 centavos de dólar no preço não EC = 320,15 Km EC acarreta um aumento percentual igual. = 32015 , E 4 5 O L (4) As informações do texto I não permitem concluir o que se 10 afirma no item.
o o

S

QUESTÃO 3

Utilizando dois instrumentos distintos, A e B, foi feita, com cada um deles, uma série de vinte medições de um mesmo ângulo, e os resultados obtidos estão listados na tabela abaixo, em que freqüência A e freqüência B indicam a quantidade de vezes que o

QUESTÃO 6

Suponha que um edifício de 10 andares comporte, por andar, 1 apartamento de 100 m2, 2 apartamentos de 60 m2 e 1 apartamento de 30 m2. Nesse edifício, a despesa mensal do condomínio é

31

0

repartida proporcionalmente à área de cada apartamento. Para uma despesa mensal total de R$ 4.750,00, representam-se por x, y e z as frações da mesma correspondentes a cada apartamento de 100 m2, 60 m2 e 30 m2, respectivamente. Nessas condições, calcule, em reais, o valor de z, desconsiderando os centavos de real de seu resultado, caso existam. Resposta: 57 Resolução: ÁREA DE CADA APTO 100 m2 60 m2 30 m2

NÚMERO DE APTOS 10 20 10

ÁREA TOTAL (m2) 1000 1200 300

10

Colégio Objetivo

R$ 4750,00 z

2500 m2 30 . 4750 = R$ 57,00 30 m2 ⇒ z = 2500 As questões relativas ao rolamento de uma circunferência dentro ou fora de uma outra circunferência são de extrema importância em Mecânica. Exemplos claros desse fato são os rolamentos e as engrenagens. A partir dessa motivação, considere uma circunferência de centro em O e raio a dentro da qual rola, sem deslizar, uma circunferência de centro em C e raio b, b < a, conforme ilustra a figura acima para certos valores de a e b. As expressões ϕ X( ϕ ) = (a – b) cos ϕ + bcos[(a – b) ] b ϕ Y( ϕ ) = (a – b) sen ϕ – bsen[(a – b) ], b das coordenadas de um ponto P sobre a circunferência menor, descrevem o movimento desse ponto, em que ϕ , medido em radianos, é o arco orientado no sentido anti-horário, determinado pelo semi-eixo OX e o segmento OC. A curva descrita pelo ponto P, tracejada na figura, é chamada de hipociclóide. Com base nessas informações, julgue os itens seguintes. (1) Se o raio da circunferência menor for igual à metade do raio da circunferência maior, então P se deslocará sobre o eixo OX, isto é, a hipociclóide corresponderá a um segmento de reta. (2) As coordenadas do centro C da circunferência menor são dadas pelos primeiros termos das expressões de X( ϕ ) e Y( ϕ ), isto é, C = ((a – b) cos ϕ, (a – b) sen ϕ). a−b (3) Se for um número racional, então existe um arco ϕ ≠ 0 b correspondente ao qual o ponto P assume a mesma ϕ = 0. posição que para a (4) Se b = , quando ϕ varia no intervalo [0, 2π], o ponto P toca a 4 circunferência maior exatamente 5 vezes. a (5) Se b = , então X( ϕ ) = a cos3 ϕ e Y( ϕ ) = a sen3 ϕ . 4 Itens Certos: (1), (2), (3), (4) e (5) Itens Errados: nenhum
QUESTÃO 10

QUESTÃO 7

Sabendo que é possível calcular a área de um triângulo ABC utilizando-se somente o perímetro, p, do triângulo e o raio, r, do seu círculo inscrito de centro 0, julgue os itens abaixo. (1) Se D é o ponto de interseção entre o círculo inscrito e o lado AB, então o ângulo ODB é reto. (2) A área do triângulo OAB é igual a 2πra, em que a é a medida do lado AB. p (3) A área do triângulo ABC é igual a r . 2 Itens Certos: (1) e (3) Item Errado: (2) Resolução: (2)
r

a

Sendo S a área do triângulo OAB, temos: b⋅ h a⋅r = S= 2 2
QUESTÃO 8

Em uma pesquisa realizada com um grupo de 100 turistas, constatou-se que 42 falam inglês, 12 falam inglês e italiano, 18 falam espanhol e inglês e 16 falam espanhol e italiano. O número de turistas que falam espanhol é, precisamente, 50% maior que o número daqueles que falam italiano. Com base nessas informações, julgue os itens a seguir. 2 (1) O número de turistas que falam italiano é igual a do número 3 dos que falam espanhol. (2) Se 9 dos turistas consultados falam as três línguas, espanhol, inglês e italiano, enquanto 5 deles não falam nenhuma dessas línguas, então, mais da metade dos turistas falam espanhol. (3) Se 9 dos turistas consultados falam as três línguas, espanhol, inglês e italiano, enquanto 5 deles não falam nenhuma dessas línguas, então, exatamente 24 desses turistas falam apenas inglês. (4) Se todos os turistas falam pelo menos uma das três línguas, então, escolhendo-se aleatoriamente um dos turistas, a chance de ele falar italiano será maior que 30%. Itens Certos: (1), (2) e (4) Item Errado: (3) Resolução: (3) Considerando que x turistas falam as três línguas e fazendo a diagramação segundo o texton temos: I t a l i a n o I g lê s

A figura abaixo ilustra, em determinado instante, a posição de dois segmentos, AB e AD quaisquer, que giram em torno de A com a mesma velocidade angular ω ≠ 0, porém em sentidos opostos, sendo que AD gira em sentido horário. Durante o movimento, os comprimentos dos segmentos AB e AD não variam. A figura tracejada mostra a posição dos segmentos em um instante diferente desse. Quando A, B e D não estão alinhados, um ponto C é determinado de modo que ABCD seja um paralelogramo; caso A, B e D estejam alinhados, o paralelogramo degenera-se em um segmento de reta.

1 2

+

x 1 2 x

-

x

y

1 8

-

x

1 6

-

x

z E s p a n h o l

Sendo x = 9, então 21 turistas falam somente a língua inglesa.
QUESTÃO 9

Admitindo que o plano do paralelogramo seja o plano complexo e supondo que o vértice A coincida com a origem desse plano e que o vértice C corresponda ao número complexo x + iy, julgue os itens abaixo. (1) Se, em um dado instante do movimento, ABCD for um losango, então é correto concluir que os comprimentos dos segmentos AD e AB são iguais e que a trajetória do ponto C é um segmento de reta. (2) Se, no instante inicial t = 0, o vértice B coincidir com o número complexo z = 1 + i, então, em um instante arbitrário t, a posição desse vértice coincidirá com o número complexo w = cosωt – senωt + i (senωt + cosωt). (3) Se, em um dado instante, os vértices B e D coincidirem com os π π 3 (cos + i sen ) e números complexos 1 – i, 3 3 respectivamente, então, nesse mesmo instante, o vértice C 2− 3 + i. 2 (4) Se, no instante inicial t = 0, os vértices B e D coincidirem com os números complexos z'= b e z = d, respectivamente, em que coincidirá com o número complexo

b e d são números reais e d > b > 0, então, em qualquer instante t, x2 + y2 = (b + d)2. Itens Certos: (1) e (2) Itens Errados: (3) e (4) Resolução:
Colégio Objetivo

(3) B =

3 (cos

π π + i sen )= 3 3

3 (

1 3 + i) = 2 2 1 3 +2 + i 2 2

3 3 + i e 2 2

D = 1 – i com C = B + D logo C =

11

(4) b e d são os módulos de AB e AD e

x

2

+ y 2 é o módulo de AC.

Nos casos em que os vetores AB e AD não estão alinhados o módulo de AC não será igual à soma dos módulos de AB e AD, logo x2 + y2 ≠ b + d.

Para estimar a altura de uma torre em relação ao plano do terreno, um observador pode fazer uso apenas de um pequeno espelho plano e de uma fita métrica, além de conhecimentos básicos de geometria plana e de óptica.

QUESTÃO 11

Uma fonte sonora emite um ruído de intensidade igual a 100 dB. Denota-se por un a intensidade do ruído medida após o mesmo ter atravessado n placas de isolamento acústico. Sabendo que cada placa absorve 10% da intensidade do ruído nela incidente e que u0 = 100 dB, julgue os itens a seguir, admitindo que log103 = 0,477 e log102 = 0,300. (1) A seqüência {un} é uma progressão geométrica de razão igual a – 0,1. (2) As primeiras 5 placas absorvem, pelo menos, 50% da intensidade inicial do ruído. (3) A intensidade do ruído, após atravessar 44 placas, será inferior a 1 dB. Item Certo: (3) Itens Errados: (1) e (2) Resolução: (1) A seqüência {un} é uma P.G. de razão 0,9. (2) Pela P.G. mencionada temos u5 = 100 . 0,95, logo u5 = 59,05 dB, portanto as 5 primeiras placas absorvem menos do que 41% da intensidade inicial.
QUESTÃO 12

De acordo com a figura acima, considere que um observador proceda da seguinte forma: I - coloca o espelho no chão, em um determinado ponto, C, e, afastando-se do pé da torre, desloca-se até um ponto D, do qual, por reflexão no espelho, pode observar nele o topo B da torre; ele mede, então, a distância d de C a D; II - afasta-se mais do pé da torre e coloca o espelho no chão, em uma outra posição, C', sobre a reta determinada por C e D e, novamente, desloca-se do ponto C' até um ponto D', dessa mesma reta, do qual pode observar no espelho o topo B da torre, pelo mesmo procedimento anterior; ele mede, então, a distância d', de C' a D', e a distância k, de C a C'; III - calcula a altura H da torre, usando seus conhecimentos matemáticos. Com base nessas informações, considerando que os pontos B, C, D, E, C', D' e E' estão em um plano perpendicular ao plano do terreno e representando por h a altura dos olhos do observador, medida a partir do solo, ou seja, h = DE = D'E', julgue os itens seguintes. d CE = (1) d' C' E' (2) O ângulo CBC' é igual, em valor absoluto, à diferença entre os ângulos C'E'D' e CED. hk (3) H = . d'-d (4) Se o observador tivesse procedido da mesma forma, utilizando um espelho convexo qualquer em vez de um espelho plano, ele teria medido as mesmas distâncias d, d' e k. Itens Certos: (2) e (3) Itens Errados: (1) e (4) Resolução: Considere a figura:

Uma criança entra em um elevador de um edifício no andar térreo. Os botões do painel do elevador estão dispostos como ilustrado na figura a seguir, em que o número zero representa o andar térreo e os números negativos representam os três subsolos do edifício. A criança aperta um botão ao acaso, mas, por ser ainda muito pequena, a probabilidade de ela apertar qualquer botão correspondente a um dos números do conjunto {–3, –2, –1, 0, 1, 2} é o triplo da probabilidade de ela apertar qualquer botão correspondente a um dos números do conjunto {3, 4, 5, 6, 7, 8}, a qual, por sua vez, é o dobro da probabilidade de ela apertar qualquer botão correspondente a um dos números do conjunto {9, 10, 11, 12}.

Nessas condições, julgue os itens que se seguem. (1) A probabilidade de a criança apertar um dos botões correspondentes a um dos números do conjunto {–1, –2, –3} é 1 igual a . 3 (2) A probabilidade de ela apertar o botão correspondente ao 1 número 5 ou o botão correspondente ao número 2 é igual a . 6 (3) A probabilidade de ela apertar o botão correspondente ao 1 número 0 é menor que . 10 Itens Certos: nenhum Itens Errados: (1), (2) e (3) Resolução: Para atender às condições do problema, considere o espaço amostral(S) como sendo a série: (–3; –3; –3; –3; –3; –3; –2; –2; –2; – 2; –2; –2; –1; –1; –1; –1; –1; –1; 0; 0; 0; 0; 0; 0; 1; 1; 1; 1; 1; 1; 2; 2; 2; 2; 2; 2; 3; 3; 4; 4; 5; 5; 6; 6; 7; 7; 8; 8; 9; 10; 11; 12) que representa 52 elementos, logo n(s) = 52 6 6 6 18 9 1 ≠ (1) P(–1) + P(–2) + P(–3) = + + = = . 52 52 52 52 26 3 2 6 8 2 1 ≠ (2) P(5) + P(2) = + = = . 52 52 52 13 6 6 1 ≅ 0,115> (3) P(O) = 52 10
QUESTÃO 13

A

(1) Na figura temos as semelhanças: ∆ABC~∆DEC e ∆ABC'~∆D'E'C'. Os triângulos DEC e D'E'C' não são semelhantes entre si, logo a relação apresentada não é válida. (4) Usando um espelho convexo o observador poderia fazer variar as distâncias d e d', sem variar sua altura h.
QUESTÃO 14

A figura ao lado representa um troféu formado por um tronco de cone maciço, de estanho, de altura h e raios das bases a e b, a < b, apoiando parte de um octaedro regular de cristal. A seção de contato do octaedro com o tronco de cone é um quadrado inscrito na base superior deste, e o vértice superior do octaedro está alinhado, na vertical, com os centros das duas bases do tronco de cone. A distância entre os vértices opostos do octaedro é igual a 2b.

Com base nessas informações e sabendo que o volume de um tronco de cone de altura h e raios das bases iguais a R e r é dado πh(R 2 + Rr + r 2 ) , julgue os itens abaixo. 3 3b (1) Se h = então o volume da parte em estanho do troféu é π igual a b(b2 + ab + a2). (2) O volume da parte de cristal que forma o troféu é igual a por 2(b3 − a3 ) . 3
12

(3) Se h = 2a, então a altura total do troféu é igual a 2b. b (4) Sabendo que, para h = e para todo número real k tal que b π = ka, o volume total V do troféu é dado pela expressão a3(5k3 + k2 + k − 2) , é correto concluir que todas as possíveis 3 raízes reais do polinômio p(x) = 5x3 + x2 + x – 2 são maiores que 1. V= Item Certo: (1) Itens Errados: (2), (3) e (4) Resolução: Itens Certos: (1) e (2) Itens Errados: (3) e (4) Resolução: (3) A deflexão máxima é dada por x3 − 26x2 + 160x 2 = 3600 25 ⇒ x3 – 26x2 + 160x – 288 = 0, dividindo-se o por (x – 18), temos:

Colégio Objetivo

(2) A parte superior do cristal corresponde à pirâmide da figura
3 abaixo, cujo volume é: V = 1 . 2b2. b = 2b ; 3 3 logo o volume de cristal do troféu é maior do

2b3 . Por outro lado, na parte inferior 3 do cristal, temos a figura seguinte: que
b

b b

b

a a

onde se calcula a altura a da pirâmide projetada pela semelhança dos triângulos sombreados. Dessa forma, o volume da pirâmide projetada é do cristal será 2a 3 e o volume do tronco de pirâmide 3

1 – 26 160 – 288 18 , logo (x2 – 8x + 16) . (x – 18) = 0 1–8 16 0 portanto (x – 4)2 . (x – 18) = 0 e obteremos o ponto D distante 4 m do apoio A para a deflexão máxima. (4) A afirmativa apresentada é obviamente verdadeira, no entanto a implicação lógica do comando da questão "Com base nessas informações" inviabiliza o julgamento do que foi afirmado. As informações referem-se à distância x, em metros, logo nada se pode afirmar sobre o peso ou a dilatação da barra. Tipo A COMENTÁRIO SOBRE A PROVA DE MATEMÁTICA
Geometria A Equipe do 28.2% professores: Freitas

3 3 2b3 2a 3 – = 2(b − a ) e o 3 3 3  2b3 3 2a 3  2b = − volume total será dado, então, por: +  3 3  3  

2(2b3 − a 3 ) , que é diferente do valor apresentado. 3 (3) Segundo a figura do item anterior a altura do tronco de pirâmide de cristal é b – a; dessa forma, a altura total do troféu fica sendo b + b – a + h; com h = 2a, temos b + b – a + 2a = 2b + a, logo diferente de 2b, pois a ≠ 0. (4) Para P(x) = 5x3 + x2 + x – 2, temos P(0) = –2 e P(1) = 5. Segundo o Teorema de Bolzano, P(0) . P(1) < 0, logo, pelo menos uma raiz real de P(x) pertence ao intervalo [0;1], logo o item é falso.
QUESTÃO 15

Curso e Colégio Objetivo, composta pelos (Coordenador), Mário (Diretor), Martuscelli, Hildebrando, J. Messias, Aroldo, Urbano, Macedo, F. Cruz, Orimar e Luiz Fernando, considerou esta prova melhor elaborada que a do vestibular anterior pelo grau de Álgebra abrangência dos conteúdos, 60.9% contextualização das questões, precisão nos enunciados e pela adequação ao nível dos vestibulandos, apesar do elevado grau de Trigonometria dificuldade de algumas questões. Acreditamos que, por esse 10,9% motivo, os melhores candidatos serão selecionados e, portanto, parabenizamos o CESPE/UnB pela realização desta. ESTATÍSTICA DA PROVA DE MATEMÁTICA

Tipo B

Geom etria 33,3% Álgebra 66.7%

Uma viga metálica de seção transversal variável está presa nas suas extremidades, A e B, e sofre uma deflexão (medida em metros) na vertical, em relação ao segmento horizontal AB, dada por x3 − 26x 2 + 160x 3.600

y(x) =

em um ponto de AB que dista x metros de A, conforme ilustra a figura abaixo.

Com os Professores Martuscelli e Luiz Início: 21 de agosto Informações: Asa Sul – 345-9108 Taguatinga – 563-2670

Curso de Matemática Contextualizada

Com base nessas informações, julgue os itens seguintes. (1) A distância entre os pontos A e B é igual a 10 m. (2) No ponto C do segmento AB, distante 4 m de B, a deflexão da viga é menor que 10 cm. 2 (3) Sabendo-se que a maior deflexão da viga é igual a m e que 25 2 x3 − 26x2 + 160x – é igual a 25 3.600 18, conclui-se que a maior deflexão ocorre em um ponto D que dista mais de 5 m do ponto A. (4) O peso da viga e a sua dilatação devido ao aumento da temperatura ambiente são fatores que contribuem para a referida deflexão. uma das raízes do polinômio

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->