P. 1
O MITO NAS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS

O MITO NAS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS

|Views: 123|Likes:
Publicado porJuliane Vier Vieira

More info:

Published by: Juliane Vier Vieira on Jul 07, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as DOCX, PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

07/07/2012

pdf

text

original

O MITO NAS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS Características

Sociedades mais complexas A. Sociedades não igualitárias: estabelecimento de hierarquias entre segmentos sociais, inclusive introduzindo a escravidão. B. O mito era componente importante da cultura, mas as instituições religiosas, por se tornarem mais elaboradas, provocaram a separação entre o espaço sagrado dos santuários (RELIGIÃO) e o espaço profano da vida cotidiana (MITO). C. O poder era exercido pela classe sacerdotal ou por seu representante máximo. D. O poder, em alguns casos, tornava-se teocrático. E. O culto exigia monumentos grandiosos.

Exemplo: Grécia
A Grécia era conhecida por Hélade e era constituída por diversas regiões autônomas, mas que mantiveram a língua e a unidade cultural. Religião grega: politeísta; os deuses eram imortais e tinham comportamentos humanos; ocorriam obrigações a eles devidas. Os mitos surgiram quando ainda não havia escrita e eram transmitidos oralamente por poetas ambulantes chamados de aedos e rapsodos. (Nem sempre é possível identificar a autoria desses poemas, por serem produção coletiva e anônima).

HOMERO (Ilíada e Odisséia) As duas epopéias representam fatos e mitos recolhidos por diversos autores. As epopéias desempenharam um papel pedagógico significativo; transmitiam os valores culturais mediante o relato das realizações dos deuses e dos antepassados. Decoradas pelas crianças: revelam concepção de vida. As ações heróicas relatadas nas epopéias mostram a constante intervenção dos deuses ora para auxiliar o protegido, ora para perseguir o inimigo. Os indivíduos são presas do Destino, que é fixo, imutável. Os indivíduos não possuem vontade pessoal, liberdade.

A virtude se destacava igualmente na assembléia dos guerreiros. pelo poder de persuasão do discurso. .O MITO NAS CIVILIZAÇÕES ANTIGAS O herói ao depender dos deuses não os diminuía diante das pessoas comuns. Narra como todas as coisas surgiram do Caos para compor a ordem do Cosmo (Cosmogonia). HESÍODO (Teogonia) Produziu uma obra com particularidades que tendem a superar a poesia impessoal e coletiva das epopéias. (características do período arcaico) Ainda reflete o interesse pela crença nos mitos. Relato das origens do mundo e dos deuses. em que as forças emergentes da natureza vão se transformando nas próprias divindades. que se manifestava pela coragem e pela força. sobretudo no campo de batalha. em nada desmerecia a VIRTUDE (valor supremo) do guerreiro belo e bom.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->