Você está na página 1de 35
P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO ZONEAMENTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

ZONEAMENTO ECONÔMICO, AMBIENTAL, SOCIAL E CULTURAL DE RIO BRANCO ZEAS

Projeto IV BANCO DA AMAZÔNIA

ESTUDO DO POTENCIAL MADEIREIRO NO MUNICIPIO DE RIO BRANCO - AC

RIO BRANCO AC, 2009

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br
P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO SUMÁRIO

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO

5

2

MATERIAIS E MÉTODOS

7

2.1

Descrição da área de estudo

7

Vegetação

8

Pedologia

10

Clima

10

2.2.

Amostragem e coleta de dados

11

2.3.Composição Florística

13

2.4-Estrutura Horizontal

13

2.5 Estrutura Vertical

14

2.6 Estrutura Paramétrica

14

2.7 Classificação das espécies segundo sua categoria de Uso

15

3. RESULTADOS E DISCUSSÕES

16

4. Considerações finais

31

5. Referências Bibliográficas

32

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 2

2

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO LISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

LISTA DE FIGURAS

Figura 1. Vegetação do Estado do

4

Figura 2. Localização da área de estudo

6

Figura 3. Estratificação das espécies comercializáveis na área amostrada

24

Figura 4. Distribuição diamétrica dos indivíduos inventariados

25

Tabela 4. Espécies comerciais inventariadas

18

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 3

3

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO LISTA

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

LISTA DE TABELAS

Tabela 1. Espécies existentes nas fisionomias florestais do Acre que são

comercializadas pela indústria madeireira do Município de Rio Branco

7

Tabela 2. Dimensão das áreas inventariadas

9

Tabela 3. Identificação botânica e local de ocorrência das espécies inventariadas

 

13

Tabela 5. Análise da composição floristica

20

Tabela 6. Ordenação das espécies comercializáveis ocorrentes nas Unidades de

 

21

Tabela 07. Estrutura vertical das espécies comercializáveis

22

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 4

4

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 1

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

1 INTRODUÇÃO

A Amazônia brasileira possui imensos recursos florestais, tendo em vista que detém um terço das florestas tropicais do mundo, um volume estimado em 60 bilhões de metros cúbicos de madeira em tora e valor econômico com potencialidade de 4 trilhões de reais em madeira serrada. Atualmente, o número de espécies florestais efetivamente exploradas para fins comerciais na Amazônia, pode ser considerado baixo, já que existem cerca de 3.500 espécies em áreas de terra firme e várzea. Desse total, somente 25 espécies são as mais utilizadas pelas indústrias de base da região. Existe um fator que agrava ainda mais a questão da baixa quantidade de espécies exploradas comercialmente, o qual consiste na exploração convencional ou predatória dos os recursos madeireiros e a carência de estudos sobre as propriedades tecnológicas de outras espécies ocorrentes na floresta que poderiam aumentar o rol das espécies exploradas. Uma das formas de reduzir a pressão sobre as essências florestais atualmente exploradas seria incentivar o reflorestamento tanto com espécies nativas como exóticas, com objetivo de produção madeireira em áreas alteradas na Amazônia. É importante destacar que, no Estado do Acre, existe um Programa de Florestas Plantadas, voltado especificamente para amenizar a pressão sobre as espécies nativas. Entre os objetivos deste programa, está no estabelecimento de 140 mil hectares de florestas plantadas em áreas alteradas e degradadas do estado. De acordo com Acre (2007), 88% do Estado do Acre é constituído por uma cobertura florestal dividida entre as tipologias: Floresta Aberta com Bambu Dominante, Floresta Aberta com Bambu mais Floresta Aberta com Palmeiras, Floresta Aberta com Palmeiras das Áreas Aluviais, Floresta Aberta com Palmeiras, Floresta Aberta com Palmeiras e Floresta Densa, Floresta Densa mais Floresta Aberta com Palmeiras, Floresta Aberta com Palmeiras mais Floresta Aberta com

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 5

5

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Bambu,

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Bambu, Floresta Aberta com Bambu em Áreas Aluviais, Floresta Densa, Floresta Aberta com Bambu mais Floresta Densa, Floresta Densa Submontana. A figura 01 mostra a espacialização das referidas tipologias florestais no Estado do Acre.

das referidas tipologias florestais no Estado do Acre. Figura 01. Vegetação do Estado do Acre. A

Figura 01. Vegetação do Estado do Acre.

A área de cobertura florestal do Acre corresponde a aproximadamente 144.513,60 Km 2 , contendo todas as tipologias florestais supramencionado, tornando o Acre um Estado com excelente aptidão florestal. Das centenas de espécies que ocorrem nesses ambientes, as espécies madeireiras mais utilizadas pela indústria de base local são: Cumarú-ferro (Dipteryx odorata), cerejeira (Torresea acreana), cedro (Cedrela sp.), samaúma (Ceiba pentranda), cumaru- cetim (Apuleia leiocarpa), Angelim (varairea sp.), amarelão (Aspidorperma sp.), jatobá (Hymenaeae courbaril).

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 6

6

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Conforme

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Conforme Acre (2007), a Regional do Baixo Acre, encontra-se com 62,4% da cobertura florestal primaria. O município de Rio Branco, o qual esta inserido nessa Regional, apresenta cerca 6.655 km 2 de cobertura florestal. O diagnostico do Potencial Florestal Madeireiro, mesmo que seja dos Planos de Manejo Florestal Sustentado aprovado pelo Instituto do Meio Ambiente do Acre IMAC, é uma ferramenta útil e que pode ser utilizado como referencial das potencialidades florestais de Rio Branco.

2 MATERIAIS E MÉTODOS

2.1 Descrição da área de estudo

A área de estudo é o Município de Rio Branco, Estado do Acre (Figura 2), o qual a apresenta uma área de 8.831 km 2 e encontra-se localizado entre as coordenadas 9°58’29’’ e 67°48’36’’ (zona 19L), apresentando uma altitude de 152,5m em relação ao nível do mar.

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 7

7

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Figura

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Figura 2. Localização da

Figura 2. Localização da área de estudo.

Vegetação

A área florestal de Rio Branco possui aproximadamente 665.561,20 hectares. Conforme Acre (2007), as tipologias florestais que ocorrem em Rio Branco, bem como suas dimensões, estão demonstradas na figura 01. As principais espécies comercializadas pelas indústrias madeireiras local encontram-se descritas na tabela 1.

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 8

8

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Tabela

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Tabela 1. Espécies existentes nas fisionomias florestais do Acre que são comercializadas pela indústria madeireira do Município de Rio Branco.

Tipologia Florestal

Nome Vulgar

Nome Científico

Família

 

Amarelão Aroeira Cedro Vermelho Cerejeira Cumarú Cetim Cumarú Ferro Jatobá Marupá Samaúma de Taboca

Aspidosperma vargasii A.DC. Astronium lecointei Duck Cedrela odorata L. Torresea acreana Ducke Apuleia leiocarpa (Vpg.) Macbr. Dipteryx férrea Ducke Hymenaea courbaryl L. Jacarandá copaia (Aubl.) D. Don Ceiba sp.

Apocynaceae

Anacardiaceae

Meliaceae

Fabaceae

FAB + FAP

Caesalpiniaceae

Fabaceae

Caesalpiniaceae

Bignoniaceae

Bombacaceae

 

Matamatá

Eschweilera odora (Poepp.) Miers. Couratari pulchra Sandw. Virola melininii Benoist.

Lecythidaceae

FAB + FAP + FD

Tauarí

Lecythidaceae

Ucuúba

Myristicaceae

 

Amarelão

Aspidosperma vargasii A.DC. Eschweilera odora (Poepp.) Miers Couratari pulchra Sandw

Apocynaceae

FAB + FD

Matamatá

Lecythidaceae

Tauarí

Lecythidaceae

 

Aroeira

Astronium lecointei Duck Myroxylom balsamum Harms Cedrela odorata L. Copaifera multijuga Hayne Dipteryx férrea Ducke Mezilaurus itauba (Meissn) Taub Hymenaea courbaryl L. Manilkara huberi (Duke) Standl. Tabebuia impetiginosa

Anacardiaceae

Bálsamo

Fabaceae

Cedro vermelho

Meliaceae

Copaíba

Caesalpiniaceae

FABD

Cumarú ferro

Fabaceae

Itaúba

Lauraceae

Jatobá

Caesalpiniaceae

Maçaranduba

Sapotaceae

Ipê

Bignoniaceae

 

Amarelão

Aspidosperma vargasii A.DC. Astronium lecointei Duck Qualea tesmannii Milldbr Cedrela odorata L. Apuleia leiocarpa (Vpg.) Macbr. Manilkara huberi (Duke) Standl Couratari macrosperma

Apocynaceae

Aroeira

Anacardiaceae

Catuaba

Vochysiaceae

FAP

Cedro Vermelho

Meliaceae

Cumarú cetim

Caesalpiniaceae

Maçaranduba

Sapotaceae

Tauarí

Lecythidaceae

 

Breu vermelho

Tetragastris altíssima (Aubl.) Swart Cedrela odorata L. Torresea acreana Ducke Mezilaurus itauba (Meissn) Taub Eschweilera odora (Poepp.) Miers Aspidosperma macrocarpon Mart

Burseraceae

Cedro Vermelho

Meliaceae

FAP - Aluvial

Cerejeira

Fabaceae

Itaúba

Lauraceae

Matamatá

Lecythidaceae

Pereiro

Apocynaceae

 

Breu vermelho

Tetragastris altíssima (Aubl.) Swart Cedrela odorata L. Torresea acreana Ducke Mezilaurus itauba (Meissn) Taub Eschweilera odora (Poepp.) Miers Aspidosperma macrocarpon Mart

Burseraceae

Cedro Vermelho

Meliaceae

FAP Aluvial + VS

Cerejeira

Fabaceae

Itaúba

Lauraceae

Matamatá

Lecythidaceae

Pereiro

Apocynaceae

 

Cumarú cetim

Apuleia leiocarpa (Vpg.) Macbr. Dipteryx férrea Ducke Cordia alliodora (R.F) Chaw. Eschweilera odora (Poepp.) Miers Calycophyllum spruceanum Benth Tabebuia serratifolia (Vahl.) Nichols Ceiba pentandra Gaertn

Caesalpiniaceae

Cumarú ferro

Fabaceae

Freijó

Boraginaeae

FAP + FAB

Matamatá

Lecythidaceae

Mulateiro

Rubiaceae

Ipê

Bignoniaceae

Samaúma

Bombacaceae

 

Cumarú cetim

Apuleia leiocarpa (Vpg.) Macbr. Dipteryx férrea Ducke Cordia alliodora (R.F) Chaw. Eschweilera odora (Poepp.) Miers Calycophyllum spruceanum Benth Tabebuia serratifolia (Vahl.) Nichols Ceiba pentandra Gaertn

Caesalpiniaceae

Cumarú ferro

Fabaceae

Freijó

Boraginaeae

FAP + FAB + FD

Matamatá

Lecythidaceae

Mulateiro

Rubiaceae

Ipê

Bignoniaceae

Samaúma

Bombacaceae

 

Amarelão

Aspidosperma vargasii A.DC. Cedrela odorata L. Torresea acreana Ducke Manilkara huberi (Duke) Standl Jacarandá copaia (Aubl.) D. Don

Apocynaceae

Cedro Vermelho

Meliaceae

FAP + FD

Cerejeira

Fabaceae

Maçaranduba

Sapotaceae

Marupá

Bignoniaceae

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 9

9

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Ipê

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Ipê

Tabebuia serratifolia (Vahl.) Nichols Dipteryx férrea Ducke Hymenaea parvifolia Huber Eschweilera odora (Poepp.) Miers

Bignoniaceae

Cumarú ferro

Fabaceae

Jutaí

Caesalpiniaceae

Matamatá

Lecythidaceae

Fonte: ZEE, fase I e FUNTAC. Geomorfologia

O município de Rio Branco situa-se em grande parte na unidade morfoestrural denominada Depressão Rio Acre-Rio Javari (Brasil, 1976; Almeida, 1981). Essa unidade foi elaborada em sedimentos da Formação Solimões (Plio- pleistoceno) e apresenta altimetria média de 200 m, sendo caracterizado pela feição geomorfológica tipo colinas de aproximadamente 30-40 m de altimetria relativa, com interflúvios que variam de 200 a 250 m e drenagem pouco entalhada.

Pedologia

Os solos predominantes da região são Argissolos Vermelho-Amarelos, Luvissolos e Plintossolos Háplicos e Argilúvicos, desenvolvidos a partir de sedimentos terciários da Formação Solimões (Brasil, 1976; Acre, 2006).

Clima

O tipo de clima predominante no município é Aw de acordo com a classificação de Köppen, com temperatura média do mês mais frio superior a 18 ºC e uma estação seca de pequena duração (Brasil, 1976). A temperatura média anual é de 24,3 ºC. Os meses mais quentes são setembro, novembro e dezembro, com temperaturas médias de 25 ºC. O período mais frio esta compreendido pelos meses de junho e julho, com temperaturas médias de 22,9 ºC e 22,0 ºC, respectivamente (Acre, 2000). A precipitação média anual varia de 1.877 a 1.982 mm (Acre, 2000).

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 10

10

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 2.2.

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

2.2. Amostragem e coleta de dados

O presente estudo foi realizado utilizando informações secundárias de 15

inventários florestais situados no Município de Rio Branco. Conforme Soares et

al (2006) estes tipos de inventários consiste na mensuração de todos os

indivíduos observados, obtendo-se assim um alto grau de detalhamento da

população florestal.

Contemplaram-se como unidade de Coleta, as áreas de prospecção dos

respectivos inventários florestais e visando manter em sigilo a identificação das

propriedades, objeto de coleta de dados, preferiu-se estabelecer sua

denominação, por Área Inventariada.

As áreas inventariadas têm como dimensão, as descrições exibidas na

tabela 2.

Tabela 2. Dimensão das áreas inventariadas.

Área

ÁREA

PARTICIPAÇÃO DA UNIDADE DE AMOSTRA (%)

PARTICIPAÇÃO. ÁREA FLORESTAL DE RIO BRANCO (%)

Inventariada

(ha)

I

638,18

3,22

0,10

II

1.000,00

5,05

0,15

III

464,00

2,34

0,07

IV

446,34

2,25

0,07

V

1.592,22

8,04

0,24

VI

1.275,18

6,44

0,19

VII

467,63

2,36

0,07

VIII

7.246,36

36,60

1,09

IX

1.910,00

9,65

0,29

X

1.572,00

7,94

0,24

XI

400,23

2,02

0,06

XII

13,50

0,07

0,00

XIII

885,29

4,47

0,13

XIV

1.440,00

7,27

0,22

XV

446,34

2,25

0,07

TOTAL

19.797,27

100

2,97

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 11

11

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Os

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Os dados extraídos dos citados inventários consideraram a identificação dos nomes científicos, vulgares e famílias botânicas das espécies prospectadas, Diâmetro a Altura do Peito DAP e altura comercial inventariada. Segundo Soares et al (2006), o DAP é o elemento mais importante medido em uma árvore, pois fornece a base para outros estudos como a área seccional (g), medida importante para o cálculo do volume das arvores em áreas florestais. A altura comercial, conforme Souza et al (2008), é essencial, já que está diretamente relacionada com a volumetria da floresta e com o processo de otimização comercial. Para analisar a distribuição dos inventarios florestais 100% nas fisionomias florestais do Município de Rio Branco, bem como calcular a dimensão das respectivas fisionomias, usou-se o Sistema de Informações Geográfica (software ArcGiss 9.2 (ESRI,2006) conforme Souza et al (1997). Para demonstrar a espacialização dos citados inventários florestais em relação às respectivas fisionomias, utilizou-se os sistemas de coordenadas fornecidas nos Planos de Manejo. Em se tratando das imagens referentes às tipologias florestais, estas foram abstraídas da base geográfica, Acre (2007). De posse dos dados coletados nos inventários florestais, efetivaram-se as análises descritas na seqüência, por meio do Software Mata Nativa 2.0 (CIENTEC, 2006):

É importante esclarecer que, devido este estudo ser de caráter exclusivamente informativo, a respeito das potencialidades das espécies florestais inventariadas nos Planos de Manejo Florestal Sustentado do Município de Rio Branco, utilizou-se como amostragem para analisar as estruturas florestais dos Planos de Manejos, o somatório das áreas inventariadas. Vale à pena mencionar que, o enfoque principal deste estudo baseia-se nas essências florestais comerciais.

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 12

12

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 2.3.Composição

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

2.3.Composição Florística

De acordo com Souza (2004), a análise da composição florística, consiste na listagem das espécies ocorrentes na área de estudo. Após a identificação das espécies, verificou-se seu agrupamento conforme o sistema de classificação de Cronquist (1981). Além da abordagem da análise de composição floristica, prefiriu-se incluir as estimativas do Índice de Diversidade de Shannon-Weaver, conforme Souza (2006). Ainda de acordo com este autor, o Índice de Diversidade possibilita a comparação entre os diferentes tipos de vegetação. Já o Coeficiente de Mistura, introduz uma media do número de árvores de cada espécies encontrada na floresta. Conforme Peet (1974), os índices citados no parágrafo anterior, é empregado como medida de verificação de riqueza das espécies presentes numa determinada unidade de amostra, independente do tamanho das parcelas.

2.4-Estrutura Horizontal

A estrutura horizontal indica a participação de cada espécies vegetal em relação as outras espécies e a forma com que esta se encontra distribuída espacialmente na área (SCOLFORO & MELO, 2006) Para a análise da estrutura horizontal, préstimou-se, segundo Souza (2004), os parâmetros de Densidade, Dominância, Freqüência e Valor de Importância (VI). De acordo com este mesmo autor, a Densidade é o numero de individuo de cada espécies na composição florística de uma floresta. A Dominância se reflete como a medida da projeção do corpo da planta no solo. No que diz respeito à freqüência, esta, mede a distribuição de cada espécie, em termos percentuais e absolutos, sobre a área, já o Valor de Importância, diz respeito à importância ecológica das espécies na comunidade vegetal.

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 13

13

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 2.5

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

2.5 Estrutura Vertical

Para as estimativas dos parâmetros fitossociologicos da estrutura vertical, refletiu-se, nas sugestões de Souza e Leite (1993), cuja recomendação se baseia na divisão da floresta em três extratos de tamanho, o qual seja: extrato inferior, extrato médio e extrato superior.

2.6 Estrutura Paramétrica

A análise da estrutura paramétrica permite a quantificação da floresta em termos da distribuição dos diâmetros, área basal e volume, por espécies, grupo de espécies, classe de tamanho e qualidade do fuste, vitalidade das árvores e seus respectivos potenciais de comercialização (FERREIRA et al, 1998). Os parâmetros utilizados no estudo desta estrutura seguem as recomendações de Souza (2004), o qual explana o agrupamento dos dados de DAP numa amplitude de classe de 10 cm para as florestas clímax. O mesmo autor ainda acrescenta que, os parâmetros: Área Basal e volume estimado devem ser reunidos nas respectivas classes de DAP. Atendendo as recomendações de Scolforo & Melo (2006), realizou-se a distribuição diamétrica das árvores, com base na inclusão do diâmetro mínimos de medição e na amplitude de classe. Odum (1998) acrescenta que, a caracterização da distribuição diamétrica concede inferir, a perpetuidade das populações por meio dos potenciais de migração das menores classes de DAP para as maiores.

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 14

14

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 2.7

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

2.7 Classificação das espécies segundo sua categoria de Uso

Para a classificação das espécies de acordo com sua categoria de uso, seguiram-se os métodos adotados por Gama et al (2002), o qual consistiram em classificar as espécies em: comercial e não comercial. Os mecanismos utilizados para essa classificação foram à confrontação da lista de espécies comercializadas pelas indústrias madeireiras do Município de Rio Branco, estudo de diagnostico realizado pela FUNTAC (2004), com as espécies exploradas pelos PMFS. O mecanismo de utilização de diagnostico do setor madeireiro, utilizado neste estudo, para a classificação do uso da madeira, teve como pressuposto os procedimentos adotados por Xaud (2005).

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 15

15

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 3.

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

3. RESULTADOS E DISCUSSÕES

3.1 Composição florística

De acordo com os dados analisados, os números totais de indivíduos inventariados nos 15 Planos de Manejos corresponderam a 55.393 árvores, 133 espécies e 43 famílias. Das 133 espécies identificadas, somente 38 estão entre as espécies encontradas na listas das essências comercializadas nas indústrias madeireiras de Rio Branco. Na tabela 3, é possível conhecer todas as espécies inventariadas. Na tabela 4, está apresentado apenas as espécies comerciais, ocorridas nas áreas inventariadas.

Tabela 3. Identificação botânica e local de ocorrência das espécies inventariadas

Nome Científico

Nome Vulgar

Família

Áreas Inventariadas

 

Aroeira

   

Astronium leicotei

(Maracatiara; Gonca)

ANACARDIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Tabebuia sp.

Ipê

BIGNONIACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Ceiba samauma

Sumaúma preta

BOMBACACEAE

2, 13

 

Breu vermelho

   

Tetragastris altissima (Aub

(Sucuruba)

BURSERACEAE

2, 3, 5, 12, 13, 15

Amburana acreana (Ducke) A.C.Sm

Cerejeira (Cumaru de cheiro)

CAESALPINACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Copaifera multijuga Hayn

Copaíba (

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Copaíba preta)

Apuleia leiocarpa

Cumarú cetim

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Phyllocarpus riedellii Tul.

Guaribeiro

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 13, 14, 15

Hymenaea courbaril L.

Jatobá

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Hymenaea oblongifolia H

Jutaí

CAESALPINIACEAE

3, 4, 5, 7, 8, 9, 11

Dialium guianensis (Au

Tamarina

CAESALPINIACEAE

2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 13, 15

Caryocar Villosum (Aubl

Piqui

CARIOCARACEAE

1, 2, 3, 9, 12

(Pequia)

Terminalia guianensis

Imbirindiba amarela

COMBRETACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 15

Hymenolobium excelsum

Angelim (Angelim amarelo, rajado; Sucupira)

FABACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 14, 15

Myroxylon balsamum Harms

Balsamo

FABACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Dipteryx odorata (Aubl.

Cumarú ferro

FABACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Diplotropis purpurea (Rich

Sucupira preta

FABACEAE

1, 8, 13

 

Violeta

   

Platymiscium duckei Hub

(macacauba)

FABACEAE

1, 3, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 14, 15

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 16

16

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Aniba

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Aniba canelina H.B.K

Casca preciosa

 

LAURACEAE

12

Cariniana sp

Corrimboque-preto

 

LECYTHIDACEAE

13

Eschweilera grandiflora

Matamata branco

 

LECYTHIDACEAE

13

 

Tauari

   

Couratari macrosperma

(Tauari vermelho)

 

LECYTHIDACEAE

1, 2, 13

Cedrela odorata L.

Cedro (Cedro vermelho, rosa)

 

MELIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Guarea purusana C.D.C

Jitó vermelho

 

MELIACEAE

8, 9

Enterolobium schomburski Be

Fava orelhinha (Orelha de macaco)

 

MIMOSACEAE

2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 12, 13, 15

Parkia sp

Fava pé de arara (Angico

 

MIMOSACEAE

2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 14, 15

Brosimum uleanum

Manitê

MORACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 9, 10, 11, 13, 14, 15

Genipa americana L.

Genipapo

 

RUBIACEAE

15

Capirona decorticans Spruce

Mulateiro

RUBIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

 

Abiu

   

Pouteria sp

(Abiu manso)

 

SAPOTACEAE

3, 4, 5, 12, 14, 15

Pouteria sp

Abiurana

SAPOTACEAE

3, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 15

Aspidosperma vargasii A. DC.

Amarelão

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Aspidosperma

Amarelinho pereiro

 

SAPOTACEAE

5, 9

Manilkara surinamensis (

Maçaranduba (Maçaranduba vermelha)

 

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Aspidosperma macrocarpon Ma

Pereiro

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Simaruba amara

Marupá preto

 

SIMARUBACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 15

Qualea tesmannii Mill

Catuaba (Catuaba branca,amarela)

 

VOCHYSIACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Qualea grandiflora

Catuaba roxa

 

VOLCHISYACEAE

1

Anacardium giganteum Hanc

Cajui

ANACARDIACEAE

13

Spondias mombin L.

Tapereba (Tapereba de anta, de veado)

 

ANACARDIACEAE

3, 9, 15

ni

Envireira

ANNONACEAE

8

Jacaranda copaia (Aubl.) D. Don.

Caixeta

BIGNONIACEAE

3, 5, 9, 13

 

Marupá

   

Jacaranda copaia (Aubl.)

(Marupá

Branco;

Pinho

cuiabano;

BIGNONIACEAE

1, 5, 13

Caxêta)

Tabebuia serratifolia

Pau d'arco amarelo (Ipê amarelo)

 

BIGNONIACEAE

1, 2, 4, 5

Tabebuia epitiginosa

Pau d'arco roxo (Ipê roxo)

 

BIGNONIACEAE

3, 5, 15

Ceiba samauma (Mart.) K. Schum.

Samaúma Preta

 

BOMBACACEAE

4, 5, 13

Ceiba pentandra (L.)

Samaúma (Samaúma branca,verdadeira)

 

BOMBACACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Cordia alliodora (R.F

Freijó

BORAGINACEAE

8

Macrolobium acaceipholium

Arapari

CAESALPINIACEAE

4

Cassia sp.

Bajão

CAESALPINIACEAE

13

 

Canafistula

     

Schyzollubium amazonicum Hub

(Fava Canafistula.)

CAESALPINIACEAE

3, 4, 6, 7, 8, 10, 11, 12, 13, 15

ni

Favelão

CAESALPINIACEAE

8

Martiodendron elatum

Pororoca

CAESALPINIACEAE

4

Jaracatia espinosa Aubl.

Jaracatia

CARICACEA

1, 3, 9

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 17

17

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO  

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

 

(Mamui; Mamaozinho)

   

Pourouma sp

Torém

CECROPIACEAE

15

Parinari sp

Bafo de boi

CHRYSOBALANACEAE

3, 4, 11

Licania arborea

Caripe roxo

CHRYSOBALANACEAE

13

 

Macucú

   

Hirtella sp

(vermelho)

CHRYSOBALANACEAE

4

Couepia sp

Oití (Oití da mata)

CHRYSOBALANACEAE

3

Platonia insignes Mart.

Bacuri de serra

CLUSIACEAE

3, 4, 9

Rheedia brasiliensis M

Bacuri liso

CLUSIACEAE

3, 7, 8, 9, 12

Hura crepitains

Assacú

EUPHORBIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14

Acalypha sp

Maria preta

EUPHORBIACEAE

6, 10

Piranhae trifoliata BAILL

Piranheira

EUPHORBIACEAE

3, 9

Hevea brasiliensis M

Seringueira

EUPHORBIACEAE

1, 3, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 14

(Seringa real)

Drypetes sp

Sernambi de índio

EUPHORBIACEAE

3, 4, 7, 8, 9, 11, 13, 15

Mabea sp

Taquari

EUPHORBIACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 14, 15

(Taquari vermelho)

Dalbergia amazonicum

Jacarandá

FABACEAE

5, 8, 9, 13

Ormosia sp

Muirapiranga

FABACEAE

8, 9, 13

Vatairea sericea Ducke

Sucupira amarela

FABACEAE

9

 

Cinzeiro

   

Ampelocera ruizii Kuhlm

(cafezinho)

FLACOURTIACEAE

3, 4, 5, 7, 8, 11, 12, 13, 1

Casearia gossypiospermu

Laranjinha

FLACOURTIACEAE

3, 9, 12

Calophyllum brasilie

Jacareúba

GUTTIFERAE

9

Humiria sp

Uchí

HUMIRIACEAE

3, 8

Mezilaurus itauba (Meissn

Itaúba

LAURACEAE

1, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Ocotea miriantha

Louro abacate

LAURACEAE

4, 5

Nectandra sp

Louro amarelo

LAURACEAE

5

 

Louro

   

Nectandra rubra Mez.

(itauba, gamela)

LAURACEAE

3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 15

Eschweilera odorata (Poepp) Miers.

Castanharana

LECYTHIDACEAE

2, 3, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 13, 15

Bertholletia excelsa H.B.K.

Castanheira

LECYTHIDACEAE

1, 3, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 14

Cariniana micrantha

Currimboque Vermelho (Jequiti)

LECYTHIDACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 9, 10, 11, 12, 15

Cariniana micrantha Ducke

Jequitiba

LECYTHIDACEAE

2

Eschweilera odorata (Poepp

Matamata (Matamata roxo,preto; castara)

LECYTHIDACEAE

1

Lafoensia sp

Copinho

LYTHRACEAE

4, 9

Trichilia

Cajueirinho

MELIACEAE

2

Swietenia macrophylla Ki

Mogno

MELIACEAE

1, 3, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

(Aguano)

Trichilia sp

Murici (Murici preto,vermelho)

MELIACEAE

3

Dinizia excelsa

Angelim pedra

MIMOSACEAE

1, 5, 12, 13

Andira sp

Angico branco

MIMOSACEAE

4, 13

(Angico amarelo/fava)

Parkia pendula Benth.

Angico vermelho

MIMOSACEAE

1, 5

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 18

18

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO  

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

 

(visgueiro ;saia)

   

Albizia sp

Fava amarela (coração de boi)

MIMOSACEAE

4, 5

Enterolobium maxim

 

Timbauba

MIMOSACEAE

9, 13

Brosimum parinarioides

 

Amapá/caucho macho

MORACEAE

13

Ficus frondosa

 

Apui amarelo

MORACEAE

3, 9, 15

Ficus sp

Apui preto

MORACEAE

4

 

Caucho

   

Castilla ulei Warburg.

 

(amarelo, banha)

MORACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 13, 14, 15

Ficus gameleira

 

Gameleira

MORACEAE

1, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 13, 14, 15

Ficus gameleira

 

Gamelinha

MORACEAE

3, 7, 9, 11

 

Guariúba

   

Clarisia racemosa Ruiz.

 

(amarela,vermelha)

MORACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 13, 15

Brosimum acutifolium Hu

 

Mururé

MORACEAE

3

Maclura tinctoria

 

Tatajuba

MORACEAE

1, 4, 5, 7, 9, 11, 13

Virola sp

Ucuúba

MYRISTACACEAE

3, 5, 7, 8, 11, 13

Virola multinervia Du

 

Ucuuba folha grande

MYRISTACACEAE

12

Virola multiflora

 

Ucuuba preta (Ucuúba folha miúda)

MYRISTACACEAE

5

Myrcia sp

Azeitona da mata

MYRTACEAE

3, 11

NI NI

Não identificada

NI

2, 3, 8, 9, 13, 15

ni p17

Pau ferro

ni p17

13

ni p18

Figueira

ni p18

2, 9, 11, 14

Neea

João mole

NICTAGINACEAE

9

Minquartia guianesis

 

Acariquara do igapó

OLACACEAE

3, 9

Minquartia guianenssis Au

 

Aquariquara

OLACACEAE

1, 5

(Aquariquara roxa)

Agonandra

brasiliensis

Benth.

&

Marfim

OPILIACEAE

3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 15

Hook.

Agonandra brasiliensis B

 

Pau marfim

OPILIACEAE

1

Bowdichia virgilioid

 

Angelim amargoso

PAPILIONOIDEAE

4, 5

Zizyphus itacaianensis

 

Gabiuna

RHAMNACEAE

4, 13

Caryodendron sp

 

Castanhola

RUBIACEAE

9

Sickingia tinctoria (H.B

 

Pau brasil

RUBIACEAE

3

 

Limãozinho

   

Zanthoxylum rhoifolium Lam

 

(Limãozinho amarelo)

RUTACEAE

1, 3, 4, 7, 8, 9, 11, 13, 15

Allophyllus pilosus

 

Jitozinho

SAPINDACEAE

13

Sapindus saponaria

 

Sabonete

SAPINDACEAE

9

Micropholis

Abiu branco

SAPOTACEAE

5

Pouteria minima

 

Abiu bravo

SAPOTACEAE

1

Urbenela sp

Abiurana (Abiurana massa,fedorenta)

SAPOTACEAE

13

Chrysophyllum prieurii

 

Abiurana (Abiurana vermelha, sabiá)

SAPOTACEAE

4

Micropholis venulosa

 

Abiurana branca

SAPOTACEAE

1

Ecclinusa sp

 

Abiurana preta

SAPOTACEAE

5

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 19

19

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Pouteria

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Pouteria pachycarpa

Bolão

SAPOTACEAE

5, 8, 13

Micropholis guyanensis

Maparajuba (Maparajuba vermelha)

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 5, 7, 8, 9, 11, 13, 15

Mastisia cf. cordata Hump &

Sapota

SAPOTACEAE

5, 9

Sterculia pruriens (Aubl

Xixá (Xixá casca mole)

STERCULIACEAE

4, 13

Celtis sp

Farinha seca

ULMACEAE

9, 15

Lantana camara L.

Cambará

VERBENACEAE

9

Volchysia sp

Quaruba

VOLCHYSIACEAE

4, 5, 13

Conforme os dados obtidos, as espécies que ocorreram nos 15 inventários florestais foram:

1. Astronium leicotei (aroeira, maracatiara, gonca);

2. Amburana acreana (cerejeira, cumaru cetim);

3. Copaifera multijuga (Copaiba preta);

4. Apuleia leiocarpa (cumaru cetim);

5. Hymenaea courbaril (jatobá);

6. Myroxylon balsamum (balsamo);

7. Dipteryx odorata (cumaru ferro)

8. Cedrela odorata (cedro, cedro vermelho, cedro rosa)

9. Capirona decorticans (mulateiro);

10.Aspidosperma vargasii (amarelão); 11.Manilkara surinamensis (maçaranduba, maçaranduba vermelha);

12.Aspidosperma macrocarpon (pereiro); 13.Ceiba pentandra (samaúma, samaúma branca, samaúma verdadeira)

14.

As espécies que tiveram representação em somente uma área inventariada foram:

1. Agonandra brasiliensis (Pau marfim);

2. Allophyllus pilosus (Jitozinho);

3. Anacardium giganteum (Cajuí);

4. Aniba canelina (Casca preciosa)’

5. Brosimum acutifolium (Mururé);

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 20

20

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 6.

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

6. Brosimum parinarioides (Amapá, caucho macho);

7. Calophyllum brasilie (jacareúba);

8. Cariniana micrantha (jequitibá);

9. Cariniana sp (corrimboque preto);

10.Caryodendron sp (castanhola); 11.Cassia sp (bajão); 12.Chrysophyllum prieurii (abiurana, abiurana vermelha, sabiá); 13.Cordia alliodora (Freijó); 14.Couepia sp (oiti, oiti da mata); 15.Ecclinusa sp (abiurana preta); 16.Eschweilera grandiflora (matamatá branco); 17.Eschweilera odorata (matamatá, matamatá preto, matamatá roxo, castara); 18.Ficus sp (apuí preto); 19.Genipa americana (genipapo); 20.Hirtella sp (macucú, macucú vermelho); 21.Lantana camara (cambará); 22.Licania arbórea (caripé roxo); 23.Macrolobium acaceipholium (arapari); 24.Martiodendron elatum (pororoca); 25.Micropholis sp (abiu branco);

26.Micropholis venulosa (abiurana branca); 27.Nectandra sp (louro amarelo); 28.Neea (João mole) 29.Ni (favelão); 30.Ni (envireira); 31.Ni (pau ferro); 32.Pourouma sp (torém); 33.Pouteria minima (abiu bravo); 34.Qualea grandiflora (catuaba roxa);

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 21

21

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 35.Sapindus

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

35.Sapindus saponaria (sabonete); 36.Sickingia tinctoria (pau Brasil); 37.Tabebuia epitiginosa (pau d’arco roxo, ipê roxo)’ 38.Tabebuia serratifolia (pau d’arco amarelo, ipê amarelo); 39.Trichilia (cajueirinho); 40.Trichilia sp (murici, murici preto, murici vermelho); 41.Urbenela sp (abiurana, abiurana massa, biurana fedorenta); 42.Vatairea sericea (sucupira amarela); 43.Virola multiflora (ucuúba preta, ucuúba da folha miúda); 44.Virola multinervia (ucuúba da folha grande).

Tabela 4. Espécies comerciais inventariadas

Nome Científico

Nome Vulgar

Família

Áreas inventariadas

Astronium leicotei

Aroeira (maracatiara,gonca)

ANACARDIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Tabebuia sp.

Ipê

BIGNONIACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Ceiba samauma

Sumaúma preta

BOMBACACEAE

2, 13

Tetragastris altissima (Aub

Breu vermelho (Sucuruba)

BURSERACEAE

2, 3, 5, 12, 13, 15

Amburana acreana (Ducke) A.C.Sm

Cerejeira (Cumaru de cheiro)

CAESALPINACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Copaifera multijuga Hayn

Copaiba (copaiba preta)

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Apuleia leiocarpa

Cumarú cetim

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Phyllocarpus riedellii Tul.

Guaribeiro

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 13, 14, 15

Hymenaea courbaril L.

Jatobá

CAESALPINIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Hymenaea oblongifolia H

Jutaí

CAESALPINIACEAE

3, 4, 5, 7, 8, 9, 11

Dialium guianensis (Au

Tamarina

CAESALPINIACEAE

2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 13, 15

Caryocar Villosum (Aubl

Piqui (Pequia)

CARIOCARACEAE

1, 2, 3, 9, 12

Terminalia guianensis

Imbirindiba amarela

COMBRETACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 15

Hymenolobium excelsum

Angelim(angelim amarelo, rajado; sucupira)

FABACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 14,

15

Myroxylon balsamum Harms

Balsamo

FABACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Dipteryx odorata (Aubl.

Cumarú ferro

FABACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12,

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 22

22

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO  

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

     

13, 14, 15

Diplotropis purpurea (Rich

Sucupira preta

FABACEAE

1, 8, 13

Platymiscium duckei Hub

Violeta (macacauba)

FABACEAE

1, 3, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 14, 15

Aniba canelina H.B.K

Casca preciosa

LAURACEAE

12

Cariniana sp

Corrimboque-preto

LECYTHIDACEAE

13

Eschweilera grandiflora

Matamata branco

LECYTHIDACEAE

13

Couratari macrosperma

Tauari (taurari vermelho)

LECYTHIDACEAE

1, 2, 13

Cedrela odorata L.

Cedro (cedro vermelho, rosa)

MELIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Guarea purusana C.D.C

Jitó vermelho

MELIACEAE

8, 9

Enterolobium schomburski Be

Fava orelhinha( fava orelha de macaco)

MIMOSACEAE

2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 12, 13, 15

Parkia sp

Fava pe de arara (Angico)

MIMOSACEAE

2, 3, 4, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 13, 14, 15

Brosimum uleanum

Manitê

MORACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 9, 10, 11, 13, 14,

15

Genipa americana L.

Genipapo

RUBIACEAE

15

Capirona decorticans Spruce

Mulateiro

RUBIACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Pouteria sp

Abiu (manso)

SAPOTACEAE

3, 4, 5, 12, 14, 15

Pouteria sp

Abiurana

SAPOTACEAE

3, 5, 7, 8, 9, 11, 12, 15

Aspidosperma vargasii A.

Amarelão

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

DC.

Aspidosperma

Amarelinho pereiro

SAPOTACEAE

5, 9

Manilkara surinamensis (

Maçaranduba (maçaranduba vermelha)

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Aspidosperma macrocarpon Ma

Pereiro

SAPOTACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

Simaruba amara

Marupá preto

SIMARUBACEAE

1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12,

15

Qualea tesmannii Mill

Catuaba (catuaba

VOCHYSIACEAE

2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15

branca,amarela)

Qualea grandiflora

Catuaba roxa

VOLCHISYACEAE

1

Em conformidade com os dados contidos na tabela 3, verifica-se que entre as 38 espécies comerciais inventariadas, que ocorreram em todas as áreas inventariadas foram:

1. Astronium leicotei (aroeira; maracatiara; gonca);

2. Amburana acreana (cerejeira, cumaru de cheiro);

3. Copaifera multijuga (copaíba, copaíba preta);

4. Apuleia leiocarpa (cumaru de cetim)’

5. Hymenaeae courbaril (jatobá);

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 23

23

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 6.

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

6. Myroxylon balsamum (balsamo);

7. Dipterys odorata (cumaru ferro);

8. Cedrela odorata (cedro, cedro vermelho, cedro rosa);

9. Capirona decorticans (mulateiro);

10.Aspidosperma vargasii (amarelão); 11.Manilkcara surinamensis (maçaranduba, maçaranduba vermelha); 12.Aspidosperma macrocarpon (pereiro)

No que diz respeito às espécies que ocorreram numa única área inventariadas, é possível citar :

1. Aniba canelina (casca preciosa);

2. Cariniana sp (corrimboque preto);

3. Eschwilera grandiflora (matamatá branco);

4. Genipa americana (jenipapo);

5. Qualea grandiflora (catuaba roxa)

A análise de composição floristica, conforme o Índice de Diversidade de Shannon-Weaver (H’) revelaram os resultados descritos na tabela 5, abaixo:

Tabela 5. Análise da composição floristica

Áreas N S H' Inventariadas 1 2996 44 3,4 2 1151 39 3,22 3 3601
Áreas
N
S
H'
Inventariadas
1 2996
44
3,4
2 1151
39
3,22
3 3601
70
3,63
4 2072
57
3,45
5 7165
68
3,52
6 5049
30
3,09
7 1054
48
3,39
8 3793
55
3,44
9 11299
75
3,44
10 5049
30
3,09
11 1818
51
3,42

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 24

24

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO 12

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

12 1774 41 3,17 13 5406 71 3,6 14 3145 32 3,14 15 888 50
12
1774
41
3,17
13
5406
71
3,6
14
3145
32
3,14
15
888
50
3,34
56260
150
3,78
SOMA

.

Conforme o exposto na tabela 5, entre as áreas de inventários que tiveram maiores diversidade floristica, em consonância com o H’, foram os inventários 3 e 5. Segundo Knight (1975), o Índice de Diversidade de Shannon-Weaver varia entre 3,83 e 5,85, para as florestas tropicais, como a amazônica. Considerando estes valores, a diversidade floristica encontrada neste trabalho, se mostrou baixa. No entanto, é importante frisar que as espécies consideradas neste levantamento são as de interesse para os Planos de Manejo, ou seja, teoricamente comercializáveis.

3.2. Estrutura Horizontal Conforme os dados analisados, a estrutura horizontal das espécies comercializadas, constituintes das amostras verificadas, apresenta-se exibidos na tabela 6.

Tabela 6. Ordenação das espécies comercializáveis ocorrentes nas Unidades de Coletas.

Nome Científico

Nome Vulgar

DA

DR

FA

FR

VI

Dipteryx odorata (Aubl.

Cumarú ferro

0,14

5

100

2,04

14,666

Apuleia leiocarpa

Cumarú cetim

0,143

5,12

100

2,04

12,805

Ceiba pentandra (L.)

Samaúma(branca,verdadeira)

0,083

2,97

100

2,04

12,271

Brosimum uleanum

Manitê

0,123

4,39

86,67

1,77

11,611

Cedrela odorata L.

Cedro (vermelho, rosa)

0,153

5,45

100

2,04

11,368

Phyllocarpus riedellii Tul.

Guaribeiro

0,113

4,04

93,33

1,91

9,807

Capirona

decorticans

Mulateiro

0,106

3,79

100

2,04

9,77

Spruce

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 25

25

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO Astronium

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

Astronium leicotei

Aroeira/Maracatiara/Gonca

0,128

4,57

100

2,04

9,538

Hymenaea courbaril L.

Jatobá

0,096

3,42

100

2,04

9,347

Copaifera multijuga Hayn

Copaiba (preta)

0,074

2,63

100

2,04

8,676

Amburana

acreana

Cerejeira/Cumaru de chei

0,084

3,01

100

2,04

7,194

(Ducke) A.C.Sm

Aspidosperma vargasii A.

Amarelão

0,08

2,87

100

2,04

6,416

DC.

Parkia sp

Fava pe de arara (Angico

0,064

2,29

80

1,63

6,298

Terminalia guianensis

Imbirindiba amarela

0,067

2,41

93,33

1,91

6,287

Manilkara surinamensis (

Maçaranduba (vermelha)

0,059

2,11

100

2,04

6,075

Tabebuia sp.

Ipê

0,075

2,68

93,33

1,91

6,007

Qualea tesmannii Mill

Catuaba (branca,amarela)

0,051

1,83

93,33

1,91

5,193

Myroxylon

balsamum

Balsamo

0,033

1,17

100

2,04

3,802

Harms

Hymenolobium excelsum

Angelim(am,raj)/Sucupira

0,024

0,87

86,67

1,77

3,368

Simaruba amara

Marupá preto

0,027

0,96

86,67

1,77

3,32

Aspidosperma macrocarpon Ma

Pereiro

0,015

0,54

100

2,04

3,065

Platymiscium duckei Hub

Violeta (macacauba)

0,019

0,67

73,33

1,5

2,54

Hymenaea oblongifolia H

Jutaí

0,024

0,87

46,67

0,95

2,406

Enterolobium Be

schomburski

Fava orelhinha(de macaco

0,01

0,37

66,67

1,36

2,105

Dialium guianensis (Au

Tamarina

0,01

0,35

66,67

1,36

1,951

Nectandra rubra Mez.

Louro(itauba, gamela)

0,004

0,14

66,67

1,36

1,592

Pouteria sp

Abiu (manso)

0,009

0,33

40

0,82

1,551

Tetragastris

altissima

Breu vermelho/Sucuruba

0,007

0,24

40

0,82

1,178

(Aub

Eschweilera

odorata

Matamata(rx,prt)/castara

0,016

0,56

6,67

0,14

1,172

(Poepp

Caryocar Villosum (Aubl

Piqui/Pequia

0,003

0,09

33,33

0,68

0,841

Couratari macrosperma

Tauari (vermelho)

0,005

0,18

20

0,41

0,784

Volchysia sp

Quaruba

0,002

0,05

20

0,41

0,522

Diplotropis purpurea (Rich

Sucupira preta

0,001

0,02

20

0,41

0,437

Guarea purusana C.D.C

Jitó vermelho

0

0,01

13,33

0,27

0,287

Cariniana

micrantha

Jequitiba

0,001

0,03

6,67

0,14

0,235

Ducke

Levando em consideração os valores de freqüência exposto, é possível inferir que todas as espécies comerciais, encontram-se presentes em todas as parcelas consideradas. Em termos de freqüência relativa, as espécies que obtiveram dispersões em relação às outras, com valores superiores a 1%, representam 71% do total. Entre as espécies que apresentaram maiores

Rua Cel. Alexandrino, 301 Bosque Rio Branco AC CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br

301 – Bosque Rio Branco – AC – CEP 69.909-730 Tel. +55 (68) 3211-2200/3211-2246 zeas@riobranco.ac.gov.br 26

26

P REFEITURA M UNICIPAL DE R IO B RANCO G ABINETE DO P REFEITO números

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIO BRANCO

GABINETE DO PREFEITO

números de indivíduos por área amostral, podemos descrever: Cedrela odorata L; Apuleia leiocarpa; Dipterys odorata (Aubl.); Astronium leicotei; Brosimum uleanum; Phyllocarpus riedellii Tul.; Hymenaea courbaril L.; Amburana acreana (Ducke); Ceiba pentandra (L.); Aspidosperma vargasii A.DC.; Tabebuia sp.; Copaifera multijuga Hayn.; Terminalia guianensis; Parkia sp.; Manilkara surinamensis; Qualea tasmannii Mill.; Myroxylon balsamum Harm. Estas espécies somam 51% das espécies comerciais prospectadas. De acordo com a tabela 5, 82,85% das espécies comerciais apresentaram valores de importância superior a 1, enquanto que 17,14% demonstraram valores inferiores a 1. 3.3 Estrutura Vertical

A estrutura vertical encontrada nas amostras analisadas, para as espécies comercializáveis, encontra-se apresentada na tabela 07.

Tabela 07. Estrutura vertical das espécies comercializáveis

 

H <

10,77 <= H <

H >=

Nome Científico

Nome Vulgar

10,77

17,63

17,63

Total

Hymenaea courbaril L. Aspidosperma vargasii A.

Jatobá

15,00

1.113,00

764,00

1.892,00

DC.

Amarelão

27,00

887,00

675,00

1.589,00

Astronium leicotei Dipteryx odorata (Aubl.

Aroeira/Maracatiara/Gonca Cumarú ferro

73,00

1.790,00

671,00

2.534,00

104,00

2.016,00

652,00