Você está na página 1de 4

07 TROMBETAS CONTRA AS PRAGAS DO APOCALIPSE

Sábado, 26 de agosto de 2000


PREÂMBULO

TEXTO BASE: Ap 8: 1-6 / Ap 1: 5-6

A – INTRODUÇÃO: O TEMPO DE DEUS – Ap 1:3, 18 e 19

Os eventos contados no Apocalipse falam de “tempos”. Eventos que “já


ocorreram”, “eventos que ocorrem” e “eventos que ainda ocorrerão” trazendo
muitas dúvidas aos nossos corações e variadas interpretações. Para podermos
entender e falar a respeito desse assunto polêmico temos que ter noções mais claras
sobre o mundo espiritual.
Existem duas dimensões:
1ª) Dimensão Natural – Onde existem as noções limitantes de espaço e tempo

2ª) Dimensão Espiritual (lugares celestiais) – dividido em duas partes


principais:

a) O 1º Céu (lugar que permeia o mundo natural) – onde satanás e seus anjos
estão.
b) Os Céus (a eternidade) – habitação de Deus e seus anjos, que é atemporal –
“Tendo, pois, a Jesus, o filho de Deus, como grande sumo sacerdote que
penetrou os céus, conservemos firmes a nossa confissão.” - Hb 4:14

Portanto, além de eventos passados, presentes e futuros existem também os


“eternos” que ocorreram na eternidade! Um deles foi a rebeldia e a queda de
satanás.
João recebeu a incumbência de escrever sobre as coisas:
- As que viste: que já ocorreram
- As que são: que estão acontecendo juntas com as eternas
- As que hão de acontecer: que serão conseqüência do mundo espiritual e se
desencadeiam aqui.

B – AS TROMBETAS E OS SETE ANJOS – Ap 8:1-6

As trombetas são instrumentos musicais que tinham o cunho de serem usadas


em ocasiões marciais (guerras) e espirituais (sagradas). Sempre marcavam eventos,
momentos de guerra e atitudes de combate – Jz 3:27
No capítulo 8 quando Jesus abriu o último selo (revelação de fatos que se
sucederiam), foram dadas 07 trombetas para que marcassem o início de eventos que
viriam afligir as pessoas na terra. Junto com o incenso, subiram as orações dos
santos para que as trombetas tocassem.
E nesta campanha nossas orações e palavras subirão ao altar de Deus e os
anjos tocarão as trombetas contra as pragas que existem sobre o ser humano.
Essas trombetas serão atitudes proféticas que liberarão anjos para acabarem
com essas pragas em nossas vidas, pois temos o sangue do Cordeiro sobre nós.

1º DIA – PRAGA NA TERRA

1º TROMBETA: Saraiva e fogo de mistura com sangue – Ap 8:7

O termo praga é o termo “golpe”, tanto no hebraico como no grego; algo que
traz ferimentos, que por sua vez geram conseqüências.
Podemos entender então que a praga traz sobre a terra terríveis seqüelas,
como por exemplo a falta de lugares férteis para produzir, gerando fome.

Esta seqüela simboliza pessoas que tiveram parte de suas vidas assoladas por
infortúnios que trouxeram e que trazem até hoje graves conseqüências.
João fala que foi queimada a terça parte da terra, podemos entender esta
praga não veio sobre toda a terra, para que assim, fosse mantida uma esperança,
pois ainda aos olhos dos que são vitimados por ela há sempre a expectativa de dar
certo, mas a certeza de nunca realizar.
Simbolizam:
- Relacionamentos ilícitos que ficamos aguardando que dêem certo;
- Relacionamentos com pessoas que não terminam definitivamente, mas
que deixam sempre uma esperança, fazendo com que percamos até a
oportunidade do novo que Deus tem;
- Empregos onde ficamos esperando o reconhecimento pessoal e material
que não recebemos, e presos pela necessidade não vamos para situações
melhores;
- Problemas de moradia, não conseguimos ficar em nenhum lugar
satisfeitos, sempre nos contentando com o pouco;
- Empresas que vivem um fluxo de entrada só para tapar os buracos e pagar
as dívidas, sem terem a perspectiva de crescer, e não optar por novos
mercados.
Vemos na Palavra de Deus alguns exemplos de pessoas que sofreram essa
praga:

1ºExemplo) Gideão: Malhando o trigo (que sobrou) escondido para pôr a salvo
dos midianitas – Jz 6:11
O Povo de Israel havia se afastado de Deus e estava fazendo aquilo que era
mal aos Seus olhos. Como conseqüência, foram entregues pelo próprio Senhor nas
mãos dos midianitas, e agora viviam uma vida medíocre, obrigados a esconder o
pouco que lhes sobrava.

2º Exemplo) Filho Pródigo: Que queria ser tratado pelo menos como os
empregados do pai – Lc 15:17-19

Aquele moço chegou a tão grave estado de degradação, que quando caiu em
si, achou que o pai o trataria como empregado, ao invés de tratá-lo como filho.
Muitas vezes em circunstâncias semelhantes acabamos achando que Deus tem
menos para nós do que realmente Ele já preparou.

3º Exemplo) Discípulos no caminho de Emaús - sabiam que Jesus ressuscitara,


mas estavam indo longe do manifestar do Seu poder – Lc 24:13-35

Apesar de saberem da ressurreição de Jesus, esses discípulos não estavam


nenhum pouco sintonizados com Ele. Ao invés de cumprirem a determinação de
esperarem em Jerusalém para serem revestidos de poder, preferiram caminhar
segundo a própria vontade para longe do local onde deveriam permanecer.

4º Exemplo) Pedro e outros discípulos que queriam voltar a pescar por não
crerem que Jesus teria algo melhor – Jo 21: 1-3

Pedro e os demais discípulos esqueceram-se muito rápido do que Jesus havia


lhes prometido. Diante das dificuldades e da angústia gerada por elas, resolveram
voltar atrás, sem esperarem o que Jesus ainda queria realizar em suas vidas.

5º Exemplo) Maria Madalena – que se conformara em ungir um defunto e não


ser cheia do Espírito Santo – Jo 20:1-10

Maria não tinha acordado para aquilo que Jesus anunciara e ao invés de
desfrutar do milagre, ainda buscava uma explicação lógica para o fato de Jesus não
estar ali. Ela preferiu se conformar em ungir o corpo de Jesus que morrera do que
se abrir para ser cheia do poder do Espírito Santo. Não reconheceu que Jesus
ressuscitara, antes O confundiu com o jardineiro.

D – TRANSFORMAÇÃO DO ÂNIMO DE VIDA – COMO ACABAR COM


ESSA PRAGA – Is 53: 5, 11 e 12
Jesus Cristo enfrentou toda dor e humilhação e sabia o resultado que traria
sua atitude: a transformação e a redenção do homem.
Aquele que nasceu de novo está identificado com Cristo e deve assumir as
mesmas disposições que Ele assumiu:
1ª Disposição) Entregar-se à vontade de Deus sem qualquer resistência como
Jesus – Mc 14:35-37
Jesus fez a vontade de Deus, ainda que fosse difícil e diferente de sua própria
vontade. Ele carregou sobre si todas as pragas que estavam sobre o homem, e
quando reconhecemos essa verdade e nos dispomos a andar com Deus e fazer Sua
vontade, experimentamos também a transformação do nosso ânimo de vida.
Não se conforme com a praga que está estabelecida sobre a terra, mas creia
que Deus pode retirá-la de sobre você. Gideão fez a vontade de Deus, e pôde
vencer a ação dos midianitas. Da mesma maneira, que Pedro e os outros discípulos
ao obedecerem a ordem de Jesus para lançar a rede à direita do barco, puderam
experimentar o milagre.
Faça a vontade de Deus e esta praga não tocará sua vida, porque você estará
marcado com o sangue de Jesus!

2ª Disposição) Saber que só em Jesus e na Sua vontade é que você vai


encontrar valores externos – Jo 6:67-69
Pedro sabia que não adiantava ir para qualquer outro lugar, pois só Jesus
tinha o alimento que ele precisava.
Muitos consideram que a solução para o mundo está em uma educação
melhor; em governantes mais capazes, em, projetos e leis arrojados. Tudo isso é
necessário, mas o que vai mudar a história do homem é o reconhecimento de que só
o Senhor é Deus.
Na verdade o mundo só precisa de Deus. Pedro reconheceu que longe de
Jesus a sua vida não teria sentido.
Saiba nesta noite que a vida longe de Jesus é dura de viver.

3ª Disposição) Não ficar mais olhando a perda, pois hoje é dia de ressurreição
– Jo 20:13-16
Maria Madalena estava lamentando a morte de Jesus quando o milagre já
havia acontecido.
Há muitas pessoas que ainda não viveram os milagres de Deus porque
insistem em sofrer e não conseguem tomar posse da obra que Deus já iniciou em
suas vidas. Gostam de lamentar e sofrer.
Nesta noite você vai deixar de olhar para a praga e para as seqüelas que ela
trouxe em sua vida, para começar a olhar para o poder de Deus em sua vida.
Hoje é dia de ressurreição! Hoje é dia de grandes e boas novidades!

C – CONCLUSÃO – Is 65:24
A sua oração subirá diante do altar do Senhor e nesta noite a trombeta será
tocada para liberar sobre você e sobre sua casa as bênçãos do Senhor.