Você está na página 1de 21
RESIDÊNCIA MÉDICA 2012 CADERNO-QUESTIONÁRIO CCV COORDENADORIA DE CONCURSOS PROVA PARA ÁREAS BÁSICAS OU

RESIDÊNCIA MÉDICA 2012

CADERNO-QUESTIONÁRIO

RESIDÊNCIA MÉDICA 2012 CADERNO-QUESTIONÁRIO CCV COORDENADORIA DE CONCURSOS PROVA PARA ÁREAS BÁSICAS OU

CCV

COORDENADORIA

DE CONCURSOS

PROVA PARA ÁREAS BÁSICAS OU ESPECIALIDADES COM ACESSO DIRETO

Data: 29 de janeiro de 2012. Turno: Tarde Duração: 04 horas

Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala nos retângulos abaixo.

Inscrição

Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala nos retângulos

Sala

Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala nos retângulos
Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala nos retângulos
Coloque, de imediato, o seu número de inscrição e o número de sua sala nos retângulos

PROVA PARA ÁREAS BÁSICAS OU ESPECIALIDADES COM ACESSO DIRETO

100 QUESTÕES

101. Qual das alternativas abaixo corresponde à fase na qual o processo reparador cursa com reepitelização, síntese da matriz e neovascularização para aliviar a isquemia do traumatismo?

A) Fase reativa.

B) Fase regenerativa.

C) Fase maturacional.

D) Fase de remodelação.

102. Quanto à classificação de sítio cirúrgico, qual das alternativas abaixo é classificada como do tipo incisional profunda?

A) Celulite.

B) Abscesso hepático.

C) Abscesso subfrênico.

D) Fasceíte necrotizante.

103. A classificação das queimaduras tanto diz respeito às causas que motivaram o evento como à extensão e profundidade da lesão ocorrida. Queimaduras que envolvem a musculatura devem ser classificadas em que grau?

A) Primeiro.

B) Segundo.

C) Terceiro.

D) Quarto.

104. Sabe-se que os melanomas possuem uma incidência mais elevada em homens e negros, ocorre significativamente entre a 3ª e 4ª décadas de vida e que a exposição solar excessiva aumenta o risco de desenvolver melanoma nas populações suscetíveis. Qual das alternativas abaixo corresponde a um fator adicional que aumenta mais ainda o risco de desenvolvimento de um melanoma?

A) Ceratose actínica.

B) Doença de Bowen.

C) Papiloma verrucoso.

D) Xerodermia pigmentosa.

105. Os linfomas representam 1% a 4% das neoplasias gastrointestinais, sendo o aparelho digestivo o local mais comum de ocorrência extranodal. No que diz respeito ao acometimento do aparelho digestivo, qual o órgão mais comumente afetado?

A) Cólon.

B) Esôfago.

C) Estômago.

D) Intestino delgado.

106. Mulher de 48 anos, de cidade do interior do Ceará, é encaminhada ao ambulatório de cirurgia geral com queixas de disfagia, regurgitação e perda de peso (5 Kg) há aproximadamente três anos. Na avaliação diagnóstica, a endoscopia digestiva alta é normal e o estudo contrastado do esôfago (esofagograma baritado) mostra discreta dilatação (4 cm) do órgão. Considerando-se a principal hipótese diagnóstica, quais as alterações esperadas no estudo manométrico do esôfago?

A) Pressão do EEI superior a 35 mmHg e contrações simultâneas isoladas.

B) Hipotonia do EEI e falta de peristalse progressiva em toda a extensão do esôfago.

C) Hipertonia do EEI e amplitude peristáltica média no esôfago distal maior que 180 mmHg.

D) Falha no relaxamento do esfíncter esofagiano inferior (EEI) em resposta à deglutição e falta de peristalse progressiva em toda a extensão do esôfago.

107. Com relação à extensão do tumor primário (T) na classificação TNM para o carcinoma gástrico, qual das alternativas abaixo corresponde ao T3?

A) Tumor invade serosa.

B) Tumor invade sub-serosa.

C) Tumor invade a muscular própria.

D) Tumor invade estruturas adjacentes.

108. Qual alternativa corresponde aos achados do exame físico compatíveis com uma hérnia inguinal direta?

A) O examinador observa abaulamento da região inguinal e presença de parestesia com irradiação para região escrotal.

B) O examinador observa, ao orientar o paciente a fazer a manobra de Vassalva, abaulamento abaixo do ligamento inguinal.

C) O examinador posiciona seu dedo indicador sobre o canal inguinal, orienta o paciente a fazer a manobra de Vassalva e observa que o abaulamento progride do fundo para superfície.

D) O examinador posiciona seu dedo indicador sobre o canal inguinal, orienta o paciente a fazer a manobra de Vassalva e observa o abaulamento que se move da região lateral para medial.

109. O uso de antibioticoprofilaxia está bem indicado em qual das seguintes situações?

A) Apendicite com peritonite em criança.

B) Mamoplastia redutora em mulher jovem.

C) Passagem de sonda vesical de demora domiciliar.

D) Papilotomia endoscópica para extração de cálculos.

110. O primeiro passo no exame e tratamento de um paciente politraumatizado é:

A) Assegurar uma via aérea adequada.

B) Identificar e controlar hemorragia quando presente.

C) Despir completamente o paciente para fazer um rápido exame dos pés à cabeça.

D) Realizar exame rápido para determinar a presença e a gravidade da lesão neurológica.

111. RN, nascido de parto normal há dois dias, apresenta sopro sistólico na borda esternal esquerda. O restante do exame físico é normal. O raio X de tórax e o eletrocardiograma estão normais. Qual a anormalidade cardíaca congênita que provavelmente essa criança apresenta?

A) Atresia Tricúspide.

B) Tetralogia de Fallot.

C) Persistência do canal arterial.

D) Comunicação interventricular.

112. Mulher de 78 anos encontra-se internada na UTI no 2º dia de pós-operatório de abdome agudo por diverticulite perfurada. As funções cardíaca, pulmonar e renal prévias são normais para a idade. A paciente evolui com melhora progressiva do estado geral de sepse. Não apresenta febre, mas está taquicárdica (120bpm). O débito urinário e a gasometria estão normais. O leucograma está normalizando e os valores de proteína C-reativa estão sofrendo redução. O hemograma apresenta-se, desde a internação na UTI, com valores de hemoglobina em torno de 9,0g/dl, hoje está em 8,0g/dl. Não apresenta sangramento ativo. Que dado adicional deve ser analisado antes de se indicar a transfusão de concentrado de hemácias para a paciente?

A) Dosagem do hematócrito.

B) Medida da saturação venosa mista de oxigênio.

C) Determinação da fração de ejeção do ventrículo esquerdo.

D) Dados disponíveis são suficientes para indicar hemotransfusão.

113. Um médico de plantão na UTI, após a concordância dos familiares de um paciente não doador de órgãos, decidiu pela suspensão do suporte de vida após a confirmação diagnóstica de morte encefálica. O ventilador pulmonar foi desligado e desconectado do paciente, e as drogas vasoativas foram suspensas. Após alguns minutos, os batimentos cardíacos cessaram. A data e a hora na Declaração de Óbito foram as mesmas da determinação de morte encefálica. Com relação à conduta do médico, qual análise está correta dentre as alternativas abaixo?

A) O médico praticou eutanásia.

B) O médico praticou ortotanásia.

C) A conduta médica foi legal e ética.

D) A conduta médica foi ética, porém a data e hora do óbito devem corresponder ao momento em que cessaram os batimentos cardíacos.

114. Estado geral de paciente, sexo masculino, 42 anos, admitido na UTI séptico, no pós-operatório de esofagectomia, evoluia satisfatoriamente até que, há dois dias, o paciente passou a apresentar alteração do estado geral, febre e leucocitose. Qual a substância cuja dosagem sérica, ainda que de forma indireta, pode avaliar o envolvimento da interleucina 6 nesse quadro?

A) Fosfatase alcalina (FA).

B) Proteina C reativa (PCR).

C) Desidrogenase lática (LDH).

D) Superóxido desmutase (SOD).

115. Mulher de 36 anos é admitida no centro cirúrgico para videolaparoscopia diagnóstica. A paciente encontrava-se previamente saudável, sem co-morbidades, e seus exames, físico e complementares,

não evidenciavam alterações. Foi submetida à indução venosa da anestesia geral com intubação orotraqueal sem intercorrências. O antibiótico profilático foi administrado imediatamente após a

a paciente apresentou hipotensão grave e intensa elevação da pressão

endotraqueal, impossibilitando a ventilação mecânica. Qual o fármaco prioritário para salvar a vida dessa paciente?

indução.

Subitamente,

A) Adrenalina.

B) Hidrocortisona.

C) Antagonista H1.

D) Agonista beta-2 adrenérgico.

116. Homem de 35 anos, 70kg, sem co-morbidades, é mantido em jejum no pré-operatório para uma cirurgia eletiva. Sobre os cuidados com a reposição hídrica e eletrolítica desse paciente, é correto afirmar que a estimativa aproximada da água corporal em kg do peso total desse indivíduo é de:

A) 60 kg.

B) 55 kg.

C) 45 kg.

D) 40 kg.

117.

No pós-operatório de uma cirurgia abdominal, um homem de 42 anos, 65kg, sem co-morbidades

associadas à patologia cirúrgica, foi inadvertidamente hiper-hidratado com solução fisiológica de NaCl

0,9%. Considerando-se que esse paciente apresenta função renal normal, qual substância o seu organismo secreta para manter a homeostase da água extracelular?

a

A) Aldosterona.

B) Vasopressina.

C) Noradrenalina.

D) Peptídios natriuréticos.

118.

O

parto de uma gestante de 32 anos acaba de ser praticado a termo. Ao proceder à secção do cordão

umbilical, o médico observa que o cordão apresenta conteúdos abdominais fazendo protusão diretamente através do anel umbilical, observa também uma espécie de saco protegendo o conteúdo.

Após assistência inicial ao recém-nascido, qual conduta deve ser estabelecida?

A) Acesso venoso, hidratação, antibiótico de amplo espectro, sonda oro ou nasogástrica, proteção do saco com compressa estéril e úmida, encaminhamento para centro de referência em cirurgia pediátrica.

B) Acesso venoso central, nutrição parenteral, sonda orogástrica, proteção do saco com compressa estéril e úmida, encaminhamento para cirurgia.

C) Cateterização de veia umbilical, nutrição enteral, introdução do conteúdo para a cavidade abdominal, encaminhamento para cirurgia.

D) Acesso intraósseo, hidratação, introdução do conteúdo para a cavidade abdominal, encaminhamento para avaliação cirúrgica pediátrica.

119.

“Errar é humano”, e nós médicos, ao cuidar, podemos errar e provocar danos aos pacientes. Por isso existe a necessidade de conhecer e aplicar medidas que impliquem em aumento da segurança do paciente. Dentre as medidas abaixo, qual a mais eficaz na melhora da segurança de um sistema de assistência a pacientes?

A) Punições exemplares das pessoas envolvidas.

B) Criação e aplicação de checklists de procedimentos.

C) Ampla divulgação dos erros médicos nos meios de comunicação.

D) Compra de equipamentos de assistência à saúde com tecnologia avançada.

120. Mulher jovem apresenta aumento homogêneo da porção anterior do pescoço, labilidade emocional, tremor de extremidades, taquicardia, sudorese profusa e perda de peso. Após confirmação diagnóstica, a cirurgia deverá ser indicada se a paciente apresentar qual das condições associadas?

A) Gravidez.

B) Exoftalmia.

C) Rouquidão.

D) Tireotoxicose.

121. Homem de 56 anos comparece em consulta para avaliação e tratamento de dislipidemia. Como co- morbidade, apresenta apenas diabetes mellitus em uso de metformina. Ele não é fumante, e sua pressão arterial é 130 x 80mmHg. Visando reduzir seu risco cardiovascular, qual o objetivo principal da terapêutica de redução do colesterol?

A) LDL < 100 mg/dl.

B) LDL < 130 mg/dl.

C) LDL < 160 mg/dl.

D) LDL < 180 mg/dl.

122. Paciente de 56 anos comparece para consulta com queixa de piora do quadro prévio de angina pectoris.

Vinha em uso de sinvastatina, aspirina e metoprolol. Exame físico: cabelos ressecados, fala arrastada e edema facial (+/4+). Peso: 75 kg; pulso: 92 bpm. Além da doença coronariana (para a qual se vale de Sinvastatina, Aspirina e Metoprolol), tem hipotireoidismo de diagnóstico recente, em uso de 75 mcg de levotiroxina. Foi iniciado tratamento com isossorbida. Com relação ao tratamento do hipotireoidismo desse paciente, que conduta é recomendável?

A) Suspender a levotiroxina.

B) Manter a dose de levotiroxina.

C) Reduzir a dose da levotiroxina para 25 mcg/dia.

D) Aumentar a dose de levotiroxina para 112,5 mcg/dia.

123. Um paciente de 60 anos, há dois anos com dispnéia progressiva aos esforços, apresenta infiltrado pulmonar intersticial na radiografia de tórax. A tomografia computadorizada de tórax em alta resolução mostra bronquiectasias de tração e áreas de faveolamento em bases pulmonares com mínimas áreas de vidro fosco. Foi encaminhado para realização de biópsia pulmonar cirúrgica. Qual o achado histopatológico característico para o diagnóstico mais provável para esse paciente?

A) Dano alveolar difuso com deposição de tecido de granulação nos septos alveolares e nas pequenas vias aéreas e hiperplasia de músculo liso.

B) Deposição de tecido de granulação nos ductos alveolares e pequenas vias aéreas e áreas de inflamação crônica nos septos alveolares.

C) Áreas de pulmão normal alternadas com focos de inflamação intersticial, deposição de colágeno em zonas subpleurais e hiperplasia de músculo liso.

D) Focos homogêneos de deposição de colágeno denso com proliferação de fibroblastos, infiltrado linfocitário e hiperplasia de pneumócitos tipo I.

124. Paciente de 34 anos, trabalhador da construção civil, deu entrada na emergência com história de febre, calafrios, mialgia e cefaleia há aproximadamente 5 dias. Na admissão estava afebril, ictérico, hipotenso, cefaleico e apresentava hemoptise. Os exames mostravam uréia 182mg/dl, creatinina 3,1mg/dl, potássio 3,0mEq/L, Hb 12g/dl, Ht 38%, leucócitos 10.200/mm 3 , plaquetas 40.000/mm 3 , TGO 62UI/L, TGP 56UI/L, bilirrubina direta 12mg/dl. Qual a conduta mais adequada visando aumentar as chances de sobrevida desse paciente?

A) Fazer expansão volêmica evitando sobrecarga hídrica, antibioticoterapia e iniciar hemodiálise precoce.

B) Fazer expansão com sobrecarga hídrica, iniciar antibioticoterapia e aguardar 48h para observar evolução da função antes de indicar hemodiálise.

C) Iniciar rapidamente pulso de corticoide para hemorragia alveolar, reposição volêmica adequada e antibioticoterapia. Observar reposta antes de indicar hemodiálise.

D) Fazer reposição volêmica, iniciar a dopamina (dose de 3µg/kg/min) caso a hipotensão não responda ao volume e antibioticoterapia. Observar resposta para indicar hemodiálise.

125. Em relação ao “Fenômeno de Lúcio” na hanseníase, podemos afirmar o seguinte:

A) caracteriza-se como vasculite e paniculite com muitos linfócitos, poucos bacilos e sem área de necrose.

B) representa uma variante da reação hansênica tipo 1 que pode ocorrer no início do tratamento com poliquimioterapia.

C) trata-se de reação observada mais comumente na forma virchowiana no início do tratamento com poliquimioterapia.

D) caracteriza-se clinicamente por múltiplas placas purpúricas dolorosas e bolhas hemorrágicas que evoluem para lesões necróticas e ulceradas.

126. Homem de 58 anos foi encaminhado ao ambulatório de Nefrologia por apresentar, em exame de rotina, ureia sérica de 78mg/dl, creatinina sérica de 1,8mg/dl, creatinina urinária de 80mg/dl, volume urinário de 24h de 1440ml. Sua superfície corporal é de 1,73m 2 . Relata diabetes mellitus há 15 anos, sendo tratado com glibenclamida 5mg/dia e metformina 1.000mg/dia. Exame físico: estado geral bom, PA 120/80mmHg, auscultas cardíaca e pulmonar normais, abdome e membros inferiores sem alterações. Qual a análise correta quanto à extensão da lesão renal desse paciente?

A) A taxa de filtração glomerular calculada se encontra no estágio V da doença renal crônica.

B) A taxa de filtração glomerular calculada se encontra no estágio III da doença renal crônica.

C) A taxa de filtração glomerular está abaixo de 15ml/min devendo-se considerar tratamento dialítico.

D) A taxa de filtração glomerular calculada se encontra no estágio IV da doença renal crônica, provavelmente devido à nefropatia diabética.

127. Qual a afirmação correta sobre as anemias microcíticas e hipocrômicas?

A) A dosagem da ferritina sérica isoladamente é um parâmetro pouco útil para a avaliação do estoque de ferro.

B) A anemia da doença renal crônica, desde o estágio inicial, caracteriza-se por ferro sérico baixo e TIBC elevada.

C) A hiperplasia eritróide e o esfregaço com mais de 50% de rouleaux são observados quando os níveis de hemoglobina estão entre 7- 8g/dl.

D) O diagnóstico diferencial de microcitose inclui deficiência de ferro, beta talaessemia, intoxicação por chumbo e hemoglobinopatia Lepore.

128. Um paciente de 65 anos encontra-se internado por sepse grave em UTI. Além de antibióticos, foram prescritos enoxaparina subcutâneo e ranitidina IV para profilaxia de trombose venosa profunda e de úlcera de estresse, respectivamente. No 9 o dia de admissão, foram observadas lesões necróticas na pele do abdômen (figura abaixo). A contagem de plaquetas em hemograma de controle é de 40.000/mm 3 (na admissão era de 80.000/mm 3 ). O restante do hemograma é normal, compatível com a resolução clínica do seu quadro infeccioso. Não são observados sangramentos espontâneos.

infeccioso. Não são observados sangramentos espontâneos. Conferir figura correspondente com melhor resolução no

Conferir figura correspondente com melhor resolução no anexo (FIGURA 1)

Que conduta é a mais recomendada dentre as descritas abaixo?

A) Substituição da enoxaparina por heparina não fracionada.

B) Substituição da enoxaparina por warfarin.

C) Suspensão da enoxaparina.

D) Suspensão da ranitidina.

129. Mulher de 75 anos procura atendimento com “problemas de memória”. No último ano, apresenta dificuldades crescentes para transmitir recados e localizar objetos em seu domicílio. É hipertensa controlada há 25 anos com uso de hidroclorotiazida, sem outras comorbidades. A paciente está alerta, tem discurso organizado e está orientada no espaço, porém tem dificuldade para lembrar a data atual. Repete adequadamente 3 palavras não relacionadas quando solicitada, mas não consegue recordá-las após alguns minutos. Não consegue desenhar um relógio em um círculo de papel. O restante do exame físico é normal. Hemograma, eletrólitos, glicemia, perfil lipídico, funções tiroidiana, renal e hepática estão normais. Qual das alterações abaixo será mais provavelmente encontrada na ressonância nuclear magnética de encéfalo dessa paciente?

A) Atrofia de tálamo.

B) Atrofia de hipocampo.

C) Atrofia de lobo frontal.

D) Atrofia de corpos mamilares.

130. Mulher com Lupus Eritematoso Sistêmico há 1 mês apresenta edema de MMII e “urina espumosa”. Realizou exames laboratoriais que evidenciaram Hb 10,2g/dl, Ht 31%, leucócitos 10.200/mm 3 (diferencial normal), plaquetas 120.000/mm 3 , Ureia 42mg/dl, Creatinina 0,9mg/dl, sumário de urina:

proteinúria 4+, sem hematúria ou leucocitúria, proteinúria de 24h 4,5g. Com relação à nefrite lúpica da paciente, qual o tipo mais provável?

A) Classe I (lesão minima).

B) Classe II ( proliferação mesangial).

C) Classe IV ( proliferativa difusa).

D) Classe V ( membranosa).

131. Homem de 58 anos apresenta dormência inicialmente nas mãos e, posteriormente, já há 2 anos, em ambos os pés e pernas distais. A marcha é instável. Fez gastrectomia total há 10 anos por neoplasia. Apresenta manchas hipocrômicas, descamativas, no pescoço e tórax. Há glossite e queilose. Reflexo aquileu ausente bilateralmente. Glicemia de jejum 101 mg/dl, hematócrito 28 g/dl, volume corpuscular médio 120fL, VHS 22 mm. ECG normal. Qual a causa do quadro clínico do paciente?

A) Deficiência de vitamina B12.

B) Intoxicação por arsênico.

C) Dermatomiosite.

D) Hanseníase.

132. Homem de 40 anos é avaliado em departamento de emergência por desorientação. Familiares referem que ele ingere álcool todos os dias (de 8 a 10 doses de cachaça), há mais de 5 anos. Na manhã do dia anterior, foi trazido a este mesmo hospital por rebaixamento do nível de consciência após 5 dias consecutivos de libação etílica, sendo constatada hipoglicemia, que foi revertida com 50g de glicose endovenosa; após recobrar os sentidos, o paciente solicitou alta. Hoje, ele apresenta flutuação do nível de consciência, com episódios de agitação e agressividade. Ao exame físico, verifica-se nistagmo horizontal e importante ataxia. Não houve ingestão de álcool entre os dois atendimentos. Qual substância deve ser imediatamente administrada nesse paciente?

A) Tiamina.

B) Cianocobalamina.

C) Benzodiazepínico.

D) Soro glicosado a 10%.

133. Mulher de 60 anos, em primeiro dia pós-operatório de tiroidectomia total, apresenta agitação na enfermaria. Ao ser abordada, a paciente encontra-se alerta, porém com desorientação espacial e alucinações visuais (descrevia animais e monstros circulando seu leito). A cicatriz cirúrgica estava limpa. Ao aferir a pressão arterial da paciente, observa-se intenso espasmo carpal. Não havia outros achados no exame físico. Qual alteração deve estar presente no eletrocardiograma desta paciente?

A) Alargamento do QRS.

B) Aumento do intervalo PR.

C) Elevação do segmento ST.

D) Prolongamento do intervalo QT.

134. Homem jovem sofreu acidente ofídico há 4 horas. Apresenta ptose e incapacidade de deambular. Que medicamento atuante no Sistema Nervoso Autonômico é indicado nesse caso?

A) Clonidina.

B) Adrenalina.

C) Neostigmina.

D) Amitriptilina.

135. Mulher de 32 anos queixa-se de dor no quadrante inferior esquerdo do abdome, uma vez por semana, há 4 meses, associada a fezes liquefeitas, sem sangue. Melhora com a evacuação e piora no período menstrual. Usou amoxicilina há duas semanas para faringite. Está desempregada há 8 meses. Exames:

Hematócrito 37%, hemoglobina 12 g/dl, VHS 5 mm, leucócitos 7.000/mm 3 , hormônios tireoidianos normais, glicemia de jejum 86 mg/dl. Retossigmoidoscopia sem lesões. Dentre as alternativas abaixo, qual o mecanismo fisiopatológico que melhor e mais frequentemente explica esta condição clínica?

A) Implante endometrial no sigmóide.

B) Distúrbio da modulação central da dor.

C) Disabsorção de carboidratos por giardíase.

D) Colite pseudomembranosa por Clostridium difficile.

136. Qual a alternativa correta quanto à doença cardiovascular na hipertensão arterial sistêmica?

A) Diuréticos são eficazes no tratamento da hipertensão arterial, mas não têm eficácia na redução da morbidade e da mortalidade cardiovasculares.

B) A hipertensão sistólica isolada e a pressão de pulso são fatores de risco importantes para doença cardiovascular em pacientes de meia-idade e idosos.

C) Metas antropométricas a serem alcançadas são o IMC menor que 25 kg/m 2 e a circunferência abdominal < 108 cm para os homens e < 80 cm para as mulheres.

D) Há superioridade do bloqueador do receptor de angiotensina II em relação ao inibidor da enzima conversora da angiotensina na redução de eventos coronarianos.

137. Em um indivíduo adulto normal, sem comorbidades, com que idade e intervalo é recomendado solicitar perfil lipídico para avaliação de risco cardiovascular?

A) Desde os 20 anos e a cada 5 anos.

B) Desde os 30 anos e a cada 5 anos.

C) Desde os 30 anos e a cada 3 anos.

D) Desde os 40 anos e a cada ano.

138. Homem de 68 anos é admitido em uma emergência trazido por familiares. Apresentava dispneia intensa e tontura há 30 minutos, de início súbito. O paciente é hipertenso, em uso de losartana. Exame físico:

orientado, dispnéico 3+/4+, PA 130x90 mmHg, crepitações na metade inferior de ambos os pulmões, sem edema de extremidades. Administrado O 2 e diurético, sem melhora, evoluindo com dor torácica anginosa. ECG da admissão abaixo:

com dor torácica anginosa. ECG da admissão abaixo: Conferir figura correspondente com melhor resolução no

Conferir figura correspondente com melhor resolução no anexo (FIGURA 2)

Qual a conduta recomendada nesse contexto?

A) Cardioversão elétrica.

B) Amiodarona endovenosa.

C) Parecer de um especialista.

D) Massagem dos seios carotídeos.

139. Homem de 50 anos, em programa de hemodiálise há 5 anos, é avaliado por queixa de dor lombar com características inflamatórias. O exame físico mostra alterações nos testes de Schober e Patrick. Radiografia das articulações acometidas revelou-se normal. Qual dos exames de imagem abaixo deve ser solicitado para prosseguir avaliação das articulações acometidas desse paciente?

A) Artrografia.

B) Ultrassonografia.

C) Tomografia Computadorizada.

D) Ressonância Nuclear Magnética.

140. Homem de 52 anos, diabético em uso de metformina, apresenta-se consciente, com afasia e hemiparesia direita há 2 horas. Previamente sadio. Tomografia computadorizada do encéfalo mostrou “borramento” do núcleo lenticulado esquerdo. PA 145x95 mmHg. Glicemia: 80 mg/dl, hematócrito: 44%, plaquetas:

250.000/mm 3 , RNI: 1,0. Qual a principal conduta a ser adotada de imediato?

A) Administração de aspirina 375 mg por via oral.

B) Administração de manitol a 20%, 250 ml endovenosos, rápidos.

C) Administração de ativador de plasminogênio tecidual endovenoso.

D) Administração de glicose a 50%, cinquenta mililitros endovenosos.

141. Gestante de 25 anos, portadora de Hepatite B (HBsAg positiva) com data de última menstruação de 36 semanas e 3 consultas de pré-natal, chega à maternidade em período expulsivo. O RN nasce com APGAR 8/9 e peso de 1980g, apresentando leve desconforto respiratório, o qual é resolvido após 6 horas de oxigenioterapia. Na reavaliação com 6 horas de vida, encontra-se em boas condições de vitalidade. Qual a conduta quanto à imunização do recém-nascido?

A) Aplicar vacina Hepatite B após estabilização clínica. Colher sorologia materna e aplicar imunoglobulina hiperimune para Hepatite B até 7 dias de vida. Completar esquema com 3 doses no total.

B) Aplicar imunoglobulina hiperimune para Hepatite B e vacina Hepatite B dentro das primeiras 12 horas de vida. Completar esquema com 4 doses no total e colher sorologia ambulatorial.

C) Aplicar a imunoglobulina hiperimune para Hepatite B de imediato e, na alta, aplicar vacina Hepatite B e colher sorologia. Completar esquema com 3 doses no total.

D) Aplicar a vacina Hepatite B e a imunoglobulina hiperimune para Hepatite B após 12 horas de estabilização hemodinâmica. Completar esquema com 4 doses no total e colher sorologia ambulatorial.

142. Qual das alternativas abaixo apresenta uma droga comumente usada como antitérmico e seu efeito colateral adverso?

A) Ibuprofeno pode causar anemia aplástica.

B) Acetoaminofen pode causar lesão hepática.

C) Dipirona pode levar a hemorragia digestiva.

D) Diclofenaco pode causar síndrome de Reye.

143. Criança de 2 anos e meio frequenta creche no turno da manhã. Sua mãe preocupa-se com o risco de transmissão de gripe (influenza) e questiona sobre a proteção vacinal de sua filha. Qual o procedimento médico correto?

A) Recomendar vacinação para mãe e filha.

B) Recomendar vacina à criança caso se confirme a pandemia mundial como em 2009.

C) Informar quanto à baixa eficácia da vacina, pois sua proteção é de curta duração, sendo desnecessário vaciná-la.

D) Explicar que a vacina pode beneficiar a criança ao reduzir em até 30% a incidência de otite média aguda após influenza.

144. Um RN nasce com 36 semanas de idade gestacional com peso de nascimento de 1.600g. Classifique o recém-nascido (RN) de acordo com a curva abaixo e fatores que estão relacionados a essa condição:

abaixo e fatores que estão relacionados a essa condição: A) RN pré-termo, pequeno para a idade

A) RN pré-termo, pequeno para a idade gestacional e hipertensão materna.

B) RN pré- termo, pequeno para a idade gestacional e diabetes gestacional.

C) RN pré-termo, adequado para a idade gestacional e disfunção placentária.

D) RN pré-termo, adequado para a idade gestacional e doença materna crônica.

145. Uma adolescente, primípara, apresenta tipo sanguineo A, Rh (+) dá à luz um recém-nascido com tipo sanguíneo O Rh (-), que apresenta icterícia com 20 horas de vida. Os exames: Hematócrito 33%; Hb 11g/dl, Bilirrubinas totais 11,5mg/dl; Bilirrubina indireta 11mg/dl; Bilirrubina direta 0,5mg/dl, reticulócitos 20%; Teste de coombs direto (+); esfregaço de sangue periférico com presença de eritroblastos. Qual o diagnóstico?

A) Esferocitose hereditária.

B) Doença hemolítica ABO.

C) Deficiência de glicose-6-fosfato-desidrogenase.

D) Doença hemolítica por antígenos eritrocitários irregulares.

146. Uma criança comparece ao ambulatório para uma consulta de puericultura. Durante o exame, ela senta sem apoio, fica na posição de engatinhar, não fica em pé sozinha, transfere objetos de uma mão para outra, consegue segurar objetos pequenos entre as pontas dos dedos indicador e polegar, balbucia, esboça estranhamento quando examinada. Qual a idade estimada para a criança?

A) 6 meses.

B) 9 meses.

C) 12 meses.

D) 15 meses.

147. Paciente de 10 anos, internado há 7 dias em UTI com quadro de broncopneumonia complicada por derrame pleural e pneumatoceles, está usando antibioticoterapia apropriada ao caso. Durante a infusão em 15 minutos de um dos antibióticos, subitamente apresenta eritema multiforme-like, prurido intenso, rash envolvendo face, pescoço, parte superior do tronco e dos braços, taquicardia e queda da pressão arterial média. Qual o diagnóstico e a fisiopatologia?

A) Síndrome do homem vermelho, reação não mediada por IgE, devido à infusão de vancomicina acima de 20mg/kg/h.

B) Síndrome do homem vermelho, reação não mediada por IgE, devido à infusão de ceftriaxona acima de 20mg/kg/h.

C) Síndrome urticariforme, reação não mediada por IgE, devido à infusão de vancomicina abaixo de

20mg/kg/h.

D) Síndrome urticariforme, reação mediada por IgE, devido à infusão de ceftriaxona abaixo de

20mg/kg/h.

148. Paciente de 9 meses é encaminhado a atendimento médico com letargia, vômitos, mas sem febre. A mãe informa que o quadro começou há cerca de duas horas e solicita pressa na liberação da criança, pois tem afazeres a esperá-la em casa. Apresenta TC de crânio que mostra hematoma subdural antigo em região parieto-frontal esquerda; hematoma subdural recente em região occipital e janela óssea sem fraturas. Como complementação essencial do estudo do caso, o que é necessário realizar?

A) Exame de fundo de olho.

B) Punção lombar.

C) Arteriografia cerebral.

D) Ultrassom transfontanelar.

149. Criança de 4 meses de idade, portadora de doença do refluxo gastroesofágico, segue em uso exclusivo de leite materno ao seio desde o nascimento. Apresenta quadro de irritabilidade, hipotonia, retardo do desenvolvimento neuropsicomotor e movimentos incoordenados. A mãe da criança faz uma dieta vegetariana estrita e apresenta anemia, fraqueza, glossite e parestesias. Qual das drogas usadas para tratar o refluxo gastroesofágico pode piorar o quadro da criança?

A) Ranitidina.

B) Omeprazol.

C) Domperidona.

D) Hidróxido de alumínio.

150. Menino de 3 anos, com febre alta há 8 dias, apresenta linfoadenomegalia de cadeia cervical anterior direita, eritema de orofaringe, eritema da língua com papilas proeminentes, conjuntivite bilateral não exsudativa, exantema polimorfo troncular e inchaço endurado nas mãos e pés. Tratado com cefalosporina de 1ª geração, quadro evolui sem melhora. Apresenta, 3 semanas após o início do quadro, massa pulsátil em região axilar direita. Qual exame é imprescindível para conduzir o paciente adequadamente?

A) Ecocardiograma bidimensional com Doppler.

B) Tomografia computadorizada da massa axilar.

C) Exérese cirúrgica para biópsia da massa axilar.

D) Punção aspirativa da massa guiada por ultrassom.

151. Durante o exame físico em uma criança de 7 anos, observa-se o achado demonstrado na ilustração abaixo:

observa-se o achado demonstrado na ilustração abaixo: Residência Médica 2012 P á g . 1 1

Qual a correta descrição do achado do exame físico?

A) Sinal de Barlow presente com luxação do quadril à direita.

B) Sinal de Barlow presente com luxação do quadril à esquerda.

C) Sinal de Trendelemburg presente com luxação do quadril à direita.

D) Sinal de Trendelemburg presente com luxação do quadril à esquerda.

152. Pré-escolar é trazido ao Centro de Saúde apresentando lesões no couro cabeludo, conforme imagem abaixo:

lesões no couro cabeludo, conforme imagem abaixo: Conferir figura correspondente com melhor resolução no

Conferir figura correspondente com melhor resolução no anexo (FIGURA 3)

Qual o diagnóstico e tratamento adequados?

A) Eczema atópico loção de corticóide durante 1 semana.

B) Tinha do couro cabeludo griseofulvina 10-20 mg/kg/dia durante 45 dias.

C) Piodermite do couro cabeludo cefalosporina oral 40 mg/kg/dia durante 7 dias.

D) Dermatite seborreica xampu de sulfeto de selênio a 2,5% em dias alternados durante 30 dias.

153. Adolescente do sexo masculino procura a Unidade de Saúde por apresentar pequeno corrimento uretral fluido e esbranquiçado, percebido antes da primeira micção matinal, às vezes só percebido através de ordenha manual. Sua parceira não apresenta qualquer sintoma. Quais são os dois principais agentes etiológicos mais prováveis para esse caso?

A) Streptococcus agalactiae e Papilomavírus humano.

B) Clamydia trachomatis e Ureaplasma urealyticum.

C) Clamydia trachomatis e Trichomonas vaginalis.

D) Gardnerella vaginalis e Clamydia trachomatis.

154. Além do Hipotireoidismo Congênito e da Fenilcetonúria, quais outras doenças podem ser identificadas com o teste de triagem neonatal tal como definido em portaria do Ministério da Saúde?

A) Hemoglobinopatias e Sífilis congênita.

B) Hemoglobinopatias e Fibrose Cística.

C) Doença de Chagas e Fibrose Cística.

D) Doença de Chagas e AIDS.

155. Médico atende criança de quatro meses de idade com suspeita clínica de bronquiolite viral aguda. Que critério clínico isolado indica necessidade de hospitalização?

A) Presença de co-morbidades (cardiopatia, pneumopatia).

B) Presença de saturação de oxigênio superior a 93%.

C) Faixa etária no segundo semestre de vida.

D) Ausculta com sibilância expiratória.

156. Em quais situações da prática clínica está indicada a quimioprofilaxia secundária da tuberculose?

A) Em crianças imunodeprimidas por doenças imunossupressoras.

B) Em crianças infectadas pelo HIV, com PPD igual ou superior a 10 mm.

C) Em crianças com viragem tuberculínica recente, ou seja, aumento de, no mínimo, 5 mm na reação ao PPD nos últimos 12 meses.

D) Em crianças menores de 15 anos de idade, sem sinais de Tb ativa, contactante com pessoa com tuberculose bacilífera, não-vacinadas com reação ao PPD > 10 mm.

157. Em que faixa etária é esperado que uma criança apresente forte conexão com a mãe ou cuidador principal e reserva com estranhos?

A) 6 a 8 meses.

B) 9 a 12 meses.

C) 13 a 18 meses.

D) 19 a 36 meses.

158. Quais as características do fenômeno da violência doméstica contra a criança e o adolescente?

A) Pouco acomete as classes sociais favorecidas.

B) Ocorre entre indivíduos de classes sociais distintas.

C) Trata-se de fenômeno eventual, sem tendência a cronificar.

D) Consiste no abuso de poder disciplinador e coercitivo dos pais ou responsáveis.

159. Escolar é trazido à Unidade de Saúde para aferição do crescimento encaminhado pela escola, que o julga muito baixo. Ao ser pesado e medido, em duas oportunidades, constata-se que a criança mantém- se aproximadamente no percentil 25 das curvas da Organização Mundial da Saúde (2007) para peso e altura. Os pais têm altura média normal. Qual a conduta adequada para esse caso?

A) Solicitar dosagens hormonais, já que se trata de baixa estatura.

B) Iniciar polivitamínicos, ferro e cálcio, já que se trata de desnutrição.

C) Acompanhar o crescimento com aferições semestrais, já que a criança está normal.

D) Iniciar uso de hormônio de crescimento, já que a criança é portadora de déficit de estatura.

160. Um menino de 10 anos de idade apresenta crescimento na curva de percentil 25 desde a sua primeira infância. Sabendo que a estatura do pai é de 180 cm e a da mãe é de 165 cm e que eles tiveram condições de saúde suficientemente adequadas na infância e adolescência, qual informação daremos aos pais sobre crescimento estatural do filho?

A) Tendência de crescimento baixa e compatível com a estatura dos pais.

B) Tendência de crescimento limítrofe e compatível com a estatura dos pais.

C) Tendência de crescimento normal e incompatível com a estatura dos pais.

D) Tendência de crescimento limítrofe e incompatível com a estatura dos pais.

161. Qual das alternativas abaixo apresenta uma CONTRA-INDICAÇÃO absoluta (risco inaceitável pela OMS) ao uso de anticoncepcionais hormonais combinados?

A) 32 anos de idade, fumante (20 cigarros por dia).

B) Câncer de mama diagnosticado e tratado há 8 anos.

C) Deficiência de proteína S, sem histórico de trombose.

D) Hipertensão (Pressão Arterial de 150 x 95mmHg) com medicação.

162. Mulher de 28 anos tem altura de 1,62 m e engravidou pesando 58 Kg. Sua ingesta antes da gestação era de 2.400 Kcal/dia, balanceada quanto à distribuição dos nutrientes. Qual deve ser, idealmente, o ganho de peso médio (em Kg) durante sua gestação?

A) 8

B) 10

C) 12

D) 14

163. Uma médica de família e comunidade (MFC), juntamente com psicóloga do Núcleo de Apoio à Saúde da Família (NASF), iniciou atividade de promoção da saúde visando à prevenção de eventos potencialmente causadores de injúrias físicas. O público alvo foram famílias com crianças de zero a doze meses de vida. Qual o aconselhamento correto que deve ser oferecido às famílias?

A) A família deve proteger o berço com grades baixas e grossas, visando à prevenção de quedas.

B) O lactente possui um pensamento mágico, com percepção egocêntrica e ilógica do seu ambiente, mas já é capaz de aprender noções de segurança.

C) Os pais tendem a apresentar um comportamento congruente com seu grau de educação e conhecimento específico sobre normas de segurança infantil.

D) O lactente possui grande motivação para explorar o ambiente, porém a má coordenação motora e a incapacidade de reconhecer riscos podem levar a um grande número de injúrias físicas.

164. Mulher de 63 anos, viúva, do lar, procurou seu médico de família com queixa de “tristeza” que já se prolonga há três meses. Na anamnese, o médico constatou humor deprimido, fatigabilidade, idéias de culpa, perturbações do sono, apetite diminuído e autoestima reduzida. A paciente negou qualquer evento traumático nos últimos meses. Ao exame: peso 86 kg; 1,62 metros de altura; PA 130x80 mmHg. Exame neurológico sem alterações. Mini-exame do estado mental = 24. Com base nos critérios para diagnóstico de episódio depressivo do CID-10, qual o provável diagnóstico e tratamento farmacológico para essa paciente?

A) Depressão (episódio grave); antidepressivos tricíclicos.

B) Depressão (episódio leve); inibidores de recaptação de serotonina.

C) Depressão (episódio grave);inibidores de recaptação de serotonina.

D) Depressão (episódio moderado); inibidores de recaptação de serotonina.

165. Um médico de família e comunidade (MFC) trabalha em área de risco na periferia de uma grande cidade, onde a violência urbana, o tráfico e o consumo de drogas são evidentes. O crack é a substância psicoativa ilícita mais utilizada. Uma adolescente e morador de rua da área faz uso regular de crack há 3 anos. Fumou a última pedra de crack há 12 horas e procurou o médico na Unidade Básica de Saúde. Qual o provável estado mental do adolescente?

A) Depressão e anorexia.

B) Humor eutímico, anedonia, grande fissura pela droga.

C) Euforia, sensação de aumento da força, aumento da autoestima, diminuição da fadiga.

D) Perda da capacidade de julgamento, sentimento de grandiosidade, alucinações e extrema agitação psicomotora.

166. Uma mulher de 46 anos, casada, costureira, faz uso de Diazepan (20 mg/dia), diariamente, há 15 anos. A medicação foi prescrita no início em unidades de emergência e desde então vem sendo utilizada pela paciente. A paciente não apresenta sinais e sintomas condizentes com transtornos de ansiedade, mas refere não conseguir dormir sem o uso da medicação. Ao consultar sua médica de família e comunidade (MFC), ambas decidem pela retirada da medicação. Qual deve ser a proposta terapêutica?

A) Retirada gradual da droga e uso de flumazenil visando prevenir sintomas de abstinência.

B) Encaminhamento ao psiquiatra, visto que a dose utilizada é alta e requer manuseio por especialista.

C) Retirada gradual da droga visando evitar a precipitação de delírio, muitas vezes com sintomas psicóticos.

D) Retirada abrupta da droga, pois estudos demonstram que a retirada gradual aumenta a possibilidade de recaídas.

167. Um projeto de pesquisa deseja estimar quantas vezes é maior o risco de desenvolver uma doença entre indivíduos expostos em relação aos não-expostos, considerando uma doença de alta prevalência. Qual medida de associação deve ser calculada?

A) Oddsratio.

B) Risco relativo.

C) Risco atribuível.

D) Risco absoluto.

168. É objetivo da busca ativa de sintomáticos respiratórios na comunidade:

A) reduzir a incidência de asmáticos a longo prazo.

B) interromper a cadeia de transmissão da tuberculose.

C) identificar precocemente pacientes com enfisema pulmonar.

D) prevenir desenvolvimento de tuberculose com resistência primária.

169. Paciente adulto comparece à unidade básica de saúde relatando aparecimento de lesões em braços e dorso nos últimos 60 dias. Ao exame, o médico de família detecta 8 lesões de pele, todas com alteração de sensibilidade. Além disso, identifica espessamento de nervos ulnares. Nenhum grau de incapacidade física foi identificado. Considerando o caso acima, qual deve ser a conduta terapêutica?

A) Poliquimioterapia com rifampicina + dapsona por 6 meses.

B) Poliquimioterapia com rifampicina + dapsona por 12 meses.

C) Poliquimioterapia com rifampicina + dapsona + clofazimina por 12 meses.

D) Poliquimioterapia com rifampicina + dapsona + clofazimina por 18 meses.

170. Homem de 25 anos comparece à unidade básica de saúde com queixa de lesão, de aparecimento há 1 semana, em pênis. Nega surgimento de vesículas no local. Ao exame, constata-se lesão ulcerada única em região balano-prepucial, pouco dolorosa, com bordos endurecidos. Constata-se adenopatia inguinal não supurativa, móvel, indolor e múltipla. Refere relações sexuais desprotegidas com múltiplos parceiros em uma festa há 3 semanas. Qual a conduta?

A) Iniciar penicilina G benzatina 3 doses de 1.200.000 UI IM, solicitar sorologias para HIV, hepatite B e convocar parceiros.

B) Iniciar penicilina G benzatina dose única de 2.400.000 UI IM, solicitar sorologias para HIV, sífilis, hepatites B e C e convocar parceiros.

C) Iniciar penicilina G benzatina 3 doses de 2.400.000 UI IM + azitromicina 1g VO dose única e encaminhar para serviço especializado.

D) Iniciar penicilina G benzatina dose única de 2.400.000 UI IM + azitromicina 1g VO dose única, solicitar sorologias para HIV, sífilis, hepatites B e C e convocar parceiros.

171. Qual a assertiva verdadeira em relação a uso de inseticidas para o combate ao Aedes aegypti em nosso meio?

A) O inseticida atualmente mais utilizado para o controle de pupas no Brasil é o malathion.

B) A principal substância empregada no país é o organofosforadotemephos no controle de larvas.

C) A substância utilizada pelos carros “fumacê” é o dicloro-difenil-tricloroetano (DDT) que tem ação sobre o mosquito adulto.

D) O malathion é um organofosforadolarvicida que, adsorvido em grãos de areia numa formulação contendo 1%, pode ser aplicado em água para o consumo humano.

172. Os membros da equipe de saúde, em especial os médicos, devem saber reconhecer situações e fatores de risco para quedas de idosos. Sobre esse assunto, qual a afirmativa correta?

A) Cerca de 10% das quedas ocorrem em escadas sendo que descê-las apresenta maior risco que subi-las.

B) Quedas com impacto direto sobre as pernas e a coluna vertebral têm maior probabilidade de resultar em fraturas.

C) Homens idosos tendem a cair mais que mulheres idosas até os 75 anos de idade; a partir dessa idade, as frequências se igualam.

D) Quedas acidentais, em sua maioria, ocorrem fora de casa e durante o desempenho de atividades eventuais como ir à feira ou ir ao banco.

173. No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Quais os fatores causais ou predisponentes cientificamente reconhecidos para essa neoplasia?

A) Idade e obesidade.

B) DST prévia e vasectomia.

C) História familiar e raça negra.

D) Dieta rica em gordura saturada e etilismo.

174. Homem de 67 anos consultou com seu médico de família. Ao realizar o toque retal, o médico observou uma próstata aumentada, tensa e sem sulco mediano. Posterior ultra-sonografia abdominal mostrou o aumento da próstata fazendo protrusão no interior da bexiga e trabeculação vesical. Qual a hipótese diagnóstica mais provável?

A) Hiperplasia de próstata com obstrução urinária baixa.

B) Hiperplasia de próstata sem obstrução urinária baixa.

C) Carcinoma de próstata com obstrução urinária baixa.

D) Hiperplasia de próstata e prostatismo sem obstrução urinária baixa.

175. Mulher de 28 anos realizou citologia oncótica cervico-vaginal em dezembro 2010 e novembro de 2011 com resultados semelhantes: leve processo inflamatório, presença de lactobacilus, ausência de sinais de malignidade. Qual deve ser agora a periodicidade do rastreamento para câncer de colo uterino para essa mulher, segundo normas do Ministério da Saúde Brasileiro?

A) A cada ano.

B) A cada 2 anos.

C) A cada 3 anos.

D) A cada 6 meses.

176. Homem de 35 anos procurou Unidade Básica de Saúde após sofrer ferimento em pé há menos de 1 hora. O ferimento foi desencadeado por uma pá utilizada em atividades de jardinagem. A pá não estava enferrujada, mas estava suja de terra. O médico de família e comunidade (MFC) foi chamado para avaliar o caso e constatou ferimento profundo no pé. O paciente achava que havia tomado uma dose da vacina antitetânica há 11 anos, mas não tinha certeza. Com relação à profilaxia do tétano, além dos cuidados locais com o ferimento, qual a conduta indicada?

A) Administrar IGHAT ou SAT + 3 doses de dT.

B) Administrar antibioticoprofilaxia com amoxicilina-clavulanato.

C) Completar a vacinação antitetânica, com mais 2 doses de vacina dupla tipo adulto (dT) e uma de reforço.

D) Fazer uma dose de imunoglobulina humana antitetânica (IGHAT) ou soro antitetânico (SAT) e uma dose de dT.

177. Homem de 46 anos, pedreiro, foi diagnosticado como hipertenso há 2 meses. Seu pai e dois irmãos mais velhos são hipertensos. O paciente está em uso de enalapril (20 mg/dia). Ao exame, apresentou pressão 150x90 mmHg em ambos os braços e 160x100 mmHg em membros inferiores. Os exames complementares apresentaram creatinina 0,9 mg/dl, potássio sérico 3,2 mEq/L, sódio sérico 142 mEq/L, colesterol total 250 mg/dl, LDL 150 mg/dl, triglicerídeos 200 mg/dl, glicemia 110 mg/dl. O eletrocardiograma revelou sobrecarga de ventrículo esquerdo. A radiografia de tórax não evidenciou alteração. Qual achado sugere hipertensão arterial secundária?

A) Potássio sérico baixo.

B) Sódio sérico elevado.

C) ECG com sobrecarga de ventrículo esquerdo.

D) Pressão arterial mais alta nos membros inferiores.

178. Mulher de 42 anos procurou seu médico de família e comunidade (MFC) queixando-se de fadiga e poliúria. Ela é hipertensa e dislipidêmica (LDL 160 mg/dl, HDL 25mg/dl e triglicérides 300 mg/dl). Faz uso de anticoncepcional hormonal (estrogênio e progesterona) para tratamento de síndrome de ovários policísticos. Ela é mãe de dois filhos, sendo que um deles, hoje com 4 anos, nasceu pesando 4.300 gramas. Ao exame, apresentou PA 140x90 mmHg, peso 68 Kg, estatura 1,50m e cintura de 100 cm medida na altura da crista ilíaca. Qual alternativa contém fatores de risco que levantam a suspeita de diabetes nessa paciente?

A) LDL > 130 mg/dl, hipertensão arterial e obesidade.

B) Idade, hipertensão arterial e síndrome dos ovários policísticos.

C) Síndrome de ovários policísticos, triglicerídeos > 250 mg/dl e HDL < 35 mg/dl.

D) Uso de anticoncepcionais, mãe de recém nascido com mais de 4 Kg e LDL > 130 mg/dl.

179. Segundo as Diretrizes Brasileiras de Obesidade 2009/2010, da Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO), a classificação de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes pode ser feita utilizando-se o índice de massa corpórea IM , sendo que a interpretação difere de acordo com o sexo e a faixa etária. O limite de normalidade é estabelecido por curvas de percentil do IMC. Considerando essa classificação, acima de que percentil, na curva de IMC para a faixa etária, define-se a obesidade em crianças?

A) 95%

B) 90%

C) 85%

D) 80%

180. Homem de 38 anos, motorista, negro, procura seu médico de família para avaliação de rotina. Relata etilismo, tabagismo, sedentarismo e alimentação rica em gordura animal. Ao exame: 98 Kg; 1,65 metro de altura; PA 165x95 mmHg (1° medida), PA: 160/95 mmHg (2° medida); cintura abdominal 98 cm. Ausculta cardíaca e pulmonar sem alterações. Exames complementares: Colesterol total: 200 mg/dl; HDL: 50 mg/dl; triglicérides: 260 mg/dl; glicemia de jejum: 98 mg/dl; creatinina: 0,8 mg/dl; sumário de urina sem alterações; ácido úrico 8,2mg/dl. Raio X de tórax e ECG de repouso sem alterações. Segundo a escala de Framingham, qual o risco cardiovascular estimado para esse paciente?

A) Risco médio, ou entre 15 e 20% em 10 anos.

B) Risco baixo, ou menos de 10% em 10 anos.

C) Risco médio, entre 10 e 15% em 10 anos.

D) Risco alto, ou mais de 20% em 10 anos.

181. Primigesta, 19 anos, refere ser fumante e usuária de crack. Encontra-se com 30 semanas pela data da última menstruação. Hoje passou a apresentar dor abdominal associada a sangramento transvaginal vermelho escuro, de pequena intensidade. Ao exame físico, identificou-se: PA 160 x110mmHg e abdome gravídico contraído com altura de 27 cm e batimentos cardio-fetais de 130bpm. A proteinúria por fita é de 3+. Qual o principal fator de risco para o quadro hemorrágico nessa paciente?

A) Tabagismo.

B) Uso de crack.

C) Pré-eclampsia.

D) Adolescência.

182. Considerando as evidências atuais, qual o vaso da circulação materno-fetal que deve ser avaliado na gestante com suspeita de restrição de crescimento fetal?

A) Artéria uterina.

B) Ducto venoso.

C) Artéria umbilical.

D) Artéria cerebral média.

183. Qual a classificação de um feto, cuja idade gestacional é de 36 semanas, que, na avaliação ultrassonográfica, apresenta peso estimado no percentil 6, relação circunferência cefálica/circunferência abdominal = 1,3 e relação fêmur/circunferência abdominal = 0,25?

A) Restrição do crescimento tipo misto.

B) Crescimento-desenvolvimento normal.

C) Restrição do crescimento tipo simétrico.

D) Restrição do crescimento tipo assimétrico.

184. Durante avaliação da parturiente, identificou-se, ao toque, colo com dilatação completa, bolsa íntegra e feto em apresentação cefálica fletida. Em qual período do trabalho de parto encontra-se a parturiente?

A) Primeiro.

B) Segundo.

C) Terceiro.

D) Quarto.

185. Durante avaliação da bacia obstétrica, identificou-se que o estreito superior era arredondado, o diâmetro antero-posterior e o bituberoso eram grandes, o sacro era largo e côncavo. Qual tipo de bacia está sendo descrita?

A) Andróide.

B) Ginecóide.

C) Antropóide.

D) Platipelóide.

186. Durante avaliação da circulação fetal, identificou-se diástole zero na artéria umbilical. Esse achado representa fisiopatologicamente que aspecto da avaliação?

A) Oxigenação fetal.

B) Função cardíaca.

C) Resposta adrenal.

D) Resistência placentária.

187. Durante acompanhamento pré-natal de uma gestante, foi realizado um exame de doppler-velocimetria. O obstetra informou à gestante que, durante a avaliação do compartimento materno, identificou inadequada invasão trofoblástica com maior risco de pré-eclampsia e restrição do crescimento fetal. Qual foi o achado encontrado e qual vaso foi analisado?

A) Centralização fetal / artéria cerebral média.

B) Incisura protodiastólica / artéria uterina.

C) Diástole zero / artéria umbilical.

D) Onda A reversa / ducto venoso.

188. Gestante apresenta cartão de vacinação antitetânica com esquema completo há 4 anos. O que deve ser proposto?

A) Dose de reforço após 20 semanas.

B) Não há necessidade de intervenção.

C) Dose de reforço na consulta puerperal.

D) Esquema com 3 doses após 20 semanas.

189. Paciente puérpera vem para consulta 10 dias após parto normal sem intercorrências. Está em aleitamento exclusivo. Em relação ao seu peso, o que é esperado?

A) Elevação acentuada devido à lactação e à menor diurese.

B) Perda acentuada devido à maior diurese, à lactação e à loquiação.

C) Perda discreta inicial devido à loquiação, seguida de ganho devido à lactação.

D) Elevação discreta inicial devido ao edema pós-parto e à menor diurese, seguida de perda pela lactação.

190. Paciente de 20 anos procurou uma emergência obstétrica com um exame de beta-HCG positivo e diz que sua última menstruação ocorreu há 32 dias. Relata história de ciclos menstruais regulares a cada 28 dias. Informa que recebeu uma vacina contra rubéola há 3 semanas e mostra-se apreensiva quanto a possíveis malefícios ao embrião. Qual a conduta a ser adotada nesse contexto?

A) Recomendar análise citogenética do líquido amniótico.

B) Prescrever imunoglobulina específica para rubéola na dose de 100mg/kg durante 2 dias.

C) Orientar sobre o bom prognóstico esperado desta gravidez, a despeito de imunização contra rubéola.

D) Indicar a interrupção da gravidez com misoprostol, em vista do alto potencial lesivo da vacina da rubéola na gravidez.

191. Mulher de 36 anos apresenta sangramento uterino anormal, inicialmente menorrágico, e há 7 meses metrorrágico, acompanhado de cólica uterina. Com relação à investigação diagnóstica complementar desse caso, qual a alternativa correta?

A) Além de inspeção da cavidade, a histeroscopia permite uma biópsia dirigida do endométrio com diagnóstico histológico de áreas anormais. É um meio seguro e preciso para identificar hiperplasias e cânceres de origem endometrial.

B) A ultra-sonografia transvaginal, em vez de biópsia endometrial, é exame de primeira linha para avaliar o sangramento anormal, pois oferece informações em relação ao endométrio que não é oferecido por histeroscopia ou biópsia.

C) A ultra-sonografia transvaginal com Color Doppler tem sido utilizada na identificação e diferenciação entre miomas submucosos e pólipos endometriais no contexto de sangramento uterino anormal. É padrão ouro para investigaçao de hiperplasias e canceres do endometrio.

D) Não há uma sequência clara para uso de biópsia endometrial, ultra-sonografia transvaginal e histeroscopia na avaliação de sangramento uterino anormal. Nenhuma dessas irá distinguir todas as lesões anatômicas com alta sensibilidade e especificidade.

192. Mulher de 15 anos com história de amenorréia primaria queixa-se de aumento do volume abdominal e dor. O exame fisico e o exame de ressonância nuclear magnética são demonstrados abaixo. Assinale a alternativa que corresponde à conduta correta a ser adotada nesse contexto.

corresponde à conduta correta a ser adotada nesse contexto. Conferir figuras correspondentes com melhor resolução no
corresponde à conduta correta a ser adotada nesse contexto. Conferir figuras correspondentes com melhor resolução no

Conferir figuras correspondentes com melhor resolução no anexo (FIGURAS 4 e 5)

A) Incisão cruciforme na região do abaulamento himenal.

B) Vídeo-laparoscopia diagnóstica.

C) Video-histeroscopia

D) Colpovirgoscopia

193. Mulher de 28 anos procura médico por dispareunia há 6 meses. Traz relatório cirúrgico de que foi operada há 8 anos de apendicite. Na oportunidade, o cirurgião verificou, no fundo de saco de Douglas, algumas lesões avermelhadas, bolhosas e outras enegrecidas, que foram biopsiadas. O resultado da biópsia mostrou estroma endometrial e hemossiderófagos. O exame físico foi normal assim como o exame ultrassonográfico. Qual o tratamento mais indicado para o caso?

A) Uso de análogos de GnRH.

B) O uso de dispositivo intra-uterino (DIU, Cobre-380).

C) Uso de anticoncepcionais orais combinados de forma cíclica.

D) Uso de anticoncepcionais orais combinados ou por progestagenios, de forma contínua.

194. Mulher de 40 anos de idade foi submetida à biópsia de colo uterino guiada por colposcopia em uma área de epitélio acetobranco. A análise histopatológica evidenciou mitoses e células imaturas nos terços médio e superior do epitélio escamoso, não ultrapassando a membrana basal. Qual o tratamento recomendado?

A) Conização.

B) Histerectomia.

C) Eletrocauterização.

D) Aplicação de ácido tricloroacético a 90%.

195. Mulher de 28 anos de idade, com parceiro há 3 meses, apresentou quadro de vesículas e ardência na região perineal há 1 semana, seguido do surgimento de úlcera muito dolorosa no local, que vem progredindo com melhora e formação de crosta no local, recentemente. Qual o agente etiológico provável?

A) Treponema pallidum.

B) HPV papiloma vírus humano.

C) HSV- Herpes vírus hominis 1 ou 2.

D) Calymmatobacterium granulomatis.

196. Paciente de 40 anos de idade vem apresentando sangramento vaginal irregular e abundante há 8 meses. Ao toque vaginal, evidenciou-se útero de volume aumentado e de superfície irregular. A análise histológica do útero após histerectomia revelou a presença de células musculares lisas alongadas, agregadas em feixes, de baixa atividade mitótica e sem organização vascular intrínseca. Qual o diagnóstico histológico da paciente?

A) Adenocarcinoma endometrial.

B) Leiomiomatose uterina.

C) Leiomiossarcoma.

D) Adenomiose.

197. Mulher de 27 anos vem ao consultório com quadro de dor pélvica desde a última menstruação, há quase 1 mês, de intensidade leve a moderada, intermitente, sendo mais evidente em fossa ilíaca esquerda. Não tem vida sexual ativa há 4 meses. Realizou ultrassonografia ontem, com evidência de cisto simples em ovário esquerdo medindo 4x2x2 cm. Qual a conduta mais acertada?

A) Solicitar uma tomografia computadorizada, CA-125 sérico e exames pré-operatórios.

B) Indicar laparotomia exploradora imediatamente pelo risco de complicação por torção.

C) Prescrever analgésicos ou antiinflamatórios e solicitar a repetição do ultra-som pós-menstrual.

D) Prescrever anticoncepcional oral combinado enquanto se aguarda a vídeo-laparoscopia diagnóstica.

198. Paciente de 16 anos, sexo feminino, assintomática, vem ao consultório médico com laudo de exame citopatológico de colo uterino mostrando lesão intra-epitelial de baixo grau, processo inflamatório leve, presença de lactobacilos. Qual a conduta a ser seguida?

A) Cauterizar o colo uterino.

B) Pesquisar HPV oncogênico.

C) Tratar o processo inflamatório.

D) Repetir o exame em 6 a 12 meses.

199. Uma mulher deu a luz há um mês e está com medo de engravidar. Foi orientada no posto para não usar anticoncepcional oral, pois está amamentando. Qual o mecanismo de ação da amamentação exclusiva com o anticonceptivo?

A) Redução de prolactina, aumento de GnRH, redução de LH, inibindo a maturação folicular.

B) Aumento de prolactina, redução de GnRH, redução de LH, inibindo a maturação folicular.

C) Redução de prolactina, redução de GnRH, redução de LH provocando a maturação folicular.

D) Aumento de prolactina, aumento de GnRH, aumento de LH,provocando a maturação folicular.

200. Vê-se abaixo uma imagem video-histeroscópica que sugere um diagnóstico compativel com o caso:

mulher de 26 anos com dois abortamentos previos. Assinale a alternativa correta com base nesse contexto.

Assinale a alternativa correta com base nesse contexto. Conferir figura correspondente com melhor resolução no

Conferir figura correspondente com melhor resolução no anexo (FIGURA 6)

A) Útero septado.

B) Útero arqueado.

C) Agenesia uterina.

D) Septo vaginal longitudinal.