MINISTÉRIO DE ORAÇÃO POR CURA E LIBERTAÇÃO

Exorcismo na celebração do Batismo §1237 Visto que o Batismo significa a libertação do pecado e de seu instigador, o Diabo, pronuncia-se um (ou vários) exorcismo(s) sobre o candidato. Este é ungido com o óleo dos catecúmenos ou então o celebrante impõe-lhe a mão, e o candidato renuncia explicitamente a satanás. Assim preparado, ele pode confessar a fé da Igreja, à qual será “confiado” pelo Batismo. Significação dos exorcismos de Jesus §517 Toda a vida de Cristo é mistério de Redenção. A Redenção nos vem antes de tudo pelo sangue da Cruz, mas este mistério está em ação em toda a vida de Cristo: já em sua Encarnação, pela qual, fazendo-se pobre, nos enriqueceu por sua pobreza; em sua vida oculta, que, por sua submissão, serve de reparação para nossa insubmissão; em sua palavra, que purifica seus ouvintes; em suas curas e em seus exorcismos, pelos quais “levou nossas fraquezas e carregou nossas doenças” (Mt 8,17); em sua Ressurreição, pela qual nos justifica. §550 O advento do Reino de Deus é a derrota do reino de Satanás: “Se é pelo Espírito de Deus que eu expulso os demônios, então o Reino de Deus já chegou a vós” (Mt 12,28). Os exorcismos de Jesus libertam homens do domínio dos demônios. Antecipam a grande

vitória de Jesus sobre “o príncipe deste mundo”. E pela Cruz de Cristo que o Reino de Deus ser definitivamente estabelecido: “Regnavit a ligno Deus. Deus reinou do alto do madeiro”. Significação e fins do exorcismo e de sua maneira de fazer §1673 Quando a Igreja exige publicamente e com autoridade, em nome de Jesus Cristo, que uma pessoa ou objeto seja protegido contra a influência do maligno e subtraído a seu domínio, fala-se de exorcismo. Jesus o praticou, é dele que a Igreja recebeu o poder e o encargo de exorcizar. Sob uma forma simples, o exorcismo é praticado durante a celebração do Batismo. O exorcismo solene, chamado “grande exorcismo”, só pode ser praticado por um sacerdote, com a permissão do bispo. Nele é necessário proceder com prudência, observando estritamente as regras estabelecidas pela Igreja. O exorcismo visa expulsar os demônios ou livrar da influência demoníaca, e isto pela autoridade espiritual que Jesus confiou à sua Igreja. Bem diferente é o caso de doenças, sobretudo psíquicas, cujo tratamento depende da ciência médica. É importante, pois, verificar antes de celebrar o exorcismo se se trata de uma presença do maligno ou de uma doença.

Oração para se livrar do mal §Não nos deixeis cair em tentação 2846 Este pedido atinge a raiz do precedente, pois nossos pecados são fruto do consentimento na, tentação. Pedimos ao nosso Pai que não nos “deixe cair” nela. E difícil traduzir, com uma palavra só, a expressão grega “me eisenegkes” (pronuncie: me eissenenkes), que significa “não permitas entrar em”, “não nos deixeis sucumbir à tentação”. “Deus não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta” (Tg 1, 13); Ele quer, ao contrário, dela nos livrar. Nós lhe pedimos que não nos deixe enveredar pelo caminho que conduz ao pecado. Estamos empenhados no combate “entre a carne e o Espírito”. Este pedido implora o Espírito de discernimento e de fortaleza. §2850 Mas livrai-nos do mal: O último pedido ao nosso Pai aparece também na oração de Jesus: “Não te peço que os tires do mundo, mas que os guardes do Maligno” (Jo 17,15). Diz respeito a cada um de nós pessoalmente, mas somos sempre “nós” que rezamos em comunhão com toda a Igreja e pela libertação de toda a família humana. A Oração do Senhor não cessa de abrir-nos para as dimensões da economia da salvação. Nossa interdependência no drama do pecado e da morte se transforma em solidariedade no Corpo de Cristo, na “comunhão dos santos”.

§2851 Neste pedido, o Mal não é uma abstração, mas designa uma pessoa, Satanás, o Maligno, o anjo que se opõe a Deus. O “diabo” (diabolos) é aquele que “se atira no meio” do plano de Deus e de sua “obra de salvação” realizada em Cristo. §2852 “Homicida desde o princípio, mentiroso e pai da mentira” (Jo 8,), “Satanás, sedutor de toda a terra habitada” (Ap 12,9), foi por ele que o pecado e a morte entraram no mundo e é por sua derrota definitiva que a criação toda será “liberta da corrupção do pecado e da morte”. “Nós sabemos que todo aquele que nasceu de Deus não peca; o Gerado por Deus se preserva e o Maligno não o pode atingir. Nós sabemos que Somos de Deus e que o mundo inteiro está sob o poder do Maligno” (1Jo 5,18-19). O Senhor, que arrancou vosso pecado e perdoou vossas faltas, tem poder para vos proteger e vos guardar contra os ardis do Diabo que Vos combate, a fim de que o inimigo, que costuma engendrar a falta, não vos surpreenda. Quem se entrega a Deus não teme o Demônio. “Se Deus é por nós, quem será contra nós?” (Rm 8,31). §2853 A vitória sobre o “príncipe deste mundo” foi alcançada, de unia vez por todas, na Hora em que Jesus se entregou livremente à morte para nos dar sua vida. É o julgamento deste mundo, e o príncipe deste mundo é “lançado fora”, “Ele põe-se a perseguir a Mulher”, mas não tem poder sobre ela: a nova Eva,

“cheia de graça” por obra do Espírito Santo, é preservada do pecado e da corrupção da morte (Imaculada Conceição e Assunção da Santíssima Mãe de Deus, Maria, sempre virgem). “Enfurecido por causa da Mulher, o Dragão foi então guerrear contra o resto de seus descendentes” (Ap 12, 17). Por isso o Espírito e a Igreja rezam: “Vem, Senhor Jesus” (Ap 22,17.20), porque a sua Vinda nos livrará do Maligno. §2854 Ao pedir que nos livre do Maligno, pedimos igualmente que sejamos libertados de todos os males, presentes, passados e futuros, dos quais ele é autor ou instigador. Neste última pedido, a Igreja traz toda a miséria do mundo diante do Pai. Com a libertação dos males que oprimem a humanidade, ela implora o dom precioso da paz e a graça de esperar perseverantemente o retorno de Cristo. Rezando dessa forma, ela antecipa, na humildade da fé, a recapitulação de todos e de tudo naquele que “detém as chaves da Morte e do Hades” (Ap 1,18), “o Todo-Poderoso, Aquele que é, Aquele que era Aquele que vem” (Ap 1,8): Livrai-nos de todos os males, ó Pai, e dai-nos hoje a vossa paz. Ajudados por vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e protegidos de todos os perigos, enquanto, vivendo a esperança, aguardamos a vinda do Cristo Salvador. Livros:
A Cura do Ressentimento. Pe. Leo. Edições Loyola

Amigos de Deus (Projeto da RCC). ww.rccbrasil.com.br Apostila. 1: Em Jesus, o sentido da nossa missão Apostila. 2: Deixar-se renovar e ser testemunha Apostila. 3: A batalha é do Senhor (RCC) Buscai as Coisas do Alto. Pe. Leo. Editora Canção Nova Caminhos de Libertação. Pe. Jorge Tadeu Hermes. Comunidade Obra de Maria Como rezar pela cura entre gerações, do Pe. Alberto Gambarini, Editora Ágape Corações Curados. Pe. Leo. Edições Loyola Cura da dor mais profunda, do Pe. Matthew Linn, Editora Verus. Cura do Mal e Libertação do Maligno. Frei Elias Vella. Editora Canção Nova. Cura dos Traumas da Morte. Pe. Leo. Editora Canção Nova Cura entre gerações, do Pe. Robert De Grandis, Edições Louva-a-Deus, Cura Interior. Pe. Leo. Edições Loyola Curados para Vencer as Batalhas. Editora Canção Nova Cure Seu Coração. Pe. Leo. Edições Loyola Deus cura hoje. Philippe Madre. Edições Paulinas Diretrizes para Orações de Cura da Comissão Doutrinal do ICCRS. (International Catholic Charismatic Renewal Services), da Editora RCC-BRASIL. Famílias Restauradas. Pe. Leo. Editora Canção Nova Gotas de Cura Interior. Pe. Leo. Editora Canção Nova

Homens e Mulheres Restaurados. Pe. Leo. Editora Canção Nova Jovens Sarados. Pe. Leo. Editora Canção Nova Libertos das Forças Ocultas. Pe. Vagner Baia. Edições Palavra e Prece. www.palavraeprece.com.br Manual de Orientação. Ministério de Oração por Cura e Libertação (Reinalda Delgado dos Reis). Editora Santuário Mudando o Pranto em Festa (Um Caminho de Cura Interior). Pe. Jorge Tadeu Hermes. Com. Obra de Maria Na Trilha da Cura. Pe. Leo. Editora Canção Nova Não Jogue Fora Suas Lágrimas. Pe. Jorge Tadeu Hermes. Comunidade Obra de Maria O Leão que ruge ao longo do caminho. Frei Elias Vella. Editora Palavra e Prece Orações Selecionadas por Cura, Libertação e Intercessão. Secretaria Rafael. RCC. Arquidiocese de Sorocaba Para curar sua árvore genealógica. Pe. Jorge Tadeu Hermes. Comunidade Obra de Maria. Reconciliação e Perdão (Segundo os ensinamentos de Anselm Grün). Vladimir Pérez Ramírez. Edições Paulinas Renovados Pelo Espírito Santo. Pe. Leo. Editora Canção Nova Rezando a Vida. Pe. Leo. Edições Loyola Roteiros Bíblicos de Cura Interior. Pe. Leo. Edições Loyola Segredos para a Cura Interior. Pe. Leo. Edições Loyola

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful