Você está na página 1de 35

Coordenação Modular.

Coordenação Modular .
Coordenação Modular .
Coordenação Modular .

Famílias

No Brasil são produzidas e comercializadas duas famílias de blocos:

família 39

e comercializadas duas famílias de blocos: família 39 familia 29 No RS a família mais utilizada
e comercializadas duas famílias de blocos: família 39 familia 29 No RS a família mais utilizada

familia 29

duas famílias de blocos: família 39 familia 29 No RS a família mais utilizada devido a
duas famílias de blocos: família 39 familia 29 No RS a família mais utilizada devido a

No RS a família mais utilizada devido a facilidade de coordenação modular é a família de 29.

família 39 familia 29 No RS a família mais utilizada devido a facilidade de coordenação modular
família 39 familia 29 No RS a família mais utilizada devido a facilidade de coordenação modular

Projeto

Projeto Por ser uma das etapas iniciais do processo da construção, possui influência decisiva na exeqüibilidade

Por ser uma das etapas iniciais do processo da construção, possui influência decisiva na exeqüibilidade da obra e determinação do desempenho do “ambiente construído”, pois é nessa fase que são definidas as características da edificação e são considerados os aspectos relacionados a sua qualidade e custos. Em termos ideais, o projeto pode assumir o encargo fundamental de agregar eficiência e qualidade ao produto. Contudo, o projeto torna-se uma ferramenta eficaz para a interface projeto-obra somente na medida em que apresenta um bom nível de detalhamento, clareza e objetividade, ou seja, quando há a preocupação de projetar para produzir.

um bom nível de detalhamento, clareza e objetividade , ou seja, quando há a preocupação de
um bom nível de detalhamento, clareza e objetividade , ou seja, quando há a preocupação de

Projeto arquitetônico

* Observe o arranjo arquitetônico espacial de forma a ter uma edificação robusta com paredes estruturais bem distribuídas.

100%
100%
97%
97%

88%

83%

76%

66%
66%
66%
66%

Forma referência = planta quadrada Mais robustez, mais capacidade resistir esforços horizontais e transversos (torção)

referência = planta quadrada Mais robustez, mais capacidade resistir esforços horizontais e transversos (torção)
referência = planta quadrada Mais robustez, mais capacidade resistir esforços horizontais e transversos (torção)

Projeto arquitetônico

formas favoráveis

Projeto arquitetônico formas favoráveis
Projeto arquitetônico formas favoráveis
Projeto arquitetônico formas favoráveis

Projeto arquitetônico

formas aceitáveis

Projeto arquitetônico formas aceitáveis
Projeto arquitetônico formas aceitáveis
Projeto arquitetônico formas aceitáveis

Projeto arquitetônico

formas ruins

Projeto arquitetônico formas ruins
Projeto arquitetônico formas ruins
Projeto arquitetônico formas ruins

Projeto arquitetônico

H

C L
C
L

limites de esbeltez

situação

C/L

H/L

ideal

1

<1

aceitável

<4

<3

ruim

>4

>3

esbeltez situação C/L H/L ideal 1 <1 aceitável <4 <3 ruim >4 >3
esbeltez situação C/L H/L ideal 1 <1 aceitável <4 <3 ruim >4 >3

Projeto arquitetônico

Projeto arquitetônico Manter a mesma posição das aberturas em pavimentos consecutivos Desencontros = menor rigidez e

Manter a mesma posição das aberturas em pavimentos consecutivos Desencontros = menor rigidez e menor resistência Evitar vãos maiores de 1,8m

das aberturas em pavimentos consecutivos Desencontros = menor rigidez e menor resistência Evitar vãos maiores de
das aberturas em pavimentos consecutivos Desencontros = menor rigidez e menor resistência Evitar vãos maiores de

Modulação e compatibilização de projetos

A racionalização se inicia no projeto. Para isto, o projeto arquitetônico já deve ser elaborado seguindo os conceitos de alvenaria estrutural. A modulação e a compatibilização dos projetos são etapas fundamentais para o desempenho adequado do sistema construtivo.

Instalações São executadas paralelamente a alvenaria, sendo assim, seus projetos devem estar compatibilizados com os
Instalações
São executadas paralelamente a alvenaria, sendo
assim, seus projetos devem estar compatibilizados
com os de alvenaria desde o inicio da obra.
Projeto arquitetônico
Projeto arquitetônico
Deve ser concebido com uma visão global do
sistema de alvenaria estrutural, compatibilizado
com as instalações a serem executadas.
Sistema estrutural
As paredes são a estrutura da edificação,
impossibilitando a sua remoção.
Reticulado de referência
Uma malha de 15 x15 cm evita o uso de peças
complementares.
a sua remoção. Reticulado de referência Uma malha de 15 x15 cm evita o uso de
a sua remoção. Reticulado de referência Uma malha de 15 x15 cm evita o uso de

Modulação

A modulação da alvenaria é o acerto das dimensões em planta e pé direito da edificação, em função das dimensões dos blocos, de modo a evitar cortes ou ajustes na execução das paredes.

Por meio da técnica de coordenação modular, conseguimos evitar o trabalho de ajuste no canteiro
Por meio da técnica de coordenação modular, conseguimos evitar o trabalho de ajuste no canteiro

Por meio da técnica de coordenação modular, conseguimos evitar o trabalho de ajuste no canteiro, que representa perda de tempo, material e mão de obra. O projetista, deve escolher o módulo básico de 15cm e trabalhar com o conceito de módulo desde o estágio inicial da concepção. Desta forma, as medidas internas serão sempre múltiplos de 15cm+

1cm.

desde o estágio inicial da concepção . Desta forma, as medidas internas serão sempre múltiplos de
desde o estágio inicial da concepção . Desta forma, as medidas internas serão sempre múltiplos de

Modulação

A família de blocos cerâmicos é formada por três componentes básicos: bloco inteiro(14x19x29cm), meio bloco(14x19x14cm) e bloco e meio(14x19x44cm). Seguindo uma modulação, múltipla de 15 cm, a alvenaria será projetada a partir de apenas duas fiadas, que estarão 100% amarradas.

Na amarração destaca-se o papel fundamental desempenhado pelo bloco e meio. Com isso, eliminam-se as ligações executadas com grampos . Aos três blocos básicos somam-se componentes complementares: canaletas, blocos compensadores e blocos elétricos. Eles resolvem, por exemplo, os problemas da relação da alvenaria com a aplicação de esquadrias e com a construção de lajes.

15 15 15 15 15 1cm 14 29 29
15
15
15
15
15
1cm
14
29
29

planta

44

19 1 19
19
1
19
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29
15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1 19 14 29

14

29

29

14

elevação

construção de lajes. 15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1
construção de lajes. 15 15 15 15 15 1cm 14 29 29 planta 44 19 1

Amarração das paredes

A amarração efetiva das paredes é um ponto determinante na execução da alvenaria. Com a utilização dos blocos adequados, garante-se o intertravamento das unidades de alvenaria de forma simples e lógica, em todas as situações. Isto é, uma seqüência padronizada que representa a disposição dos blocos para cada uma das amarrações mais comuns, e também sua disposição em duas fiadas (fiadas pares e fiadas ímpares).

amarração em L

 
 
 
 

primeira fiada

primeira fiada
  primeira fiada Segunda fiada
  primeira fiada Segunda fiada

Segunda fiada

Segunda fiada

amarração em T

amarração em X

amarração em L   primeira fiada Segunda fiada amarração em T amarração em X
amarração em L   primeira fiada Segunda fiada amarração em T amarração em X
e fiadas ímpares). amarração em L   primeira fiada Segunda fiada amarração em T amarração em
e fiadas ímpares). amarração em L   primeira fiada Segunda fiada amarração em T amarração em

Primeira fiada

Devemos ter uma planta já com as medidas modulares, sem que no entanto, os blocos tenham sido lançados. As medidas internas serão sempre múltiplos de 15cm + 1cm.

1,36 1,36 1,21 1,21 2,71 2,41 2,71 2,41
1,36
1,36
1,21
1,21
2,71
2,41
2,71
2,41

A partir desta planta, Inicia-se a distribuição dos blocos da primeira fiada, tomando-se como base uma extremidade. Segue-se desenhando sucessivamente módulos de 29cm + 1cm de junta até os encontros de paredes, onde deverão ser observadas as amarrações- padrão. Deve-se seguir até o fechamento total externo da edificação.

onde deverão ser observadas as amarrações- padrão. Deve-se seguir até o fechamento total externo da edificação.
onde deverão ser observadas as amarrações- padrão. Deve-se seguir até o fechamento total externo da edificação.

Primeira e segunda fiada

Primeira e segunda fiada primeira fiada S e g u n d a f i a

primeira fiada

Primeira e segunda fiada primeira fiada S e g u n d a f i a

Segunda fiada

Primeira e segunda fiada primeira fiada S e g u n d a f i a
Primeira e segunda fiada primeira fiada S e g u n d a f i a

Vista

Vista
Vista
Vista

Compatibilização de aberturas

Compatibilização de aberturas
Compatibilização de aberturas
Compatibilização de aberturas
Compatibilização de aberturas

Shafts

São espaços destinados à concentração de prumadas hidro- sanitárias, elétricas e de telefonia. Com adoção deles, consegue se retirar parte significativa, quando não a totalidade das instalações hidro- sanitárias das paredes. A ausência dos shafts e as instalações no interior das paredes obrigam, em muitos casos, a desconsiderar tais paredes como elemento estrutural, ou lançar mão de enchimentos.

A proximidade dos banheiros e da cozinha racionaliza as instalações, diminuindo o numero de prumadas e de shafts. O box do banheiro e a lavanderia sao boas localizaçoes para shafts hidraulicos.

o numero de prumadas e de shafts. O box do banheiro e a lavanderia sao boas
o numero de prumadas e de shafts. O box do banheiro e a lavanderia sao boas
o numero de prumadas e de shafts. O box do banheiro e a lavanderia sao boas
o numero de prumadas e de shafts. O box do banheiro e a lavanderia sao boas

Shafts

shaft lavanderia|sanitarios| cozinha shaft 1 sanitarios shaft 2 lavanderia|cozinha * As prumadas hidráulicas não devem

shaft

lavanderia|sanitarios| cozinha

shaft 1 sanitarios
shaft 1
sanitarios
shaft lavanderia|sanitarios| cozinha shaft 1 sanitarios shaft 2 lavanderia|cozinha * As prumadas hidráulicas não devem
shaft lavanderia|sanitarios| cozinha shaft 1 sanitarios shaft 2 lavanderia|cozinha * As prumadas hidráulicas não devem

shaft 2

lavanderia|cozinha

* As prumadas hidráulicas não devem ser embutidas nas paredes de alvenaria estrutural, devem estar em shafts projetados para esta finalidade. Adote 'shafts' para passagem das tubulações hidrossanitárias principais (colunas).

TQS 1 TQS 2 CAF Shaft
TQS 1
TQS 2
CAF
Shaft
Adote 'shafts' para passagem das tubulações hidrossanitárias principais (colunas). TQS 1 TQS 2 CAF Shaft
Adote 'shafts' para passagem das tubulações hidrossanitárias principais (colunas). TQS 1 TQS 2 CAF Shaft

Intalações Elétricas

* O posicionamento dos eletrodutos deve constar no projeto de elevação das alvenarias.

* Prever nas elevações a dimensão de quadros de instalações (luz, telefone, TV a cabo, etc.), evitando quebras.

* A localização e dimensão do centro de distribuição deve constar na elevação para evitar quebras.

* Quando as prumadas elétricas não puderem ser embutidas nas

paredes de alvenaria estrutural, devem estar em shafts projetados para esta finalidade.

* Projetar as prumadas dos conduítes das instalações (elétricas, telefônicas e outras) na vertical, sem rasgos horizontais na

shaft 1 shaft 2
shaft 1
shaft 2
na vertical, sem rasgos horizontais na shaft 1 shaft 2 shaft 1 shaft 2 shaft 3
na vertical, sem rasgos horizontais na shaft 1 shaft 2 shaft 1 shaft 2 shaft 3
na vertical, sem rasgos horizontais na shaft 1 shaft 2 shaft 1 shaft 2 shaft 3
na vertical, sem rasgos horizontais na shaft 1 shaft 2 shaft 1 shaft 2 shaft 3

shaft 1 shaft 2 shaft 3

horizontais na shaft 1 shaft 2 shaft 1 shaft 2 shaft 3 Prever shafts para as

Prever shafts para as prumadas eletricas, de telefonia e incendio no hall de circulacao

2 shaft 1 shaft 2 shaft 3 Prever shafts para as prumadas eletricas, de telefonia e
2 shaft 1 shaft 2 shaft 3 Prever shafts para as prumadas eletricas, de telefonia e

Pontos de graute

extremidades livres encontros de paredes cantos de paredes laterais de aberturas
extremidades livres
encontros de paredes
cantos de paredes
laterais de aberturas
Pontos de graute extremidades livres encontros de paredes cantos de paredes laterais de aberturas
Pontos de graute extremidades livres encontros de paredes cantos de paredes laterais de aberturas

Rebatendo

Um dos padrões mais comuns na construção é o que emprega quatro apartamentos por pavimento. Nesse caso, assim como em muitos outros, deve-se começar fazendo a modulação de um dos apartamentos. Uma vez que esta planta esteja completamente modulada, basta então rebatê-la em função de seus eixos de simetria e completar a modulação das paredes restantes, hall comum, escada e elevadores.

em função de seus eixos de simetria e completar a modulação das paredes restantes, hall comum,
em função de seus eixos de simetria e completar a modulação das paredes restantes, hall comum,
em função de seus eixos de simetria e completar a modulação das paredes restantes, hall comum,

Racionalizando

Racionalizando * Simplifique o projeto com o menor número possível de tipos de componentes (blocos) utilizando

* Simplifique o projeto com o menor número possível de tipos de componentes(blocos) utilizando o módulo.

* Simplifique o projeto com o menor número possível de tipos de componentes (blocos) utilizando o
* Simplifique o projeto com o menor número possível de tipos de componentes (blocos) utilizando o

Reforçando

Reforçando cinta de amarração verga * Dimensione cintas de amarração sobre todas as paredes além de

cinta de amarração verga

* Dimensione cintas de amarração sobre todas as paredes além de vergas e contravergas no entorno dos vãos de janelas, com transpasse mínimo, para as laterais, de 30cm.

30cm
30cm

contraverga

transpasse

no entorno dos vãos de janelas, com transpasse mínimo, para as laterais, de 30cm. 30cm contraverga
no entorno dos vãos de janelas, com transpasse mínimo, para as laterais, de 30cm. 30cm contraverga
no entorno dos vãos de janelas, com transpasse mínimo, para as laterais, de 30cm. 30cm contraverga

Reforçando

Reforçando * Se a escada ou o p e r g o l a d o

* Se a escada ou o p e r g o l a d o f o r e m fixados diretamente na parede, prever em projeto um bloco canaleta preenchido com graute para fixar o parabold.

o r e m fixados diretamente na parede, prever em projeto um bloco canaleta preenchido com
o r e m fixados diretamente na parede, prever em projeto um bloco canaleta preenchido com

Lajes

São utilizadas:
São utilizadas:

pré moldada, pré-laje, maciça moldada em loco, vigota e tavela.

Lajes São utilizadas: pré moldada, pré-laje, maciça moldada em loco, vigota e tavela.
Lajes São utilizadas: pré moldada, pré-laje, maciça moldada em loco, vigota e tavela.

Especificação dos materiais

O projeto deverá especificar a resistência de todos os materiais que serão utilizados durante a execução do empreendimento.

Em casos de empreendimentos de grande verticalidade, o projeto poderá contar por exemplo com 4 resistências diferentes de blocos, assim como diferentes resistências nos demais materiais.

14⁰ Pav 13⁰ Pav 12⁰ Pav 11⁰ Pav 10⁰ Pav 9⁰ Pav 8⁰ Pav 7⁰
14⁰ Pav
13⁰ Pav
12⁰ Pav
11⁰ Pav
10⁰ Pav
9⁰ Pav
8⁰ Pav
7⁰ Pav
6⁰ Pav
5⁰ Pav
4⁰ Pav
3⁰ Pav
2⁰ Pav
1⁰ Pav

bloco 18MPa, argamassa

, graute

,

ferro

, graute

,

ferro

, graute

,

ferro

,

graute

,

ferro

bloco 15MPa, argamassa

bloco 10MPa, argamassa

bloco 7MPa, argamassa

Obs.: desenho esquemático com resistências de blocos cerâmicos estruturais produzidos pela Pauluzzi Blocos Ceramicos, a determinação da resistência dos materias deve ser feita por um engenheiro calculista através de cálculo estrutural para cada empreendimento.

dos materias deve ser feita por um engenheiro calculista através de cálculo estrutural para cada empreendimento.
dos materias deve ser feita por um engenheiro calculista através de cálculo estrutural para cada empreendimento.

Situações especiais

*Paredes Removíveis

Pode se elaborar um projeto arquitetônico que permita opções de mudanças futuras, desde que as informações e providências necessárias estejam previstas e explicitadas no manual do proprietário, não deixando nenhuma dúvida quanto a sua execução. Estas paredes serão consideradas como paredes de vedação no cálculo estrutural.

Uma vez que paredes removíveis, previstas em projeto, não deverão estar amarradas com as paredes definitivas, deve se nesse caso adotar juntas a prumo com tratamento adequado. Os procedimentos para remoção de tais paredes deverão estar registrados no manual do proprietário.

Como os encontros entre alvenaria estrutural e de vedação não podem ser feitos por amarração direta, independentemente da espessura dos blocos o encontro das alvenarias deverão ser executados aplicando-se telas eletrosoldadas na argamassa a cada duas fiadas.

ser executados aplicando-se telas eletrosoldadas na argamassa a cada duas fiadas. tela eletrosoldada a cada 2
tela eletrosoldada a cada 2 fiadas
tela
eletrosoldada
a cada 2
fiadas
ser executados aplicando-se telas eletrosoldadas na argamassa a cada duas fiadas. tela eletrosoldada a cada 2
ser executados aplicando-se telas eletrosoldadas na argamassa a cada duas fiadas. tela eletrosoldada a cada 2

Situações especiais

* Peitoris de sacadas em balanço

Quando executadas em alvenaria, os peitoris deverão ser projetados desligados das paredes da fachada.

* Paredes em ângulos diferentes de 90

A adoção dessa alternativa deve ser bem avaliada, tendo em vista a necessidade de providências que introduzirão novos procedimentos na execução da alvenaria, tais como grauteamento e grampeamento da região de mudança de ângulo.

novos procedimentos na execução da alvenaria, tais como grauteamento e grampeamento da região de mudança de
novos procedimentos na execução da alvenaria, tais como grauteamento e grampeamento da região de mudança de
novos procedimentos na execução da alvenaria, tais como grauteamento e grampeamento da região de mudança de
novos procedimentos na execução da alvenaria, tais como grauteamento e grampeamento da região de mudança de

Juntas de movimentação

Têm por função limitar as dimensões do painel de alvenaria a fim de que não ocorram elevadas concentrações de tensões em função das deformações intrínsecas do mesmo.

Cada movimento na parede é controlado em alguma extensão pelo grau de restrição ao qual a alvenaria está submetida. Aliás, o efeito real do movimento para o mesmo nível de restrição pode variar de acordo com a forma geral do prédio e em muitos casos não pode ser quantificado. Pela quantidade de fatores envolvidos, a definição da magnitude das deformações que sofre a parede é um problema complexo que não pode ser resolvido pela simples adição ou subtração dos valores individuais de movimento térmico, movimento por variações de umidade, fluência e deformação imposta.

Algumas bibliogafias sugerem movimentação:

possíveis locais para juntas de

mudança de altura interseções de pilares aberturas de portas e janelas mudança de espessura junta

mudança de altura

interseções de pilares
interseções de pilares
mudança de altura interseções de pilares aberturas de portas e janelas mudança de espessura junta de

aberturas de portas e janelas

mudança de espessuraaltura interseções de pilares aberturas de portas e janelas junta de dilatação na laje encontro com

junta de dilatação na laje
junta de dilatação na laje

encontro com laje de cobertura

aberturas de portas e janelas mudança de espessura junta de dilatação na laje encontro com laje
aberturas de portas e janelas mudança de espessura junta de dilatação na laje encontro com laje

Juntas de movimentação- limites

Limite (m)

Localizacao do elemento

t 14cm

t =11,5cm

externa

10

8

interna

12

10

NOTA 1 A espessura minima da junta de controle é determinada como 0,13% do espassamento das juntas NOTA 2 Os limites acima serão reduzidos com 15% caso a parede tenha abertura NOTA 3 Os limites estabelecidos pela tabela podem ser alterados mediante inclusão de armaduras horizontais adequadamente dispostas em juntas de assentamento horizontais, desde que técnicamente justificado

ABNT NBR 15812-1:2010

desde que técnicamente justificado ABNT NBR 15812-1:2010 * ABNT NBR 15812-1 Alvenaria estrutural - Blocos Cerâmicos
desde que técnicamente justificado ABNT NBR 15812-1:2010 * ABNT NBR 15812-1 Alvenaria estrutural - Blocos Cerâmicos
desde que técnicamente justificado ABNT NBR 15812-1:2010 * ABNT NBR 15812-1 Alvenaria estrutural - Blocos Cerâmicos

* ABNT NBR 15812-1 Alvenaria estrutural - Blocos Cerâmicos | Parte 1: Projetos

Juntas de dilatação

Devem ser previstas juntas de dilatação no máximo a cada 24m da edificação em planta. Esse limite pode ser alterado, desde que se faça uma avaliação mais precisa dos efeitos da variação de temperatura e expansão sobre a estrutura, incluindo a eventual presença de armaduras adequadamente alojadas em juntas de assentamento horizontais. (ABNT NBR 15812-1:2010)

juntas de assentamento horizontais. (ABNT NBR 15812-1:2010) Devem ser contínuas e verticais para possibilitar

Devem ser contínuas e verticais para possibilitar movimentos relativos proporcionando completa separação entre dois blocos. Devem ser previstas onde se conhece a máxima variação de temperatura ou a máxima expansão devido à unidade.

junta de dilatação edificação 1 junta de dilatação edificação 1 edificação 2 20m 20m edificação
junta de dilatação
edificação 1
junta de dilatação
edificação 1
edificação 2
20m
20m
edificação 1
parede 1
bloco
bloco
as juntas
parede 2
bloco
devem ser adequadamente
impermeabilizadas
edificação 2
20m
edificação 2
bloco bloco as juntas parede 2 bloco devem ser adequadamente impermeabilizadas edificação 2 20m edificação 2
bloco bloco as juntas parede 2 bloco devem ser adequadamente impermeabilizadas edificação 2 20m edificação 2

Lajes de cobertura

A fim de evitar fissuras nas paredes do último pavimento, provocadas pela movimentação térmica da laje, devem ser adotados os seguintes procedimentos:

Divisão das lajes em partes menores.

Proteção térmica

Ventilação do telhado

Isolamento da última laje da parede de apoio com manta asfática. Neste caso, as paredes do último andar ficam separadas da laje, de maneira a permitir que a mesma se movimente sobre a parede.

Amarracao da Platibanda Amarracao da Platibanda laje de cobertura
Amarracao da Platibanda
Amarracao da Platibanda
laje de cobertura
a permitir que a mesma se movimente sobre a parede. Amarracao da Platibanda Amarracao da Platibanda
a permitir que a mesma se movimente sobre a parede. Amarracao da Platibanda Amarracao da Platibanda

Lajes de cobertura

Sanduíche de manta asfáltica com isopor ou chapa metálica Não fixar a moldura na laje
Sanduíche de manta asfáltica com
isopor ou chapa metálica
Não fixar a moldura na laje
Moldura em gesso ou fibra
(fixado apenas na face lateral)
Cinta de amarração
do último pavimento

Polietileno Expandido

gesso ou fibra (fixado apenas na face lateral) Cinta de amarração do último pavimento Polietileno Expandido
Mastique
Mastique
ou fibra (fixado apenas na face lateral) Cinta de amarração do último pavimento Polietileno Expandido Mastique
ou fibra (fixado apenas na face lateral) Cinta de amarração do último pavimento Polietileno Expandido Mastique

Projeto executivo

A planta executiva será utilizada na marcação da alvenaria e tem como principal finalidade fornecer dados para a execução da primeira fiada de blocos. Esta planta também é imprescindível na elaboração das plantas de elevação de paredes. Elaborada em escala 1:50, a planta deve conter as seguintes informações:

• Modulação de blocos da primeira fiada de todas as paredes

• Identificação das paredes

• Janelas, portas, quadros de luz e outros vãos contidos nas paredes

• Locação dos Shafts

•Identificação

das

paredes

de

vedação,

quando

existirem.

• Legenda de blocos com desenhos das peças com suas dimensões e denominações de forma que um operário possa facilmente identificá-los.

• Quantitativos de todas as paredes.

• Detalhes em escalas apropriadas para os encontros especiais de paredes.

• Quantitativos de todas as paredes. • Detalhes em escalas apropriadas para os encontros especiais de
• Quantitativos de todas as paredes. • Detalhes em escalas apropriadas para os encontros especiais de