Você está na página 1de 4

REVESTIMENTO DE GESSO

1- Características Recobrimento de tetos e paredes, proporcionando acabamento final fino e liso Aplicação em áreas internas Suporta temperatura até 50ºC Aplicação sobre alvenaria de bloco cerâmico e de concreto, concreto celular, concreto estrutural e revestimento de argamassa A espessura final depende da regularização do substrato (varia de cm até mm) A espessura tecnicamente recomendável é de 5 ±2mm A qualidade do revestimento depende do prumo nível e planeza do substrato; do material em si e da habilidade do operário

2- Informações sobre o gesso É obtido da calcinação do gipso (rocha sedimentar) Aglomerante hidráulico A cristalização é responsável pela resistência mecânica Utiliza-se aditivos para melhorar suas propriedades

2.1- Classificação

a) Finura

Grosso: regularização de superfície

Fino: Acabamento

b) Modo de Aplicação

Manual: + utilizado no Brasil Projetado: Jateamento sobre a superfície

c) Tempo de pega

Rápido: fim = 15min Lento: início > 3min; fim < 45min Muito lento: início > 30min

3- Verificação da base de revestimento Verificar o desaprumo Localizar as áreas mais críticas Verificar instalações (posicionamento e estanqueidade) Verificar umidade das paredes e teto Verificar irregularidades na base (ponta de ferro, resíduos de forma, rebarba de concreto), removendo-as

4- Atendimento de prazos 30 dias para substratos de revestimento de argamassa e concreto estrutural 14 dias para fechamento e encunhamento superior de alvenaria 14 dias para pintura permeável (PVA ou látex) após aplicação do revestimento de gesso 30 dias para papel de parede e pinturas menos permeáveis

5- Preparo da base

6.1 Concreto

Remoção do desmoldante Para eventual melhoria da aderência: utiliza-se chapisco misturado com cola à base de PVA, aplicado com rolo

6.2 Irregularidades

Irregularidades localizadas: preenchimento com gesso Irregularidades generalizadas (paredes fora de prumo):

regularização prévia com argamassa

6.3 Bases com fissuras Geralmente em encontros de elementos ou materiais diferentes Utiliza-se tela de náilon na região

6.4 Limpeza

Remoção de resíduos (pregos, arames) Poeira e eflorescência: escova superficial de cerdas metálicas com auxílio de água Bolor ou mofo: escovação com solução à base de fosfato trissódico e água Após a limpeza esperar a secagem completa da base

6.5 Proteção de componentes metálicos

Revestimento metálico de proteção

Pintura anticorrosiva

6.6 Umedecimento

Somente para bases com revestimento de argamassa (se necessário) O umedecimento de bases de alvenaria de concreto ou cerâmica pode gerar movimentação e conseqüente fissuras

6- Execução

7.1 Preparo da pasta

Consumir no máximo 40min após o preparo (devido à pega) 60% a 80% de água em relação à massa de gesso Colocar água num recipiente e polvilhar o gesso com a mão O polvilhamento deve se dar até ficar uma fina película de água ou o aglomerante aflorar na superfície Esperar de 8-10min para o gesso absorver a água e passar para o estado pastoso Agitar com a colher de pedreiro metade da pasta para agilizar a pega Esperar 3-5min para obter boa consistência para aplicação A outra metade deve ficar em repouso

7.2 Espalhamento

A aplicação com desempenadeira de PVC ou rolo É aplicado em faixas, com movimentos de vai e vem Cada plano de parede é revestido até a metade, e posteriormente é completado A espessura final é dada pelo número de camadas, que depende do nível, plano e prumo do substrato As camadas subseqüentes são preenchidas com faixas perpendiculares à anterior

7.4 Sarrafeamento

Realizado após o espalhamento e antes da pega estar avançada,

com régua de alumínio Corta-se o excesso, conferindo um plano medianamente regular

7.5 Retoques e raspagem

Defeitos localizados Utiliza-se desempenadeira de aço e colher de pedreiro Os vazios são preenchidos com a própria pasta e os excessos são retirados O revestimento deve estar bastante enrijecido

7.6 Acabamento

Aplicação de camada fina (1 a 10 mm) de pasta fluida sobre a última camada, com desempenadeira de aço O revestimento deve estar bastante enrijecido Utiliza-se a porção de pasta em repouso no caixote Aplicação com força para eliminar riscos superficiais e pequenas depressões Acabamento final liso

8- Vantagens Elevada aderência ao substrato Cura rápida Facilita acabamento decorativo devido a sua cor branca Dispensa massa corrida Revestimento de baixa condutividade térmica, indicado para proteção contra o fogo

9- Desvantagens Em presença da umidade pode haver reação química com o cimento Portland Sensível a bolor em prédios com má iluminação e ventilação Problemas de estanqueidade à água em revestimentos internos de paredes de fachada Causa corrosão do aço quando em contato com ele