Você está na página 1de 7
Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

Anexo – Atlas do Exame de Urina de Rotina

I- Células

Anexo – Atlas do Exame de Urina de Rotina I- Células Fig.I.1- Células epiteliais escamosas –
Anexo – Atlas do Exame de Urina de Rotina I- Células Fig.I.1- Células epiteliais escamosas –

Fig.I.1- Células epiteliais escamosas – Esquema e Campo Claro X 250

epiteliais escamosas – Esquema e Campo Claro X 250 Fig.I.2- Células epiteliais transicionais (uroteliais) –
epiteliais escamosas – Esquema e Campo Claro X 250 Fig.I.2- Células epiteliais transicionais (uroteliais) –

Fig.I.2- Células epiteliais transicionais (uroteliais) – Esquema e Campo Claro X 320

transicionais (uroteliais) – Esquema e Campo Claro X 320 Fig.I.3- Células epiteliais tubulares renais e cels
transicionais (uroteliais) – Esquema e Campo Claro X 320 Fig.I.3- Células epiteliais tubulares renais e cels

Fig.I.3- Células epiteliais tubulares renais e cels epiteliais renais (Campo Claro X 250)

renais e cels epiteliais renais (Campo Claro X 250) Fig.I.4- Hemácias (eritrócitos)- Esquema e Campo Claro
renais e cels epiteliais renais (Campo Claro X 250) Fig.I.4- Hemácias (eritrócitos)- Esquema e Campo Claro

Fig.I.4- Hemácias (eritrócitos)- Esquema e Campo Claro X 160)

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br

Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

Fig.I.5- Hemácias Isomórficas (E) e Dismórficas (D) – Contraste de Fase X 100 Fig.I-6- Leucócitos
Fig.I.5- Hemácias Isomórficas (E) e Dismórficas (D) – Contraste de Fase X 100 Fig.I-6- Leucócitos

Fig.I.5- Hemácias Isomórficas (E) e Dismórficas (D) – Contraste de Fase X 100

(E) e Dismórficas (D) – Contraste de Fase X 100 Fig.I-6- Leucócitos – Esquema e Neutrófilo
(E) e Dismórficas (D) – Contraste de Fase X 100 Fig.I-6- Leucócitos – Esquema e Neutrófilo

Fig.I-6- Leucócitos – Esquema e Neutrófilo e Eritrócitos (Campo Claro)

– Esquema e Neutrófilo e Eritrócitos (Campo Claro) Fig.I.7- Grumos de Leucócitos Fig.I.8- Neutrófilos corados

Fig.I.7- Grumos de Leucócitos

e Eritrócitos (Campo Claro) Fig.I.7- Grumos de Leucócitos Fig.I.8- Neutrófilos corados (Sternheimer-Malbin x 250)
e Eritrócitos (Campo Claro) Fig.I.7- Grumos de Leucócitos Fig.I.8- Neutrófilos corados (Sternheimer-Malbin x 250)

Fig.I.8- Neutrófilos corados (Sternheimer-Malbin x 250)

Fig.I.8- Neutrófilos corados (Sternheimer-Malbin x 250) Fig. I.9 - Corpos graxos ovalados (CC e Luz Polarizada)

Fig. I.9 - Corpos graxos ovalados (CC e Luz Polarizada)

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br

Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

II. Cilindros

- Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação: II. Cilindros Fig.II.1 – Cilindro Hialino – Esquema e Microscopia
- Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação: II. Cilindros Fig.II.1 – Cilindro Hialino – Esquema e Microscopia

Fig.II.1 – Cilindro Hialino – Esquema e Microscopia

Fig.II.1 – Cilindro Hialino – Esquema e Microscopia Fig.II.2- Cilindro Céreo ou Largo – Esquema e
Fig.II.1 – Cilindro Hialino – Esquema e Microscopia Fig.II.2- Cilindro Céreo ou Largo – Esquema e

Fig.II.2- Cilindro Céreo ou Largo – Esquema e Microscopia

Fig.II.2- Cilindro Céreo ou Largo – Esquema e Microscopia Fig.II.3- Cilindro Granuloso – Esquema e Microscopia
Fig.II.2- Cilindro Céreo ou Largo – Esquema e Microscopia Fig.II.3- Cilindro Granuloso – Esquema e Microscopia

Fig.II.3- Cilindro Granuloso – Esquema e Microscopia

Fig.II.3- Cilindro Granuloso – Esquema e Microscopia Fig.II.4- Cilindro Hemático – Esquema e Microscopia
Fig.II.3- Cilindro Granuloso – Esquema e Microscopia Fig.II.4- Cilindro Hemático – Esquema e Microscopia

Fig.II.4- Cilindro Hemático – Esquema e Microscopia

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br

Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação: Fig.II.5- Cilindro Leucocitário – Esquema e Microscopia
Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação: Fig.II.5- Cilindro Leucocitário – Esquema e Microscopia

Fig.II.5- Cilindro Leucocitário – Esquema e Microscopia

Fig.II.5- Cilindro Leucocitário – Esquema e Microscopia Fig.II.6-- Cilindro Epitelial – Cels. Tubulares renais

Fig.II.6-- Cilindro Epitelial – Cels. Tubulares renais

Fig.II.6-- Cilindro Epitelial – Cels. Tubulares renais Fig.II.8 – Mioglobinúria – Cilindros pigmentados (400X)

Fig.II.8 – Mioglobinúria – Cilindros pigmentados

(400X)

Fig.II.8 – Mioglobinúria – Cilindros pigmentados (400X) Fig.II.7-Corte histológico mostrando cilindros hialinos

Fig.II.7-Corte histológico mostrando cilindros hialinos corados por bilirrubina.

mostrando cilindros hialinos corados por bilirrubina. Fig.II.9- Bilirrubinúria – Cilindro pigmentados em

Fig.II.9- Bilirrubinúria – Cilindro pigmentados em biópsia

III - Cristais

– Cilindro pigmentados em biópsia III - Cristais Fig.III.1 - Cristais - Esquema Distribuição: Versão 1.0

Fig.III.1 - Cristais - Esquema

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br

Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

Fig.III.2- Cristais de Oxalato de Cálcio Di-hidratado– Esquema e Microscopia   Fig.III.3- Cristais deBiurato de
Fig.III.2- Cristais de Oxalato de Cálcio Di-hidratado– Esquema e Microscopia   Fig.III.3- Cristais deBiurato de

Fig.III.2- Cristais de Oxalato de Cálcio Di-hidratado– Esquema e Microscopia

 
de Cálcio Di-hidratado– Esquema e Microscopia   Fig.III.3- Cristais deBiurato de Amônio e Fosfato Triplo
de Cálcio Di-hidratado– Esquema e Microscopia   Fig.III.3- Cristais deBiurato de Amônio e Fosfato Triplo

Fig.III.3- Cristais deBiurato de Amônio e Fosfato Triplo

Fig.III.4 – Cristais de Fosfato Triplo

e Fosfato Triplo Fig.III.4 – Cristais de Fosfato Triplo Fig.III.5 – Cristais de Cistina Fig.III.6- Cristais
e Fosfato Triplo Fig.III.4 – Cristais de Fosfato Triplo Fig.III.5 – Cristais de Cistina Fig.III.6- Cristais

Fig.III.5 – Cristais de Cistina

Fig.III.6- Cristais de Cistina

– Cristais de Cistina Fig.III.6- Cristais de Cistina Fig.III.7-Cristais de Tirosina Fig.III.8-Cristais de
– Cristais de Cistina Fig.III.6- Cristais de Cistina Fig.III.7-Cristais de Tirosina Fig.III.8-Cristais de

Fig.III.7-Cristais de Tirosina

Fig.III.8-Cristais de Leucina

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

 

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br

Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

FIg.III.9-Urato Amorfo Fig.III.11- Cristais de ácido úrico – Campo Claro X 160 Fig.III.10-Fosfato amorfo Fig.III.12-

FIg.III.9-Urato Amorfo

FIg.III.9-Urato Amorfo Fig.III.11- Cristais de ácido úrico – Campo Claro X 160 Fig.III.10-Fosfato amorfo Fig.III.12-

Fig.III.11- Cristais de ácido úrico – Campo Claro X 160

Fig.III.11- Cristais de ácido úrico – Campo Claro X 160 Fig.III.10-Fosfato amorfo Fig.III.12- Cristais de Ácido

Fig.III.10-Fosfato amorfo

úrico – Campo Claro X 160 Fig.III.10-Fosfato amorfo Fig.III.12- Cristais de Ácido Úrico – Luz Polarizada

Fig.III.12- Cristais de Ácido Úrico – Luz Polarizada X 160

IV- Microrganismos

IV- Microrganismos
de Ácido Úrico – Luz Polarizada X 160 IV- Microrganismos Fig.IV.1- Leveduras – Esquema e Leveduras
de Ácido Úrico – Luz Polarizada X 160 IV- Microrganismos Fig.IV.1- Leveduras – Esquema e Leveduras

Fig.IV.1- Leveduras – Esquema e Leveduras com brotamentos Campo Claro X 200

Fig.IV.1- Leveduras – Esquema e Leveduras com brotamentos Campo Claro X 200
Leveduras – Esquema e Leveduras com brotamentos Campo Claro X 200 Fig.IV.2- Trichomonas – Esquema e
Leveduras – Esquema e Leveduras com brotamentos Campo Claro X 200 Fig.IV.2- Trichomonas – Esquema e

Fig.IV.2- Trichomonas – Esquema e Microscopia

Fig.IV.2- Trichomonas – Esquema e Microscopia

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br

Laboratório Clínico Setor: Líquidos Corporais Exame de Urina de Rotina - Atlas Sub-setor: Urinálise Indexação:

Laboratório Clínico

Setor: Líquidos Corporais

Exame de Urina de Rotina - Atlas

Sub-setor: Urinálise

Indexação:

V- Outros Elementos

V- Outros Elementos
V- Outros Elementos Fig.V.1- Espermatozóides – Campo Claro X 200 Fig.V.3_ Schistosoma haematobium Fig.V.2- Bactérias

Fig.V.1- Espermatozóides – Campo Claro X 200

Elementos Fig.V.1- Espermatozóides – Campo Claro X 200 Fig.V.3_ Schistosoma haematobium Fig.V.2- Bactérias e

Fig.V.3_ Schistosoma haematobium

– Campo Claro X 200 Fig.V.3_ Schistosoma haematobium Fig.V.2- Bactérias e Leucócitos (Sternheimer-Malbin 100X)

Fig.V.2- Bactérias e Leucócitos (Sternheimer-Malbin 100X)

200 Fig.V.3_ Schistosoma haematobium Fig.V.2- Bactérias e Leucócitos (Sternheimer-Malbin 100X) Fig.V.3- Muco (CC x 160)

Fig.V.3- Muco (CC x 160)

Referências

1-Fogazzi, GB. Hands on Course.

Bedside Urinary Microscopy. Gianni Battista Fogazzi Lectures Series.

http://www.ndt-educational.org/fogazzislidepart2.asp. Acessado em Maio de 2008

2-Urinary Sediment. http://www.academic.marist.edu/~jzmz/urinary/urinary_index.html. Acessado em Maio de

2008

3-Dr. Whitney Williams. Urinalysis. PartIII. http://www.clt.astate.edu/wwilliam/cls_1521_ua_part_3.htm Acessado em Maio de 2008. 4-Daniel Spencer. Urinalysis. A Professional Development Resource. http://www.texascollaborative.org/spencer_urinalysis/ds_overview.htm Acessado em Maio de 2008.

5- Urinalysis. http://library.med.utah.edu/WebPath/TUTORIAL/URINE/URINE.html Acessado em Maio de 2008.

Atividade

Nome

Rubrica

Data

Redigido por:

Dra. Luisane Vieira – CRMMG 18860

 

Maio 2008

Aprovado por:

Dir.Tec.:

   
 

UGQ:

   

Revisto por:

     

Aprovado por:

Dir. Tec.:

   
 

UGQ:

   

Revisto por:

     

Aprovado por:

Dir.Tec.:

   
 

UGQ:

   

Substituído por:

     

Distribuição:

Versão 1.0

No. de Cópias:

 

LABConsult - Tecnologia e Informações para Laboratórios Clínicos - www.labconsult.com.br