Direito Tributário I – FUNCAB – 8° Período Prof. Osly da Silva Ferreira Neto (oslyneto@hotmail.com) 01.

(CESPE/2009/MPE/RN) A lei orçamentária anual exige que se aglutinem os orçamentos fiscal, de investimentos das empresas e da seguridade social em busca da inclusão de todas as rendas e despesas dos poderes, fundos, órgãos e entidades da administração direta e indireta. A respeito desse princípio, assinale a opção correta. a) O princípio enunciado na hipótese é o da exclusividade. b) Trata-se do princípio do equilíbrio orçamentário. c) Cuida-se, no caso, do princípio da legalidade estrita. d) O princípio enunciado, analisado exclusivamente, é o da unidade. e) Trata-se do princípio da universalidade. 02. (CESPE/1994/AGU) A fiscalização das renúncias de receitas, no âmbito da União, mediante controle externo, é exercida pelo a) Congresso Nacional, por intermédio do Tribunal de Contas da União b) sistema de fiscalização e controle do Poder Executivo c) Tribunal de Contas da União, privativamente d) Congresso Nacional, diretamente e) Tesouro Nacional 03. (FCC/2006/BACEN) Na Federação brasileira, a competência para legislar sobre direito financeiro é a) comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios. b) privativa da União. c) exclusiva dos Estados e do Distrito Federal. d) concorrente da União, dos Estados e do Distrito Federal. e) cumulativa da União e dos Municípios. 04. (CESPE/1994/AGU) O documento jurídico-administrativo de natureza financeira que deve conter obrigatoriamente o nome do devedor, a quantia devida, e a natureza do crédito e o(a):

c) os fundos especiais submetem-se ao princípio da unidade de tesouraria. (FCC/2006/TRE/AP) É INCORRETO afirmar que se consideram recursos. (FCC/2006/BACEN) Em direito financeiro é correto afirmar que: a) as receitas e despesas devem ser escrituradas segundo o regime de competência. do excesso de arrecadação. (CESPE/1994/AGU) Relativamente à posição do Tribunal de Contas da União. . d) os fundos especiais consistentes em receitas que se vinculam à realização de determinados objetivos ou serviços. assim definido nas normas gerais de direito financeiro. c) os resultantes de anulação parcial ou total de dotações orçamentárias ou de créditos adicionais autorizados em lei. b) os créditos adicionais suplementares destinam-se a gastos para os quais não haja dotação orçamentária específica. juntamente com o Ministério Público Federal e) órgão do Poder Judiciário.a) termo de inscrição da dívida ativa b) termo de liquidação c) certidão de pagamento d) termo de verificação de dívida e) certidão de crédito 05. d) os créditos adicionais extraordinários buscam o reforço da dotação orçamentária. b) o superavit financeiro apurado em balanço patrimonial do exercício anterior. da anulação parcial ou total de outra dotação ou de operações de crédito. em face dos Poderes do Estado. com Ministros equiparados aos do Superior Tribunal de Justiça 07. 06. pode-se afirmar que o mesmo é: a) órgão legislativo e judicante b) órgão que auxilia o Poder Legislativo no exercício do controle externo c) órgão do Poder Executivo d) órgão integrante do 4º Poder. e) a abertura de créditos suplementares e especiais pode decorrer do superávit financeiro do exercício anterior. desde que não comprometidos para a abertura de créditos suplementares: a) os provenientes de excesso de arrecadação.

salvo as hipóteses incluídas na Constituição Federal . b) Com base no princípio da legalidade. (CESPE/1994/AGU) A vinculação da receita de impostos a órgão. expressamente previsto na Constituição de 1988. a Constituição de 1988 disciplina o aspecto formal em que deve ser pautado o sistema orçamentário. fundo ou despesa. d) A Constituição de 1988 veda. em forma que juridicamente possibilite ao Poder Executivo realizá-las. ao remanejamento ou à transferência de recursos de uma categoria de programação para outra ou de um órgão para outro. 10. significa que o orçamento.e) o produto de operações de crédito autorizadas. assinale a afirmativa incorreta: a) O princípio da unidade orçamentária. a vinculação de receita de impostos a órgão. é considerado pela doutrina como princípio da proibição de estorno. fundo ou despesa: a) depende de previsão na lei de diretrizes orçamentárias b) é absolutamente vedada. (CESPE/1994/AGU) A prescrição legal de que a lei orçamentária deve conter todas as receitas inclusive as operações de crédito autorizadas em lei. consubstancia o princípio orçamentário da: a) universalidade b) unidade c) especialização d) uniformidade e) anualidade 09. c) A vedação quanto à transposição. reservando ao Poder Executivo a competência privativa para encaminhar o projeto de lei orçamentária anual. sem qualquer ressalva c) é permitida. 08. com as devidas ressalvas. e) A afirmativa de que a lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa exterioriza o princípio da exclusividade orçamentária. deverá ser elaborado em um documento legal único. (FGV/2008/TCM/RJ) A respeito dos Princípios de Direito Financeiro. para ser mais eficaz. nos casos expressamente previstos em lei complementar d) pode ser excepcionalmente autorizada na lei orçamentária anual e) é vedada. sem prévia autorização legislativa.

assinale a opção correta: a) O direito financeiro cuida do crédito público e da dívida pública. b) da receita. 12. d) A despesa. o orçamento e o crédito públicos são objeto de estudo do direito financeiro. (CESPE/1994/AGU) As receitas provenientes de multas e de indenizações são: a) receitas patrimoniais b) receitas tributárias c) receitas industriais . sendo que a receita arrecadada fica a cargo do direito tributário. c) À lei ordinária cabe dispor acerca do exercício financeiro da lei orçamentária anual. d) do orçamento. resguardadas as características e as condições operacionais plenas daquelas voltadas ao desenvolvimento regional.11. e) A compatibilização das funções das instituições oficiais de crédito da União. c) de regulamentar a instituição de tributos. é: a) nota de extinção de obrigação b) empenho c) liquidação d) ordem de pagamento e) verificação objetiva 13. tendo por base os títulos e documentos comprobatórios do respectivo crédito. Com relação às normas de finanças públicas previstas na CF e ao direito financeiro. da receita e da despesa no âmbito da administração pública. b) Cabe à lei complementar instituir o plano plurianual. do crédito. da despesa e do orçamento público e privado. e) tão-somente da receita e da despesa públicas. (CESPE/2009/PGE/AL) O direito financeiro cuida: a) da despesa feita pela administração pública. (CESPE/1994/AGU) O ato de verificação do direito adquirido pelo credor. não é matéria de norma geral a ser reservada à lei complementar. 14. a receita.

e) receita corrente apenas. objetivando garantir a continuidade dos planos e programas instituídos pelo governo anterior”. 17. (FCC/2006/TRT4/RS) No direito financeiro pátrio. (CESPE/1994/AGU) As despesas destinadas a manutenção de serviços anteriormente criados. pois a de capital é imprevisível. o elo entre o PPA e a Lei Orçamentária Anual. tornando-se. c) arrecadação dos três últimos exercícios.d) receitas correntes e) receitas de capital 15. distrital e municipal para um período de quatro anos. A LDO é o instrumento que expressa o planejamento dos governos federal. b) receita executada nos dois últimos exercícios. d) projeção de receita para o exercício em que se executará a lei de orçamento. (CESPE/2007/TCU) “A LDO foi introduzida no direito financeiro brasileiro pela Constituição Federal de 1988. inclusive para obras de conservação. julgue o item seguinte. são denominadas: a) transferência correntes b) despesas de capital c) investimentos d) inversões financeiras e) despesas de custeio 16. A afirmativa é: a) Verdadeira b) Falsa . a partir de então. Acerca da LDO. estadual. a estimativa da receita orçamentária se baseia na: a) arrecadação havida no exercício anterior.

GABARITO: 01 – E 02 – A 03 – D 04 – A 05 – E 06 – B 07 – D 08 – A 09 – A 10 – E 11 – D 12 – C 13 – D 14 – D 15 – E 16 – C 17 – B .

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful