Você está na página 1de 26
Manual das Aplicações de TV Interativa Desenvolvidas pelo CPqD Versão 3.0 15/05/2012 www.cpqd.com.br

Manual das Aplicações de TV Interativa Desenvolvidas pelo CPqD

Versão 3.0

15/05/2012

www.cpqd.com.br

CPqD – Todos os direitos reservados. Manual das Aplicações de TV Interativa Versão 3.0 2

CPqD – Todos os direitos reservados.

Manual das Aplicações de TV Interativa

Versão 3.0

2 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa Sumário 3 / 26 1 Introdução 5 2 Desenvolvimento

Manual das Aplicações de TV Interativa

Sumário

3 / 26

1

Introdução

5

2

Desenvolvimento

5

2.1

Ambiente de Desenvolvimento das Aplicações

5

2.2

Versões e modelos utilizados no desenvolvimento

5

2.3

Execução das Aplicações

6

3

Arquitetura do sistema multiplataforma

6

3.1

Fluxo da informação

6

4

Aplicações interativas

7

4.1

Diretório Common

8

4.1.1

Diretório components

9

4.2

Diretório TECLADO_VIRTUAL

10

4.2.1

Teclado com predição de textos

11

4.3

Diretório Autenticacao

11

4.4

Descrição das aplicações Interativas

12

4.4.1

PrevidênciaFácil

12

4.4.2

ProcuraEmprego

13

4.4.3

Notícias

14

4.4.4

Clima

15

4.4.5

IncluaSaúde

17

4.4.6

T-Commerce

19

4.4.7

Chat

22

4.4.8

Jogos

24

5 Conclusão

25

6 Histórico de mudanças

26

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

CPqD – Todos os direitos reservados. Manual das Aplicações de TV Interativa Versão 3.0 4

CPqD – Todos os direitos reservados.

Manual das Aplicações de TV Interativa

Versão 3.0

4 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 5 / 26 1 Introdução Este documento destina-se a

Manual das Aplicações de TV Interativa

5 / 26

1 Introdução

Este documento destina-se a descrever as aplicações interativas desenvolvidas no âmbito

do projeto SMTVI – Serviços Multiplataforma de TV Interativa.

Esse projeto tem por objetivo desenvolver serviços e aplicações para diversas plataformas

de

TV Digital, considerando aspectos técnicos e econômicos e seus impactos nas redes

de

telecomunicações, produtores e provedores de conteúdo, fabricantes de equipamentos

e,

principalmente no público-alvo, formado pela população brasileira com toda sua gama

de

diversidade cultural, regional, educacional e econômica.

As

aplicações disponibilizadas nesse sítio foram desenvolvidas para o middleware Ginga-

NCL usando scripts Lua. Há aplicações com interatividade local, porém, a maioria delas

faz

uso do canal de interatividade.

2

Desenvolvimento

O

processo de desenvolvimento de uma aplicação interativa percorre vários passos até a

sua validação final, e serão descritos sucintamente a seguir.

O processo começa com a definição de seus requisitos funcionais, seguido pela

concepção das interfaces gráficas do usuário e discussão com especialistas em usabilidade a fim de definir as interfaces que serão efetivamente desenvolvidas. O

processo passa, então, pela fase de análise e design da arquitetura do sistema, definição

do ambiente de desenvolvimento e de testes, até a codificação das aplicações e testes

unitários na máquina virtual e na TV. Após ajustes e refinamentos, as aplicações são então transmitidas via carrossel para um conversor digital para a realização de testes sistêmicos e consequente validação da aplicação e finalização do processo. Testes de inspeção de usabilidade e de experiência do usuário complementam esse ciclo e podem

ser

realizadas após ou juntamente com os testes sistêmicos.

2.1

Ambiente de Desenvolvimento das Aplicações

O ambiente de desenvolvimento é composto por:

laboratório de desenvolvimento: onde é realizada a implementação das aplicações

e testes unitários;

laboratório de transmissão: onde as aplicações, após sua implementação, são transmitidas por um carrossel juntamente com os sinais de áudio e vídeo;

laboratório de usabilidade: onde são realizados testes de inspeção das aplicações

e testes com usuários finais.

2.2 Versões e modelos utilizados no desenvolvimento

Para o desenvolvimento das aplicações, foram utilizadas máquinas virtuais (que emulam o ambiente de um set top box em um microcomputador), conversores digitais com middleware Ginga, equipamentos de codificação de áudio/vídeo, multiplexadores, gerador

de carrossel e transmissão.

Máquina Virtual da empresa Totvs (www.tovs.com.br) com middleware AstroTV, Build Version: r75860, executada no sistema operacional Ubuntu 10.04 LTS;

Conversor

Digital

de

desenvolvimento

da

empresa

Visiontec

(www.visiontec.com.br), modelo VT

7200E

com

as

versões

de middleware

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 6 / 26 V2.43.10111808 e V2.79.10120917. Este conversor oferece

Manual das Aplicações de TV Interativa

6 / 26

V2.43.10111808 e V2.79.10120917. Este conversor oferece a possibilidade de executar aplicações interativas armazenadas em um pendrive;

Gerador de carrossel da plataforma Playout da empresa EITV (www.eitv.com.br).

2.3 Execução das Aplicações

As aplicações disponibilizadas por esse sítio podem ser executadas na máquina virtual da Totvs ou no conversor de desenvolvimento da Visiontec; ou, ainda, serem transmitidas via carrossel em uma rede de radiodifusão para serem executadas em um conversor digital comercial que tenha o middleware Ginga ou em uma TV Digital com esse conversor integrado.

3 Arquitetura do sistema multiplataforma

As aplicações desenvolvidas no âmbito do projeto SMTVI seguem uma arquitetura orientada a serviços utilizando Web Services e é composta por aplicações, servidores e banco de dados.

Essa arquitetura utiliza um servidor Web, que hospeda os Web Services, e um servidor de aplicações, que trata as regras de negócio.

3.1 Fluxo da informação

As aplicações clientes (Ginga-NCLua) enviam solicitações para um servidor Web utilizando o protocolo SOAP (Simple Object Access Protocol). As requisições são, então, enviadas para o servidor de aplicações que executa as validações, aplica as regras de negócio e, se necessário, acessa as informações armazenadas em um banco de dados. Após esse processamento, as respostas são enviadas às aplicações percorrendo o caminho inverso.

A utilização de Web Services confere versatilidade ao sistema e permite que aplicações executadas em outros dispositivos também possam acessar o mesmo conjunto de regras de negócio. Assim, as mesmas aplicações desenvolvidas para a TV Digital podem ser desenvolvidas para telefones celulares, microcomputadores e, inclusive, outras plataformas de TV digital, desde que sejam respeitadas as peculiaridades da plataforma de execução de cada dispositivo.

da plataforma de execução de cada dispositivo. Figura 1: Arquitetura do sistema CPqD – Todos os

Figura 1: Arquitetura do sistema

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 7 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

7 / 26

Para maiores detalhes, consulte o documento “Manual do BackOffice” 1 .

4 Aplicações interativas

As aplicações desenvolvidas para Ginga-NCLua no âmbito do projeto SMTVI são agrupadas em várias categorias:

Governo eletrônico (T-Gov):

PrevidênciaFácil: para visualizar as informações e documentos necessários para a obtenção da aposentadoria por idade, tempo de serviço e invalidez da Previdência Social

IncluaSaúde: para marcação de consulta para o usuário e seus dependentes em um posto de saúde. Além disso, apresenta informações de saúde

ProcuraEmprego: para buscar vagas de emprego em todo o país

Conteúdo sob demanda (T-CoD):

Clima: apresenta a previsão do tempo de uma cidade previamente informada pelo usuário

Notícias: apresenta as últimas notícias de assuntos variados

Chat: permite a troca de mensagens instantâneas entre os usuários

Comércio eletrônico (T-Commerce): aplicação para compra e venda de produtos pela TV

Jogos (T-Games): oferece variados jogos de entretenimento

De uma maneira geral, cada aplicação é composta por:

um arquivo .ncl: que dispara a execução da aplicação

um diretório img: que contém todas as imagens usadas pela aplicação

um diretório lua: que contém todos os scripts Lua usados pela aplicação.

que contém todos os scripts Lua usados pela aplicação. Figura 2: Estrutura de diretórios da aplicação

Figura 2: Estrutura de diretórios da aplicação Clima

A Figura 2 detalha a estrutura de diretórios da aplicação Clima que possui um diretório Ginga, que por sua vez, possui o arquivo clima.ncl e os subdiretórios img e lua.

1 Esse manual encontra-se disponível juntamente com o pacote de entrega do BackOffice.

Manual das Aplicações de TV Interativa 8 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

8 / 26

Complementando, nessa mesma figura pode-se ver que os códigos-fonte das outras aplicações (Chat, Emprego, IncluaSaude, Notícias, Previdência, T-Commerce e T-Games) estão nesse mesmo nível. Todas essas aplicações seguem a mesma estrutura de diretórios, exceto a aplicação da Previdência que não possui scritps Lua.

4.1 Diretório Common

A maioria das aplicações desenvolvidas pelo CPqD utiliza o diretório Common, que

contém:

o arquivo weblib.lua: cujo principal objetivo é tratar a comunicação realizada entre as aplicações cliente e os Web Services. Ou seja, as aplicações que necessitam o canal de interatividade, obrigatoriamente, usam os métodos contidos nesse arquivo

o arquivo queuedWeblib.lua: complemento do weblib.lua, trata uma fila de requisições enviadas para os Web Services

o diretório components: que contém os componentes, escritos em Lua, para a criação e navegação das interfaces gráficas 2 .

A

Figura 3, a seguir, apresenta a estrutura do diretório Common.

3, a seguir, apresenta a estrutura do diretório Common . Figura 3: Estrutura de diretório do

Figura 3: Estrutura de diretório do Common

O

a

aplicações interativas 3 . Para isso, deve ser informado o IP na variável HOST, como ilustrado na Figura 4.

Em uma estrutura de diretórios, o Common deve estar situado no mesmo nível da aplicação que o utiliza, como se pode notar pela Figura 3.

arquivo weblib.lua é essencial para o sistema pois possui as funções que realizam

comunicação com os Web Services e onde se informa o endereço do servidor das

2 Esses componentes estão no pacote Biblioteca de Componentes de Software, liberado em 15/03/2012.

3 Para maiores detalhes, consultar o documento “Manual do BackOffice”.

Manual das Aplicações de TV Interativa 9 / 26 Figura 4: Trecho de weblib.lua onde

Manual das Aplicações de TV Interativa

9 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 9 / 26 Figura 4: Trecho de weblib.lua onde onde

Figura 4: Trecho de weblib.lua onde onde deve-se informar o IP do servidor de aplicações

4.1.1 Diretório components

Localizado dentro de Common, esse diretório agrupa vários componentes que podem ser utilizados para a criação de interfaces gráficas do usuário e a navegação entre elas.

interfaces gráficas do usuário e a navegação entre elas. Figura 5: Componentes de software para criação

Figura 5: Componentes de software para criação de interfaces gráficas

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 10 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

10 / 26

A Figura 5 apresenta os componentes contidos no diretório Common 4 .

4.2 Diretório TECLADO_VIRTUAL

Esse diretório contém somente as imagens dos teclados virtuais usadas pelos componentes para executar o teclado virtual. As aplicações podem usar dois tipos de layout:

QWERTY: teclado alfanumérico usado em computadores

SMS: teclado numérico usado em telefones celulares e que utilizam o sistema de teclas múltiplas (multitapping) para inserir caracteres alfanuméricos

SMS com predição de textos: é o mesmo teclado anterior porém permite a inserção de textos rápidos, conforme descrito na seção 4.2.1 Teclado com predição de textos

O teclado virtual é utilizado para a inserção de caracteres alfanuméricos pelo usuário. Permite escrever letras do alfabeto e números. No layout Qwerty, o teclado ainda possui atalhos para emoticons.

Qwerty, o teclado ainda possui atalhos para emoticons . Figura 6: Teclado Qwerty da aplicação Clima

Figura 6: Teclado Qwerty da aplicação Clima

emoticons . Figura 6: Teclado Qwerty da aplicação Clima F i g u r a 7

Figura 7: Teclado SMS da aplicação Clima

Nas Figura 6 e Figura 7, observam-se o campo de entrada de dados, o layout do teclado e

a legenda. Para a navegação, são utilizadas as teclas direcionais e coloridas do controle remoto. Cada aplicação Ginga pode possuir uma maneira específica de tratar as teclas coloridas. Exemplificando, a tecla VERDE dispara uma ação para procurar uma cidade na aplicação Clima e essa mesma tecla dispara uma ação para buscar produtos na aplicação de comércio eletrônico.

4 A documentação encontra-se na Biblioteca de Componentes de Software.

Manual das Aplicações de TV Interativa 11 / 26 Figura 8: Tela da aplicação Comércio

Manual das Aplicações de TV Interativa

11 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 11 / 26 Figura 8: Tela da aplicação Comércio eletrônico

Figura 8: Tela da aplicação Comércio eletrônico com teclado Qwerty

Ou seja, a legenda do teclado varia de acordo com a aplicação e é definida por uma imagem localizada no diretório da própria aplicação.

Em uma estrutura de diretórios, o TECLADO_VIRTUAL deve estar situado no mesmo nível da aplicação que o utiliza, como se pode notar pela Figura 2.

4.2.1 Teclado com predição de textos

As aplicações Chat e o T-Commerce permitem o uso do Teclado Virtual com uma função adicional de predição de texto. Por esse recurso, o usuário poderá usar o teclado com o layout SMS porém, não é necessário teclar várias vezes a mesma tecla para inserir a letra desejada. Para diferenciá-lo, é apresentada a frase “Texto rápido” no canto superior direito do teclado, conforme Figura 9. Esse teclado identifica a sequencia de teclas pressionadas pelo usuário, realiza as combinações possíveis e sugere as palavras mais prováveis.

possíveis e sugere as palavras mais prováveis. Figura 9: Conversa usando o teclado com predição Para

Figura 9: Conversa usando o teclado com predição

Para ativar essa funcionalidade, basta pressionar a tecla AZUL (“Trocar teclado”). Ao pressionar essa tecla, a aplicação alterna o teclado entre os layout Qwerty, SMS e SMS com predição de texto.

4.3 Diretório Autenticacao

Esse diretório trata a autenticação do usuário e é utilizada pelas aplicações: IncluaSaúde, Chat e T-Commerce. O usuário deverá informar seu login e senha (ambos numéricos) cadastrados no BackOffice.

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 12 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

12 / 26

O usuário poderá trocar a senha. Para isso deverá informar a senha atual, a senha nova e confirmação da senha.

a senha atual, a senha nova e confirmação da senha. Figura 10: Autenticação do usuário Figura

Figura 10: Autenticação do usuário

da senha. Figura 10: Autenticação do usuário Figura 11: Troca de senha do usuário Se esquecer

Figura 11: Troca de senha do usuário

Se esquecer a senha, a nova senha, gerada aleatoriamente será enviada para o celular do usuário 5 ou, se não houver nenhum celular cadastrado, será apresentada uma tela solicitando que o usuário entre em contato com uma central de atendimento fictícia.

Em uma estrutura de diretórios, o AUTENTICAÇAO deve estar situado no mesmo nível da aplicação que o utiliza, como se pode notar pela Figura 2.

4.4 Descrição das aplicações Interativas

Essa seção descreve as macro funcionalidades de cada aplicação Ginga-NCLua desenvolvida no projeto SMTVI e, quando necessário, fornece detalhes de execução e considerações identificadas ao longo do projeto.

4.4.1 PrevidênciaFácil

Aplicação com interatividade local onde são apresentadas informações sobre os requisitos necessários para obter a aposentadoria por idade, tempo de serviço ou invalidez do INSS. É uma aplicação informativa escrita puramente em linguagem NCL, não necessitando de scripts Lua para a sua execução.

O programa de TV fica redimensionado no canto direito da tela. As informações apresentadas foram obtidas a partir do sítio da Previdência Social 6 e adequadas para o ambiente da TV, com linguagem e imagens mais acessíveis à população.

Algumas interfaces dessa aplicação são apresentadas a seguir.

interfaces dessa aplicação são apresentadas a seguir. Figura 12: Menu da aplicação PrevidênciaFácil Figura 13:

Figura 12: Menu da aplicação PrevidênciaFácil

a seguir. Figura 12: Menu da aplicação PrevidênciaFácil Figura 13: Informações sobre aposentadoria por idade 5

Figura 13: Informações sobre aposentadoria por idade

5 Essa funcionalidade é executada pelo BackOffice. No entanto, foi removida pois utilizava uma solução proprietária e que pode ser substituída por outra tecnologia.

6 www.inss.gov.br

Manual das Aplicações de TV Interativa 13 / 26 A Figura 12 apresenta as modalidades

Manual das Aplicações de TV Interativa

13 / 26

A Figura 12 apresenta as modalidades de aposentadoria consideradas na aplicação:

aposentadoria por idade, por tempo de serviço e por invalidez. Ao selecionar uma modalidade, são apresentadas as informações necessárias para solicitar tal aposentadoria (Figura 13). Se desejar, o usuário poderá visualizar a documentação necessária para apresentar ao INSS ao solicitar sua aposentadoria.

4.4.1.1 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

apresenta as modalidades de aposentadoria cujas informações são oferecidas pela aplicação

as modalidades de aposentadoria são: por idade, por tempo de serviço, por invalidez

para cada modalidade de aposentadoria, apresenta os requisitos necessários para a sua obtenção

para cada modalidade de aposentadoria, apresenta a documentação necessária.

4.4.1.2 Módulos

Para executar essa aplicação, é necessário apenas o módulo Ginga, com seu .ncl e diretório img.

4.4.2 ProcuraEmprego

Com essa aplicação, o usuário poderá encontrar vagas de emprego em todo o país. Essa aplicação utiliza o canal de interatividade e o programa de TV é redimensionado no canto direito da tela.

A seguir, são apresentadas algumas interfaces dessa aplicação.

são apresentadas algumas interfaces dessa aplicação. Figura 14: Selecionar a região do país F i g

Figura 14: Selecionar a região do país

dessa aplicação. Figura 14: Selecionar a região do país F i g u r a 1

Figura 15: Selecionar o Estado

: S e l e c i o n a r o E s t a

Figura 16: Lista de empregos com vagas disponíveis

a d o Figura 16: Lista de empregos com vagas disponíveis Figura 17: Detalhes da vaga

Figura 17: Detalhes da vaga

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 4.4.2.1 Funcionalidades As macro funcionalidades são: 14 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

4.4.2.1 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

14 / 26

por meio de um mapa geográfico do Brasil, permite que o usuário selecione a região (Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste) e a Unidade da Federação em que deseja buscar uma vaga de emprego

a aplicação apresenta uma lista de profissões com vagas disponíveis

após selecionar uma profissão, a aplicação apresenta uma lista de vagas disponíveis, informando a empresa e a cidade

após selecionar uma vaga, aplicação apresenta os detalhes da vaga, com os requisitos necessários e informações de contato.

4.4.2.2 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

Common.

O arquivo weblib.lua deve ser editado para indicar o endereço IP e a porta do servidor

de aplicações.

4.4.3 Notícias

A aplicação apresenta as notícias mais recentes e é executada em uma camada acima do

programa de TV, que permanece inalterado, sem redimensionamento. A aplicação possui telas com transparência para que o usuário possa, ao mesmo tempo, interagir com a aplicação e ver o programa transmitido pela emissora.

A seguir, são apresentadas algumas interfaces dessa aplicação.

são apresentadas algumas interfaces dessa aplicação. Figura 18: Lista de assuntos 4.4.3.1 Funcionalidades As

Figura 18: Lista de assuntos

4.4.3.1 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

4.4.3.1 Funcionalidades As macro funcionalidades são: Figura 19: Últimas notícias do assunto selecionado •

Figura 19: Últimas notícias do assunto selecionado

apresenta uma lista de assuntos variados de notícias, como Brasil, Carros, Economia, entre outros

após a seleção do assunto pelo usuário, apresenta a lista das 10 (dez) últimas notícias relacionadas ao assunto selecionado.

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 15 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

15 / 26

4.4.3.2 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

Common.

O arquivo weblib.lua deve ser editado para indicar o endereço IP e a porta do servidor de aplicações.

4.4.3.3 Fonte das notícias

Todo o conteúdo apresentado pela aplicação é obtido a partir de RSS 7 fornecido por um portal de notícias já existente na internet, como o G1 8 ou R7 9 . Esses portais disponibilizam RSS por meio de Web Services para serem acessados por aplicações externas.

A lista de portais válidos bem como a lista de assuntos visualizados pelo usuário (Figura 18) são armazenadas diretamente no banco de dados, por meio de uma carga manual. Uma vez realizada essa carga, a indicação de qual portal será usado para fornecer as notícias é realizada no script Lua da aplicação.

Como existe a dependência de informações de terceiros (nesse caso, os portais de notícias na internet), é possível que haja alteração nas políticas de uso do portal usado causando impacto na aplicação Ginga-NCLua, que deverá ser adequada para exibir conteúdos de outra origem.

Uma das melhorias que pode ser incorporada para essa aplicação é a implementação de uma interface, na aplicação BackOffice, onde um usuário com perfil administrativo possa:

incluir/remover/consultar/alterar uma lista de portais de notícias que fornecem RSS por meio de Web Services

incluir/remover/consultar/alterar os assuntos disponíveis nesses portais e que serão apresentados ao usuário

indicação do portal a ser usado pela aplicação Ginga-NCLua.

4.4.3.4 Atualização das notícias

Juntamente com o BackOffice é disponibilizado o componente NoticiasQuartz.jar, que atualiza as notícias a serem apresentadas pela aplicação Ginga-NCLua. Esse componente verifica, de hora em hora 10 , as notícias postadas nos portais e os armazena no banco de dados a fim de disponibilizá-las rapidamente quando requisitado pela aplicação Ginga.

4.4.4 Clima

Nessa aplicação, o usuário obtém a previsão do tempo para os próximos 5 (cinco) dias de uma determinada cidade.

7 Really Simple Syndication, que permite a visualização de vários conteúdos em um único ambiente.

9 www.r7.com/institucional/rss

10 O período de atualização das notícias é configurável.

Manual das Aplicações de TV Interativa 16 / 26 F i g u r a

Manual das Aplicações de TV Interativa

16 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 16 / 26 F i g u r a 2

Figura 20: Informar cidade

a 2 0 : I n f o r m a r c i d a

Figura 21: Lista de cidades encontradas

c i d a d e Figura 21: Lista de cidades encontradas Figura 22: Previsão do

Figura 22: Previsão do tempo para a cidade selecionada

4.4.4.1 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

o usuário informa, por meio de um teclado virtual, o nome de uma cidade no mundo

se houver mais de uma cidade que coincida com o nome informado, é apresentada uma lista para que o usuário selecione a cidade desejada

apresenta um ícone representando o clima (como sol, chuva, nuvens e outros) e a previsão de temperaturas mínimas e máximas da cidade informada para os próximos 5 dias, a partir da data de hoje

o teclado virtual pode ser alternado entre o layout Qwerty e SMS.

4.4.4.2 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

Common

TECLADO_VIRTUAL.

O arquivo weblib.lua deve ser editado para indicar o endereço IP e a porta do servidor de aplicações.

4.4.4.3 Fonte das informações da previsão do tempo

Assim como na aplicação Notícias, as previsões do tempo de uma cidade são obtidas a partir de terceiros. A implementação dessa aplicação utilizou os Web Services

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 17 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

17 / 26

disponibilizados por The Weather Channel 11 , que, na época, assim como os portais de notícias, os disponibilizavam livremente para uso externo. As informações continham um ícone e as temperaturas mínima e máxima, que eram apresentados ao usuário. No entanto, ao longo do projeto, a empresa alterou a política de uso de seus Web Services, passando a cobrar uma assinatura mensal.

Atualmente, para que essa aplicação seja executada na sua totalidade, é necessário adequar o BackOffice para que direcione as requisições a um sítio que disponibilize essas informações.

4.4.5 IncluaSaúde

Por essa aplicação, o usuário pode marcar uma consulta para ele ou seus dependentes em um posto de saúde de seu bairro. Além disso, tem acesso a informações de saúde. As informações de usuários e seus dependentes, especialidades médicas, médico, agenda do médico (horários e dias disponíveis) e informações de saúde devem ser cadastradas no BackOffice.

Para marcar uma consulta, o usuário deverá selecionar se deseja fazer o agendamento para ele ou para seu dependente (filho, pai, mãe, outros). Depois, selecionar a especialidade médica (como clínica médica, pediatra, e outros) e o médico que atende nessa especialidade.

e outros) e o médico que atende nessa especialidade. Figura 23: Menu da aplicação Figura 25:

Figura 23: Menu da aplicação

atende nessa especialidade. Figura 23: Menu da aplicação Figura 25: Escolha da especialidade médica Figura 24:

Figura 25: Escolha da especialidade médica

da aplicação Figura 25: Escolha da especialidade médica Figura 24: Escolha do paciente F i g

Figura 24: Escolha do paciente

da especialidade médica Figura 24: Escolha do paciente F i g u r a 2 6

Figura 26: Escolha do médico

O sistema apresentará os horários do primeiro dia disponível para que o usuário selecione o horário mais conveniente. Após a escolha do horário, o sistema apresentará a confirmação da consulta.

11 www.weather.com

Manual das Aplicações de TV Interativa 18 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

18 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 18 / 26 Figura 27: Horários disponíveis Figura 28: Confirmação

Figura 27: Horários disponíveis

de TV Interativa 18 / 26 Figura 27: Horários disponíveis Figura 28: Confirmação da consulta 4.4.5.1

Figura 28: Confirmação da consulta

4.4.5.1 Trocar dia

A aplicação, automaticamente, apresenta os horários disponíveis no primeiro dia

disponível do médico selecionado. Se o usuário desejar, poderá trocar o dia e novos

horário serão apresentados para que o usuário selecione o mais conveniente. Se o usuário selecionar um dia em que já existe uma consulta agendada, a mesma será sobreposta pela mais atual.

consulta agendada, a mesma será sobreposta pela mais atual. Figura 29: Trocar dia Figura 30: Trocar

Figura 29: Trocar dia

será sobreposta pela mais atual. Figura 29: Trocar dia Figura 30: Trocar dia com mensagem para

Figura 30: Trocar dia com mensagem para o usuário

Os dias apresentados dependem da agenda do médico, cadastrada no BackOffice. Se o

médico não possuir agenda, a aplicação apresentará uma mensagem para o usuário 12 .

4.4.5.2 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

autenticação do usuário por meio de login de usuário e senha

permite o usuário trocar a senha, se desejado

permite o usuário recuperar a senha, em caso de esquecimento

permite o agendamento de consultas para o usuário ou seu dependente

a consulta deverá ser agendada no posto de saúde que atende o bairro onde o usuário mora

o usuário deverá selecionar a especialidade médica, o médico (que pode ser o de plantão ou um específico), a data e horário mais convenientes

12 As mensagens para o usuário são apresentadas em uma camada acima da aplicação, sobre um “fundo fosco”.

Manual das Aplicações de TV Interativa 19 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

19 / 26

a aplicação deverá apresentar os horários livres do primeiro dia disponível na agenda do médico

possibilidade de trocar o dia

apresenta a confirmação da consulta

envia uma mensagem de voz com as informações da consulta para o celular do usuário 13

apresenta uma lista com assuntos sobre saúde

apresenta as informações ou dicas de saúde selecionada a partir da lista anterior.

4.4.5.3 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

Common

Autenticacao.

O arquivo weblib.lua deve ser editado para indicar o endereço IP e a porta do servidor de aplicações.

4.4.6 T-Commerce

É uma plicação semelhante ao Mercado Livre. Possui dois módulos: web, para o vendedor; TV para o comprador com algumas funcionalidades para o vendedor.

Por essa aplicação, o vendedor pode selecionar um pacote de anúncio para vender um produto informando o título, preço, quantidade disponível para venda e fotos, se desejar. O comprador pode buscar um produto navegando pelas categorias / sub-categorias e informando uma palavra-chave e se procura um produto novo ou usado. A aplicação buscará todos os produtos com essas informações e apresentará os detalhes do produto. Se desejar, o comprador poderá consultar detalhes do vendedor e lhe fazer perguntas. Ao comprar um produto, o comprador deverá informar a quantidade desejada e ter saldo disponível para comprá-la.

quantidade desejada e ter saldo disponível para comprá-la. Figura 31: Menu da aplicação Figura 32: Detalhes

Figura 31: Menu da aplicação

disponível para comprá-la. Figura 31: Menu da aplicação Figura 32: Detalhes do produto 13 Essa funcionalidade

Figura 32: Detalhes do produto

13 Essa funcionalidade é executada pelo BackOffice. No entanto, foi removida pois utilizava uma solução proprietária e que pode ser substituída por outra tecnologia.

Manual das Aplicações de TV Interativa 20 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

20 / 26

Na Figura 31, nota-se, abaixo do programa de TV, dois anúncios em destaque. São os produtos que têm prioridade na apresentação na TV por terem sido anunciados dentro de um pacote diferenciado 14 .

Ao visualizar um produto, o comprador pode inserir o produto em uma lista de desejo para que, em uma próxima ocasião, possa consultar essa lista e ir diretamente aos detalhes do produto sem a necessidade de realizar nova busca.

A aplicação trabalha com um sistema de custódia. O comprador/vendedor deverá comprar

créditos para fazer transações no sistema. A aplicação simula uma integração com três bandeiras de cartões de crédito (Amex, Visa e Mastercard). O usuário também poderá resgatar seus créditos para uma conta corrente fictícia.

resgatar seus créditos para uma conta corrente fictícia. F i g u r a 3 3

Figura 33: Comprar créditos

3 3 : C o m p r a r c r é d i t

Figura 34: Transferir créditos

A aplicação permite o comprador consultar suas compras e ao vendedor, suas vendas. Ao

consultar suas vendas, o vendedor deve indicar se um determinado produto já foi enviado ao comprador. O comprador, por sua vez, ao consultar suas compras, deve indicar se recebeu o produto. Em caso positivo, a compra será finalizada. Caso contrário, deverá cancelada.

Ao consultar as compras e vendas, os produtos podem ter os seguintes estados:

Aguardando o envio – o produto ainda está com o vendedor e necessita ser enviado. Quando enviar o produto, o vendedor deve sinalizar, na aplicação da TV, que o produto foi enviado. Por sua vez, o comprador deve sinalizar, que recebeu o produto

Enviado – o produto já foi enviado para o comprador

Finalizado – o produto foi entregue ao comprador e a compra foi concluída

Cancelado – o produto não foi entregue e, portanto, a compra foi cancelada.

O comprador, ao confirmar o recebimento do produto, deverá qualificar o vendedor, dando

uma nota (de 1 a 5) e, se desejar, emitir sua opinião.

14 O vendedor pode adquirir um pacote de anúncio como, por exemplo, prata, gold ou platinum.

Manual das Aplicações de TV Interativa 21 / 26 Figura 35: Minhas compras A aplicação

Manual das Aplicações de TV Interativa

21 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 21 / 26 Figura 35: Minhas compras A aplicação de

Figura 35: Minhas compras

A aplicação de comércio eletrônico foi a que teve o desenvolvimento mais complexo. Devido ao seu tamanho e à quantidade de telas, foi necessário executá-la via pendrive pois não foi possível transmiti-la via carrossel.

Na tentativa de diminuir seu tamanho, os elementos de cada tela foram desmembrados, diferentemente das outras aplicações onde havia uma imagem, com quase todos os elementos e posicionada na coordenada (0, 0).

Ainda assim, a aplicação resultante apresentava falhas de desempenho e perdia funcionalidades. Frente a esse problema, foi analisada a possibilidade de adequação da aplicação inclusive removendo suas funcionalidades. No entanto, optou-se por mantê-las integralmente para explorar todas as potencialidades que uma aplicação dessa natureza pode oferecer. No futuro, os set top boxes possuindo maior capacidade de processamento e memória, os problemas encontrados poderão ser mitigados.

4.4.6.1

As macro funcionalidades são:

Funcionalidades

permite o usuário buscar produtos por categoria e por palavra-chave

apresenta uma lista de produtos, ordenados por ordem crescente de preço

permite ao usuário visualizar a lista de produtos em ordem decrescente de preço

apresenta os detalhes do produto

apresenta os detalhes do vendedor

permite o comprador fazer perguntas ao vendedor

permite o comprador visualizar perguntas de outros usuários que foram respondidas pelo vendedor

permite comprar produto

permite comprar créditos

permite transferir créditos

permite visualizar as compras

permite visualizar as vendas

lista de desejos

permite o usuário qualificar o vendedor.

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 22 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

22 / 26

4.4.6.2 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

Common

Autenticacao

TECLADO_VIRTUAL.

O arquivo weblib.lua deve ser editado para indicar o endereço IP e a porta do servidor

de aplicações.

4.4.7 Chat

Essa aplicação permite a troca de mensagens instantâneas entre dois usuários. Após a autenticação, o usuário pode iniciar uma conversa com um amigo, editar seu perfil, gerenciar amigos e ver convites pendentes, se houver. Para conversar, é necessário que o usuário tenha um perfil e amigos disponíveis para conversas.

Ao iniciar uma conversa, a aplicação apresentará uma lista de amigos com avatar, apelido

e os seguintes estados: “disponível”, “ocupado” ou “celular”. O estado “disponível”,

significa que o amigo não está conversando com nenhum outro usuário e está livre para conversar; se estiver no estado “ocupado”, significa que o amigo já está conversando com outro usuário e está indisponível para conversa; e se o estado estiver “celular”, o amigo não está com a aplicação aberta na TV e portanto todas as mensagens serão direcionadas para o celular cadastrado 15 .

Quando um usuário iniciar a conversa, aparecerá, imediatamente, um teclado e uma janela com as mensagens enviadas na tela do amigo. Nesse instante, os dois usuários envolvidos ficarão no estado “ocupado” até que a conversa seja finalizada. Um terceiro usuário não poderá conversar com eles.

Um terceiro usuário não poderá conversar com eles. Figura 36: Menu da aplicação F i g

Figura 36: Menu da aplicação

poderá conversar com eles. Figura 36: Menu da aplicação F i g u r a 3

Figura 37: Tela de conversa

O usuário poderá ainda colocar seu próprio estado como “invisível”, ou seja, seu avatar e

seu apelido não aparecerão na lista quando seus amigos entrarem na aplicação. Com esse estado, nenhum amigo iniciará uma conversa com o usuário mas o usuário poderá enviar mensagens para um amigo que esteja no estado “disponível” ou “ celular”.

Ao editar seu perfil, o usuário pode escolher um avatar, um apelido e o celular, se desejar receber mensagens pelo telefone.

15 Essa funcionalidade é executada pelo BackOffice. No entanto, foi removida pois utilizava uma solução proprietária e que pode ser substituída por outra tecnologia.

Manual das Aplicações de TV Interativa 23 / 26 Figura 38: Editar perfil Para gerenciar

Manual das Aplicações de TV Interativa

23 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa 23 / 26 Figura 38: Editar perfil Para gerenciar amigos,

Figura 38: Editar perfil

Para gerenciar amigos, o usuário pode informar critérios de busca (nome, apelido, cidade, Estado) e enviar convites para outros usuários para que sejam amigos. O usuário convidado deve aceitar o convite pendente para que eles sejam amigos e possam conversar.

pendente para que eles sejam amigos e possam conversar. Figura 39: Gerenciar amigos F i g

Figura 39: Gerenciar amigos

sejam amigos e possam conversar. Figura 39: Gerenciar amigos F i g u r a 4

Figura 40: Buscar amigos

Nessa aplicação, foi necessária a implementação de um “timer” para que a janela com o histórico de mensagens e os estados apresentados na lista de amigos fossem atualizados constantemente. Com isso, a aplicação envia, periodicamente, requisições ao BackOffice para verificar as mensagens trocadas e os estados dos amigos. Para isso, foi criado o módulo queuedWeblib.lua que trata da fila de requisições para essa aplicação.

4.4.7.1 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

permite o usuário conversar com um amigo disponível

permite o usuário mudar seu estado para “disponível”, “invisível” ou “celular”

se o estado do amigo for celular, envia uma mensagem para o celular cadastrado

permite o usuário editar perfil, com avatar, apelido e celular

busca amigos obedecendo critérios de busca informados pelo usuário

gerencia convites pendentes.

4.4.7.2 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa • Ginga : .ncl, diretório img , diretório lua

Manual das Aplicações de TV Interativa

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

Common

Autenticacao

TECLADO_VIRTUAL.

24 / 26

O arquivo weblib.lua deve ser editado para indicar o endereço IP e a porta do servidor de aplicações.

4.4.8 Jogos

Essa aplicação, assim como a PrevidênciaFácil, não utiliza ocanal de interatividade. Possui jogos para diversão e entretenimento e é composto por: jogo de damas, fantasmas, campo minado, cobrinha e memória.

jogo de damas, fantasmas, campo minado, cobrinha e memória. Figura 41: Menu da aplicação Figura 42:

Figura 41: Menu da aplicação

minado, cobrinha e memória. Figura 41: Menu da aplicação Figura 42: Jogo de damas Figura 43:

Figura 42: Jogo de damas

Figura 41: Menu da aplicação Figura 42: Jogo de damas Figura 43: Fantasmas Figura 44: Campo

Figura 43: Fantasmas

da aplicação Figura 42: Jogo de damas Figura 43: Fantasmas Figura 44: Campo minado Figura 45:

Figura 44: Campo minado

Jogo de damas Figura 43: Fantasmas Figura 44: Campo minado Figura 45: Cobrinha Figura 46: Memória

Figura 45: Cobrinha

43: Fantasmas Figura 44: Campo minado Figura 45: Cobrinha Figura 46: Memória CPqD – Todos os

Figura 46: Memória

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 4.4.8.1 Funcionalidades As macro funcionalidades são: 25 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

4.4.8.1 Funcionalidades

As macro funcionalidades são:

25 / 26

apresentar jogos populares, de fácil manuseio e jogabilidade

apresentar caráter lúdico.

4.4.8.2 Módulos

Para executar essa aplicação, são necessários os módulos:

Ginga: .ncl, diretório img, diretório lua

5

Conclusão

Esse manual apresenta as aplicações interativas para TV digital desenvolvidas no âmbito do projeto SMTVI e que foram colocadas à disposição a quem possa interessar. Essas aplicações foram escritas em Ginga-NCLua e pretende-se que contribuam para o fortalecimento da implantação da interatividade na TV digital no país.

CPqD – Todos os direitos reservados.

Versão 3.0

Manual das Aplicações de TV Interativa 26 / 26

Manual das Aplicações de TV Interativa

26 / 26

6 Histórico de mudanças

Data

Versão

 

Descrição das alterações

15/03/2012

1.0

Elaboração do documento

15/04/2012

2.0

-

Inclusão das seções:

3 Arquitetura do sistema multiplataforma

4.1 Diretório Commom

4.2 TECLADO_VIRTUAL

4.3.2 ProcuraEmprego

4.3.3 Notícias

4.3.4 Clima

A seção 4 passa a conter as descrições de todas as aplicações Ginga-NCLua

-

- Detalhamento da aplicação PrevidênciaFácil

15/05/2012

3.0

- Inclusão das seções:

4.2.1

Teclado com predição de textos

4.3 Diretório Autenticacao

4.4.5 IncluaSaúde

4.4.6 T-Commerce

4.4.7 Chat

4.4.8

Jogos

5 Conclusão