Você está na página 1de 2

As helicônias, pertencentes à família Heliconiaceae, gênero Heliconia, são plantas de origem neotropical que aparecem naturalmente em clareiras, bordas

de florestas e matas ciliares, na América Central e América do Sul. Existem aproximadamente 250 espécies de helicônias e algumas dessas espécies são muito utilizadas como plantas de jardim e flores de corte. As helicônias são plantas de porte herbáceo, com diferentes tamanhos, podendo chegar até 12 m de altura. Propagam-se por meio de rizomas subterrâneos, que pemitem brotações à superfície, podendo ser solitários ou agregados. Cada planta é composta por pseudocaule, folhas e uma única inflorescência (Fig. 1). As folhas são semelhantes às da bananeira, compostas por um pecíolo e uma lâmina em um único plano, em disposição dística. As plantas apresentam três diferentes hábitos de crescimento, o que facilita o reconhecimento das diferentes espécies (Fig. 2, 3 e 4). • Musóide – as folhas têm pecíolos grandes, em posição vertical, tomando a aparência das musas (Fig. 5). • Zingiberóide – as folhas têm pecíolo curto e se dispõem de forma mais horizontal, tomando aparência de gengibre ornamental (Fig. 6). • Canóide – as folhas apresentam pecíolos curtos e médios e se dispõem em posição obliqua; têm a aparência dos gêneros Canna e Alpinia (Fig. 7). As inflorescências podem ser eretas ou pendentes variando de forma, tamanho, plano e cor. As brácteas que envolvem e protegem as flores apresentam intenso e exuberante colorido, muitas vezes com cores contrastantes, o que favorece a sua aceitação pelo consumidor. Conforme o tipo da inflorescência, as helicônias estão divididas em quatro grupos principais: • Grupo 1A - inflorescências eretas e em um plano (leves) (Fig. 8). • Grupo 1B - inflorescências eretas e em um plano (pesadas). • Grupo 2 - inflorescências eretas e em mais de um plano. • Grupo 3 - inflorescências pendentes e em um plano (Fig. 9). • Grupo 4 - inflorescências pendentes e em mais de um plano.
Rizoma de Helicônia, da espécie Heliconia bihai, também conhecida como H. caribaea e H. aurea. Popularmente ela é conhecida como Pássaro-de-fogo , Pacova-branca , Tracoá e Caetê-vermelho. Esta Helicônia é nativa da América do Sul, principalmente do Brasil e das Guianas. São plantas arbustivas que podem atingir desde 1,50 metros até mais de 2 metros de altura, adaptando-se a qualquer tipo de clima e solo, preferindo, no entanto, os locais mais quentes e de umidade relativa alta. Cultivam-se por divisão de rizomas. é polinizada por morcegos e beija-flores .

Esta flor para cima face da Heliconia família, que atua como um copo, é uma fonte natural de água de chuva para pássaros e insetos.

Formam touceiras de bela aparência com folhas grandes e verdes lembrando bananeiras, portanto, excelentes para jardins decorativos externos. Não necessita replantio. Produzem abundantes florações de colorido vivo e brilhante em matizes de vermelho forte, laranja e amarelo. Destinamse também com perfeição para corte devido a grande durabilidade em vasos e arranjos. Plantar em local de preferência ensolarado e protegido das geadas do inverno. Plantam-se os rizomas entre 5 a 10 cm de profundidade em solo de boa qualidade. Não são exigentes em adubação. Aceitam umidade, porém não em excesso. Rizoma destinado unicamente ao cultivo como ornamental.

Heliconia rostrata (também conhecida como bananeira-do-brejo e papagaio), é uma planta tropical, da família botânicaHeliconiaceae. O tipo de inflorescência desta planta é incomum relativamente às outras helicônias. São inflorescências pendentes, e o comprimento varia com o número de flores. As brácteas de cores vermelho, verde e amarelo, envolvem e protegem as flores, muito vistosas, de

Não são exigentes em adubação. irrigado com freqüência. cuja principal função é servir como fonte de reservas. na maioria das vezes. maciços ou como planta isolada. nutrientes e água para o desenvolvimento sazonal. em solo de boa qualidade. Plantam-se os rizomas entre 5 a 10 cm de profundidade. Não é tolerante ao frio. ou seja. esta helicônia produz flores durante o ano todo. As flores surgem do interior das brácteas. mas principalmente nos meses mais quentes. se reproduzem não somente pelas suas sementes. em solo fértil e rico em matéria orgânica. com tonalidades contrastantes. porém não em excesso. mas também por seus órgãos subterrâneos especializados. especialmente beija-flores. Assim como a maioria das helicônias. Também é muito utilizada como flor-de-corte. São excelentes para jardins decorativos externos. . com espaçamento de 80 cm ou mais. Aceitam umidade. Presta-se para formação de renques junto a muros. pois formam touceiras de bela aparência com folhas grandes e verdes lembrando pequenas bananeiras. Se bem adubada e irrigada. Não necessita replantio. São cosonsideradas geófitas. esta variedade é de origem neotropical. Como em seu habitat. nativa da região noroeste da América do Sul. e produzem um néctar que serve de alimento para muitos pássaros.intenso e exuberante colorido e. deve ser cultivada a pleno sol ou à meia-sombra.