Você está na página 1de 4

O processo ensino-aprendizagem em Geografia

A partir das últimas décadas do século XX que ultimas décadas??o


movimento de renovação da Geografia foi de grande importância por
representar um período de grandes mudanças, que serviu de abertura para a
produção cientifica que compunham características especificas da disciplina
de discussão???? De discussão que é isso? e também especificando o objeto
de estudo da ciência geográfica- espaço geográfico.
Parágrafo solto. Faça a ponte entre um parágrafo e outro.Enquanto na
década de 1970 acirrava o debate sobre os novos paradigmas da
Geografia, a escola pública enfrentava um problema: a criação dos Estudos
sociais com a eliminação gradativa da História e da Geografia do currículo
escolar.
Até a década de 1980: os Estados da Federação e os municípios
preparavam suas propostas curriculares ou programas de ensino. Na
década de 1980: formou-se uma equipe de autores para elaborar não só um
rol de conteúdos, mas efetuar uma revisão metodológica com o
amadurecimento dos princípios da disciplina (na época a geografia Crítica)
A introdução do método dialético promoveu uma ruptura no Ensino
tradicional da disciplina, apontando diferentes caminhos.Está solto. Costure
o texto com as fundamentações teóricas
HavendoNão comece com gerúndio discussão de como avaliar sendo que
as novas propostas pressupunham a construção de conceitos e não a
transmissão de rol de conteúdos
Está solto, mas parecendo tópicos e não textoDécada de 1990: surgem a
nova significado e depois sigla LDB e os PCN’s – A equipe de professores
se reunia para pensar proposta única para todas as escolas do Brasil.
Surgiram várias críticas de Geógrafos aos PCN’s principalmente em função
do ecletismo que segundo eles aborda várias correntes do pensamento
geográfico, chegou de forma impositiva e minimiza os conteúdos para uma
visão sócio-econômica dentre outras.
A educação cada vez mais, exerce um papel essencial no desenvolvimento
das pessoas e da sociedade
Reforça-se, portanto a concepção de uma educação voltada para a
construção de uma cidadania consciente e ativa.
Transformações estas que adicionam e vêm incrementar são reflexos
das concepções do ensino de Geografia que consideram a importância da
realidade social, das reflexões teórica- metodológicas que consideram a
pedagogia e a didática.Solto
Os pensadores se orientam teórico e metodologicamente com maior ênfase
por correntes do neopositivismo, humanística e fenomenologia e pelo
materialismo histórico e dialético.
Seguindo na esteiraesteira???? do papel social da Geografia escolar e de
seus conteúdos, nos parece pertinente comentar a respeito dos objetivos e
finalidades de seu ensino. São relevantes sempre alguns questionamentos
como:
Que novas metodologias de ensino são necessárias para que se supere
o trabalho restrito à reprodução de conteúdos?
É recorrente a idéia de formação de alunos críticos e reflexivos. Mas no
cotidiano sendo assim, qual a perspectiva da disciplina geografia, ou seja, por
qual lente é lançado seu/nosso olhar interpretativo e investigativo sobre o que
realmente deve ser trabalhado levando em conta a realidade do aluno?
Está faltando a fundamentação. Cadê os textos lidos?
É imprescindível uma aprendizagem que não vise tanto um repertório de
saberes, codificados e/ou dicotomizados, mas o domínio dos próprios
instrumentos do conhecimento que deve ser considerado para que o aluno
desenvolva suas habilidades e competências.
Entendemos Não use primeira pessoa que a problemática da natureza no
ensino de geografia não pode ser abordada isoladamente das reflexões sobre
as relações da sociedade e natureza pois estão intimamente ligadas.
O homem sempre representa algo a partir da idéia que se tem do objeto
imaginado e é todo um processo de abstração que desencadeia o
conhecimento e o método cognitivo do ser humano.
A representação tem um papel fundamental, pois ela determinara a
realidade sensível da idéia do pensamento.
O foco do processo cognitivo não é apenas o sujeito nem apenas o objeto, mas
o confronto entre os dois, frente à realidade em que estão inseridos. Quanto
maior for o contato do sujeito com a realidade, mais amplos serão seus
horizontes e maior será o interesse pelo conhecimento.
É necessário obter a capacidade de articulação dos conceitos geográficos, os
conceitos de espaço geográfico, lugar, paisagem, território, região, pois é por
meio da assimilação desses conceitos e do desenvolvimento de um
pensamento de escalas que o ensino de geografia pode proporcionar a
compreensão das dinâmicas do processo de formação da
realidade.Fundamente
Então um dos objetivos é a de formação do raciocínio espacial: formar esses
raciocínios é mais que localizar, é entender as determinações e implicações
das localizações, e isso vai exigir referências teórico-conceituais.
Pois os conceitos geográficos mais abrangentes são ferramentas,
fundamentais para a compreensão dos diversos espaços para a leitura do
mundo do ponto de vista geográfico. Fundamente

Na formação de professores e alunos é necessário o domínio da leitura do


espaço por meio da observação espontânea e direcionada, da produção de
registros e da pesquisa em varias fontes.
Dentro desse recorte, o domínio do conteúdo a ser ensinado é um dos
primeiros pressupostos para o processo de ensino e aprendizagem.
Para uma pratica docente contextualizada e que discuta questões da
atualidade e que contribua assim para uma atitude critica de seus estudantes
Faz-se necessário uma leitura das varias fontes de informação, buscando
assim ampliar as leituras de mundo tanto do professor (que se torna um
orientador) quanto do aluno, para a apropriação do conhecimento social
produzido ao longo do tempo. Fundamente

É preciso tomar cuidado com as propostas curriculares fechadas, pois elas


podem atrapalhar o bom andamento do processo ensino- aprendizagem.
O domínio de métodos e técnicas é outro ponto importante.
Isso significa uma re(construção) política de uma prática docente adequada .
Numa proposta que precisa ser discutida e referenciada teoricamente
trazendo componentes que devem ser articulados e interdependentes.
Tudo se transforma numa questão de postura que deve ser tomada pelo
professor que deve deixar um espaço aberto às discussões teóricas e as
propostas para o ensino de geografia.
Conhecimento gera conhecimento, ou seja, o conhecimento com o qual
o aluno chega a sala de aula é uma base sólida para a produção e o
desenvolvimento do saber.
O processo ensino-aprendizagem que propomos é um ensino para a cidadania,
no qual o aluno é incentivado a refletir e discutir, a se motivar com o estudo da
dinâmica da sociedade e da natureza, com o estudo do espaço produzido pela
humanidade. Fundamente
O texto de vocês precisa ser revisado e fundamentado. Precisa dar uma
coerência , experimentem fazer uma leitura em voz alta.
Está indo bem. Continue e avancem mais um pouco.