Você está na página 1de 2

Chaves seccionadoras primárias Segundo a NBR 6935, chave é dispositivo mecânico de manobras que na posição aberta assegura uma

distância de isolamento, e na posição fechada mantém a continuidade do circuito elétrico nas condições especificadas. A mesma norma define o seccionador como sendo um dispositivo mecânico de manobra capaz de abrir e fechar o um circuito, quando uma corrente de intensidade desprezível é interrompida, ou restabelecida, quando não ocorre variação de tensão significativa através de seus terminais. É também capaz de conduzir corrente sob condições normais do circuito e durante um tempo especificado, correntes sob condições anormais, tais como curto-circuito. Os seccionadores são utilizados em subestações para permitir manobras de circuitos elétricos, sem carga, isolando disjuntores, transformadores de medida, de proteção e barramentos. Também são utilizados em redes aéreas de distribuição urbana e rural com a finalidade de seccionar os alimentadores durante os trabalhos de manutenção ou realização de manobras diversas previstas pela operação. Os seccionadores podem ser fabricados tanto em unidades unipolares como em unidades tripolares. Os seccionadores podem ainda desempenhar varias e importantes funções dentro de uma instalação, ou seja: - Manobrar circuitos, permitindo a transferência de carga entre barramentos de uma subestação; - Isolar um equipamento qualquer da subestação tais como: transformadores, disjuntores, etc. Para execução de serviços de manutenção ou outra utilidade; - By pass, propiciar o by pass de equipamentos, por exemplo: disjuntores, religadores e etc; Para-raios a resistor não linear As redes aéreas de distribuição urbanas e rurais são extremamentes vulneráveis às descargas atmosféricas que em determinadas condições, podem provocar sobretensões elevadas no sistema, ocasionando a queima dos equipamentos, tanto os da concessionárias como dos consumidores de energia elétrica. Para que se protejam os sistemas elétricos dos surtos de tensão que também pode ter origem durante a manobra de chaves seccionadoras ou disjuntores, são instalados equipamentos apropriados que reduzem o nível de sobretensão a valores compatíveis com a suportabilidade desses sistemas. Esses equipamentos protetores contra sobretensões são denominados para-raios.

. Os religadores têm largas aplicações em circuitos de distribuição das redes aéreas das concessionárias de energia elétrica. .Duas operações rápidas e duas retardadas.Três operações rápidas e uma retardada. onde os defeitos são quase sempre de natureza permanente.Interrupção a óleo.Quatro operações rápidas. . Esses equipamentos não devem ser aplicados em instalações industriais ou comerciais. este valor é tomado como o nível de proteção que os para-raios oferecem ai sistema.Para-raios de óxido de zinco. Os religadores podem ser classificados quanto ao meio de interrupção de arco em: . . . . Religadores Religadores automáticos são equipamentos de interrupção de corrente elétrica dotados de uma determinada capacidade de repetições em operações de abertura e fechamento de um circuito. .Uma operação rápida e três retardadas. por permitir que os efeitos transitórios sejam eliminados sem a necessidade de deslocamento do pessoal da manutenção para percorrer o alimentador em falta.A vácuo. com máximo de quatro operações: . . durante a ocorrência de um defeito.Para-raios de carboneto de silício. Os para-raios limitam as sobretensões ao valor máximo.Interrupção a gás SF6. Os religadores permitem ajuste para quaisquer ciclos de operações.Os para-raios são utilizados para proteger os diversos equipamentos.