Você está na página 1de 3

O que é o Serviço Social Na área da saúde, o Serviço Social é mediador entre usuário e a Instituição buscando facilitar o acesso da população

aos oferecidos pelo Sistema Único de Saúde - SUS. No HUGV, este serviço desenvolvido pela Divisão de Atendimento Social - DAS, a qual é composta por assistente social, estagiárias do curso de Serviço Social da UFAM e por técnicos administrativos. Objetivos Desenvolver uma prática profissional que viabiliza a participação dos usuários e das equipes multidisciplinares no processo de decisão quanto as ações realizadas no âmbito da saúde, buscando a efetivação de um atendimento mais participativo que, consequentemente, favorecerá o exercício da cidadania. - Planejar e executar projetos juntos aos usuários do HUGV / AAL. - Informar os usuários seus direitos enquanto pacientes e cidadãos. - Promover uma relação multidisciplinar. - Estabelecer um elo com os órgãos gerenciadores do SUS, Representações Municipais e com os diversos recursos da comunidade. Público alvo Os usuários do Sistema Único de Saúde - SUS, estejam eles internados ou em atendimento ambulatorial Resumo Freitas, Bruno Peres; Silva, Ilda Lopes Rodrigues da. O Assistente Social na Assistência Hospitalar e o Desafio da Humanização: reflexões sobre a dimensão intersubjetiva da prática profissional. Rio de Janeiro, 2007, 142p. Dissertação de Mestrado – Departamento de Serviço Social, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Este estudo constitui-se num esforço de reflexão sobre o tema da humanização no que tange a sua relação com a prática do assistente social que atua no cenário da assistência hospitalar. Atualmente o tema da humanização vem se mostrando como um tema de grande relevância pública nas práticas de saúde no Brasil ao indicar uma necessária e premente reflexão sobre a qualidade das relações estabelecidas entre profissionais e os sujeitos que demandam cuidados de saúde. Tal reflexão situa-se no âmbito da ética, exigindo um re-pensar sobre os comportamentos de despersonalização e alheamento em relação ao outro, historicamente enraizados na cultura institucional hospitalar. Sendo o assistente social um profissional que lida na relação direta com os sujeitos no cotidiano da assistência hospitalar, o debate da humanização apresenta-se como um desafio, tendo em vista a qualidade de sua ação como expressão do seu compromisso ético

integrando-se em diversos serviços hospitalares.As assistentes sociais desenvolvem a sua actividade maioritariamente inseridas nas equipas de tratamento. livres. justas e solidárias. A reflexão sobre a dimensão relacional da prática do assistente social é. o eixo central deste estudo. instituições.Estudo e diagnóstico social de “situações-problema” a) Realizar entrevista de triagem aos doentes e seus familiares ou acompanhantes cuidadores. Busca-se conceber a humanização da ação profissional como um processo ético-político-pedagógico que envolve a permanente construção de atitudes que possam levar ao reconhecimento das demandas do outro através do respeito à autonomia inerente a sua condição de pessoa-sujeito. intervém nas dimensões social.com a construção de relações recíprocas. serviços e equipas da comunidade e rede social envolvente. configuradoras de “situações-problema” e condicionadoras da qualidade de vida e de saúde de indivíduos e grupos de indivíduos vítimas de diversos episódios de doença ou em programas de prevenção ou recuperação. particularmente sobre p departamento de Serviço Social. facilitando a integração hospitalar. O estudo apresenta uma pesquisa realizada com sete assistentes sociais que atuam num hospital público. b) Prestar informações sobre o Hospital e seus serviços. económica. c) Informar sobre direitos e deveres. O objetivo da investigação foi compreender os principais motivos que orientam os assistentes sociais em sua prática cotidiana quando da relação com o tema da humanização. O serviço social é uma unidade transversal. Deste modo.Acompanhamento social e/ou orientação de situações . . com repercussões ao nível dos respectivos agregados familiares. em articulação com famílias. democráticas. cultural e relacional. deste modo. o entendimento da humanização da prática do assistente social que se pretende expressar neste estudo tem como fundamento a visão compreensiva da ação profissional com-os-outros como possibilidade de desvelar novas formas de ser e estar no mundo. salienta-se: 1. O Serviço Social no hospital. intervindo no planeamento da alta hospitalar da pessoa internada e promovendo a melhor continuidade de cuidados. 2.A actividade do serviço social dirige-se aos utentes do hospital.A finalidade última do serviço social é a inserção social do utente e família. . Atribuições no desempenho profissional dos assistentes sociais Do desempenho profissional. .

conferencias …) que visem dar a conhecer as finalidades do serviço social hospitalar e as suas formas de actuação. relacionados com os factores condicionadores da qualidade de vida dos utilizadores do hospital e ainda. elaborar e realizar projectos de pesquisa.Ensino / formação a) Reunir as condições e orientar estudantes estagiários de serviço social. humanização e eficácia na prestação dos cuidados aos doentes. qualidade e eficiência da intervenção social e sua relação com a situação de saúde. relacionados com a especificidade. b) Programar. b) Participar com outros profissionais. económicos. seminários.Colaboração em projectos de intervenção comunitária no campo da prevenção e promoção da saúde 7.a) Ajudar o doente e família a expor e a resolver problemas (familiares. b) Promover as condições indispensáveis para o retorno do doente ao seu meio. proceder à avaliação da intervenção e reprogramação periódica das actividades. profissionais. b) Informar sobre medidas de politica social e de saúde. rentabilização dos recursos. …) decorrentes da doença e/ou hospitalização.Determinação de prioridades e programação da acção a) Sistematizar a informação significativa. 4. . para que esta seja considerada no plano de tratamento da pessoa. no sentido da qualidade.Preparação da melhor reinserção social dos utilizadores do hospital a) Orientar/sensibilizar utentes e famílias para tomarem consciência das suas necessidades e recorrerem aos recursos mais adequados. b) Fomentar e participar em iniciativas (colóquios.Integração nas unidades e equipas pluridisciplinares terapêuticas a) Esclarecer todos os aspectos da situação social. d) Participar na programação da alta hospitalar em tempo útil. 6. c) Articular com redes formais e informais na comunidade. c) Fomentar e participar em iniciativas que visem partilhar e analisar a relação entre factores sociais e de saúde. c) Garantir a continuidade dos cuidados sociais e/ou de saúde necessários. 5. 3. meios e recursos da comunidade.