Você está na página 1de 29

Aerodinâmica

Escoamento ao redor de corpos imersos Escoamento compressível

Escoamento ao redor de corpos imersos
● ● ● ● Aerodinâmica: aviões, projéteis, foguetes; Hidrodinâmica: navios, submarinos; Engenharia eólica: edifícios, pontes, torres; Engenharia oceânica: bóias, estacas, instrumentos ancorados.

14 painéis solares, 14 propulsores, motor elétrico de 2 hp

2

 Em um corpo de forma arbitrária. 3 .  Pássaros e insetos.  Projéteis e corpos com segmentos. quando imerso em uma corrente de fluido experimentará forças e momentos oriundos do escoamento.Aerodinâmica ● Desempenho de corpos de sustentação  Aerofólios e aviões. ● Qualquer corpo. de qualquer formato. o escoamento exerce forças em relação aos três eixos de coordenadas.

Momento de arfagem Velocidade da corrente livre Força lateral 4 .Aerodinâmica Força de sustentação Força de arrasto Força de arrasto Momento de guinada Corpo arbitrário Momento de rolamento É a força localizada no eixo paralelo à corrente livre. O arrasto é uma perda de escoamento e deve ser superado se o corpo tiver de se mover contra a corrente.

Aerodinâmica Força de sustentação Momento de guinada Corpo arbitrário Força de arrasto Força de sustentação É a força perpendicular ao arrasto. Momento de rolamento Momento de arfagem Velocidade da corrente livre Força lateral Tem a tarefa de sustentar o peso do corpo. 5 .

Aerodinâmica Força de sustentação Força lateral Força de arrasto Momento de guinada Corpo arbitrário Não representa perda nem ganho. Quando o corpo tem simetria em relação ao plano arrasto sustentação. a guinada e o rolamento desaparecem (aviões). Momento de rolamento Momento de arfagem Velocidade da corrente livre Força lateral 6 . a força lateral.

Aerodinâmica Plano de simetria (vertical) Plano de simetria (horizontal) Linha da corda Apenas arrasto se a velocidade for paralela a linha da corda Corpo com dois planos de simetria Se a corrente livre for paralela a intersecção desses dois planos (linha da corda principal do corpo) o corpo sofrerá apenas arrasto. 7 .

Aerodinâmica Corpos de sustentação são concebidos para fornecer uma grande força normal à corrente livre e um arrasto bem pequeno quanto possível. Área planificada = bc sustentação arrasto Ângulo de ataque espessura envergadura corda 8 .

Área planificada = bc sustentação arrasto Ângulo de ataque espessura envergadura corda 9 .Aerodinâmica Projeto de asas: similar ao formato das asas dos pássaros – bordo de ataque arredondado e bordo de fuga agudo.

Ponto de estagnação traseiro Sem sustentação 10 .Aerodinâmica (a)Partida Movimento das linhas de corrente irrotacional e não viscoso.

Aerodinâmica (b) O borde de fuga agudo induz separação e formação de um vórtice de partida. Sustentação leve 11 .

Aerodinâmica (c) O vórtice de partida é emitido e as linhas de corrente deixam o bordo de fuga suavemente. Sustentação 80% desenvolvida 12 .

Aerodinâmica (d) Escoamento em linhas de corrente suaves desenvolvese sobre a asa. 13 . Sustentação totalmente desenvolvida. deixando o aerofólio em uma direção aproximadamente paralela à linha da corda.

Números adimensionais importantes em aerodinâmica Coeficiente de arrasto Razão entre a força de arrasto e a força dinâmica FA CA  1 2 2 v A Coeficiente de sustentação Razão entre a força de sustentação e a força dinâmica FS CS  1 2 2 v A 14 .

Números adimensionais importantes em aerodinâmica ● Os coeficientes de arrasto e sustentação dependem do formato do corpo em estudo (área): ● Área frontal: o corpo visto da corrente.  Automóveis. barcaças.  Navios. mísseis. projéteis ● Área planificada: o corpo visto de cima. 15 .  Asas ● Área molhada: superfícies.

Números adimensionais importantes em aerodinâmica Número de Reynolds Razão entre inércia e viscosidade vL Re   Número de Mach Razão entre a velocidade do escoamento e a velocidade do som v Ma  a 16 .

Números adimensionais importantes em aerodinâmica ● Ma  0.3 < Ma < 1  Tanto o número de Reynolds quanto o número de Mach são importantes ● Ma > 1  Número de Mach importante  Número de Reynolds não importante 17 .3  Número de Reynolds importante  Número de Mach não importante ● 0.

 Similaridade geométrica  Similaridade dinâmica 18 .Modelagem ● Desenvolvimento de Modelos e Protótipos. ● Todos os parâmetros adimensionais relevantes devem ter os mesmos valores para o modelo e para o protótipo.

 Todos os ângulos são preservados. 19 .  Todas as direções de escoamento são preservadas.Modelagem Similaridade geométrica ● Todas as dimensões do modelo estão relacionadas às dimensões do protótipo por um fator de escala constante.

Modelagem Similaridade dinâmica ● A similaridade dinâmica é satisfeita nas seguintes condições:  Escoamentos compressíveis:  o número de Reynolds e o número de Mach devem ser iguais para o modelo e para o protótipo.  Escoamentos incompressíveis:  o número de Reynolds para o modelo e para o protótipo devem ser iguais. 20 .

então as variações de temperatura e pressão também são significativas. ● Se a variação de massa específica é significativa.Escoamento compressível ● Escoamento onde as variações de massa específica tornam-se significativas. quantidade de movimento. energia. Desta forma teremos que resolver as seguintes equações de forma simultânea:     Equação Equação Equação Equação da da da de continuidade. estado. 21 .  Fluido de movendo a velocidades comparáveis à velocidade do som no fluido.

mas não aparecem ondas de choque.8 < Ma < 1.3 < Ma < 0. mas não há regiões subsônicas.2: ● 1.  onde as ondas de choque e outras variações do escoamento são especialmente fortes.2 < Ma < 3.0: ● Ma > 3.  onde os efeitos da massa específica são importantes.  onde as ondas de choque estão presentes.Número de Mach ● Ma  0.  onde iniciam os efeitos das ondas de choque.8: ● 0.3: ● 0.0: v Ma  a escoamento incompressível escoamento subsônico escoamento transônico escoamento supersônico escoamento hipersônico  onde os efeitos da massa específica são desprezíveis. 22 .

● Para um gás perfeito a velocidade do som é dada por: a  kRT ● onde k é a razão de calores específicos (k = cp/cv). 23 .Velocidade do Som ● É a taxa de propagação de um pulso de pressão de intensidade infinitesimal através de um fluido em repouso. R é a constante do gás e T é a temperatura.

Ondas de Choque ● Forte onda de pressão fixa. 24 .

25 .

Ondas de Choque ● ● ● ● Partícula com movimento subsônico. Você pode ouvir e sentir o aumento de pressão causado por um corpo com movimento subsônico. Perturbação de pressão típica causada pela passagem da partícula 26 . Perturbações esféricas deslocando-se para fora. Motivo pelo qual um pássaro levanta voo e evita ser atropelado pelo carro. Se movem bem a frente das partículas.

Ondas de Choque ● Partícula com movimento sônico. não poderá ouvir o movimento que se aproxima. Onda de Mach limite 27 . ● As perturbações de pressão movem-se exatamente à velocidade da partícula. ● Se você estiver à esquerda da partícula.

Ondas de Choque ● Partícula com movimento supersônico. ● O ângulo do Cone de Mach é: 1   sen Ma 1 Zona de silêncio Zona de ação Onda de Mach supersônica 28 . ● As esferas de perturbação entendem-se atrás da partícula. formando o chamado Cone de Mach.

29 .