Você está na página 1de 14

QUESTÕES DE DIREITO DO TRABALHO FCC RELAÇÃO DE TRABALHO E RELAÇÃO DE EMPREGO – 02/11/2012

1 - Q263450 ( Prova: FCC - 2012 - TST - Analista Judiciário - Área Judiciária / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego; ) Conforme previsão contida na Consolidação das Leis do Trabalho, são requisitos legais para configuração da relação de emprego: a) subordinação jurídica, pessoalidade na prestação dos serviços e exclusividade na contratação. b) onerosidade, eventualidade dos serviços e subordinação jurídica. c) pessoalidade na prestação dos serviços, autonomia na prestação laboral e remuneração. d) subordinação jurídica, continuidade e pessoalidade na prestação dos serviços. e) obtenção de resultado na prestação de serviços, onerosidade e não eventualidade dos serviços. 10 - Q241017 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Judiciário Execução de Mandados / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego; ) Conforme previsão da Consolidação das Leis do Trabalho, em relação aos sujeitos do contrato de trabalho, é INCORRETO afirmar que: a) será considerado empregado aquele que presta serviços de forma pessoal e natureza não eventual, mediante retribuição pecuniária e sob a dependência do empregador b) as instituições de beneficência e os profissionais liberais que admitirem trabalhadores como emprega- dos equiparam-se ao empregador. c) o tempo em que o empregado estiver à disposição do empregador, aguardando ordens de serviço, considera-se como de serviço efetivo, salvo disposição especial expressamente consignada. d) não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador, o executado no domicílio do empregado e o realizado a distância, desde que estejam caracterizados os pressupostos da relação de emprego. e) não haverá distinções relativas à espécie de emprego e à condição de trabalhador, exceto quanto ao trabalho intelectual, técnico e manual, em razão das suas peculiaridades. GABARITOS: 1 - D 10 - E 11 - Q240520 ( Prova: FCC - 2012 - TRT - 6ª Região (PE) - Analista Judiciário Área Judiciária / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego; ) Quanto à relação de emprego e às relações de trabalho “lato sensu”, é INCORRETO afirmar:

não eventualidade do trabalho. mas não se igualando em direitos com os trabalhadores com vínculo empregatício permanente. Relação de Trabalho e de Emprego. exclusividade na prestação dos serviços.TRT . com intermediação de terceira entidade com quem mantém vínculo de emprego nos termos da CLT.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades. ) São requisitos legais da relação de emprego e do contrato de trabalho: a) pessoalidade do empregado. subordinação jurídica do empregado. para os efeitos da relação de emprego. 12 . b) exclusividade na prestação dos serviços.a) Trabalho autônomo é aquele em que o trabalhador exerce as suas atividades por conta e risco próprios.2012 . para atender à necessidade transitória de substituição de seu pessoal regular e permanente ou o acréscimo extraordinário de serviços.Q213528 ( Prova: FCC . assumindo os riscos da atividade econômica.11ª Região (AM) .2012 .INSS . c) eventualidade do trabalho. desenvolve atividades não coincidentes com os fins normais da empresa contratante. para realização de determinado evento. d) onerosidade. assalaria e dirige a prestação pessoal dos serviços. com intermediação de empresa de trabalho temporário. em regra.Q222277 ( Prova: FCC . onerosidade. sem subordinação com o seu contratante. sob a dependência e subordinação deste. pessoalidade do empregador. d) considera-se empregado toda pessoa física ou jurídica que prestar serviços eventuais a pessoa jurídica mediante remuneração e sob a dependência desta. e) Relação de emprego é aquela em que pessoa física presta serviços de natureza não eventual e de forma pessoal a empregador.Técnico Judiciário . por prazo curto. que. b) Trabalho eventual é aquele prestado ocasionalmente. ) Conforme prevê a Consolidação das Leis do Trabalho são considerados sujeitos do contrato de trabalho o empregado e o empregador. a esposa não poderá ser considerada empregada do marido. não se fixando a uma fonte de trabalho.Perito Médico Previdenciário / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. d) Trabalho avulso é aquele em que o trabalhador presta serviços de curta duração para distintos beneficiários. c) não se equiparam ao empregador. 13 . mesmo que admitam trabalhadores como empregados. c) Trabalho temporário é aquele prestado por pessoa física a uma empresa. eventualidade do trabalho. individual ou coletiva. admite. e) considera-se empregador a empresa. os profissionais liberais. pessoalidade do empregado. ainda que presentes os requisitos legais da relação de emprego. mediante salário. alteridade. em que o trabalhador. Em relação a estes é correto afirmar que a) em razão do grau de parentesco. b) não poderá ser considerado empregador para efeitos da relação de emprego uma associação recreativa sem fins lucrativos. .

c) poderá exceder de três meses. em qualquer hipótese. salvo autorização conferida pelo órgão local do Ministério do Trabalho e Previdência Social.Analista Judiciário . porém.24ª REGIÃO (MS) . sem os demais requisitos da relação de emprego previstos na Convenção Coletiva de Trabalho. . d) poderá exceder de sessenta dias. e) é necessária a existência de prestação de trabalho intelectual. ) Para a configuração da relação de emprego a) não é necessário o recebimento de salário.TRT . e) possui prazo mínimo. 14 . Relação de Trabalho e de Emprego.4ª REGIÃO (RS) . d) não é necessária a exclusividade da prestação de serviços pelo empregado.2011 .TRT . uma vez que há relação de emprego configurada mediante trabalho voluntário. mas não poderá exceder seis meses.Área Judiciária / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades. b) se realiza. ) O trabalho autônomo a) é vedado para os serviços de consultoria e de contabilidade.2011 . em razão da autonomia inerente ao próprio contrato.e) alteridade.Analista Judiciário . com relação a um mesmo empregado.Q85315 ( Prova: FCC . técnico ou manual. necessariamente com subordinação. em regra.24ª REGIÃO (MS) . c) não pode ser pactuado com cláusula rígida de pessoalidade. onerosidade. convertendo-se automaticamente em contrato individual de trabalho por prazo indeterminado. o contrato entre a empresa de trabalho temporário e a empresa tomadora ou cliente. por pessoa física. subordinação e pessoalidade. salvo autorização conferida pelo órgão local do Ministério do Trabalho e Previdência Social.2011 .TRT . requisito inerente à subordinação existente. por expressa vedação legal. b) possui prazo mínimo e nem máximo para ser celebrado devendo observar a demanda que gerou a contratação extraordinária. convertendo-se automaticamente em contrato individual de trabalho por prazo indeterminado. 15 .Área Judiciária / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. sem alteridade e com subordinação jurídica. ) No contrato de trabalho temporário.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. NÃO: a) possui prazo mínimo. impessoalidade do empregado. jurídica ou grupo de empresas. mas não poderá exceder trinta dias. habitualidade. c) é preciso que o empregado seja uma pessoa física ou jurídica que preste serviços com habitualidade. b) é necessária a existência de prestação de contas.Técnico Judiciário . em qualquer hipótese.Q85547 ( Prova: FCC .Q86136 ( Prova: FCC . de natureza não eventual. 16 .

TRT . porém. Subordinação ao tomador dos serviços. IV. ) Considere: I. III e IV. e) Associação Recreativa Águas Marinhas e a creche Maria da Penha. em regra. apenas.d) se realiza. ) Em determinada cidade funciona a Associação Recreativa Águas Marinhas. apenas. ) Considere as seguintes assertivas a respeito da estabilidade provisória do dirigente sindical: I. sem os demais requisitos da relação de emprego previstos na Convenção Coletiva de Trabalho. a creche Maria da Penha e a casa de repouso Vida e Saúde. necessariamente com pessoalidade.TRT . Prestação de trabalho efetuada com onerosidade.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. apenas.Q58592 ( Prova: FCC .TRT . São elementos fático-jurídicos componentes da relação de emprego os indicados APENAS em a) III e IV. III.Q85120 ( Prova: FCC .Q82703 ( Prova: FCC . c) Associação Recreativa Águas Marinhas. 18 .Técnico Judiciário . Prestação de trabalho por pessoa jurídica a um tomador. b) Associação Recreativa Águas Marinhas e a casa de repouso Vida e Saúde.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. III e IV.Área Judiciária / Direito do Trabalho / Estabilidade e Reintegração.9ª REGIÃO (PR) . b) I. a creche Maria da Penha e a casa de repouso Vida e Saúde. c) I. e) pode ser contratado sem infungibilidade quanto ao prestador.Analista Judiciário . mesmo em se tratando de serviço pactuado com pessoa física.Analista Judiciário . 17 . de acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho.8ª Região (PA e AP) . equiparam-se ao empregador para os efeitos exclusivos da relação de emprego a a) Associação Recreativa Águas Marinhas. II.2010 . apenas. o Asilo Sol Nascente. o Asilo Sol Nascente. II e III. d) II e IV.24ª REGIÃO (MS) . a creche Maria da Penha e a casa de repouso Vida e Saúde. Considerando que todas as instituições não possuem fins lucrativos.2010 . Prestação de trabalho efetuada com pessoalidade pelo trabalhador. O empregado de categoria diferenciada eleito dirigente sindical só goza de . d) Asilo Sol Nascente. Relação de Trabalho e de Emprego. e) II. 19 .2011 .

em abril e novembro de determinado ano. como suplente. Está correto o que consta APENAS em a) II. como servidor estatutário. c) espécie de prestação de serviços que não se regula pela Consolidação das Leis do Trabalho.DPE-MA . para substituir outros trabalhadores em licença médica foi a) empregado da escola. do qual relação de emprego é espécie. ) O professor que ministrou dois períodos de trinta dias cada um.DPE-MA . 20 .E 18 . e) trabalhador cooperado. inclusive.E C 20 . d) I e IV. c) empregado da escola. na modalidade de contrato temporário. Em regra.D 14 . d) trabalhador avulso. a estabilidade do respectivo dirigente sindical subsistirá em razão da proteção garantida pela legislação. III e IV. que se equipara à prestação de serviços subordinada. III. e) III e IV. ainda que indenizado. III e IV.Q57848 ( Prova: FCC . O registro da candidatura do empregado a cargo de dirigente sindical durante o período de aviso prévio. Havendo extinção da atividade empresarial no âmbito da base territorial do sindicato. mesmo sem a intermediação do sindicato ou do órgão gestor de mão-de-obra. em caráter eventual.D 16 . b) empregado da escola. GABARITOS: 11 . b) I e II.C 15 . porque ajudou a empresa num momento de necessidade. da qual relação de emprego é o gênero. se eleito.2009 . II.estabilidade se exercer na empresa atividade pertinente à categoria profissional do sindicato para o qual foi eleito dirigente. b) gênero. ) Relação de trabalho é a) espécie.C 13 . nem pelo estatuto dos servidores públicos ou pelo Código Civil.A 19 - 21 . d) gênero.E 17 .Defensor Público / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. .Defensor Público / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades.2009 . c) I. IV. não lhe assegura a estabilidade.D 12 . é vedada a dispensa do empregado sindicalizado a partir do momento de sua candidatura a cargo de direção até um ano após o final de seu mandato.Q57845 ( Prova: FCC . para determinado estabelecimento de ensino. Relação de Trabalho e de Emprego.

d) tanto a pessoa física como a pessoa jurídica.Q24988 ( Prova: FCC . b) somente quem se dedica à atividade lucrativa.TRT . .) Considera-se empregador a) somente a pessoa jurídica. porque a carteira em que se registram os contratos é de "trabalho e previdência social".TRT .18ª Região (GO) .Q24991 ( Prova: FCC . 24 .2003 .Área Administrativa / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades.Q25137 ( Prova: FCC .2004 .2003 . Relação de Trabalho e de Emprego. 22 .TRT . c) estabelecem com ele vínculo empregatício em razão da subordinação econômica existente.22ª Região (PI) . b) estabelecem com ele vínculo empregatício em razão da subordinação jurídica existente. ) É correto afirmar que a) não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador e o executado no domicílio do empregado. desde que esteja caracterizada a relação de emprego.Q24852 ( Prova: FCC .21ª Região (RN) .Técnico Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades.2008 .TRT . sendo equiparados a empregador na forma da Consolidação das Leis do Trabalho.) A característica da relação de emprego que a distingue de outras relações semelhantes é a a) subordinação socioeconômica. d) estabelecem com ele vínculo empregatício. d) subordinação jurídica. b) dependência técnica. e) dependência pessoal. e) estabelecem com ele vínculo empregatício uma vez que suportam o risco do negócio em razão da capacidade econômico-financeira existente. e) qualquer pessoa jurídica excetuando as associações beneficentes. não sendo equiparados a empregador.Técnico Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego.Técnico Judiciário . ) Os "turmeiros" ou "gatos" que agenciam o trabalho do "bóia-fria" a) não estabelecem com ele vínculo empregatício. 25 . c) somente o dono da empresa. Relação de Trabalho e de Emprego.e) exclusivamente contrato de emprego.Técnico Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. 23 . c) dependência social.21ª Região (RN) . não de "emprego e previdência social".

2004 . IV. c) pessoalidade na prestação dos serviços. controle ou administração de outra e esta última há responsabilidade solidária.) Considere: I. ainda que não esteja caracterizada a relação de emprego.2ª REGIÃO (SP) .b) não se distingue entre o trabalho realizado no estabelecimento do empregador e o executado no domicílio do empregado.Q24160 ( Prova: FCC .TRT .) O elemento que distingue a relação de emprego das relações afins é a a) dependência pessoal. com subordinação e mediante salário. e) observância da forma legal para a contratação.2ª REGIÃO (SP) .Analista Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. 26 .Q24154 ( Prova: FCC . c) I. 27 . Considera-se empregado a pessoa física. e) subordinação intelectual.22ª Região (PI) .2004 . que presta serviços de natureza não eventual.TRT . d) II e III.) A relação de emprego pressupõe a) o requisito da exclusividade dos serviços prestados. Somente a pessoa jurídica pode ser considerada empregador para os efeitos da CLT. Associação beneficente sem fins lucrativos não pode admitir empregados. d) eventualidade na prestação dos serviços. Entre a empresa que detém a direção.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. b) impessoalidade na prestação dos serviços.Q24792 ( Prova: FCC . b) I e II.TRT . e) o trabalho executado no domicílio do empregado sempre será considerado eventual. III. b) dependência social. II.Técnico Judiciário . 28 . c) apenas o trabalho realizado no estabelecimento do empregador caracteriza a relação de emprego. Está correto o que se afirma APENAS em a) I. d) o trabalho executado no domicílio do empregado sempre será considerado autônomo.Técnico Judiciário .Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. .2004 . II e III. d) subordinação jurídica. c) dependência técnica.

Da Sucessão e Da Responsabilidade dos Empregadores. subordinação. d) subordinação. caracteriza-se pelos seguintes elementos necessários e cumulativos: a) autonomia.D 28 . caráter não-eventual dos serviços.C 23 .TRT . b) onerosidade.Técnico Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades. c) o trabalho do empregado não deve ser oneroso.e) IV.B 29 . Terceirização. liberdade.3ª Região (MG) . onerosidade e caráter eventual da prestação dos serviços.TRT . o do autônomo. autonomia. Relação de Trabalho e de Emprego.A 26 . e) alteridade.Técnico Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Do Grupo. ) Conceitua-se como subsidiária a responsabilidade trabalhista da empresa que a) integra o mesmo grupo econômico da empresa empregadora. 30 . modalidade de relação de trabalho. pessoalidade e natureza não-eventual da prestação dos serviços. ) O empregado diferencia-se do trabalhador autônomo porque a) a relação do autônomo com o tomador não é caracterizada pela subordinação.3ª Região (MG) .3ª Região (MG) . b) o trabalho autônomo não pode ser gratuito.D 25 .C 27 .A 31 .Analista Judiciário Área Judiciária . d) a alteridade está presente apenas nas relações entre o autônomo e seu contratante. liberdade e autodeterminação. GABARITOS: 21 .Q22944 ( Prova: FCC . constante.2009 .TRT . c) responde pelos créditos dos trabalhadores contratados pela empresa que lhe presta serviços. Relação de Trabalho e de Emprego. d) participa do consórcio de empregadores rurais.Q22945 ( Prova: FCC .B 22 .2009 . 29 . e) presta serviços relacionados a emprego temporário. ) O contrato de emprego. exclusividade e autonomia.A 30 . . e) o trabalho do empregado deve ser eventual.Execução de Mandados / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego.Q23079 ( Prova: FCC .2009 .D 24 . b) presta serviços ao Estado e descumpre a legislação trabalhista. c) pessoalidade. pessoalidade e onerosidade. em relação às obrigações previdenciárias.

2009 . Patrícia é trabalhadora avulsa e Ana é trabalhadora temporária.7ª Região (CE) . II.Técnico Judiciário Área Administrativa / Direito do Trabalho / Contrato Individual de Trabalho: Generalidades.Analista Judiciário . b) III e IV. e) trabalhador avulso. dentre outras verbas. horas extras e aviso prévio. É correto afirmar que Jair é a) empregado temporário. Patrícia é empregada avulsa e Ana é trabalhadora temporária. IV. O estrangeiro portador de visto provisório ou definitivo poderá ser contratado como trabalhador temporário. analise: I. Patrícia é trabalhadora temporária e Ana é empregada doméstica.Área Judiciária . Patrícia é trabalhadora temporária e Ana é trabalhadora doméstica. Em regra. e Ana presta serviços de natureza contínua e de finalidade não lucrativa na residência de Lúcia. não poderá exceder de cento e vinte dias.Analista Judiciário .TRT . O trabalhador temporário poderá ser dispensado com justa causa.32 . Patrícia é trabalhadora avulsa e Ana é empregada doméstica. Relação de Trabalho e de Emprego. Empresas do mesmo grupo econômico não podem manter empresa de trabalho temporário para atender às demandas de suas co-irmãs. adicional noturno. É devido ao trabalhador temporário. . 33 . o contrato entre a empresa de trabalho temporário e a empresa tomadora ou cliente. pois nessa época há excesso extraordinário de serviços. ) Considere as assertivas abaixo a respeito do trabalho temporário. ) Jair trabalha como estivador no Porto de Santos. d) empregado doméstico.16ª REGIÃO (MA) . Patrícia foi contratada para trabalhar em uma loja de shopping na época do Natal. ) No que concerne ao trabalho temporário.Q12744 ( Prova: FCC . como também poderá requerer a rescisão indireta.Q11528 ( Prova: FCC .TRT . c) III. III. e) II.Área Judiciária / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego.Q15547 ( Prova: FCC .2008 . com relação a um mesmo empregado. d) I e II. 34 .2009 .TRT-2R . I. b) trabalhador avulso. c) trabalhador temporário.Execução de Mandados / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. Está correto o que se afirma APENAS em a) II e III.

para efeitos da relação de emprego. III e IV. ) Equiparam-se ao empregador. d) I e II. Neste caso é correto afirmar que. para os efeitos exclusivos da relação de emprego. as associações recreativas ou outras instituições sem fins lucrativos. Está correto o que consta APENAS em a) I e IV. mas estão sob a direção de outra empresa constituindo um grupo industrial. b) será responsável apenas a empresa principal.Q1152 ( Prova: FCC . Relação de Trabalho e de Emprego. b) apenas os profissionais liberais e as associações recreativas que admitirem trabalhadores como empregados. É permitida a contratação de estrangeiro sob a modalidade de contrato de trabalho temporário quando portador de visto provisório no País.Analista Judiciário . excluindo-se a empresa principal. b) II e IV. que admitirem trabalhadores como empregados. c) I. dentre outros direitos. III.") 35 . e) serão solidariamente responsáveis apenas as quatro empresas subordinadas. em relação a um mesmo empregado é. em regra. c) apenas as associações recreativas ou outras instituições sem fins lucrativos.TRT-24R . uma vez tratar-se de grupo industrial e não comercial. e) II. d) serão solidariamente responsáveis a empresa principal e cada uma das subordinadas. ao trabalhador temporário é assegurado. c) não haverá qualquer tipo de responsabilidade entre as empresas. que admitirem trabalhadores como empregados.Analista Judiciário . Da Sucessão e Da Responsabilidade dos Empregadores.II. por exercer a direção do grupo industrial. uma vez possuírem personalidade jurídica própria. aviso prévio e o salário-maternidade. . 36 . (ATENÇÃO: Esta questão foi anulada pela banca que organizou o concurso.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego.2006 . O prazo máximo de duração do contrato celebrado entre a tomadora e fornecedora de mão-de-obra.Q1153 ( Prova: FCC .TRT-24R . ) Quatro empresas possuem personalidade jurídica própria. Em regra. a) não haverá qualquer tipo de responsabilidade entre as empresas.2006 . adicional noturno. IV. II e III. de noventa dias.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Do Grupo. a) apenas as instituições de beneficência.

não poderão ser penhorados em processos que já estavam em trâmite quando da ocorrência da sucessão. as instituições de beneficência. II. e) III e IV. ) Considere as seguintes assertivas: I. Da Sucessão e Da Responsabilidade dos Empregadores.TRT-24R . e) o sucessor deve. sob a subordinação deste e mediante salário.2006 . o requisito pessoalidade do empregador é fundamental para a sua conceituação. . que obedecerá os mesmos termos do registro anterior.TRT-24R . 37 . sob pena de não caracterização da efetiva sucessão.Q1151 ( Prova: FCC . admite.Analista Judiciário .2006 . mas apenas responsabilidade do sucessor que é o empregador. em regra. 38 .TRT-24R . c) os bens da empresa sucessora. necessariamente. d) I.Q1073 ( Prova: FCC . em qualquer hipótese. a) a mudança da titularidade da empresa implica sucessão de empregadores. a elaboração de novo registro de empregados.Q1105 ( Prova: FCC . as associações recreativas ou outras instituições sem fins lucrativos.Analista Judiciário . III.Execução de Mandados / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego.A empresa que assumindo os riscos da atividade econômica.d) apenas os profissionais liberais e as instituições de beneficência ou outras instituições sem fins lucrativos. Está integralmente correto o que se afirma APENAS em a) I e II.Área Judiciária . que admitirem trabalhadores como empregados. b) I.Área Judiciária / Direito do Trabalho / Do Grupo. 39 .Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. c) I e III.Empregado é toda pessoa física ou jurídica que presta serviços de natureza não-eventual a empregador.Analista Judiciário . II e IV. IV. manter a mesma atividade do sucedido. b) não existe responsabilidade solidária do sucessor e do sucedido. ) Na sucessão de empresas.2006 . e) os profissionais liberais. III e IV. Relação de Trabalho e de Emprego.Empregado é toda pessoa física que presta serviços de natureza não eventual a empregador. ) Na sucessão de empresas. assalaria e dirige a prestação pessoal de serviço é considerada empregadora. que admitirem trabalhadores como empregados.Como regra. sob a subordinação deste e mediante salário. havendo substituição do empregador. d) será necessário.

em qualquer hipótese.D 36 .Sempre que uma ou mais empresas.Técnico Judiciário . solidariamente responsáveis a empresa principal e cada uma das subordinadas. GABARITOS: 31 . necessariamente. embora tendo. sob a dependência deste e mediante salário.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. d) será necessário. mas apenas responsabilidade do sucessor que é o empregador. III. o sucessor manter a mesma atividade do sucedido. constituindo grupo industrial serão.TRT-24R .B 39 . e) III. c) os bens da empresa sucessora. estiverem sob a direção de outra. não assumindo os riscos da atividade econômica.Q916 ( Prova: FCC .As instituições de beneficência bem como os profissionais liberais. .a) a mudança da titularidade da empresa implica sucessão de empregadores. equiparam-se ao empregador para os efeitos exclusivos da relação de emprego. b) não existe responsabilidade solidária do sucessor e do sucedido. que obedecerá os mesmos termos do registro anterior. ) Considere as seguintes assertivas a respeito de empregador.Considera-se empregador a empresa individual que. c) que prestar serviços de natureza eventual a empregador. sob a dependência deste e mediante salário.2006 . II.B 41 . a elaboração de novo registro de empregados. b) I e III. ) Considera-se empregado toda pessoa física a) que prestar serviços de natureza não-eventual a empregador. d) II e III. de acordo com o Decreto-Lei n° 5. para os efeitos da relação de emprego.452/43: I. em regra. admite. e) deve.B 33 . que admitirem trabalhadores como empregados. não poderão ser penhorados em processos que já estavam em trâmite quando da ocorrência da sucessão. assalaria e dirige pessoalmente a prestação de serviço ou delega a direção.Técnico Judiciário . cada uma delas.D 35 .2006 .Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. c) II. havendo substituição do empregador.C 34 . sob a dependência deste e mediante salário. 40 .Q917 ( Prova: FCC .TRT-24R .C 38 .E 37 .B 32 . personalidade jurídica própria. b) ou jurídica que prestar serviços de natureza não eventual a empregador.E 40 . Está correto o que se afirma APENAS em a) I e II. sob pena de não-caracterização da efetiva sucessão.

Técnico Judiciário . e) que prestar serviços de natureza eventual ou não eventual a empregador. III. assalaria e dirige a prestação pessoal de serviços. III e IV. salvo quando este resultar de adiantamentos. sob a dependência deste e mediante salário. d) independentemente dessa possibilidade ter sido acordada. individual ou coletiva. ) Considere as assertivas a respeito de empregado e empregador. De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho. admite. desde que haja ocorrência de dolo ou culpa do empregado. técnico e manual. e) independentemente dessa possibilidade ter sido acordada. Relação de Trabalho e de Emprego. as instituições de beneficência e as associações recreativas. está correto o que se afirma APENAS em: a) I. c) I e IV. desde que haja ocorrência de culpa ou dolo do empregado e desde que o desconto não ultrapasse 15% do salário do obreiro. . que assumindo os riscos da atividade econômica.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Relação de Trabalho e de Emprego. desde que haja ocorrência de culpa ou dolo do empregado e desde que o desconto não ultrapasse 10% do salário do obreiro.Q163 ( Prova: FCC .2007 . Considera-se empregador a empresa.2007 .TRT-23R . de dispositivos de lei ou de contrato coletivo. ) Ao empregador é vedado efetuar qualquer desconto nos salários do empregado.Técnico Judiciário . II e III. não havendo limite para o desconto. Empregado é toda pessoa física ou jurídica que prestar serviços de natureza não eventual a empregador. o desconto será lícito: a) desde que esta possibilidade tenha sido acordada ou na ocorrência de dolo do empregado.TRT-23R . sob a dependência deste e mediante salário. Equiparam-se ao empregador para efeitos exclusivos da relação de emprego. os profissionais liberais. d) II. nem entre o trabalho intelectual. 43 . Não haverá distinções relativas à espécie de emprego e à condição de trabalhador.Área Administrativa / Direito do Trabalho / Remuneração e salário.Q168 ( Prova: FCC . 42 . II. Em caso de dano causado pelo empregado. b) I e III. I. IV. sendo o desconto permitido de no máximo 10% do salário do obreiro. c) desde que essa possibilidade tenha sido acordada ou na ocorrência de culpa ou dolo do empregado. sob a dependência deste e mediante salário.d) ou jurídica que prestar serviços de natureza eventual a empregador. b) independentemente dessa possibilidade ter sido acordada.

D .A 43 .e) II e IV.A 42 . GABARITOS: 41 .